Templates by BIGtheme NET
Início » Trancoso

Trancoso

“Dias de outono”, novo livro de José Rodrigues

Na tarde deste sábado, José Rodrigues apresentou mais um livro, com o título “Dias de outono”, com fotografias de Sara Augusto, neste dia , fizeram a apresentação Graça Rocha e Vítor.

Deste modo, esperar-se-à que seja mais um sucesso, como os seus anteriores.

 

AF Guarda- Arranque do distrital adiado para 11 de outubro

Depois de ter sido apontada a data de 4 de outubro, o arranque do Distrital de seniores da AF Guarda, mas face às circunstâncias do dia a dia, foi adiado o arranque para dia 11 de outubro, com o sorteio a ser previsto a sua realização, no próximo dia 19, onde terá lugar , uma reunião preparatória com todos os clubes seguido do sorteio, a ter início às 16h00 no Auditório do Paço da Cultura na Guarda.

Quanto ao formato do campeonato vai decorrer com 3 séries, em regime de proximidade, proposta aprovada pelos clubes em Assembleia Geral.

Série A- Mêda, Aguiar da Beira, VF Naves, Foz Côa, Trancoso, Pinhelenses, Freixo Numão

Série B- Sabugal, Soito, E.Almeida, V.Formoso, Casal Cinza, Guarda FC, Guarda D e NDS

Série C- Gouveia, AD Fornos de Algodres, Manteigas, Os Vilanovenses, Celoricenses, S.Romão,Paços da Serra e Nespereira

 

Secretária de Estado do Turismo visitou Trancoso

A cidade de Bandarra acolheu na manhã desta sexta- feira a visita de trabalho da Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, acompanhada pelo Presidente do Turismo do Centro,  Pedro Machado, no sentido de verificar de perto dois projetos que se encontram já em execução na área do turismo:
• Requalificação da Igreja de Santa Marinha e Largo envolvente e criação de Centro Interpretativo da Necrópole de Moreira de Rei
• Requalificação do Castelo.
Tempo houve ainda para a apr
esentação, por parte dos responsáveis do departamento de engenharia civil e arquitetura da UBI (Universidade da Beira Interior), do “Ante-projeto” – Museu da Cidade – a instalar no palácio Ducal; Projeto âncora e estruturante para posicionar Trancoso como destino turístico de excelência na região.

foto:MT

Espaço Empresa inaugurado na Guarda

Teve lugar a inauguração do Espaço Empresa que já funciona desde abril, com a presença do secretário de Estado da Economia, João Correia que,  inaugurou este espaço de apoio às empresas situado no segundo piso do edifício da Câmara Municipal da Guarda. Uma iniciativa que tem como principais parceiros governo e autarquia e que pretende uma «maior proximidade aos empresários e fomentar o investimento», como defendeu o presidente da Câmara.

Este espaço nasce de uma parceria entre a Câmara da Guarda, o IAPMEI, a AMA e o AICEP e pretende ser a “Loja do Cidadão” do empresário.

Trancoso apresenta novos projetos

Vai ter lugar , na cidade Bandarra , durante a manhã a visita da Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, no sentido de visitar algumas novidades para o futuro do concelho de Trancoso.

Assim depois, da recepção no Paços do concelho, terá lugar a visita à Necrópole de Moreira de Rei, seguido da apresentação do projeto.

Mais tarde, a visita ao Castelo da Cidade de Bandarra, com a apresentação da requalificação do Castelo, para finalizar, a visita ao Palácio Ducal, onde será feita a apresentação do projeto do Museu da Cidade-Igreja de Sta Maria.

São todos projetos muito importante para a cidade e para os visitantes que têm depois outros interesses nesta localidade.

Alerta para risco de incêndios

A manutenção do risco de incêndio rural,conduz aos  Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Ambiente e da Ação Climática e da Agricultura determinarem o prolongamento da Situação de Alerta em 14 distritos do Continente.

A Situação de Alerta,  prolonga-se agora até às 23h59 horas de sexta-feira, dia 11 de setembro.

Os distritos abrangidos são os de Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

A Declaração da Situação de Alerta decorreu da necessidade de adotar medidas preventivas e especiais de reação face ao risco de incêndio previsto pelo IPMA na maioria dos concelhos do continente nos próximos dias.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil, estão em vigor as seguintes medidas de caráter excecional:

1) Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2) Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3) Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Laranja pela ANEPC;

4) Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;

5) Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

A proibição não abrange:

1) Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2) A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3) Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

A Declaração da Situação de Alerta implica, entre outros aspetos:

A) A elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e a suspensão de folgas e períodos de descanso;

B) O aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social, através da respetiva tutela;

C) A mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;

D) A mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P., através da respetiva tutela;

E) A realização pela GNR de ações de patrulhamento (vigilância) e fiscalização aérea através de meios da Força Aérea, nos distritos em estado de alerta especial do SIOPS, para o DECIR, incidindo nos locais sinalizados com um risco de incêndio muito elevado e máximo.

F) A dispensa de serviço ou a justificação das faltas dos trabalhadores, do setor público ou privado, que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, salvo aqueles que desempenhem funções em serviço público de prestação de cuidados de saúde em situações de emergência, nomeadamente técnicos de emergência pré-hospitalar e enfermeiros do Instituto Nacional de Emergência Médica, I. P., nas forças de segurança e na ANEPC.

A par da emissão de avisos à população pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil sobre o perigo de incêndio rural, a Força Aérea – através do Ministério da Defesa Nacional – tem disponibilizado os meios aéreos para, em caso de necessidade, estarem operacionais nos locais a determinar pela ANEPC.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 31 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 19 por condução sob o efeito do álcool;
  • 7 por condução sem habilitação legal;
  • 3 por ofensa à integridade física
  • 1 por tráfico de estupefacientes
  1. Apreensões:
  • 24,15 de liamba.
  • 21,2 doses de haxixe;
  • 1,7 de Cocaína;
  • 0,93 heroína.
  1. Trânsito:

Fiscalização372 infrações detetadas, destacando-se:

  • 244 por excesso de velocidade;
  • 45 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 36 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 14 relacionada por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 11 relacionado por falta ou incorreta de cinto de segurança e/ou sistema retenção para crianças;
  • Nove por infrações relacionadas com tacógrafos;
  • Seis por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

Sinistralidade: 36 acidentes registados, destacando-se:

  • 2 feridos graves;
  • 9 feridos leves.

Castanha em debate no Dia aberto em Trancoso

 Teve lugar mais uma sessão do “Dia Aberto”, ao abrigo do protocolo TRANCASTNUT (Municipio/UTAD) ,subordinado ao combate do bichado da castanha, cumprindo as regras emanadas pela Direção Geral da Saúde. Nesta sessão,que teve lugar no auditório do Multiusos de Trancoso, foram ainda abordados temas como doenças e pragas que se manifestam nesta época:
 
– O crescimento da população do Torymus sinensis em Trancoso:
– Análise às visitas-técnicas efetuadas junto dos produtores de castanha;
– Apresentação dos ensaios de endoterapia (luta contra a tinta do castanheiro);
– Meios de luta contra o bichado da castanha e septoriose do castanheiro;
No souto de demonstração observaram-se os castanheiros sujeitos aos ensaios de endoterapia efetuados no anterior dia aberto (3/7/2020).
Realizou-se também, neste souto, um ensaio na luta contra o bichado da castanha e a septoriose do castanheiro.
O evento contou com a presença dos professores José Laranjo e Maria João Gaspar e do bolseiro Rui Carneiro da UTAD, do técnico de acompanhamento do protocolo Hugo Martins e do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Trancoso, Amílcar Salvador, que abriu a sessão.

Trancoso e Marialva recebem o Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa”

Nos próximos dias 25 e 26 de setembro, as Aldeias Históricas de Trancoso e Marialva recebem o Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa”, este ano adaptado ao contexto de pandemia – com participação limitada e transmissão via streaming. Duas festas imperdíveis, que vão trazer mais vida e animação às duas localidades, oferecendo a habitantes e visitantes um fim-de-semana inesquecível.
Cerca de 20 minutos de carro separam as Aldeias Históricas de Trancoso e Marialva. Basta um fim-de-semana para conhecer estes lugares, no interior da região Centro de Portugal. Por isso, nada melhor que aproveitar as festas do Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa” em Trancoso e Marialva, que este ano se realizam no fim-de-semana de 25 e 26 de setembro, para descobrir estas Aldeias Históricas, em clima de festa e animação.
O Ciclo “12 em Rede” chega à Aldeia Histórica de Trancoso na sexta-feira, dia 25 de setembro. Com o mote “Bandarra. O Sapateiro Contador de Histórias e Futuros”, apresenta um programa baseado na figura do mítico sapateiro, poeta e profeta. Bandarra deixou as suas palavras imortalizadas em trovas, nas quais fala do futuro de um povo que se há-de cumprir, e sobre quem Fernando Pessoa disse que “o coração não foi português, mas Portugal”.
Ligado à identidade do território, Bandarra faz parte da História e do imaginário desta Aldeia Histórica, que o celebra com carinho, lembrando versos das suas trovas como pedaços de memória e das tradições de Trancoso.
O Ciclo “12 em Rede” em Trancoso vai animar aquela Aldeia Histórica com atividades como urban scketch, degustações de pratos regionais, showcooking, uma visita guiada encenada e três performances imperdíveis, que juntam vários nomes do panorama artístico nacional.
No dia seguinte, sábado 26 de setembro e a apenas pouco mais de 20 quilómetros de Trancoso,  o Ciclo “12 em Rede” visita a Aldeia Histórica de Marialva, celebrando “As Mulheres de Marialva”. A festa vai dar destaque ao papel que as mulheres da aldeia tiveram na sua herança patrimonial e cultural, com gastronomia, visitas guiadas encenadas e uma caminhada, terminando com um concerto de um dos grandes mestres da guitarra portuguesa, António Chainho, com uma grande mulher do fado, Kátia Guerreiro.
Devido à pandemia, a participação nos eventos será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas as festas poderão ser sentidas e vividas em todo o mundo, via streaming, nas redes sociais.
A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade dos eventos ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Para se inscrever para o programa da festa na Aldeia Histórica de Trancoso é necessário contactar o Posto de Turismo de Trancoso, através do número 271 811 147 ou do e-mail turismo@cm-trancoso.pt. Para reservar a sua presença na festa da Aldeia Histórica de Marialva deve contactar o Posto de Turismo de Marialva, junto do número 279 859 288 ou do e-mail turismomarialva@cm-meda.pt .
Para melhor conhecer as Aldeias Históricas de Trancoso e Marialva, em pleno clima de festa e animação, a Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, promotora do Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa”, em parceria com o associado The Travel Corner, propõem um programa turístico que inclui alojamento em quarto duplo com pequeno-almoço, entradas exclusivas nas festas do Ciclo “12 em Rede”, visita e prova de vinhos em quintas vínicas, degustação de produtos típicos, visitas guiadas, entre outros. O pacote pode ser consultado neste link: https://aldeiashistoricasdeportugal.com/pacote/experiencias-turisticas-12-em-rede-trancoso-marialva/ e pode ser reservado até 10 de setembro.
Os eventos são promovidos pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, numa organização do Município de Trancoso e Município de Mêda, Junta de Freguesia de Marialva, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).
Entre nestas festas e viva grandes emoções nas Aldeias Históricas de Trancoso e Marialva!
Programa dos eventos e limite de participantes
Trancoso:
10h30 – Início dos trabalhos de URBAN SCKETCH (sem limite de participantes)
12:30 – Entrega dos trabalhos para Impressão em A2 (sem limite de participantes)
15h – Intervenção plástica (sem limite de participantes)
18h30 – Performances #1 #2 e #3 – 25 pessoas x 3grupos
20h30 – Degustação – 75 pessoas
22h30 – Visita Guiada encenada “Bandarras” 25 pessoas x 3 grupos
Marialva:
9h – Caminhada PR2 ahp de Longroiva-Marialva (12km) – 60 pessoas
12:30h – Petisco típico das vindimas (degustação) a ter lugar nas vinhas/adegas (coordenadas GPS a divulgar) – 60 pessoas
13h – Caminhada PR1 AHP de Marialva (circular 3km) – 60 pessoas
16:00h – visita guiada MARIALVA#1 – 30 pessoas
17:15h – visita guiada MARIALVA#2 – 30 pessoas
18:45h- sunset@camionete + Música ao pôr do sol – 60 pessoas
20:00h – showcooking/jantar com chef Álvaro Costa e agentes locais – Casa da Judia – 120 pessoas
21:30h – Concerto “Mestre António Chainho convida Kátia Guerreiro” – Interior do castelo – 120 pessoas (streaming)
A festa só acaba em novembro!
O ciclo “12 em rede | Aldeias em Festa 2020” só termina em novembro! Depois de Trancoso e Marialva, a festa segue para Castelo Mendo, a 2 de outubro; Almeida, a 3 de outubro; Piódão, a 4 de outubro; Sortelha, a 17 de outubro; Castelo Novo, a 24 de outubro, Idanha-a-Velha, a 31 de outubro; e Monsanto, a 7 de novembro.

GNR Guarda-Pulseira eletrónica por violência doméstica em Trancoso

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Vila Franca das Naves, no dia 28 de agosto, deteve um homem de 48 anos, pela prática do crime de violência doméstica, no concelho de Trancoso.

Na sequência de uma denúncia de que estaria a ocorrer uma situação de desacatos entre um casal, os militares da Guarda deslocaram-se ao local onde verificaram que a vítima, uma mulher de 58 anos, tinha sido agredida com um sacho por parte do seu companheiro. Já no interior da habitação da vítima, o suspeito injuriou e ameaçou a mulher na presença dos militares, o que culminou na sua detenção.

O detido foi transportado para as instalações do Posto Territorial de Trancoso onde permaneceu até ser presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa no dia 29 de agosto. Foram-lhe aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos com a vítima e de se aproximar da sua residência, controlado por pulseira eletrónica.

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar