Templates by BIGtheme NET
Home » Saúde (page 55)

Saúde

Mangualde acolheu Café-Debate “Violência contra Mulheres”

violencia mulheres (1) O PAÍS ATRAVESSA UM MOMENTO EM QUE OS CRIMES DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA SÃO OS MAIS COMUNS PRATICADOS CONTRA MULHERES
Em prol de uma sociedade mais justa, livre de todos os comportamentos violentos e discriminatórios, a Câmara Municipal de Mangualde assinalou, no passado sábado, dia 21 de novembro, o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres com um café-debate. «O Município de Mangualde tem mantido na sua agenda de políticas o combate às desigualdades entre mulheres e homens e um trabalho empenhado e sério na luta contra a violência de género» referiu o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, na abertura da sessão. Foram muitas as pessoas que se dirigiram ao edifício do CIDEM – Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde, que se prolongou por três horas e meia devido ao intenso debate e discussão, que obrigou mesmo ao adiamento da sessão de Defesa Pessoal para mulheres prevista para o mesmo dia.

PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE RISCO, INSTRUMENTO FUNDAMENTAL PARA EVITAR OS CONHECIDOS RISCOS ACRESCIDOS DAS MULHERES QUE APRESENTAM QUEIXA
O Comandante do Posto Territorial da GNR do Sátão, 1º Sargento Rui Coelho, apresentou de forma detalhada as respostas e os procedimentos que esta unidade tem implementado, revelando que foi uma das primeiras do país a aderir ao programa de avaliação de risco, instrumento fundamental para evitar os conhecidos riscos acrescidos das mulheres que apresentam queixa. Apontaram-se também dificuldades e algumas disfunções do sistema, designadamente a morosidade dos processos judiciais, as limitações das medidas de afastviolencia mulheres (2)amento do agressor, e o expediente de “suspensão provisória dos processos” que desencorajam e produzem uma falta de confiança das vítimas na justiça.

VIOLÊNCIA É A PONTA DO ICEBERG OU A FOLHAGEM DE UMA ERVA DANINHA, QUE TEM NAS SUAS RAÍZES AS DESIGUALDADES DE GÉNERO
Rosa Monteiro, professora no Instituto Superior Miguel Torga e investigadora no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, especialista nas questões da igualdade de género e nas políticas públicas de âmbito local e nacional nestas matérias, apontou vários pontos críticos que têm determinado a persistência da violência contra as mulheres e a pouca efetividade das políticas e mecanismos criados desde o I Plano Nacional contra a Violência, em 1997, ou desde que foi considerado crime público em 2000. Lembrou que a violência é a ponta do iceberg ou a folhagem de uma erva daninha, que tem nas suas raízes as desigualdades de género e as profundas assimetrias de poder simbólico e material que sujeitam e subjugam as mulheres. Sublinhou a importância da Convenção de Istambul, o primeiro instrumento legal da UE nesta matéria, que representa uma mudança de paradigma. Por exigir intervenção sobre outras formas de violência para além daquela que acontece nas relações de intimidade (atuais ou passadas), mas também a violência sexual (violação, assédio, stalking), a escravatura, as práticas danosas como os casamentos forçados, a cyberviolência e o sexting. Por reclamar o envolvimento de novos atores no combate a estas formas de violência, como as autarquias, comunicação social (é inadmissível continuar a chamar “crime passional” aos femicidios), empresas, profissionais de saúde e de educação. Chamou a atenção para o isolamento da vítima ao longo de todo o processo e das falhas dos sistemas de proteção das mulheres, por exemplo, depois da apresentação de queixas. Deu o exemplo do estudo do CES que revelou que em cada 100 sentenças, 30 resultam em absolvições, e das 70 condenações quase 90% são de pena suspensa. O que se faz para proteger a vítima quando se coloca o agressor em liberdade, questionou a especialista. No debate, membros e parceiros do CLAS de Mangualde, sublinharam a importância de um trabalho intersectores, com enfoque na prevenção, através da educação e sensibilização.

OBJETIVO: ALERTAR A SOCIEDADE PARA OS VÁRIOS CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES
O Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres celebra-se todos os anos a 25 de novembro e a Câmara Municipal de Mangualde tem assinalado a data como forma de alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. De realçar que em média, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica. Assim, no evento serão debatidas perspetivas e olhares sobre a violência doméstica, quer pela parte de experientes profissionais que apoiam diretamente estas vítimas, quer pela parte de especialistas sobre a temática.
Recordamos que, segundo a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o fenómeno da violência contra as mulheres abrange vítimas e agressores de todas as condições, estratos sociais e económicos, tal como os seus agressores. De acordo com os dados da Associação, as mulheres representam mais de 81% das pessoas atendidas na sua rede nacional de 15 Gabinetes de Apoio à Vitima.
Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres e desde então tem-se celebrado este dia pelo mundo. A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Por:Mun.Mangualde

Dia Internacional da Pessoa Portadora de Deficiência assinalado em Mangualde

1 deficienciaComo forma a assinalar o Dia Internacional da Pessoa Portadora de Deficiência, a Câmara Municipal de Mangualde promove o debate “Esbater as desigualdades – realçar as diferenças”. A sessão realiza-se no dia 4 de dezembro, às 21h00, no Auditório da Câmara Municipal de Mangualde e terá como orador Rui Matos, colaborador da IBM e membro da direção da FAPPC (Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral).

 O Dia Internacional da Pessoa Portadora de Deficiência, assinalado anualmente a 3 de dezembro, é uma data comemorativa internacional promovida pelas Nações Unidas desde 1998, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos concernentes à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem-estar das pessoas. Procura também aumentar a consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspeto da vida política, social, económica e cultural.

Por:Mun.Mangualde

Desporto adaptado em destaque em Aguiar da Beira

wors  Esta quinta-feira foi um dia diferente em Aguiar da Beira, um bom momento para todos estes que participaram no Encontro de Desporto adaptada.

Teve lugar no Pavilhão Gimnodesportivo local, onde estiveram presentes 12 instituições de diversas localidades e cerca de 170 participantes, que wors.1acima de tudo se mostraram empenhados em todas as atividades realizadas.

Goalball, Boccia ou a Orientação Adaptada, foram modalidades que alguma percentagem de participantes realizaram apenas agora, mas todos com maior ou menor dificuldades se mostraram bem interessados.

Estiveram presentes o Presidente da Autarquia, Joaquim Bonifácio e também o Padre Pworsdaulo, entre outras figuras da vila.

Por:António Pacheco

fotos:MAG

Duas mortes em acidentes com tratores agrícolas nas últimas 24H

Tratores cada1tra vez mais mortíferos

Pese embora as várias publicações que já aqui fizemos sobre a matéria e as diversas ações de sensibilização que desenvolvemos diariamente no terreno, é com tristeza que continuamos a verificar mortes decorrentes da utilização de tratores agrícolas.
Quarta-feira, dia 11 de novembro, na localidade de Santana da Azinha – Guarda, e esta quinta -feira, dia 12 de novembro, na localidade de Maçal da Ribeira – Trancoso, registaram-se dois acidentes de trabalho com tratores agrícolas de onde resultaram a morte dos condutores (90 e 81 anos, respetivamente).
Nos dois sinistros verificou-se que um dos veículos não dispunha do arco de segurança instalado, e no outro, embora instalado, encontrava-se rebatido… Este elemento de segurança é fundamental para a proteção do condutor. Não arrisque a sua vida!

Por:GNR Guarda

Ação de sensibilização da Diabetes em Fornos de Algodres

No próximo Diabetes (1)dia 14 de novembro celebra-se o Dia Mundial da Diabetes.
Este dia foi criado em 1991 pela International Diabetes Federation e pela Organização Mundial da Saúde. O objetivo deste dia é chamar a atenção dos cidadãos e governantes para a problemática da Diabetes.
Nesse sentido, a Biblioteca Municipal de Fornos de Algodres realiza uma palestra esta sexta-feira, dia 13 de novembro sobre o tema, para sensibilizar a população para esta doença que cada vez atinge mais pessoas em todo o mundo, com a Enf.Raquel Batista.

Por:Biblioteca Mun.Fornos de Algodres

Serviço de Urgência – Hospital Seia muda de instalações

Alteração devido a obras

A partir das 14Hseia00 desta quarta-feira (dia 11 de novembro), o Serviço de Urgência do Hospital Nossa Senhora da Assunção, em Seia, passou a funcionar no Piso 1 da Consulta Externa (Edifício B –“Edifício Rosa”).

De acordo com a comunicação enviada pela Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda – Hospital Nossa Senhora da Assunção a esta autarquia, o encerramento do serviço de urgência no edifício onde atualmente funciona é temporário e prende-se com a realização de obras neste local. A este respeito a referida entidade informa, ainda, que a entrada para as urgências no Edifício B far-se-á pelo atual acesso à Fisioterapia.

Por:ULSG/Mun.Seia

Café-Debate sobre violência doméstica

21 de novembro, 14h30, no CIDEM

0mangEm prol de uma sociedade mais justa, livre de todos os comportamentos violentos e discriminatórios, a Câmara Municipal de Mangualde assinala, no próximo dia 21 de novembro, o Dia Internacional Contra a Violência Doméstica com um café-debate. A iniciativa acontece no CIDEM – Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde, pelas 14h30, e conta com a participação da Seção de Programas Especiais do Destacamento Territorial de Mangualde (GNR) e de Elza Pais, deputada da Assembleia da República, socióloga e com um percurso profissional académico e político dedicado à promoção da igualdade de género e à prevenção da violência familiar.

O Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres celebra-se todos os anos a 25 de novembro e a Câmara Municipal de Mangualde tem assinalado a data como forma de alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. De realçar que em média, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica. Assim, no evento serão debatidas perspetivas e olhares sobre a violência doméstica, quer pela parte de experientes profissionais que apoiam diretamente estas vítimas, quer pela parte de especialistas sobre a temática.

Recordamos que, segundo a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o fenómeno da violência contra as mulheres abrange vítimas e agressores de todas as condições, estratos sociais e económicos, tal como os seus agressores. De acordo com os dados da Associação, as mulheres representam mais de 81% das pessoas atendidas na sua rede nacional de 15 Gabinetes de Apoio à Vitima.

Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres e desde então tem-se celebrado este dia pelo mundo. A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

SESSÃO DE DEFESA PESSOAL
‘Porque sabemos o forte que consegues ser’
No mesmo dia, pelas 17h00, no Pavilhão Municipal de Mangualde decorrerá uma sessão de KESYI sobre Defesa Pessoal Feminina. A ação é promovida pelos professores do Centro Bujutsu de Mangualde – Artes Marciais, Pedro Veloso e David Alves, a participação é gratuita, sendo de inscrição obrigatória através do email: ssocial@cmmangualde.pt.

Por:Mun.Mangualde

Município de Pinhel lança mais uma Campanha de Recolha de Tampinhas

1pinhel0 O Município de Pinhel procedeu nesta terça-feira, dia 10 de novembro, à entrega de uma cadeira de banho adquirida com as verbas angariadas através da sua 2ª Campanha de Recolha de Tampinhas.

Lembramos que esta Campanha teve o objetivo de separar e recolher 6 toneladas de tampinhas de plástico tendo em vista a angariação de cerca de 900 euros para aquisição de uma cadeira de banho destinada a uma jovem portadora de deficiência (paralisia cerebral).
De referir que associada a esta campanha esteve a mudança de habitação do agregado, uma vez que a casa onde residiam não tinha as condições de mobilidade adequadas à jovem nem à utilização de ajudas técnicas como a cadeira que agora é oferecida.

Cumprido este objetivo, o Município de Pinhel vai d1tampinhaar seguimento a esta iniciativa no intuito de continuar a promover a separação de resíduos e, ao mesmo tempo, ajudar quem mais precisa.

A próxima campanha tem já um objetivo e um destinatário: juntar 12 toneladas de Tampinhas para adquirir uma cadeira de rodas adaptada (no valor aproximado de 2250,00€) destinada a uma menina de dez anos, portadora de multideficiência (situação sinalizada pela Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência do Agrupamento de Escolas de Pinhel).

Por:Mun.Pinhel

Aguiar da Beira recebeu nova Médica para Centro de Saúde

O Municípisaudeo de Aguiar da Beira oferece habitação a médica de família contratada para o Centro de Saúde de Aguiar da Beira.
Desde o início de outubro que o Centro de Saúde de Aguiar da Beira tem ao serviço da população e a tempo inteiro uma nova médica de família.
A médica de família, Dra. Svitlana, reside já em Aguiar da Beira, em habitação fornecida pelo Município, conforme deliberado pela Câmara Municipal, no passado dia 14 de outubro.
A autarquia, cumprindo os incentivos para a fixação de médicos de família concertados com o
Agrupamento de Centros e Extensões de Saúde Dão Lafões e a médica contratada, assumirá, ainda, as despesas da habitação, decorrentes do fornecimento de água, saneamento, eletricidade e gás.
Nos benefícios conce
didos, incluem-se, também, a utilização gratuita dos equipamentos desportivos do Município.

Por:Mun.Aguiar da Beira

Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama foi assinalado em Fornos de Algodres

O Dia NacDSC09863ional da Prevenção do Cancro da Mama foi assinalado no passado dia 30 de outubro, na vila de Fornos de Algodres, com bastante significado.
Algumas instituições associaram-se a esta causa, desta forma foram distribuídas flores às mulheres pelos espaços comerciais, desta localidade.
O segundo momento do dia, contou com a presença das crianças da escola do 1ºciclo que em frente à Câmara Municipal,com a presença do  Presidente da Câmara, Dr Manuel Fonseca,  organizaram-se e formaram um laço humano rosa, como maneira de sensibilizar a população para esta doença que cada vez mata mais mulheres.SAM_7042
Em Portugal, anualmente são detetados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama, e 1500 mulheres morrem com esta doença.
O cancro da mama é uma das doenças com maior impacto na nossa sociedade, não só por ser muito frequente, e associado a uma imagem de grande gravidade, mas também porque agride um órgão cheio de simbolismo, na maternidade e na feminilidade.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar