Templates by BIGtheme NET
Home » Fornos de Algodres (page 5)

Fornos de Algodres

Liturgia dominical e avisos das UPAB/UPFA

22º DOMINGO COMUM (ANO B)

Eis a questão: somos religiosos, homens e mulheres de fé, ou ritualistas? A nossa relação com Deus não consiste em coisas e gestos exteriores, como acreditavam os fariseus, os quais Cristo trata com tanta dureza no texto do evangelho. Através de práticas exteriores, os fariseus esqueceram-se da fidelidade ao Senhor e ficaram pelo ritualismo, ou seja, pelo cumprimento de acções e tradições.

02-09-2018

A verdadeira religião não é só dos lábios para fora. Jesus recorda a afirmação do profeta Isaías: “Este povo honra-Me com lábios, mas o seu coração está longe de Mim. É vão o culto que Me prestam, e as doutrinas que ensinam não passam de preceitos humanos”. Muitas vezes, substituímos a verdadeira religião por ritos, costumes, piedades e tradições: vamos à missa, baptizamos as nossas crianças, fazemos a festa da primeira comunhão dos filhos, casamos pela Igreja, pedimos um funeral cristão para os nossos familiares e ficamos por aqui. Somente isto não basta. Cristo não desprezou as normas de vida dos judeus. Ele disse que não tinha vindo para abolir a lei, mas para dar cumprimento e levá-la à perfeição. Jesus pede-nos que não nos conformemos com a aparência exterior. Ele condena o legalismo formalista, sem alma, sem sensibilidade, sem caridade, que escraviza mais do que liberta. O mais importante é a fé em Jesus, morto e ressuscitado, glorificado pelo Pai. A fé é a atitude transcendental do coração do homem, para quem Jesus é tudo, como a sua escala de valores e princípios e as suas esperanças eternas. A atitude transcendental é a obediência a Deus, ou seja, seguir os princípios de uma reta consciência e bem formada e o serviço desinteressado ao próximo. Assim, a fé é a atitude transcendental do coração como estilo de vida: sem esta fé, não faremos uma experiência de encontro com Deus na celebração dos sacramentos e de alguns exercícios de piedade. Resumindo, é vontade de Deus que cada um de nós seja homem e mulher que acredita e não somente que pratica. É necessário colocar alma, espírito, coração e vida na celebração e na vivência da nossa fé. Alguns exemplos para pensar: algumas festas de primeira comunhão são tão faustosas, sendo um escândalo económico, social e religioso; algumas celebrações de matrimónio são tão “sem sabor”; algumas procissões e peregrinações parecem mais uma feira. Será isto agradável a Deus? Perante estas situações, o que diria Jesus? Agora entendemos o facto de Jesus ter sido tão duro com os fariseus ritualistas que se preocupavam somente com as práticas exteriores e esqueciam-se da fé em Deus. Por isso, Jesus, entre o homem e o sábado, preferiu o homem. É de fixar as palavras de Jesus: “não há nada fora do homem que o torna impuro; porque do interior do homem é que saem as más intenções: imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, cobiças, injustiças, fraudes, devassidão, inveja, difamação, orgulho, insensatez. Todos estes vícios saem do interior do homem e são eles que o tornam impuro”. É importante reflectir: como sou eu? Religioso ou ritualista? Crente ou só cumpridor? Cumpro a vontade de Deus e estou ao serviço do próximo? Fujamos do farisaísmo e do ritualismo sem fé e sem alma. Foram os “praticantes” que levaram Cristo à cruz e o crucificaram. A principal regra moral do cristão é discernir o que lhe diz a sua consciência e, em seguida, agir em conformidade, ser coerente, traduzir em actos o que lhe vai na alma e no coração.

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

III Encontro de Instrutores decorreu em Vila Ruiva

O Inatel de Vila Ruiva foi o local escolhido pelo Clube de Escolas de Karaté Shukokai para o III Encontro de Instrutores. Provenientes de diferentes pontos do nosso país foram 16 os participantes, entre eles elementos da direção do clube e do departamento técnico.

No encontro, realizado no último fim de semana (25 e 26 de Agosto), debateu-se o novo plano de atividades assim como a atualização do plano de graduações para a época 18/19. Sendo aprovado por unanimidade a realização do Torneio de Karaté CEKS Cup, em Fornos de Algodres. Prova do sucesso do Estágio de Primavera realizado na última época, Fornos de Algodres receberá em maio de 2019, os atletas CEKS para competirem nas modalidades de Kata e Kumite.

Durante o fim de semana os participantes tiveram também oportunidade de desfrutar de uma manhã de treino nos jardins da instalação hoteleira, onde foi possível partilhar algumas experiências entre os instrutores.

AFGuarda- Equipas dos campeonatos já conhecidas

O Campeonato da 1ª Divisão de Futebol vai iniciar-se a 30 de setembro e  estão inscritos 14 clubes. São eles o Estrela de Almeida, Soito, Fornos de Algodres, Manteigas, São Romão, Aguiar da Beira, Vila Cortês, Vilanovenses, Gouveia, Ginásio Figueirense, Trancoso, Celoricense, Sabugal e Vilar Formoso.

Já no distrital da 2ªdivisão, estão inscritos 8 equipas, com o arranque a ter lugar a 28 de outubro.

Nespereira,Vila Franca das Naves, Freixo de Numão ,”Os Castelos”, Pala,Casal de Cinza,GD Foz Côa ,Paços da Serra.

No Campeonato da 1º Distrital de Futsal Masculino vão estar em prova 9 equipas:
–   Penaverdense
– CDC Pinheiro
– C F  Sabugal
– GD Sameiro
– GDR Lameirinhas
– GD Foz Côa
– Casal de Cinza
– GD Mêda
– SC Sabugal
Vai ter início a 13 de Outubro.

O sorteio decorre este sábado, 1 de setembro, ás 15h, no Paço da Cultura.

Candeias (Rangers) vai jogar na fase de grupos da Liga Europa

Uma boa prestação, o jovem fornense Candeias tem rubricado no Rangers (Escócia), face a isso, na Liga Europa segue em frente.

Assim depois de ter vencido na 1ªmão por 1-0, nesta quinta -feira, empatou fora de portas diante do Ufa a uma bola.

Desta forma, vamos ter mais um português na fase de grupos da Liga Europa.

foto:RFC

AD Fornos de Algodres iniciou os treinos para 2018/19

Ao fim da tarde , desta terça-feira, o Municipal da Serra da Esgalhada, acolheu o primeiro treino da nova temporada 2018/19.

Ainda muitas decisões para tomar a nível de plantel, dado que se encontram alguns jogadores à experiência .

Manuel Fonseca reage ao possível fecho dos CTT

Todos os esforços feitos para manter os CTT em Fornos

Depois de algum impasse há largos anos, o CTT vai fechar a sua estação em Fornos, qual o ponto de situação?

Foi-nos comunicado não de forma formal, mas informal que os Correios iriam fechar neste mês de setembro a sua estação, logo colocaram a proposta de o serviço vir a ser prestado pela Junta de Freguesia ou por outra entidade, neste momento, estou a envidar todos os esforços no sentido de o processo ser invertido, já falei com o Ministro Pedro Marques, com o Presidente da ANMP, Manuel Machado, temos falado com muita gente e vamos estar a tentar contrariar essa situação, a CIMBSE já tomou a posição, agora é Fornos e Manteigas, amanhã são outros.

Eu não concordo que o Governo diga que, a culpa é do Governo anterior que não acautelou no contrato de concessão, o fecho destas repartições, não me conformo.

Continua na edição papel de 31 de agosto 2018

Ângela Guerra(PSD) questiona tutela sobre fecho Correios

É um dado há muito adquirido que os CTT são um serviço público fundamental às nossas populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à tão proclamada coesão territorial.

Nos últimos dias várias notícias vieram dar conta do encerramento de balcões dos CTT no distrito da Guarda, de entre os quais constam os balcões de Manteigas e de Fornos de Algodres, algo que surpreendeu não só as populações, bem como, as entidades públicas locais.

A concretizar-se o encerramento destes dois balcões, será colocado em causa não só o serviço de proximidade às populações e às empresas, mas também o próprio serviço postal universal, de cujo acesso de proximidade as populações em causa ficarão privadas.

Em comunicado a CIM-BSE, veio já manifestar também que, a concretizar-se esta intenção, aqueles dois concelhos ficarão “privados de qualquer loja dos CTT e sem um efetivo serviço de proximidade que garanta aos seus cidadãos a possibilidade de usufruir de um serviço postal de qualidade conforme é estabelecido pela Lei e pelo instrumento da concessão”.

Acrescentando ainda que “não podem deixar de manifestar o seu repúdio público acerca desta intenção dos CTT, que se traduziria num desrespeito pelas obrigações que assumiu enquanto concessionária do serviço público postal, degradando ainda mais os níveis de prestação desse serviço e causando irreparáveis prejuízos às populações afetadas”.

O serviço público e universal de correios é de importância vital para a qualidade de vida das populações, devendo contribuir para a coesão do território, para o combate ao isolamento e ao despovoamento.

Não se compreendendo, pois, que territórios de interior e de baixa densidade populacional possam ver de qualquer modo diminuída a sua, já débil, possibilidade de acesso a este serviço,sustentaram.

Assim nos termos regimentais se questiona o Senhor Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, nos seguintes termos:

1- O Governo teve conhecimento prévio da decisão de encerramento dos balcões dos CTT de Manteigas e Fornos de Algodres, e se sim, quando e quais os critérios apresentados pela empresa que justifiquem esta opção e em concreto destes dois balcões?

2- Considerando a inexistência de qualquer alternativa conhecida, a tipologia dos territórios em apreço (em particular o de Manteigas) e a necessidade de lutar contra a desertificação das  regiões de interior, mais despovoadas, em que a população é idosa na sua grande maioria, pessoas que vivem sozinhas e, por isso, com dificuldade de deslocação, que efetivas alternativas de serviço postal universal, sem discriminação de qualquer espécie, vão ser oferecidas a estas populações?

3- Em face desta decisão o contrato de serviço postal universal existente entre os CTT e o Estado, continuará a ser assegurado de que forma?

4- Terão estas populações alguma garantia de que os serviços a vir a ser prestados pela entidade privada irão manter o seu funcionamento nos moldes e horários actuais e de que os serviços disponibilizados irão ser os mesmos e com a mesma qualidade?

CDS questiona tutela sobre encerramento de balcões dos CTT em Manteigas e Fornos de Algodres

O deputado do CDS-PP João Rebelo questionou o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas sobre o encerramento de balcões dos CTT em Manteigas e Fornos de Algodres, no distrito da Guarda.

João Rebelo questiona se o Governo teve conhecimento prévio da decisão de encerramento dos balcões dos CTT de Manteigas e Fornos de Algodres, e se sim, quando, quais os critérios apresentados pela empresa e que justifiquem a opção pelo encerramento destes dois balcões dos CTT no distrito da Guarda, que alternativas de serviço postal universal vão ser oferecidas às populações de Manteigas e Fornos de Algodres, na sua área de residência, e, ainda, se com a decisão de encerramento destes balcões dos CTT, continua assegurado o contrato de serviço postal universal existente os CTT e o Estado.

Nos últimos dias várias notícias deram conta do encerramento de balcões dos CTT no distrito da Guarda.

Entre os encerramentos anunciados, constam os balcões de Manteigas e Fornos de Algodres, anúncio que surpreendeu as populações.

É consensual a necessidade de lutar contra a desertificação das regiões de interior, mais despovoadas, em que a população idosa é maioritária, pessoas que vivem sozinhas e por isso com dificuldade de deslocação.

A concretizar-se, o encerramento dos balcões dos CTT de Manteigas e Fornos de Algodres irá colocar em causa, não só o serviço de proximidade às populações e às empresas, mas também o próprio serviço postal universal, de cujo acesso de proximidade as populações em causa ficarão privadas.

Acresce a tudo isto a falta de informação prévia da intenção de encerrar estes dois balcões.

Orquestra Alto Mondego atua em Mangualde

Um Projeto Inovador de Programação Cultural em Rede promovido pelos Municípios de Gouveia, Nelas, Mangualde e Fornos de Algodres que está a ser realizado no âmbito da concretização de uma candidatura ao Portugal 2020, e que agora inicia a apresentação dos resultados da implementação da sua primeira atividade desenvolvida em parceria com a OCP-Orquestra de Câmara Portuguesa e com os Músicos das Bandas Filarmónicas de todos os Concelhos envolvidos.

Vai ter lugar em Mangualde, no Largo Dr. Couto, na noite de domingo, pelas 21h30.

Cabicanca Seguros vence Torneio futsal da ADFA

Durante este fim de semana, o Pavilhão Gimnodesportivo recebeu o Torneio de Futsal da AD Fornos de Algodres, com a participação de 9 equipas de diversas localidades.

Jogos sempre muito bem disputados, na fase final, Cabicanca Seguros defrontou e venceu o OZ/Volante S.Café/C&S por cinco bolas a duas.

Na outra partida, os Móveis Monteiro bateram as Estrelas do Portugal Profundo por dez bolas a duas.

Na disputa pelo último lugar do pódio, OZ-Volante Sports Café- Costa &Santos venceu por seis bolas a cinco a formação do Estrelas do Portugal Profundo.

A final foi bastante intensa e com lances de bom futsal de parte a parte, com a turma do Cabicanca Seguros a vencer só no prolongamento, os Móveis Monteiro, dado que, no tempo regulamentar estava empatado a uma bola.

Desta forma, o Cabicanca seguros venceu esta edição de 2018 do Torneio de Futsal da ADFA.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar