Templates by BIGtheme NET
Home » Fornos de Algodres

Fornos de Algodres

Escola Virtual – Informação útil para alunos, pais e professores

Muito se tem falado relativamente à indefinição do funcionamento das atividades escolares para o terceiro período.
O Primeiro-Ministro admitiu esta semana que “cenário menos mau” seria a possibilidade de reabrir escolas ainda em maio, embora essa decisão seja tomada somente a 9 de abril, estando o Governo já a estudar um cenário de aulas em versão telescola, para alunos até ao 9º ano de escolaridade. Informou ainda que, para o ensino secundário estão também a ser definidas estratégias especialmente para os alunos do 11º e 12º ano, que têm exames nacionais agendados para a segunda metade de junho.
Em tempos de adaptação ao ensino à distância, deixamos-vos alguma informação útil referente à plataforma da Escola Virtual, da qual o Municipio tinha oferecido licenças aos alunos do 1º ciclo, 5º, 8º e 9º ano de escolaridade.
– A Porto Editora decidiu, nesta fase, abrir o acesso gratuito a alunos e professores à plataforma da Escola Virtual: www.escolavirtual.pt/Pagina-Especial/acessogratuito.htm
– Foi criada uma página especial, com vídeos-tutoriais, para ajudar todos os utilizadores:
www.escolavirtual.pt/Pagina-Especial/formacaoev.htm
– A Porto Editora está neste momento a promover um curso online gratuito para professores, de forma a que estes possam contactar com todas as potencialidades da plataforma e assim rentabilizar a sua utilização: www.academia.pt/curso/escola-virtual/23465874
Deixamos-vos ainda o Roteiro para a implementação da plataforma Escola Virtual, que apoiará a aplicação tecnológica de ferramentas digitais ao serviço do processo de ensino-aprendizagem.
https://www.escolavirtual.pt/themes/ev/assets/pdfs/Roteiro_EV_Grupo_Porto_Editora.pdf
As orientações contidas neste roteiro estão em linha com a publicação da DGE que sugere alguns “Princípios Orientadores de Implementação do Ensino a Distância nas Escolas”.

Por:MFA

Novos casos no Distrito da Guarda

Celorico com mais 1 caso

Aos poucos o distrito da Guarda vai tendo novos casos, em Celorico da Beira , surgiu mais um caso, na localidade de Fornotelheiro, em Pinhel são 14 casos já confirmados, Gouveia passa a ter 12, Seia tem 4, Trancoso tem 9, Almeida tem 7, a Guarda com 4 e Foz côa tem 76.

Depois ainda existe um leque de Concelhos que não apresenta casos.

APS Fornos de Algodres recebe viseiras

A onda de solidariedade continua e várias viseiras foram entregues à APS de Fornos de Algodres, numa gentileza do “Zeca” LDesign de Seia e ao militar da GNR, Paulo Braz, pela colaboração também.  É uma proteção para os colaboradores, que por estes dias continuam a cuidar de quem mais precisa. Certamente que os colaboradores estão mais seguros, para fazer um melhor serviço.

 

Viseira de proteção oferecidas para Associação de Maceira

A onda de solidariedade continua e desta vez foi a Associação de Maceira que foi a contemplada com viseiras de proteção. Foram oferecidas pela empresa Visor-Fotógrafos de Seia.

Estes gestos vão-se multiplicando por todos os concelhos por todo País, aos qual as instituições agradecem estes gestos.

Estado de Emergência renovado até 17 de abril

O Estado de Emergência foi renovado e clarifica a restrição ao direito de resistência e abrange a área da educação, prevendo a imposição de aulas à distância.
O Presidente da República, Marcelo Ribeiro de Sousa, colocou de forma clara estas duas alterações, com mais 15 dias, que vai funcionar até ao final do dia 17 de abril.
Logo como se pode ler num dos artigos do diploma: “Fica impedido todo e qualquer ato de resistência ativa ou passiva exclusivamente dirigido às ordens legítimas emanadas pelas autoridades públicas competentes em execução do presente estado de emergência, podendo incorrer os seus autores, nos termos da lei, em crime de desobediência”.
No distrito da Guarda, já existem mais de uma centena de casos confirmados, um pouco por todos os concelhos.

Uma das medidas que vão estar a vigorar é que de  quinta-feira Santa até segunda-feira de Páscoa, a circulação em Portugal vai estar limitada ao concelho de residência. Sendo de preferência sozinho, seja a pé ou de carro.

Covid-19- Nerga alberga segundo centro de testes na Guarda

A Unidade Local de Saúde da Guarda em parceria com NERGA – Associação Empresarial da Região da Guarda, colocaram a funcionar o Segundo Centro de Testes COVID -19 na área de abrangência da ULS da Guarda.
A este Centro de Testes ao COVID19 (Drive Thru) têm apenas acesso pessoas sinalizadas através do SNS24, ADC – Comunidade ou com contacto prévio expresso da Unidade de Saúde Pública da ULS da Guarda/ DGS. O teste não é efetuado a quem não preencher este requisito.
São regras fundamentais de segurança para acesso a este Centro:
– Acesso através da entrada devidamente sinalizada;
– Não sair do veículo, uma vez que, o teste é efetuado com as pessoas no interior dos veículos;
– Não poderá deslocar-se para fora da zona limitada ao Centro de Testes, por questões de segurança.
A ULS da Guarda fica agradecida pela disponibilidade e empenho do NERGA na cedência de instalações.

 

COVID-19 e diabetes: linha gratuita de apoio já disponível

As pessoas com diabetes passam agora a ter à disposição uma linha telefónica gratuita para esclarecer todas as dúvidas sobre COVID-19. Através do número 302051685, que funciona todos os dias, entre as 8h00 e as 22h00, vai ser possível obter informação de médicos especialistas sobre a diabetes no contexto desta pandemia.
A diabetes Mellitus atinge 13,6% da população portuguesa, sendo que 28% têm mais de 80 anos. Quanto às pessoas infetadas pelo novo coronavírus, 20% têm diabetes, número que sobe para 22% quando se trata de internados em cuidados intensivos. Por outro lado, a diabetes descompensada pode diminuir as defesas do organismo e proporcionar o desenvolvimento facilitado de infeções.
No sentido de responder às muitas dúvidas que têm surgido às pessoas com diabetes, a Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo, o Núcleo de Diabetes Mellitus da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna e a Sociedade Portuguesa de Diabetologia decidiram criar esta linha, independentemente daquelas que os serviços de saúde públicos e privados já disponibilizaram.

Covid-19- Edificio da Câmara Municipal de Fornos de Algodres encerrado por tempo indeterminado

Em comunicado, o Municipio de Fornos de Algodres, deu conhecimento que as instalações da Câmara Municipal desta vila de Fornos de Algodres , estão encerradas, devido ao facto, de um Munícipe residente na região da Amadora ter feiro o teste e foi resultado positivo (apesar de não ter quaisquer sintomas), tendo estado no concelho durante o período de 21 a 27 de março.

Face ao disposto de uma colaboradora do Municipio ter estado em contacto direto como a pessoa em causa, todos os colaboradores desta instituição foram postos em isolamento preventivo até ser conhecido o resultado da colaboradora.

Também já estão informados os pouco contactos que teve durante esse período, agora face a isso, o Municipio fornenses sugere que todos cumpram ao máximo, as regras de isolamento social.

Fatos e viseiras de proteção oferecidos aos Bombeiros de Fornos de Algodres

Foram entregues aos Bombeiros de Fornos de Algodres equipamento de proteção individual para serviços de emergência para prevenção de COVID-19] Assim a “FORAL” de Fornos de Algodres, ofereceu 10 fatos de proteção individual, por sua vez o grupo
DieVibrissaes ofereceu a este corpo de bombeiros viseiras de proteção para a elaboração das suas funções. Assim como o Bombeiro Zé Carlos foi o portador de 10 Viseiras de proteção oferta da empresa onde labora.
São estes gestos grandiosos que todos dias surgem nesta nossa comunidade para ajudar ao combate à Covid-19

 

Liturgia do Domingo V da QUARESMA – Ano A

 

Jesus disse a Marta: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem acredita em Mim… nunca morrerá”. Estamos quase a terminar a nossa caminhada quaresmal; por isso, é necessário preparar os nossos corações para ir ao encontro de Cristo ressuscitado, ou seja, para celebrar digna e solenemente as festas pascais. A partir da nossa fragilidade, da nossa escravidão, da escuridão da nossa morte, erguemos o nosso clamor ao Senhor, afirmamos que dele procedem a misericórdia, o perdão e a redenção. Na 1ª leitura, é-nos proclamada a promessa do Senhor: “Vou abrir os vossos túmulos e deles vos farei ressuscitar, ó meu povo. Infundirei em vós o meu espírito e revivereis”. No coração dos baptizados já habita o Espírito de Deus, o mesmo Espírito que ressuscitou Jesus de entre os mortos. Ao celebrarmos a Eucaristia, encontramo-nos com Cristo ressuscitado, com o Senhor que vive entre nós, com Aquele que para todos é a ressurreição e a vida.

O evangelho da ressurreição de Lázaro é a última das catequeses baptismais da Quaresma deste ano. Jesus de Nazaré, a fonte de água viva para os que têm sede, a luz do mundo enviada por Deus para que os cegos vejam, é também a fonte de vida para os que habitam nas sombras da morte. Nós, os sedentos, procuramos a água que jorra para a vida eterna; nós, os cegos, procuramos a luz que vem de Deus; nós, os escravos da morte, seremos surpreendidos pela vida com Cristo ressuscitado. Seduzidos pelo mal, quisemos ir longe, subir mais alto, quisemos ser como Deus; andámos por um caminho, com sede e cegos, que nos levou à morte. Até que chega Jesus, Aquele que é “a ressurreição e a vida”.

No silêncio das nossas sepulturas, ouviram-se as palavras que chamam à vida: “Lázaro, sai para fora”. A cegueira dos nossos olhos viu, num milagre de luz, não só Jesus, o amigo que tínhamos perdido ao morrer, mas também Cristo, o rosto de Deus, o Messias de Deus, o Amor encarnado de Deus. Jesus, que é Vida, desceu ao seio dos mortos para nos fazer sair dos sepulcros; Jesus, que é Vida, fez-se carne e habitou entre nós, chorou a nossa morte, comoveu-se e perturbou-se profundamente, encontrou-se com a morte; Jesus, que é Vida, desceu ao seio da morte e do sepulcro, e uma morte de cruz, para que os mortos “subissem” para a vida!

29-03-2020

A ressurreição de Lázaro prefigurou profeticamente a ressurreição de Cristo. Aquela morte, aquele sepulcro e aquela ressurreição são também um sinal profético do mistério que se realiza na celebração do baptismo: na fonte baptismal, que é a imagem sacramental do sepulcro de Cristo, encontramo-nos com Cristo, somos configurados e enxertados Nele. “Todos nós que fomos baptizados em Jesus Cristo, fomos baptizados na sua morte…para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova”. As nossas vidas não são para a morte, mas para a Vida com Cristo e para a glória de Deus.

 

«E Jesus chorou. Diziam então os judeus: “Vede como era seu amigo”».

Porque eras Deus verdadeiro, Tu conhecias, Senhor, o sono de Lázaro e preveniste os teus discípulos. Mas na tua carne – Tu que não tens limites – vens até Betânia. Como verdadeiro homem, choras sobre Lázaro; como verdadeiro Deus, ressuscitas pela tua vontade aquele que estava morto há quatro dias. Tem piedade de mim, Senhor; muitas são as minhas transgressões. Traz-me de volta, eu Te suplico, do abismo dos males em que me encontro. Foi por Ti que eu gritei; escuta-me, Deus da minha salvação.

Chorando sobre o teu amigo, na tua compaixão puseste fim às lágrimas de Marta; pela tua Paixão voluntária, secaste todas as lágrimas do rosto do teu povo (Is 25,8). «Bendito sejas, Deus de nossos pais!» (Esd 7,27). Guardião da vida, chamaste um morto como se ele dormisse. Com uma palavra, rasgaste o ventre dos infernos e ressuscitaste aquele que começou a cantar: «Bendito sejas, Deus dos nossos pais!» A mim, estrangulado pelas amarras dos meus pecados, ergue-me também e eu cantarei: «Bendito sejas, Deus dos nossos pais!»

Em reconhecimento, Maria traz-Te, Senhor, um vaso de mirra que estaria preparado para o seu irmão (Jo 12,3) e canta-Te por todos os séculos. Como mortal, invocas o Pai; como Deus, despertas Lázaro. Por isso nós Te cantamos, ó Cristo, pelos séculos dos séculos. Tu despertas Lázaro, morto há quatro dias; fá-lo erguer-se do túmulo, designando-o assim como testemunha verídica da tua ressurreição ao terceiro dia. Tu andas, falas, choras, meu Salvador, mostrando a tua natureza humana; mas, ao despertares Lázaro, revelas a tua natureza divina. De maneira indizível, Senhor, meu Salvador, de acordo com as tuas duas naturezas e de forma soberana, Tu operaste a minha salvação. (São João Damasceno, c. 675-749, monge, teólogo, doutor da Igreja, Matinas do sábado de Lázaro).

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano A - Tempo da Quaresma - 5º Domingo - Boletim Dominical II

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar