Templates by BIGtheme NET
Home » Mangualde (page 96)

Mangualde

Abertura das aulas em Festa, em Mangualde

O
Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, marcou presença na
cerimónia de início do ano letivo 2015/2016, do ano escolar do Agrupamento de
Escolas de Mangualde, que se realizou na passada sexta-feira, 18 de setembro,
no Pavilhão Municipal.

No evento marcaram presença, Luís Fraga, Rotary Club de
Mangualde, Agnelo Figueiredo, Diretor Executivo do Agrupamento de Escolas de
Mangualde, Cristina Oliveira, Diretora Regional de Educação do Centro, Cristina
Matos, Presidente do Conselho Geral de Educação do Agrupamento de Escolas,
Isabel Marques, Presidente da Associação de Pais e Vítor Gomes, Diretor do
Crédito Agrícola Vale do Dão e Alto Vouga.

   Na cerimónia, o Agrupamento de Escolas de
Mangualde premiou os melhores alunos do ano letivo transato que receberam
medalhas e prémios monetários, ofertas do Crédito Agrícola Vale do Dão e Alto
Vouga – Mangualde e do Rotary Club de Mangualde – Prémio Felismina Alcântara.
O arranque do ano letivo ficou ainda assinalado pela homenagem à professora
Maria Nazaré Pinto, pelo trabalho prestado em prol da educação em Mangualde, à
qual o Município de Mangualde se associou. A cerimónia foi abrilhantada pela
exibição do Grupo de Ginástica de Mangualde e pela atuação do Grupo Mais
Música
, ambos do Agrupamento de Escolas de Mangualde.
   Ainda no âmbito do início do novo ano letivo,
o Presidente da União de Freguesias de Tavares, Alexandre Constantino, ofereceu
kits escolares aos alunos do 1º Ciclo da Escola de Chãs de Tavares, momento que
contou com a presença do Presidente e Vice-presidente da Câmara Municipal de
Mangualde.

Por: Mun.Mangualde

MISERICÓRDIA DE MANGUALDE DECLARA A SUA DISPONIBILIDADE PARA ACOLHER UMA FAMÍLIA DE REFUGIADOS

A atroz e trágica realidade que vivem, diariamente, milhares de
refugiados na sua fuga desesperada da guerra, da morte, da intolerância,
alguns – homens, mulheres e crianças – morrendo a caminho da Europa,
impede-nos de ficar presos à inoperância, sob pena de colaborar na
inépcia que parece envolver a situação.
Eticamente já não resta tempo para socorrer, para ajudar o outro, seja ele quem for!

As Misericórdias têm no seu DNA a missão de ajuda, de socorro aos mais
fracos, aos mais desfavorecidos e, imbuída nesses nobres valores
filantrópicos e de fundamento cristão, a Misericórdia de Mangualde
declara a sua disponibilidade para acolher uma família de refugiados.
Com aprovação unânime e sem reservas de qualquer espécie, a Mesa
Administrativa da Misericórdia de Mangualde aprovou uma proposta do
Senhor Provedor no sentido de manifestar a sua disponibilidade à União
das Misericórdias Portuguesas para acolher uma família até 6 pessoas.
Por:Misericórdia de Mangualde

Conferência “Política de Cidades” em Mangualde

A Câmara Municipal de
Mangualde promove, no próximo dia 23 de setembro, a conferência
“Política de Cidades” no âmbito do Programa Operacional Centro 2020. A
iniciativa realiza-se no Auditório da Biblioteca Municipal de Mangualde
Dr. Alexandre Alves, às 21h00, e é dirigida a toda a sociedade civil. A
entrada é livre.

 A
abertura estará a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde,
João Azevedo, e do Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, José Morgado. De
seguida Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões e
José Paulo Queirós, JPQ -Consultores, apresentarão o ‘Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial Viseu Dão Lafões 2020’ e o arquiteto José António Lopes, falará sobre o ‘PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Mangualde’. A sessão contará com um período destinado ao esclarecimento de questões, colocadas pelos presente.
O encerramento da conferência contará com a intervenção da Presidente da CCDR Centro, Ana Abrunhosa.

Por:Mun.Mangualde

A Unidade Cuidados Continuados da Misericórdia de Mangualde adquiriu equipamento moderno de fisioterapia

    Fruto da realização de eventos solidários
As receitas das caminhadas solidárias promovidas pela Misericórdia de
Mangualde nos passados meses de Março e Junho e um donativo da Citroen
PSA – Mangualde, permitiram adquirir um equipamento de fisioterapia,
designado por Standing Frame, com custo de 1700,00€.
Este aparelho irá equipar o ginásio de fisioterapia da Unidade de Cuidados Continuados da Misericórdia de Mangualde, facilitando a prestação de melhores cuidados de saúde na área de fisioterapia.
Atualmente as instituições de solidariedade social recebem pessoas com
elevada dependência e incapacidade de assumirem a posição ereta. Por
este facto, a fisioterapia assume um papel primordial na mobilização
polisegmentar anti gravítica, influenciando o estado global da pessoa
(respiratório, cardíaco e digestivo).
O Standing Frame é um
equipamento desenvolvido com uma tecnologia assistente ou de apoio,
usado para a reabilitação de pessoas com diminuição da mobilidade.

Estes aparelhos são utilizados com benefícios médicos e/ou terapêuticos,
aumentando a independência, a mobilidade e a auto-estima do utente. Por
sua vez, proporcionam também uma alternativa posicional a quem está
sentado numa cadeira de rodas, mantendo a pessoa numa posição ereta,
ajudando as pessoas com funções motoras limitadas.
O exercício
diário com este equipamento tem um impacto positivo no utilizador,
melhorando a função respiratória e o sistema urinário. Também ajuda a
redução da espasticidade e diminui o desenvolvimento de contraturas.
Para além disso, este tipo de treino alivia as regiões de pressão feitas
nos posicionamentos prolongados de sentado e deitado.
Com exceção
da cadeira de rodas, não existe outro aparelho auxiliar que seja mais
benéfico para as pessoas com necessidades especiais, do que o standing
frame.
Com este equipamento a Misericórdia de Mangualde tem
melhores condições para devolver aos doentes a mobilidade, a
independência e a auto-estima. 
Por:Misericórdia de Mangualde

6ª Caminhada Solidária em Penalva do Castelo

No âmbito da 6ª Semana da Saúde, o Centro de Produção de Mangualde irá
realizar, em conjunto com a Câmara Municipal de Penalva do Castelo,
Junta de Freguesia da Ínsua e Bombeiros Voluntários de Penalva do
Castelo, a 6ª Caminhada Solidária.
Esta iniciativa vai realizar-se no dia 27 de setembro (domingo), dia Mundial do Coração!

Por:PSA Peugeot 

“ATRÁS DOS TEMPOS VÊM OS TEMPOS” na Biblioteca Municipal de Mangualde

Em mais uma noite dedicada à cultura, a Câmara
Municipal de Mangualde convida a assistir ao espetáculo “Atrás dos tempos vêm
os tempos: No tempo da frol”. A iniciativa acontece no próximo dia 25 de
setembro, pelas 21h00, e integra a edição de setembro do projeto: ‘SEXTAS DA
LUA’. A entrada é livre e tem lugar na Biblioteca Municipal de Mangualde Dr.
Alexandre Alves.

 “Atrás dos tempos vêm os tempos” é a designação genérica de um projeto que
o grupo Musicando – Associação Recreativa, Cultural e Desportiva pretende
dinamizar anualmente, privilegiando, em cada ano, uma temática específica. “No
tempo da frol” leva o espectador a um percurso pela poesia de temática amorosa
medieval e renascentista, bem como ao escárnio tão característico das ‘nossas
gentes’. Conduzidos por um bobo irreverente e por um conjunto de personagens
que com ele interagem, o telespectador é convidado a relembrar ‘tempos’ que
ajudaram à construção do ‘nosso tempo’, herança que se evidencia através da
inserção de canções da nossa música popular, no final de cada uma das três
partes do espetáculo: Tempo de trovadores, Tempo de “cousas de folgar e
gentilezas” e Tempo de crítica mordaz.

 O Grupo nasceu em 1997 e, desde então, tem-se dedicado à recolha e
interpretação de temas da música tradicional portuguesa, vestindo-os com novos
arranjos e outras sonoridades. Este projeto musical abrangente visa a partilha
das raízes e, paralelamente, está aberto a temas de autor que, de alguma forma,
se entrecruzam com a tradição.

      ‘SEXTAS DA LUA’ ENVOLVE A PALAVRA E A
MÚSICA

O projeto ‘SEXTAS DA LUA’ tem permitido que, na última
sexta- feira de cada mês, a comunidade participe num café concerto, em que, num
ambiente acolhedor e intimista vivencie momentos culturais que envolvem a
palavra e a música. Cada noite tem um tema que serve de mote para diversas
performances: conversas com escritores, dramatizações teatrais, performances de
dança, leitura de textos em prosa ou poesia, entre outras formas de expressão,
sempre com a música presente. 
Por: Mun.Mangualde

Misericórdia de Mangualde faz balanço positivo das Festas de Nossa Senhora do Castelo

            Cartaz diversificado com novidades na programação revelou sucesso
    Quatro dias de festa em honra da Nossa Senhora do Castelo, com um
programa diversificado e algumas novidades, atraíram milhares de pessoas
de todo o Concelho ao Monte da Sr.ª do Castelo, para participar na
maior romaria de Mangualde.
O evento organizado pela Santa Casa da
Misericórdia de Mangualde, em parceria com a Câmara Municipal, contou
este ano com a colaboração de sete Instituições, que participaram
diretamente na organização de alguma atividades e contou também com o
apoio e participação de quinze instituições e empresas.

No que diz
respeito às novidades, destacou-se a realização do torneio de ténis
“Open Srª do Castelo”, que contou com a participação de 20 tenistas.
Este torneio decorreu nos campos de ténis do Hotel Srª do Castelo e do
Clube de Caça e Pesca de Mangualde, nos dias 5 e 6 de Setembro. No final
do Torneiro ficou a promessa de que para o próximo ano este “Open” será
inserido no calendário Nacional da Federação de Ténis de Portugal,
adiantou o Provedor José Tomás.
Ainda na área do desporto, teve
lugar no dia 5 de Setembro a “I subida mítica em BTT ao Monte da Srª do
Castelo”. Esta prova foi de elevado grau de dificuldade e contou com a
participação de 50 atletas. À noite, realizou-se um café-concerto com a
banda SLOEBUSH. Num ambiente mais intimista, cerca de 300 pessoas
permaneceram no Adro Inferior da Srª do Castelo até à 1h00, para ouvir
músicas das décadas de 60 a 90.
O domingo começou com uma manhã
desportiva, que incluiu uma mega aula de zumba, a que se seguiu um
passeio pedestre, designado por “rota do Monte da Sr.ª do Castelo”. No
final da tarde e já depois da atuação do Rancho Folclórico de Fagilde,
teve lugar um showcooking com o chefe José Manuel dos Santos, da
Misericórdia de Mangualde, durante o qual foram confecionadas três
especialidades de culinária, as quais foram dadas a provar ao público
assistente. Esta actividade, para além da demonstração levada a efeito,
foi também uma evidência da excelente qualidade dos serviços prestados
aos Utentes da Misericórdia na área da alimentação. A noite foi de baile
com a banda ALPHA MUSIC.
No início da noite de segunda-feira
realizou-se a Procissão das Velas. Desde o fundo das escadinhas até à
Ermida, cerca de 2500 pessoas deslocaram-se a recitar o terço, numa
grande manifestação de Fé e devoção à Nossa Senhora do Castelo. Também
nesta atividade se procurou introduzir melhoramentos de planeamento e
operacionalização. “Solicitámos ao Exército um sistema de som de
campanha, para que todas as pessoas pudessem acompanhar a recitação do
terço. Conseguimos com esta medida levar o som a um maior número de
pessoas, mas, lamentavelmente, ainda não à sua totalidade, uma vez que a
participação na Procissão das Velas foi muito elevada. Sabemos que o
sistema de som para fazer a cobertura total desta atividade é possível,
mas representa um custo bastante elevado no orçamento global das festas
da Srª. do Castelo, pelo que a solução deste problema terá de ser sempre
o resultado de uma equação possível e sustentável financeiramente”. referiu o Provedor.
Após a Procissão das Velas, teve início o concerto pelo padre José Luís Borga e a sua Banda, que garantiu a animação da noite.
O dia 8 de Setembro, feriado municipal, iniciou-se com a tradicional e
majestosa procissão, desde a Igreja da Misericórdia até ao Santuário da
Nossa Senhora do Castelo, a que se seguiu a Missa Campal no Santuário.
“O planeamento, organização e operacionalização da Procissão e da Missa
mereceram uma atenção especial por parte da Misericórdia. Reunimos, com a
devida antecedência, com as pessoas e instituições com
responsabilidades no planeamento e realização das mesmas, para que o
resultado final fosse o melhor para todos os fiéis participantes. E
assim foi, com uma organização exemplar e de elevada dignidade, centenas
de fiéis acompanharam a imagem da Nossa Senhora do Castelo em
procissão, numa grande manifestação pública de fé e reuniram-se no Monte
para assistir à Eucaristia”.
Durante a tarde realizou-se um
desfile etnográfico com a participação de cinco Ranchos Folclóricos do
nosso Concelho, a que se seguiu a atuação de todos eles. A noite foi de
baile com a banda VITOR MENDES.
José Tomás, provedor da Misericórdia
de Mangualde, acredita que a renovação do programa que se pretendeu
trazer este ano será a semente para festas ainda maiores e melhores no
futuro, com a participação de mais instituições e pessoas do Concelho.
“Durante quatro dias, assistimos a um programa diversificado que
agradou a todos. Percebemos isso pela enchente de pessoas que passaram
pelo Monte. Temos recebido muitas manifestações de satisfação. As
pessoas gostaram que tivéssemos inovado e trazido uma programação
diversificada e adequada a todas as idades.”
“O que nos motiva é
tentar fazer sempre o melhor para a Misericórdia e para Mangualde”,
referiu. Quanto aos custos, o provedor disse que as festas foram auto
sustentáveis. “As receitas foram superiores aos custos”, sublinhou.
“Estas festas são a maior romaria do nosso Concelho e por isso,
quisemos fazer algo novo e diferente, que trouxesse as pessoas à Sr.ª do
Castelo, não só para rezar, mas também para se divertirem na sua terra.
O nosso objetivo foi superado. As festas da Nossa Senhora do
Castelo-2015 foram um sucesso! Sucesso este, que se deveu
fundamentalmente à grande equipa de Mesários, Funcionários, Utentes e
Voluntários, que de uma forma totalmente livre e espontânea se
associaram a estas Festas, para ajudar nas múltiplas atividades que
foram desenvolvidas durante os quatro dias. A todos eles o nosso grande
bem-haja!”,concluiu.

Por:Misericórdia de Mangualde

3ºAniversário da Loja Social em Mangualde

Celebrou-se esta terça-feira, 15 de setembro, o 3º aniversário da Loja Social “Mangualde
Social Mais”. Na celebração marcou presença o Presidente da Câmara
Municipal de Mangualde, João Azevedo. Com um balanço muito positivo, em
três anos ao dispor da comunidade mangualdense já foram apoiados 201
agregados familiares, correspondente a 673 beneficiários diretos.

Só no
ano de 2015 já foi prestado apoio a 119 agregados familiares, o que
corresponde a 400 beneficiários. Em média, mensalmente, são apoiados 73 agregados familiares.

A
Loja Social “Mangualde Social Mais” é um projeto que visa potenciar a
criação de respostas mais adequadas aos problemas sociais,
rentabilizando os recursos existentes, eliminando sobreposições de
intervenção e permitindo um melhor planeamento dos serviços e celeridade
dos mesmos. Tendo como principal finalidade contribuir para a promoção e
integração social do indivíduo, família e comunidade, estimulando a sua
participação ativa e privilegiando o trabalho em Rede com os parceiros
locais, a Loja Social, resposta social solidária, constitui-se como um
complemento à intervenção social do Município, consolidando o motor do
desenvolvimento económico e social na sociedade contemporânea para o
qual convergem os fatores determinantes da competitividade do concelho e
a capacidade de gerar um crescimento económico socialmente inclusivo,
gerador de sinergias proactivas e capazes de fomentar a solidariedade
entre pares.
A Loja Social de Mangualde tem como objetivos: promover
a melhoria das condições de vida através da atribuição de bens;
potenciar o envolvimento da sociedade civil, empresas e de todos os
cidadãos na recolha dos bens; e contribuir para a melhoria das condições
de vida do tecido populacional em situação de maior vulnerabilidade.
DISPONIBILIZA BENS ESSENCIAIS PARA O DIA A DIA DE UMA FAMÍLIA
Para a prossecução dos seus fins, a Loja Social dispõe dos seguintes bens: têxteis/vestuário
(atoalhados, cobertores, lençóis, edredões, colchas, roupas de bebé,
criança e adulto); acessórios/calçado (cintos, chapéus, colares,
pulseiras, sapatilhas, sapatos, botas, entre outros); equipamento
doméstico/eletrodomésticos (trens de cozinha, louça, varinha mágica,
ferro de engomar, entre outros); brinquedos/material didático; e
mobiliário.
Os
responsáveis pelo assegurar do funcionamento da Loja Social têm como
funções receber e fazer a triagem dos bens, engomar, dobrar e arrumar as
roupas, limpar e cuidar da higiene da Loja Social; registar o material
doado; atender os utentes da Loja, disponibilizando o material, de
acordo com a ficha de registo prévio de necessidades e proceder ao
registo do material facultado.

BENEFICIÁRIOS DA LOJA SOCIAL “MANGUALDE SOCIAL MAIS”
São
beneficiários da Loja Social os indivíduos que revelem vulnerabilidade
económica e social identificada por: Câmara Municipal de Mangualde;
Serviço Local da Segurança Social de Mangualde; Centro de Saúde de
Mangualde; Juntas de Freguesia do Concelho de Mangualde; Comissão de
Proteção de Crianças e Jovens de Mangualde; Instituições Particulares de
Solidariedade Social; Grupos Sócio – Caritativos; entre outros.
Os
beneficiários identificados pelas entidades supracitadas, podem
deslocar-se à Loja Social “Mangualde Social Mais”, mediante a entrega de
uma ficha de sinalização, criada pelo Gabinete de Ação Social da
Autarquia e enviada a todas as entidades mencionadas. Todas as saídas de
bens serão devidamente registadas.

poderão usufruir da Loja Social “Mangualde Social Mais” uma vez por
mês, salvo em situações de emergência devidamente justificadas por um
Técnico Superior de Serviço Social. E cada beneficiário poderá usufruir
mensalmente, no máximo de dois artigos do mesmo tipo, até um limite
máximo de cinco peças, independentemente da natureza das mesmas.
Por:Mun-Mangualde

 

Música e Património , aliados em concerto intimista em Mangualde

   No
passado domingo, o Solar de Almeidinha, em Mangualde, encheu-se para
assistir ao concerto onde Francisco Sales apresentou o seu álbum 
‘Valediction’. No evento marcou presença o Vice-Presidente da Câmara
Municipal de Mangualde, Joaquim Patrício.
   Dar
a conhecer o primeiro trabalho a solo deste guitarrista e proporcionar
ao público do território mangualdense novas e diferentes expressões
musicais, como é o jazz, e, ao mesmo tempo, valorizar os espaços
patrimoniais – como é o Solar de Almeidinha,

Monumento de Interesse
Publico – dando-os a conhecer e a usufruir às pessoas eram os principais
objetivos desta iniciativa. Num ambiente intimista e de entrega total,
Francisco Sales fez desfilar os temas do seu CD – Valediction – e
brindou a assistência com novos trechos que irão compor o seu próximo
trabalho.

  Valediction
é o nome do primeiro álbum do Francisco Sales, gravado no ano de 2014
(nos “Livingston Studios” em Londres), e marca o início da sua carreira a
solo. Sendo a guitarra protagonista da sua música, com efeitos
surpreendentes ao utilizar pedais em tempo real e de uma maneira muito
original, este é um disco com forte cunho cinematográfico. Francisco Sales, a viver em Londres, integra uma das bandas mais icónicas do mundo da área do acid jazz e tem acompanhado vozes fundamentais deste género de música, com destaque para Chaka Khan.
  A
iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal de Mangualde e contou
com a parceria do Solar de Almeidinha e da Associação Bombeiros
Voluntários de Mangualde, que cederam o espaço e as cadeiras,
respetivamente. A programação cultural está a cargo do Gabinete de
Gestão e Programação do Património Cultural da autarquia mangualdense e
de Inês Pina, estagiária da Universidade de Coimbra. 
Por:Município de Mangualde

 

Rede viária do concelho de Mangualde vai sofrer alterações

O Salão Nobre da Câmara
Municipal de Mangualde foi, nesta sexta-feira, palco da assinatura de um
memorando de entendimento entre a IP – Infra estruturas de Portugal e a
Autarquia Mangualdense para a realização de um conjunto de intervenções na rede
viária do concelho até ao ano de 2017.

O momento contou com a presença do
Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, do Presidente da
Administração da IP, António Ramalho e do secretário de Estado das
Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro. 

 Tendo como tema a mobilidade, João Azevedo não deixou
de referir e aludir ao secretário de estado de que Mangualde assumirá a
responsabilidade de ser uma referência na estratégia da mobilidade regional e
nacional: ” Mangualde tem pela sua
posição geostratégica uma importância determinante e por isso o investimento
futuro que se criará nesta região passará obrigatoriamente pela criação de
interfaces entre o terminal ferroviário internacional de mercadorias e passageiros
com a rede viária e o tecido econômico da região e da zona centro referindo se
à ligação férrea da linha da Beira Alta”. 
Por:Mun.Mangualde 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar