Templates by BIGtheme NET
Home » Saúde

Saúde

“Dou mais tempo à vida. Juntos venceremos o cancro.”

Em Fornos de Algodres a 4 de julho

Este ano a caminhada da Liga Portuguesa Contra o Cancro, organizada habitualmente pelo Grupo de Voluntariado Comunitário de Fornos de Algodres da Liga Portuguesa Contra o Cancro, devido à pandemia, terá contornos diferentes.

Sábado, 4 de julho, faça a sua caminhada em horários e percursos livres, de forma individual ou em pequenos grupos, respeitanto todas as orientações das autoridades de saúde.

Se pretender ajudar e comprar a T-shirt deste ano, poderá adquiri-la através do CLDS 4G Servir Fornos de Algodres no Centro Cultural Dr. António Menano ou na Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez.

Enfermeiros estagiários homenageados no Município de Mangualde

O Município de Mangualde, recebeu nos Paços do Concelho os enfermeiros estagiários que estiveram durante dois meses a ajudar o Lar São José, em Santiago Cassurrães. Foram recebidos nove profissionais, oito da Escola Superior Saúde de Viseu e um da Escola Superior Saúde de Bragança. Esta receção, em jeito de agradecimento e de reconhecimento pelo serviço e apoio prestados, foi efetuada pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira, e pelo Presidente da Junta da União de Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães, Rui Valério.

Elísio Oliveira começou por enaltecer o empenho e a coragem, porque “numa altura em que faltavam recursos humanos para responder ao surto do vírus da COVID-19 que estava instalado no Lar, estes jovens disseram sim, estamos presentes”. Para além deste gesto de agradecimento, “fica a nossa mais sincera gratidão e votos de muito sucesso no futuro. Pessoas com este carácter têm certamente muito a dar à nossa sociedade e esperemos que esta saiba agradecer e respeitar o momento que o mundo atravessa”, conclui o presidente.

Recorde-se que o concelho de Mangualde teve, até à data de hoje, 78 casos confirmados, sendo 70 casos na União de Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães, dos quais 64 foram no Lar São José. Atualmente, o concelho apresenta apenas três casos ativos de COVID-19.

Live Beach – Praia Artificial de Mangualde abre as portas

O Município de Mangualde e a Proteção Civil Municipal prestaram todo o apoio técnico para a implementação das medidas de segurança necessárias e obrigatórias para que a Live Beach – Praia Artificial de Mangualde abre as portas amanhã, dia 27 de junho.

Todas as regras de higiene necessárias e autorizadas pela Direção Geral de Saúde (DGS) foram colocadas em prática e, assim, o recinto abre com todas as condições segurança. Os visitantes podem dar um mergulho, com vista para a Senhora do Castelo, e sentirem-se seguros e com confiança.

O horário de funcionamento do espaço é das 9h30 às 19h00. Os preços variam entre os 2,50€ para estudantes e os 17,50€ para um passe de 7 dias seguidos (preços por pessoa). Para adultos o valor diário é de 4,90€, dia inteiro, e 2,75€, para meio dia. As crianças até aos 5 anos não pagam e existem preços especiais para famílias e grupos. Para mais informações: geral@livebeach.pt e 962 663 400.

 

116º Aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Gouveia

Os Bombeiros Voluntários de Gouveia vão celebrar o seu 116º aniversário no fim de semana de 4 e 5 de julho, face à covid-19, este ano apenas se realizarão eventos simbólicos.

No sábado dia 4, vai acontecer uma Tertúlia “Passado, Presente, Futuro”, seguindo-se a Eucaristia pelos bombeiros e diretores falecidos às 18 horas. No domingo, dia 5 , o hastear das bandeiras logo cedo, seguido da romagem aos cemitérios com um Desfile Motorizado. Depois segue-se a sessão solene que se realiza às 10h30.

José Monteiro vai manter-se na ULS Guarda

Em reunião do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) foi deliberado que fosse indicado José Monteiro para o cargo de Vogal Executivo do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Guarda.

Falta agora saber quem será o novo administrador da ULS da Guarda.

Mangualde apresenta Mostra Social Virtual

De dois em dois anos realiza-se em Mangualde a Mostra Social – Mostra de Serviços de Apoio Social e Potencialidades do Concelho de Mangualde, com o intuito de promover e de valorizar as diversas ofertas sociais que o Município mangualdense possui. Este ano, tendo em conta o contexto pandémico vivido, a mostra será virtual com uma forte oferta digital. Decorre de 13 a 19 de junho, nas redes sociais da Câmara Municipal, sempre de participação gratuita.

O objetivo da Mostra Social Virtual é divulgar a oferta social existente no concelho, promovendo as atividades das instituições, os seus mecanismos de intervenção e a cooperação institucional, valorizar e divulgar os serviços e os projetos existentes na área social no município, promover o seu conhecimento junto da população e reforçar e consolidar a cultura de rede e de parcerias abertas e eficazes.

Assim , Maria José Coelho, vereadora da Ação Social sublinha que “apesar do momento excecional que vivemos não nos permitir estar juntas/os, não pudemos deixar de marcar presença com uma Mostra Virtual. O nosso maior objetivo é homenagear, divulgar, valorizar e reconhecer todos os parceiros da Rede Social no sentido de promover as atividades das instituições, os seus mecanismos de intervenção e toda a cooperação e meritório trabalho institucional, bem como todas as atividades e projetos do setor social deste município”.

Esta Mostra Virtual vem mostrar e relembrar o sucesso das duas últimas edições, um trabalho de grande proximidade na comunidade com o objetivo de bem fazer pelo bem comum, atestado pelos momentos recentemente vividos no âmbito do COVID 19. A Rede Social esteve sempre presente nestes momentos difíceis de apoio e ajuda a quem mais precisou”, destacou ainda Maria José Coelho.

Aqui deixamos o programa para a comunidade seguir e ouvir:

13 de junho, sábado

Início Mostra Social Virtual

– Vídeo – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. Programa da Mostra Virtual

. Mensagem Vereadora da Ação Social

. Apresentação dos serviços de Ação Social da CMM

 

15 de junho, segunda-feira

  • 9:00

Mostra Social Virtual – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. Gabinete de Psicologia do Município – “Emoção e Sentimento”

. Bons Velhos Tempos – Animação Sénior em Itinerância

. Pontos e Encontros

 

16 de junho, terça-feira

  • 9:00

Mostra Social Virtual – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. 5 sentidos

. ACAPO

. APPDA

. Associação Social Cultural e Recreativa da Freixiosa

 

  • 14.00

Workshop “Autismo em Casa”

. APPDA

Local: Por videoconferência, através da plataforma Microsoft Teams

Inscrições: Gratuitas, mas deverão ser formalizadas através do preenchimento do formulário de inscrição (aqui) ou através do e-mail sara.saraiva@cmmangualde.pt

 

Apresentação: Esta apresentação terá como objetivo principal passar algumas estratégias práticas aos pais e cuidadores de crianças e jovens com PEA durante este tempo de confinamento. Para além das mudanças drásticas na rotina, que por si só representam um potenciador enorme de comportamentos disruptivos, todo o stress adicional da situação atual e o aumento do tempo passado juntos também contribuem para um aumento nos desafios diários. Algumas sugestões e explicações ajudaram a perceber melhor o impacto que o comportamento do adulto tem no comportamento da criança ou jovem, e como pequenas mudanças podem ajudar a gerir uma situação complexa e torná-la mais fácil para todos.

 

Apresentador: A Nicole Dias concluiu a sua licenciatura em Psicologia Clínica, no ISPA (Instituto de Psicologia Aplicada), em Lisboa, em 2005. É membro da Ordem dos Psicólogos Portugueses, especializada em Psicologia Clínica e Psicologia da Educação. Em 2006 ela juntou-se à primeira equipa ABA em Portugal. Depois, em 2008 a Nicole cofundou o Centro ABA e posteriormente, em 2013, a Nurture and Nature, empresa da qual ainda é diretora técnica.  Concluiu o seu mestrado em Psicologia Clínica em 2010 e terminou a sua qualificação em Análise Comportamental, através do FIT (Florida Institute of Technology) em 2013.

A Nicole trabalha com atrasos globais do desenvolvimento, maioritariamente autismo, preferindo intervir no contexto natural em parceria com pais e professores. A sua experiência nesta área ultrapassa 15 anos de dedicação e formação. Para além de implementar intervenções e supervisionar equipas clínicas, ela presta consultoria, faz formação e dedica o seu tempo à divulgação e promoção da Análise Comportamental em Portugal. Presta consultoria e formação à APPDA-Viseu.

 

17 de junho, quarta-feira

  • 9:00

Mostra Social Virtual – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. Centro Paroquial da Cunha Baixa

. Centro Paroquial de Alcafache

. Centro Social Cultural da Paróquia de Mangualde

 

 

 

18 de junho, quinta-feira

  • 9:00

Mostra Social Virtual – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. Centro Social Paroquial de Abrunhosa a Velha

. Centro Social Paroquial de Chãs de Tavares

. EAPN

 

  • 18:30

Workshop “Como motivar os miúdos para as aprendizagens escolares fazendo uso das novas ferramentas!”

. Cinco Sentidos – Espaço de Reabilitação e Intervenção Psicoeducacional

Local: Por videoconferência, através da plataforma Zoom

Inscrições: Gratuitas, mas deverão ser formalizadas através do preenchimento do formulário de inscrição (aqui) ou através do e-mail sara.saraiva@cmmangualde.pt

Público Alvo: para pais, professores e todos os interessados

 

Apresentação: Esta formação tem como objetivo a partilha de ferramentas que promovam a leitura, escrita, matemática e raciocínio lógico-dedutivo de forma apelativa, significativa e interativa.

Serão exploradas algumas aplicações para o telemóvel, alguns softwares educativos e plataformas digitais, grátis, que permitem a criação de jogos engraçados para tornar as aprendizagens mais divertidas

 

Apresentador: Teresa Sousa

 

19 de junho, sexta-feira

  • 9:00

Mostra Social Virtual – divulgação de vídeo nas redes sociais do município

. IPDJ

. Núcleo Pais em Rede

. Obra Social Beatriz Pais Raul Saraiva

. Rotary Club de Mangualde – Universidade Sénior

. Santa Casa da Misericórdia de Mangualde

 

  • 14.00 – 16h00

Workshop “Envelhecimento, Doença Mental e a Prestação de Cuidados às Pessoas Idosas: O Estatuto do Cuidador Informal”

. EAPN

Local: Por videoconferência, através da plataforma Zoom – inscrição obrigatória

Inscrições: Gratuitas, mas deverão ser formalizadas obrigatoriamente até ao próximo dia 12 de junho, através do preenchimento do formulário de inscrição (aqui) ou por e-mail sara.saraiva@cmmangualde.pt

Público Alvo: Técnicos das Áreas das Ciências Sociais e Humanas e de Ação Social, Cuidadores Formais e Informais;

 

Apresentação: O envelhecimento é um processo que acontece ao longo de toda a existência do indivíduo, e que é influenciado não só pelas características inatas e biológicas do ser humano, mas também de toda a conjuntura ao seu redor, contribuindo para que o percurso de cada pessoa seja único. Em cada fase do seu ciclo de vida vão acontecer mudanças, perdas e ganhos, que cada pessoa tenderá a superar. Todavia, a última fase deste ciclo, a velhice, pode trazer desafios acrescidos, advindos das múltiplas perdas e declínios que se poderão fazer sentir. A doença mental e os problemas neurológicos em fases avançadas de vida são uma realidade da qual a sociedade não se pode alhear, uma vez que muitas das pessoas com este tipo de patologias poderão necessitar dos cuidados de outrem durante um longo período de tempo, como é comum em situações de demências, por exemplo. Até agora, quer as pessoas cuidadas quer os seus cuidadores informais, não tinham um estatuto próprio e poucas eram as medidas de apoio a que tinham acesso. Neste momento, um conjunto de legislação está em publicação de modo a que se criem respostas mais adequadas para colmatar as necessidades destas pessoas. Com esta Oficina pretende-se dar uma noção sobre o Estatuto do Cuidador Informal, partindo das necessidades que as pessoas idosas e os seus cuidadores manifestam a partir da sua experiência de cuidar.

 

Objetivos Gerais:

  • Reconhecer o Envelhecimento enquanto um processo contínuo ao longo da vida;
  • Compreender a velhice enquanto última fase do Ciclo de Vida do indivíduo e as suas tarefas desenvolvimentais;
  • Sensibilizar para a possibilidade de existência de problemas de saúde mental nas pessoas idosas;
  • Dar a conhecer as implicações que os problemas de saúde mental podem ter a nível da autonomia e da funcionalidade das pessoas de mais idade;
  • Elucidar sobre o Estatuto do Cuidador Informal.

 

Conteúdos:

  • Envelhecimento e velhice: uma fase de mudanças na vida dos indivíduos;
  • Problemas de saúde mental mais comuns na velhice;
  • Desafios da prestação de cuidados às pessoas de mais idade;
  • O Estatuto do Cuidador Informal.

 

Metodologia:

– Exposição oral, diálogo e debate de ideias relacionadas com o tema.

 

-Dinamizador(a): Emília Vergueiro

  • Mestre em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra; Psicóloga Especialista nas áreas de Psicologia Clínica e da Saúde e de Psicogerontologia pela Ordem dos Psicólogos Portugueses; pós-graduada em Neuropsicologia Clínica – do diagnóstico ao Tratamento, e em Intervenção Neuropsicológica – Avaliação e Reabilitação; Psicoterapeuta com Especialização em Psicoterapias Construtivistas pela Sociedade Portuguesa de Psicoterapias Construtivistas. Técnica do Centro de Apoio Alzheimer Viseu desde 2015, onde acompanha cuidadores (formais e informais) e pessoas com demência e seus familiares.

Na Mostra Social, o Município conta com as seguintes entidades parceiras: Agrupamento de Escuteiros 299 Mangualde; AMARTE; APPDA; Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal – ACAPO; Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres; Rotary Club de Mangualde – Universidade Sénior; Associação De Solidariedade De Contenças de Baixo; Associação Social Cultural e Recreativa da Freixiosa; Centro Paroquial de Alcafache; Centro Paroquial de Cunha Baixa; Centro Paroquial de Santiago de Cassurrães; Centro Social Cultural Paroquial de Mangualde; Centro Social Paroquial de Abrunhosa-a-Velha; Centro Social Paroquial de Chãs de Tavares; Centro Social Paroquial de Fornos de Maceira Dão; Conferência S. Vicente de Paulo; Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Mangualde; EAPN – Portugal (Rede Europeia Anti Pobreza); Espaço de Reabilitação e Intervenção Psicoeducacioal – 5 Sentidos; Fraternidade Nuno Álvares; Grupo de Voluntariado da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Mangualde; Instituto do Emprego e Formação Profissional – IEFP; Instituto Português do Desporto e da Juventude – IPDJ; Núcleo Pais em Rede – Mangualde; Obra Social Beatriz Pais, Raúl Saraiva; e Santa Casa da Misericórdia de Mangualde.

Artigo de Opinião– Benefícios da cirurgia às cataratas. Cuidar da visão dos nossos velhinhos.

 

Numerosos estudos vieram a confirmar que a cirurgia às cataratas não só traz uma melhoria significativa na visão como também melhora a função mental. As pessoas que têm cataratas também podem sofrer de um importante deterioro cognitivo.

Existem estudos que evidenciam que a uma má visão associa-se a uma menor capacidade cognitiva e quem foi operado de cataratas apresentou um deterioro mental mais lento.

Não se sabe ao certo porque é que os problemas visuais afetam no deterioro cognitivo. Pensa-se que os problemas derivados da má visão, como o isolamento, tristeza, depressão e falta de exercício físico possam contribuir para o deterioro cognitivo.

Não há dúvida que a cirurgia às cataratas vai dar às pessoas melhor visão aumentando a qualidade de vida, independência e vai manter a pessoa ativa e mais feliz. Uma pessoa com problemas de visão tem medo de caminhar ou passear e impede-lhe de manter-se ativa. O isolamento, a tristeza e a vergonha são os principais motivos pelas depressões profundas dos nossos idosos.

 

Importância da visão dos nossos velhinhos

Proporcionar a melhor visão possível às pessoas idosas só traz benefícios, por isso é de profunda tristeza quando associam a má visão de um idoso à idade e que é pouco relevante a sua visão se mentalmente está debilitado ou incapacitado. Doentes com demência ou com Alzheimer são postos de parte ou desprezados no que respeita ao seguimento das consultas visuais. É de extrema importância que estas pessoas vivam com dignidade e mesmo que elas não colaborem numa consulta visual, existem métodos objetivos para saber qual a dificuldade visual e, posteriormente, prescrever a melhor solução ótica, seja por óculos ou por ajudas de baixa visão. Às vezes, simplesmente mudar a graduação dos óculos representa uma enorme diferença na vida de uma pessoa com dificuldades visuais. Quase 40% das pessoas com mais de 78 anos usam prescrição que já não lhe serve.  Se a cirurgia à catarata é necessária, devemos pensar que é um procedimento ambulatório e seguro. Pode melhorar em muito a vida das pessoas e fazer com que elas colaborem nas atividades diárias.

 

 

Melhorar a visão tem também outros motivos:

  • Reduzir as quedas e as cirurgias daí derivadas;
  • Quem sofre de cataratas tem quatro vezes mais dificuldade em conduzir; Melhorar a visão do condutor é primordial para diminuir os acidentes de trânsito.
  • Melhora a visão noturna;
  • Melhora a qualidade de vida.
  • Estimula a leitura, manualidade, jogos de mesa e interação nas tarefas de casa.

 

Se tem ou algum familiar apresenta cataratas deve aconselhar-se com o seu Oftalmologista na possibilidade da cirurgia.

Deve realizar consultas anuais com o seu Optometrista e se tem algum familiar acamado, em lares ou que tem impossibilidade de dirigir-se a um consultório, existem profissionais que realizam consultas ao domicílio.

 

Dra. Sofia Cunha

Ótica Aifos

Optometrista e Contactologista

Realiza e leva a ótica ao domicílio

 

Marcelo Costa envia Carta aberta às autoridades públicas de saúde sobre IPSS

Chegou uma carta aberta dirigida às autoridades públicas de saúde, por Marcelo Costa, psicólogo numa IPSS, sobre as respostas sociais na área da Terceira Idade, dirigida à  Ministra da Saúde Dra. Marta Temido e à  Diretora-Geral da Saúde Dra. Graça Freitas.

“Falo-vos na qualidade de Psicólogo Clínico e Diretor Técnico de uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) com respostas sociais na área da terceira idade, nomeadamente Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI), Centro de Dia e Apoio Domiciliário.

Antes de mais, quero salientar a difícil tarefa que têm vindo a levar a cabo ao longo dos últimos meses. Combatemos um inimigo invisível que só agora tem mostrado alguns indicadores de abrandamento – em alguns países, é claro – o que faz com que esta seja uma fase de avanços e recuos, consoante a resposta que a sociedade e o próprio vírus for dando.

O trabalho que as Exmas. Senhoras têm vindo a desenvolver ao longo deste período tem sido francamente positivo, marcado naturalmente por alguns avanços e recuos em termos de regras, como referi no parágrafo acima, ainda para mais considerando que pela primeira vez em cerca de 100 anos estamos a passar por uma situação deste género.

Felizmente, o país atravessa, neste momento, uma fase progressiva ou gradual de desconfinamento, estando as pessoas a reaprender a viver.

Remetendo para o assunto que me motivou a escrever-vos estas linhas, procuro que voltemos a olhar para as IPSS, nomeadamente os lares de idosos, que durante alguns períodos da pandemia estiveram no centro das atenções e foram alvo de escrutínio publico.

As visitas por parte dos familiares e amigos dos utentes internos, nomeadamente na resposta social de ERPI, foram suspensas em março e, entretanto, já foram reabertas, obviamente com uma série de condicionantes e regras muito específicas. A minha questão é: e o Centro de Dia? Qual a previsão de abertura do mesmo?

Com as visitas abertas aos utentes, não considero fazer sentido continuar-se a adiar a reabertura dos Centros de Dia.

Uma das grandes vantagens desta resposta social é precisamente permitir aos utentes a socialização com o grupo de pares, ao mesmo tempo que sãos acompanhados por profissionais qualificados. Ao fim do dia retomam aos seus domicílios, idealmente para juntos dos familiares (regra geral é precisamente o oposto que acontece, pois, estas pessoas idosas frequentemente habitam sós).

Contudo, neste momento essas mesmas pessoas idosas estão a passar por sérias dificuldades, seja por falta de suporte familiar, seja pela incapacidade dos serviços se multiplicarem e fazerem face às novas exigências proporcionadas pelo novo coronavírus. Assisto, muitas vezes, com sentimento de impotência ao degradar físico e acima de tudo psicológico/cognitivo dos utentes que neste momento fazem uma espécie de confinamento obrigatório.

Assim, Dra. Marta Temido e Dra. Graça Freitas, venho por esta via solicitar, encarecidamente, a vossas excelências a abertura da resposta social de Centro de Dia”.

 

 

União das Freguesias de Tavares coloca quatro dezenas de dispensadores para a comunidade

A União das Freguesias de Tavares, no âmbito do plano de contingência de combate à COVID 19, instalou mais de 4 dezenas de dispensadores para desinfeção nos espaços públicos, de prestação de serviços e comerciais da freguesia.

Uma iniciativa que a comunidade agradece, pois é uma medida que ajuda ao combate da pandemia Covid-19.

Fotos: UFT

Pinhel recebe Fim de Semana Medieval

Por esta altura, na cidade falcão, seria realizada a sexta edição da Feira Medieval, mas face a isso, o Município de Pinhel vai, ainda assim, assinalar este primeiro fim de semana de junho, com especial, com a presença de Ezequiel e Zacarias.

Não podendo realizar eventos propiciadores de aglomerados populacionais e não sendo possível garantir os distanciamentos preconizados na fase de desconfinamento em curso, o Município de Pinhel convidou os amigos “Ezequiel Cabeçadas e Zacarias Boaventura” a regressarem à Cidade Falcão para partilharem a boa disposição a que já nos habituaram ao longo dos últimos anos.

Com as devidas distâncias, Ezequiel e Zacarias irão deambular pelo Centro Histórico, palco daquela que foi e há de voltar a ser a melhor animação medieval do primeiro fim de semana de junho por terras do Falcão, Guarda-Mor do Reino e Senhorios de Portugal.

Mas este ano eles não vão ficar só pelo Centro Histórico… vão antes partir à conquista da cidade e, sobretudo, à conquista de sorrisos e gargalhadas junto das famílias pinhelenses.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar