Templates by BIGtheme NET
Home » Author Archives: Antonio Pacheco (page 3)

Author Archives: Antonio Pacheco

Maria do Carmo Borges vai ser homenageada pelos Bombeiros de Vila Franca das Naves

Vai ter lugar neste sábado, 18 de maio, durante a tarde, uma cerimónia em Vila Franca das Naves, onde os soldados da paz desta localidade vão homenagear a antiga autarca da Guarda e  Governadora Civil, Maria do Carmo Borges, com o Crachá de Mérito e Cidadania, uma das distinções mais importantes da Liga de Bombeiros Portugueses.

Nesta tarde , os sócios José Santiago , João Ferreira e Joaquim Caetano recebem distinção de Beneméritos e Honorários.

Haverá a bênção de viaturas e um lanche.

Manuel Fonseca tranquiliza os munícipes afirmando que a dívida está controlada

Depois de ter sido divulgado, o Rating do Conselho de Finanças Públicas, onde coloca Fornos de Algodres numa posição de rutura financeira fomos conversar com Manuel Fonseca, Presidente do Município de Fornos de Algodres, que nos referiu: que a situação da dívida está controlada, este indicador é o retrato do que aconteceu anteriormente, nada tem a ver com os últimos 6 anos.

Agora nesta altura deveria analisar-se e falar-se sobre a evolução positiva que o Município de Fornos de Algodres tem feito nestes últimos anos, onde foi reestruturada a dívida, melhoria dos prazos médios de pagamento que neste momento, no índice de dimensão de governação é um dos melhores do País.

Assim da forma como o Rating é feito vai sempre aparecer esta situação enquanto houver esta dívida, agora era importante que fosse divulgado o que foi feito depois de 2013.

Neste momento, os munícipes podem estar descansados, porque tudo será cumprido dentro das normas, e vamos continuar a trabalhar para continuar a baixar a dívida e que tudo vá melhorando, assim nos referiu o autarca fornense.

CPT4x4 pela primeira vez em Famalicão

A cidade de Famalicão acolhe, pela primeira vez, uma prova do Campeonato Portugal Trial 4×4 e o evento será um dos principais acontecimentos desportivos da cidade em 2019.

Vila Nova de Famalicão é um concelho intimamente ligado ao desporto motorizado. São muitos os técnicos e profissionais do setor automóvel ligados ao automobilismo de competição. Muitos aficionados e amantes deste desporto, tanto homens como mulheres, competem como pilotos ou co-pilotos profissionais ou amadores. São várias as empresas ligadas ao setor automóvel e são mais ainda as empresas e empresários que contribuem para este fenómeno. Vila Nova de Famalicão é, por isso, e continuará a ser, uma referência no panorama nacional do automobilismo.

A paixão pelo desporto automóvel está enraizada na sociedade famalicense. Desde tempos remotos que a emoção e o espetáculo do automobilismo acompanham o pulsar desta terra, atravessando várias  gerações de Famalicenses.

As inscrições para a terceira etapa do CPT4x4 já estão disponíveis no site oficial da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. A prova acontece no fim de semana de 22 e 23 de junho.

Cartaxo, Fornos de Algodres, Nordeste e Vila Real de Santo António em rutura financeira

Cartaxo, Fornos de Algodres, Nordeste e Vila Real de Santo António encontram-se em situação de “rutura financeira”, pelo facto de o rácio de dívida total superar os 300%, segundo uma análise à execução orçamental da administração local em 2018, hoje divulgada.

Segundo o Conselho de Finanças Públicas , as localidades do Cartaxo, Fornos de Algodres, Nordeste e Vila Real de Santo António encontram-se em situação de “rutura financeira”, pelo facto de o rácio de dívida total superar os 300%, segundo uma análise à execução orçamental da administração local em 2018

Refere que, excluindo as dívidas não orçamentais e as exceções contempladas na lei, a dívida total recuou de 4.646 milhões de euros no final de 2017 para 4.176 milhões de euros em 31 de dezembro do ano passado (menos 470 milhões de euros).

Casa do Concelho de Gouveia brilha no III Torneio de Futsal Cidade de Lisboa

A equipa da Casa do Concelho apurou-se para os 1/4 final da competição. Está ainda por jogar a última jornada da 2ª fase. Os 1/4 final estão marcados para dia 2 de Junho, no período da tarde com adversário ainda por definir. O jogo realizar-se-á no pavilhão municipal do Casal Vistoso.

Apurou-se para os 1/4 final da competição.  Os 1/4 final estão marcados para dia 2 de Junho, no período da tarde com adversário ainda por definir.

Rali Bridgestone / First Stop regressa à Guarda

A Guarda prepara-se para receber mais uma edição do rali mais excecional do calendário. De 28 a 30 de junho, o Rali Bridgestone / First Stop Guarda 2019 cumpre a tradição e volta a ser o ponto de encontro anual entre os profissionais do mundo automóvel. O Clube Escape Livre apresentou ontem o evento no Hotel Palácio Estoril, em Lisboa.

O Rali teve a sua estreia em 1988 e sempre divulgou o distrito da Guarda aos relações públicas das marcas automóveis, organizadores, jornalistas, pilotos e ex-pilotos, entre outros convidados, aliando a descoberta turística ao longo de um percurso por estrada, muitos momentos de convívio e boa disposição, e uma prova de maneabilidade. Este ano distribui as suas atenções entre a cidade mais alta e a medieval vila de Trancoso, integrada na Rede de Aldeias Históricas de Portugal.

O Rali Bridgestone / First Stop Guarda 2019 terá novamente como centro de operações o Hotel Lusitânia, na Guarda, e vai contar com cerca de 50 equipas. O programa de 2019 inicia-se na sexta-feira, dia 28 de junho, com uma prova de vinhos em colaboração com a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, seguindo-se o jantar de boas vindas. No sábado, o percurso une os concelhos da Guarda e Trancoso, com visita ao centro histórico e almoço na vila, regressando à Guarda.

No domingo, 30 de junho, os participantes lutam pelo pódio na prova de maneabilidade que será realizada num novo e inédito local da cidade, a divulgar posteriormente. Na cerimónia do pódio não irá faltar o espumante Castelo Rodrigo em garrafa magnum.

Nesta apresentação do Rali Bridgestone / First Stop Guarda 2019 Luis Celínio salientou: “é com grande orgulho que podemos assinalar 23 edições de um evento, um feito que poucos conseguem, mas também sabemos que os projetos se esgotam e há que os reformular. Esta será, por isso, a última edição do Rali com os atuais moldes, pois temos que inovar.”

Na apresentação esteve também Cecília Amaro, vereadora da câmara municipal da Guarda, que referiu: “O Clube Escape Livre continua o seu trabalho de divulgação da região da Guarda, que a Câmara Municipal da Guarda agradece e apoia. Quaisquer que sejam as alterações previstas pelo Clube para este Rali, acreditamos que serão o melhor para a Guarda, pelo que continuaremos a acompanhar esta evolução.” 

Uma das novidades da apresentação, e que se repete no Rali, foi o leilão do livro “Nicha – Mário de Araújo Cabral” de Adelino Dinis, editado por Francisco Santos. O leilão foi pensado pelos habituais participantes deste evento como uma forma de apoiar Mário Araújo Cabral, o primeiro piloto de F1 em Portugal, que chegou a participar em várias edições do ‘Rali da Guarda’ e se encontra numa fase complicada da sua vida. Ricardo Oliveira, da Renault Portugal, foi o maior licitador e contribuiu com um importante valor para a iniciativa.

Através da colaboração e apoio da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, todos os presentes na conferência de imprensa provaram os vinhos e espumantes desta região.

As inscrições para o Rali Bridgestone / First Stop Guarda 2019 estão agora abertas e a decorrer junto do Clube Escape Livre.

Por:CEL

Diversos operadores turísticos visitaram região da CIMBSE

De fevereiro a maio, a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) lançou quatro programas para promover reuniões entre operadores turísticos nacionais e internacionais e os empresários locais do setor do turismo, com o objetivo de divulgar os produtos turísticos integrados da região.

Nestes encontros estiveram presentes 23 operadores turísticos e 25 privados do território, resultando em 575 reuniões entre empresários locais e operadores nacionais (Lisboa, Porto, Açores, Marinha Grande Viseu, Peniche, Coimbra) e internacionais (Espanha, EUA e Canadá).

Os programas promoveram ainda visitas a alguns dos principais pontos turísticos da região, tendo também contado com a presença de nove jornalistas especializados em jornalismo turístico, bloggers e influencers, com vista a uma maior divulgação da iniciativa e da região.

Os programas foram divididos em quatro segmentos, tendo em conta os produtos âncora da região: gastronomia, cultura e história, natureza e aventura e saúde e bem-estar.

“Saúde e bem-estar” encerrou o ciclo no passado fim de semana nos municípios da Covilhã, Fundão, Almeida, Pinhel e Mêda, enquanto, em abril, o tema foi a “Natureza e Aventura”, em Manteigas e Seia. “Cultura e História” envolveu os municípios da Guarda, Trancoso, Figueira de Castelo Rodrigo, Belmonte e Sabugal, em março e “Sensações e Sabores” os concelhos de Gouveia, Celorico da Beira e Fornos de Algodres, em fevereiro.

A iniciativa decorreu no âmbito do projeto ‘Produtos Turísticos Integrados de Base Intermunicipal – À Descoberta da Serra da Estrela’, cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, com objetivo de capitalizar a marca ‘Serra da Estrela’ na estruturação e qualificação de produtos turísticos para reforçar a atratividade e competitividade regional.

 

Instituto Politécnico da Guarda integra Rede para Salvaguarda da Dieta Mediterrânica

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) é uma das 19 instituições que integra a Rede das Instituições de Ensino Superior para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica (RIESDM), criada no passado dia 10 de maio.

O objetivo desta rede – cujo ato de constituição ocorreu na Universidade do Algarve – é potenciar o trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino superior (IES) no âmbito da promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica (DM).

Pretende-se, igualmente, aumentar a articulação das IES com outras entidades que tenham responsabilidade na promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica (DM), contribuindo, através de uma abordagem multidisciplinar, para a salvaguarda da DM em diversas vertentes; nomeadamente, entre outras, ao nível da produção e valorização dos produtos, da educação para a saúde e da preservação de técnicas e festividades.

Refira-se que a Dieta Mediterrânica é uma secular herança cultural e civilizacional, um estilo de vida e um padrão alimentar de excelência reconhecido pela UNESCO e pela Organização Mundial de Saúde.

Considerando a crescente padronização dos hábitos alimentares e a aculturação das nossas tradições, a Dieta Mediterrânica (que ainda se mantém uma tradição viva) está em risco de perder a sua importância histórica e cultural. Recorde-se que, com o objetivo de cuidar da sua preservação, foi apresentada, a 4 de dezembro de 2013, na 8ª Conferência Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural e Imaterial da UNESCO, em BAKU, uma candidatura transnacional da DM a Património Cultural Imaterial da Humanidade (PCIH), de onde resultou a integração de Portugal.

A Dieta Mediterrânica, além de promover um modelo de desenvolvimento mais harmonioso, contribui para comunidades mais saudáveis e ambientalmente mais sustentáveis.

A assinatura do protocolo decorreu na sala de seminários da Reitoria da Universidade do Algarve e contou, além do Instituto Politécnico da Guarda, com mais 18 Instituições de Ensino Superior (IES): Institutos Politécnicos de Beja, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu; universidades do Algarve, Aveiro, Coimbra, Évora, Porto e Trás os Montes e Alto Douro, bem como e três escolas não integradas (Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Escola Superior de Enfermagem do Porto e Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril). Nesse mesmo dia realizou-se a primeira reunião da Assembleia Geral da Rede.

Para o Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, é “extremamente positiva a adesão a esta rede que é composta por mais 18 instituições de ensino superior, e que visa essencialmente, um trabalho profícuo de princípios multidisciplinares para a salvaguarda e valorização deste importante património imaterial de carácter internacional e que é representativo da nossa identidade enquanto povo”.

Ricardo Guerra, subdiretor da Escola Superior de Turismo e Hotelaria (ESTH) do IPG, que representou o Politécnico da Guarda nesta cerimónia de criação da RIESDM, afirmou que “nesta rede teremos a oportunidade de estar envolvidos numa dinâmica de partilha e trabalho comum, envolvendo várias áreas de investigação do nosso instituto e cruzando as mesmas com outras iniciativas que estejam ou venham a ser dinamizadas.”

Por outro lado, referiu ainda, “serão partilhadas as boas práticas no âmbito da salvaguarda da Dieta Mediterrânica, e pretende-se ainda, aumentar a articulação destas com as outras entidades de responsabilidade na promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica”.

Este modelo alimentar resulta da tradição gastronómica da bacia do Mediterrâneo, onde a produção de azeite tem um elevado peso, implicando uma ingestão predominantes de alimentos de origem vegetal (complementados por azeite) e por um menor consumo de proteína animal, privilegiando o peixe e lacticínios, a para de uma equilibrada ingestão hídrica, onde surge a recomendação do vinho consumido de forma moderada.

I Encontro Solidário de Mangualde – Fazer a Diferença

Vai decorrer na tarde de 19 de Maio em Mangualde.Um evento cultural e recreativo com um cariz singular de solidariedade.Haverá a participação de diversos ranchos folclóricos, grupos de concertinas da região e muita animação que irá alegrar todo o espaço com várias musicas tradicionais portuguesas.

vai haver mostra social composta por várias barraquinhas dinamizadas por várias instituições sociais da região (inclusive da instituição APPACDM) com objetivo de mostrar e vender os produtos da instituição e dar a conhecer o seu trabalho.

Ao longo de toda a tarde também estará disponível caldo-verde, carnes grelhadas variadas, pão, broa e bebida à descrição para todas as pessoas. Importante referir que a receita total do evento irá reverter para uma instituição particular de solidariedade social, a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM )de Viseu.

Portugal vai acolher Fórum Europeu para a Redução do Risco de Catástrofes em 2021

O próximo Fórum Europeu para a Redução do Risco de Catástrofes, promovido pelo Gabinete das Nações Unidas para a Redução do Risco de Catástrofes, pela Comissão Europeia e pelo Conselho da Europa, vai realizar-se em Portugal, no segundo semestre de 2021.

O anúncio foi feito pelo Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, durante o Fórum que decorre em Genebra, na Suíça.  Matosinhos será a cidade que vai acolher o evento.

O Fórum Europeu para a Redução de Risco de Catástrofes é uma plataforma regional de discussão para a implementação de medidas neste domínio, que envolve 55 países da Europa e da Ásia Central, no âmbito da Estratégia Internacional para a Redução de Catástrofes

Durante o Fórum que decorre este ano em Genebra, o Secretário de Estado da Proteção Civil realçou a prioridade nacional que é dada à prevenção e gestão de riscos, como eixo estrutural para a sustentabilidade dos territórios.

“Temos vindo a desenvolver instrumentos e documentos estratégicos para a valorização do território. A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil tem vindo a ser fortalecida com recursos para expandir sua intervenção nessa área, e o sistema de proteção civil tem vindo a ser cada vez mais profissionalizado, através de uma forte aposta no conhecimento, na especialização e na qualificação”, disse José Artur Neves.

A Estratégia Nacional para Redução do Risco de Catástrofes, para o período 2018-2020, define 5 metas estratégicas e mais de 100 objetivos operacionais, envolvendo as estruturas de nível nacional e local.

Por outro lado, a Plataforma Nacional criada em 2011 reúne mais de 70 entidades da administração central e local, do setor privado, das universidades e associações profissionais, envolvidas em atividades de promoção da resiliência e na redução do risco de desastres.

“Acreditamos que a escala local, como o nível mais próximo dos cidadãos, desempenha um papel fundamental na mobilização de comunidades e no fortalecimento do compromisso com a resiliência”, salientou o Secretário de Estado, dando como exemplo a campanha “Cidades Resilientes”.

“Através das cidades, dos seus líderes e das suas comunidades, recebemos todos os dias contributos fundamentais para a construção de comunidades mais seguras e sustentáveis”.

Outra boa prática apresentada no Fórum foi o programa “Aldeia Segura, Pessoas Seguras”, que define medidas de autoproteção para a população em caso de incêndio rural. O Programa está neste momento a ser implementado em mais de 500 freguesias, 1859 aglomerados e em 120 concelhos do país. Foram já realizadas cerca de 500 ações de sensibilização, envolvendo perto de 20 mil pessoas.

Foi também evidenciado o novo sistema de aviso às populações em caso de emergência. Desde o ano passado que todas as operadoras de telecomunicações móveis estão envolvidas no sistema de envio de mensagens curtas com informações de carácter preventivo.

“Estamos cientes de que as alterações climáticas trazem novos desafios aos sistemas de proteção civil, mas se todos trabalharmos juntos, partilhando experiências, poderemos melhorar a prevenção e a resposta aos novos e mais frequentes riscos”, concluiu o Secretário de Estado da Proteção Civil.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar