Templates by BIGtheme NET
Home » Author Archives: Antonio Pacheco (page 5)

Author Archives: Antonio Pacheco

MENSAGEM DE ANO NOVO do Bispo da Diocese de Viseu

Neste inicio de Ano 2019, o Bispo D.António Luciano deixou uma mensagem:

 

Iniciamos o novo Ano de 2019 com as bênçãos de Deus, porque o “Senhor abençoará o seu povo na Paz”. Com a proteção de Nossa Senhora, com o título de Santa Mãe de Deus e Rainha da Paz, que a humanidade tenha um Ano próspero e com paz para todas as nações. Que Maria faça de cada um de nós verdadeiros construtores da paz. Que acabem as guerras, as divisões, os conflitos, as desigualdades e que o mundo em que vivemos se torne um mundo pacífico, como nos ensinam as bem-aventuranças: “Felizes os construtores da paz”. Que a paz se construa no nosso coração, na nossa casa, nas nossas famílias, nas nossas comunidades e em todas as estruturas de responsabilidade do nosso mundo.
Que acabem as guerras, que se construa o verdadeiro diálogo entre as pessoas e os povos e que a humanidade seja uma comunidade de respeito, de verdadeira liberdade, responsabilidade e tolerância. Só de mãos dadas e coração renovado construiremos um mundo novo onde a paz se torne um imperativo ético. Que Deus tenha compaixão de todos nós, dos cristãos perseguidos, dos homens e mulheres vítimas da violência, do ódio, da perseguição, deslocados e longe das suas terras ou sem o aconchego e afeto das suas famílias e das pessoas que lhes querem bem.
Para todos, desejo um ano com muita esperança, muita paz e com respostas positivas aos problemas sociais que mais afligem as pessoas do nosso tempo.
Como nos lembra o Papa Francisco: “A boa política está ao serviço da paz”. Nesta mensagem para o Dia Mundial da Paz, continua: “A política pode tornar-se verdadeiramente uma forma eminente de caridade, sempre implementada no respeito fundamental pela vida e pela liberdade e a dignidade das pessoas”.
Convido os cristãos a rezarmos pelos nossos políticos e governantes, para que eles procurem o maior bem dos cidadãos, promovam a justiça e contribuam, com empenhamento humano e social, para a construção da paz.
Ao olhar para as necessidades, desigualdades e fragilidades do nosso mundo, no horizonte de tantas possibilidades inovadoras, vejo as vulnerabilidades de “250 milhões de migrantes no mundo, dos quais 22 milhões e meio são refugiados”, como lembra o Papa Francisco. Neste vasto mundo que é a “Aldeia Global”, vislumbro os nossos doentes, os nossos reclusos, os mais abandonados e excluídos da nossa sociedade. Tanta gente marginalizada e explorada, tanta violência, tanta falta de paz, tantas famílias a estender a mão e a reclamar a “Alegria do Evangelho” na partilha, na solidariedade, no bem comum.
Com um coração grande e um olhar “Missionário”, proponho a todos um caminho marcado pela fé, pela esperança e pelo amor, numa dedicação, ternura e igualdade para todos, com especial atenção às periferias, às exclusões, onde devemos levar a solicitude de Cristo, o Bom Pastor, o bom Samaritano da humanidade fragilizada e sofredora. Que o Filho de Maria, o Príncipe da Paz, conceda a todas as pessoas de boa vontade a paz e a concórdia tão desejada no nosso mundo.
No nosso agir pastoral, sejamos construtores de um caminho de paz, no progresso social, no desenvolvimento sustentável para todos, na promoção de uma economia de inclusão, favorecendo a todos e introduzindo-os numa nova aprendizagem do amor. Na proximidade com as pessoas, façamos uma verdadeira peregrinação cristã, humanista e de valores de cidadania que nos conduza à verdadeira civilização do amor.
Na busca da dignidade do trabalho humano e da alegria de repartir o pão para todos, respeitemos os Direitos fundamentais da pessoa humana, promovendo os seus valores, o seu respeito e a sua dignidade.

VOTOS DE UM FELIZ E ABENÇOADO ANO DE 2019!

+ António Luciano dos Santos Costa,
Bispo de Viseu

XVIII Encontro de Cantadores de Janeiras do Bairro da Igreja em Nelas

O Cine-Teatro de Nelas recebe o XVIII Encontro de Cantadores de Janeiras do Bairro da Igreja,no domingo, dia 6 de janeiro de 2019, pelas 15h00,

Com a participação de:
Grupo Infanto Juvenil de Cantadores de Janeiras do Bairro da Igreja
G.C.F. – Grupo de Cantares de Farminhão
Grupo de Cantares da A.C.R. Lordosa
Grupo Cordas e Cantus de Cabanas de Viriato
Grupo de Cantadores de Janeiras do Bairro da Igreja

Faleceu o Pai de Álvaro Amaro

Faleceu neste domingo , José Amaro, pai do Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro.

O corpo estará em câmara ardente a partir das 9h do dia 31 de Dezembro na Igreja de Ribamondego.

O funeral vai ter lugar naquela localidade  pelas 15h desta segunda feira, dia 31 de de Dezembro.

À família enlutada enviamos os nossos sentimentos acompanhados de muita força e coragem para superar este momento tão difícil.

Prémio Floresta e Sustentabilidade

Termina nesta segunda -feira, dia 31 de Dezembro de 2018  a data limite para submeter candidaturas nas categorias Economia e Gestão, Inovação e Ciência e Floresta e Comunidade.
À categoria Economia e Gestão podem candidatar-se empresas, associações de produtores ou produtores individuais (categoria Economia e Gestão).
À categoria Inovação e Ciência, este ano aberta às ciências sociais e humanas, podem candidatar-se autores de trabalhos académicos, investigadores,  grupos de investigação, universidades, politécnicos, entre outros.
À categoria Floresta e Comunidade podem candidatar-se ONG, autarquias ou outras entidades, incluindo individuais.
Apenas a categoria Escolas e Floresta terá uma data mais ampliada para a entrega de projetos: 31 de Janeiro de 2019.

O prémio para o vencedor de cada categoria é 5000 euros.

O Prémio Floresta e Sustentabilidade, que está na sua 2ª edição, tem como principal objetivo promover o melhor da floresta portuguesa e o conhecimento que o público tem sobre esta área.
Para saber mais sobre esta e outras categorias, consulte o regulamento ou aceda aos questionários das categorias.

II Liga: Académica-Leixões-2-1

Triunfo importante da Briosa

Uma manhã de sol no Estádio Cidade de Coimbra com ambas equipas a lutar de igual por igual numa partida bem disputada, mas  a vitória sorriu aos estudantes.

Uma entrada forte de ambas equipas, com a turma da briosa a abrir o ativo aos 10´com o canto a ser batido para a área e a emenda de Brendon o golo a surgir.

A briosa muito mais forte a levar mais ataques e mais perigo à baliza visitante.

Uma partida aberta com muitas oportunidades, para ambos os lados e a Briosa dispôs de inúmeras oportunidades e não marcou o Leixões chegou à igualdade por intermédio de P.Henrique aos 39´.

Assim a igualdade a ser escasso pelo trabalho realizado pela briosa, mas mérito dos visitantes ao aproveitar as oportunidades.

Solução a sair do banco

Após o reatamento, as equipas entraram determinadas a encontrar caminhos para o golo,

Entrou melhor a briosa mas depois o Leixões foi aumentando a produção ,levando algumas bolas à baliza , resolvidas pela defensiva da Académica.

A Académica a reagir após alterações no xadrez e valeu Tony a defender. A pressão da Briosa aumentou e chegou ao golo por intermédio de Djoussé, numa bela jogada, bem concluída pelo dianteiro.

A turma de João Alves com uma contrariedade a expulsão de Jean, mas a conseguir sempre aliviar e segurar a vantagem até final, um triunfo que relança a Briosa para 2019 na corrida ao título.

Estádio Cidade de Coimbra

Espetadores :cerca de 2600

Árbitro :Carlos Xistra

A.Ass. Luciano Maia, Marco Vieira

4ºàrbitro: Jorge Cruz

Académica- R.Moura, Dias(c), Hugo Almeida(Djousse,70´), Júnior Sena, Romário, Jean F., Mike, Reko, Brendon (Traquina,45´)(Marinho 70´), Yuri Matias e Zé Castro.

Treinador: João Alves

Leixões- Tony, Jorge Silva(Evandro, 51´), Bura, Oudriri, P.Henrique, Poloni, Luís Silva, Bernardo, Pedro Monteiro, Roniel, Ofori.

Treinador- José Pinto

Golos: 1-0Brendon,10´; 1-1 P.Henrique, 44´;2-1 Djoussé.

Algodres tem pronta a obra do OP 2018-Uma varanda para a Serra da Estrela

Está concluído o projeto apresentado pela localidade de Algodres ao Orçamento Participativo 2018.

Denominado como a Valorização do Património Paisagístico da Aldeia de Algodres; foi construida uma plataforma na zona do Bairro do Comborço, onde foi colocado um binóculo, para todos os visitantes poderem visualizar em pormenor a paisagem em frente.

Foi uma obra com um orçamento de 10 mil euros, que vem decerto valorizar esta aldeia de cariz histórico, que tem vista privilegiada para a Serra da Estrela.

Todos estão convictos que muitos visitantes irá atrair.

Foto:RM

 

 

XXIV Feira das Tradições de Pinhel de 1 a 3 de março

Vai ter lugar mais uma edição da Feira das Tradições e Atividades Económicas em Pinhel.

Mais uma vez o Município vai organizar o maior certame de Inverno da Beira Interior, onde são esperados milhares de visitantes.

Este é um certame com  mais de duas décadas de existência, a XXIV edição da Feira das Tradições realiza-se nos dias 1, 2 e 3 de março de 2019.

Inscrições abertas até 25 de janeiro aqui: https://cm-pinhel.pt/…/xxiv-feira-das-tradicoes-inscricoes…

Magusto da Velha em Aldeia Viçosa

A Junta de Freguesia de Aldeia Viçosa vai organizar mais uma vez o seu Magusto da Velha, nesta quarta- feira, 26 de dezembro, a partir das 14h30.
Este ano vão recordar o único Soldado nascido em Porco (Aldeia Viçosa) e morto na 1ª Guerra Mundial no dia 16 de junho de 1917. Assim, a Missa será pela Velha e por este Soldado (António Martins). Irão prestar-lhe uma homenagem neste momento.
Seguir-se-á toda a dinâmica do Magusto: castanhas, rebuçados, vinho, música, teatro, cortejo, Madeiro do Natal, torradas em azeite, sinos a rebate, etc.
À semelhança do ano transato, o grupo HEREDITAS irá dramatizar cenas do medieval da freguesia, tal como a atribuição da Carta de Foro à Villa de Santa Maria de Porco, em 1238, no reinado de Dom Sancho II, e o Testamento estabelecido pela Velha com o povo.

Orçamento Municipal 2019 em Fornos de Algodres realista tendo em vista o futuro

Orçamento realista tendo em vista o futuro

Após a elaboração e aprovação do Orçamento 2019 pelo Executivo Municipal fomos conversar com  o atual executivo, Manuel Fonseca, Presidente da Câmara e seus vereadores Alexandre Lote e Bruno Costa.

Um novo ano está à porta, um novo orçamento para ser posto em prática, que novidades aí vêm?

Este orçamento foi aprovado com três votos a favor, e dois contra, a razão evocada para votarem contra foram aspetos formais e não de conteúdo, agora cada um toma as decisões que tem de tomar e não houve aqui nenhuma divergência de fundo por parte das duas vereadoras, apenas entenderam que as coisas formais deveriam ser conduzidas de outra forma.

Agora em relação a este orçamento em si, é realista, pretendemos chegar ao final de 2019 e chegar com taxas de execução idênticas às que temos apresentado nos últimos anos.

As taxas de execução tanto da despesa como da receita são sempre superiores a 90%, e depois temos outra regra que nos é imposta mas, que tivemos sempre em conta, desde que aqui chegámos, isto é, ter finanças e autarquias limpas, podermos pagar aos fornecedores, pagar os encargos financeiros que daí vêm da dívida e pagar todas as dívidas, embora não tendo sido feitas por este executivo, vão transitando em julgado as diversas demandas e estamos preparados para que no próximo ano, caso seja, vontade dos tribunais possam ser resolvidas.

Um orçamento com dois ou três pilares, 2019 é o arranque de algumas grandes obras, como a requalificação do Mercado Municipal que vai arrancar, também a Zona Industrial de Juncais, que é um projeto adiado há muitos anos desde 1998 e em 2019 terá o seu epílogo.

Agora existem várias obras que estão em cima da mesa, como a Escola de Figueiró da Granja, que vão também avançar as obras, este também um dos anseios das pessoas não só de Figueiró mas também dos alunos das localidades limítrofes.

Esta escola vai ter todas as valências, vai ser renovada e permite não só funcionar como escola, mas também pode ser aberta à comunidade, no sentido de ter outro tipo de valências.

São estes os trabalhos que vamos fazer, agora aposta continua sempre nos mais idosos, nos jovens, tendo em conta este orçamento realista, é isto que em linhas gerais pretendemos fazer.

Este vai ser um orçamento de 6 milhões e 900 mil, muito realista, não queremos fazer como se fazia antigamente, com valores elevados e depois não era executado, assim este é o valor que temos para 2019.

Alexandre Lote, vice- presidente, falou-nos um pouco das áreas a seu cargo e começou por nos dizer que na área da Educação, existe a candidatura de combate ao insucesso escolar, onde estão a introduzir a robótica no 1ºciclo, vai haver programa de acompanhamento e orientação mas que vai duplicar o número de horas de apoio na terapia da fala a todos no 1ºciclo.

Existe também um projeto de empreendedorismo direcionado para os alunos dos cursos profissionais, onde serão introduzidos alguns clubes, como Xadrez, já a funcionar na escola e existe a ambição de introduzir o Clube de proteção civil no próximo ano.

Na área da saúde, vai haver o programa de apoio à natalidade, se for aprovado na AM, vai abranger as crianças que ainda não tenham completado os 36 meses, recebem as crianças que dos 0-36 meses  que não tenham qualquer subsídio durante esse período cerca de 1200 euros.

Temos também o programa de apoio à ovinicultura e bovinicultura, virado para os produtores e reforçar o setor primário, onde os produtores vão ser apoiados na criação de gado.

A ideia aqui é rejuvenescer o setor e apoiar de algum modo uma vez que as receitas têm vindo a decrescer.

Na ação social, temos os projetos que já iniciámos, da Tele Assistência, oficina domiciliária, e no associativismo são mais 15 mil euros para apoiar as Associações Culturais, por fim temos o programa da Cidade Amiga das crianças, que enviaremos em breve à UNICEF, e implica obrigações que honraremos, implica cinema, melhoria das condições de segurança, onde já melhoramos em alguns aspetos, a criação dos clubes referidos atrás e a requalificação dos parques infantis e colocar algo que faça mais falta.

Ainda vai ser requalificado o CIHAFA, com o objetivo de concluir em 2019 e na proteção civil, continuar a apostar na manutenção das faixas de rodagem e gestão de combustível.

Vamos criar mais um ponto de água, a exemplo da de Algodres que foi muito útil.

Bruno Costa, titular da pasta do ambiente, salientou que antes de passar ao tema, devia salientar o facto do executivo ter consultado, as juntas de freguesia, no sentido de todos darem opinião.

Destaco o eixo da educação que se liga na área ambiental, houve um aumento de 18% face às grandes alterações em relação ao ano anterior. Neste caso o programa Eco – Escolas, que é uma grande mais-valia. A ideia é fazer vários programas ao longo do ano, Eco-Escolas, programas da educação ambiental, iniciámos pela água, depois a reciclagem, onde já aumentámos o número de ecopontos. Como exemplo os comerciantes do eixo comercial vão agora dispor de um novo Ecoponto. Depois surge a campanha do Plástico, no sentido de reduzir mais ainda o número de sacos e derivados do plástico.

Vamos começar pelo Município e depois alargado, à comunidade, segue-se um problema que está meio resolvido, uma vez que as fossas sépticas em Vila Ruiva, não são suficientes.

Vamos continuar com o plano de monitorização no que toca água, outras recolhas serão feitas basta seguir as diretrizes. A qualidade da água tem de ser prioridade.

Vamos ter um grande investimento no Rio Mondego, onde será feito o desassoreamento, para aumentar o caudal e qualidade de água.

As políticas municipais então em linha com as políticas governamentais, no que toca ao setor da água.

Outro tema foi a vespa asiática, ao que o Presidente da Câmara, Manuel Fonseca, salientou: tem sido feito um bom trabalho pela equipa liderada pelo engenheiro da área, mas é importante uma parceria do Estado, no caso do mal dos Pinheiros, já fizemos nesse campo o nosso trabalho, o levantamento e abate, agora já alertamos o Ministério da Agricultura, na secretaria das florestas, para que possa dizer algo, uma vez que é um problema grave a nível ambiental e aqui todas as matas têm esse problema, assim esperamos que em 2019, haja uma solução no sentido de dar a volta a isto e se consiga fazer algo. É um problema de vários concelhos.

Fornos de Algodres Natal, um presépio natural

Vai haver diversas atividades, alusivas ao Natal, agora não nos podemos esquecer da situação financeira e não podemos ter iluminação de Natal para toda a vila, vamos fazer coisas pequenas para que todos possam estar connosco no Natal. É uma época que estamos imbuídos no espírito natalício, nos lembrarmos dos que já partiram e independentemente da divergência de opiniões que existe, é importante que haja, porque somos uma sociedade plural, mas que cada um reflita no que pretende para o concelho de Fornos, e na parte que nos toca, Presidente e Vereadores, tudo vamos fazer para melhorar as condições das pessoas que resistem viver aqui no nosso concelho.

Vão contar connosco nos próximos anos para dar o melhor às pessoas.

As atividades vão iniciar a 5 de dezembro e finalizam a 6 de janeiro e assentam em dois focos principais, apoiar o comércio local e fazer uma campanha de sensibilização para comprar no comércio local, para gerar economia.

Todos que comprarem no comércio local ficam habilitados a um sorteio a realizar no dia 6 de janeiro, na Câmara Municipal, é um incentivo. Vai haver o concurso de Montras e algumas atividades para as crianças e associações.

Para as crianças a festa de Natal no Auditório do Centro Cultural Dr. António Menano.

Vamos fazer dois mercadinhos, a 15 e 22 do corrente, onde convidamos as associações, e no dia 16 a festa dos mais velhos e no seguinte a festa dos mais novos.

A iluminação será apenas nas árvores do jardim municipal e 3 árvores em 3 pontos do concelho, uma vez que não podemos fazer de outra forma no aspeto financeiro.

Agora temos de ser realistas para termos muita gente de fora, teríamos de fazer um investimento avultado e não nos é possível, agora quem vier aqui no Natal vai perceber que é um espírito de Natal genuíno e não alavancado por milhares de euros, e que é uma despesa duvidosa em relação ao retorno que pode trazer.

Temos dois projetos, “Compre no Comércio Local” e “Fornos de Algodres um Presépio Natural”.

Para finalizar esta conversa, Manuel Fonseca, Presidente do Município deixou indicadores para 2019,” Estamos quase no final do Quadro comunitário de apoio, o projetos com início em 2019, outros a terminar em 2019, está aí a reprogramação financeira, no sentido das verbas de alguns projetos que se tornaram inviáveis para a região.

Que 2019 seja um ano que se façam diversas coisas neste concelho e se possa diminuir esta tendência de as pessoas saírem e não voltarem.

Este é o nosso espírito para criar condições para que cada vez mais gente se fixe aqui, sei que existem jovens e empresários a candidatarem-se a diversas linhas de apoio para terem o seu negócio e com a área industrial de Juncais vamos criar condições para que, os investidores tenham disponível uma área para se instalarem.

Estamos otimistas em relação a 2019 e penso que, será um ano marcante para o concelho de Fornos de Algodres”.

 

 

 

 

 

 

Percursos Pedestres sinalizados em Mangualde

Decorrem os trabalhos de instalação da sinalética e equipamentos referentes aos Percursos Pedestres, no âmbito da aprovação de candidatura efetuada pelo Município de Mangualde, através da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, referente à Sinalização Turística – Produtos Turísticos Integrados e Património Natural.

 O valor total do investimento neste projeto é de mais de 67.000,00€ e a implementação deste projeto está prevista até ao terceiro trimestre de 2019. Os trabalhos de instalação estão a ser faseados inicialmente com a limpeza dos percursos pedestres, a pintura das marcas homologadas (de cor vermelha e amarela), a colocação das balizas com a sinalética, postes com setas direcionais e painéis informativos.

 Os Percursos Pedestres serão os seguintes: PR1 – Trilho de Ludares (Quintela de Azurara), PR2 – Rotas das Águas Milenares (Alcafache), PR3 – Trilhos de Gil Vicente, Rota da Sr.ª dos Verdes (Abrunhosa-a-Velha), Caminhos do Bom Sucesso (São João da Fresta) e o PR6 no centro da cidade.

 O Município de Mangualde apela à compreensão da população nesta fase de instalação dos percursos, através da vigilância do equipamento e alerta de situações que possam comprometer a instalação dos referidos Percursos Pedestres.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar