Templates by BIGtheme NET
Home » Saúde

Saúde

Artigo de Opinião- Hipnose Clínica no controlo da dor

A subjugação da Hipnose Clínica às várias áreas da psique humana é notória, esta não só engloba as questões referentes à depressão, perdas emocionais, ansiedade, baixa autoestima e fobias, mas também tem um papel muito importante no controlo da dor. Quando falamos de dor, falamos de uma experiência muito própria, que compreende tanto a realidade física como emocional. Já se questionou como é gerado este conceito?! Ao contrário, do que possa pensar, a dor é produzida pelo nosso cérebro. Quando nos magoamos, pequenos receptores nervosos vão transportar-se pela medula espinhal enviado informações ao cérebro para que este consiga processar a localização e a intensidade da dor. Este sistema de receção e processamento é real tanto para a dor física como para a dor emocional.

Na verdade, este circuito funciona como um painel de sistema de alarme, tornando a dor numa luz amarela que nos avisa que algo não está bem com o nosso organismo. Mas se a experiência da dor é algo que é essencial ao ser humano enquanto indicativo do estado de saúde, quando é que devemos pedir ajuda?

O consulente deve procurar intervenção profissional para o controle da dor quando esta se torna persistente e incapacitante, condicionando as tarefas rotineiras e o seu dia a dia.

Como a Hipnose Clínica pode ajudar no controlo da dor?

A Hipnose estimula o relaxamento da mente e do corpo, e por sua vez vai produzir a serotonina e as beta-endorfinas, o que vai neutralizar a percepção da dor reduzindo os níveis de cortisol. A técnica aplicar para o controle é variável consoante o background e as queixas do consulente. No entanto, através das várias técnicas disponíveis é possível, mudar a localização da dor para um local que não condicione a vida do utente, e sobretudo modificar a intensidade da dor, reorganizando a transmissão inicial para uma transmissão que reporte o alívio parcial ou total da dor.

Alerto, no entanto, que a Hipnose Clínica é eficaz no controlo da dor mas não na cura total da causa da mesma, pelo que é importante identificar a causa da dor e procurar o tratamento mais adequado para a mesma.

Dra. Sara Morais Hipnoterapeuta

Mais informações: Consultas Fornos de Algodres Espaço São Ferreira Estética 919539401 / smoraishipnose@gmail.com

Lado a lado com a comunidade

Evento que se realizou recentemente, levou mais de uma centena de idosos e crianças ao Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra.

Durante a manhã, mais de 70 idosos de centros de dia e, durante a tarde, mais de 80 crianças de jardins-de-infância da cidade tiveram a oportunidade de participar em vários workshops centrados na prevenção de acidentes.

A EDP Distribuição, o Comando Distrital da PSP de Coimbra, a GNR – Comando Territorial de Coimbra, a Associação Para a Promoção da Segurança Infantil e as Unidades de Cuidados na Comunidade de São Martinho do Bispo e Norton de Matos dinamizaram, ao longo de todo o dia, os vários momentos de sensibilização.

Houve ainda a leitura de um poema para e sobre os idosos e do Livro Um Reino Chamado João (alusivo ao tema da vacinação) para as crianças.

Este evento insere-se numa estratégia de aproximação à sociedade e de reconhecimento dos enfermeiros perante todos os cidadãos, tendo sido o primeiro evento aberto à comunidade, organizado pela Mesa da Assembleia Regional da Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros.

Fotos: GCISRCentro

Mangualde recebeu seminário sobre Violência Doméstica

Uma centena de participantes ouviram Mangualde falar sobre “Perspetivas e olhares sobre a Violência Doméstica – Intervenção, Acompanhamento e Impacto nas Crianças”, na passada sexta-feira, dia 29 de novembro. Este seminário, inserido nas Comemoração do Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência Contra as Mulheres, decorreu durante a tarde na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.

A Sessão de Abertura arrancou pelas 14h30 com Maria José Coelho, vereadora da Câmara Municipal de Mangualde, Márcia Martins, Diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Viseu. A moderadora foi Cristina Lopes, Conselheira Municipal para a Igualdade. Pelas 15h00 falou-se sobre “Prevenção da Violência na Comunidade – Como trabalhar” com a intervenção de Ana Paixão, da Questão de Igualdade – Associação para a Inovação Social. Seguiram-se as temáticas “Violência Doméstica – Como Intervir”, por Elisa Brites, da APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima; “A Violência Doméstica e o Impacto nas Crianças e seu Futuro”, por Tatiana Louro, da Cinco Sentidos – Espaço de Reabilitação e Intervenção Psicoeducacional; e “Violência Sexual – Masculinidades e Prevenção”, por Ângelo Fernandes, da Associação Quebrar o Silêncio. Às 17h00 falou-se sobre “Intervenção e abordagem estatística”, pelo Sargento-ajudante Cruz da Guarda Nacional Republicana, e pelas 17h30 decorreu a Sessão de Encerramento com a intervenção de Elza Pais, Deputada da Assembleia da República e investigadora.

 

EXPOSIÇÃO “EPISÓDIOS DE UMA VIDA” ATÉ 6 DE DEZEMBRO

Ainda no âmbito da Comemoração do Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência Contra as Mulheres, estará patente na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, até 6 de dezembro, a Exposição “Episódios de uma Vida”. Esta resulta de um conjunto de conversas com a população sénior de Marvila, em Lisboa, dinamizadas pelas Associações Questão de Igualdade e Quebrar o Silêncio, desenvolvidas no âmbito do Projeto Academia Sénior de Marvila, financiado pelo Programa BIP/ZIP – Parcerias Locais 2018. As conversas giraram em torno dos Direitos Humanos e foram abordados tópicos como o acesso à educação, ao trabalho, à partilha das responsabilidades familiares e as relações de intimidade, entre outros temas.

Queda gera morte de trabalhador em Trancoso

Em Trancoso já se vai preparando a quadra natalícia, assim nesta terça- feira uma queda acidental aconteceu um funcionário da empresa que montava a tenda na cidade de Bandarra.

Deste modo, o trabalhador caiu de uma altura de cerca de oito metros, onde estava a montar juntamente com seus colegas a tenda de Natal onde decorrem os festejos desta quadra festiva.

Apesar do socorro  pelas equipas médicas, acabou por falecer no local.

“Alzheimer e outras demências” debatidas em Fornos de Algodres

Decorre na tarde da próxima sexta -feira, 6 de dezembro, no Bar da APSCDFA, uma sessão com o tema bastante atual, “Alzheimer e outras demências”, inserido na rubrica”Café memória, faz-se à estrada”.

São temas da atualidade que cada vez mais aumentam na sociedade, aqui serão debatidos diversos pontos e conceitos sobre estas doenças.

1º CEB dos Agrupamentos de Escolas fizeram banda desenhada

O desafio foi lançado a cerca de 450 crianças que frequentaram o 1º CEB dos Agrupamentos de Escolas do Concelho, Canas de Senhorim e Nelas, no passado ano letivo, distribuídas por 26 turmas, que em conjunto criaram, desenharam e pintaram a Banda Desenhada : https://drive.google.com/file/d/1uwLqnZ7yoAzckodsE2xAzUJA5rUp9fdk/view?usp=sharing uma história repleta de criatividade, contada pelos alunos das turmas do 3º e 4º anos, desenhada pelos 2º anos e ilustrada pelos mais pequenos, os alunos das turmas dos 1º anos.

Às personagens desta história, juntou-se a mascote do Fruticool que no desenrolar da ação alerta para os benefícios do consumo diário de fruta na escola e em casa, bem como para as implicações que os hábitos de uma alimentação pouco saudável têm na saúde, sensibilizando assim crianças e famílias para a adoção de práticas alimentares mais saudáveis. O projeto Fruticool do Município de Nelas garante a distribuição de uma peça de fruta no 1º CEB dos Agrupamentos de Escolas, nos dias não abrangidos pelo Regime da Fruta Escolar (RFE) do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), bem como a distribuição de uma peça de fruta diária a todo o pré-escolar do Concelho.

No cumprimento das medidas educativas de acompanhamento, monitorização, desenvolvimento e avaliação das atividades associadas ao RFE, que anualmente garante a distribuição gratuita de 1 peça de fruta, duas vezes por semana, aos alunos do 1.º CEB dos estabelecimentos de ensino público, foi enviada ao IFAP a Banda Desenhada elaborada, como testemunho de todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido em redor da importância de uma alimentação e estilo de vida saudáveis
Ainda neste âmbito, e para o presente ano letivo 2019/2020, foi lançado o desafio “Missão S.A.B.E. Pela tua Saúde, Alimentação e Bem-Estar!”, aos 571 alunos do Pré-Escolar e do 1º CEB dos Agrupamentos de Escolas do Concelho, sob a forma de Caderneta que se divide em diferentes temáticas, composta por informação útil, adivinhas, dicas, desafios, jogos lúdico-pedagógicos e uma coleção de autocolantes que dão a conhecer os alimentos, bem como as suas propriedades e benefícios para a saúde. A Missão decorre durante este ano letivo, e convida todos os alunos em conjunto com os professores titulares, a cumprir a MISSÃO S.A.B.E! com muito empenho e êxito, no sentido de contribuir para uma efetiva melhoria da qualidade de vida e saúde de todos, sensibilizando os pais para adoção de estilos de vida saudáveis.

Por:Mun.Nelas

Município de Nelas vai ter um orçamento 2020 de cerca de 18 milhões de euros

Foi aprovado o Orçamento Municipal e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2020 por maioria na reunião de Câmara, recentemente, com os votos favoráveis do Presidente da Câmara e dos vereadores eleitos pelo PS.

Com um total de 17,9 milhões de euros, quer do lado da receita (10,5 milhões de correntes e 7,3 milhões de capital) quer do lado da despesa (9,4 milhões de correntes e 8,5 milhões de capital ou investimento), no Orçamento Municipal é bastante significativo o montante destinado a investimentos de mais de 8,5 milhões de euros, ou seja 47,4% do total das despesas previstas.

Este nível de investimento é possível com base nas obras já financiadas pela Câmara Municipal nos fundos comunitários do PT2020, fundos estes de montante total já superior a 22 milhões de euros e que continuam a ter expressão em 2020.

O Município de Nelas tem neste momento diversas empreitadas que se concluem em 2019 ou prosseguem em 2020, das quais se destacam ETARs, Escolas do 1º Ciclo e Reabilitação Urbana, a que prevê juntar empreitadas de novas ETARs (como a da Ribeirinha em Canas de Senhorim num investimento superior a 500 mil euros), um novo sistema de armazenamento e abastecimento de água (já consignado e em construção no valor de mais de 1,5 milhões de euros), e requalificação de infra-estruturas culturais e áreas de acolhimento empresarial, rede viária, ampliação de cemitérios, entre outras.

Estes projectos com financiamento comunitário, com uma comparticipação municipal que tem financiamento bancário aprovado, implicarão um endividamento total do município no final de 2020 de 11,8 milhões de euros, se o investimento previsto for totalmente realizado.

O investimento a realizar não prejudicará a manutenção da qualidade do serviço municipal em todas as suas áreas de intervenção, razão pela qual o orçamento comporta a despesa de integração no quadro de pessoal dos 60 trabalhadores precários admitidos em 2018 e em 2019, os encargos daí decorrentes, bem como os resultantes do aumentos salários e descongelamento de carreiras.

Este Orçamento Municipal, não obstante um grande esforço de investimento e de despesa para manter a qualidade dos serviços municipais (na educação, no desporto, no apoio associativo, no apoio sénior, entre muitos outros), continua a manter a taxa mínima de IMI de 0,30%, aliviando a carga fiscal que incide sobre as pessoas e as empresas.

Foto:Mun.Nelas

Fornos de Algodres acolheu as VII Jornadas das Misericórdias

Realizaram-se em Fornos de Algodres, no passado dia 11 de outubro, as VII Jornadas das Misericórdias, subordinadas ao tema: “Envelhecer no Interior, novos desafios”, no Auditório da Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, numa organização da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, co-organizadas pelas Misericórdias de Mangualde, Penalva do Castelo, Santar e Viseu.

Na Sessão de Abertura estiveram presentes: José Fernando Tomaz, Presidente da Direção da Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, Luís Miguel Ginja, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, Jacinto Dias, Diretor do Centro Distrital de Segurança Social da Guarda, D. António Luciano dos Santos, Bispo da Diocese de Viseu, Manuel Fonseca, Presidente do Município de Fornos de Algodres e Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.

Foram debatidos vários assuntos ao longo do dia, de manhã no 1ºPainel “Cuidar dos Novos Velhos- uma Visão Multidisciplinar” que teve como preletoras: Maria José Hespanha e Carolina Cabaços e o moderador Enfermeiro Coordenador Sá Rodrigues.

No segundo painel foi explanado o tema: ”Institucionalização e Polimedicação – obstáculos ao envelhecimento ativo”, preletores: Tatiana Peralta e António Gomes, onde a moderadora foi Maria Luísa Amaral.

Durante a tarde foi tratado “Inovação Social – Papel das Instituições na resposta aos desafios demográficos” pelos preletores Carlos Ramos, Rui Rato e Afonso Pimentel. Moderador Alcides Henriques.

O encerramento das Jornadas foi feito pelo Bispo da Diocese da Guarda, D. Manuel Felício seguindo-se à noite um Jantar conferência no Inatel Vila Ruiva, com dezenas de pessoas e António José Seguro, agora professor no ISCSP, foi falando sobre o tema num debate interessante.

Desta forma salientou que: o papel das Misericórdias é muito importante nos dias de hoje, é também importante que haja mudança radical nas políticas para o Interior.

Talvez esteja na hora da regionalização, refere o professor, medida que foi sempre defensor.

Ainda salientou que todos têm de estar atentos ao despovoamento e pensarmos que em 2040 somos todos idosos.

 

Jornadas com futuro garantido

Depois da realização da sétima edição das Jornadas das Misericórdias em Fornos de Algodres, fomos conversar com o Provedor Luís Miguel Ginja, (ISCMFornos de Algodres), em jeito de balanço desta edição, que foi mais uma vez um sucesso dado que, ao longo do dia, participaram cerca de duas centenas de pessoas.

 

Que balanço faz sobre as Jornadas das Misericórdias em Fornos?
O balanço é francamente positivo, não só pelos temas abordados mas também pelas intervenções.
Estiveram presentes cerca de 160 pessoas, de entre os oradores e moderadores convidados e restantes participantes, de 18 concelhos diferentes e representantes de 28 instituições distintas.
A presença de representantes de tantas instituições só por si justificam a continuidade da realização destas jornadas.
Tivemos particular atenção na escolha dos moderadores e dos preletores, o que certamente contribuiu para tão grande interesse por parte dos participantes.

Conseguimos envolver nas Jornadas todas as instituições da área social implementadas no nosso concelho, o que fortalece também as relações entre os profissionais que exercem funções nestas.

A realização destas Jornadas só foi possível com o envolvimento muito grande de colaboradores e dirigentes das Misericórdias Co-Organizadoras.

 

O jantar conferência ano após ano tem sido uma aposta ganha?

O jantar conferência com orador convidado pela Misericórdia anfitriã, é o culminar de um dia de trabalho, proporciona aos intervenientes não só um momento de convívio mas também um momento enriquecedor ao termos o privilégio de ouvir uma personalidade de reconhecido mérito nacional.
As Misericórdias Co- Organizadoras tem vindo a fortalecer laços entre si, o que também engrandece o jantar conferência e ano após ano as participações neste jantar tem vindo a aumentar.
Este ano a orgânica do jantar foi alterada, além do orador convidado António José Seguro, que nos brindou com uma alocução sobre do seu ponto de vista de como será envelhecer no interior num futuro muito próximo, Os Srs. Provedores Co-Organizadores puderam também estes explanar sobre esta temática.

 O papel das Misericórdias no futuro vai ser cada vez mais importante nas diversas comunidades inseridas?

As Misericórdias são hoje um parceiro fundamental não só, na área social mas em todas as áreas da sociedade. Instituições seculares que conseguiram com persistência adequar-se às novas solicitações da população, não só da mais necessitada mas de todos aqueles que a elas recorrem.
No caso particular da Misericórdia de Fornos de Algodres, instituição com 353 anos, o seu papel na sociedade fornense é sobejamente reconhecido.
Não podemos esquecer que a presença na sessão de abertura da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, é também a confirmação da importância das Misericórdias na sociedade atual.
Sendo as Misericórdias Instituições com forte ligação à igreja, a presença dos Bispos da Guarda e de Viseu nestas Jornadas, reforça o papel das misericórdias na proteção e preocupação com os mais necessitados.

 

Mangualde recebeu as 2ªs Jornadas Cuidados Continuados Integrados Dão Lafões

Realizaram-se nos dias 18 e 19 de outubro, no Auditório do Complexo Paroquial de Mangualde, as 2ªs Jornadas Cuidados Continuados Integrados Dão Lafões.

Estiveram presentes na sessão de abertura: Germano Loureiro, coordenador da Equipa Coordenadora Local Dão Lafões e Presidente destas Jornadas, Ana Gomes da Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, Rosa Reis Marques, presidente da Administração Regional de Saúde do Centro (Representação da Ministra), Maria José Hespanha, coordenadora da Equipa Coordenadora Regional do Centro, António Grade, diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde de Dão Lafões, Márcia Martins, diretora do Centro Distrital de Viseu, do Instituto de Segurança Social e João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde. Relativamente à presença da Sra. Ministra da Saúde, Marta Temido por questão de agenda de última hora não pode estar presente.

A organização foi da Associação Questão Temática, com a promoção da Equipa de Coordenação Local para os Cuidados Continuados Integrados Dão Lafões, em estreita colaboração da Câmara Municipal de Mangualde, da Administração Regional de Saúde do Centro, do ACES Dão-Lafões, e ainda do ISS – Segurança Social.

No dia 18, foram debatidos temas como: Articulação da Segurança Social e da Saúde face às exigências da RNCCI, sendo o moderador: Provedor da SCM Mangualde José Tomás, falou-se ainda dos Cuidados Paliativos na RNCCI, de tarde teve lugar a abertura e a exposição do tema: Novos anticoagulantes orais na população geriátrica.

No dia seguinte, 19 de outubro, os temas que foram aboradad0s foram: Tratar a Diabetes no doente frágil, ECCI: Percurso e Intervenção Multidisciplinar, Cuidados Paliativos no Domicílio: abordagem e intervenção multidisciplinar e Fisioterapia e Reabilitação no Domicilio- Diferentes abordagens, objetivos comuns.

‘Cruz de Malta’ vai ter sede em Mangualde

Foi assinado recentemente um protocolo entre o Municipio de Mangualde e a Associação Humanitária e Social ‘Cruz de Malta’ que prevê a cedência de um espaço para que esta instituição possa fazer nascer lá a sua Sede da Região Centro e Beiras. A Cruz de Malta tem sede em Lisboa, delegação a Norte na Maia e abrirá em breve então em Mangualde a sua delegação nas Beiras e Centro.

Na cerimónia marcaram  presença o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, do Presidente da Direção Nacional da Cruz de Malta, Tenente Coronel João Alvelos e do Presidente da Comissão instaladora da delegação operacional da Beira Alta da Cruz de Malta, Herculano Sanguinete Costa.

A Cruz de Malta, foi fundada com o espírito da Ordem de Malta, por Cavaleiros da Ordem de Malta e Militares, em 1918. Neste âmbito, com a assinatura deste Protocolo, a Câmara Municipal de Mangualde ganha mais um parceiro que pretende responder às situações de emergência social e de apoio aos cidadãos em situação de maior vulnerabilidade, contribuindo assim, para a efetivação dos seus direitos sociais e promovendo o bem-estar e qualidade de vida das pessoas, famílias e comunidades, nomeadamente nos seguintes domínios:

  1. a) Apoio à infância e juventude, incluindo as crianças e jovens em perigo;
  2. b) Apoio à família;
  3. c) Apoio às pessoas idosas;
  4. d) Apoio às pessoas com deficiência e incapacidade;
  5. e) Apoio à integração social e comunitária.

Como ação mais imediata, a Cruz de Malta irá estar presente na Feira dos Santos de Mangualde, no apoio à saúde, através da realização de rastreios cardiovasculares, com a colaboração voluntária de jovens médicos e enfermeiros.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar