Templates by BIGtheme NET
Home » Saúde (page 20)

Saúde

Fornos de Algodres acolhe 1º Trail “Por Terras de Algodres”

15240193_1284775918209967_420992523_n Vai decorrer neste domingo, 4 de dezembro, a primeira edição do Trail “Por Terras de Algodres”, uma organização da Associação Desportiva de Fornos de Algodres, com o apoio de algumas entidades: Município de Fornos de Algodres, Junta de Freguesia de Fornos de Algodres, Junta de Freguesia de Infias, União das Freguesias de Antas e Matela, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres entre outras.

Vai ter dois trilhos, um de 16 Kms (o mais indicado para quem se inicia na modalidade) e um mais longo para os mais destemidos de 32kms, para todos os que queiram apenas caminhar, vão ter 5kms.

Para já as inscrições continuam abertas e decorrem a bom ritmo, http://acorrer.pt/, dado que estão inscritos mais de uma centena e meia de atletas.

Este evento vai ter o seu início na Serra da Esgalhada, mais concretamente no Parque Desportivo, depois vai percorrer algumas localidades do concelho, onde os trilhos são muitos atrativos.

O trail é cada vez mais uma modalidade que se vai afirmar15310283_1284775264876699_152679900_n nas regiões da Beira Interior dado que existem trilhos interessantes e a beleza paisagística é abundante.

Por: António Pacheco/Sofia Pacheco

 

APSCD Fornos de Algodres recebeu prémio de 5 mil euros

     IMG_9908  Reconhecimento de um trabalho desenvolvido

Este domingo, foi sem dúvida um dia especial para a Associação de Promoção Social e Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, a satisfação foi grande desde que foi escolhida para integrar a grande final e estar presente entre instituições de renome nacional, num leque de 10 que foram selecionadas para a grande cerimónia de entrega dos Prémios da Fundação Manuel António da Mota.

O leque de candidatos foi bastante elevado para tentar chegar à grande final, pois foram 235 instituições candidatas, nesta 7ªedição que a Fundação Manuel António da Mota, instituiu como tema de fundo “Portugal Solidário 2016”.

O Palácio da Bolsa, na cidade do Porto, acolheu o evento, onde estiveram presentes centenas de pessoas, a grande maioria oriundas das localidades dos 10 finalistas, assim de Fornos de Algodres foram duas dezenas de pessoas que estiveram preseIMG_9710ntes.

A cerimónia iniciou com a preleção do Ministro do Trabalho, Solidariedade e
Segurança Social, Vieira da Silva, enalteceu o trabalho da Fundação, salientando que este tema “Portugal Solidário 2016” é muito atual, pois Portugal ainda tem muita pobreza, também ainda existe muita desigualdade.

Realçou que Portugal é dos países que mais trabalho apresenta no cariz social, mas é necessário mobilizar o País para uma sociedade mais estável, mas no futuro é necessário Solidariedade e Esperança.

Seguiu-se a Preleção de Manuela Eanes, que referiu que se procura honrar o grande trabalho de Manuel Mota, esta é uma instituição que procura centrar a sua ação nas atividades sociais.

Referiu que são já sete edições realizadas, todas com temas interessantes e diversificados, mas a 7ªedição tem um tema deveras importante, pois de 235 candidatas para chegar à grande final, a escolha foi muito difícil, para selecionar as 10 finalistas.

Este galardão consagrou instituições na área da Solidariedade que se distinguiram na apresentação de projetos de educação, emprego, combate à pobreza e à exclusão social.

A meio da cerimónia, chegou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, onde ouviu ainda a preleção de António Mota, Presidente do Conselho de Administração da Mota Engil, que enalteceu o trabalho da Fundação, apesar de o Mundo se encontrar em posição difícil, mas parece aumentar a esperança, ainda destacou o aumento de prémios, assim são distribuídos 120 mil euros.

O grande momento estava a chegar e a entrega de prémios era aguardada com grande ansiedade pelos presentes, assim a grande vencedora foi a RARÍSSIMAS, arrecadando 50mil euros, na segunda posição ficou a SAOM, SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ORGANIZAÇÕES DE MARIA que foi contemplada com 25 mil euros.

O terceiro lugar foi para o Projeto daIMG_9920  ASSOCIAÇÃO INSPIRAR O FUTURO que recebeu 10 mil euros, já todas as restantes sete instituições receberam uma menção honrosa, e um prémio de 5000 euros.

Assim a APSCDFA recebeu a Menção honrosa, com um valor de 5000  euros.

Já Marcelo Rebelo de Sousa, salientou o trabalho desenvolvido por todas as instituições, falando mesmo no caso de Fornos de Algodres, por ser uma localidade pequena e ainda assim a salientar todo trabalho destas 10 instituições finalistas, que são modelo a seguir.

Por fim, o Prof. José Fernando Tomás, Presidente da  APSCDFA, referiu que este prémio é o reconhecimento pelo trabalho que têm vindo a realizar, isto significa que com poucos recursos financeiros e de trabalho, se consegue uma projeção a nível nacional,orgulha o Interior e Fornos de Algodres.

O Projeto “Integrar “ tem como objetivo a intervenção precoce, junto das crianças dos 0 aos seis anos, no intuito de detetar alguns problemas que as venham afetar no futuro, a nível da terapia da fala, entre outras terapias, mas se forem detetadas atempadamente, podem vir a ser corrigidas.

Referiu que existe por todo País um grande leque de exemplos bons, e estão orgulhosos, dado que a APSCDFA foi escolhida para a grande final, é o reconhecimento de todo trabalho desenvolvido, nestas zona do País, foram a única que está fora dos grandes centros.

Festejam os 30 anos e iniciar com um prémio de tão grande envergadura, vai dar um grande alento, para a elaboração do trabalho diário, detém uma equipa empenhada com bons técnicos para poder fazer frente a outras candidaturas que vão ser elaboradas no futuro.

Um dia inesquecível para todas estas instituições finalistas, que depois deste prémio conquistado, todas se vão empenhar muito mais, num futuro.

Por: António Pacheco

Grande adesão no Almoço Solidário dos Bombeiros de Fornos de Algodres

IMG_8913 Teve lugar, neste domingo, um almoço solidário que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres organizou, com o objetivo de angariação de fundos para a aquisição de uma nova ambulância, dado que, neste verão, perderam uma ambulância num acidente de viação.

Estiveram presentes cerca de três centenas de amigos dos soldados da paz, oriundos de Fornos de Algodres e diversas localidades limítrofes, evento realizado no quartel desta instituição.

Já Fernando Rodrigues, Presidente dos Bombeiros, estava satisfeito com a grande adesão do povo do concelho de Fornos de Algodres e alguns amigos de fora, é sinal que o povo está com os bombeiros.

Referiu ainda qIMG_8916ue esta nova ambulância que vai ser adquirida é para continuar o trabalho de socorro às pessoas.

Por:António Pacheco

Centro Social Paroquial de Dornelas viu renovada certificação

14317515_738456179635167_3368784792393280618_n   Nos dias de hoje, as IPSS têm de estar sempre com as certificações em dia , face a isso, depois de uma auditoria externa, o Centro Social Paroquial de Dornelas, do concelho de Aguiar da Beira, viu renovado o seu compromisso com a qualidade dos serviços sociais e assim mantém presença no Mapa Europeu das organizações certificadas pela Norma Europeia EQUASS ASSURANCE.

Segundo fonte da IPSS , mostraram –se orgulhosos com esta  renovação e destacaram o trabalho de todos os colaboradores , deixando ainda um agradecimento da instituição a cada um dos clientes, colaboradores, fornecedores, parceiros, financiadores e respetivas famílias pelo contributo na concretização deste feito.

Por:AP/CSPD

Artigo de opinião- A Importância da Mastigação

  aoacA Importância da Mastigação

A mastigação é responsável por quebrar os alimentos em pedaços menores que facilitam a digestão e a absorção dos nutrientes. Sabia que esta pode também promover o desenvolvimento facial harmonioso?

Precocemente, o bebé necessita de realizar movimentos de sucção (seio materno, biberão e/ou chupeta) que promovem o desenvolvimento das estruturas orais (lábios, língua, bochecha e mandíbula). Assim, o aleitamento materno é o alicerce para uma mastigação e desenvolvimento saudáveis.

Como a mastigação é uma função aprendida, necessita de algum amadurecimento cerebral e treino, que deve ser iniciado por volta do 3/4 meses de idade através dos mordedores, brinquedos com diferentes texturas que os bebés colocam na boca. Esta vivência prepara-os para a aceitação dos novos alimentos.

Por volta do 6º mês, o bebé apresenta maturidade fisiológica e neurológica para receber novos alimentos e diferentes consistências. A maneira de preparar os alimentos faz toda a diferença e por isso, as primeiras papas, frutas e legumes devem ser amassadas com o garfo e oferecidas na colher (e também em pedaços maiores para que a criança pegue neles com a mão). É importante a variação das cores e das texturas nesta fase de adaptação e, de igual modo, é essencial a participação/envolvimento da família.

O que pode determinar a aprendizagem da mastigação é o tipo de alimento colocado na boca. As estruturas propriocetoras orais identificam o alimento e enviam sinais ao cérebro. Estes vão determinar o movimento e o tamanho da força necessária à mastigação. Portanto, se o bebé só comer papas com a consistência do puré (por exemplo), não vai desenvolver as estratégias que necessita para mastigar a carne (mesmo que seja desfiada ou picada).

A erupção dos primeiros dentes, por volta do 8º mês, vai tornar o bebé capaz de mastigar melhor. O contacto entre os dentes e o alimento estimulam a perceção da posição espacial da mandíbula, o que é importante porque gera estímulos de crescimento ósseo dos arcos. O bebé aprende a mastigar corretamente, utilizando os dentes (para cortar os alimentos) e realizando movimentos de abertura e fecho da boca. Mais tarde, a mastigação tornar-se convencional com a erupção dos dentes molares.

Os novos alimentos (novas consistências) devem ser apresentados ao bebé até aos 10 meses, na medida em que uma introdução mais tardia pode acarretar uma pior aceitação e uma maior dificuldade mastigatória. Ao completar o ano de idade, deve estar apto a realizar a alimentação da família (com algumas adaptações, se necessário).

As diferentes consistências/texturas alimentares promovem o estímulo e o treino gradual da mastigação, que promove o desenvolvimento muscular e os movimentos de lateralidade da mandíbula. Consequentemente, todos estes fatores levam a um crescimento ósseo harmonioso (ao nível da face). Quando a textura não exige esforço mastigatório suficiente, pode comprometer o crescimento ósseo ou originar um crescimento assimétrico responsável por problemas ortodônticos (eg. falta de espaço para os dentes, mordida cruzada…) e alterações na produção dos sons.

Em caso de dúvidas, não se esqueça que esta á uma das áreas de intervenção da Terapia da Fala, por isso procure um Terapeuta da Fala!

E para saber mais sobre este assunto, não perca o artigo do próximo mês! Sabe o que fazer se o seu filho não mastigar bem? A que sinais deve estar alerta? O que pode acontecer futuramente? Em breve terá todas estas respostas.

Por:Ana Carolina Marques- Terapeuta da Fala na APSCDFA

APSCDFA entre os dez nomeados para o “Prémio Manuel António da Mota

imagegen.ashxComo já noticiamos anteriormente, no próximo dia 27 de novembro, a APSCDFA vai estar entre os dez nomeados para o “Prémio Manuel António da Mota” que vai distinguindo organizações e personalidades que se destacam nos vários domínios da sua atividade.

Esta 7ªedição consagrará instituições que se distingam na apresentação de projetos nos domínios da educação, emprego e combate à pobreza e à exclusão social, decorrerá no Palácio da Bolsa no Porto.

Assim sendo aqui deixamos o programa dessa cerimónia:

14h30—Receção dos convidados
15h00 Conferência
José Vieira da Silva
Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
15h30 Intervenção
MANUELA RAMALHO EANES
16h15 Intervenção
ANTÓNIO MOTA
Presidente do Conselho de Administração da Mota-Engil SGPS
16h30 Apresentação de um filme com as 10 instituições finalistas
16h45 Entrega do Prémio Manuel António da Mota
17h00 Encerramento
MARCELO REBELO DE SOUSA
Presidente da República
17h30 Apontamento musical
“Mãos que Cantam”

Artigo de opinião–Atividade Física na 3ªidade

15086881_10205911204419161_970998522_nATIVIDADE FÍSICA NA TERCEIRA IDADE

De uma forma ou de outra, todos temos a consciência de que a população portuguesa está envelhecida devido ao aumento da esperança de vida e à diminuição da taxa de natalidade. E se isto é verdade para o País, mais se evidencia no Interior.

Atentos a esta realidade, são muitos (quase todos) os municípios que procuram dar uma resposta adequada às necessidades desta população, nomeadamente através da criação de programas de atividade física e bem estar.

O nosso distrito não é diferente, seguindo esta tendência, quer seja através de atividades ministradas nos seus lares para terceira idade ou atividades em gimnodesportivos e piscinas.

De facto verificamos uma preocupação em actuar nesta área, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população idosa.

Destacamos o caso do município de Seia, pelo número de participantes envolvidos numa atividade intitulada por Saúde em Movimento, onde mais de três centenas de pessoas com idade igual ou superior a 55 anos têm oportunidade de usufruir de duas sessões semanais de atividade física distintas, sendo uma ministrada em gimnodesportivos e outra na piscina.

O pressuposto comum da oferta destas atividades, será a melhoria da capacidade física, diminuindo a deterioração da aptidão física inerente ao avanço da idade, nomeadamente a resistência cardiovascular, força, flexibilidade e equilíbrio. Para além de tudo isto, devemos ter em consideração que nestas idades, o aumento do contacto social promove a redução de problemas psicológicos como a depressão e ansiedade, tão comuns nesta população.

A aposta dos vários municípios neste tipo de projetos, promove não apenas o aumento da prática da atividade física, mas também a sua orientação técnica especializada, evitando erros comuns que se tornam mitos difíceis de desmistificar, como recomendar aos idosos ir para a piscina nadar que lhe fará muito bem às costas.

A sério???

Então mas na sua grande maioria estas pessoas não têm técnica de nado, embora não se afoguem. Resultado? Entram na água ciosos do milagre, nadam num esforço tremendo, mas o Sr. Dr. disse que faria bem portanto há que aguentar. Vão para casa tomar o Voltaren para as dores e dormem melhor…

Pudera… Cansadinhos como ficam e sob efeito do medicamento parecem uns meninos… diga-se de passagem que se mal estavam das costas (das cruzes como eles tantas vezes referem) pior ficaram após a tal sessão milagrosa dentro de água.

Mas o Sr. Dr. disse que faria bem…

Pessoalmente alerto os colegas para não prescreverem medicação (não respondam com a mesma moeda), por favor sejamos íntegros.

Eu não salto de um avião (primeiro porque sei que vai aterrar) porque não sou paraquedista, portanto cada macaco no seu galho e a prescrição e acompanhamento do exercício físico deverá ser um processo responsável, feito por profissionais especializados, habilitados para tal, evitando que as pessoas fiquem expostas a situações contraproducentes com o propósito saudável da prática de atividades físicas.

Por tudo isto, as pessoas idosas deverão procurar no seu município quais as atividades físicas que poderão frequentar, de forma a melhorar a sua qualidade de vida.

Edward Derby afirmou que “os que não encontram tempo para o exercício terão de encontrar tempo para as doenças”

Haverá sempre uma solução perto de cada um de nós, a caminhada, por exemplo, é a atividade física mais praticada em todo o mundo.

Sejam ativos, sejam saudáveis.

Por:Prof.César Fernando- Seia

 

Conversa com Adriana Ribeiro,aluna da Faculdade de Farmácia da Univ.Coimbra

14955838_1102688566511959_2185719589375888212_n Fornos de Algodres recebeu recentemente um rastreio de saúde pelas alunas da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, onde encontramos a fornense Adriana Ribeiro e nos falou desta atividade realizada.

Magazine Serrano- Que balanço faz da atividade no concelho de Fornos de Algodres?

Adriana Ribeiro – O balanço do rastreio de saúde realizado no concelho de Fornos foi muito positivo para o que era esperado. Sendo uma comunidade pequena e um fim de semana em que não era expectável grande afluxo de gente (pela proximidade à Feira da Saúde e à angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro) recebemos muita gente que parou curiosa perto de nós e que aderiu rapidamente.

 As pessoas que aderiram mostraram-se interessadas pelo seu estado?

Muitas pessoas, para nossa satisfação, afirmaram que se certificavam regularmente do seu estado de saúde; mas, como vale mais preveIMG_1622nir do que remediar, aderiram ao nosso rastreio a fim de confirmar que estava tudo nos conformes. Outras, por outro lado, já não viam os seus valores há algum tempo e aproveitaram a nossa disponibilidade para se informarem sobre os mesmos.

 Para o vosso curso é importante o contacto com a comunidade?

Para todos os cursos onde haja contacto com a comunidade, é importante, desde o início da aprendizagem, que o estudante se habitue a lidar com pessoas uma vez que ninguém gosta de ser atendido por alguém sem qualquer empatia. Ciências Farmacêuticas, sendo um curso de saúde onde muitas das saídas profissionais exigem o contacto com a comunidade, é um curso onde nós estudantes temos de apostar por este contacto e experiência para podermos alcançar excelência enquanto profissionais.

 Fale-nos um pouco da vossa associação?

  Nós fazemos parte de um projeto que junta estudantes todos os anos que querem vivenciar a vida académica da melhor maneira. Coimbra, sendo um marco de tradição e vida académica com a sua tão famosa Queima das Fitas, tem o famoso Cortejo onde os estudantes abanam as suas fitas ao celebrar o fim de um ciclo. O curso de Ciências Farmacêuticas tem mestrado integrado pelo que este ano iremos celebrar a Licenciatura que será o primeiro passo em direção à atividade farmacêutica profissional. Sendo nós um curso de saúde, procurámos realizar uma formação na Fundação Portuguesa de Cardiologia de modo a complementar a aprendizagem de modo certificado. Permite-nos angariar fundos para o projeto fazendo o bem para a comunidade.

 Que próximas atividades vão realizar?

  As atividades realizadas passam por iniciativas dentro da comunidade estudantil de Coimbra mas também pretendemos realizar rastreios em qualquer concelho que nos possa receber. E como em Fornos a receção não podia ter sido melhor, fica o nosso muito obrigado a quantos nos ajudaram!

Reportagem de Sofia Pacheco

 

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres assinalado em Mangualde

mang1Decorre nesta quarta-feira, 16 de novembro, pelas 15h00, com a Câmara Municipal de Mangualde a antecipar a comemoração do Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres com uma sessão sobre “Direitos das vítimas de violência doméstica/conjugal”, orientada pela APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima – GAV Coimbra. A ação é dirigida a técnicos e comunidade em geral e decorrerá no CIDEM – Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde.

As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, através dos contactos: Gabinete de Ação Social da Câmara Municipal de Mangualde, T. 232 619 880, ssocial@cmmangualde.pt

                 A ORIGEM DESTE DIA

O Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres celebra-se todos os anos a 25 de novembro. Esta data visa alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos.

Em média, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica. Em Portugal 85% das vítimas de violência doméstica em Portugal são mulheres. A violência doméstica contra as mulheres abarca vítimas de todas as condições e de todos os estratos sociais e económicos. As vítimas de violência doméstica em Portugal podem recorrer à APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) que além de prestar apoio às vítimas organiza eventos especiais neste dia.

Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Desde 1999 que se tem celebrado este dia pelo mundo.

A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Por:Mun.Mangualde

 

ISCMFA selecionada nos 20 melhores projetos a nível da MUNDIAL da Fondation PSA.

IMG_0926Durante o dia de hoje a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, foi selecionada e referenciada com um dos melhores vinte projetos apresentados no que diz respeito ao Apoio Domiciliário, Centro de reabilitação a nível da MUNDIAL da Fondation PSA.

A instituição que alcançar o primeiro lugar será premiada com 5000 euros.

Segundo o Provedor Luís Miguel Ginja, referiu que se sente orgulhoso da instituição que representa estar  entre os vinte projetos escolhidos , significa o empenho dos técnicos e toda a equipa que preparou este projeto.

fonte:ISCMFA

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar