Templates by BIGtheme NET
Home » Mangualde (page 102)

Mangualde

I Encontro Gastronómico Amador em Abrunhosa-a-Velha

É já a 26 de Julho que vai decorrer o I Encontro Gastronómico Amador em Abrunhosa-a-Velha. O evento visa promover a gastronomia local e vai contar com a presença de vários Chefs da região.

O Chef João Tomé vai confeccionar Sopa de barbo, o Chef Constantino vai cozinhar Arroz de Feijão com pernil de presunto grelhado, o Chef José Carvalho fará Feijão-frade com açorda e bacalhau e o Chef Gonçalves apresentará Caldeirada de Cabrito. Américo Sousa vai relembrar outros tempos com pão cozido em forno a lenha. A entrada para o encontro será de um preço simbólico de três euros que permitirá provar os quatro pratos, entre as 18h00 e as 21h00.
O evento é organizado pela Junta de freguesia de Abrunhosa-a-Velha, com a colaboração da Câmara Municipal de Mangualde e com patrocínio da Quimirep e da COAPE. A iniciativa conta ainda com o apoio do Grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha e do Estrela do Mondego Futebol Clube.
fonte:DRG do restaurant e gourmet

Praia de Mangualde quer atrair espanhóis

OVice-presidente da autarquia  de Mangualde apela ao “trabalho em rede” para aproveitar
mais-valia que é a Live Beach.

A Live It Well,
promotora da Live Beach – Praia Artificial de Mangualde, quer atrair os
turistas espanhóis, nomeadamente, aqueles que residem nas zonas de Cuidad
Rodrigo e Salamanca.
Na abertura da quarta época balnear, que se realizou no sábado, o administrador
da Live It Well, Rui Braga, explicou que 70 por cento dos habitantes de
Salamanca vai fazer praia para a Aveiro, atravessando para tal o país através
da A25. Na sua opinião, Mangualde deve fazer os possíveis para atrair esses
turistas, já que a Live Beach está muito mais próxima do público-alvo.
fonte:Diario Viseu

Praia de Mangualde quer atrair espanhóis

Turismo Vice-presidente da autarquia apela ao “trabalho em rede” para aproveitar mais-valia que é a Live Beach

A
Live It Well, promotora da Live Beach – Praia Artificial de Mangualde,
quer atrair os turistas espanhóis, nomeadamente, aqueles que residem nas
zonas de Cuidad Rodrigo e Salamanca.
Na abertura da quarta época balnear, que se realizou no sábado, o
administrador da Live It Well, Rui Braga, explicou que 70 por cento dos
habitantes de Salamanca vai fazer praia para a Aveiro, atravessando para
tal o país através da A25. Na sua opinião, Mangualde deve fazer os
possíveis para atrair esses turistas, já que a Live Beach está muito
mais próxima do público-alvo.

fonte: Jornalista: José Fonseca–DV

Queijo da serra com certificação

A adesão de produtores de queijo Serra da Estrela
ao processo de certificação que garante a qualidade do produto
produzido naquela região demarcada está aumentar, visando a consolidação
junto dos consumidores. “Temos 21 produtores a produzir o queijo com
certificação nos concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres,
Trancoso, Gouveia, Seia, Oliveira do Hospital, […]
A adesão de produtores de queijo Serra da Estrela ao processo de
certificação que garante a qualidade do produto produzido naquela região
demarcada está aumentar, visando a consolidação junto dos consumidores.

“Temos 21 produtores a produzir o queijo com certificação nos
concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Trancoso, Gouveia,
Seia, Oliveira do Hospital, Nelas e Penalva do Castelo”, disse à agência
Lusa Célia Henriques, técnica da Estrelacoop – Cooperativa dos
Produtores de Queijo da Serra da Estrela, com sede em Celorico da Beira.

Segundo a responsável, ultimamente “tem aumentado a adesão dos
produtores à certificação” e, só no último ano, “aderiram quatro”.

A técnica da entidade gestora do processo de certificação observou
que o número de queijarias certificadas tem vindo a aumentar porque a
qualidade do produto fica assegurada junto do consumidor.

“O certificado fica mais caro para quem produz e também para o
consumidor, mas tenho sempre o escoamento garantido”, disse o produtor
Júlio Ambrósio, de Prados, Celorico da Beira.

A certificação tem mais encargos para o produtor, mas acaba por ser
“uma segurança para o comprador, porque sabe o que compra”, sublinhou.

Nem todos os produtores, porém, valorizam a certificação, por representar mais gastos.

“Neste momento não estou a certificar. Já certifiquei e poderei
voltar a certificar. Deixei de o fazer porque temos custos acrescidos
com a certificação e, depois, não é valorizado pelo mercado”, justificou
Élio Silva, de Seia.

Entretanto, apesar de haver menos rebanhos na região e de a produção
leiteira ser menor, a feitura de queijo não diminuiu, porque o leite de
ovelha está a ser canalizado para a produção artesanal, dado que as
fábricas estão a optar por comprá-lo em Espanha.

“A produção de queijo Serra da Estrela tem sido à volta de 120 mil unidades por ano”, adiantou Célia Henriques, da Estrelacoop.

Nos 18 concelhos que integram a região demarcada de produção existem
cerca de 80 mil ovelhas das raças Serra da Estrela ou churra bordaleira,
segundo dados da Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da
Estrela (ANCOSE), que tem 3.500 associados.

Algumas das queijarias tradicionais, que estão a utilizar a
denominação de origem “utilizam só o leite da sua exploração, mas outras
já recorrem a leite dos vizinhos que deixaram de fazer queijo”, indicou
Rui Dinis, secretário executivo da ANCOSE.

O pastor Norberto Pereira, 29 anos, de Vila Ruiva, Fornos de
Algodres, tem 88 ovelhas e sempre vendeu o leite para um produtor
artesanal, justificando a opção por “não ter condições para fazer o
queijo”.

A região demarcada de produção do queijo Serra da Estrela integra os
concelhos de Guarda, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Gouveia,
Manteigas, Seia, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, Mangualde,
Covilhã, Carregal do Sal, Nelas, Trancoso, Aguiar da Beira, Arganil,
Tábua, Tondela e Viseu.

Fonte:  Lusa in Agroportal

A25 cortada em Mangualde devido a incêndio em camião

camiao_incendio_2
por: Mónica Costa
 

A
autoestrada A25 está cortada desde cerca das 20 horas desta
quarta-feira no sentido Guarda-Viseu, junto ao nó de Chãs de Tavares
(Mangualde), devido a um incêndio num camião, disse fonte do Comando
Distrital de Operações de Socorro de Viseu.

A mesma fonte explicou à agência Lusa que o incêndio teve início às
19.25 horas, na zona do motor do camião, que transportava papel. As
chamas acabaram por alastrar a toda a viatura, destruindo-a por
completo.

“O condutor saiu do camião quando começou a ver fumo no motor”, não tendo sofrido ferimentos, acrescentou.

Cerca das 20.20 horas, 24 bombeiros das corporações de Mangualde e de Fornos de Algodres estavam ainda a apagar o fogo.

Fonte:JN

REN leva gás natural a Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira

A REN – Redes Energéticas Nacionais
anunciou hoje que concluiu a primeira fase do terceiro gasoduto de
interligação entre Portugal e Espanha, que permitirá aos concelhos de
Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira o acesso ao gás natural.

Em causa está a primeira fase da terceira interligação a Espanha
(Zamora) do gasoduto que liga Mangualde, Celorico e Guarda, que
representa um investimento de cerca de 40 milhões de euros e que
“permite desde já o acesso ao gás natural por parte dos concelhos de
Gouveia, Fornos de Algodres e Celorico da Beira”, refere a REN em
comunicado.

Ao mesmo tempo, este projeto “reforça a segurança do abastecimento do
país, ao fechar em anel os gasodutos Monforte – Guarda e Cantanhede –
Mangualde”, segundo a mesma fonte.

A segunda fase deste gasoduto, que passa por cinco concelhos e 23
freguesias, ligará a rede portuguesa à espanhola através de Zamora,
reforçando a integração de Portugal na rede transeuropeia de gás.

O presidente executivo da REN, Rui Cartaxo, afirma, citado no
comunicado, que a “terceira interligação a Espanha é uma etapa
importante da criação do mercado ibérico de gás natural”.

Como medida de compensação para a concretização deste projeto, a REN
plantou cerca de 28000 árvores (azinheiras, carvalhos e freixos), numa
área de 25 hectares, na zona do Parque Natural da Serra da Estrela,
entre outras ações.

Atualmente, Portugal tem duas portas de entrada de gás – o terminal de
Sines e o gasoduto que vai até Campo Maior, onde se faz a ligação a
Espanha e ao gasoduto Magrebe Europa.
fonte:Lusa

Programa Mais Centro apoia criação de 67 novos postos de trabalho na região

 

Segundo
a CCDRC, os projetos de investimento, aprovados no âmbito do Programa
Valorizar, através do SIALM – Sistema de Incentivos de Apoio Local a
Microempresas, envolvem um incentivo total de 896 mil euros.

O
programa Mais Centro aprovou 56 projetos de investimento de
microempresas do interior da região Centro, que vão criar “67 novos
postos de trabalho”, anunciou hoje a Comissão de Coordenação e
Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). Segundo a CCDRC, os projetos
de investimento, aprovados no âmbito do Programa Valorizar, através do
SIALM – Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas, envolvem
um incentivo total de 896 mil euros. “A terceira fase de candidaturas,
que encerrou no passado dia 05 de agosto, contemplou um investimento
elegível de 447.464,97 euros, a que corresponde um incentivo total de
896.957,88 euros e a criação de 67 postos de trabalho, apoiados com um
incentivo financeiro de 673.225,34 euros”, refere a fonte em comunicado.
Dos 59 concelhos elegíveis, foram aprovadas candidaturas em ambas as
fases, situadas em 37 concelhos da região Centro. Abrantes, Aguiar da
Beira, Arganil, Belmonte, Carregal do Sal, Castelo Branco, Castro Daire,
Celorico da Beira, Covilhã, Fundão, Góis, Gouveia, Guarda, Lousã,
Mangualde, Manteigas, Miranda do Corvo, Mortágua, Nelas, Oliveira do
Hospital, Penacova, Penamacor, Penela, Pinhel, Proença-a-Nova, Sabugal,
Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Seia, Sertã, Sever do Vouga,
Tondela, Trancoso, Vila Nova de Paiva, Vila Nova de Poiares e Viseu
foram os municípios contemplados. “No seu conjunto acumulado, o SIALM
viabiliza assim a concretização de 138 projetos de investimento”,
geradores de 176 postos de trabalho, “através de uma afetação de fundos
comunitários cifrada em cerca de 2,3 milhões de euros”, salienta a CCDRC
na mesma nota. Neste momento está aberta a quarta fase de apresentação
de candidaturas ao SIALM, conclui.

fonte:Lusa

MANGUALDEfashion 2013 é já na quarta feira

MANGUALDEfashion
2013 – Casting dia 31 de Julho – Inscrições até 29 de Julho

A Câmara
Municipal de Mangualde irá realizar no dia 5 de setembro, quinta-feira, no
Largo Dr. Couto, pelas 21h00, o MANGUALDEFashion 2013. A segunda edição deste
desfile de moda pretende dinamizar e promover as marcas e as lojas de
Mangualde,
envolvendo os vários representantes de roupa e acessórios, ourivesarias e relojoarias,
sapatarias, cabeleireiros maquilhadoras e óticas.

O evento é
organizado pela autarquia mangualdense e conta com o apoio da Associação
Empresarial de Mangualde.

Jovens
entre os 15 e os 25 anos de idade, com 1,65m ou mais de altura e que gostem
do mundo da moda, podem participar no casting que decorrerá no dia 31 de
julho, na Biblioteca Municipal de Mangualde, entre as 14h30 e as 17h00. Devem
inscrever-se até 29 de julho aqui ou entregando
a ficha de inscrição na câmara.
fonte:Município de Mangualde

Em Mangualde, Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”

fotografia agriculturaNo
próximo dia 22 de junho, o Gabinete de Apoio ao Agricultor de Mangualde
comemora o seu 3º aniversário. De forma a assinalar o excelente
trabalho desenvolvido pelo Gabinete, a Câmara Municipal de Mangualde
promove o Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”. O evento tem lugar
no auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, a partir das
14h00, e conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de
Mangualde, João Azevedo na sessão de encerramento.

No
encontro, de entrada livre, serão abordados temas como as atividades
agrícolas predominantes na Região, a Viticultura, a Fruticultura, a
Olivicultura, os Frutos secos, os Frutos vermelhos e a Reforma da PAC /
Quadro Comunitário 2014-2020 de acordo com o seguinte programa:
Programa:
14h00 | Receção dos participantes
14h30 | Sessão de abertura
Abordagem das atividades agrícolas predominantes na Região, Adelina Martins, Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Centro
Moderador: Jorge Carreira, Chefe da Delegação de Viseu, DRAPC
14h45 
| Reforma da PAC / Quadro Comunitário 2014-2020, Miguel Freitas,
Coordenador do Grupo Parlamentar da Comissão de Agricultura e Mar
15h30 | Viticultura
Adega Cooperativa de Mangualde, António Mendes, Presidente da Adega Cooperativa de Mangualde
15h50  | Fruticultura
Cooperativa Agrícola de Mangualde, Nuno Matos, Presidente da Cooperativa Agrícola de Mangualde
16h10  | Olivicultura
Cooperativa dos Olivicultores de Nelas, Madalena Prata, Presidente da Cooperativa dos Olivicultores de Nelas
         Intervalo
16h45  | Frutos secos
Estação Agrária, DRAPC, Arminda Lopes, Técnica Superior
Transagri, José Figueiredo, Diretor-geral
17h25  | Frutos vermelhos
Cooperativa Agropecuária dos Olivicultores de Mangualde, Rui Costa, Presidente da COAPE
         Debate
         Encerramento: João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde
Gabinete de Apoio ao Agricultor
com mais de 5.500 ocorrências registadas

Após três anos de laboração, o Gabinete de Apoio ao Agricultor
apresentam um balanço muito positivo, com o registo de mais de 5.500
ocorrências oriundas de agricultores de todo o concelho, que praticam
diferentes tipos de atividade. Atualmente, este Gabinete está acreditado
como Posto SNIRA (Sistema Nacional de Informação e Registo Animal).

O Gabinete de Apoio ao Agricultor, que funciona na Câmara Municipal,
pretende ser uma mais-valia para os agricultores do concelho, prestando
auxílio quer na forma de tratar os animais quer na análise dos terrenos
agrícolas a um custo muito reduzido. Os agricultores para serem
beneficiados com o trabalho dos técnicos deste gabinete apenas têm de
estabelecer um contacto e recebem de seguida os técnicos na sua
propriedade agropecuária a custos meramente sociais. Para além disso, o
Gabinete promove cursos de formação que melhor qualificam os
agricultores.

É de referir que, no topo das preocupações dos agricultores estão
questões relacionadas com os Subsídios Agrícolas, totalizando 40% das
ocorrências recebidas pelo Gabinete. Atualização de Parcelário
representa cerca de 35%, a Declaração de Existências 20% e a Emissão de
Guias 5%. A nível das freguesias continuam a ser a freguesia de Santiago
de Cassurrães (17%), a freguesia de Mangualde (14%) e a freguesia de
Chãs de Tavares (11%) que mais recorrem a estes serviços. no concelho de
Mangualde podemos destacar geograficamente dois grandes tipos de
atividades agrícolas: a sul do concelho predomina a viticultura e a
fruticultura e a norte o pastoreio e a floresta.

Horário de Funcionamento do Gabinete de Apoio ao Agricultor

De
segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Sendo
que um técnico do Ministério de Agricultura está presente todas as
segundas e terças-feiras.
fonte:Metronews

Comboio descarrilou perto de Mangualde

Um comboio que seguia na direção
da Guarda descarrilou, esta quinta-feira ao início da noite, na Linha da
Beira Alta, perto de Mangualde.
O acidente ocorreu a dois quilómetros de Abrunhosa-a-velha e foi provocado pela queda de pedras na linha.

O
alerta foi dado aos bombeiros às 21 horas, mas o acidente ocorreu às 20
horas. O comandante dos Bombeiros de Mangualde revelou a existências de
dois feridos ligeiros.
Os feridos são o maquinista, que se queixava das costas, e um passageiro que tinha uma dor na anca. Ambos recusaram assistência.
O transbordo dos 10 passageiros da composição foi feito para um outro comboio, que seguiu em direção à Guarda.
fonte:jn
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar