Templates by BIGtheme NET
Home » Author Archives: Sofia Pacheco

Author Archives: Sofia Pacheco

Casa do FC Porto Seia realizou Ceia de Natal

Teve lugar, no dia 7 de dezembro no Restaurante Manjar Serra da Estrela a Ceia de Natal da Casa do FC Porto Seia, em conjunto com os Portistas de Gouveia e os Dragões da Guarda.

O programa da ceia de Natal teve o seu início por volta das 18horas, na Casa do FC Porto em Seia, onde foram recebidos pela direcção da casa os convidados, sócios e simpatizantes.

Marcaram presença o Dr. Alípio Jorge, vice presidente do FC Porto, Cândido Costa, padrinho da Casa, Nuno Marçal e Tiago Ferreira da equipa de ciclismo W52/FC Porto.

A Ceia de Natal teve lotação esgotada, estando reunidos 200 Portistas do interior do País.

fotos :CFC Porto Seia

Agostinho Gonçalves demitiu-se da Concelhia do PS/Guarda

Recebemos um comunicado por parte Agostinho Gonçalves da concelhia do PS da Guarda , ao qual apresenta a sua demissão mostrando alguma insatisfação como refere:
 “Apresento hoje a minha demissão do cargo de Presidente da Concelhia da Guarda. Não o faço de ânimo leve ou movido por qualquer sentimento de retaliação.Tomo esta decisão, isso sim, com mágoa.  Não é admissível que uma estrutura local – seja ela qual for (neste caso a Concelhia da Guarda) – possa ser vetada a um total degredo e aberrante desprezo institucional.

Atitude apenas compreensível, se secundada por uma estratégia de “limpeza étnica” (em termos políticos, leia-se), numa clara purga e perseguição de determinados militantes.

 Assim, se um partido recusa o diálogo, o planeamento político e a definição de uma estratégia com as estruturas eleitas, estas de nada servem.

  Nesta senda, prefere o Partido Socialista dialogar com “estruturas sombra” (não eleitas), corporizadas por um conjunto de distintas e anónimas individualidades.

 A cúpula, ao estilo “União Nacional”, de um estalinismo primário, que deveria envergonha qualquer socialista (qualquer democrata), ostraciza as estruturas locais, na hipótese de os seus dirigentes não serem do agrado dos “senhores e senhoras” que mandam (na verdade) eternamente no partido em termos locais.Chega a ser caricato que o Partido Socialista, um partido plural, assuma internamente a defesa do “partido único”.Se assim é, que assim seja.No entanto, assiste-me a liberdade de afirmar: não farei parte deste formato político-partidário.

  Acredito numa outra forma: a democrática, a institucional, a da meritocracia, a altruísta e abnegada.

 Lamento que se tenha chegado ao ponto de um Presidente de Concelhia não conseguir, sequer, obter qualquer resposta às várias mensagens de correio electrónico enviadas às estruturas nacionais do partido.

  Aproveito, ainda, esta oportunidade para reiterar – agora publicamente – toda a minha solidariedade com os Deputados do Partido Socialista da Assembleia de Freguesia de Gonçalo que renunciaram às suas funções, atentos os motivos invocados.Neste particular, um cumprimento especial à Camarada Anabela Pereira, pelo trabalho que desenvolveu na Freguesia de Gonçalo e pela sua coragem.Estarei sempre disponível para trabalhar no interesse do meu partido, mas nunca desta forma.

 Criou-se o estigma dos “cristãos novos”.Distinguiu-se uma elite.Dividiu-se entre novos e velhos, entre ilustres e desconhecidos.Um partido que divide, nunca conseguirá unir.Tenho orgulho no trabalho que desenvolvemos.Não posso, por isso, deixar de agradecer a toda a equipa que me acompanhou, prestando-lhe a devida homenagem pelo trabalho realizado, pelo entusiasmo, pela lealdade e toda a ajuda que sempre me dispensaram.Foram (e serão) os “amigos certos na hora incerta”.

 No final deixou um agradecimento a todos os eleitos do Partido Socialista – Vereadores, Deputados Municipais, Presidentes de Junta e Deputados das Assembleias de Freguesia –, pelo trabalho que têm vindo a realizar, em representação do Partido.Da minha parte, estarei, como sempre estive, disponível para a minha cidade.

 

 

Emigrantes no Luxemburgo presenteiam Centro Social de Vila Nova Tazém

O Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Assunção em Vila Nova de Tazem, foi contemplado com uma doação de material de cozinha composto por: Um fogão a gás, um monolume a gás, uma máquina de lavar louça, um frigorífico de conservação e outro de congelação, um triturador e cortadora de carne, por parte de uma associação de emigrantes do Luxemburgo, a Associação Cultural e Humanitária da Bairrada no Luxemburgo.

Para tal, na próxima quarta-feira, dia 18, a partir das 12h, o Sr Presidente da Associação, Rogério Dias Oliveira, vai deslocar-se às  instalações, onde vai decorrer o  almoço de Natal com os utentes, de forma a conhecer as instalações e verificar o material oferecido.

 

Mangualde acolheu Festival de Natal das Piscinas Municipais

Decorreu este domingo, , o Festival de Natal das Piscinas Municipais em Mangualde. No evento, que se repete anualmente, participaram uma centena de crianças distribuídas pelos níveis CN0+, CN1, CN1+, CN2/3 e pré competição. O momento contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Rui Costa.

Foi uma festa recheada de surpresas, animação e muito desporto. Esta iniciativa insere-se na programação ‘Natal em Mangualde 2019’.  A programação de Natal arrancou no dia 30 de novembro, pelas 17h00, onde foram ligadas as Iluminações de Natal. Ainda neste dia, a animação prolongou-se até ao auditório do Complexo Paroquial de Mangualde onde Joaquim Monchique marcou presença com a peça de teatro “GOD”.  Nos dias  9 e 10 de dezembro, das 9h30 às 14h30, ouviram-se Contos de Natal, no âmbito da iniciativa ‘Livros sobre Rodas’, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.

Cultura não vai faltar neste programa natalício: o Ensino Articulado da Música e o Centro de Estudos Musicais Nancy protagonizarão incríveis momentos musicais na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, nos dias 11 e 21 de dezembro, respetivamente. Para complementar, será apresentada a peça de teatro “A Casinha de Chocolate” – Festa de Natal das Crianças do pré-escolar e 1º ciclo, a 11 de dezembro, e ainda, “A Velha Casa de Madeira” protagonizada pelo Teatro Montemuro, a 17 de dezembro.

Ainda integrado nesta programação, de 9 a 31 de dezembro, o átrio da Câmara Municipal de Mangualde, terá patente a exposição “Pontos e Encontros”, e no dia 15, da parte da manhã, as Piscinas Municipais, realizarão o Festival de Natal das Piscinas Municipais.

Nos dias 13, 14, 15 e 22 de dezembro, das 14h30 às 17h00, haverá muita Animação de Natal no Largo Dr. Couto com a presença do Pai Natal e ainda um comboio e uma Aldeia de Natal. A 14 de dezembro, pelas 16h00, o Largo Dr. Couto recebe ainda o espetáculo ‘Ronca de Elvas’. Para encerrar as festividades, o Concerto de Ano Novo, pela Orquestra Poema, tem lugar no dia 4 de janeiro, pelas 21h30, no auditório do Complexo Paroquial de Mangualde.

 

CAMPANHA “POR UM SORRISO” A DECORRER

E porque Natal também é sinónimo de entreajuda, o Município de Mangualde volta a promover a campanha “Por um Sorriso”, uma campanha solidária de recolha de brinquedos que tem como objetivo estimular o espírito de solidariedade e tornar o Natal de todas as crianças do concelho mais feliz. A ação acontece de 2 a 13 de dezembro e tem como destinatárias as crianças das famílias mais desfavorecidas do concelho que estejam sinalizadas no âmbito da Ação Social. Envolta pelo espírito natalício, a restante comunidade pode, através de um gesto solidário, alegrar o Natal destas crianças e respetivas famílias. De segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 17h00, os brinquedos podem ser entregues no átrio da Câmara Municipal de Mangualde.

Feira de Santa Luzia em Trancoso

A Feira de Santa Luzia este ano coincide  com o mercado semanal de sexta-feira,a  realizar dia 13.

Conhecida também por Feira dos Capotes ou Samarras, esta importante feira de ano trancosense, com particular incidência na transação de gado, ultrapassa claramente as fronteiras do concelho, encontrando-se enraizada na cultura popular desde há vários séculos até ao presente.

A organização do evento, composta, uma vez mais, pela Câmara Municipal, Junta de Freguesia de Trancoso e Souto Maior, e Bandarra – Cooperativa Agrícola do Concelho de Trancoso, Crl.

Mercado Municipal da Guarda reabre neste sábado, dia 14 de dezembro

Por motivos alheios à vontade da Câmara Municipal da Guarda, a empresa responsável pela reabilitação do Mercado Municipal apenas garante a conclusão das obras de reabilitação até ao final desta semana, estando a data de reabertura do espaço prevista para o próximo dia 14 de dezembro, sábado.

Esta mudança na data de reabertura, inicialmente prevista para quarta-feira, dia 11 de dezembro, prende-se com questões técnicas relacionadas com o funcionamento do sistema elétrico do edifício do Mercado Municipal, que ficou gravemente danificado na sequência do incêndio que deflagrou nas instalações, no passado dia 29 de novembro.

 

Convenção Community 2019 no Café Concerto

A Comunilog Consulting apresenta no próximo dia 14 de dezembro pelas 14h30 no Café Concerto -Teatro Municipal da Guarda a Convenção Community 2019.

Este ano a convenção tem uma nova dimensão e um novo formato, saindo das suas portas para ir ao encontro da comunidade. Esta edição apresenta um painel de oradores de excelência e será um verdadeiro espaço de partilha.Os oradores: Carlos Lopes(Especialista de Marketing Digital)com o tema Tendências do Marketing para 2020, Pedro Pinto(Pplware)com o tema Cidadania Ativa, Paulo Pinto (Marketing Manager & International Business Developer da Costa Verde) com o tema A Costa Verde e a Gestão dos Fatores de Incerteza e Rui Isidro(Diretor da Rádio Altitude)com o tema Local, Global.

A “Community 2019” pretende ser um momento de debate de ideias, de cruzamento de perspetivas, de construção de pensamentos, de visão e revisão dos padrões que norteiam a construção e a vivência da comunidade que nos envolve.

 

Artigo de Opinião- Hipnose Clínica no controlo da dor

A subjugação da Hipnose Clínica às várias áreas da psique humana é notória, esta não só engloba as questões referentes à depressão, perdas emocionais, ansiedade, baixa autoestima e fobias, mas também tem um papel muito importante no controlo da dor. Quando falamos de dor, falamos de uma experiência muito própria, que compreende tanto a realidade física como emocional. Já se questionou como é gerado este conceito?! Ao contrário, do que possa pensar, a dor é produzida pelo nosso cérebro. Quando nos magoamos, pequenos receptores nervosos vão transportar-se pela medula espinhal enviado informações ao cérebro para que este consiga processar a localização e a intensidade da dor. Este sistema de receção e processamento é real tanto para a dor física como para a dor emocional.

Na verdade, este circuito funciona como um painel de sistema de alarme, tornando a dor numa luz amarela que nos avisa que algo não está bem com o nosso organismo. Mas se a experiência da dor é algo que é essencial ao ser humano enquanto indicativo do estado de saúde, quando é que devemos pedir ajuda?

O consulente deve procurar intervenção profissional para o controle da dor quando esta se torna persistente e incapacitante, condicionando as tarefas rotineiras e o seu dia a dia.

Como a Hipnose Clínica pode ajudar no controlo da dor?

A Hipnose estimula o relaxamento da mente e do corpo, e por sua vez vai produzir a serotonina e as beta-endorfinas, o que vai neutralizar a percepção da dor reduzindo os níveis de cortisol. A técnica aplicar para o controle é variável consoante o background e as queixas do consulente. No entanto, através das várias técnicas disponíveis é possível, mudar a localização da dor para um local que não condicione a vida do utente, e sobretudo modificar a intensidade da dor, reorganizando a transmissão inicial para uma transmissão que reporte o alívio parcial ou total da dor.

Alerto, no entanto, que a Hipnose Clínica é eficaz no controlo da dor mas não na cura total da causa da mesma, pelo que é importante identificar a causa da dor e procurar o tratamento mais adequado para a mesma.

Dra. Sara Morais Hipnoterapeuta

Mais informações: Consultas Fornos de Algodres Espaço São Ferreira Estética 919539401 / smoraishipnose@gmail.com

Artigo de Opinião- Terapia da Fala na Neonatologia

Nas últimas décadas, os progressos ao nível da medicina foram evidentes e proporcionaram a sobrevivência de recém-nascidos de baixa idade gestacional, de muito baixo peso, bem como com doenças embrionárias e genéticas, malformações e lesões encefálicas.

O prognóstico de desenvolvimento destas crianças tem mostrado uma grande incidência de sequelas do desenvolvimento global. As disfunções são múltiplas e incluem desde dificuldades na função alimentar, de aprendizagem, comportamentais e alterações neuromotoras.

A intervenção do terapeuta da fala na neonatologia já é uma realidade em muitos serviços. Esta intervenção visa aspetos relacionados com a alimentação, com a relação pais/bebé e com o desenvolvimento da comunicação/linguagem. A intervenção tem um caráter preventivo primário e secundário, pois envolve a orientação e o aconselhamento aos pais, como também a deteção e intervenção direta.

As principais situações que requerem intervenção do terapeuta da fala são: alterações do padrão de sucção – deglutição – respiração; utilização de sonda; sucção débil; apneia durante a alimentação; recusa do alimento; perda de peso; reflexos orais ausentes ou exacerbados; alterações da sensibilidade oral e facial; preocupação com possível aspiração do alimento; letargia durante a alimentação; períodos longos de alimentação; engasgos excessivos ou tosse recorrente durante a alimentação; refluxo nasal e gastroesofágico e dificuldades na amamentação.

A primeira abordagem é efetuada em três momentos distintos, sendo eles: a observação do bebé de risco em repouso e enquanto manipulado pela equipa de enfermagem, o segundo momento consiste na avaliação específica do Terapeuta da Fala, ou seja, a avaliação da motricidade orofacial e da alimentação, de posturas e padrões de movimento, dos padrões respiratórios; dos estados de consciência; da prontidão para a alimentação e habilidade de atenção e da resposta à estimulação propriocetiva; da habilidade de regulação e da observação da interação pais – bebé; e o terceiro momento será após a alimentação. Para além da intervenção direta junto ao recém-nascido, cabe ao Terapeuta promover competências comunicativas e de vínculo afetivo entre o bebé e família; cooperar na otimização do ambiente da unidade de cuidados intensivos neonatais e trabalhar em intrínseca parceria com a restante equipa e família, promovendo o bem-estar do bebé e contribuindo assim para a sua alta hospitalar.

Ana Carolina Melo Marques C-046322175

Terapeuta da Fala na APSCDFA e na Clínica Nossa Srª da Graça

 

Pulseira eletrónica por violência doméstica- Gouveia

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, no dia 6 de dezembro, deteve um homem com 47 anos, por violência doméstica, no concelho de Gouveia.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, que decorria há cerca de uma semana, a GNR apurou que o suspeito, exercia violência física, psicológica e ameaças sobre o seu filho menor e sua esposa de 45 anos, tendo os militares dado cumprimento a um mandado de detenção e condução.

O detido ficou no Estabelecimento Prisional da Guarda até ter sido presente ao Tribunal de Almeida, no dia 7 de dezembro, tendo ficado sujeito às medidas de coação de proibição de contactos e de aproximação da vítima a menos de 500 metros, bem como, proibição de aproximação da residência da família e da escola do filho, controlado por pulseira eletrónica.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar