Templates by BIGtheme NET
Home » Celorico da Beira (page 67)

Celorico da Beira

Dia dos Castelos— historial do de Celorico da Beira

  Esta quarta -feira foi o Dia Nacional dos Castelos aqui fica um pouco da história do CASTELO DE CELORICO DA BEIRA
  O castelo da vila foi erigido na Idade Media, num monte
á altitude de 550m, assente sobre um castro luso-romanizado. O traçado
da fortaleza corresponde aos reinados de D. Afonso Henriques e D. Sancho
I, havendo analogia com a fortaleza da cidade da Guarda quanto à
ausência de ameias. Nos reinados de D. Dinis e D. Fernando a praça
recebeu melhoramentos.   Esta ausência de ameias e merlões verifica-se
também na muralha de Linhares, mas não há torres.

  O que hoje resta corresponde à cidadela. A cerca é completamente fechada, com dois cubelos reforçando os ângulos a N. E.
  A S. E. levanta-se uma torre quadrangular, mais elevada que os cubelos,
a qual, pelas suas dimensões, é considerada a torre de menagem, o que
não é exacto, pois essa existia a meio do terreiro da cerca. Em meados
do séc. XIX restava da torre de menagem apenas um cunhal. Sabemo-lo pelo
testemunho de Alexandre Herculano, que percorreu esta região em 1853 e
escreveu no Diário de Viagem:

«A torre de menagem meia voada: só resta um ânguIo».
A meio da cerca estava o Polo d’El-Rei, ligado a um passadiço, construído no tempo de D. Manuel I. Foi demolido em 1857.
A cerca tem duas portas, a ocidental e a sul. No interior do muro segue
o caminho da ronda, a que se ascende por escaleiras adoçadas.
Na
Biblioteca Nacional de Lisboa há um manuscrito do século XVII, do
académico Jerónimo Contador de Argote, sobre o Castelo e Fortalezas de
Celorico. Informa-nos que está muito arruinado. Diz que no meio do
castelo há uma torre já meia entulhada, mas pouco mais nos diz. (vid.
manuscrito R.N.L. Reserv. F.G. 225).
  O Padre Vilela refere-se, em
princípios do séc. XIX, aos aquartelamentos e ás cisternas do CASTELO.
Quando os espanhóis ocuparam Celorico da Beira na Guerra dos Sete Anos,
as tropas portuguesas tiveram de largar o castelo, onde estavam
aquarteladas. Foi então que começou a sua ruína com o bombardeamento de
desmantelamento feito pelos espanhóis.
  Durante toda a Idade Média e
primeira metade da Moderna, o sistema defensivo da fronteira da Beira,
baseava-se no triângulo Guarda, Celorico, Trancoso.
Com o
desenvolvimento do fabrico das armas de fogo, especialmente dos canhões,
os velhos castelos tornaram-se incapazes, sendo substituídos por
fortalezas à Lippe ou à Vauban. Foi então que Almeida ganhou importância
e aí se concentrou a chave da defesa.
   O Castelo de Celorico não foi
reconvertido no novo sistema, embora Celorico estrategicamente
continuasse a ter alto interesse, o que se comprovou na época das
invasões francesas, pois serviu ao exército francês e ao anglo­-luso de
quartel-general e base de operações, em conjugação com a linha de
penetração do Mondego e as defesas naturais da Serra da Estrela. O
Marques de Alorna, o Conde de Lippe, Foy, Massena, Napier e Wellington,
notáveis cabos de guerra, assim o reconheceram.
Em 1835 o Castelo
correu o risco de ser totalmente destruído, chegando mesmo a ser feita a
sua venda para lhe retirarem a pedra.
Em 1923, durante a 1ª
República, foi classificado de monumento nacional, começando em 1924 a
ser reparado, beneficiando de algumas obras de conservação até à década
de 40.
Atualmente, o projeto de reabilitação do castelo prevê a recuperação do espaço intra e extra muros.
  O projeto de requalificação do interior da torre, procedeu à divisão
interna da torre em quatro espaços distintos. Ao nível do piso térreo,
onde assenta a estrutura metálica e atendendo à irregularidade do
afloramento rochoso irregular, foram utilizadas placas de madeira para
se poder proceder à regularização do terreno.
 Numa segunda sala,
superior ao piso térreo, procedeu-se à construção de uma sala de
conferências. Trata-se de um pequeno auditório que poderá servir para
dar apoio a pequenos grupos de visitantes e onde podem ser dadas
pequenas sessões explicativas.
  No piso ao nível da porta de entrada
existirá um ponto de apoio turístico, onde será possível ter acesso a
informações sobre o castelo e o património histórico, arquitetónico,
arqueológico, cultural e etnográfico da vila e do concelho de Celorico
da Beira. Juntamente com o ponto de turismo, funcionará, nesta sala, uma
exposição permanente com os materiais arqueológicos recolhidos nas
intervenções arqueológicas realizadas no castelo.
   Para a quarta e
última sala criou-se um espaço multimédia, onde os visitantes terão
acesso a um cyber café. Este último espaço será ainda complementado por
uma área no topo da torre, que servirá de miradouro virtual, onde,
através de utilização das novas tecnologias, será possível recriar a
história e os principais acontecimentos do castelo de Celorico da Beira,
bem como das lendas a ele inerentes.
Fonte:CCCB

Sessão Comemorativa do Dia Internacional da Proteção Civil em Celorico da Beira

Decorreu no Cinema Centro Cultural de Celorico da Beira, Sessão
Comemorativa do Dia Internacional da Proteção Civil.
Várias entidades estiveram
presentes, nomeadamente o Comandante do Posto da GNR local,
Comandante
dos Bombeiros, Comandante Distrital da Proteção Cível da Guarda,
Enfermeiras do Centro de Saúde, o Presidente e Vice Presidente da
Câmara Municipal, o Chefe de Gabinete do Presidente, alguns Presidentes
de Junta e Dirigentes de IPSS.
  Assim todos em sintonia deixaram indicações e recomendações e claro sempre informações importantes á população alusivas a este dia.
Fonte:Município de Celorico da Beira

Corte de Via na A25 junto a Celorico da Beira devido Acidente


  
Devido ao despiste de veículo pesado,ao fim de tarde desta terça feira,  do qual resultou uma vitima
mortal, a Auto-Estrada A25 encontra-se cortada ao trânsito entre os nós
de Celorico da Beira e Fornos de Algodres.

  A alternativa
processa-se pela EN 16, devendo os condutores saírem no nó de Celorico
da Beira e, retomarem a Auto-estrada no nó de Fornos de Algodres . Face a isso,  a via irá ser aberta por volta das 07h00 do dia de quarta-feira, 25 de fevereiro.
 fonte:GNR Guarda

Coceba deu a conhecer novas oportunidades

  Cerca de 250 pessoas, entre agricultores, empresários e possíveis novos
empresários estiveram presentes  no Centro
Cultural de Celorico da Beira
na Sessão de Esclarecimento sobre os
novos Programas de apoio e financiamento ao investimento /
Empreendedorismo / desenvolvimento estratégico e Internacionalização com
a marca de promoção Nacional “ Portugal sou Eu” e alterações do regime
Fiscal nomeadamente em matéria de recuperação do IVA no regime
Agrícola. Esta Sessão de Esclarecimento foi uma organização da Coceba –
Cooperativa Agropecuária de Celorico da Beira e da CAP – Confederação
dos Agricultores de Portugal.
Fonte:CBTV

Celorico da Beira em festa com “Aqui Portugal” da RTP

Alegria, música e 
muita festa
  Depois de na passada semana as emoções em Celorico da Beira foram muito fortes onde tanta coisa interessante foi acontecendo nos festejos da feira do queijo, este fim de semana, mais emoções fortes e muita diversão, pois com o Programa “Aqui Portugal”,
a capital do queijo voltou a ter mais uma casa cheia, onde oriundos de diversas localidades vieram para se divertir, com todos os artistas que também atuaram no palco.
 Mas a festa continuou assim pela noite dentro….

reportagem:António Pacheco

.

Baile de finalistas em Celorico da Beira a 28 fevereiro

  Os finalistas do Agrupamento de escolas de Celorico da Beira, mais
concretamente da escola EB 2,3, desta localidade vão realizar o baile de
gala de finalistas, no próximo dia 28 de Fevereiro, no mercado municipal.


Vai ser certamente uma festa e um dia inesquecível para todos estes jovens que irão estar nesta fase.
 Outro bom momento é a viagem de finalistas também é sempre recheada de bons momentos.
Por:Cristina Pacheco

Presidente das Estradas de Portugal anuncia 5, 5 milhões para IC7/EN 17

  O presidente do Conselho de Administração da Estradas de Portugal e
REFER anunciou ontem que o distrito da Guarda vai receber nos próximos
cinco anos um investimento de 10,6 milhões de euros em 18 obras de
beneficiação e manutenção da rede viária. António Ramalho, que inaugurou
na Guarda as primeiras instalações a nível nacional que agregam num
único edifício os serviços regionais das duas empresas, apontou que duas
das intervenções, num investimento total previsto de 5,5 milhões de
euros, visam obras de requalificação dos 50 quilómetros do IC7/EN17 que
servem diretamente os concelhos de Seia, Gouveia e Celorico da Beira.

António
Ramalho negou ainda a intenção de construir na Serra da Estrela, pelo
menos para já, os túneis, a ligar os concelhos da Covilhã e de Seia e
Gouveia, que os autarcas da região têm reivindicado.
“Só em
investimento estávamos a falar de mil milhões de euros e, acho, que em
Portugal temos outras prioridades”, explicou António Ramalho, que falava
durante uma visita ao Centro de Limpeza de Neve, localizado nos
Piornos, na Serra da Estrela, adiantando ainda que a obra não está
contemplada plano de investimentos daquela empresa pública. “No quadro
do plano a cinco anos, que está aprovado e divulgado, não está esse tipo
de investimento e, portanto, isso significa que, basicamente, não
devemos estar a pensar no investimento que não vamos realizar”,
sublinhou.
Fonte:CBS

Celorico da Beira-Ação de sensibilização “Como ter uma internet mais segura?

  Decorreu no centro cultural de Celorico da Beira, um ação de sensibilização sobre o tema”Internet segura para os seus filhos”, uma iniciativa conjunta entre a Associação de Pais e encarregados de educação e a GNR local, em sintonia com  a Microsoft.

  Esta ação esta inserida nas atividades do “Dia da internet mais segura”, que vai ter lugar na próxima terça feira , 10 fevereiro, um pouco port todo País.
  Uma preleção muito rica levada a cabo pelos agentes da GNR local que assim procuraram elucidar todos os presentes em numero razoável, das vantagens e desvantagens, os perigos e como poder evitar que os seus filhos possam cair nesses perigos que hoje em dia a internet traz.
Sabemos que a internet é um bem necessário, mas também é uma ferramenta que usada de forma menos positiva pode ser perigosa.
Face a isso e a todas as explicações, todos os presentes saíram mais esclarecidos e claro irão ter mais atenção no dia a dia.

Reportagem de António Pacheco

Crianças de Celorico da Beira ajudam a Florestar o Concelho.

Plantar árvores é respirar melhor


Esta ação de Florestação, foi desenvolvida hoje pelas 10H e insere-se
no programa Eco Escolas do qual o Município de Celorico da Beira é
parceiro.

A plantação contou com a presença de 307 crianças
oriundas das escolas do 1º Ciclo e Pré-escolar do Concelho e tratou-se
de florestar uma área da autarquia nas imediações da futura zona
industrial na União de freguesias de Celorico da Beira.

A florestação constitui a primeira etapa da plantação de 15.000 árvores
(Carvalho Negral) oferecidas pela AMI (Assistência Médica
Internacional) ao Município de Celorico da Beira.
Fonte:Município de Celorico da Beira

Exército Português e Município de Celorico da Beira, assinam protocolo de colaboração

  Foi hoje assinado pelas 10h, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de
Celorico da Beira, um protocolo celebrado entre o Exército Português e a
Câmara Municipal de Celorico da Beira.
É de salientar que o
Município de Celorico da Beira é o Primeiro Município no Distrito da
Guarda a firmar o Protocolo de colaboração desta natureza com o Exército
Português,
inserindo-se na estratégia de recrutamento
contínuo de voluntários, reclamada por um sistema que visa assegurar a
disponibilidade de recursos humanos qualificados, e tem como finalidade a
divulgação da prestação de serviço militar nos regimes de voluntariado
(RV), e de contrato (RC), nos termos da Lei n.º 174/99 de 21 de Setembro
(Lei do Serviço Militar), e do Decreto-Lei n.º 289/2000 de 14 de
Novembro (Regulamento da Lei do Serviço Militar), e a prestação de
esclarecimentos militares no âmbito das obrigações militares a efetuar,
gratuitamente, no edifício dos Paços do Concelho de Celorico da Beira.
 
O Protocolo foi assinado pelo Major General Jorge Nunes dos Reis,
Diretor de Obtenção de Recursos Humanos do Exército Português e por
Eng.º. José Francisco Gomes Monteiro, na qualidade de Presidente da
Câmara Municipal de Celorico da Beira.
  O protocolo hoje assinado,
estabelece o quadro de uma colaboração profícua entre a CM Celorico da
Beira e o Exército, no âmbito de ações de divulgação da prestação de
Serviço Militar em RV/RC, no município, bem como da prestação de
esclarecimentos e cooperação relativa a assuntos de natureza militar.

O protocolo assinado visa:
a) Divulgar as condições de prestação de serviço militar, nomeadamente,
em Regime de Voluntariado (RV) e em Regime de Contrato (RC);
b)
Prestar os esclarecimentos relativos a assuntos militares, no edifício
dos Paços do Concelho da CM Celorico da Beira, nomeadamente aqueles que
dizem respeito a:
(1) Recenseamento Militar;
(2) Dia da Defesa Nacional;
(3) Certidões Militares;
(4) 2.as vias de Cédulas Militares;
(5) Contagens de Tempo de Serviço;
(6) Requerimento para Complemento de Pensão e Reforma (Ex-Combatentes);
(7) Outros requerimentos.
Pelo exposto, ficou bem patente nos discursos proferidos pelo Senhor
Presidente da Câmara e pelo Senhor Major General que a celebração deste
protocolo facilita em muito a vida a todos aqueles que queiram ingressar
na vida militar, assim como para quem queira obter alguma documentação
junto do Exército, bem como permite ainda encurtar distancias e por
conseguinte economizar tempo e transportes até ao Centro de Recrutamento
mais próximo que se encontra em Viseu.
Fonte:Município de Celorico da Beira
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar