Templates by BIGtheme NET
Home » Religião

Religião

I Encontro Interinstitucional da ISCMFA em Fornos de Algodres

A vila de Fornos de Algodres vai acolher o 1º Encontro Interinstitucional da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, a decorrer no próximo dia 25 de outubro de 2017.

Vai ser um dia de algumas atividades entre diversas instituições, desta forma, vão participar nesta edição inaugural, as Misericórdias de Pinhel, Mangualde e Penalva do Castelo.

Vai ser um dia diferente para os clientes destas instituições, muito convívio, animação e partilha de experiências.

Jantar de angariação de fundos na Paróquia de Fornos de Algodres

Vai realizar-se na localidade de Fornos de Algodres, um jantar de angariação de fundos, para a realização da restauração dos altares da Igreja Paroquial da Vila de Fornos de Algodres.

Será no dia 31 de outubro, no Palace Hotel &Spa **** Termas de S.Miguel, pelas 19h30, no Restaurante Sabores da Serra.

As inscrições podem ser feitas , com o Padre Jorge, Padre Marco e Aurora Costa, pela quantia de 17 euros.

Avisos e liturgia das Unidades Pastorais de Fornos de Algodres e Aguiar da Beira

Apresentamos aqui a liturgia do 26ºdomingo e avisos das Unidades Pastorais de Fornos de Algodres e Aguiar da Beira

A liturgia do 26º Domingo do Tempo Comum deixa claro que
Deus chama todos os homens e mulheres a empenhar-se na
construção desse mundo novo de justiça e de paz que Deus sonhou e
que quer propor a todos os homens. Diante da proposta de Deus, nós podemos
assumir duas atitudes: ou dizer “sim” a Deus e colaborar com Ele, ou escolher
caminhos de egoísmo, de comodismo, de isolamento e demitirmo-nos do
compromisso que Deus nos pede. Na primeira leitura, o profeta Ezequiel
convida os israelitas exilados na Babilónia a comprometerem-se de forma séria
e consequente com Deus, sem rodeios, sem evasivas, sem subterfúgios.

01-10-2017_PeAndré

Cada
crente deve tomar consciência das consequências do seu compromisso com
Deus e viver, com coerência, as implicações práticas da sua adesão a Jahwéh e
à Aliança. A segunda leitura apresenta aos cristãos de Filipos (e aos cristãos de
todos os tempos e lugares) o exemplo de Cristo: apesar de ser Filho de Deus,
Cristo não afirmou com arrogância e orgulho a sua condição divina, mas
assumiu a realidade da fragilidade humana, fazendo-se servidor dos homens
para nos ensinar a suprema lição do amor, do serviço, da entrega total da vida
por amor. Os cristãos são chamados por Deus a seguir Jesus e a viver do mesmo
jeito, na entrega total ao Pai e aos seus projectos.
Antes de mais, a parábola dos dois filhos chamados para trabalhar “na
vinha” do pai sugere que, na perspectiva de Deus, todos os seus filhos são
iguais e têm a mesma responsabilidade na construção do Reino. Deus tem um
projecto para o mundo e quer ver todos os seus filhos – sem distinção de raça,
de cor, de estatuto social, de formação intelectual – implicados na concretização
desse projecto. Ninguém está dispensado de colaborar com Deus na construção
de um mundo mais humano, mais justo, mais verdadeiro, mais fraterno. Diante
do chamamento de Deus, há dois tipos de resposta… Há aqueles que escutam o
chamamento de Deus, mas não são capazes de vencer o imobilismo, a preguiça,
o comodismo, o egoísmo, a auto-suficiência e não vão trabalhar para a vinha
(mesmo que tenham dito “sim” a Deus e tenham sido baptizados); e há aqueles
que acolhem o chamamento de Deus e que lhe respondem de forma generosa.
Não bastam palavras e declarações de boas intenções; é preciso viver, dia a dia,
os valores do Evangelho, seguir Jesus nesse caminho de amor e de entrega que
Ele percorreu, construir, com gestos concretos, um mundo de justiça, de
bondade, de solidariedade, de perdão, de paz. Como me situo face a isto: sou
um cristão “de registo”, que tem o nome nos livros da paróquia, ou sou um
cristão “de facto”, que dia a dia procura acolher a novidade de Deus, perceber
os seus desafios, responder aos seus apelos e colaborar. O Evangelho diz como
se concretiza o compromisso do crente com Deus… O “sim” que Deus nos
pede não é uma declaração teórica de boas intenções, sem implicações práticas;
mas é um compromisso firme, coerente, sério e exigente com o Reino, com os
seus valores, com o seguimento de Jesus Cristo. O verdadeiro crente não é
aquele que “dá boa impressão”, que finge respeitar as regras e que tem um
comportamento irrepreensível do ponto de vista das convenções sociais; mas é
aquele que cumpre na realidade da vida a vontade de Deus.

D.Ilidio Leandro,Bispo de Viseu resignou por motivos de saúde

Depois de 11 anos , a coordenar a Diocese de  Viseu, D.Ilidio Leandro, Bispo de Viseu, resignou por motivos de saúde.

Uma vez que o Papa Francisco aceitou a sua resignação, vai continuar em funções até ser nomeado novo Bispo, para a Diocese de Viseu por sua Santidade.

Segundo uma entrevista que D.Ilidio Leandro, de 66 anos, concedeu á RR, explicou as razões , em que o seu estado de saúde há uns anos para cá se agravou e face a isso, voltou a renovar o pedido de resignar, que tinha enviado à três anos atrás.

Mas mostrou-se disponível para continuar a servir a Diocese como Pároco, enquanto puder.

foto;DV

Avisos e boletins das Unidades Pastorais de Fornos de Algodres, Aguiar da Beira e Mangualde

A Palavra de Deus que a liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum
nos propõe fala do perdão. Apresenta-nos um Deus que ama sem cálculos,
sem limites e sem medida; e convida-nos a assumir uma atitude semelhante
para com os irmãos que, dia a dia, caminham ao nosso lado.

17-09-2017_PeAndré

A primeira leitura deixa
claro que a ira e o rancor são sentimentos maus, que não convêm à felicidade e à
realização do homem. Mostra como é ilógico esperar o perdão de Deus e recusar-se a perdoar ao irmão; e avisa que a nossa vida nesta terra não pode ser estragada com sentimentos, que só geram infelicidade e sofrimento. Na segunda leitura Paulo sugere aos cristãos de Roma que a comunidade cristã tem de ser o lugar do amor, do respeito
pelo outro, da aceitação das diferenças, do perdão. Ninguém deve desprezar, julgar ou
condenar os irmãos que têm perspectivas diferentes. Os seguidores de Jesus devem ter
presente que há algo de fundamental que os une a todos: Jesus Cristo, o Senhor. Tudo o
resto não tem grande importância.

Ano A - Tempo Comum - 24º Domingo - Boletim Dominical

O Evangelho deste Domingo é sobre a necessidade de perdoar sempre, de forma
radical e ilimitada. Trata-se – todos estamos conscientes do facto – de uma das
exigências mais difíceis que Jesus nos faz. No entanto não há, neste campo, meias tintas,
dúvidas, desculpas: trata-se de um valor fundamental da proposta de Jesus. Ele deu
testemunho, em gestos concretos, do amor, da bondade e da misericórdia do Pai. Na
cruz, ele morreu pedindo perdão para os seus assassinos… O perdão e a misericórdia
tornam-se ainda mais complicados à luz dos valores que presidem à construção do nosso
mundo. O “mundo” considera que perdoar é próprio dos fracos, dos vencidos, dos que
desistem de impor a sua personalidade e a sua visão do mundo; Deus considera que
perdoar é dos fortes, dos que sabem o que é verdadeiramente importante, dos que estão
dispostos a renunciar ao seu orgulho e auto-suficiência para apostar num mundo novo,
marcado por relações novas e verdadeiras entre os homens. Na verdade, a lógica do
mundo só tem aumentado a espiral de violência, de injustiça, de morte; a lógica de Deus
tem ajudado a mudar os corações e frutificado em gestos de amor, de partilha, de
diálogo e de comunhão. O perdão não pode ser confundido com passividade, com
alienação, com conformismo, com cobardia, com indiferença… O cristão, diante da
injustiça e da maldade, não esconde a cabeça na areia e fingir que não viu nada… O
cristão não aceita o pecado e não se cala diante do que está errado; mas não guarda
rancor para com o irmão que falhou, nem permite que as falhas derrubem as
possibilidades de encontro, de comunhão, de diálogo, de partilha…. Perdoar não
significa isolar-se num silêncio ofendido, ou demitir-se das responsabilidades na
construção de um mundo novo e melhor; significa estar sempre disposto a ir ao
encontro, a estender a mão, a recomeçar o diálogo, a dar outra oportunidade.

AVISOS DA SEMANA Paróquias de Mangualde:

Terça-feira, dia 19 de Setembro:
19:30 – Missa na Igreja Paroquial de Cunha Baixa
20:30 – Missa na Igreja Paroquial de Mangualde

Quarta-feira, dia 20 de Setembro:
08:00 – Missa na Igreja de Nº Srª da Conceição (Mangualde)
18:30 – Missa na Igreja Paroquial de Mesquitela
19:30 – Missa da Igreja Paroquial de Cunha Alta
21:00 – Reunião do Conselho Pastoral de Mangualde

Quinta-Feira, dia 21 de Setembro:
08:00 – Missa na Igreja de Nº Srª da Conceição (Mangualde)
10:00 – Reunião do Arciprestado da Beira Alta
18:30 Missa na Igreja Paroquial de Quintela de Azurara
19:30 Missa na Igreja Paroquial de Freixiosa
21:00 – Reunião de Direção do Complexo Paroquial

Sexta-feira, dia 22 de Setembro:
08:00 – Missa na Igreja de Nª Srª da Conceição (Mangualde)
18:30 – Missa na Igreja de Abrunhosa do Mato
19:30 – Missa na Igreja de Mourilhe

Sábado dia 23 de Setembro:
10:30 – Batizado na Igreja Paroquial de Mangualde
11:00 – Casamento no Santuário de Nª Srª do Castelo
12:00 – Casamento na Igreja Matriz de Mangualde
15:00 – Reunião Geral de Catequistas
18:00 – Missa Vespertina na Igreja Paroquial de Mangualde

Domingo, dia 24 de Setembro:
09:00 – Missa na Igreja Paroquial de Cunha Alta
09:00 – Missa na Igreja Paroquial de Mangualde
10:15 – Missa na Igreja Paroquial de Freixiosa
10:30 – Missa na Igreja Paroquial de Cunha Baixa
11:00 – Missa na Igreja Paroquial de Mangualde
11:30 – Missa na Igreja Paroquial de Quintela de Azurara
12:00 – Missa em Abrunhosa do Mato
17:00 – Missa na Igreja Paroquial de Mesquitela

Jovens da JMV Fornos de Algodres presentes no Encontro Nacional

Como anualmente acontece, no final do mês de agosto, na região de Felgueiras, teve lugar mais uma edição do Encontro Nacional da Juventude Mariana Vicentina, com a participação de 170 jovens de todo Portugal.

São 33 anos de encontros, o local nunca é o mesmo, aliás de todos os locais onde se realizou, o mais emblemático de todos, foi o Monte de Sta Quitéria, agora nos últimos anos, passou para Lagares, para o Seminário, um local diferente mas a mística e a mensagem interior é a mesma.

O Centro Local de Fornos de Algodres já participa neste encontros há 16 anos, 2001 foi a primeira vez que cinco jovens fornenses foram à descoberta de novos horizontes, gostaram e ficaram e a partir daí, as sementes germinaram e hoje a participação fornense é muito boa, pois foram oito jovens Jerôme, Sílvia, Vera,Susana, Marco, Henrique, Cláudio e também Fernando Melo que estiveram neste encontro.

Quatro dias positivos , com tempo para convívio, meditar, encontrar-se interiormente, partilhar e recarregar baterias para novo ano que ali inicia.

Por:AP Fotos:JMVFA/FM

 

Casa Mortuária inaugurada em Travanca de Tavares

Na aldeia de Travanca de Tavares, em Mangualde, foi inaugurada no passado sábado (dia 12) uma nova Casa Mortuária. Este novo espaço situa-se na antiga Escola Primária, sendo este aproveitamento das referidas instalações um dos desejos da população da aldeia. João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde e Alexandre Constantino, Presidente da União de Freguesias de Tavares, marcaram presença na cerimónia.

Para o edil mangualdense, João Azevedo, “esta é, sem dúvida, uma reabilitação do espaço público, um edifício com história e com futuro. Com alguma dificuldade, mas conseguimos recuperar o património de todos nós. Este foi um investimento conjunto entre a População, Junta de Freguesia e Câmara Municipal”. “A aldeia e o povo de Travanca, ficaram a ganhar” – afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde.

Para o Presidente da União de Freguesias de Tavares, Alexandre Constantino, importa “agradecer a todos os que contribuíram para esta obra, pois foram contribuições determinantes para a conclusão da obra”. Sublinhou ainda “um agradecimento especial ao empreiteiro que fez os trabalhos de recuperação do espaço, que tudo fez para que a obra estivesse concluída a tempo de que alguns dos contribuintes desta obra, que residem fora da Aldeia, conseguissem estar presentes na hora da inauguração.”

A cerimónia terminou com uma homenagem ao Padre António Cunha, pároco da Freguesia, pela dedicação que deu à população do concelho de Mangualde.

Por:Mun.Mangualde

 

A inauguração da Igreja de S. Pedro na Abadia de Espinho após obras

 A inauguração da Igreja de S. Pedro na Abadia de Espinho teve lugar , neste domingo, 30 de julho com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, e o Presidente da Junta de Freguesia de Espinho, António Monteiro, que foi alvo de uma intervenção que visou o restauro deste edifício.

A requalificação, iniciativa da Câmara Municipal de Mangualde e da Paróquia de Espinho, demorou cerca de dois meses e meio, e a Igreja de S. Pedro foi inaugurada no passado domingo. As obras visaram o restauro e conservação das paredes do interior, e a melhoria da iluminação em toda a igreja.

Durante os trabalhos, foi descoberta uma inscrição, dando conta da existência de uma capela do séc. XVI na Abadia. As obras de restauro revelaram assim uma importante descoberta para a história da região e de elevado interesse arqueológico.

Esta obra ilustra a preocupação da Câmara Municipal de Mangualde com a recuperação e valorização do património religioso.

A ocasião foi ainda assinalada com uma eucaristia celebrada pelo Padre João e pelo Padre Santiago.

Por:MM

Avisos e Boletins das Unidades pastorais de Aguiar da Beira e Fornos

z-igreja ABNeste domingo, continuamos a reflexão das “parábolas do Reino”, que nos explicam a maneira de como se irá implantar e revelar o Reino, ou seja, o projecto de Deus para o mundo. A primeira das três breves parábolas, proclamadas no texto evangélico, a do trigo e do joio, faz referência a algo que sentimos muito bem nas nossas vidas: a existência do bem e do mal ao mesmo tempo. Ler Mais »

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar