Templates by BIGtheme NET
Home » Mangualde (page 144)

Mangualde

Pedalar pelo Ambiente em Mangualde

A Câmara Municipal
convida todos os mangualdenses a participar no «Bike-Paper – Pedalar pelo
Ambiente». A prova realiza-se no dia 3 de outubro, às 10h00, e conta com o
apoio da Ferrovial Serviços, HR Proteção, Caixa Crédito Agrícola Vale do Dão e
Alto Vouga e Continente. O início da atividade será junto à Câmara Municipal de
Mangualde, pelo que todos os participantes deverão estar presentes no local às
09h30 para preparação da prova.

O Bike-Paper
constitui uma atividade de recreio com a utilização da bicicleta e GPS, cuja
utilização visa testar a capacidade de orientação dos participantes e de
improviso às dificuldades impostas, segundo indicações prévias, e ao mesmo
tempo dar a conhecer novas perspetivas de sentir e viver a cidade.

A prova está
dividida em três percursos em função da faixa etária dos participantes: 4 a 10
anos (Grau de dificuldade baixo: 1 Km), 10 a 16 anos (Grau de dificuldade
baixo: +/-2 Km) e 16+ anos (Grau de dificuldade médio: +/-5 Km). Cada
equipa/participante tem um máximo de 1h30 para terminar a prova e deverá trazer
telemóvel adaptado com GPS ou um GPS e uma caneta. Todos
os interessados podem inscrever-se, individualmente ou em equipa (máximo 2
elementos), até 1 de outubro, através de formulário disponível em www.cmmangualde.pt. Os menores de 16 anos devem participar sempre
com um adulto ou encarregado de educação.

Contribuir
para a divulgação e valorização da bicicleta e do veículo elétrico como modo de
transporte urbano, aproximar os cidadãos à cidade, à cultura e aos valores
locais, promover a consciência ambiental e o contacto com os espaços naturais e
culturais da cidade, promover a partilha de momentos de boa disposição e de
aprendizagem entre os participantes e sensibilizar a comunidade para a
necessidade de prática de atividades de desporto e mudança de hábitos de
locomoção utilizando a bicicleta para deslocações na Cidade de Mangualde são os
principais objetivos desta iniciativa.

Por: Mun.Mangualde

Mangualde dá mais um passo, a nível da igualdade regional

    A Câmara Municipal de Mangualde
acolheu na passada terça-feira, dia 22 de setembro, dois focus group do projeto
internacional – Local Gender Equality: Mainstreaming de Género nas Comunidades
Locais. Um projeto promovido pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de
Coimbra e do qual a autarquia mangualdense é parceira. Participaram mais de
vinte pessoas nas sessões de trabalho. Na iniciativa marcou presença a
Vereadora da Câmara Municipal de Mangualde, Maria José Coelho.

   Conhecer as representações e as
necessidades quer do pessoal técnico dos vários setores de intervenção da
autarquia quer da rede de parceiros envolvidos eram os principais objetivos
destes focus group nos quais se destacaram as áreas da ação social, empresas,
educação, saúde, urbanismo e obras públicas, desporto, gestão de recursos
humanos, comunicação social, entre outras. A Câmara Municipal de Mangualde
dá, assim, mais um passo naquela que tem sido uma sua forte aposta numa
intervenção séria e qualificada no domínio da igualdade a nível regional, numa
parceria estratégica com especialistas e instituições reconhecidas no meio
académico e das políticas públicas a nível nacional e internacional.

 
PROJETO ‘LOCAL GENDER EQUALITY:
MAINSTREAMING DE GÉNERO NAS COMUNIDADES LOCAIS’
    Este projeto propõe-se desenvolver
metodologias e instrumentos para a promoção de igualdade de género e a
facilitação da conciliação entre esferas da vida, pelas estruturas de
governação local, assente num consórcio entre entidades parceiras, que envolve
a conceção, experimentação e validação com os seus destinatários finais diretos
(municípios) e indiretos (atores locais nos vários domínios de atuação
territorial – economia, ambiente, saúde, cultura, desporto, urbanismo, ação
social).
    O financiamento fica a cargo do Programa EEA Grants
– Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género – MFEEE (2009-2014) e tem
como parceiros a Universidade de Oslo (Noruega), a ChAcademy (Coimbra), a
Fundação para os Estudos e Formação Autárquica (CEFA), as Câmaras Municipais de
Ferreira do Alentejo, Lagoa (Algarve), Mangualde, Póvoa de Lanhoso e Pombal.
Por:Mun.Mangualde

Ação de sensibilização em Penalva do Castelo

A Secção de Programas Especiais do
Destacamento Territorial de Mangualde, dinamizou esta quinta-feira, 24 de setembro,
na Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, uma ação de sensibilização
relativamente aos cuidados na utilização/condução de tratores agrícolas.

Esta uma ação muito interessante, dado que cada vez os acidentes com este utensílio da agricultura que tanto jeito dá, mas de vez em quando acaba por ser complicado, pode custar a vida.
Por:GNR Viseu

10 milhões de euros para regeneração urbana na cidade

Apresentada política de cidades para
Mangualde

‘Não estamos mais na
fase do se… agora é a hora de concretizar’. Foi assim que João Azevedo,
Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, se referiu ao Programa Operacional
Centro 2020, ontem apresentado na Biblioteca Municipal. Numa cerimónia que
contou com  protagonistas e agentes deste quadro comunitário, o Presidente
da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, Dr. José Morgado, o
Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Dr. Nuno Martinho e a Presidente
da Comissão de Coordenação da Região Centro, Professora Ana Abrunhosa.

 Na conferência,
ouviram-se ainda as intervenções mais técnicas e explicativas destes programas.
O Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial de Viseu Dão Lafões 2020
foi apresentado pelo Secretário Executivo da CIM e pelo Dr. José Paulo
Queirós. Ficou claro o forte empenho e a grande vitória alcançada para toda
a região com a atribuição de 40 milhões de euros. Um Pacto que se quer de
compromisso, participativo, inovador e sustentável.

João Azevedo
congratulou-se com os investimentos que este pacto vai possibilitar em
Mangualde, assim como o efeito de alavanca que os mesmos vão representar na
economia local, com investimento público e privado. A cidade de Mangualde terá
um importante papel enquanto motor do desenvolvimento. João Azevedo afirmou
ainda que Mangualde no último quadro comunitário apresentou uma
taxa de execução quase plena a rondar os 100%.

 Depois de apresentado a
intervenção ao nível da CIM, foi a vez do arquiteto José António Lopes
apresentar o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de
Mangualde, integrado na Política de Cidades. Depois de explicados sumariamente
o Plano de Mobilidade Sustentável e a Intervenção nas
Comunidades Desfavorecidas, as atenções centraram-se na Reabilitação Urbana e
no efeito positivo que esta vai representar na recuperação e afirmação do
concelho e da cidade de Mangualde em particular.

 João Azevedo ao definir
no seu executivo uma área denominada como ARU (Área de Reabilitação Urbana) vai
possibilitar aos privados uma oportunidade única dentro daquele perímetro. O
centro da cidade vai poder ser requalificado e recuperar a dignidade e
qualidade que merece pela sua importância. O Presidente da Câmara de Mangualde
abre  mão de fundos comunitários e de receitas municipais em favor dos
particulares e do investimento privado ao repartir com eles benefícios. O
autarca apelou a toda a audiência presente para encarar esta janela
de oportunidades e recuperar as suas habitações, afirmando estar a ser criado
um gabinete no CIDEM para prestar todo o tipo de apoio aos investidores
provados que pretendam candidatar-se a estes fundos.  Este plano visa a
promoção da cidade e representa um ganho imenso para particulares e promotores.

 ALGUNS DOS BENEFÍCIOS FISCAIS QUE A CÂMARA MUNICIPAL VAI OFERECER DECORRENTES DO PROCESSO DE DELIMITAÇÃO
DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA

O
Regime Jurídico da Reabilitação Urbana (RJRU) estabelece a necessidade da entidade
gestora
que pretenda levar a cabo uma Operação de Reabilitação Urbana,
definir o quadro dos benefícios fiscais associados aos impostos municipais
sobre o património e garantir aos proprietários o acesso a apoios e incentivos
fiscais e financeiros à reabilitação urbana.

Cabe
assim ao Município de Mangualde, enquanto entidade gestora, estabelecer
o conjunto dos benefícios fiscais e demais incentivos à reabilitação urbana que
estejam associados à constituição legal da ARU do Centro de Mangualde, bem como
definir os mecanismos e procedimentos administrativos necessários para que os proprietários
interessados possam de facto aceder a tais benefícios e incentivos
.

Com
a aprovação de uma ARU (e publicação em sede de Diário da República), os
proprietários cujos prédios urbanos sejam abarcados por esta delimitação e
cujas obras de reabilitação se tenham iniciado após janeiro de 2008 e se
venham a concluir até dezembro de 2020, passam a usufruir dos seguintes
benefícios fiscais:

IMI
– os prédios urbanos objeto de ações de
reabilitação são passíveis de isenção por um período de cinco anos, a contar do
ano, inclusive, da conclusão da mesma reabilitação, podendo ser renovada por um
período adicional de cinco anos (n.º 7 do artigo 71º do EBF);

IMT
– são passíveis de isenção aquisições de
prédio urbano ou de fração autónoma de prédio urbano destinado exclusivamente a
habitação própria e permanente, na primeira transmissão onerosa do prédio
reabilitado (n.º 8 do artigo 71º do EBF);

IRS
– dedução à coleta de 30% dos encargos
suportados pelo proprietário relacionados com a reabilitação, até ao limite
500€ (n.º 4 do artigo 71º do EBF);

Mais-valias – tributação à taxa reduzida de 5%,
quando estas sejam inteiramente decorrentes da alienação de imóveis
reabilitados localizados em ARU e recuperados nos termos das respetivas
estratégias de reabilitação de urbana (n.º 5 do artigo 71º do EBF);

Rendimentos
Prediais – tributação à taxa reduzida de 5%, quando
os rendimentos sejam inteiramente decorrentes do arrendamento de imóveis
localizados em ARU e recuperados nos termos das respetivas estratégias de
reabilitação de urbana (n.º 6 do artigo 71º do EBF).

Simultaneamente,
está previsto um conjunto de benefícios para Fundos de Investimento Imobiliário
em reabilitação urbana, a saber:

      Isenção de IRC, desde que pelo menos 75% dos seus ativos
sejam imóveis sujeitos a ações de reabilitação localizadas em ARU;

Tributação
das unidades de participação à
taxa especial de 10%, em sede de IRS e IRC, nos termos previstos nos números 2
e 3 do artigo 71º do EBF.

Convém
ainda referir que o quadro de benefícios fiscais decorrente deste regime
extraordinário de apoio à reabilitação urbana previsto no Estatutos dos
Benefícios Fiscais pode ainda abranger imóveis que, mesmo que estejam
localizados fora de ARU, sejam prédios urbanos arrendados com rendas antigas
que tenham sido objeto de ações de reabilitação
(alínea a) do ponto 21º do
artigo 71º do EBF: prédios urbanos arrendados passíveis de atualização faseada
das rendas, nos termos dos artigos 27.º e seguintes do Novo Regime do
Arrendamento Urbano, NRAU).

Outra
importante medida de estímulo aos processos de reabilitação urbana em ARU
decorre de uma alteração ao Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado,
mais concretamente o seguinte incentivo:

IVA – será aplicada a taxa reduzida de 6%
em empreitadas de reabilitação urbana
,, realizadas em imóveis ou em espaços
públicos localizados em áreas de reabilitação urbana.
Por: Mun.Mangualde

Rallye vai para a estrada este sábado em Mangualde

   A Câmara Municipal de
Mangualde, juntamente com o Clube Automóvel da Marinha Grande, trazem o
rallye de volta a Mangualde, na expetativa de fazer desta primeira
edição uma tradição da cidade. A prova conta ainda com a colaboração do
Clube Dá Gás e o apoio da ARC Sport. O evento, realiza-se no
próximo sábado, 26 de setembro, insere-se no Master Ralis Sprint Centro .

Espera ter cerca de 30 carros e centenas de pessoas que, passados quase
30 anos, têm novamente a oportunidade de assistir ao rallye que
percorrerá a zona mais alta do concelho. A prova terá início em
Mangualde pelas 13h00, com a primeira passagem na Super Especial na
cidade.

   Com
o cronómetro a trabalhar, à medida que a adrenalina aumenta naqueles
que anseiam chegar à meta e mostrar que Mangualde já merecia ter o
rallye de volta, serão efetuadas três passagens no espetacular troço de
Chás de Tavares. No término da prova realizar-se-á a segunda passagem
na super especial, de cerca de 1 km, a acontecer bem no coração de
Mangualde pelas 17h.
    A iniciativa preenche assim uma lacuna na história de Mangualde, da qual a Câmara Municipal se orgulha em contribuir.
Por:Mun.Mangualde

 

Pedreles e Benfica (sub-20)futsal recebidos na Câmara Municipal em Mangualde

 Benfica (sub-20)apadrinhou apresentação do Pedreles
A Equipa SUB-20 do Sport Lisboa e
Benfica visitou Mangualde no passado dia 19 de setembro. Esta visita
proporcionou-se a convite do Pedreles Beira Dão Clube, equipa de futsal,
que aproveitou e deu a conhecer as suas equipas para a próxima época.

O
Presidente da Câmara Municipal de Mangualde recebeu os atletas do SLB e
do Pedreles Beira Dão Clube, aproveitando para agradecer a vinda do
Benfica a Mangualde, não deixando de enaltecer o trabalho
desenvolvido pela equipa de futsal de Mangualde, Pedreles Beira Dão
Clube, em prol do desporto no Concelho.

 Num
jogo onde enfrentou o Sport Lisboa e Benfica (sub 20), o Pedreles Beira
Dão Clube terminou com duas derrotas para a equipa de Mangualde: 2-9
nos juniores e 3-6 nos seniores.
Por:Mun.Mangualde

Abertura das aulas em Festa, em Mangualde

O
Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, marcou presença na
cerimónia de início do ano letivo 2015/2016, do ano escolar do Agrupamento de
Escolas de Mangualde, que se realizou na passada sexta-feira, 18 de setembro,
no Pavilhão Municipal.

No evento marcaram presença, Luís Fraga, Rotary Club de
Mangualde, Agnelo Figueiredo, Diretor Executivo do Agrupamento de Escolas de
Mangualde, Cristina Oliveira, Diretora Regional de Educação do Centro, Cristina
Matos, Presidente do Conselho Geral de Educação do Agrupamento de Escolas,
Isabel Marques, Presidente da Associação de Pais e Vítor Gomes, Diretor do
Crédito Agrícola Vale do Dão e Alto Vouga.

   Na cerimónia, o Agrupamento de Escolas de
Mangualde premiou os melhores alunos do ano letivo transato que receberam
medalhas e prémios monetários, ofertas do Crédito Agrícola Vale do Dão e Alto
Vouga – Mangualde e do Rotary Club de Mangualde – Prémio Felismina Alcântara.
O arranque do ano letivo ficou ainda assinalado pela homenagem à professora
Maria Nazaré Pinto, pelo trabalho prestado em prol da educação em Mangualde, à
qual o Município de Mangualde se associou. A cerimónia foi abrilhantada pela
exibição do Grupo de Ginástica de Mangualde e pela atuação do Grupo Mais
Música
, ambos do Agrupamento de Escolas de Mangualde.
   Ainda no âmbito do início do novo ano letivo,
o Presidente da União de Freguesias de Tavares, Alexandre Constantino, ofereceu
kits escolares aos alunos do 1º Ciclo da Escola de Chãs de Tavares, momento que
contou com a presença do Presidente e Vice-presidente da Câmara Municipal de
Mangualde.

Por: Mun.Mangualde

MISERICÓRDIA DE MANGUALDE DECLARA A SUA DISPONIBILIDADE PARA ACOLHER UMA FAMÍLIA DE REFUGIADOS

A atroz e trágica realidade que vivem, diariamente, milhares de
refugiados na sua fuga desesperada da guerra, da morte, da intolerância,
alguns – homens, mulheres e crianças – morrendo a caminho da Europa,
impede-nos de ficar presos à inoperância, sob pena de colaborar na
inépcia que parece envolver a situação.
Eticamente já não resta tempo para socorrer, para ajudar o outro, seja ele quem for!

As Misericórdias têm no seu DNA a missão de ajuda, de socorro aos mais
fracos, aos mais desfavorecidos e, imbuída nesses nobres valores
filantrópicos e de fundamento cristão, a Misericórdia de Mangualde
declara a sua disponibilidade para acolher uma família de refugiados.
Com aprovação unânime e sem reservas de qualquer espécie, a Mesa
Administrativa da Misericórdia de Mangualde aprovou uma proposta do
Senhor Provedor no sentido de manifestar a sua disponibilidade à União
das Misericórdias Portuguesas para acolher uma família até 6 pessoas.
Por:Misericórdia de Mangualde

Conferência “Política de Cidades” em Mangualde

A Câmara Municipal de
Mangualde promove, no próximo dia 23 de setembro, a conferência
“Política de Cidades” no âmbito do Programa Operacional Centro 2020. A
iniciativa realiza-se no Auditório da Biblioteca Municipal de Mangualde
Dr. Alexandre Alves, às 21h00, e é dirigida a toda a sociedade civil. A
entrada é livre.

 A
abertura estará a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde,
João Azevedo, e do Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, José Morgado. De
seguida Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões e
José Paulo Queirós, JPQ -Consultores, apresentarão o ‘Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial Viseu Dão Lafões 2020’ e o arquiteto José António Lopes, falará sobre o ‘PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Mangualde’. A sessão contará com um período destinado ao esclarecimento de questões, colocadas pelos presente.
O encerramento da conferência contará com a intervenção da Presidente da CCDR Centro, Ana Abrunhosa.

Por:Mun.Mangualde

A Unidade Cuidados Continuados da Misericórdia de Mangualde adquiriu equipamento moderno de fisioterapia

    Fruto da realização de eventos solidários
As receitas das caminhadas solidárias promovidas pela Misericórdia de
Mangualde nos passados meses de Março e Junho e um donativo da Citroen
PSA – Mangualde, permitiram adquirir um equipamento de fisioterapia,
designado por Standing Frame, com custo de 1700,00€.
Este aparelho irá equipar o ginásio de fisioterapia da Unidade de Cuidados Continuados da Misericórdia de Mangualde, facilitando a prestação de melhores cuidados de saúde na área de fisioterapia.
Atualmente as instituições de solidariedade social recebem pessoas com
elevada dependência e incapacidade de assumirem a posição ereta. Por
este facto, a fisioterapia assume um papel primordial na mobilização
polisegmentar anti gravítica, influenciando o estado global da pessoa
(respiratório, cardíaco e digestivo).
O Standing Frame é um
equipamento desenvolvido com uma tecnologia assistente ou de apoio,
usado para a reabilitação de pessoas com diminuição da mobilidade.

Estes aparelhos são utilizados com benefícios médicos e/ou terapêuticos,
aumentando a independência, a mobilidade e a auto-estima do utente. Por
sua vez, proporcionam também uma alternativa posicional a quem está
sentado numa cadeira de rodas, mantendo a pessoa numa posição ereta,
ajudando as pessoas com funções motoras limitadas.
O exercício
diário com este equipamento tem um impacto positivo no utilizador,
melhorando a função respiratória e o sistema urinário. Também ajuda a
redução da espasticidade e diminui o desenvolvimento de contraturas.
Para além disso, este tipo de treino alivia as regiões de pressão feitas
nos posicionamentos prolongados de sentado e deitado.
Com exceção
da cadeira de rodas, não existe outro aparelho auxiliar que seja mais
benéfico para as pessoas com necessidades especiais, do que o standing
frame.
Com este equipamento a Misericórdia de Mangualde tem
melhores condições para devolver aos doentes a mobilidade, a
independência e a auto-estima. 
Por:Misericórdia de Mangualde

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar