Templates by BIGtheme NET
Home » Religião (page 5)

Religião

Concerto Espiritual em Celorico

0conNo próximo dia 18 de Junho,  o Centro Cultural de Celorico da Beira recebe um Concerto Espiritual, organizado pela Câmara Municipal, que contará com os Vox Angelis, numa parceria com o Santuário de Fátima e com a Diocese da Guarda.

Um Concerto Espiritual composto por algumas das obras mais bonitas e mais emocionantes da História da Música e inserido nas Comemorações Nacionais do Centenário das Aparições de Fátima.

O Concerto contará com um ensemble de seis músicos (entre cantores e instrumentistas) que interpretarão as mais belas obras da música sacra, terminando com conhecidos cânticos do Santuário de Fátima.

Mun.CB

Avisos e Boletim da Unidade Pastoral de Aguiar da Beira

Domingo de Pentecostes

Com a solenz-igreja ABidade do Pentecostes, encerramos o Tempo Pascal. É a plenitude do mistério pascal, como nos recorda o prefácio da missa deste domingo: “Hoje manifestastes a plenitude do mistério pascal e sobre os filhos de adoção… derramastes o Espírito Santo”. Neste dia, não só recordamos a vinda do Espírito Santo sobre a comunidade apostólica, mas também a presença do Espírito Santo na Igreja de Jesus, na Igreja de hoje, em cada um de nós e em todos os homens e mulheres de boa vontade. 04-06-2017

    Se lermos com calma e atenção todos os textos evangélicos, daremos conta que o Espírito Santo está sempre presente em toda a vida de Jesus. É o Espírito que enche de vida o ventre virginal de Maria: “O Espírito virá sobre ti”. É o Espírito que, nas águas do Jordão, desce sobre Jesus como uma pomba. É o Espírito que conduz Jesus para o deserto e, cheio do poder do Espírito, regressa à Galileia e anuncia com autoridade a boa nova do Reino de Deus. O Espírito que acompanhou Jesus ao longo da sua vida, na sua morte, é entregue à humanidade. Do lado aberto de Jesus, dizem os Padres da Igreja, nasce a Igreja que, desde o início, está cheia do Espírito, como nos diz o texto da primeira leitura: “Todos ficaram cheios do Espírito Santo”.
    A paz, a alegria e o Espírito Santo são dons de Jesus Ressuscitado à comunidade apostólica. Por duas vezes, “na tarde daquele dia, o primeiro da semana”, Jesus saúda os discípulos, dizendo: “A paz esteja convosco”. Os discípulos estavam cheios de medo, tinham as portas de casa trancadas. Precisavam urgentemente de paz. Somente Jesus lhes poderia dar a paz que tanto necessitavam. Ao verem Jesus, com as chagas nas mãos e nos pés e o lado aberto, ficaram cheios de alegria. E como se isto não bastasse, Jesus “soprou sobre eles e disse-lhes: “Recebei o Espírito Santo”.
    Os discípulos recebem o Espírito Santo em ordem à missão, para serem enviados. Jesus é o enviado do Pai. Os discípulos serão os enviados de Jesus: “Assim como o Pai me enviou também Eu vos envio a vós”. É o Espírito de Jesus que nos estimula à missão, acompanha-nos na missão de levar o Evangelho a todo o lado. Sem o Espírito de Jesus, nada conseguiremos. Por isso, em cada Pentecostes, pedimos não nos falte esta força, o Espírito de Jesus. Vem, Espírito Santo, livra-nos do medo e ensina-nos a anunciar com ardor e entusiasmo a Boa Nova de Jesus.
    O Espírito Santo, a força divina, convida-nos à reconciliação: “àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados”. O Espírito de Jesus é o Espírito do perdão. No Calvário, pregado na cruz, Jesus oferece o perdão: “Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem”. O Espírito de Jesus convida-nos ao perdão, à reconciliação, a um abraço da paz. Todos os anos, a solenidade do Pentecostes é um convite à reconciliação nas nossas famílias, nas nossas cidades e aldeias, nas nossas comunidades paroquiais, nos movimentos da Igreja, no nosso mundo que precisa urgentemente de encontrar o caminho da paz, o grande dom de Jesus Ressuscitado.
    O Espírito Santo, com os seus sete dons, é fonte de uma vida nova e em renovação permanente. O Espírito Santo é a garantia do perdão, libertos do pecado e das ilusões do mundo. O Espírito Santo é também o fundamento da unidade na diversidade de dons, de funções e ministérios. Com o Espírito Santo, é possível acreditar, esperar e amar.

Por:Párocos de Aguiar da Beira

Concerto de Música Sacra Mariana em Gouveia e Fornos de Algodres

18319195_1443202482406103_7670399451575899546_o No âmbito das comemorações do Centenário de Fátima, os Municípios de Gouveia e Fornos de Algodres  promovem um recital de música Mariana, nos dias 12 e 13 de maio respetiva18301275_1295634103860664_4202729825689608998_nmente.

Este espetáculo é um projeto da Associação Vox Angelis e é apoiado institucionalmente pelo Santuário de Fátima, acontece pelas 21 horas em Fornos de Algodres e 21h30 em Gouveia.

 

 

4ºdomingo da Páscoa-avisos da Unidade Past. Fornos de Algodres

Neste 4ºdomingo da Páscoa, e Semana das Vocações aqui ficam os avisos da semana e boletim da Unidade Pastoral de Fornos de Algodres.

Ano A - Tempo Pascal - 4º Domingo - Boletim Dominical

Oração pelas Vocações
Ó Pai, olhai para nós
que queremos ser cristãos autênticos:
dai vigor à nossa fé,
fortalecei-nos com a vossa palavra,
recriai-nos com a vossa graça,
e libertai-nos com o vosso perdão.
Fazei com que surjam, da nossa comunidade,
numerosas e santas vocações ao sacerdócio,
que mantenham viva a fé
e conservem, entre nós,
a presença do vosso Filho Jesus,
pela pregação da Sua palavra,
pelo dom da Sua vida e do Seu corpo
na Eucaristia e pelo gesto sacramental
da Vossa misericórdia.
Fazei brotar, entre nós, jovens que se consagrem de corpo e alma a Cristo,
e na união radical ao Senhor
sejam sinal de que a felicidade
verdadeira, total e perpétua
está na vida segundo o Espírito.
Fazei crescer, no meio de nós,
jovens namorados e casais
que cultivem o amor verdadeiro,
alimentado pela palavra e pelos sacramentos,
que o torna espiritual, fecundo e eterno.
E que o que agora pedimos
seja verdade em nossos corações. Amén.

Avisos e reflexão da Unidade Pastoral de Aguiar da Beira

4ºdomingo da Páscoa

z-igreja ABAinda recordamos a bela imagem de Jesus que caminhava com os discípulos para Emaús. Foi este o ponto de partida da nossa reflexão no domingo passado. Os discípulos de Emaús estavam abatidos, desiludidos, sem esperança. São uma imagem de alguns momentos da nossa vida. Também andamos preocupados com muitas coisas: problemas de saúde, problemas familiares por causa de falta de entendimento e de comunicação, problemas económicos, ou seja, tantas preocupações no caminho da vida!

07-05-2017

Apesar de tudo, Jesus continua a caminhar connosco. Este Jesus que todos os anos, no 4º domingo da Páscoa, sempre se apresenta como o Bom Pastor. Os judeus rezavam muitas vezes o salmo 22 (23): “o Senhor é meu pastor: nada me falta”. Na segunda leitura, Pedro, citando os profetas Isaías e Ezequiel, também nos recorda: “Vós éreis como ovelhas desgarradas, mas agora voltastes para o pastor e guarda das vossas almas”. Quando as pessoas ouviram Jesus dizer que era o Bom Pastor pensaram, imediatamente em Deus, Aquele que caminha diante do povo, que os reúne e convoca, que os faz “descansar em verdes prados” e que os “conduz às águas refrescantes”.
Hoje, já quase perdemos a imagem do pastor, conduzindo o seu rebanho, ajudado pelo seu cão. Todavia, não nos custa a compreender quando o evangelho nos diz que Jesus, o Bom Pastor, continua a dar a vida pelas suas ovelhas. Jesus conhece-nos pelo nome, conhece muito bem cada um de nós. A frase final do texto evangélico deste domingo é daquelas que temos de fixar: “Eu vim para que tenham vida e vida em abundância”. A Páscoa é esta vida, a vida nova de Jesus ressuscitado, vida abundante que nos inunda de paz, de alegria, de confiança e de esperança.
Jesus apresenta-se como a “porta das ovelhas”. Ao conversar com os fariseus, os escribas e doutores da lei, Jesus acusa-os duramente de “ladrões e bandidos”, porque, em vez de guardarem o povo que lhes foi confiado, somente se preocuparam com os seus interesses. Por isso, Jesus apresenta-se como a “porta das ovelhas”. Nestes tempos de crise económica, financeira, social, política e moral, podemos interrogar-nos: o que diria Jesus aos que hoje governam as nações? Preocupam-se com o bem de todos ou somente com os seus interesses e lucros? O que diria Jesus àqueles que governam a Igreja? Não haverá problemas e situações que deveriam ser abordadas com mais clareza, respeito, coração e realismo? Não andaremos a perder tempo demasiado em projetos, papéis, reformas inquisitórias de imposição e “à pressão”? Não haverá assuntos e problemas que merecem uma palavra mais esclarecida e libertadora dos que governam as nações e a própria Igreja? Os cristãos nunca podem ser um obstáculo, nunca podem ser um entrave e construtores de barreiras, mas têm de ser uma porta aberta para chegar a Jesus, a Deus e aos irmãos que clamam por nós, que nos pedem ajuda.
“Para mim preparais a mesa”, ouvimos no salmo 22 (23). É a mesa perante a qual fazemos memória de Jesus, o Bom Pastor e Porta das ovelhas, que nos dá vida em abundância: “Eu vim para que tenham vida e vida em abundância”. Ele conhece as Suas ovelhas, chama-as pelo seu nome, procura-as quando elas se afastam, acolhe-as no seu aprisco, ama-nos e apoia-nos sempre. Muitos continuam a não querer entrar por esta porta. Mas, em Jesus, Bom Pastor, a felicidade é possível. Na vida, acontece-nos muitos sofrimentos. Unidos à Paixão de Jesus Cristo, venceremos as nossas dificuldades, teremos sempre confiança e esperança, continuando a ter em Cristo o sentido para a própria vida. A nossa vida terá outro sentido se vivermos os gestos de ternura do Bom Pastor.

Por:Párocos da UPAB

Avisos e liturgia do 2ºdomingo da Páscoa Unidade Pastoral Fornos de Algodres

igreja1 A liturgia deste 2º domingo da Páscoa apresenta-nos essa comunidade de Homens Novos que nasce da cruz e da ressurreição de Jesus: a Igreja. A sua missão consiste em revelar aos homens a vida nova que brota da ressurreição.
Na primeira leitura temos, na “fotografia” da comunidade cristã de Jerusalém, os traços da comunidade ideal: é uma comunidade fraterna, preocupada em conhecer Jesus e a sua proposta
de salvação, que se reúne para louvar o seu Senhor na oração e na Eucaristia, que vive na partilha, na doação e no serviço e que testemunha, com gestos concretos, a salvação que Jesus veio propor aos homens e ao mundo. É uma comunidade empenhada em conhecer e acolher a proposta de salvação que vem de Jesus, através do testemunho dos apóstolos.Ano A - Tempo Pascal - 2ª Domingo - Folheto Dominical

A segunda leitura recorda aos membros da comunidade cristã que a identificação de cada crente com Cristo, nomeadamente com a sua entrega por amor ao Pai e aos homens, conduzirá Ler Mais »

Peregrinação a Fátima a partir de Gouveia

fatima_300Todos os interessados em se deslocar a Fátima, no próximo dia 13 de maio, a fim de assistirem às cerimónias religiosas que irão contar com a presença de Sua Santidade o Papa Francisco, o Município de Gouveia vai colaborar nos transportes.

Para o efeito, o Município procedeu ao aluguer de autocarros que farão o transporte das pessoas interessadas, sendo que os lugares serão necessariamente limitados.

Nesse sentido, todos os interessados poderão fazer a inscrição no Posto de Turismo de Gouveia. As inscrições estarão abertas a todas as pessoas com mais de 12 anos de idade, desde que se façam acompanhar por adultos.

Em relação aos restantes peregrinos, exige-se que possuam plena autonomia, já que, como é expectável, os autocarros poderão ficar estacionados a uma distância considerável do Santuário de Fátima, sendo inevitável que os peregrinos se desloquem pelos seus próprios meios de e para o Santuário.

Contudo, uma equipa de voluntários do Agrupamento 256 de Escuteiros de Gouveia prestará algum apoio localmente.

Do programa que antecede a partida dos peregrinos para a Cova da Iria, está prevista, no dia 12 de maio, a realização da tradicional procissão das velas, seguindo-se um Concerto Mariano pelo grupo Vox Angelis na Igreja de S. Pedro. A partida dos peregrinos em direção a Fátima está prevista para as 00h15 do dia 13 de maio.  

Por:Mun.Gouveia

Encenação da Via-Sacra em Pinhel

17917157_1780453261981451_3564942226980178798_oNa noite desta Sexta-Feira Santa,  pelas 21.30h, a cidade de Pinhel volta a ser palco de uma grande manifestação artística de Fé através da Encenação da Via-Sacra. Ler Mais »

Maria Teresa Maia Gonzalez com novas publicações infantis

17760106_1761498323888118_4993538708108391462_nA escritora fornense Maria Teresa Maia Gonzalez lançou recentemente mais dois livros para os mais novos.

Assim, “Tens uma Mensagem” e “O Livro da Avé Maria” são os títulos das duas publicações que a escritora fornense escreveu para as crianças, nesta altura, que estamos a pouco menos de um mês para a vinda do Papa Francisco ao Centenário das Aparições de Fátima.

Ambos livros transmitem uma bela mensagem, mas também uma oração para ler, rezar e viver.

Em suma , duas boas obras infantis para as crianças nesta quadra festiva.

Por:Sofia Pacheco

Foto:Zero a oito

Bênção de Ramos na região

20170409_114615 Neste domingo de Ramos, por toda a região, as comunidades saíram à rua, para participar na Bênção dos Ramos.

O momento foi vivido, com uma procissão até à Igreja para a celebração da eucaristia dominical.ramos carapito1 ramos em Vila franca

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar