Templates by BIGtheme NET
Home » Turismo (page 5)

Turismo

Oferta de uma bicicleta de fisioterapia para Misericórdia de Mangualde

A Misericórdia de Mangualde foi contemplada nesta segunda -feira com a oferta de uma bicicleta de fisioterapia, na passagem da 80ª edição da prova rainha do ciclismo nacional “ Volta a Portugal”, pela cidade de Viriato.
Para o Provedor, José Tomás, “este equipamento vai contribuir para a promoção da boa forma física, dos residentes das diferentes respostas sociais da Misericórdia. Trata-se de um ato simbólico para com aqueles que mais precisam, que muito agradecemos.”
A Vice-Provedora, Isabel Couto e o Mesário, Carlos Coutinho, representaram a Misericórdia de Mangualde nesta Cerimónia.
Esta ação inovadora resulta da assinatura de um protocolo entre o Banco Santander, a União das Misericórdias Portuguesas e a Podium Events de apoio à população sénior, que prevê a entrega de várias bicicletas de fisioterapia à população sénior residente nas localidades das etapas da 80ª Volta a Portugal em Bicicleta.

Por:SMM

V Encontro Gastronómico na Abrunhosa-a-Velha

 

O Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha coloca novamente em destaque a gastronomia tradicional do concelho de Mangualde. A iniciativa, que já vai na sua 5ª edição, realizar-se-á este sábado, dia 11 de agosto, a partir das 17h00, e, como habitualmente, no Centro da Aldeia.

A sopa de barbo do Chefe João Tomé, os rojões à moda da Abrunhosa do Chefe Alfredo, o rancho à moda de Mangualde do Chefe Neca, as pataniscas com arroz de feijão da Chefe Ivone e o pão no forno a lenha e bolos de chouriço do Chefe Américo farão as delícias de todos os presentes. A entrada tem o custo simbólico de cinco euros e permitirá aos visitantes provar os vários “pratos” apresentados, bem como desfrutar de muita animação.

A iniciativa, promovida pela Junta de Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e pela Câmara Municipal de Mangualde, conta com o apoio do grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Estrela do Mondego Futebol Club, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Racho de Carnaval da Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha e com o patrocínio da COAPE, do Hotel Mira Serra e da Quimirep.

Por:MM

 

Volta a Portugal na Região

Neste domingo, disputa-se a etapa rainha da 80.ª edição terá 171,4 quilómetros, entre a Guarda e as Penhas da Saúde, na Covilhã.

A partida da 4ª Etapa da 80ª Volta a Portugal em Bicicleta realiza-se no Jardim José de Lemos, na Guarda, no próximo domingo, dia 5.

Os ciclistas devem concentrar-se no Jardim por volta das 10h30 e a partida será às 12h25.

A etapa segue para Celorico da Beira:

13h15 – Lageosa do Mondego

13h22 – Ratoeira

13h32 – Quartel Bombeiros

13h40 – Cruzamento Casas do Soeiro

13h48 – Cortiço

13h55 – Carrapichana

Gouveia (14h10), Seia (14h33) e terá passagem pelo ponto mais alto de Portugal continental, a Torre, na Serra da Estrela, com hora prevista às 15h38.

De seguida, o percurso continuará por Manteigas e Sarzedo.

A chegada à Covilhã está prevista para as 17h25.

Posteriormente, a 4ª etapa continuará pelo concelho da Covilhã com o seguinte percurso: Verdelhos, Teixoso e Canhoso, Praça do Município e Penhas da Saúde.

A chegada à meta final tem hora prevista às 17h42.

Por:JAM

Quinta do Quinto, alojamento no vale do Mondego

  O Turismo é uma das grandes apostas da nossa região, numa das nossas viagens, fomos ao encontro de um alojamento local, a Quinta do Quinto, situada no concelho da Guarda, mais concretamente na localidade de Cavadoude, inserida no Vale Glaciar do rio Mondego.

Fomos conversar com Luís Amaral que nos deu a conhecer este projeto.

A Quinta do Quinto foi uma aposta importante?

Sim, uma aposta importante, foi durante muitos anos, o meu avô aqui trabalhou na parte agrícola onde empregou muita gente e infelizmente a evolução dos tempos não o permitiu e nós decidimos abraçar este projeto, a casa é muito bonita e fomos remodelando aos poucos para turismo habitação, onde as pessoas de fora gostavam muito da casa e foi daí que surgiu a aposta.

Começamos há cerca de um ano, o feedback é muito positivo e vai sendo o que nos motiva a continuar.

Apesar de ser um projeto de família, tem de haver muito gosto pela área?

Sim muito gosto, no fundo estou aqui desde as 7 da manhã até à meia -noite, constantemente quando há pessoas e se não houver gosto é complicado manter este ritmo.

Atualmente é uma casa que tem muita história, no antigamente foi pertença do Clero, do séc. XVII, as pessoas ficam encantadas, e depois toda a envolvência inserida no Vale Glaciar, as montanhas, existe um microclima no verão e no inverno, a fauna e a flora também é muito diversificada, mas sobretudo é um local calmo, dado que as pessoas vêm para descansar, relaxar.

Estes projetos começam a surgir, agora existe o alojamento local, no futuro a vertente agrícola pode surgir novamente?

O nosso objetivo é continuar desenvolver a quinta, este foi o primeiro parâmetro definido, no sentido de divulgar a quinta e na segunda fase, tentar transformar este espaço numa quinta pedagógica, com hortas, aproveitar o nosso olival, temos oliveiras com muitos anos, com animais, isto é transformar num “Resort Rural”.

O turista procura locais calmos?

Sim cada vez mais, hoje em dia, alguns visitantes dizem: “Foi uma noite tranquila”, é importante, dado que, os turistas gostam da tranquilidade, cada vez mais temos de aproveitar estes espaços, as zonas começam a ficar desertificadas.

Agora estes projetos no futuro, podem trazer fixação de pessoas, senão vejamos, quando pensamos em fazer alguma coisa, temos de pensar na comunidade, esta é uma zona bonita e aqui à volta também existem outras quintas com bastantes turistas, logo é bom para a zona.

Que apoios se podem ter neste tipo de projeto?

Existem vários apoios, nós fomos fazendo com capital próprio, os meus pais foram desenvolvendo essa parte, agora existem alguns apoios, no Portugal 2020, Centro 2020, alguns apoios comunitários que vamos aproveitar para desenvolver a segunda parte deste projeto.

Os jovens cada vez mais abraçam estes projetos?

Sim, aliás as pessoas ao verem um jovem, tem dado um aval positivo e no final dão força, é sinal que aprovam, gostam de verem os jovens envolvidos.

Agora o mercado está saturado, decidi avançar, mas nestes projetos é preciso ter muito gosto, porque se passam muitas horas.

A zona do Vale do Mondego tem grande potencial?

Sim, as pessoas começam a conhecer, é uma zona pouco divulgada, aliás os turistas estrangeiros afirmam que gostavam de conhecer mais Portugal, mas precisa de mais divulgação.

Agora vamos estar esperançados, com o projeto que a Câmara da Guarda tem para esta zona, os Passadiços do Mondego que podem ser uma alavanca de grande atração de turistas a esta zona, podendo surgir algo mais no campo da restauração e outros setores.

É necessário um desenvolvimento do comércio local.

Em 2017 estiveram na FIT, agora o balanço deste ano foi positivo?

Foi uma aposta positiva, no sentido de nos dar a conhecer, é um certame de renome ibérico, agora no futuro, a participação noutras feiras poderá ser uma ideia a reter em conta.

O balanço deste primeiro ano é muito positivo, tivemos muitos visitantes.

Requalificação do Largo das Carvalhas em curso

Foi lançado o Concurso Público para a execução da requalificação do Largo das Carvalhas. O Município de Mangualde aposta assim na melhoria de um espaço nobre, central e urbano da cidade, com um investimento que ascende os 1,2 milhões de euros – cofinanciado em 85% por fundos comunitários – que se enquadra no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Mangualde. O prazo de execução da obra será de 15 meses.

A empreitada visa a requalificação de um largo existente no miolo urbano da cidade de Mangualde, tendo como objetivo dotá-lo de condições para a utilização que enquadra várias valências, nomeadamente parqueamento automóvel, montagem de exposições e feiras temporárias, equipamento de lazer e diversão, renovando-se ainda todas as infraestruturas existentes e satisfazendo cabalmente as necessidades da população.

“Trata-se de uma obra há muito esperada por todos os mangualdenses. Ver aquele espaço da cidade ganhar nova vida, obtendo simultaneamente valências essenciais para a cidade é sem dúvida um motivo de satisfação para todo o executivo municipal” – afirma João Azevedo. O presidente da Câmara Municipal de Mangualde destaca ainda que ”estamos a executar o plano de investimentos preparado desde 2016. Um plano de investimentos sustentáveis que tornarão o concelho mais atrativo e competitivo”.

Por:MM

 

Aba Taano abriram Noites no Coreto em Pinhel

Na noite desta quarta-feira, teve início na Cidade Falcão, mais um programa interessante cultural.
Assim as Noites no Coreto, contaram com a presença de Aba Taano, que agradou às muitas dezenas que vieram ao coreto.

Um espetáculo que é bastante animado, com algumas pessoas presentes a tentar dançar.

Markku Alen acelera com mais 80 pilotos em Castelo Rodrigo

Markku Alen chega a Portugal para participar no Slalom Sprint de Castelo Rodrigo e faz a sua primeira apresentação pública já no dia 20, em Coimbra. As instalações da MCoutinho, empresa parceira deste evento, é o local escolhido pela organização para Alen, ao lado do Fiat 131 Abarth com que venceu o Rali de Portugal, dar a conhecer alguns detalhes da sua presença em Figueira de Castelo Rodrigo, nos dias 21 e 22 de julho, e ainda para realizar uma primeira sessão de autógrafos.

O piloto finlandês que iniciou a sua carreira em 1969 e teve 129 participações no Campeonato do Mundo de Ralis, vai assinalar, naquela vila beirã, os 40 anos sobre a vitória na Copa FIA de Pilotos (1978), prova precursora do Campeonato Mundial de Pilotos, e os 45 anos como piloto profissional e oficial (1973, no Rali da Grã-Bretanha em Ford Escort RS 1600 MkI).

Em Figueira de Castelo Rodrigo, Markku Alen irá conduzir o Fiat 131 Abarth semelhante ao que o levou à vitória no Rallye de Portugal Vinho do Porto, em 1977, 1978 e 1981, três das suas cinco vitórias (além de 1975 e 1987). O piloto realiza ainda co-drives, sessões de autógrafos e um almoço com outros pilotos e navegadores que, em algum momento, disputaram com ele o Rali de Portugal e que a organização convida a estar em Figueira.

Jorge Ortigão, João Batista, Ramiro Fernandes e Miguel Vilar são apenas alguns dos pilotos e navegadores que nesta data já confirmaram a presença, mas outros grandes nomes nacionais são esperados para o almoço com Markku Alen em Figueira de Castelo Rodrigo, momento que pretende reviver o convívio de pilotos que participaram no Rali de Portugal com o piloto da Fiat.

O Slalom Sprint de Castelo Rodrigo vai contar com a presença de mais de 80 pilotos, entre eles os melhores das duas modalidades. Já confirmados estão Adruzilo Lopes, Jorge Almeida, António Matias, José Cruz, António Borges, Jorge Araújo, António Alexandre, Dino Almeida, Marco Martins, Luis Silva, João Batista e Tiago Mateus, entre tantos outros. Tanto na prova de sprint de sábado, pelas 21h00, no estádio municipal, como na de slalom, no domingo, a partir das 14h30, na Av. Heróis de Castelo Rodrigo, todos os pilotos vão proporcionar um espectáculo renhido, de velocidade, perícia e algumas acrobacias para surpreender o melhor e mais participativo público do slalom nacional. Em ambos os dias, esperam-se milhares de espectadores, este ano em número acrescido pela presença de entusiastas e fãs de Markku Alen.

Por:EL

“Andanças Seniores” em Mangualde

Entre os dias 26 de junho e 13 de julho, cerca de 900 seniores residentes no concelho de Mangualde, com idade igual ou superior a 65 anos, viajaram até ao norte do país no âmbito da iniciativa “Andanças Seniores”. Estes seniores tiveram a oportunidade de visitar Santa Maria da Feira, Arcozelo/Vila Nova de Gaia (visita ao santuário daquela que é popularmente conhecida como Capela de Santa Maria Adelaide), Miramar (Senhor da Pedra) e o Parque do Buçaquinho em Esmoriz. A ação, promovida pela Câmara Municipal de Mangualde em parceria com a Rede Social de Mangualde, foi acompanhada pela Vereadora Maria José Coelho.

A Vereadora da Ação Social, Maria José Coelho, refere que o projeto ‘Andanças Seniores’ tem como base a realização de passeios a locais, previamente definidos pela autarquia, criando oportunidades de lazer e de conhecimento de pontos de interesse histórico-cultural.

Desta forma, pretende-se promover, através da atividade de lazer, momentos estimulantes para socialização, troca de experiências e emoções, permitindo aos integrantes do grupo uma maior satisfação e qualidade de vida, bem como potenciar as capacidades funcionais, físicas e cognitivas. Em simultâneo, capacita-se a interação com os outros, reforçando o convívio e os laços sociais.

A contínua adesão a esta iniciativa mostra que os seniores do concelho continuam a responder afirmativamente e com entusiasmo à iniciativa proposta pelo executivo municipal.

 

V Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha

O Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha coloca novamente em destaque a gastronomia tradicional do concelho de Mangualde. A iniciativa, que já vai na sua 5ª edição, realizar-se-á no dia 11 de agosto, sábado, a partir das 17h00, e, como habitualmente, no Centro da Aldeia.

A sopa de barbo do Chefe João Tomé, os rojões à moda da Abrunhosa do Chefe Alfredo, o rancho à moda de Mangualde do Chefe Neca, as pataniscas com arroz de feijão da Chefe Ivone e o pão no forno a lenha e bolos de chouriço do Chefe Américo farão as delícias de todos os presentes. A entrada tem o custo simbólico de cinco euros e permitirá aos visitantes provar os vários “pratos” apresentados, bem como desfrutar de muita animação.

A iniciativa, promovida pela Junta de freguesia de Abrunhosa-a-Velha e pela Câmara Municipal de Mangualde, conta com o apoio do grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Estrela do Mondego Futebol Club, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Racho de Carnaval da Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha e com o patrocínio da COAPE, do Hotel Mira Serra e da Quimirep.

Por:MM

Guarda acolhe “Fragmentos Sonoros”

Este projeto pretende diversificar a oferta cultural das comunidades, bem como envolver as pessoas em novas experiências artísticas.

“Fragmentos Sonoros” é o espetáculo de música de vai estrear na próxima sexta-feira, na Guarda, e depois irá percorrer os outros municípios envolvidos no projeto “Cultura em Rede” das Beiras e Serra da Estrela. O espetáculo foi hoje apresentado, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda e contou com a presença de Vítor Amaral, Vereador da Câmara Municipal da Guarda, António Ruas, Primeiro Secretário Executivo da CIMBSE e Tiago Pereira, representante da Coruja do Mato.

A estreia está marcada para o dia 20 de julho, às 22 horas, no Pátio Traseiro da Sé da Guarda. A digressão segue depois para o Sabugal (dia 22), Fundão (dia 11 de agosto), Belmonte (dia 14 de agosto) e Covilhã (dia 21 de setembro).

Para Vítor Amaral este “projeto é muito importante para toda a região, porque materializa a promoção da cultura em vários domínios como o teatro, a música e a dança”. Neste sentido, este projeto da CIMBSE vai ao encontro dos desígnios da autarquia que é o de “promover os artistas e os grupos locais e incrementar uma rede cultural”.

Segundo António Ruas este projeto “está a ser uma agradável surpresa”, quer pelos participantes que são voluntários dos 5 aos 80 anos, quer pelo público que tem assistido aos espetáculos de dança e de teatro. Trata-se de um projeto inovador em rede, onde todos os municípios se envolveram de igual modo, acrescenta.

O projeto de música está a ser coordenado pela Coruja do Mato representado pelo Tiago Pereira que considera “ser de uma beleza extrema conseguirmos reunir em palco tantas pessoas, tão diferentes e com diferentes formações e de várias idades”. Este espetáculo vai funcionar como uma Orquestra e vai acompanhar um filme que retrata os diferentes municípios, conclui.

“Fragmentos Sonoros” é um trabalho em rede, em que músicos de diferentes localidades se reúnem no mesmo palco. Texturas, ambientes e melodias que refletem sobre o presente, que nos transportam numa viagem de memórias e afetos. Imagens e sons interagem num espaço de partilha. Do caos à harmonia, de apontamentos sonoros a cadências rítmicas. Um espetáculo sonoro e visual que convida o público a ser cúmplice de um território comum.

O projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela” é promovido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e os municípios que integram esta Comunidade Intermunicipal.

Trata-se de uma iniciativa que pretende constituir uma rede cultural entre os 15 Municípios da CIMBSE, vocacionada para a promoção cultural deste território. O projeto assenta em três áreas artísticas: dança, teatro e música.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar