Templates by BIGtheme NET
Home » Author Archives: Sofia Pacheco (page 3)

Author Archives: Sofia Pacheco

Guarda avança com campanha para promover o território: Agora já é tempo!

 

Após um longo período pandémico de distanciamento social e isolamento, devido ao perigo de contágio por COVID-19, é chegada a hora de apelar a que todos voltem, aos poucos, a desfrutar do nosso concelho. Neste sentido, o Município da Guarda avança com a campanha de promoção turística “Agora já é tempo”. O objetivo é contribuir, neste período de desconfinamento, para a captação de novos fluxos turísticos ávidos de desfrutar da natureza e do sossego que o nosso concelho proporciona. Ao mesmo tempo, pretende-se alavancar a recuperação da economia local, promovendo todo o território: da cidade às aldeias, dos monumentos à gastronomia, do património cultural ao paisagístico, do artesanato ao legado histórico, convidando todos a uma visita.

 

Dia da criança vai ser assinalado em Gouveia

O“Dia Mundial da Criança”, vai ser assinalado pelo Município de Gouveia no dia 1 de junho, com um conjunto de atividades, nas quais se incluem espetáculos online dedicados aos mais novos e entregas de livros infantis.

Ao longo do dia , serão publicadas na página da rede social facebook do Município de Gouveia duas atividades infantis. Às 10h30, a “Hora do Conto”, atividade habitual do Município de Gouveia, mais concretamente da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, que é já conhecida entre os mais novos, e que visa dinamizar e animar um conto ou uma pequena história. O conto servirá de base para propor a realização de pequenos trabalhos, que estimulem a expressão criativa das crianças e apele à participação de todos, incluindo as crianças com maiores dificuldades de aprendizagem. Mais tarde, às 21h00, será também transmitido  nas plataformas online o espetáculo de Teatro Infantil “O sapato especial” proporcionado pela companhia “Cativar – Teatro para a Infância”, uma proposta abrangente a toda a família.

Uma vez que o dia 1 de junho marca igualmente o regresso das atividades letivas dos Jardins de Infância, o Município de Gouveia irá também oferecer a todas as crianças até aos 6 anos um livro infantil.

Para além disso, o “CLDS Integr4r”, em parceria com o Município de Gouveia, vai oferecer livros aos alunos do 1º ciclo do concelho, atividade integrada no projeto “Uma Viagem para a Amizade”, com a participação da artista Susana Félix.

Jorge Almeida piloto mangualdense homenageado

Numa cerimónia levada a efeito pelo Município de Mangualde representada pelo seu Presidente Elísio Oliveira e Vice-Presidente, Rui Costa, com apoio das freguesias de Moimenta de Maceira Dão e de Espinho, foi dado o reconhecimento ao piloto do concelho, Jorge Almeida que foi Campeão Nacional de Perícia automóvel em 2019.

Avisos e Liturgia – Tempo Pascal- Ascensão do Senhor- Ano A

 

De vez em quando, a homilia de Domingo deveria ser uma breve iniciação bíblica, litúrgica ou catequética, porque a linguagem e a forma de escrita dos tempos antigos, por vezes, são incompreensíveis ou, simplesmente, custam a entender. É o que acontece neste domingo e em outras celebrações festivas. O que se entende por “ascensão do Senhor”? O que queremos dizer quando, no credo, confessamos que Jesus “subiu aos Céus e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso?”.

De certeza que já assistimos a representações da “Paixão do Senhor” na nossa comunidade, baseadas numa leitura literal das narrações evangélicas, de maneira que com os nossos próprios olhos procuramos tentar perceber como terá sido a morte, a ressurreição e a ascensão de Jesus. A intenção dos evangelistas é, sobretudo, fortalecer a fé das primeiras comunidades em Cristo Ressuscitado. Jesus não desce pelo Natal, nem sobe pela Ascensão. Em linguagem teológica, queremos exprimir o encontro entre Deus e a humanidade e a comunhão entre o ser humano e a divindade. Temos Natal e Páscoa, mas temos de ter cuidado com a linguagem que utilizamos.

A liturgia desta solenidade da Ascensão é influenciada pelo testemunho de S. Lucas que encontramos no final do seu evangelho e no princípio do livro dos Actos dos Apóstolos, na primeira leitura. A narração da Ascensão é a união entre o evangelho e os Actos dos Apóstolos. Tanto um como outro texto dirigem-se a um personagem, Teófilo, que não sabemos se era alguém importante naquele tempo ou é um personagem simbólico. Também é dirigido a nós, que somos, ou queremos, ser amigos de Deus, que confessamos que o Crucificado-Ressuscitado vive em comunhão (à direita do) com o Pai.

Na segunda leitura, S. Paulo pede ao Deus de Nosso Senhor Jesus Cristo que conceda à comunidade cristã de Éfeso “um espírito de sabedoria e de luz” para que conheça “a grandeza que representa o seu poder… que exerceu em Cristo, que Ele ressuscitou dos mortos e colocou à sua direita nos Céus”. Este sentar à direita de Deus recorda-nos aquele pedido da mãe de Tiago e de João. Sem dúvida, Deus tem este lugar reservado somente para o Filho.

24-05-2020

O evangelho deste Domingo é a conclusão do texto de S. Mateus. Não faz referência em subir ao céu nem em sentar-se à direita do Pai, mas fala-nos disto com outras palavras: os discípulos, quando viram Jesus, adoraram-no (só se adora Deus); Jesus aproximou-se e disse-lhes: “Todo o poder me foi dado no Céu e na terra”. Confia-lhes a missão de anunciar a conversão, ou seja, de fazer discípulos em todas as nações. Esta missão consiste em baptizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando a cumprir a vontade de Deus. Perante esta nobre missão, há uma promessa reconfortante: “Eu estou sempre convosco (uma presença continuada) até ao fim dos tempos (uma presença sem fronteiras)”. Com esta promessa, também daremos testemunho de Jesus Cristo sem medo e com muita coragem.

 

«A Ascensão de Cristo, vosso Filho, é a nossa esperança: tendo-nos precedido na glória, para aí nos chama como membros do seu Corpo» (da oração colecta)

 

Deus e os homens tornaram-se uma só raça, e é por isso que São Paulo afirma: «somos da raça de Deus» (Act 17,29); e, noutra passagem: «somos o corpo de Cristo e cada um, pela sua parte, é um membro» (1Cor 12,27). Quer dizer, pela carne que Ele assumiu nós tornamo-nos Sua família e temos assim, graças a Ele, uma dupla garantia: no Céu, a carne que de nós tomou; na Terra, o seu Espírito Santo que em nós permanece. Porque nos havemos de admirar que o Espírito Santo esteja ao mesmo tempo connosco e no Céu, quando o corpo de Cristo está tanto à direita do Pai quanto connosco na Terra? O Céu recebeu o seu sagrado corpo, e a Terra o Espírito Santo. Depois de nos ter trazido o Espírito Santo com a sua Encarnação, Ele levou o nosso corpo para o Céu na sua Ascensão. Tal é o plano divino, grandioso e surpreendente! Como disse o salmista: «Senhor, nosso Deus, como é admirável o vosso nome em toda a terra!» (Sl 8,2)

A divindade foi, assim, elevada. Como é dito expressamente, «Elevou-Se à vista deles» (Act 1,9) Aquele que em tudo é poderoso: o Deus forte, o poderoso Senhor, «o grande Rei de toda a terra» (Sl 47 [46],3). Grande Profeta (Dt 18,15-19), Sumo Sacerdote (Hb 7,26; 8,1), Luz verdadeira (Jo 1,9), Ele é grande em tudo, não só na sua divindade, mas também na sua carne, pois Se tornou Sumo Sacerdote e poderoso Profeta. E como? Escutai o que diz a Escritura: «uma vez que temos um grande Sumo Sacerdote que atravessou os céus, Jesus Cristo, o Filho de Deus, conservemos firme a fé que professamos» (Hb 4,14). Então, se Ele é Sumo Sacerdote e Profeta, é bem certo que «surgiu entre nós um grande profeta e Deus visitou o seu povo» (Lc 7,16). E se Ele é Sumo Sacerdote, grande Profeta e Rei, também é Luz dos povos: «a Galileia dos gentios, o povo que andava nas trevas, viu uma grande luz» (Is 8,23-9,1; Mt 4,15-16). Temos, pois, o Fiador da nossa vida no Céu, para onde Ele, que é Cristo, nos levou consigo. (Homilia atribuída a São João Crisóstomo, c. 350-407, Sobre a Ascensão, 16-17).

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano A - Tempo Pascal - Ascensão do Senhor

GNR Guarda- Guarda – Três detidos por furto de combustível

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) deteve, hoje, dia 22 de maio, dois homens e uma mulher com idades compreendidas entre 28 e 39 anos, por furto de combustível na localidade de Porto da Carne, no concelho da Guarda.

A detenção foi efetuada quando os militares, no decorrer de diligências de investigação, detetaram os três suspeitos a furtarem gasóleo do depósito de uma viatura, através de uma mangueira.

Para além das detenções foi apreendido o seguinte material utilizado no furto:

  • Uma viatura ligeira;
  • Um jerrican;
  • Uma mangueira;
  • Um alicate.

Os suspeitos foram constituídos arguidos, tendo os factos sido remetidos para o Tribunal Judicial da Guarda.

Sobre um dos suspeitos do furto, decorrem outros processos pelo mesmo tipo de ilícitos.

GNR-Atividade operacional semanal

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 15 e 21 de maio, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções251 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 87 por condução sob o efeito do álcool;
  • 65 por condução sem habilitação legal;
  • 15 por tráfico de estupefacientes;
  • 14 por furto e roubo;
  • Nove por violência doméstica;
  • Sete por posse de arma proibida;
  • Três por posse ilegal de arma;
  • Três por ameaça e coação;
  • Dois por extorsão.
  1. Apreensões:
  • 711 doses de haxixe;
  • 444 doses de cocaína;
  • 50 doses de heroína;
  • 20 gramas de folhas de cannabis;
  • 41 doses de MDMA;
  • 283 munições de diversos calibres;
  • Oito armas de fogo;
  • 12 armas brancas;
  • 16 veículos;
  • 130 393 cigarros;
  • 3 720 quilos de bivalves;
  • 512 quilos de pescado;
  • 18 936  euros em numerário.
  1. Trânsito:

Fiscalização4 956 infrações detetadas, destacando-se:

  • 2 887 excessos de velocidade;
  • 440 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 214 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 185 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 179 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 174 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 127 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 84 relacionadas com tacógrafos.

 

Balcão Único do Município de Gouveia acolhe Posto de Atendimento ao Cidadão

O Posto de Atendimento ao Cidadão (PAC) de Gouveia está, temporariamente, a funcionar nas instalações do Balcão Único no edifício da Câmara Municipal de Gouveia, mantendo o seu funcionamento de segunda a sexta-feira, em horário das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 16h30 (para serviços que careçam de pagamentos) ou 17h30 (para os restantes serviços), garantindo um atendimento personalizado, que permite aos utentes tratarem dos vários serviços da Administração Pública.

Este serviço municipal, que se encontrava instalado na Rua da República, em Gouveia, transita de forma provisória para o edifício dos Paços do Concelho, na Avenida 25 de Abril, e mantém disponíveis os seguintes serviços:

• ADSE (Direção Geral de Proteção Social aos Funcionários e Agentes da Administração Pública)
– Receção de pedidos CESD (Cartão Europeu de Seguro de Doença).
– Receção e envio de recibos de consultas.

• IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes)
– Receção, envio de processos de cartas de condução, por via eletrónica, nomeadamente substituições, revalidações e segundas vias de cartas de condução Portuguesas.

• DGAJ (Direção Geral da Administração da Justiça)
– Pedido e emissão de Certificado de Registo Criminal Negativo.

• SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras)
– Este serviço visa reunir os documentos necessários para a emissão do Certificado de Registo de Cidadãos na União Europeia.

• GAE (Gabinete de Apoio ao Emigrante)
– Gabinete que presta serviço gratuito de apoio ao emigrante, direcionado, sobretudo aos reformados.

Desta forma, o Espaço do Cidadão mantém a prestação de serviços de atendimento público com maior comodidade, eficácia e qualidade de serviço, agilizando procedimentos e acompanhando individualmente o processo de cada munícipe.

Aguiar da Beira combate a Vespa das Galhas do Castanheiro

No âmbito do protocolo Biovespa, foram efetuadas recentemente mais  duas largadas de

parasitoide Torymus sinensis para combate à Vespa das Galhas do Castanheiro Dryocosmus kuriphilus, nas freguesias de Dornelas e União de Freguesias de Sequeiros e Gradiz, perfazendo um total de 21 largadas desde 2016, sendo que as localizações das mesmas, teve como critério a cobertura total da área de implantação dos soutos do concelho.

Atendendo ao ataque intenso desta praga no presente ano, resultado de condições favoráveis ao desenvolvimento da Vespa das Galhas do Castanheiro, apelamos a todos os produtores que sigam escrupulosamente os procedimentos indicados no aviso, de forma a garantir resultados no combate biológico financiado pelo Município de Aguiar da Beira.

 

Ação de combate à vespa das galhas dos castanheiros em Fornos de Algodres

A vespa-da-galha-do-castanheiro está presente no território fornense, de forma bastante evidente, tendo sido as largadas realizadas nos locais de maior concentração de soutos e castinçais.

Com o apoio da REFCAST e do Eng.º Almeida da DRAPC, no dia 13 de maio, o Gabinete Técnico Florestal do Município de Fornos de Algodres procedeu à libertação do parasitoide específico utilizado no controlo da praga que afeta os castanheiros.

O Dryocosmus kuriphilus Yasumatsu é um inseto conhecido com o nome vulgar de “vespa-da-galha-do-castanheiro” que ataca vegetais do género Castanea, induzindo a formação de galhas nos gomos e folhas, provocando a redução do crescimento dos ramos e a frutificação, podendo diminuir drasticamente a produção e a qualidade da castanha e conduzir ao declínio dos castanheiros.

O controlo da vespa-da-galha-do-castanheiro apenas um modo de luta autorizado, a luta biológica, que é realizada exclusivamente através da introdução de um inseto parasitoide específico, o Torymus sisnensis.

A vespa-da-galha-do-castanheiro é o mais perigoso inimigo do castanheiro até agora conhecido e contínua em expansão no Norte e Centro do país. Um investimento suportado na integra pelo Município de Fornos de Algodres.

Mais de 1000 empresas de atividade turística do Centro de Portugal já são “Clean and Safe”

Mais de 1000 empresas de atividade turística do Centro de Portugal já conquistaram o direito de exibir o selo “Clean and Safe”. Este selo, recorde-se, resulta de um processo de certificação do Turismo de Portugal que visa transmitir maior confiança aos turistas.

Na região Centro de Portugal, exibem já o selo, ao dia de hoje, 418 empreendimentos turísticos, 224 unidades de alojamento local, 214 agentes de animação turística, 149 agências de viagens e operadores turísticos e ainda 86 restaurantes (estes ao dia de ontem). Para a restauração, assinale-se, o processo começou mais tarde, a 15 de maio. Os números têm crescido diariamente, assim como o interesse manifestado pelas empresas em aderir ao processo, através da colocação de questões práticas sobre o processo formal de obtenção do selo e quanto aos procedimentos a adotar, uma vez que cada tipo de atividade tem associado um conjunto de requisitos específicos.
Turismo Centro de Portugal (TCP) associou-se desde a primeira hora a esta iniciativa, através da divulgação do selo “Clean & Safe” junto das empresas elegíveis e da disponibilização de apoio técnico a todos os interessados. Paralelamente, o TCP tem em curso um conjunto de videoconferências, em parceria com o Turismo de Portugal e com representantes das associações do setor, com o intuito de reforçar a formação dos empresários sobre todos os aspetos deste selo.

Registe-se que o Gabinete de Apoio ao Investimento Turístico do TCP recebeu, desde 10 de março, mais de 550 atendimentos a empresários, com dúvidas relacionadas com o período de pandemia e também sobre novos projetos de investimento. Só em maio, registaram-se já 225 atendimentos, o que prenuncia que este vai ser o mês com mais atendimentos de sempre.

Os empresários da atividade turística do Centro de Portugal estão de parabéns. Assim que o Covid-19 os obrigou a suspender as operações, arregaçaram as mangas e dedicaram-se a preparar o dia em que poderiam reabrir”, sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal. “Hotéis, alojamentos, restaurantes e todas as empresas do setor não se pouparam a esforços para dotar os seus estabelecimentos e os seus negócios de todas as condições exigidas por esta nova realidade, pelo que não surpreende que sejam já mais de 1000 as empresas da região com o selo ‘Clean & Safe’. Este selo é a melhor garantia que podemos dar aos turistas de que podem visitar o Centro de Portugal em total segurança”, acrescenta.

Mais de um terço dos empreendimentos turísticos da região de portas abertas

O Gabinete de Apoio ao Investimento Turístico do TCP calcula que mais de um terço dos empreendimentos turísticos da região Centro de Portugal estão a funcionar, de acordo com um levantamento feito pela entidade. Os números, que resultam de uma amostra representativa das unidades da região (à exceção de parques de campismo), demonstram que 39,8% dos empreendimentos estão abertos, 33,7% vão reabrir até 15 de junho e 26,3% só o farão depois de 15 de junho.

Postos de informação turística a caminho da normalidade

Dois dos postos de informação turística do Turismo Centro de Portugal já reabriram as portas, após o período de confinamento obrigatório, e estão disponíveis para prestar todo o auxílio a quem os procura. São eles os postos de Aveiro e Fátima, que estão abertos desde dia 18 de maio, funcionando das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00. A partir de 1 de junho, funcionarão no horário regular.

Os postos de informação turística de Leiria, Coimbra, Covilhã e Viseu vão reabrir a 25 de maio, funcionando das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00. A partir de 1 de junho, funcionarão no horário regular. A 1 de junho, abrirão também os postos de informação turística de Manteigas, Belmonte e Vilar Formoso (estes dois de forma condicionada), no horário regular.

Todos os colaboradores receberam formação específica para poderem prestar esclarecimentos aos visitantes no contexto da pandemia de COVID-19, estando igualmente disponíveis para disponibilizar equipamento de proteção individual e dispensadores de solução à base de álcool. Os espaços são, naturalmente, higienizados e limpos várias vezes ao dia.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar