Templates by BIGtheme NET
Home » Cultura (page 253)

Cultura

“Beira Interior – Vinhos e Sabores” apresentada em Pinhel

Foi esta segunda -feibeirara apresentado à comunicação social o certame que vai ter lugar em Pinhel, daqui a um menos de um mês.

“Beira Interior – Vinhos e Sabores”, assim foi designado este evento que visa ser “o maior certame dedicado aos vinhos da Beira Interior”, complementados com outros sabores que tão bem caracterizam esta região.

A apresentação esteve a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, e do Presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, João Carvalho.

Fruto de um intenso trabalho de parceria que visa a divulgação e promoção dos vinhos da Beira Interior, o certame vai ter lugar no Pavilhão Multiusos de Pinhel, nos dias 14 e 15 de novembro.

Do programa fazem parte um seminário de reflexão sobre os rumos e desafios dos vinhos da Beira Interior, provas comentadas (de vinhos, espumantes, azeite e mel), show cookings com conceituados chefes e, como não poderia deixar de ser, animação musical, com destaque para a música tradicional portuguesa.

Por:Mun.Pinhel

MANGUALDE ASSINALOU DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

Quando um menino que não gostava de sopa conhece duas cozinheiras, um ovo estrelado, um nabo e um tomate… tudo pode acontecer!

Mangualde assinalou nDia Mundial da Alimentação em Mangualde (3)a passada sexta-feira, dia 16 de outubro, o Dia Mundial da Alimentação. A Câmara Municipal de Mangualde convidou as crianças do Ensino Pré-Escolar a participar numa atividade alusiva ao tema, realçando a importância de uma alimentação saudável. Quando um menino que não gostava de sopa conhece duas cozinheiras, um ovo estrelado, um nabo e um tomate… tudo pode acontecer! – Este foi o mote do conto apresentado numa manhã muito produtiva e cheia de legumes fresquinhos na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, com as 65 crianças dos Jardins de Infância S. Julião e Centro Escolar da Ana de Castro Osório. Foi apresentado o conto “O MENINO QUE NÃO GOSTAVA DE SOPA” de Cidália Fernandes (texto) e Sandra Serra (Ilustração) e foi realizado um peddy papper e apresentados alguns slides sobre os benefícios de uma alimentação saudável.

Ao desenvolver esta ação, a autarquia associou-se a esta data que visa alertar para a necessidade da produção alimentar e reforçar a necessidade de parcerias a vários níveis, alertar para a problemática da fome, pobreza e desnutrição no mundo, reforçar a cooperação económica e técnica entre países em desenvolvimento, promover a transferência de tecnologias para os países em desenvolvimento e encorajar a participação da população rural, na tomada de decisões que influenciem as suas condições de vida.

A celebração do Dia Mundial da Alimentação foi estabelecida em novembro de 1979 pelos países membros na 20ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura. Em 2015 o tema do Dia Mundial da Alimentação é: “Proteção social e agricultura: quebrando o ciclo da pobreza rural”.

Por:Mun.Mangualde

Gouveia acolhe conferência “Made In” em novembro

MADE IN GOUVEIA | 14 NOVEMBRO

Gouveia é a primeira cidade a receber o projeto Made In e conta com oradores de renome nacional, naturais deste concelho. Em breve sgouveiaerá lançado o cartaz com todos os participantes.

O projeto Made In é um conjunto de conferências, de caráter informal, que ocorrem em diversos municípios e que tem o seu enfoque no testemunho de cidadãos locais cujos projetos se demarcam pela audácia e inovação, e a sua atitude por uma vontade constante vencer.

A estes cidadãos é feito o convite para serem os nossos speakers e durante 15 minutos, apresentarem, de forma descontraída e criativa, o seu exemplo de vida, de negócio ou projeto.

O objetivo é inspirar a sociedade civil através de exemplos tão próximos como o do «vizinho do lado» ou a empresa local.

Por:Made in

Fornenses Ricardo Esteves e Américo Feio brilham em Ervedal da Beira em BTT

Mais uamerico feioma grande prova do fornense Ricardo Esteves que vai brilhando, por estas provas de regularidade, onde desta vez arrecadou, uma vez mais o 2ºlugar, na prova em Ervedal da Beira. btt

Por seu lado, Américo Feio também a subir ao pódio, mas numa categoria intermédia.Denota a grande qualidade que as gentes fornenses precisam para que o concelho seja mais conhecido, nesta modalidade que vai evoluindo muito bem.

 

Por:António Pacheco

fotos:AG

A exposição “Guernica 75 anos” na Biblioteca Municipal de Penalva do Castelo

Encontra-se patente ao público, até 31 de Outubro, na sala polivalente da Biblioteca Municipal, a exposição “Guernica 75 anos”. Esta exposição, da autoria do Grupo de Trabalho de Artes Plásticas da Festa do «Avante!», foi organizada no âmbito da comemoraçexpoão do 75º aniversário desses mesmos bombardeamentos sobre a localidade de Guernica, tragicamente fixada nesta obra maior de Pablo Picasso (1881-1973).

Além da reprodução do conhecido quadro do pintor espanhol (pintado com as dimensões 2,30 m x 4,93m), a exposição é ainda constituída por um conjunto de estudos realizados pelo pintor em torno de “Guernica”, algumas fotografias de Dora Maar, que acompanhou o próprio processo criativo, e poemas de Carlos de Oliveira (“Descrição da Guerra em Guernica”, dividido em 10 partes) e Eugénio de Andrade (“Guernica).

Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Biblioteca Municipal e DORViseu do PCP, uniram esforços para mostrar ao público uma obra-prima da pintura mundial. A exposição poderá ser visitada durante o horário de funcionamento da Biblioteca Municipal.expos

Nota histórica: no dia 26 de Abril de 1937, a Legião Condor, constituída essencialmente por forças alemãs, lançou um severo bombardeamento sobre a pequena cidade basca de Guernica (Espanha). A cidade fica arrasada, permanecendo de pé apenas um velho carvalho, que se tornaria um símbolo da resistência à guerra e à barbárie. Guernica foi o primeiro bombardeamento aéreo sobre civis da história e não tinha qualquer objectivo militar. Aconteceu dois anos antes da II Guerra Mundial.

Por:BMPC

Erasmus+ está de volta a Fornos de Algodres

Depois de terem decorrido já duas sessões em que através do programa Erasmus+,  jovens de diversos países visitaram Fornos de csdfaAlgodres.

O Erasmus+ volta a Fornos de Algodres e desta vez com um grupo de jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 25 anos de idade, este vai ser mais numeroso para o projeto “FOLLOW ME”.
O grupo português está em aberto agora a 8 vagas para preencher.
Num total serão 58 participantes, durante 5 dias, jovens oriundos de 8 países, tudo isto a decorrer de 22 a 27 deste mês de outubro.

Por:CDCFA

I CONCURSO “DELÍCIA DE MAÇÃ BRAVO DE ESMOLFE”

A Câmara Municipal de Penalva do Castelo, integrado no programa da XX Feira da Maçã Bravo de Esmolfe, promoveu o I concurso “Delícia de Maçã Brapcvo de Esmolfe” com o objetivo de criar ou reinventar um doce/bolo típico para o concelho.
O concurso foi de âmbito municipal, aberto a todos os residentes do concelho, a título individual ou em grupo (estabelecimentos de restauração, empresas, escolas, instituições de âmbito social do Município de Penalva do Castelo, entre outros).
A concurso estiveram 18 magníficos doces/bolos, em que o ingrediente principal e obrigatório era a Maçã Bravo de Esmolfe.
O júri teve grande dificuldade em eleger os vencedores, dada a qualidade e variedade apresentada pelos concorrentes.
Assim resultou a seguinte classificação:
1º – “Folhado com creme de Maçã Bravo de Esmolfe” – Irmandade da Santa Casa da Mispc1ericórdia de Penalva do Castelo;
2º – “Tarte de Maçã Bravo de Esmolfe” – Teresa Claro e Rosa Claro (Penalva do Castelo);
3º – “Compotas de Maçã Bravo de Esmolfe” – Fernanda Lopes (Roriz).
Foram ainda atribuídas duas menções honrosas: “Bravíssima” do Restaurante “O Telheiro” (Sangemil) e “Flor de Maçã Bravo de Esmolfe” de Conceição Melo (Lusinde).
Para além dos premiados participaram: o Centro de Promoção Social S. Martinho de Pindo, com “Bolo Fofo de Maçã Bravo de Esmolfe”; o Centro Social e Paroquial de Sezures, com “Tartelete de Maçã Bravo de Esmolfe”; o Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo, com “Ninho Bravo de Esmolfe”; a Maria Dulce Cabo, com “Delícia de Coco com Maçã Bravo de Esmolfe”; a Pastelaria Pena D´Alva, com “Dom Bravo”; a Elisabete Barbosa Claro, com “Crocante Bravo de Esmolfe”; a Conceição Melo, com “Pão de ló de Maçã Bravo de Esmolfe”, “Tarte de maçã Bravo de Esmolfe”, “Tarte recheada com Maçã Bravo de Esmolfe”, “Compota de Maçã Bravo de Esmolfe”; a Diana Francisca Carvalho, com “Flor de Maçã Bravo de Esmolfpc2e”; a Inês Catarina Teixeira, “Delícia de Maçã Bravo” e a Patrícia La Salete Albuquerque, com “Surpresa de Maçã Bravo de Esmolfe”.
A Autarquia agradece o empenho e envolvimento de todos os penalvenses e em especial aos concorrentes que tornaram possível o sucesso desta iniciativa.
Com a dinamização deste género de atividades o Município pretende incentivar a inovação e o empreendedorismo ao nível da “Trilogia de Excelência”, contribuindo desta forma para um maior divulgação do concelho e as suas potencialidades endógenas.

Por:Mun.Penalva do Castelo

Título Eco-Escolas para Jardim de Infância de Gouveia

O Jardim de ecoInfância de Gouveia​ foi uma das muitas escolas de Portugal, que foram presenteadas com o título de Eco-Escola, fruto dos trabalho a nível ambiental e sustentabilidade, feito ao longo do ano letivo de 2014/15.
Títulos esses que foram entregues numa cerimónia que decorreu em Torres Vedras, na noite desta quarta-feira.

Por:António Pacheco

Bombeiros Portugueses aderiram ao Quartel Eletrão

Fornos, Aguiar, Pinhel e Guarda no distrito egitaniense
A longo de Portugal, foeletraoram muitas as corporações de bombeiros que aderiram ao programa “Quartel Eletrão, agora no distrito da Guarda aderiram apenas quatro(Aguiar da Beira, Fornos de Algodres, Guarda e Pinhel) e em Viseu foram 14 corporações, como por exemplo, Mangualde, Satão,Penalva do Castelo, Nelas, Viseu, entre outros.

Desta forma apartir do dia 5 de Outubro, todos já  podem entregar, no quartel aderente mais próximo, os seus resíduos eléctricos e electrónicos, lâmpadas e pilhas usadas e ajudar a equipar os bombeiros. Conheça a lista:
2015_2edicaoQE_Lista_Aderentes.pdf (95 kb)

Agora esta campanha é uma ação de grande sensibilização a todas as pessoas que podem e devem reciclar, e neste caso por uma causa nobre.
Desta forma, a corporação de bombeiros do país, que conseguir uma maior quantidade de resíduos irá ser premiada com uma ambulância, mas há também outro tipo de prémios que irão ser distribuídos por várias corporações.

Por Sofia Pacheco

XX Feira da Maçã bravo de Esmolfe foi em terras de Castendo

Decorreu, no passado dia 11 de outubro de 2015, no Centro de Exposições de Produtos DOC (Largo de Stº Ildefonso), na localidade de Esmolfe a XX Ffeira maça.1jpgEIRA DA MAÇÃ BRAVO DE ESMOLFE, uma iniciativa da Câmara Municipal de Penalva do Castelo e da Junta de Freguesia de Esmolfe, com a colaboração da FELBA (Promoção de Frutas e Legumes da Beira Alta).

A Maçã Bravo de Esmolfe é uma pequena maçã outonal de aroma intenso e polpa macia, autóctone da região de Esmolfe, Penalva do Castelo. É conhecida desde o século XVIII e a partir de setembro 2014, passou a ser considerada um produto de Denominação de Origem Protegida (DOP).

O dia iniciou com a Missa Campal, presididfeira maça.2a pelo Sr. Padre José António, seguida da Abertura da Feira.

Pelas 11.00h as Entidades Oficiais foram recebidas pela Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, seguiu-se uma visita aos produtores de Maçã Bravo de Esmolfe, à mostra de artesanato, aos produtores/engarrafadores de vinho de Penalva do Castelo, ao Fumeiro entre outros presentes no recinto.

Na breve cerimónia, usou da palavra, o Presidente da Junta de Freguesia de Esmolfe, Rogério Craveiro, o Vice-Presidente da FELBA, Sr. Rogério Martinho, Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Dr. Veiga Simão, a Diretora Regional da Agricultura, Engª. Adelina Martins, o Presidente Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho.

A Diretora Regional da Agricultura, Engª. Adelina Martins, saudou os produtores de Maçã Bravo de Esmolfe pela produção de qualidade diferenciada. Referiu que “vimos já aqui algumas inovações, o concurso relacionado com a pastelaria, novidades em relação ao sumo entre outras potencialidades”. Destacou a importância do território “como um conjunto de oportunidades para viabilizar a vida das populações que cá vivem”. “… Sou fã desta Feira … e continuarei a cá vir, porque me sinto bem entre os produtores, entre a produção de qualidade, produção certificada…”. Finalizou, congratulando o “Presidente da Câmara Municipal, por verificar que de ano para ano esta evolução da Feira tem vindo a ser visível e tem sido concretizada de forma muito positiva…”.

O Presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho, agradeceu às entidades oficiais, produtores e artesãos, salientou a aposta do Município na promoção dos Produtos de excelência, referindo que estes marcaram presença na Feira na Nacional da Agricultura em Santarém, e no Restaurante Zambeze em Lisboa. Lançou ainda um repto às Entidades presentes para que “ajudem a região de Viseu, ajudem o concelho de Penalva do Castelo.” Concluiu com uma palavra de incentivo aos produtores, “apelo que não desistam de produzir a maçfeira maçaã Bravo de Esmolfe, que é a rainha das maçãs”.

Para encerrar a manhã, o Grupo de Concertinas do Dão realizou uma arruada pelo recinto, subindo posteriormente a palco para animar os presentes.

Da parte da tarde, subiram ao palco a Escola de Música da Casa do Povo de Esmolfe, a Tuna Realense, o Rancho Folclórico de Penalva do Castelo e o artista “Ruizinho e o seu Super Trio”, que animaram os muitos presentes.

Neste certame realizou-se o I Concurso “Delicia de Maçã Bravo de Esmolfe” que teve como objetivo criar ou reinventar um doce ou bolo típico para o concelho.

O doce/bolo vencedor foi o “Folhado com creme de maçã bravo de Esmolfe” confecionado pela Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Penalva do Castelo. Foram ainda atribuídos um 2º e 3º lugares e duas menções honrosas.

O Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo aceitou o desafio do Município de criar uma mascote para a presente edição da Feira, a qual foi apelidada de “Bravíssima”. Este projeto foi orientado pelo Prof. Paulo Neves.

Ao longo do dia, estiveram patentes diversas exposições e realizou-se a venda de produtos e artesanato local, em que a trilogia de excelência, Queijo Serra da Estrela, Vinho “Dão Penalva do Castelo” e Maçã Bravo de Esmolfe se destacou.

Por:Mun.Penalva do Castelo

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar