Templates by BIGtheme NET
Início » Fornos de Algodres (Pagina 4)

Fornos de Algodres

Alerta Municipal em Fornos de Algodres

Face ao aumento de casos, sobretudo com aparecimento de surtos em duas IPSS do concelho, o Município de Fornos de Algodres, lançou um Alerta Municipal até dia 14 de janeiro.

A Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu durante o dia de ontem, 30 de dezembro às 19h por videoconferência, em resultado do aumento significativo de casos COVID 19 no concelho, para analisar a evolução da situação pandémica e decidir sobre o nível de alerta municipal.

Assim há a informar o seguinte:

1 – O aumento do número de casos no concelho, deve-se em grande parte ao aumento do número de casos em duas Estruturas Residenciais Para Idosos, mais concretamente em Maceira (8) e Vila Ruiva (14);

2 – Os utentes e trabalhadores infetados encontram-se maioritariamente assintomáticos e a ser acompanhados permanentemente pelos profissionais de saúde das instituições, Unidade de Saúde Pública e Centro de Saúde de Fornos de Algodres;

3 – Todos os utentes e trabalhadores de ambas as instituições já realizaram testes laboratoriais à COVID 19;

4 – Durante a próxima semana, serão feitos testes rápidos (sempre que solicitados pelas Instituições) pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres com periocidade regular, para avaliar a situação dos utentes e trabalhadores que agora testaram negativo, o que não invalida outras abordagens que vierem a ser determinadas pelas Autoridades de Saúde;

5 – O Município de Fornos de Algodres, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, forneceu todo o equipamento de Proteção Individual solicitado por ambas as instituições para conferir uma maior proteção para os trabalhadores e utentes;

6 – O Município de Fornos de Algodres em articulação com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres já procedeu à desinfeção dos espaços solicitados por ambas as instituições;

7 – A Comissão Municipal de Proteção Civil decidiu contactar a bolsa local de voluntários criada pelo CLDS 4G, no sentido de aferir da disponibilidade dos mesmos para poder apoiar as instituições caso exista dificuldades ao nível dos recursos humanos das instituições;

8 – O Agrupamento de Escuteiros de Fornos de Algodres demonstrou disponibilidade para apoiar as instituições caso venha a existir dificuldades de recursos humanos nas instituições, através de alguns dos seus Chefes de Escuteiros;

9 – A Comissão Municipal de Proteção Civil decidiu solicitar ao Centro Distrital de Segurança Social a ativação da Brigada de Intervenção Rápida para fazer face a um eventual comprometimento dos recursos humanos, tendo o mesmo sido enviado no dia de ontem 30/12/2020;

10 – Foi ainda decidido reforçar os cuidados no sistema de recolha de resíduos sólidos urbanos, mais concretamente o reforço da periocidade de desinfeção dos mesmos;

Assim e perante este contexto, decidiu a Comissão Municipal de Proteção Civil, por unanimidade, propor ao Senhor Presidente da Câmara Municipal a determinação da Situação de Alerta Municipal do dia 30 de dezembro às 2020 até às 23h59m do dia 14 de janeiro de 2021, tendo o mesmo procedido ao despacho que agora se torna público.

Aproveitamos para informar que o Município dará conta do número de total de novos casos e do número total de casos ativos no concelho, logo que seja publicado o Relatório de Situação pela Unidade Local de Saúde da Guarda, uma vez que é esta a entidade competente pela divulgação desta informação.

Informamos ainda que os munícipes que entraram em contacto com o número verde, 800 210 096, estão a ser acompanhados diariamente por parte do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Solicita-se assim, a utilização da linha verde 800 210 096 (chamada gratuita) em caso de necessidade relacionada com a pandemia do COVID 19, comprometendo-se o município em dar/procurar uma resposta para as necessidades/questões que vierem a ser colocadas.

O Município de Fornos de Algodres solicita a todos o cumprimento das orientações da Direção Geral de Saúde e das medidas decretadas pelas Autoridades Nacionais, pois esse é o maior contributo que cada um pode dar, para juntos, em comunidade, conseguirmos ultrapassar este desafio.

Testes rápidos de saliva da Biojam para diagnóstico do COVID-19 chegaram ao mercado português

Um método alternativo à zaragatoa: Novo sistema de diagnóstico permite detetar o vírus com um único teste à saliva.

·               Uma solução que constitui uma alternativa fiável, segura, confortável e muito mais barata.

Depois de lançados os testes rápidos de antigénio para diagnóstico de COVID-19 e os testes DUO de diagnóstico de COVID-19 e Gripe, a BioJam disponibiliza também, a partir de agora, os testes rápidos de saliva, os quais já foram alvo de notificação junto do Infarmed. De uma forma mais simples e sem o desconforto associado aos convencionais testes de antigénio que utilizam as zaragatoas para recolha de amostra, o novo sistema de diagnóstico permite detectar, em apenas 15 minutos e de uma forma não invasiva, possíveis casos positivos de COVID-19. Com explica Carlos Monteiro, CEO e fundador da farmacêutica BioJam, “a realização dos convencionais testes de antigénio, apesar de constituírem um processo rápido, não deixam de ser mais desconfortáveis, sobretudo para crianças, adolescentes e até adultos com sensibilidade ao método da zaragatoa. Além disso, poderão ser muito úteis em aeroportos, escolas, empresas ou atividades desportivas, para identificar assintomáticos em período infecioso. Com os novos testes de saliva conseguimos eliminar o desconforto mantendo a segurança dos testes que apresentam uma especificidade de 100% e uma sensibilidade de mais de 94%”.

O teste rápido PCL COVID19 Ag Gold saliva é um dispositivo médico de diagnóstico invitro que se baseia no Teste imunocromatográfico (ICA) para a detecção qualitativa do antigénio SARS-CoV-2 na saliva humana. Ainda que não seja um teste invasivo, o mesmo só estará disponível para realização em clínicas e laboratórios de análises clínicas devidamente registadas na ERS para tal, por profissionais de saúde ou sob o acompanhamento destes, esperando que estes também possam ser distribuídos pelas farmácias comunitárias. A ideia é que seja supervisionado por um profissional e realizado numa clínica, hospital ou, eventualmente, farmácia. Além de eliminar o desconforto da zaragatoa, deixa de ser necessário ter profissionais de saúde especificamente habilitados para a colheita, como acontece atualmente, aliviando a logística e os custos”, acrescenta Carlos Monteiro.

Fornense Elizabeth Trigo apresentou o seu livro à comunidade

Está a decorrer a apresentação do livro ”Perfeita Obsessão” de Elizabeth Trigo na Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez. Assim nesta segunda-feira teve muita gente a solicitar o livro e continua nesta terça – feira.

Avisos e Liturgia – Sagrada Família – ano B

 

Continuando com as festas solenes do Natal, neste domingo a Igreja recomenda contemplar a Sagrada Família. Esta celebração não ofusca este tempo litúrgico; recordamos e celebramos Deus que quis nascer numa família para que tivesse alguém que Dele cuidasse. Jesus, o Filho de Deus, ao nascer numa família, santificou a família humana. Por isso, veneramos a Sagrada Família como modelo importante e fundamental da família humana. Numa sociedade em que a família não disfruta do mérito e prestigio que merece, é muito importante celebrar esta festa instituída em 1921 pelo Papa Bento XV e colocada no calendário universal da Igreja. A oração colecta recorda-nos que Deus quis dar-nos o modelo da Sagrada Família para que, imitando as suas virtudes familiares e o seu espírito de caridade, possamos um dia reunir-nos na Sua casa para gozarmos as alegrias eternas.

Mas, quais são essas virtudes familiares? O texto do evangelho pode ajudar-nos a encontrar a resposta. José e Maria levaram Jesus a Jerusalém, para O apresentarem ao Senhor, para cumprirem os preceitos da lei de Moisés relacionados com a purificação. Esta particularidade do início do texto ajuda-nos a entender que José e Maria eram uma família que cumpria os preceitos da sua religião judaica. Por isso, não é difícil imaginá-los na sua casa a rezar juntos os salmos e a ensinar o Menino Jesus no ritmo diário de oração. É isto que as nossas famílias cristãs deveriam imitar com os mais pequenos da casa para que aprendam a importância de rezar nos diversos momentos do dia. Mas sigamos o texto para encontrar outras virtudes a imitar desta família. A visita ao templo supõe um encontro com duas pessoas interessantes.

Sabemos que Simeão era um homem justo e piedoso e que esperava a hora da consolação de Israel. Movido pelo Espírito Santo vai ao templo e ali encontra-se com a Sagrada Família. Desta maneira, cumpre-se a promessa que o Espírito Santo lhe tinha feito: ver o Messias antes de morrer. Com o menino Jesus nos braços, Simeão entoa um dos hinos mais importantes para a liturgia da Igreja que é rezado na hora de completas, antes do repouso da noite. Este hino é de acção de graças por ter conseguido ver o Messias. Sabemos que Ana foi casada sete anos após o tempo de donzela e viúva até aos oitenta e quatro. Tinha uma vida sóbria dedicada à oração e ao jejum, não se afastando do templo. O texto não nos revela nenhum diálogo entre ela e a Sagrada Família, mas podemos imaginar uma grande alegria ao conhecer o menino Jesus, a qual deu origem à sua acção de graças a Deus. Falava daquele menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. Em ambos os encontros a Sagrada Família proporciona um momento de acção de graças a Deus. Assim, temos uma nova virtude, digna de ser imitada: eles dão a conhecer o Messias e, com Ele, geram a consolação e a esperança que vêm de Deus depois de uma vida longa e provavelmente dura. E se nós também fossemos mensageiros desta consolação e esperança, dando a conhecer o Messias em todos os momentos da nossa vida? Talvez a nossa sociedade pudesse converter-se numa autêntica família que louva a Deus e é capaz de imitar os exemplos da família da qual Deus fez parte.

Elo de Comunhão (3)

Finalmente, na festa da Sagrada Família rezemos especialmente pelas nossas famílias. No seio da nossa família nascemos e crescemos. Foi nela que Deus estabeleceu o alicerce das nossas vidas. Os nossos pais e padrinhos ajudaram-nos a crescer na fé, nos valores de uma vida cristã. Recordemos os membros falecidos das nossas famílias e agradeçamos os novos membros que nela se incorporaram. Diante de Deus, agradeçamos todos os membros da nossa família e peçamos a protecção da Sagrada Família. Que o nosso lar, por intercessão da Sagrada Família, se converta num modelo da Igreja doméstica, como afirmou o Concílio Vaticano II.

 

LEITURA ESPIRITUAL

Nazaré é a escola em que se começa a compreender a vida de Jesus, é a escola em que se inicia o conhecimento do Evangelho. Aqui se aprende a observar, a escutar, a meditar e a penetrar o significado tão profundo e misterioso desta manifestação do Filho de Deus, tão simples, tão humilde e tão bela. Talvez se aprenda também, quase sem dar por isso, a imitá-la. Aqui se aprende o método e o caminho que nos permitirá compreender facilmente quem é Cristo. Aqui se descobre a importância do ambiente que rodeou a sua vida, durante a sua permanência no meio de nós: os lugares, os tempos, os costumes, a linguagem, as práticas religiosas, tudo o que serviu a Jesus para Se revelar ao mundo. Aqui tudo fala, tudo tem sentido. Aqui, nesta escola, se compreende a necessidade de ter uma disciplina espiritual, se queremos seguir os ensinamentos do Evangelho e sermos discípulos de Cristo. Quanto desejaríamos voltar a ser crianças e acudir a esta humilde e sublime escola de Nazaré! Quanto desejaríamos começar de novo, junto de Maria, a adquirir a verdadeira ciência da vida e a superior sabedoria das verdades divinas! Mas estamos aqui apenas de passagem e temos de renunciar ao desejo de continuar nesta casa o estudo, nunca terminado, do conhecimento do Evangelho. No entanto, não partiremos deste lugar sem termos recolhido, quase furtivamente, algumas breves lições de Nazaré.  Em primeiro lugar, uma lição de silêncio. Oh se renascesse em nós o amor do silêncio, esse admirável e indispensável hábito do espírito, tão necessário para nós, que nos vemos assaltados por tanto ruído, tanto estrépito e tantos clamores, na agitada e tumultuosa vida do nosso tempo! Silêncio de Nazaré, ensina-nos o recolhimento, a interioridade, a disposição para escutar as boas inspirações e as palavras dos verdadeiros mestres. Ensina-nos a necessidade e o valor de uma conveniente formação, do estudo, da meditação, da vida pessoal e interior, da oração que só Deus vê. Uma lição de vida familiar. Que Nazaré nos ensine o que é a família, a sua comunhão de amor, a sua austera e simples beleza, o seu carácter sagrado e inviolável; aprendamos de Nazaré como é preciosa e insubstituível a educação familiar e como é fundamental e incomparável a sua função no plano social. Uma lição de trabalho. Nazaré, a casa do Filho do carpinteiro! Aqui desejaríamos compreender e celebrar a lei, severa mas redentora, do trabalho humano, restabelecer a consciência da sua dignidade, de modo que todos a sentissem; recordar aqui, sob este tecto, que o trabalho não pode ser um fim em si mesmo, mas que a sua liberdade e dignidade se fundamentam não só em motivos económicos, mas também naquelas realidades que o orientam para um fim mais nobre. Daqui, finalmente, queremos saudar os trabalhadores de todo o mundo e mostrar-lhes o seu grande Modelo, o seu Irmão divino, o Profeta de todas as causas justas que lhes dizem respeito, Cristo Nosso Senhor. (Paulo VI, Alocução em Nazaré, 5 de Janeiro de 1964).

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano B - Tempo do Natal - Sagrada Família - Boletim Dominical II

PSD Fornos de Algodres alega ter defendido descida do IMI noutros tempos atrás

Em comunicado,  o PSD de Fornos de Algodres, pela voz da sua vereadora Maria Joaquina Domingues, defende que há muito tempo atrás já defendiam que a taxa de IMI podia baixar, onde assim refere que: “Afinal, o PSD tinha razão! Independentemente das razões que possam subjazer a tal decisão (e, dúvidas
não restam, a proximidade de um ciclo eleitoral autárquico será uma delas) o
PSD só pode regozijar-se ante uma proposta de redução das taxas do IMI.
Apesar de serôdia e irrisória, esta proposta apenas vem confirmar tudo aquilo
que, há vários anos, vem por nós sendo proposto em inúmeras reuniões, quer
da Câmara Municipal, quer da Assembleia Municipal. Afinal, era possível baixar
as taxas do IMI…! Mas, escudando-se em ilegalidades insanáveis diversas, na
perturbação da capacidade financeira do Município e em outros argumentos
infundados, o Partido Socialista sempre recusou baixá-las, quando, afinal, isso
era possível! Bastava um pouco de humildade política, de bom senso e de
preocupação com as dificuldades sentidas por quem teima em viver e investir
em Fornos de Algodres, para que, desde há muito, se propusesse ao FAM esta
medida e este passo tivesse sido dado.
Apesar de concordar, em absoluto, com a baixa das taxas do IMI, o PSD não
pode deixar de registar o oportunismo e o espalhafato político em torno desta
proposta, tentando fazer crer aos mais incautos, num exercício de demagogia e
desfaçatez primárias, que ela se deve, apenas e só, às preocupações da
governação socialista. Puro logro, como é apanágio do Partido Socialista.
Bastaria consultar as atas das reuniões dos órgãos autárquicos para que tal
ficasse provado, para o caso de eventuais esquecimentos. Mas, para que
conste, foi o PSD que, desde a primeira hora, propôs e insistiu na redução das
taxas do IMI e demonstrou que tal era legalmente possível e socialmente
recomendável. O tempo deu-nos razão”!

AF Guarda- Vila Franca da Naves-AD Fornos de Algodres-2-2

Divisão de pontos

Uma manhã de futebol que nestes tempos de pandemia , passa a ser habitual, com a igualdade a acontecer no Estádio do Picoto, com arbitragem de Cláudio Durães , que opôs os vilafranquenses aos fornenses.

Uma fase inicial com as equipas a procurar o golo, mas a sorte sorriu aos fornenses, com Bruno Costa a abrir o ativo, aos 14´. Por sua vez, a turma de José Pinto não baixa os braços e pressionou algo, os fornenses foram equilibrando, segurando a vantagem até ao intervalo.

Para a segunda parte, os locais mexem no onze e deste modo, conseguem a igualdade através de uma grande penalidade, por intermédio de Pimenta, aos 60´.

A toada atacante vilafranquense era forte e deste modo, consegue passar para a frente do marcador, com Rúben a conseguir marcar aos 69´.

Os fornenses tentam o tudo por tudo e Pedro Correia entra, um homem experiente que vem galvanizar o xadrez e aos 77´, chega a igualdade por intermédio de Pina.

Mais alguns lances de ataque de ambas partes aconteceram, mas a divisão de pontos era evidente.

Vamos ver como iniciam o ano 2021, talvez com alguns reforços .

Foto:ADFA

Princesa Frozen, Olaf, Duendes e o Pai Natal percorrem concelho de Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres e o CLDS 4G, referem que nos dias 21 e 22 de dezembro irão percorrer o concelho na companhia da Princesa Frozen, do Olaf, dos Duendes e do Pai Natal, distribuindo presente de natal às crianças até ao 4º ano de escolaridade.
No dia 21 vão estar em Queiriz, Maceira, Sobral Pichorro, Fuinhas, Muxagata, Figueiró da Granja, Vila Ruiva, Vila Soeiro do Chão, Juncais e Fornos de Algodres (para as crianças que frequentam o Jardim de Infância).
No dia 22 na Matança, Rancosinho, Casal Vasco, Infias, Algodres, Cortiçô e Fornos de Algodres (para as crianças do 1º ciclo).

Avisos e Liturgia do Domingo IV do ADVENTO – ano B

a)         Estamos no último e quarto Domingo do Advento. Estes quatro Domingos ajudaram-nos a melhor preparar a vinda de Jesus. Esta vinda que esperamos para o fim dos tempos, no final da história, recordando, por agora, a sua primeira vinda fazendo-se homem. Neste contexto, é importante não esquecer o contraste e a complementaridade das leituras propostas na liturgia deste Domingo.

 

b)         Em primeiro lugar, há um contraste entre a primeira leitura e o texto do evangelho. O extracto do 2º Livro de Samuel (1ª leitura) apresenta-nos David a manifestar o desejo de construir uma casa para Deus, uma casa semelhante ao palácio que ele construiu para si próprio, e a resposta de Deus na boca do profeta Natã. Mais que uma casa, Deus deseja recordar a David tudo o Ele fez por ele, pelo Povo de Israel e confirma todas as promessas feitas. Porém, o extracto do evangelho de S. Lucas narra-nos o anúncio de Arcanjo Gabriel a Maria, falando-nos, assim, da “casa” que Deus escolheu para se tornar presente na Humanidade, para habitar entre nós; não num edifício, mas “entre nós”. Esta presença supõe o consentimento da própria humanidade, expressa na resposta positiva de Maria ao convite que Deus lhe faz para ser mãe do seu Filho. Estas duas leituras como o fragmento da Carta de S. Paulo aos Romanos (2ª leitura) falam-nos da contínua presença de Deus entre nós. Há, pois, entre elas, uma complementaridade. É uma presença que o salmista converte em oração de louvor e de agradecimento: “Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor e para sempre proclamarei a sua fidelidade”.

 

Ano B - Tempo do Advento - 4º Domingo - Boletim Dominical II

 

c)         Deus entra na vida da humanidade, na vida da nossa comunidade cristã, na vida de cada cristão discretamente, sem ruído, sem expressões evidentes de poder ou magnificência, sem se impor. O Senhor torna-se presente silenciosamente. Para Ele, basta a nossa resposta. A nossa comunidade cristã, onde fazemos a caminhada de fé, a mesma que nos ajuda a viver a fé, é o ambiente propício para se manifestar, descobrir e celebrar esta presença e a proposta de vida que Deus nos faz por Jesus Cristo.

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Elo de Comunhão (2)

AF Guarda- Campeonato Distrital Seniores- 4ºjornada Séries A e B

Série A

Freixo Numão – Foz Côa-1-2

VF Naves – AD Fornos de Algodres-2-2

CD Gouveia – Aguiar da Beira-0-0

Classificação:

1-Trancoso – 7

2- VF Naves- 6

3-CD Gouveia-5

4-AD Fornos de Algodres-4

5-Foz Côa-4

6-Aguiar da Beira-4

7-Freixo Numão-0

 

Série B

 

Guarda FC- Soito-0-1

Casal Cinza – UD Os Pinhelenses-1-2

SC Sabugal – Guarda DFC-1-3

SC Celoricense- Estrela Almeida- 10 fev.

 

Classificação:

1-Guarda DFC- 9

2-SC Celoricense-6

3-UD Os Pinhelenses-6

4-Soito-6

5-Estrela Almeida-3

6-Guarda FC-3

7-SC Sabugal-3

8- Casal Cinza-0

Covid-19-Nova lista divulgada de concelhos

Ficou a ser conhecida a nova lista de concelhos dos quatro níveis depois da reunião de  Conselho de Ministros em que foram avaliadas e ajustadas as medidas de contenção da pandemia de covid-19 para o Natal e Ano Novo.

Assim Fornos de Algodres, Mangualde, Penalva, Meda e Foz Côa, no moderado

Trancoso, Celorico da Beira, Gouveia, Satão e Manteigas, no elevado

Aguiar da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo,Guarda, Nelas, Sabugal, Sernancelhe, Almeida, Seia e Viseu, no muito elevado

Pinhel e Aguiar da Beira no extremamente elevado

Risco Moderado

  • Albufeira
    Alcobaça
    Alcoutim
    Aljezur
    Aljustrel
    Almeirim
    Almodôvar
    Alpiarça
    Alvaiázere
    Alvito
    Arcos de Valdevez
    Arganil
    Arraiolos
    Arronches
    Avis
    Barrancos
    Beja
    Benavente
    Bombarral
    Borba
    Cadaval
    Carrazeda de Ansiães
    Castro Marim
    Castro Verde
    Constância
    Coruche
    Cuba
    Entroncamento
    Estremoz
    Ferreira do Alentejo
    Ferreira do Zêzere
    Fornos de Algodres
    Fronteira
    Góis
    Lagoa
    Lagos
    Mação
    Mangualde
    Mêda
    Melgaço
    Monchique
    Mora
    Moura
    Nazaré
    Oleiros
    Olhão
    Oliveira de Frades
    Ourique
    Pampilhosa da Serra
    Paredes de Coura
    Pedrógão Grande
    Penalva do Castelo
    Ponte de Sor
    Portel
    Proença-a-Nova
    Redondo
    Santiago do Cacém
    São Brás de Alportel
    Sardoal
    Sertã
    Silves
    Sines
    Sousel
    Tábua
    Tavira
    Tomar
    Viana do Alentejo
    Vidigueira
    Vila de Rei
    Vila do Bispo
    Vila Nova da Barquinha
    Vila Nova de Cerveira
    Vila Nova de Foz Côa
    Vila Nova de Paiva
    Vila Nova de Poiares
    Vila Real de Santo António
    Vila Viçosa

Risco Elevado

  • Abrantes
    Alandroal
    Alcácer do Sal
    Alcanena
    Alcochete
    Alijó
    Amadora
    Arruda dos Vinhos
    Aveiro
    Batalha
    Belmonte
    Cabeceiras de Basto
    Caldas da Rainha
    Campo Maior
    Cantanhede
    Carregal do Sal
    Cartaxo
    Cascais
    Castanheira de Pêra
    Castelo de Paiva
    Castro Daire E
    Celorico da Beira
    Celorico de Basto
    Coimbra
    Condeixa-a-Nova
    Covilhã
    Elvas
    Faro
    Figueira da Foz
    Fundão
    Golegã
    Gouveia
    Leiria
    Loulé
    Loures
    Lourinhã
    Lousã
    Macedo de Cavaleiros
    Mafra
    Manteigas
    Marinha Grande
    Mira
    Mirandela
    Mogadouro
    Moimenta da Beira
    Montemor-o-Velho
    Nisa
    Óbidos
    Odemira
    Odivelas
    Oeiras
    Oliveira do Bairro
    Ourém
    Palmela
    Penedono
    Penela
    Peniche
    Pombal
    Portimão
    Reguengos de Monsaraz
    Ribeira de Pena
    Rio Maior
    Sabrosa
    Salvaterra de Magos
    Santa Comba Dão
    Santarém
    São João da Pesqueira
    São Pedro do Sul
    Sátão
    Seixal
    Sesimbra
    Setúbal
    Sever do Vouga
    Sintra
    Sobral de Monte Agraço
    Soure
    Tarouca
    Tondela
    Torres Novas
    Torres Vedras
    Trancoso
    Vagos
    Vale de Cambra
    Valença
    Vendas Novas
    Viana do Castelo
    Vila Flor
    Vila Franca de Xira
    Vila Velha de Ródão
    Vinhais
    Vizela
    Vouzela

Risco Muito Elevado 

  • Águeda
    Albergaria-a-Velha
    Alenquer
    Alfândega da Fé
    Almada
    Almeida
    Amarante
    Amares
    Anadia
    Ansião
    Arouca
    Azambuja
    Baião
    Barreiro
    Boticas
    Braga
    Caminha
    Castelo Branco
    Chamusca
    Cinfães
    Espinho
    Estarreja
    Évora
    Fafe
    Felgueiras
    Figueira de Castelo Rodrigo
    Figueiró dos Vinhos
    Freixo de Espada à Cinta
    Gondomar
    Grândola
    Guarda
    Idanha-a-Nova
    Ílhavo
    Lamego
    Lisboa
    Lousada
    Maia
    Marco de Canaveses
    Matosinhos
    Mealhada
    Mértola
    Mesão Frio
    Miranda do Corvo
    Miranda do Douro
    Moita
    Monção
    Montalegre
    Montemor-o-Novo
    Montijo
    Murça
    Murtosa
    Nelas
    Oliveira do Hospital
    Ovar
    Paços de Ferreira
    Paredes
    Penacova
    Penafiel
    Peso da Régua
    Ponte da Barca
    Ponte de Lima a
    Portalegre
    Porto
    Porto de Mós
    Resende
    Sabugal
    Santa Maria da Feira
    Santo Tirso
    São João da Madeira
    Seia
    Sernancelhe
    Serpa
    Terras de Bouro
    Torre de Moncorvo
    Valongo
    Vila Nova de Gaia
    Vila Real
    Vila Verde
    Viseu

Risco Extremamente Elevado

  • Aguiar da Beira
    Alter do Chão
    Armamar
    Barcelos
    Bragança
    Castelo de Vide
    Chaves
    Crato
    Esposende
    Gavião
    Guimarães
    Marvão
    Mondim de Basto
    Monforte
    Mortágua
    Mourão
    Oliveira de Azeméis a
    Penamacor
    Pinhel
    Póvoa de Lanhoso
    Póvoa de Varzim
    Santa Marta de Penaguião
    Tabuaço
    Trofa
    Valpaços
    Vieira do Minho
    Vila do Conde
    Vila Nova de Famalicão
    Vila Pouca de Aguiar
    Vimioso