Templates by BIGtheme NET
Home » Author Archives: Sofia Pacheco (page 86)

Author Archives: Sofia Pacheco

Câmara Municipal de Nelas assinalou Dia Mundial do Cinema

NelasO Cine-Teatro Municipal de Nelas foi hoje palco de um magnífico Cine-Concerto apresentado pela Sociedade Musical 2 de Fevereiro de Santar que, perante sala cheia, apresentou um reportório composto pelas bandas sonoras mais consagradas e emocionantes de filmes que fizeram a História do Cinema, como Braveheart, Pearl Harbor, Les Miserables, 7 Magníficos, A Mascara de Zorro, Pirata das Caraíbas, entre outros.

Este concerto memorável, que contou ainda com a participação do Grupo Infanto-Juvenil do Bairro da Igreja e os alunos do Ensino Articulado da Música do Agrupamento de Escolas de Nelas, coordenado pelo Conservatório de Música de Seia, foi aclamado pelo público que aplaudiu o trabalho e dedicação de todos os músicos.

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Nelas, Sofia Relvas, felicitou todos os envolvidos neste projeto de sucesso, enaltecendo o importante papel das Associações no enriquecimento do tecido cultural concelhio, bem como o trabalho desenvolvido na formação artística das camadas jovens.

Por:Mun. Nelas

Mangualde fez balanço do DECIF no concelho

image006 No passado dia 2 de novembro, Mangualde realizou uma reunião de avaliação e de balanço do Dispositivo Especial Contra Incêndios Florestais (DECIF) no concelho. A reunião, que decorreu no quartel do Corpo de Bombeiros Voluntários de Mangualde, foi presidida pelo presidente da Câmara, João Azevedo, e pelo Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes. A sessão contou ainda com a presença do presidente da direção dos BVM, João Soares, do Comandante dos BVM, Carlos Carvalho, do Comandante do Destacamento Territorial de Mangualde, Capitão Lopes, do responsável pelo Núcleo de Proteção do Ambiente / SEPNA – 2º Sargento Aguiar, do Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, Tenente-coronel José Tomás, do Chefe do Agrupamento 299 do Corpo Nacional de Escutas, Sérgio Barroso, e ainda dos presidentes da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta e da União de Freguesias de Tavares, nomeadamente, Bernardino Azevedo e Alexandre Constantino.

 Para o autarca mangualdense, ‘o esforço e o capital que a autarquia tem investido na área da proteção civil, nomeadamente na prevenção e combate a incêndios, tem feito toda a diferença na diminuição do risco no concelho’. ‘A manutenção de uma equipa de sapadores florestais, a abertura e a beneficiação de caminhos florestais eimage007 a gestão das faixas de gestão de combustível’ são alguns dos exemplos apresentados por João Azevedo para reforçar a ideia de que ‘a prevenção e o combate têm de estar presentes de janeiro a dezembro e não apenas no período crítico’. O edil traça ainda como ‘objetivo para o futuro ter um projeto ainda mais alargado na área da Proteção Civil municipal’. Na reunião, o Secretário de Estado mostrou-se bastante agradado com as instalações dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, ‘uma das melhores do país’ e realçou ainda ‘o profissionalismo e a coordenação que existe nos vários agentes da proteção civil do concelho’.

 OS MEIOS, HUMANOS E MATERIAIS, ESTÃO DISTRIBUÍDOS PELOS BOMBEIROS, GNR, PROTEÇÃO CIVIL MUNICIPAL, SAPADORES FLORESTAIS, ENTRE OUTROS AGENTES DE PROTEÇÃO CIVIL.

Após a receção e as boas vindas, o Secretário de Estado pôde ficar a conhecer a história do Corpo de Bombeiros Voluntários de Mangualde, através de uma breve resenha histórica, proferida pelo presidente da direção dos Bombeiros. De seguida, todos os intervenientes participaram numa visita guiada pelas instalações, que permitiu conhecer as principais valências, com especial destaque para Base de Apoio Logístico (BAL) e para a Unidade Local de Formação, nos domínios dos fogos industriais, urbanos e florestais. Foi ainda possível assistir à apresentação de três sessões, proferidas pelo técnico do Gabinete Técnico Florestal, Adriano Nave, pelo 2º Sargento Aguiar da GNR/SEPNA e pelo Adjunto de Comando, Márcio Teles. Nestas sessões, os participantes ficaram a conhecer melhor o risco de incêndio florestal, bem como a sua manifestação ao longo dos últimos anos. Deu-se ainda a conhecer a atividade do Serviço Municipal de Proteção Civil da autarquia e o investimento executado em planeamento e prevenção estrutural de DFCI. A GNR/SEPNA apresentou os dados relativos às ocorrências do último ano, nomeadamente, às causas e contexto das ignições, e divulgou todo o trabalho de sensibilização, fiscalização e vigilância executado no âmbito da sua missão. Na última sessão, os Bombeiros Voluntários de Mangualde apresentaram a constituição do corpo de bombeiros, os meios que têm ao dispor, as suas valências nas diversas áreas do socorro, a sua área de intervenção e as estatísticas da sua atividade.

Por:Mun. Mangualde

 

Novo Curso de Apicultura em Mangualde

cmmNos dias 12 e 13 de novembro, Mangualde acolhe um novo curso de apicultura com o objetivo de oferecer a oportunidade de começar a prática apícola em meio urbano ou caseiro, de forma simples, sustentável e a baixo custo. O Curso Iniciantes Intensivo –  um módulo intensivo para que os formandos deste curso possam se desejarem continuar para um módulo mais avançado na primavera de 2017 –  é organizado por Harald Hafner e conta com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde. As inscrições, abertas à comunidade, estão a decorrer e deverão ser efetuadas através do telefone 914457285 ou do email nn.nelas@gmail.com. O curso apenas se realizará caso seja atingido o número mínimo de 10 inscrições, estando limitado a um máximo de 15 participantes.

 Harald Hafner é apicultor profissional em Mangualde. O formador junta 20 anos de experiência na apicultura com abelhas em diferentes países e zonas climáticas, com profundos conhecimentos do mundo e das técnicas de apicultura. A lecionar cursos de apicultura no país há cinco anos, já formou mais de 500 futuros apicultores e é proponente de uma crescente rede de apicultores naturais. É ainda Técnico Apícola e tem um Mestrado em Apicultura (Beekeeping Master) da Escola Apícola de Warth na Áustria.

Por:Mun.Mangualde

 

Sugestões de Culinária–Bacalhau com broa

bacalhau_com_broa

Ingredientes (para 5 pessoas):

  • 3 postas de bacalhau demolhado Três Velas
  • 2dl de azeite Chaparro
  • 2 dente de alho
  • 2 cebolas
  • 150g de linguiça Fumadinho
  • 400g de miolo de broa de milho
  • 2 ovos
  • Sal Castello q.b.
  • Pimenta branca moída Kania q.b.
  • Batatas q.b.

Preparação:

Coloque o bacalhau num tacho, cubra-o com água fria e leve-o ao lume até levantar fervura. Nessa altura, retire-o do lume e deixe-o arrefecer dentro de água. Descasque as cebolas, corte-as em meias luas finas e pique os alhos.

Depois, aqueça o azeite, junte-lhe os alhos e a cebola e deixe cozinhar até a cebola ficar macia. Escorra o bacalhau, retirando-lhe todas as peles e espinhas, junte-o à cebola e, mexendo tudo muito bem, adicione a linguiça cortada em rodelas finas. Verifique o sal e junte uma pitada de pimenta, deixando cozinhar durante cinco minutos.

Disponha o bacalhau num prato de ir ao forno, cubra-o com o miolo de broa e regue-o com os ovos batidos. Por fim, leve ao forno pré aquecido a 180º C até ficar douradinho. Sirva quente e decorado a gosto. Se preferir, pode acompanhar este prato com batatas cozidas com a pele.

Por:Lidl

Leituras enfeitiçadas em Mangualde

sextas da lua outubroAs «Sextas da Lua» estão de volta a Mangualde e em outubro a Câmara Municipal de Mangualde leva a cabo as “Leituras enfeitiçadas: contos e trovões, rezas e canções” no próximo dia 28 de outubro, pelas 20h30, com concentração no Largo Dr. Couto. A autarquia promove, assim, o livro e a leitura junto da comunidade e simultaneamente assinala-se o Halloween.

Tudo começa com uma «Caminhada enfeitiçada» pela cidade com várias paragens preenchidas com leituras e performances alusivas ao tema do Halloween. A concentração terá lugar pelas 20h30 no Largo Dr. Couto e o percurso será efetuado depois até à Biblioteca Municipal. Aí decorrerá uma sessão de contos “Contos e Trovões, Rezas e Canções” com Américo Rodrigues, César Prata e Suzete Marques, seguida da entrega de prémios do concurso “Títulos Enfeitiçados” dinamizado pelas Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Mangualde.

“CONTOS E TROVÕES, REZAS E CANÇÕES”

É UMA CRIAÇÃO COLETIVA DE AMÉRICO RODRIGUES, CÉSAR PRATA E SUZETE MARQUES

Uma mulher e dois homens contam e cantam, espalham gestos e memórias. Num ambiente teatral de mistério nasce o espetáculo baseado em elementos da cultura popular portuguesa: contos, canções de cordel, rezas, lengalengas, trava-línguas, romances, etc. Ninguém carrega uma mala vazia, ninguém vive sem cantar uma canção.

Por: Mun.Mangualde

Tomadas de Posse em Chãs de Tavares e Padre Carlos Rodrigues em Figueiredo de Alva

Neste domingo, fo14454122_10206968839569360_246767230_oi dia de tomada de posse dos novos párocos nas diversas localidades, assim sendo em Chãs de Tavares, numa cerimónia presidida pelo Bispo D.Ilídio, Diocese de Viseu, o Padre Carlos Monge vai colaborar com o Padre Cunha e em Figueiredo de Alva, Padre Carlos Rodrigues que estava em Fornos de Algodres. Vão ficar assim seis anos nestas comunidades , par14466241_10206968839609361_1505818651_oa as fazer crescer e germinar novas ideias e uma missão mais abrangente. As mudanças são benéficas para que exista forma de ter as comunidades incentivadas, para um futuro melhor.  

Por:António Pacheco

Fotos: BDV

Real acolheu mais um Festival da Abóbora

Decorreu neste domingo, na localidade de Real, Penalva do Castelo, a segunda edição do Festival de Abóbora, com boa adesão dos produtores concelhios.14455945_10206968691005646_1845510508_o

Alguma criatividade para apresentar as melhores e mais bonitas abóboras, também outros produtos e algum artesanato foi comercializado neste espaço festivo.

Tudo se iniciou com o almoço convívio , seguido de música popular dos diversos grupos convid14489506_10206968691045647_184653073_oados.

O  vencedor da abóbora mais pesada foi Manuel dos Santos, assim uma tarde bem passada com muito boa disposição dos presentes e um bom momento de este povo puder conviver.

 

Por:António Pacheco

Fotos:JPR

Padre Marco Cabral tomou posse na Unidade Pastoral de Fornos de Algodres

14456909_10206968582922944_1949131618_oEste domingo, foi especial para a Unidade Pastoral de Fornos de Algodres, dado que, foi a apresentação do Padre Marco Cabral, como Pároco nestas paróquias.

Em Figueiró da Granja, foi recebido em ambiente de festa com as concertinas locais a animar a chegada, seguida de um momento de boas vindas.

A Eucaristia foi presidida pelo Arcipreste da Beira Alta, Padre Nuno Azevedo, com Padre Marco Cabral e o Padre Jorge Luís, a co-celebrar.

Perante uma boa moldura humana, lá decorreu e no final o Padre Marco de forma suscita, contou a sua história.14489054_10206968582122924_1832464585_o

De tarde , foi a apresentação na Igreja Matriz de Fornos de Algodres, onde foi recebido em ambiente festivo.

No seu discurso, salientou que vem para conhecer e servir esta comunidade, da melhor forma.14453998_10206968581962920_31482964_o

A partir de agora , estes dois Padres vão assim elaborar um guião de tarefas, para que tudo possa ser coordenado da melhor forma.

Por:António Pacheco

Resultados do Sorteio da 1ª e 2ª Divisão da A.F.Guarda

14218006_10206808478640437_89487771_nDecorreu na tarde de sábado, na cidade da Guarda, o sorteio dos campeonatos distritais da A.F Guarda, onde naturalmente todos os clubes a partir daqui organizam os seus calendários de jogos para a nova temporada 2016/17.

Destaca-se o sorteio da 1ªdivisão com a participação de 14 equipas:

Do respetivo sorteio  da 1ªdivisão com início a 25 de setembro:

1ªJornada

Manteigas- V.Formoso

V.Cortês – Trancoso –

Vilanovenses- Sabugal-

Soito – G.Figueirense-

Pinhel – Mêda-

E.Almeida – S.Romão-

Aguiar da Beira- AD. Fornos –

 

Na 2ªdivisão com Inicio a 23 de outubro:

1ª jornada

Paços Serra –Celoricense-

Casal Cinza- Foz Côa-

Os Castelos- V.Franca das Naves

Freixo Numão- Pala

 

Taça honra

Pré eliminatória-13 novembro

Pala-E. Almeida –

V.Formoso- Sabugal –

Freixo Numão – Os Castelos –

Manteigas – Pinhel-

Celoricenses- V.Cortês –

S.Romão – Trancoso –

Por : António Pacheco/Miguel Machado

 

 

 

Conversa com Rui Nascimento- novo técnico do Vila Cortês

14269402_10206808478600436_1265384622_nFomos conversar com o técnico Rui Nascimento que depois de uma  aventura no Sabugal, regressa a uma casa que bem conhece , o Vila Cortês.

Magazine Serrano-De volta ao futebol e ao Vila Cortez, um novo projeto?

Rui Nascimento–Sim, é verdade e muito contente com a nossa decisão. Este interregno foi opção minha e do meu adjunto Rui Afonso, sendo essencial para amadurecer ideias, ponderar, definir novas estratégias e optar pelo melhor. É um clube que conheço, mas que também me conhece como ninguém. Este ano entre outras novidades, temos a inclusão de Bruno Coutinho na nossa equipa técnica, pois a sua personalidade, competência e compromisso com a causa é enorme, daí acumular também funções de diretor desportivo.

São tempos diferentes mas assentes sempre na ideia de grandes conquista, onde tentaremos chegar o mais longe que conseguirmos, nunca nos contentando com o mais simples.

MS- Um público e um local que deixou saudades?

RN– Claramente. Local onde sempre fomos bem recebidos e onde o respeito mútuo sempre foi uma constate, obviamente deixa sempre saudades.

Campo sempre cheio com pessoas fervorosas que mostram a real importância de quem apoia e que muitas vezes conquista pontos, algo difícil de encontrar no nosso distrito.

MS- Uma aventura no Sabugal, que apesar de tudo saiu mais engrandecido?

O processo desportivo, neste caso o treino, consiste numa constante aprendizagem. Todas as condicionantes, boas ou más, fazem de nós treinadores mais experientes e capacitados. No S. C. Sabugal vivenciei diversas emoções, condições e resultados e isso obviamente fez de mim melhor treinador, ou pelo menos, muito mais preparado de quando aí cheguei.

O sabor da conquista foi algo que não se consegue apagar e esse sentimento continua a ter um contributo importantíssimo para prosseguir e lutar sempre por aquilo que acredito.

MS – O Campeonato de Portugal, o que falta para as equipas do distrito se poderem manter 2 anos seguidos?

RN–Tenho a convicção de que em poucos anos conseguiremos ter mais do que uma equipa nos nacionais.

Trata-se de uma prova muito competitiva onde o pormenor tem uma relevância muito grande. Sinceramente, julguei que pudesse existir uma diferença muito maior a nível de qualidade, mas não. Praticamente todos os jogos são disputados de olhos nos olhos com qualquer adversário, mesmo sendo eles praticamente todos profissionais e nós praticamente todos amadores.

Naturalmente, além de trabalhar de forma similar a todas as equipas presentes na prova, é fulcral que se aproveite a boa formação que existe na nossa zona, potenciando os melhores, caso do que sucedeu por exemplo com Márcio Santos, incluindo-os no leque dos jogadores de referência já existentes.

Acreditar que os nossos jogadores, treinadores e diretores, podem ser os melhores e deixar de parte ideologias de pessoas que além de falta de cultura desportiva, têm uma falta incrível de valores pessoais.

Por fim, que o apoio local aumente, pois a nível de instalações desportivas, jogadores, treinadores etc., a qualidade é muito boa, mas se querem exigir para potenciar a competitividade, então que sejam dadas as mesmas condições a todos.

MS – A aposta na formação tem de ser a poção certa para o futebol distrital?

RN – Na minha opinião sim, pois ela existe e cada vez com mais qualidade.

Se não se acreditar naquilo que ajudamos a crescer, então não faz qualquer sentido continuar a trabalhar.

A base é essencial e quanto melhor se trabalhar na formação, melhores serão os resultados alcançados em todos os patamares.

MS–Que mensagem deixa aos seus adeptos do Vila Cortez?

RN – Aquilo que eles já sabem, principalmente os que já me conhecem, empenho, determinação, muito respeito pelo clube e trabalho o mais competente possível, por forma a obter os melhores resultados possíveis. Mesmo que nem sempre se consiga, moldaremos uma equipa que entrará em cada jogo sempre com o objetivo de o vencer.

“Os únicos limites que você tem são aqueles em que você acredita. Não há montanha intransponível, crer é ver a vitória”

Reportagem de António Pacheco

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar