Templates by BIGtheme NET
Home » Cultura (page 20)

Cultura

Noite de Quarto Crescente animadas em Mangualde

Decorre no Largo Dr. Couto, em Mangualde, mais uma edição da iniciativa ‘Em Quarto Crescente: Noites de encontro com as artes em mente’, organizada pela Câmara Municipal e pela Biblioteca Municipal de Mangualde. Cada noite desta iniciativa, que decorre até 21 de julho, assinala um tema específico, dedicado a relembrar o Cineteatro de Mangualde. Tal como centenas de pessoas, o Vereador da Cultura, João Lopes, assistiu à primeira noite de espetáculos, cujo tema foi “Os primeiros anos… o Cinema Império”.

Neste primeiro dia, o Cinema Império foi recordado com “Cristóbal Purchinela”, um espetáculo de marionetas pela Companhia Alauda Teatro e, de seguida, com o espetáculo musical protagonizado pela Escola de Música Raúl Linhares.

No segundo dia, a noite foi dedicada à temática “Os anos dourados”, com a presença de Godot Lullaby (Cirque Du Soleil) e a atuação da banda Capitão Mondego.

As atuações de Tango Manso, do mágico Gabriel Ferreira (Got Talent) e da Fanfarra Fárróbódó animam a noite de sexta-feira, 20 de julho, que assinala a “Fase Blackout”.

A iniciativa termina no dia 21 de julho, com uma noite dedicada ao tema “Novo Rumo”. A festa termina com um sketch teatral da Universidade Sénior do Rotary Clube de Mangualde, a comédia romântica “Enfim, Nós” e a atuação de Diana Martinez.

A iniciativa ‘Em Quarto Crescente: Noites de encontro com as artes em mente’ contempla, assim, noites de Café Concerto com livros, leituras, cinema, teatro, música, dança, magia e serviço de bar.

Dia dos Avós assinalado em Celorico da Beira

O Município de Celorico da Beira vai levar a efeito, no próximo dia 26 de julho, a partir das 10H00, no âmbito das atividades promovidas pela Rede Social em parceria com a Segurança Social, Centro de Saúde, IEFP, Agrupamento de Escolas de Celorico da Beira e IPSS locais, um convívio entre duas gerações – avós e netos – na praia fluvial da Ratoeira, para assinalar o Dia dos Avós.

Prestar homenagem aos idosos e reconhecer e valorizar as suas experiências e saberes enquanto valioso contributo para o desenvolvimento da sociedade, é o mote para o município reunir no mesmo espaço duas gerações de celoricenses – crianças e idosos- estreitando os laços afetivos que os une.

Jogos tradicionais, desporto, música, alegria, muita animação e um almoço convívio vão tornar este dia inesquecível. A atividade é aberta a toda a comunidade mas, por questões de logística, carece de inscrição.

 

 

Requalificação da Escola Secundária de Pinhel é uma realidade

O Município de Pinhel assinou na  tarde desta quarta-feira o Auto de Consignação referente à empreitada de Requalificação da Escola Secundária de Pinhel.

O documento que oficializa o início da obra foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal de Pinhel e pelo representante da Biosfera Construções Unipessoal Lda., empresa responsável pela empreitada que vai ter um prazo de execução de 13 meses, a partir desta data, representando um investimento na ordem dos dois milhões de euros, comparticipados pelo Programa Operacional do Centro 2020.

Com esta intervenção no complexo escolar construído há cerca de 20 anos, pretende-se que alunos, professores e pessoal não docente da Escola Secundária de Pinhel possam usufruir de espaços mais modernos e adequados às necessidades do presente.

Isso mesmo referiu o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, para quem a Educação continua a ser uma das principais prioridades de atuação.

Tendo em conta que a assinatura do Auto de Consignação teve lugar no âmbito da tomada de posse do Diretor do Agrupamento de Escolas de Pinhel para mais um mandato, o Presidente da Câmara aproveitou para felicitar o Diretor e toda a comunidade educativa, sublinhando uma vez mais as relações de cooperação que têm sido desenvolvidas por Município e Agrupamento e que, no seu entender, estão na base de muitos dos sucessos alcançados.

Por sua vez, o Diretor do Agrupamento de Escolas de Pinhel agradeceu a presença do Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, assumindo o compromisso de continuar a trabalhar em prol de uma escola onde todos se sintam bem e felizes.

Por:MP

 

Piquenique Intergeracional em Aguiar da Beira

Um encontro que será um grande momento de demonstração cultural e de convívio entre freguesias do concelho na Feira das Atividades Económicas de Aguiar da Beira. O Piquenique Intergeracional Aguiar no Coração realiza-se no dia 29 de julho, a partir das 15 horas, com a partilha de merendas, saberes, tradições e muita animação, e ainda com a celebração do Dia Mundial dos Avós e do Emigrante
O Piquenique Aguiar no Coração é já o principal momento de demonstração cultural e de convívio entre as gentes das freguesias do concelho na Feira das Atividades Económicas de Aguiar da Beira. A iniciativa pretende juntar avós, filhos, netos e famílias do concelho, celebrando o convívio intergeracional, o Dia Mundial dos Avós e o regresso dos emigrantes aguiarenses, que nesta altura voltam à terra natal para gozar férias.
A tarde domingueira apresentará várias representações de saberes, músicas e tradições, protagonizadas pelos participantes das Oficinas das Tradições 60 Mais Social Clube do CLDS 3G Aguiar no Coração, a atuação de grupos locais de concertina, uma merenda tradicional, terminando com o início do espetáculo do cantor Luís Filipe Reis.
O convívio inicia às 15 horas com um momento especial – o desfile dos participantes que transportarão uma toalha gigante (21 metros de comprimento e 3 de largura), desde a entrada do certame até ao local do piquenique.

Esta peça, elaborada com panos, renda e bordados, que regista o nome de todas as freguesias do concelho, foi realizada pelos participantes das Oficinas das Tradições, no ano anterior, como marca deste piquenique e símbolo de unidade e identidade do Município de Aguiar da Beira.
Assim toda a população está convidada a participar, quer levem ou não merenda, neste momento de confraternização, partilha e alegria. A entrada no evento é gratuita.
O Piquenique Intergeracional é promovido pelo CLDS 3G Aguiar no Coração, através da atividade 60 Mais Social Clube, pelo terceiro ano consecutivo, e tem o apoio do Município de Aguiar da Beira e das Juntas de Freguesia. No ano passado a iniciativa juntou mais de 500 pessoas.
“Aguiar no Coração – Rede Positiva para o Desenvolvimento Social de Aguiar da Beira” e Município de Aguiar da Beira organizam.

Aba Taano abriram Noites no Coreto em Pinhel

Na noite desta quarta-feira, teve início na Cidade Falcão, mais um programa interessante cultural.
Assim as Noites no Coreto, contaram com a presença de Aba Taano, que agradou às muitas dezenas que vieram ao coreto.

Um espetáculo que é bastante animado, com algumas pessoas presentes a tentar dançar.

“Andanças Seniores” em Mangualde

Entre os dias 26 de junho e 13 de julho, cerca de 900 seniores residentes no concelho de Mangualde, com idade igual ou superior a 65 anos, viajaram até ao norte do país no âmbito da iniciativa “Andanças Seniores”. Estes seniores tiveram a oportunidade de visitar Santa Maria da Feira, Arcozelo/Vila Nova de Gaia (visita ao santuário daquela que é popularmente conhecida como Capela de Santa Maria Adelaide), Miramar (Senhor da Pedra) e o Parque do Buçaquinho em Esmoriz. A ação, promovida pela Câmara Municipal de Mangualde em parceria com a Rede Social de Mangualde, foi acompanhada pela Vereadora Maria José Coelho.

A Vereadora da Ação Social, Maria José Coelho, refere que o projeto ‘Andanças Seniores’ tem como base a realização de passeios a locais, previamente definidos pela autarquia, criando oportunidades de lazer e de conhecimento de pontos de interesse histórico-cultural.

Desta forma, pretende-se promover, através da atividade de lazer, momentos estimulantes para socialização, troca de experiências e emoções, permitindo aos integrantes do grupo uma maior satisfação e qualidade de vida, bem como potenciar as capacidades funcionais, físicas e cognitivas. Em simultâneo, capacita-se a interação com os outros, reforçando o convívio e os laços sociais.

A contínua adesão a esta iniciativa mostra que os seniores do concelho continuam a responder afirmativamente e com entusiasmo à iniciativa proposta pelo executivo municipal.

 

Curso de Formação “Guide to Erasmus+ Applications” em Maceira

Maceira acolhe o Curso de Formação “Guide to Erasmus+ Applications”, que iniciou recentemente onde através da Associação de Maceira os jovens vão aproveitando e estão instalados no Hostel EntryFik.

Estão a participar jovens oriundos de 6 países Europeus.

V Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha

O Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha coloca novamente em destaque a gastronomia tradicional do concelho de Mangualde. A iniciativa, que já vai na sua 5ª edição, realizar-se-á no dia 11 de agosto, sábado, a partir das 17h00, e, como habitualmente, no Centro da Aldeia.

A sopa de barbo do Chefe João Tomé, os rojões à moda da Abrunhosa do Chefe Alfredo, o rancho à moda de Mangualde do Chefe Neca, as pataniscas com arroz de feijão da Chefe Ivone e o pão no forno a lenha e bolos de chouriço do Chefe Américo farão as delícias de todos os presentes. A entrada tem o custo simbólico de cinco euros e permitirá aos visitantes provar os vários “pratos” apresentados, bem como desfrutar de muita animação.

A iniciativa, promovida pela Junta de freguesia de Abrunhosa-a-Velha e pela Câmara Municipal de Mangualde, conta com o apoio do grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Estrela do Mondego Futebol Club, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Racho de Carnaval da Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha e com o patrocínio da COAPE, do Hotel Mira Serra e da Quimirep.

Por:MM

Guarda acolhe “Fragmentos Sonoros”

Este projeto pretende diversificar a oferta cultural das comunidades, bem como envolver as pessoas em novas experiências artísticas.

“Fragmentos Sonoros” é o espetáculo de música de vai estrear na próxima sexta-feira, na Guarda, e depois irá percorrer os outros municípios envolvidos no projeto “Cultura em Rede” das Beiras e Serra da Estrela. O espetáculo foi hoje apresentado, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda e contou com a presença de Vítor Amaral, Vereador da Câmara Municipal da Guarda, António Ruas, Primeiro Secretário Executivo da CIMBSE e Tiago Pereira, representante da Coruja do Mato.

A estreia está marcada para o dia 20 de julho, às 22 horas, no Pátio Traseiro da Sé da Guarda. A digressão segue depois para o Sabugal (dia 22), Fundão (dia 11 de agosto), Belmonte (dia 14 de agosto) e Covilhã (dia 21 de setembro).

Para Vítor Amaral este “projeto é muito importante para toda a região, porque materializa a promoção da cultura em vários domínios como o teatro, a música e a dança”. Neste sentido, este projeto da CIMBSE vai ao encontro dos desígnios da autarquia que é o de “promover os artistas e os grupos locais e incrementar uma rede cultural”.

Segundo António Ruas este projeto “está a ser uma agradável surpresa”, quer pelos participantes que são voluntários dos 5 aos 80 anos, quer pelo público que tem assistido aos espetáculos de dança e de teatro. Trata-se de um projeto inovador em rede, onde todos os municípios se envolveram de igual modo, acrescenta.

O projeto de música está a ser coordenado pela Coruja do Mato representado pelo Tiago Pereira que considera “ser de uma beleza extrema conseguirmos reunir em palco tantas pessoas, tão diferentes e com diferentes formações e de várias idades”. Este espetáculo vai funcionar como uma Orquestra e vai acompanhar um filme que retrata os diferentes municípios, conclui.

“Fragmentos Sonoros” é um trabalho em rede, em que músicos de diferentes localidades se reúnem no mesmo palco. Texturas, ambientes e melodias que refletem sobre o presente, que nos transportam numa viagem de memórias e afetos. Imagens e sons interagem num espaço de partilha. Do caos à harmonia, de apontamentos sonoros a cadências rítmicas. Um espetáculo sonoro e visual que convida o público a ser cúmplice de um território comum.

O projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela” é promovido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e os municípios que integram esta Comunidade Intermunicipal.

Trata-se de uma iniciativa que pretende constituir uma rede cultural entre os 15 Municípios da CIMBSE, vocacionada para a promoção cultural deste território. O projeto assenta em três áreas artísticas: dança, teatro e música.

 

Uma reflexão sobre a educação por JPClemente

Para que haja uma formação académica feliz e solidificada, urge previamente uma formação efetiva de afeto.
Hoje, a sociedade encontra-se refletida na escola. A sala de aulas é um dos palcos onde se experiência o viver e o sentir dos alunos, resultado da sua história familiar e social. Os primeiros educadores (encarregados de educação), construtores da sociedade atual, fazem refletir nos seus educandos os valores em que acreditam e influenciam-nos profundamente (positivamente ou negativamente) através do seu agir e do seu sentir. A primeira motivação, para que nas salas de aulas haja aprendizagens e construção de cidadãos completos, começa em casa. Ora, infelizmente, há muitos alunos que transportam consigo experiências familiares que são um grave obstáculo aos formadores na transmissão desses saberes. Na verdade, se o aluno afetivamente não está bem, será mais difícil incutir no mesmo o prazer de aprender.

Infelizmente, os líderes educativos ainda não perceberam que hoje, as famílias necessitam de formação e sensibilização para que possam ajudar a motivar os seus filhos.
Como dizia o Pai Américo, Fundador da Casa do Gaiato, Não há rapazes maus! Na verdade, o que encontramos são rapazes sem referências (ou com referências negativas) quer ao nível familiar quer ao nível social. Atenuar este facto passa pelo professor, ele próprio, se tornar um agente educativo não só pela palavra, mas fundamentalmente pelo exemplo.

Urge incutir Valores! Urge consciencializar pais e alunos de que para se atingir o sucesso é necessário esforço e concentração. Paralelamente, a escola necessita de se transformar. Como afirma a Dra. Ariana Cosme … hoje pela heterogeneidade dos seus alunos deixou de ser possível continuar a defender a ideia que educar, nesses contextos, é ensinar tudo a todos, como se todos fossem um só. Esta realidade transforma de imediato o tradicional paradigma de Ensino /Aprendizagem. A escola tem que se adaptar aos novos tempos e a novos contextos. É necessário lembrar que os pais de hoje são muitos daqueles que há 10, 15 ou 20 anos receberam do nosso sistema de ensino a ideia de que é possível transitar sem esforço. As estatísticas europeias, de então, assim o exigiam! Esta farsa teve um preço que a escola de hoje está a pagar. Os filhos de alguns desses antigos alunos, de forma direta ou indirecta, vão sentindo essa cultura do facilitismo. Consequentemente, em famílias desestruturadas, ainda é mais vincada essa interiorização. Assim, os comportamentos disruptivos e a desmotivação surgem naturalmente.
Perante este cenário, a escola de hoje apresenta já algumas respostas. Os professores tutores de hoje vieram substituir a outra parte da formação que deveria ter vindo de casa: a formação para os valores e a formação para a exigência.
A Tutoria como um espaço onde o professor tenta conhecer bem o aluno ajudando-o, primeiramente, a conhecer-se bem a si próprio, para que depois possa alterar a sua forma de estar quer perante a família, quer perante a escola quer perante os amigos …em suma, perante a vida.
“O palco” da sala de aulas como espaço para se fazer notar e chamar a atenção, resultado de tanto vazio interior tem de desaparecer! A estratégia de falar individualmente com o aluno e chamá-lo atenção é hoje fundamental!
Um aluno com interesses divergentes dos escolares é a imagem da falta de referências parentais e sociais. A escola mediante este facto tem pois que se reinventar e continuar a encontrar formas de tornear esta questão. Para além da tutoria e dos Serviços de Psicologia e Orientação, há disciplinas como EMRC, Cidadania, Introdução às Políticas, Formação cívica que deveriam ter um papel mais relevante na formação do “Saber ser e do Saber estar”.
Por isso, hoje, principalmente ao nível do ensino básico, estou certo que os Curricula tem que estar envolvidos cada vez mais numa preocupação de ensinar numa perspetiva de Cidadania, como o documento “Perfil do aluno para o sec. XXI “ tão bem espelha!
Por:JP Clemente
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar