Templates by BIGtheme NET
Home » Celorico da Beira (page 77)

Celorico da Beira

Celorico da Beira presta cuidados à população com unidade de saúde móvel

 

A
Câmara Municipal de Celorico da Beira anunciou hoje a criação de uma
unidade móvel que vai prestar cuidados de saúde básicos à população
idosa do concelho, evitando deslocações ao centro de saúde.

O
funcionamento da unidade de saúde móvel de cuidados continuados
designada “SOS – Saúde e Ação Social Amiga” é assegurado pelos bombeiros
voluntários locais, no âmbito de um protocolo celebrado com a
autarquia. O projeto visa “prestar serviços essenciais ao cidadão com o
objetivo de estabelecer níveis aceitáveis de qualidade de vida,
prevenindo situações de risco originadas por falta de informação ou por
escassos meios económicos para usufruir de serviços que estão
concentrados na vila de Celorico da Beira”, refere a autarquia, em
comunicado hoje enviado à agência Lusa. A viatura associada ao projeto
será conduzida por um motorista da autarquia e os cuidados de saúde à
população serão prestados por três elementos dos bombeiros, segundo
fonte autárquica. Em determinadas ocasiões, o projeto será acompanhado
por um técnico superior de ação social da Câmara Municipal, indicou. A
unidade de saúde móvel vai percorrer todas as freguesias do concelho
para prestar cuidados de saúde básicos como medir a tensão arterial e a
diabetes, fazer pensos, ministrar injeções e prestar serviço de apoio
social a vários níveis. “Esta é mais uma iniciativa do foro social, que
vem dar resposta às necessidades da população, mormente a idosa, no que
respeita à prestação de cuidados de saúde simples, evitando a deslocação
ao centro de saúde e descongestionando as urgências, o que se traduz
numa assistência médica mais eficaz e rápida e, obviamente, numa maior
satisfação dos utentes”, assinala a autarquia presidida por José
Monteiro. A unidade móvel de saúde começa a prestar cuidados à população
no dia 16 de março, junto às igrejas de São Pedro e de Santa Maria, na
vila de Celorico da Beira. O projeto está integrado na Rede Nacional de
Cuidados Continuados, no âmbito de um protocolo de colaboração que foi
celebrado entre a Câmara Municipal de Celorico da Beira e a
Administração Regional de Saúde do Centro.

fonte:Guarda Digital

Mercado Municipal de Celorico da Beira requalificado

Fonte: Guarda Digital

 
Câmara de Celorico da Beira requalificou edifício do Mercado Municipal 

A autarquia
investiu cerca de 240 mil euros na requalificação do Mercado de Feiras e
de Exposições, com o objetivo de dar maior conforto a comerciantes e a
compradores.
As
obras de remodelação do equipamento foram inauguradas no fim de semana,
quando a vila acolheu mais uma edição anual da feira do queijo da Serra
da Estrela. O presidente da autarquia de Celorico da Beira, José
Monteiro, disse hoje à agência Lusa tratar-se de “uma obra que era
necessária há muitos anos”. O edifício, construído há cerca de 30 anos,
“estava degradado e sem o mínimo de condições de utilização”, contou o
autarca. “Além de carecer de obras há muitos anos, estava já em causa a
questão da higiene e da salubridade”, indicou José Monteiro, lembrando
que, desde a sua construção, o imóvel “nunca mais teve obras de
requalificação nem de manutenção”. O projeto de remodelação do Mercado
Municipal representou um investimento de cerca de 240 mil euros, mas a
autarquia de Celorico da Beira contou com uma comparticipação de 200 mil
euros do Proder – Programa de Desenvolvimento Rural. A intervenção
efetuada no edifício contemplou obras ao nível da cobertura, da
pavimentação, das infraestruturas elétricas, de água e de saneamento,
entre outras. O espaço ficou “agradável e moderno” e dignifica “os
feirantes, os produtores e todos os celoricenses e visitantes”, segundo o
presidente da autarquia. “Para o nosso concelho, é uma das obras mais
importantes porque tem a ver com a questão económica”, disse José
Monteiro, indicando que o equipamento municipal, para além de acolher a
feira semanal, à terça-feira, também é palco da feira anual dedicada ao
queijo Serra da Estrela produzido no concelho. O autarca lembrou que o
concelho de Celorico da Beira, que tem o epíteto de “capital do queijo
Serra da Estrela”, contabiliza atualmente cerca de 60 produtores de
queijo de ovelha, considerado o “produto rei” daquele município do
distrito da Guarda.
 

Fonte:Lusa

Diversos cortejos de Carnaval animam a região das beiras

Assim durante os últimos dias, a nossa região foi palco de diversos cortejos de Carnaval, onde na passada sexta – feira iniciaram os mais novos com os desfiles de Fornos de Algodres e Celorico, na Guarda e Gouveia, entre outros, mas o mau tempo veio adiar alguns como Seia, Nelas entre outros aqui na região das beiras.

Nesta terça- feira de Carnaval, os desfiles sairam apesar do chuvisco, e agradaram a todos quantos visitaram as localidades que habitualmente celebram estes festejos.
Assim Celorico da Beira, coloriu-se de mascarados, onde as diversas freguesias se uniram e mais uma vez trouxeram cada uma seu tema e os foliões se divertiram, já em Nelas a folia também andou pelas ruas e os Bairros do Cimo do Povo e do Bairro da Igreja apresentaram assim os seus cortejos, para centenas de pessoas que enchiam as ruas da cidade.
Também assim Canas de Senhorim e Cabanas de Viriato celebraram os seus festejos para animação dos foliões e diversos espectadores, pena seja que ainda se tenha encontrado muita gente a trabalhar neste dia , mas para esses que hoje não puderam estar , novos desfiles ainda vão aparecer no próximo domingo.
Assim um pouco por todos País o Carnaval vai sendo celebrado e os portugueses vão esquecendo a forte crise que tem assolado o nosso Portugal.

 Teve lugar assim na vila de Celorico da Beira, a capital do queijo da serra,
Foto de Jose Albano Marques.
Apresentação
do livro “O Queijo da Serra da Estrela e a Transumância”, do Dr.
Alberto Trindade Martinho, no certame da  Feira do Queijo
de Celorico da Beira, que vai estar ao dispor de todos.

 ·texto e fotos de José Albano

Tolerância de ponto na região das Beiras

 
Câmaras da Comunidade das Beiras e Serra da Estrela dão tolerância de ponto no dia de Carnaval 

As
15 Câmaras Municipais que integram a Comunidade Intermunicipal das
Beiras e Serra da Estrela decidiram hoje dar tolerância de ponto no dia
de Carnaval.
As
15 Câmaras Municipais que integram a Comunidade Intermunicipal das
Beiras e Serra da Estrela decidiram hoje dar tolerância de ponto no dia
de Carnaval, disse à agência Lusa o presidente daquela entidade, Vítor
Pereira. “Foi uma proposta aprovada por unanimidade e que vai de
encontro à vontade que temos de agir em conjunto e de uniformizarmos,
dentro de aquilo que é possível, os nossos procedimentos e as nossas
práticas”, referiu o autarca, que é simultaneamente presidente da Câmara
da Covilhã. O Governo mantém para este ano o princípio de não conceder
tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval (04 de março). No
entanto, estes 15 municípios decidiram em sentido contrário como forma
de “respeitar a tradição do Entrudo” e dar também “sinal de apreço e
motivação aos funcionários”. “Considerámos que é uma medida justa e
correta e que reconhece o esforço e empenho que os nossos funcionários
dedicam às suas tarefas. É um sinal de apreço e que deverá servir para
os motivar, numa altura em que os constantes cortes salariais os trazem
menos satisfeitos”, acrescentou. A Comunidade Intermunicipal das Beiras e
Serra da Estrela é constituída por 12 municípios do distrito da Guarda
(Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de
Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e
Trancoso) e pelos três municípios da Cova da Beira – distrito de Castelo
Branco – (Belmonte, Covilhã e Fundão).

fonte:Lusa

David Prata dá terceiro lugar ao Celoricense no Nacional de Taekwondo

O atleta
David Prata, que ainda não completou 18 anos, conquistou a medalha de bronze
nos campeonatos nacionais de Taekwondo que decorreram na Guarda. O jovem atleta
que, tal como todos os praticantes da modalidade do Núcleo de Taekwondo do
Interior, se encontra federado como desportista dos quadros do Celoricense,
deixou orgulhoso o presidente do clube e o treinador adjunto Ricardo Pinto.
“Foi óptimo, um excelente resultado que leva o nome do clube e do concelho a
todo o país”, referiu o presidente do clube, frisando que este é o resultado da
aposta que o clube está a fazer na modalidade, na qual se inclui a abertura de
uma escola da modalidade que deverá estar a funcionar ainda antes do Verão.
“Celorico da Beira pretende ser uma zona de referência na modalidade”,
remata Luís Faustino.

“Este jovem
conseguiu um feito enorme na prova rainha do Taekwondo português, porque este é
o campeonato nacional de seniores e só há um por ano”, referiu o treinador
adjunto Ricardo Pinto que trabalha no departamento de desporto da Câmara
Municipal de Celorico da Beira, cargo que acumula como membro da direcção do
celoricense. “Só abraçámos a modalidade há um ano e estamos a ter bons
resultados. Embora os atletas sejam de um vasto território que está englobado
no Núcleo de Taekwondo do Interior [Guarda, Fundão e Covilhã]. Mas são
federados pelo Celoricense”, referiu o técnico que tem contado com o apoio
possível por parte do executivo camarário liderado por José Monteiro, um
presidente que também está empenhado em mudar o degradado relvado do Estádio
Municipal.
A escola da modalidade está a dar os primeiros passos, mas já tem dez
pré-inscrições, o que, no entender de Ricardo Pinto, é significativo do
interesse que a prática deste desporto que, a par do Judo, é a única arte
marcial Olímpica, está a despertar no concelho. Mas este técnico pretendia
mais. Queria que o campeonato nacional se tivesse realizado mesmo em Celorico
da Beira. A Federação, porém, não aceitou por entender que não estavam reunidas
as condições necessárias em termos de instalações. “Por isso tivemos de ir para
a Guarda”, conta, referindo ainda que só foi possível trazer a prova para o
interior devido à influência do antigo campeão nacional e agora treinador Rui
Tarelho. “O que procurámos foi fazer ver à Federação que seria importante para
a divulgação da modalidade que a prova fosse realizada no interior, depois a
influência do Rui fez o resto. É que esta prova é a mais importante do
calendário nacional e obrigou à deslocação de atletas de todo o país à Guarda”,
sublinhou.
A arte
marcial com mais praticantes mundo e modalidade Olímpica

Sobre o agora terceiro melhor praticante da modalidade a nível nacional,
garante que é ainda muito jovem e poderoso fisicamente. “Pratica desde os onze
anos”, explica, salientando ainda a sua forte capacidade psicológica. “O David
Prata sabe lidar muito bem com a pressão e isso também faz parte do Taekwondo
que é uma filosofia que nos prepara para a vida. Tem tudo para ir longe na
modalidade”, salienta.
Considerada a arte marcial mais antiga e aquela com mais praticantes no mundo,
o Taekwondo (que traduzindo significa “caminho dos pés e das mãos”) surgiu na
Coreia há aproximadamente 2 mil anos. É um desporto nacional na Coreia do Sul e
obrigatório nas escolas da Coreia do Sul, bem como em exercícios militares. Foi
adicionado ao programa olímpico oficial em 2000, depois de ter sido desporto de
exibição nos Jogos Olímpicos de Verão de 1988. O Taekwondo caracteriza-se como
forma de defesa pessoal de combate livre, que utiliza as mãos e os pés para
repelir o adversário, em muitos casos sem necessidade de agressão física, ou
seja, sem danos físicos ao oponente. Em competição são utilizadas protecções e
os pés não podem bater nas pernas, enquanto as mãos estão impedidas de golpear
a cabeça do adversário. “Daí que existam menos danos físicos, embora um pontapé
na cabeça possa deixar o atleta meio atordoado”, frisa Ricardo Pinto.
fonte:Celorico News
atleta David Prata, que ainda não completou 18 anos, conquistou a
medalha de bronze nos campeonatos nacionais de Taekwondo que decorreram
na Guarda. O jovem atleta que, tal como todos os praticantes da
modalidade do Núcleo de Taekwondo do Interior, se encontra federado como
desportista dos quadros do Celoricense, deixou orgulhoso o presidente
do clube e o treinador adjunto Ricardo Pinto. “Foi óptimo, um excelente
resultado que leva o nome do clube e do concelho a todo o país”, referiu
o presidente do clube, frisando que este é o resultado da aposta que o
clube está a fazer na modalidade, na qual se inclui a abertura de uma
escola da modalidade que deverá estar a funcionar ainda antes do Verão.
“Celorico da Beira pretende ser uma zona de referência na modalidade”,
remata Luís Faustino.

“Este jovem conseguiu um feito enorme na prova rainha do Taekwondo
português, porque este é o campeonato nacional de seniores e só há um
por ano”, referiu o treinador adjunto Ricardo Pinto que trabalha no
departamento de desporto da Câmara Municipal de Celorico da Beira, cargo
que acumula como membro da direcção do celoricense. “Só abraçámos a
modalidade há um ano e estamos a ter bons resultados. Embora os atletas
sejam de um vasto território que está englobado no Núcleo de Taekwondo
do Interior [Guarda, Fundão e Covilhã]. Mas são federados pelo
Celoricense”, referiu o técnico que tem contado com o apoio possível por
parte do executivo camarário liderado por José Monteiro, um presidente
que também está empenhado em mudar o degradado relvado do Estádio
Municipal.
A escola da modalidade está a dar os primeiros passos, mas
já tem dez pré-inscrições, o que, no entender de Ricardo Pinto, é
significativo do interesse que a prática deste desporto que, a par do
Judo, é a única arte marcial Olímpica, está a despertar no concelho. Mas
este técnico pretendia mais. Queria que o campeonato nacional se
tivesse realizado mesmo em Celorico da Beira. A Federação, porém, não
aceitou por entender que não estavam reunidas as condições necessárias
em termos de instalações. “Por isso tivemos de ir para a Guarda”, conta,
referindo ainda que só foi possível trazer a prova para o interior
devido à influência do antigo campeão nacional e agora treinador Rui
Tarelho. “O que procurámos foi fazer ver à Federação que seria
importante para a divulgação da modalidade que a prova fosse realizada
no interior, depois a influência do Rui fez o resto. É que esta prova é a
mais importante do calendário nacional e obrigou à deslocação de
atletas de todo o país à Guarda”, sublinhou.

A arte marcial com mais praticantes mundo e modalidade Olímpica
Sobre
o agora terceiro melhor praticante da modalidade a nível nacional,
garante que é ainda muito jovem e poderoso fisicamente. “Pratica desde
os onze anos”, explica, salientando ainda a sua forte capacidade
psicológica. “O David Prata sabe lidar muito bem com a pressão e isso
também faz parte do Taekwondo que é uma filosofia que nos prepara para a
vida. Tem tudo para ir longe na modalidade”, salienta.
Considerada a
arte marcial mais antiga e aquela com mais praticantes no mundo, o
Taekwondo (que traduzindo significa “caminho dos pés e das mãos”) surgiu
na Coreia há aproximadamente 2 mil anos. É um desporto nacional na
Coreia do Sul e obrigatório nas escolas da Coreia do Sul, bem como em
exercícios militares. Foi adicionado ao programa olímpico oficial em
2000, depois de ter sido desporto de exibição nos Jogos Olímpicos de
Verão de 1988. O Taekwondo caracteriza-se como forma de defesa pessoal
de combate livre, que utiliza as mãos e os pés para repelir o
adversário, em muitos casos sem necessidade de agressão física, ou seja,
sem danos físicos ao oponente. Em competição são utilizadas protecções e
os pés não podem bater nas pernas, enquanto as mãos estão impedidas de
golpear a cabeça do adversário. “Daí que existam menos danos físicos,
embora um pontapé na cabeça possa deixar o atleta meio atordoado”, frisa
Ricardo Pinto.
– See more at:
http://www.celoriconews.com/desporto/david-prata-terceiro-lugar-ao-celoricense-no-nacional-taekwondo#sthash.BXI6eHLl.dpuf

Força aerea treina na região

– Seia, Trancoso, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel, Meda – Entre os
dias 3 e 14 de fevereiro, a Força Aérea Portuguesa vai realizar o seu
exercício anual tático, o Real Thaw 2014 (RT14). O RT14 tem como
principais objetivos qualificar e aprontar as forças participantes no
quadro estratégico dos interesses nacionais e das alianças
internacionais de que o país faz parte.
Para o cumprimento dos objetivos
estão planeadas missões aéreas e terrestres, que decorrerão em Monte
Real, Seia, Trancoso, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel, Meda e Lamego,
e que irão testar os militares para operações que possam vir a
realizar.Para que não ocorra um eventual alarme social informa-se, a
pedido da Força Aérea Portuguesa, que essas missões serão efetuadas de 3
a 14 de fevereiro, em horário diurno e noturno, o que poderá, em alguns
casos, causar algum ruido junto das populações atrás mencionadas.
fonte:distrito da guarda

Município de Celorico da Beira promove eficiência energética na iluminação pública

 

O
Município de Celorico da Beira está a apostar na inovação, substituindo
a atual iluminação pública constituída por lâmpadas de mercúrio e
sódio, por tecnologia LED.

O
Município de Celorico da Beira em colaboração com a EDP levou a cabo
uma sessão de esclarecimento junto dos presidentes de Junta de Freguesia
do concelho de Celorico da Beira, tendo como finalidade a obtenção de
contributos por parte de todos para assim se obter uma maior eficiência
energética em termos de iluminação pública no concelho. O Município de
Celorico da Beira está a apostar na inovação, substituindo a atual
iluminação pública constituída por lâmpadas de mercúrio e sódio, por
tecnologia LED, permitindo uma redução de cerca de 50% no consumo
relativamente às luminárias tradicionais na iluminação pública. A
Iluminação LED, para além de proporcionar menores consumos de energia
elétrica e consequentemente menores custos, permite ainda uma maior
eficiência energética e uma menor poluição, contribuindo para a
sustentabilidade ambiental a nível global. Há uma maior regulação da
iluminação em função das necessidades e condições naturais de
luminosidade – com o entardecer, a iluminação ativa-se e aumenta
progressivamente a sua intensidade com a diminuição da luz solar,
evitando assim consumos desnecessários. Atualmente, o Município procedeu
à substituição de luminárias por lâmpadas LED na zona urbana de
Celorico da Beira, mais concretamente na Quinta do Chafariz e Avenida da
Corredoura. Futuramente, o Município irá também ao abrigo de uma
candidatura submetida ao (PPEC) – Plano de Promoção da Eficiência no
Consumo de Energia Elétrica, proceder á colocação de balastros
eletrónicos; iluminação eficiente; LEM – Led e Sistema STEM – Solar
Térmico em edifícios municipais.

JSD celoricense arrancou em Vale de Azares com iniciativa “Conhecer Celorico”

Baile foi iniciativa da JSD de Celorico da Beira

Várias dezenas de pessoas encheram grande parte do salão da Casa
do Povo de Vale de Azares, naquele que foi o primeiro evento da
Juventude Social-democrata (JSD) de Celorico da Beira do projecto
“Conhecer Celorico da Beira” e que passa por levar um baile a cada uma
das freguesias do Concelho por forma a dar a conhecê-las. À entrada um
panfleto dava a saber, ainda que forma muito sucinta, o que se pode
visitar naquela localidade. Lá dentro, um grupo musical ia animando a
iniciativa que, os responsáveis garantem não ser propaganda política,
mas apenas uma forma de dar a conhecer Vale de Azares e tomar
conhecimento dos problemas das pessoas.

Entre os presentes
encontrava-se o novo presidente da concelhia Social-democrata, Luís
Ramalho, para quem esta é uma actividade da JSD celoricense, mas com a
qual a estrutura local do partido está solidária. “É um sinal positivo.
Esta iniciativa vem de encontro ao que pretendo que é revitalizar o
partido e ninguém pode dizer que estamos a fazer campanha, até porque as
eleições acabaram de acontecer”, justificou Luís Ramalho, adiantando
que, em sua opinião, “os partidos não se podem aproximar das pessoas
apenas quando precisam dos votos e esta é a forma como quero dirigir a
concelhia. Com o partido sempre perto das pessoas”. Quem se deslocou ao
“baile”, de resto, dava a entender que estava mais interessado em
conviver e dançar que discutir polémicas partidárias.
Os promotores,
por seu lado estavam satisfeitos. “Está a correr bem. Há muita gente de
fora. Tudo o que está aqui a ser consumido foi comprado em Celorico da
Beira. Esta é a nossa forma de mostrar que o dinamismo regressou a um
partido que está apostado em fazer uma política de proximidade. Queremos
conhecer os problemas nos próprios locais”, explicou o líder da JSD,
Manuel Torres, para quem este é um novo PSD. “E nós sentimo-nos mais
fortes porque temos uma direcção partidária que está mais próxima”,
sublinhou. Mas terá Vale de Azares sido a primeira freguesia escolhida
por ser PSD. Manuel Torres garante que não. “O Projecto engloba todas as
freguesias, independentemente da cor política. A escolha de Vale de
Azares ser o ponto de partida tem a ver apenas com o facto de ser uma
freguesia grande e de nos garantir um retorno que permite cobrir as
despesas”, esclareceu, frisando mais uma vez que a organização a que
preside não tem receitas e os eventos têm de ser auto-sustentáveis. Nos
próximos tempos seguem-se as restantes freguesias, não existindo ainda
datas pré-definidas
fonte:celorico news

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar