Templates by BIGtheme NET
Início » Mangualde (Pagina 4)

Mangualde

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres assinalado em Mangualde

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, foi assinalado, no intuito de alertar para este problema que atinge as mulheres, tanto em sua casa como no local de trabalho, psicologicamente e fisicamente.

O município de Mangualde está fortemente comprometido na prevenção de crimes desta natureza, mobilizando os seus parceiros, no âmbito da Rede Social, a assinalar o dia 25 de novembro, na participação da campanha “Eu dou a cara contra a violência”, organizada por três turmas do ensino secundário, 10ºL, 11ºL e 12ºI.

A campanha contou com a participação de professores, auxiliares, funcionários e membros da comunidade educativa da autarquia, contribuindo com uma foto do rosto, que estará exposta na Biblioteca Municipal, na ESFA e nas redes sociais e site do município. Simultaneamente com esta campanha, até dia 27 de novembro, no átrio da Câmara Municipal de Mangualde, estará patente uma exposição, com o objetivo de alertar para os vários casos de violência contra as mulheres.

As mulheres em todo o mundo continuam a ser vítimas de violência doméstica, violência de género, assédio e agressões de índole sexual, violência psicológica, violência no namoro e nos idosos, entre outras. Estes são alguns dos crimes praticados contra as mulheres, um atentado aos Direitos Humanos. Congratulo-me com o movimento cívico nesta campanha “Eu dou a CARA Contra a Violência”, promovido por jovens do agrupamento de escolas de Mangualde ao qual  aderiram pessoas de todas as faixas etárias e de todos os quadrantes sociais da comunidade, que em uníssono dizem Não a todo o tipo de Violência, na semana em que se celebra o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. Devemos todas e todos juntos continuar a trabalhar e a alertar para este fenómeno, capacitando sobretudo as mulheres para o seu empoderamento e para os seus direitos e protegendo as mais vulneráveis.  Defender a igualdade é lutar também por estas causas que são de todas/os nós.” refere a Vereadora da Ação Social, Maria José Coelho.

Caça e pesca não estão proibidas em estado de emergência

Esta é uma boa nova para caçadores e pescadores, ainda assim fique a saber, quais as limitações existentes e quando pode caçar em função do estatuto de risco do seu concelho de residência.
No seguimento dos contactos estabelecidos pelas três OSC de 1.º Nível com a Tutela e ICNF foi publicado pelo ICNF e vem no sentido daquilo que havia sido a interpretação dada pelas OSC de 1.º Nível relativamente ao Decreto n.º 9/2020, de 21 de novembro.
A caça e a pesca lúdica não estão proibidas de uma forma geral, pese embora nos concelhos com risco elevado, muito elevado e extremo, exista o dever de recolhimento domiciliário, que é recomendado pelas autoridades.
Deverá assim imperar o bom senso de todos os agentes, sejam eles os caçadores, os gestores cinegéticos ou os responsáveis pela organização de caçadas, para além do estrito cumprimento das regras elaboradas pelas OSC de 1.º Nível e aprovadas pela DGS para o sector da caça, as quais são fundamentais para que esta atividade de ar livre mantenha as suas características de baixo risco de contágio de covid-19.

Mangualde associou-se à campanha nacional “Estendal dos Direitos”

A CPCJ de Mangualde e o Município associam-se à campanha nacional “Estendal dos Direitos”, promovida pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, inserida na Comemoração do aniversário da adoção da Convenção sobre os Direitos das Crianças, por parte das Nações Unidas, a 20 de novembro.

A Convenção dos Direitos das Crianças, constituiu-se em 1989, com a elaboração de um documento onde estão expressos um vasto conjunto de direitos fundamentais para todas as crianças, desde cívicos, políticos, económicos, sociais e culturais.

Com um balanço claramente positivo, onde os objetivos desta iniciativa saíram reforçados, a CPCJ e a Câmara Municipal de Mangualde agradecem a todas as entidades que abraçaram esta nobre causa nomeadamente, o Agrupamento de Escolas de Mangualde, o Centro Paroquial de Santiago de Cassurrães, o Centro Social e Cultural da Paróquia de Mangualde, a Obra Social Beatriz Pais, Raul Saraiva e a Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, União de Freguesias de Moimenta de Maceira Dão e Lobelhe do Mato e União de Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 25 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 14 por condução sob o efeito do álcool;
  • Nove por condução sem habilitação legal;
  • Um por violência doméstica.

  1. Apreensões:
  • 2,6 doses de haxixe;

  1. Trânsito:

Fiscalização438 infrações detetadas, destacando-se:

  • 84 por excesso de velocidade;
  • 39 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 30 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 19 relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 17 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 16 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • Quatro relacionadas com tacógrafos;
  • Três por uso indevido de telemóvel no exercício da condução.

Sinistralidade: 18 acidentes registados, destacando-se:

  • Um ferido grave;
  • Oito feridos leves.

AF Viseu-1ª Divisão Zona Sul- Jornada 5(em atraso)

Depois de ter sido suspensa a jornada 5, agora fica aqui o acerto da respetiva ronda.

GD Santacombadense – Vale de Madeiros-4-1

Viseu e Benfica- Canas Senhorim-2-1

Vila Chã de Sá- Cabanas de Viriato-8-0

CF Os Repesenses- Besteiros FC-1-0

Os Ciências- Moimenta Dão-0-2

Campia- Sezurense -5-1

Nandufe- SC Santar-2-1

Classificação:

1-Canas Senhorim- 18

2-Campia-18

3-Viseu e Benfica-18

4-Vila Chã de Sá-16

5-Moimenta Dão-14

6-GD Santacombadense-12

7-Nandufe-9

8-CF Os Repesenses-8

9-SC Santar-6

10-Os Ciências-5

11-Sezurense-3

12-Cabanas de Viriato-3

13-Vale de Madeiros-3

14-Besteiros Fc-1

 

AF Viseu- Divisão de Honra- Jornada 8(em atraso)

Disputou-se a jornada 8 em atraso, Divisão de Honra da AF Viseu, com o Lamelas a empatar em Penalva do Castelo e a passar para a frente da tabela, face ao desaire do Ol.Frades frente ao M.Beira.

Destaca-se ainda o póker de Sorrilha (Satão), frente ao Roriz.

Carvalhais- GD Resende-0-0

CD Cinfães- Paivense-1-0

Sátão- GDC Roriz-5-2

GD Oliveira de Frades- Moimenta da Beira-0-1

SL Nelas- Nespereira FC-2-5

Penalva Castelo- ACDR Lamelas-1-1

SC Lamego- CR Ferreira de Aves-2-2

Carregal do Sal- GD Mangualde-2-0

Vale de Açores- Molelos- 24 jan

Classificação:

1º- ACDR Lamelas- 19

2º-GD Oliveira de Frades-18

3º-CR Ferreira de Aves-18

4º-Sátão-17

5º-CD Cinfães-15

6º-Carvalhais-14

7º-GD Resende-12

8º-Penalva Castelo-12

9º-Moimenta da Beira-12

10º-GD Mangualde-11

11º-SL Nelas-10

12º-GDC Roriz-9

13º-SC Lamego-9

14º-Carregal do Sal-9

15º-Vale de Açores-8

16º-Nespereira FC-8

17º-Paivense-8

18º-Molelos-5

 

Novas medidas do Estado de Emergência até 8 de dezembro

Suspensão de aulas antes dos feriados 1 e 8 de dezembro

Assim , ao fim da tarde deste sábado, António Costa, apresentou as novas medidas para o novo Estado de Emergência, onde sobressai a saída de Fornos de Algodres da lista dos concelhos de risco , ainda a novidade da suspensão de aulas antes dos feriados 1 e 8 de dezembro.

Por sua vez, o Primeiro- ministro referiu ainda que, “não obstante continuarmos a crescer, há uma desaceleração”, o que não significa baixar os braços. “Temos ainda muito que nos esforçar”, refere, justificando o reforço das medidas.

Medidas Gerais:

  • Uso obrigatório da máscara no local de trabalho, exceto quando os postos de trabalho são isolados ou quando haja separação física entre diferentes postos. “Também no trabalho se transmite o vírus e também no trabalho a máscara protege da transmissão do vírus”, apontou António Costa;
  • Proibição de circulação entre concelhos:
    • entre as 23h de 27 de novembro e as 5h de 2 de dezembro
    • entre as 23h de 4 de dezembro e as 5h de 9 de dezembro;
  • Nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro estão suspensas as atividades letivas em todos os níveis de ensino. Nas mesmas datas há tolerância de ponto e o apelo a entidades privadas para dispensa de trabalhadores. Costa justificou estas medidas como forma de se ter “um mês de dezembro o mais tranquilo possível”;

– Mapa de Risco

  • Os concelhos serão divididos em diferentes níveis de risco de contágio. Neste momento existem 65 concelhos de risco moderado, 86 de risco elevado, 80 de risco muito elevado e 47 de risco extremamente elevado. As regras específicas para cada concelho podem ser vistas no site Estamos On;
  • Será “em função destes critérios de risco” que nos próximos meses serão “modeladas as medidas a adotar para que se ajustem o melhor possível à realidade efetiva em cada concelho”;
  • Casos em cada nível de risco, nos últimos 14 dias:
    • “Extremamente elevado”: mais de 960 casos de doença por 100 mil habitantes;
    • “Muito elevado”: mais de 480 novos casos por 100 mil habitantes;
    • “Elevado”: mais de 240 e até 480 casos por 100 mil habitantes;
    • “Moderado”: menos de 240 casos por 100 mil habitantes.
  • António Costa referiu que 17 concelhos saem da lista de risco elevado, informação posteriormente corrigida pelo Governo, referindo que são apenas 15 concelhos: Aljustrel, Alvaiázere, Beja, Borba, Carrazeda de Ansiães, Ferreira do Alentejo, Fornos de Algodres, Santa Comba Dão, São Brás de Alportel, Sousel, Tábua, Tavira, Vila Real de Santo António, Vila Velha de Ródão e Vila Flor;

 

  • Nos concelhos onde há mais de 240 casos por cem mil habitantes, o Governo refere que vai haver uma “ação de fiscalização do cumprimento do teletrabalho obrigatório”, devido aos incumprimentos que se têm verificado;
  • Na quinzena que engloba os dois feriados — 1 e 8 de dezembro — não vão ser verificadas medidas diferentes entre os concelhos com 48o casos por cada 100 mil habitantes e os que têm mais de 960. Desta forma, mantém-se as medidas atualmente em vigor e são acrescentadas outras três:
    • Entre as 13h e as 5h é proibido circular na via pública e os estabelecimentos comerciais têm de estar fechados;
    • Nas vésperas dos feriados, os estabelecimentos comerciais têm de encerrar a partir das 15 horas;
    • As medidas dos fins de semana estão em vigor nos feriados de 1 e 8 de dezembro.

 

  • António Costa referiu também medidas de apoio à economia:
    • Programa Apoiar.pt, no valor total de 1.55o milhões de euros — estão previstos empréstimos de 750 milhões de euros e 160 milhões de euros a fundo perdido;
    • Medidas de apoio à restauração;
    • Apoio à Retoma Progressiva, com acesso imediato;
    • Adiamento dos pagamentos à Segurança Social e IVA trimestral;
    • Redução de rendas comerciais, com contrapartidas para os senhorios.

Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves celebra 23 anos em Mangualde

No dia 22 de novembro a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, comemora o seu 23º aniversário. A Câmara Municipal de Mangualde, juntamente com a Biblioteca Municipal, assinalará esta data presencialmente e através de Live Streaming na página oficial de Facebook da Biblioteca Municipal. Os dois momentos acontecerão no dia 21, este sábado, e 25 de novembro.

CONCERTO EM LIVE STREAMING DO MÚSICO FRANCISCO SALES

Assim, este sábado, dia 21 de novembro, pelas 21h30, decorrerá um concerto em Live Streaming, do músico Francisco Sales, através do Facebook oficial da Biblioteca Municipal. Licenciado em JAZZ na Escola Superior de Música em Lisboa e após viver alguns anos em Londres em busca da realização dos seus sonhos, sem saber falar inglês e sem muitas possibilidades, a sua insistência levou-o até ao Bluey, líder dos míticos Incognito, onde atuou em várias partes do mundo. Regressa a Portugal em 2017 e desde então permaneceu no seu país onde diz que “É o país onde me sinto mais inspirado para compor, onde gosto de apreciar a vida e onde me sinto mais seguro e feliz.” Continuando a sua carreira de músico a tocar com os Incognitos por várias partes do mundo, hoje alinha a sua carreira a solo tocando guitarra, mostrando ainda mais o seu talento.

No dia 25 de novembro, quarta-feira, irá decorrer a apresentação de um livro de Lúcia Morgado, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal. A apresentação do livro “Mariana a menina que sonha acordada” de Lúcia Morgado, ilustrado por Sandra Serra, relata uma história, rimada, que conta como a Mariana vê o mundo, dando ênfase aos sentimentos, e como as coisas simples da vida são importantes na infância de uma criança. O momento contará com a apresentação de Irene Mota e Luís Almeida, seguido com um momento musical de Fernando Pereira, terminando a apresentação do livro com uma dramatização das alunas Iara e Mara Campos. Antes da apresentação, pelas 15h00, decorrerá um Workshop de Ilustração com Sandra Serra em Live Streaming a partir da Biblioteca.

Nesta apresentação no dia 25, para além de Live Streaming, existe a possibilidade de assistir presencialmente no local, sendo necessário realizar uma inscrição prévia através do email da Biblioteca Municipal, biblioteca@cmmangualde.pt ou por telefone 232 619 889. Durante todo o momento é obrigatório o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento físico, cumprindo assim com todas as regras impostas pela DGS.

Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves celebra 23 anos

No dia 22 de novembro a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, comemora o seu 23º aniversário. A Câmara Municipal de Mangualde, juntamente com a Biblioteca Municipal, assinalará esta data presencialmente e através de Live Streaming na página oficial de Facebook da Biblioteca Municipal. Os dois momentos acontecerão no dia 21 e 25 de novembro.

CONCERTO EM LIVE STREAMING DO CANTOR FRANCISCO SALES

Assim, no dia 21 de novembro, pelas 21h30, decorrerá um concerto em Live Streaming, do cantor Francisco Sales, através do Facebook oficial da Biblioteca Municipal. Licenciado em JAZZ na Escola Superior de Música em Lisboa e após viver alguns anos em Londres em busca da realização dos seus sonhos, sem saber falar inglês e sem muitas possibilidades, a sua insistência levou-o até ao Bluey, líder dos míticos Incognito, onde atuou em várias partes do mundo. Regressa a Portugal em 2017 e desde então permaneceu no seu país onde diz que “É o país onde me sinto mais inspirado para compor, onde gosto de apreciar a vida e onde me sinto mais seguro e feliz.” Continuando a sua carreira de músico a tocar com os Incognitos por várias partes do mundo, hoje alinha a sua carreira a solo tocando guitarra, mostrando ainda mais o seu talento.

No dia 25 de novembro irá decorrer a apresentação de um livro de Lúcia Morgado, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal. A apresentação do livro “Mariana a menina que sonha acordada” de Lúcia Morgado, ilustrado por Sandra Serra, relata uma história, rimada, que conta como a Mariana vê o mundo, dando ênfase aos sentimentos, e como as coisas simples da vida são importantes na infância de uma criança. O momento contará com a apresentação de Irene Mota e Luís Almeida, seguido com um momento musical de Fernando Pereira, terminando a apresentação do livro com uma dramatização das alunas Lara e Mara Campos. Antes da apresentação, pelas 15h00, decorrerá um Workshop de Ilustração com Sara Serra em Live Streaming a partir da Biblioteca.

Nesta apresentação no dia 25, para além de Live Streaming, existe a possibilidade de assistir presencialmente no local, sendo necessário realizar uma inscrição prévia através do email da Biblioteca Municipal, biblioteca@cmmangualde.pt ou por telefone 232 619 889. Durante todo o momento é obrigatório o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento físico, cumprindo assim com todas as regras impostas pela DGS.

 

“Visão Estratégica para a Região Centro 2030”aprovada pela CCDRCentro

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) aprovou a estratégia para a região Centro para a próxima década. Consulte  aqui (2.70 MB) a “Visão Estratégica para a Região Centro 2030”, que foi discutida e aprovada no Conselho Regional, no passado dia 4 de novembro.

A CCDRC dinamizou o exercício de reflexão para definir a “Visão Estratégica para a Região Centro 2030”, procurando que tivesse um elevado nível de participação dos agentes regionais. O processo foi iniciado com uma reunião plenária, em outubro de 2019, onde se iniciou a discussão da revisão da Estratégia de Especialização Inteligente do Centro (ainda a decorrer, prevendo-se concluída no final do ano), no âmbito dos trabalhos preparatórios do período pós-2020. Seguiu-se uma segunda reunião aberta, em janeiro de 2020, que tinha subjacente a apresentação e discussão de um documento de trabalho preparado pela CCDRC que procurava identificar os principais constrangimentos e desafios que a região enfrenta, avançando com uma primeira proposta de visão estratégica.

Seguiu-se um período para a recolha de contributos escritos de todos quantos quiseram participar ativamente nesta reflexão conjunta, a partir de um inquérito orientador disponibilizado pela CCDRC e ainda a realização de várias sessões de trabalho.  Infelizmente, a interrupção forçada pela pandemia COVID-19 afetou todo o restante processo de participação presencial previsto inicialmente. Foi, por isso, opção da CCDRC devolver à região um segundo documento, que esteve em auscultação pública durante o mês de setembro, que beneficiou dos contributos recebidos e em que se apresentou uma proposta de linhas estratégicas de ação e onde se procurou incorporar uma primeira resposta aos imensos desafios que a crise pandémica, e a crise económica e social que ela acarreta, nos veio colocar.

Traduzindo todo o processo em números, destacamos que houve mais de 400 participações em reuniões presenciais. Nos vários momentos de auscultação pública foram recebidos quase 160 contributos escritos. Contabilizando as intervenções em reuniões e/ou o envio de contributos escritos podemos afirmar que se envolveram representantes de cerca de 130 entidades. Destas entidades, um quarto eram provenientes da Administração Pública Local, um quarto de associações (empresariais, setoriais e territoriais) e quase um quinto de instituições do sistema de ensino superior e investigação da região (Universidades, Institutos Politécnicos ou Centros de investigação)