Templates by BIGtheme NET
Home » Trancoso (page 59)

Trancoso

Acidente com helicóptero em Trancoso provoca um ferido

Um acidente com um helicóptero de combate a incêndios florestais, ocorrido hoje, pelas 18:10 horas, em Moreira de Rei, Trancoso, originou um ferido ligeiro, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

Segundo a fonte, o incidente ocorreu quando o aparelho estava de regresso ao Centro de Meios Aéreos (CMA) de Mêda, após combater um incêndio florestal no concelho de Celorico da Beira, junto da localidade de Vila Boa do Mondego.
«Houve uma falha nos motores e o helicóptero caiu a baixa altitude, havendo apenas a registar um ferido ligeiro», disse a fonte do CDOS.
fonte: terras da beira

Feriado Municipal de Trancoso assinala batalha de São Marcos

A Câmara Municipal de Trancoso comemora no domingo o Feriado Municipal e mais um aniversário da Batalha de São Marcos, ocorrida em 1385, em plena guerra de sucessão.
A batalha entre as tropas portuguesas e castelhanas ocorreu num descampado próximo da igreja de São Marcos e teve resultado favorável para os lusitanos.

“Com estas comemorações, o Município de Trancoso relembra anualmente este dia, promovendo uma série de actividades evocativas, sendo de salientar a tradicional distribuição do pão e laranjas à população, simbolizando o gesto nobre dos portugueses face ao estado frágil em que ficaram os castelhanos após o confronto”, refere a autarquia.
O programa integra, pelas 16:00, um cortejo cívico em direcção ao planalto de São Marcos, intervenções evocativas da batalha, a tradicional distribuição de pão e laranjas às crianças presentes, um arraial popular e um lanche convívio.
in terras da beira

Troféu “Urban Cup” em oito concelhos

Os moto clubes e associações dos distritos de Guarda e Bragança, com o apoio de várias entidades, vão organizar o Troféu “Urban Cup”, constituído por oito provas em ambiente urbano. A iniciativa tem início no dia 10 de abril e vai prolongar-se até 2 de outubro.
Haverá provas nos concelhos de Sabugal (10 abril), Trancoso (15 de maio), Celorico da Beira (19 de junho), Pinhel (10 de julho), Torre de Moncorvo (7 de agosto), Vila Nova de Foz Coa (28 de agosto), Guarda (18 de setembro) e Figueira de Castelo Rodrigo (2 de outubro).
As inscrições devem ser efetuadas até ao próximo dia 5 de abril, ou até três provas passadas, no local de início da prova.
in nova guarda

Varios eventos na região na época carnavalesca

O queijo da Serra da Estrela vai estar em destaque em vários concelhos do distrito da Guarda, onde as autarquias promovem feiras e eventos durante o fim de semana do Carnaval, para divulgarem aquele produto.Celorico da Beira, que se assume como a ‘Capital do Queijo Serra da Estrela’, promove o famoso queijo de ovelha numa feira que começa na sexta-feira e se prolonga até domingo.
A Câmara Municipal, que organiza o evento, reconhece que os produtores de queijo da Serra da Estrela “constituem um motor de desenvolvimento” económico concelhio.
“Atendendo à conjuntura económica atual, urge dar uma maior notoriedade e apoios” àqueles que “sacrificam e dedicam uma vida inteira em prol da produção do melhor queijo do mundo”, justifica.
O programa do certame anual integra uma feira para venda de queijo, produtos regionais e artesanato, bem como atividades de cariz cultural, recreativo e desportivo.
Em Seia, o município local e os vizinhos de Gouveia e Fornos de Algodres uniram esforços e promovem, no sábado, uma feira regional do queijo Serra da Estrela.
Realizado no âmbito da Comunidade Intermunicipal da Serra da Estrela, o certame pretende “fomentar a notoriedade do queijo Serra da Estrela, salvaguardar a sua preservação enquanto produto endógeno regional e valorizar e dinamizar a cadeira de valor” deste produto.
Ainda na Serra da Estrela, a autarquia de Manteigas organiza entre sexta-feira e o dia de Carnaval, no recinto da Praça Municipal, mais uma edição da ‘Expo Estrela – XVIII Mostra de Actividades e Feira de Artesanato’.
A iniciativa tem por finalidade dinamizar o tecido socioeconómico e cultural local numa época do ano em que a região “é visitada por milhares de turistas”.
Participam cerca de 60 expositores de queijo, artesanato, comércio, indústria, serviços, associativismo, gastronomia e animação.
Já a Câmara de Pinhel organiza, entre sexta-feira e domingo, a 16.ª edição da Feira das Tradições, desta vez dedicada à vinha e ao vinho, considerados os “mais importantes recursos endógenos” do concelho.
O evento também promove o artesanato e a gastronomia regional, assim como os usos e costumes associados aos saberes e sabores locais.
Na cidade de Trancoso prossegue a 8.ª feira do fumeiro, dos sabores e do artesanato do Nordeste da Beira, promovida pela AENEBEIRA – Associação Empresarial do Nordeste da Beira.
Marcam presença cerca de cem expositores que apresentam produtos certificados de doçaria regional, pão, compotas, vinho, azeite, queijaria e salsicharia, entre outros.
As propostas para uma visita à região também passam pelo concelho do Sabugal, que organiza a 4.ª edição dos roteiros gastronómicos locais, com a adesão de mais de uma dezena de restaurantes.
Nos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo e de Vila Nova de Foz Côa, decorrem eventos em torno das amendoeiras floridas.
in terras da beira 

Assembleia Distrital reúne amanhã

A Assembleia Distrital da Guarda reúne na próxima segunda feira, dia 21, no auditório do Convento de São Francisco – Teatro Municipal de Trancoso, a partir das 15 horas. A sessão tem como pontos do período da ordem do dia a discussão e votação da proposta de Orçamento para 2011 e uma reflexão sobre a introdução de portagens nas autoestradas A23 e A25 e o seu impacto na economia da região.
Na reunião haverá ainda um debate sobre as consequências económicas e sociais no distrito da Guarda tendo em conta as diferenças dos sistemas fiscais entre Portugal e Espanha, sendo abordada também a necessidade de cooperação ativa e transparente entre as autarquias e a administração pública desconcentrada no Distrito.
in nova guarda

Ministro da Agricultura vai estar hoje em Trancoso

António Serrano, ministro da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas, vai estar hoje na cidade de Trancoso para presidir à cerimónia de entrega de contratos de financiamento, no âmbito do Sub-Programa 3/ Abordagem LEADER do PRODER na Região centro. A sessão deverá decorrer na Sede da Raia Histórica – Associação de Desenvolvimento do Nordeste da Beira, e está marcada para as 16 horas.
fonte: nova guarda

Manuel Alegre em Fornos de Algodres, É altura de uma reflexão profunda sobre a regionalização

“Penso que é altura de fazermos uma reflexão sensata, uma reflexão profunda, sobre a necessidade e a urgência da regionalização para o nosso País”, defendeu Manuel Alegre num almoço com apoiantes em Fornos de Algodres, a propósito do manifesto que jovens socialistas do distrito da Guarda lhe tinham entregue de manhã durante a visita à feira de Trancoso, onde referiam, entre outros problemas, a questão da desertificação do interior.“Não podermos contentar-nos com casos isolados, com soluções casuísticas”, afirmou o candidato, garantindo que, enquanto Presidente da República, promoverá “um conjunto de iniciativas no sentido de mobilizar, de congregar as forças políticas e as forças da sociedade civil para se encontrarem soluções capazes de vencer este flagelo nacional que está a desertificar dois terços do nosso País”.No seu discurso, Manuel Alegre referiu-se às notícias que davam conta da alegada ausência das suas declarações de rendimentos, criticando, em contraponto, o silêncio do candidato da direita sobre “notícias mais complicadas” a seu respeito.“O meu processo no Tribunal Constitucional está limpinho, fiz as declarações que tinha a fazer sempre. Mas esclareci a comunicação social porque é esse o dever de quem se candidata à Presidência da República”, afirmou.Sobre o sistemático silêncio de Cavaco Silva, Manuel Alegre considera que “é extraordinário é que, tendo aparecido notícias muito mais complicadas sobre outro candidato, ele tenha dito que só respondia depois do dia 23 de Janeiro”. “Isto é uma falta de respeito pela transparência democrática, uma falta de respeito pelos eleitores. Isto é uma atitude de arrogância que não favorece a transparência democrática no nosso país”, condenou.Para Manuel Alegre, “há uma duplicidade de critérios nas respostas mas, por vezes, também há duplicidade de critérios em quem faz as perguntas ou em quem não faz as perguntas”, acrescentou, numa alusão às diferenças de tratamento dos candidatos pela Comunicação Social.Nas intervenções que precederam a do candidato, o líder parlamentar do PS apelou à mobilização dos socialistas em torno da candidatura de Manuel Alegre. “Esta eleição presidencial é da maior importância. É essencial que o PS se mobilize, tal como os independentes que estão com esta candidatura”, afirmou Francisco Assis, considerando que o projecto de revisão Constitucional do PSD visa a “conquista da Presidência, do Governo e de uma maioria no Parlamento”, com o objectivo de “destruição do Estado social”, em relação ao qual “Manuel Alegre jamais pactuará”.Francisco Assis considerou ainda que nestas eleições presidenciais estão em confronto “a palavra” e o “silêncio”. “Manuel Alegre usa a palavra para apresentar ideias, soluções e interrogações, outros procuram em absoluto refugiar-se no silêncio como se não tivessem qualquer obrigação de participar no debate democrático. Ninguém em democracia está acima da crítica”, afirmou, numa crítica velada ao ainda Presidente.Francisco Assis manifestou a sua confiança de que, numa segunda volta, “com a esquerda unida, Manuel Alegre vencerá”, tal como aconteceu com Mário Soares nas presidenciais de 1986.Por sua vez, o secretário-geral da Juventude Socialista, acusou Cavaco Silva de fugir a responder a casos polémicos sobre a sua pessoa e que pretende “arvorar-se em proprietário da verdade”.“Não basta remeter as suas respostas para um site, quando alguém que tem dúvidas questiona. Não basta esperar que a Imprensa seja suave, como aparentemente o candidato Cavaco Silva disse”, prosseguiu o líder da JS, defendendo o papel da comunicação social no jogo democrático.“A Imprensa quer que haja respostas e que a campanha seja um local para esclarecer dúvidas. Não é uma chatice responder à imprensa, não é necessário nascer duas vezes, basta às vezes responder duas vezes quando há dúvidas”, afirmou o secretário-geral dos jovens socialistas.Pedro Alves acusou ainda Cavaco Silva de se arvorar “em proprietário da verdade”, defendendo que “precisamos de um Presidente da República que não se cale, que não se resigne, precisamos de alguém que não tenha medo”.

Jornada na Beira Alta passou pela tradicional feira de Trancoso
Manuel Alegre começou esta jornada na Beira Alta com uma visita à Cercig, Cooperativa de educação e reabilitação de cidadãos inadaptados da Guarda, que considerou um dos “exemplos necessários em todo o País na perspectiva da integração das pessoas” pela sua intervenção sustentável e inovadora junto dos cidadãos com deficiências ou incapacidades e das suas famílias.
Seguiu-se uma visita à tradicional feira de Trancoso onde o candidato foi acolhido pelos feirantes e populares com palavras calorosas de força e encorajamento.
in fonte do site de campanha de Manuel Alegre

Manuel Alegre visita o distrito da Guarda na sexta,14 jan

PROGRAMA:
 10:00 – GUARDA – Visita à Quinta da CERCIG (em frente ao NERGA)
11:30 – TRANCOSO – Visita à Feira de Trancoso
13:00 – FORNOS DE ALGODRES – Almoço (Quinta das Courelas)
15:00 – SEIA – Visita ao Centro Social da Quinta de Monterroso (São Romão)
16:30 – SEIA – Visita à Escola Profissional Serra da Estrela

Já se circula no IP2

foto
Troço entre Celorico e Trancoso aberto ao trânsito desde o início desta semana

Chegou a ser anunciada a inauguração pelo primeiro-ministro na segunda-feira, mas a cerimónia do ‘corte da fita’ do primeiro lanço do IP2 acabou por ser adiada devido dos funerais de duas mulheres que faleceram num acidente com um tractor em Cótimos, no concelho de Trancoso. Ainda assim, o troço já abriu à circulação automóvel.

in novaguarda

Oleões chegam ao distrito da Guarda

 
Fornos de Algodres recebe “OLEÕES” 

Fornos de Algodres adere à politica dos três “R”(Reduzir;Reciclar e Reutilizar) com distribuição de Oleões.

Distribuição de oleões à população, restauração e instituições. O projecto inclui a distribuição de mini-oleões de 5,5 litros à população e oleões de 30 litros à restauração e a instituições, como lares e centros de dia, para que possam despejar os óleos usados, que, posteriormente, serão despejados em contentores de 200 litros que estarão colocados em pontos estratégicos em cada município, como por exemplo junto a superfícies comerciais.Estes contentores de 200 litros estarão geo-referenciados e equipados com sistema de informação à empresa que irá tratar o óleo, de forma a emitir uma mensagem através de GPRS para que se proceda à sua recolha assim que estiver cheio. O mini-oleão será entregue a cada uma das 64 mil famílias dos treze concelhos (Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso) e o oleão maior será distribuído em 500 estabelecimentos de restauração e instituições. O mesmo número será entregue do lado espanhol. O projecto tem um custo inicial de 300 mil euros apenas para a gestão e distribuição dos contentores. Os custos de produção serão suportados pela empresa Ecoldiesel, sendo que o projecto está também aberto a outras empresas que queiram investir na produção do biodiesel.

In “Nova Guarda” 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar