Templates by BIGtheme NET
Home » Turismo

Turismo

Carnaval em Quintela, um tradição secular

A tradição volta a ser celebrada na freguesia Quintela de Azurara, em Mangualde, volta a fazer jus aos seus costumes de Carnaval com momentos que vão recordar tradições seculares. A fogueira, as Papas de Milho, a Sacada e o Enterro do Entrudo, serão os pontos altos das festividades que, ao longo de vários dias, prometem animar as ruas daquela localidade. Os “Casamentos” dos Compadres abrem os festejos, a 20 de fevereiro, mas, até 5 de março, são muitas as propostas.

 Apesar do passar dos tempos e das alterações inerentes à evolução das sociedades, perde-se no tempo, o ano e a forma, como Quintela de Azurara começou a viver a tradição do Carnaval. Uma iniciativa secular, que foi passando de geração em geração, com momentos únicos, como é o caso do jogo a Sacada, onde os rapazes solteiros se mascaram de “velhas” e, transportando sacas de serapilheira, desafiam os homens casados a participar no jogo. Dizem os mais velhos que este será um ritual de purificação da alma e libertação dos maus pensamentos. No dia de Carnaval, 5 de março, pelas 17h00, todos são convidados a conhecer.

 O Entrudo é seguramente a época do ano que mantém o maior número de tradições nesta freguesia. No dia 20 de fevereiro, os casamentos dos compadres e das comadres são anunciados e afixados por dois ou mais mensageiros, posicionados em cada extremo do povo, que têm “liberdade ilimitada” para abusar do maldizer de todos os solteiros e solteiras que habitam na Freguesia.

 Nos domingos magro e gordo, todos são convidados para participarem no jogo da “Panela de Barro” e para entrarem na “Roda do Entrudo”, onde se canta e dança alegremente. Na quarta-feira, dia 27 de fevereiro, uma semana após a maledicência dos compadres, surge a resposta com os casamentos das comadres, que também aproveitam a sua oportunidade para troçar de toda a gente.

 A Fogueira é também um marco histórico do Carnaval de Quintela de Azurara: na noite anterior ao dia de Carnaval (este ano a 4 de março, a partir das 19h00), a população junta-se à volta de uma grande fogueira, cantando e dançando alegremente, retemperando as forças para, pela aurora, e já satisfeitos com as Papas de Milho, irem “Cantar a Madrugada” pelas ruas da aldeia. No dia seguinte, dia de Carnaval, a folia continua! Pela manhã, quem conseguiu dormir toma conta da fogueira, para esta não se apagar, e quem passou a noite acordado vai descansar breves momentos! Vários grupos musicais vão animar a aldeia de 3 a 5 de março até ao Enterro do Entrudo, que acontece pelas 00h00 de quarta-feira. Terminam assim as festas e entra-se no período da Quaresma.

 Durante estes dias, Quintela de Azurara oferece ainda um vasto programa lúdico, para a população e visitantes:  a caminhada pelos “Trilhos de Ludares”, o Passeio Noturno de BTT e o Free Trail. E ainda degustação e venda dos produtos da região em destaque na Feirinha de Entrudo, onde também estará patente o artesanato.

Exposerra de 1 a 5 de março em Gouveia

Em 2019, a ExpoSerra cumpre mais uma edição em que irá promover as atividades económicas e valorizar o tecido empresarial, os produtos endógenos, o artesanato, o turismo de natureza, as tradições e cultura do concelho de Gouveia e da Serra da Estrela.

O maior certame de negócios e produtos regionais da Serra da Estrela tem como principais objetivos a comercialização e promoção de produtos endógenos e do artesanato, enquanto marcas identitárias regionais e a promoção do território do concelho de Gouveia e da região da Serra da Estrela.

A ExpoSerra irá decorrer de 01 a 05 de março e contará, à semelhança das outras edições, com grandes nomes da música portuguesa, que farão a animação do evento.
Na sexta-feira, dia 01 de março, o certame contará com o momento musical dos HI-FI, no dia 02 de março os Vira Milho irão animar a noite de sábado, no domingo dia 03 de março, irá realizar-se a tradicional Feira do Queijo, a Safira será a rainha do Carnaval e nesse mesmo dia o palco da ExpoSerra recebe o grande nome da música portuguesa José Malhoa. Na segunda-feira, 04 de março, terá lugar o baile de Carnaval com a Banda Lux. No último dia do certame, 05 de março, a tarde será dedicada aos mais pequenos com o musical “Alice no País das Maravilhas”, seguido do tradicional Enterro e Queima do Entrudo que encerram a programação.
Em conjunto com o certame económico irão decorrer também as atividades do Carnaval da Serra: o desfile pedagógico, a realizar no dia 28 de fevereiro; a tradicional Feira do Queijo e o desfile de Carnaval, no dia 3 de março (“domingo gordo”); o baile de carnaval no dia 4 de março; e, a encerrar a programação da Feira e do Carnaval da Serra, a tradicional Queima do Entrudo, a realizar no dia 5 de março.

Nesta edição, devido ao facto de o Mercado Municipal de Gouveia ter sido transferido para o Pavilhão da Ex. Bellino & Bellno, o espaço da realização do certame será substancialmente menor, o que se deverá refletir no número de expositores que o evento poderá receber. No entanto, isso não deverá prejudicar a qualidade da feira, cujo conceito deverá ir mais de encontro aquele que foi originalmente definido: o da promoção de produtos endógenos, artesanato e turismo de natureza. Assim sendo, esta edição da ExpoSerra irá disponibilizar cerca de 70 stands promocionais para empresas e outras entidades destes ramos de atividade.

Doces são tema das 7 Maravilhas® em 2019

Candidaturas decorrem até 7 de março. Uma candidatura pode incluir 7 doces.
Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os embaixadores do projeto, enquanto anfitriões das três Galas a emitir no prime time da RTP1 e na RTP Internacional.
Este ano o formato reinventa-se, com Grande Júri, eliminatórias distritais, duas semifinais e uma Grande Final a 7 de setembro.
Depois de eleitas as 7 Maravilhas à Mesa® em 2018, que privilegiou gastronomia, vinhos, azeites e roteiros, chegou a vez de adoçar a boca aos portugueses e colocar em votação das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. O tema de 2019 já tem candidaturas abertas, em que pela primeira vez é possível incluir 7 candidatos numa só proposta.
 
As 7 Maravilhas Doces de Portugal foram lançadas hoje, pelas 16h, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. O projeto foi apresentado por Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas, e o formato televisivo por José Fragoso, Diretor da RTP1 e RTP Internacional. Catarina Furtado e José Carlos Malato, apresentadores da RTP, estiveram presentes enquanto embaixadores das eleições 7 Maravilhas. Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP, esteve também presente neste evento. Contou-se ainda com a presença de representantes dos Apoios Institucionais do projeto, nomeadamente Antero Jacinto, Presidente do Grupo de Setor da Restauração Tradicional, Ana Paula Pais, Diretora Coordenadora de Formação do Turismo de Portugal e de Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.
As categorias a concurso são: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação. As candidaturas terminam a 7 de março e são realizadas online, no site oficial das 7 Maravilhas. A grande aposta deste ano é na Inovação à base de produtos endógenos, incentivando ao empreendedorismo local. A tradição, a importância económica, social e cultural dos doces são também critérios preponderantes.
 
A oitava edição das 7 Maravilhas em Portugal® volta a reinventar-se e este ano os candidatos são votados por cada um dos 18 distrito e duas regiões autónomas, com 20 programas de daytime em direto a realizar nos meses de julho e agosto. Haverá nesta fase 7 candidatos por distrito e regiões autónomas, num total de 140 doces candidatos, sendo que de cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.
Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por 7 figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de 8 candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas.
Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os anfitriões e embaixadores das 7 Maravilhas, apresentando as três Galas (duas semifinais e uma Grande Final). Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.
 
A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal®

Aguiar da Beira recebe peça “O Presente de César “

flyer_presente_cesar_aguiar
Entre 01 de fevereiro e 07 de abril, O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra, um projeto do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões, será apresentado em nove municípios da região.

Reflexo de um percurso de 20 anos, a programação do Teatro Viriato para 2019 celebra o trabalho de cooperação cultural em rede através da estreia de “O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra”. Uma encomenda e produção do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões que conta com o texto original de Sandro William Junqueira e a encenação de Giacomo Scalisi. O espetáculo será apresentado, entre 01 de fevereiro e 07 de abril, em nove municípios da região: Penalva do Castelo, Aguiar da Beira, Castro Daire, Mangualde, Viseu, Nelas, Tondela, Sátão e Santa Comba Dão, num total de 27 sessões. A estreia desta peça de teatro culinário aconteceu já nos dias 01 a 03 de fevereiro,  no município de Penalva do Castelo, na Paradores/Casa da Ínsua.

O Presente de César – Quem vai Para o Mar Não Volta a Terra nasce da vontade do Teatro Viriato de voltar a criar um espetáculo intimamente ligado aos modos de vida e aos produtos endógenos da região Viseu Dão Lafões. Esta peça é uma reflexão sobre histórias de vida das gentes desta região, sobre os portugueses e sobre a sua relação com o mar. Conta histórias trágicas de famílias a quem o mar roubou gente, memórias e sonhos, em troca de um sustento, interpretadas por Graeme Pulleyn, Gabriel Gomes e Sofia Moura. “Queremos contar esta história, queremos mesmo contar esta história. Queremos mergulhar fundo nessa realidade tão distante de nós, realidade fantasma que paira no nevoeiro do nosso país, das nossas veias”, salienta o encenador Giacomo Scalisi.

A ação decorre em paralelo com o jantar que será servido à plateia, estando a criação gastronómica a cargo de Rosário Pinheiro. O bacalhau é, neste espetáculo, um prato que se come e o peixe que se pesca longe, a muito custo, sendo o elo de ligação entre a realidade e a ficção. A região Viseu Dão Lafões, o seu património, os seus produtos e as pessoas que a habitam têm um papel fundamental tanto na narrativa, como nos pratos que serão servidos. “Uma metáfora sobre Portugal, que tem lugar na região de Viseu Dão Lafões. É sobre a ideia permanente de que os portugueses têm de se lançar ao mar para conseguir ir mais além e conquistar melhores condições de vida. É sobre as dificuldades do interior, sobre a partida, sobre a perda. O bacalhau na sua relação com o mar estará sempre presente e junta-se às migas, ao mel, ao vinho, à maçã bravo de Esmolfe e à região”, sintetiza a diretora geral e de programação do Teatro Viriato, Paula Garcia.

Durante cerca de dois meses, a cada fim de semana, a peça circulará pelos diferentes concelhos. A reserva e aquisição de bilhetes deve ser feita junto a cada um dos municípios onde o espetáculo será apresentado, à exceção dos Municípios de Viseu e Tondela que disponibilizam as entradas na bilheteira do Teatro Viriato e da ACERT, respetivamente.

Além da valorização do trabalho de cooperação cultural em rede e do património da região através da apresentação do espetáculo em espaços de reconhecido valor histórico; do ponto de vista artístico, este projeto permite ao Teatro Viriato, no âmbito da sua programação, contrariar a dimensão efémera e imediata dos projetos artísticos que não circulam, nem são explorados na sua profundidade e potência. E, simultaneamente, cumprir com a sua missão de desconcentração da sua atividade para outros territórios e de criação de condições para o desenvolvimento do trabalho de artistas fixados na cidade, como o ator e encenador Graeme Pulleyn, Artista Associado do Teatro Viriato e coordenador do K CENA – Projeto Lusófono de Teatro Jovem; e ainda os atores Gabriel Gomes e Sofia Moura, que iniciaram o seu percurso nos projetos de teatro para jovens do Teatro Viriato e prosseguiram a sua formação académica, regressando agora e voltando a instalar-se na cidade.

O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra é uma encomenda e produção do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões. Resulta do que tem sido uma aposta permanente do Centro de Artes do Espetáculo de Viseu (CAEV), enquanto associação responsável pela gestão e programação do Teatro Viriato, de diversificação das fontes de financiamento do projeto artístico que tem desenvolvido. Ao longo da sua existência, com maior incidência nos últimos anos, o CAEV conseguiu – através de várias candidaturas – atrair um investimento extra ao financiamento regular do Município de Viseu e da Direção Geral das Artes no valor aproximado de 1 milhão e 300 mil euros.

ACERT, Binaural/Nodar, Cine Clube de Viseu, Teatro Regional da Serra de Montemuro e Teatro Viriato são as estruturas de programação e de criação artísticas que integram a Rede Cultural Viseu Dão Lafões que se destina à consolidação de uma programação cultural em rede para o respetivo território, abrangendo os 14 municípios parceiros da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões (CIM Viseu Dão Lafões). Um projeto financiado no âmbito de uma candidatura da CIM Viseu Dão Lafões ao concurso destinado a Programação Cultural em Rede, cofinanciado pelo Programa Operacional Regional – Centro 2020, com duração de três anos (2017-2019).

Datas e locais de apresentação:

Penalva do Castelo – Paradores/Casa da Ínsua

01, 02 e 03 de fevereiro

Aguiar da Beira – Quinta dos Vilhenas

08 e 09 de fevereiro

Castro Daire – local a confirmar

15, 16 e 17 de fevereiro

Mangualde – Solar do Almeidinha

22, 23 e 24 de fevereiro

Viseu – Solar do Vinho do Dão

1, 2 e 3 de março

Nelas – Mercado Municipal

15, 16 e 17 de março

Tondela – Solar de Vilar

22, 23 e 24 de março

Sátão – local a confirmar

29, 30 e 31 de março

Santa Comba Dão – Solar dos Costas

05, 06 e 07 de abril

Novo figurino para o Fornos Youth Cup 2019

Já está em marcha a preparação de mais uma edição do Fornos Youth Cup 2019, neste ano com um novo figurino.

Assim vai continuar no mês de junho , mas em dois fins de semana, assim nos dias 22,23,29 e 30 de junho.

Uma nova versão que vai permitir uma nova grelha de equipas, onde entre 22 e 23 Junho —U7, U8, U10 e U13
e no 29 e 30 Junho —U7, U9, U11 e U12

De certo, uma nova roupagem na prova que engloba agora dois fins de semana.

Província de A Corunha, convidada da FIT 19

O destino espanhol convidado da sexta edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que decorrerá na Guarda, entre 2 e 5 de maio, é a Província de A Corunha, na região da Galiza,
Esta participação surgiu depois de conversações no decurso da FITUR – Feira Internacional de Turismo de Madrid, no final do passado mês de janeiro, entre o responsável pelo turismo, deputado Xosé Regueira e o diretor da FIT, Carlos Condesso. A Província irá então participar enquanto destino convidado e desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “A Coruña – Siempre abierta”.

Recorde-se que a FIT é o maior certame de turismo do Interior do país e o único de âmbito ibérico e que em 2018, na sua 5ª edição, a feira registou a maior participação de sempre com 35 mil visitantes, mais de 500 entidades representadas e a maior área coberta de sempre: 10 mil metros quadrados. O certame ibérico tem a decorrer o período de inscrições até 29 de março. Os interessados em participar podem aceder ao sítio de internet da feira em fit.mun-guarda.pt para consultar o regulamento e aceder às fichas de inscrição.

Sabugal acolhe a IX Gala do Bombeiro do Distrito da Guarda

Vai ter lugar mais uma edição da Gala distrital do Bombeiro, este sábado, dia 26 de janeiro no Sabugal, na Casa da Esquila, uma organização da Federação  dos Bombeiros do Distrito da Guarda.

Para além das homenagens a cada um dos intervenientes, Gil Barreiros vai receber a  Fénix de Honra da Liga dos Bombeiros Portugueses.

Mercado da Agricultura Familiar em Pinhel

Vai realizar -se na Cidade Falcão, o Mercado da Agricultura Familiar, numa iniciativa do Município de Pinhel.

A finalidade deste evento é dinamizar e fomentar a agricultura tradicional familiar, promover o escoamento dos produtos agrícolas, assim como oferecer aos consumidores produtos endógenos de qualidade

Para todos que têm produtos agrícolas em excesso (hortícolas, frutícolas, leguminosas, frutos secos, etc.) ou outros produtos de confeção tradicional,  participe no Mercado da Agricultura Familiar, no terceiro domingo de cada mês, entre as 10.00h e as 13.00h, na Praça Sacadura Cabral, em Pinhel.

Para mais informações, contacte o Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Pinhel – 961 016 961 / gabinete.agricultor@cm-pinhel.pt.

Por:MP

Escape Livre regressa ao Dakar

Depois do sucesso do ano anterior, o Clube Escape Livre volta a levar alguns dos seus sócios e amigos ao Rali Dakar, que decorre de 6 a 17 de Janeiro, no Peru, e no qual participam quase duas dezenas de pilotos portugueses. Nesta viagem de cariz aventureiro e turístico, a comitiva de 14 pessoas terá oportunidade de visitar o paddock da mais dura prova de ralis do mundo, instalado em Lima, conviver com os pilotos no bivouac de Pisco, e acompanhar de perto a rota do Dakar.

A viagem é ainda uma oportunidade para conhecer um pouco daquele país da América do Sul, nomeadamente o centro histórico de Lima, rumar a sul para, em território chileno, conhecer a riqueza e património da capital, Santiago do Chile, e visitar a mítica Ilha de Páscoa com as suas 20 estátuas moai.

Para Luis Celínio, presidente do Clube Escape Livre, “a primeira viagem ao Dakar, realizada em 2018, tinha como objetivo assinalar os 40 anos do Dakar e os dez anos de edições na América do Sul, mas foi de tal forma enriquecedora, que decidimos voltar a lançar o desafio, sendo imediatamente aceite. Tanto ao nível da vivência entre sócios e amigos, como do contacto, acompanhamento e emoções do Dakar, das experiências todo terreno e de todas as características culturais, paisagísticas e históricas desta região, entendemos que esta oportunidade era imperdível, até porque há a possibilidade de esta ser a última edição do Dakar na América do Sul”.

 

Bancos no Miradouro de Cristo Redentor em Infias

Há uns largos anos atrás, foi construido um monumento em homenagem ao Cristo Redentor, na Freguesia de  Infias.

O local escolhido foi estratégico dado que é um dos pontos com melhor visibilidade da serra da Estrela.

Face a isso, recentemente foram colocados bancos para poder proporcionar aos visitantes descansar um pouco e continuar a desfrutar da bela paisagem que este local proporciona.

foto:FI

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar