Templates by BIGtheme NET
Home » Serra

Serra

150 Carvalhos plantados em Mangualde

 

Uma centena e meia de carvalhos foram plantados em Mangualde, pelos alunos das escolas numa iniciativa da Associação Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã e a Fundação Benfica, em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde,criaram uma ação de educação ambiental intitulada “Faz da tua Escola um Viveiro”, inserida num projeto de prevenção e sensibilização para riscos em vários ambientes.

Desta forma , na manhã de quinta -feira,  dia 21 de novembro, com a ajuda dos 150 alunos do 3.º ano da Escola Ana de Castro Osório e da EB1 de Mesquitela do Agrupamento de Escolas de Mangualde, foram plantados cerca de 150 Carvalhos na Serra de St. António dos Cabaços, na União de Freguesias Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta. A ação contou, por isso, com o apoio desta União de Freguesias.

 Estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira, e o Presidente da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida, assim como também o Agrupamento de Escolas de Mangualde e a Associação Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã. A plantação das árvores germinadas nos restantes estabelecimentos de ensino do Agrupamento de Escolas de Mangualde será realizada nas próximas semanas.

Espaço de Viveiro com espécies autóctones vai ser criado

Este projeto foi apresentado ao Agrupamento de Escolas de Mangualde e consistiu na criação de um espaço de viveiro com espécies autóctones, o carvalho-negral (Quercus pyrenaica) e o carvalho-alvarinho (Quercus robur), nas escolas e alargado também às famílias das crianças. Recorde-se que a primeira fase do projeto consistiu numa pequena abordagem teórica e na realização de sementeiras e apadrinhamento com os alunos e decorreu nos dias 4, 5 e 6 de fevereiro de 2019, com todos os estabelecimentos do 1.º Ciclo do Ensino Básico de Mangualde. A segunda fase consistiu na plantação das árvores germinadas na primeira fase, após processo de crescimento, e decorreu no âmbito do Dia da Floresta Autóctone.

 

Almeida recria as Bodas Reais de D. Maria I e D. Pedro de Bragança

“D. Maria, a Princesa, Vai Casar” é o tema do décimo primeiro e penúltimo evento do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa”, promovido pela Rede das Aldeias Históricas de Portugal, que chega à vila e Aldeia Histórica de Almeida nos dias 29 e 30 de novembro.

Uma festa que promete grandes emoções, graças a um programa que inclui bailes de época, workshops de construção de fantoches, gastronomia, música, visitas guiadas temáticas, e até subidas de balão de ar quente – para contemplar, em todo o seu esplendor, o magnífico desenho poligonal das fortificações da Aldeia Histórica de Almeida.

A Aldeia Histórica de Almeida recria, assim, as Bodas Reais de D. Maria I e D. Pedro de Bragança, quando a sua função militar e utilitária passou para segundo plano, transformando-se num palco de demonstração do espetacular jogo barroco, dramático, sonoro, efémero e luminoso. Uma festa que conhecemos apenas pelas páginas dos livros de História, e que ganha vida em dois dias de grande festa e animação.

Com um extenso e diversificado programa para todas as idades, com entrada gratuita, a Aldeia Histórica de Almeida convida habitantes e participantes a participar nos vários momentos da festa “D. Maria, a Princesa, Vai Casar”. Uma forma muito divertida de descobrir esta Aldeia Histórica e as suas origens, assim como os seus costumes e tradições.

Em suma, dois dias imperdíveis na Aldeia Histórica de Almeida, para que todos regressem a casa de coração cheio de momentos inesquecíveis!

Todas as atividades são gratuitas, mas algumas são de inscrição limitada e são sujeitas a marcação prévia, através do telefone 271 571 229, ou do telemóvel 939 612 622, ou ainda do e-mail museu.militar@cm-almeida.pt.

Este evento é promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, numa organização do Município de Almeida. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

A festa só acaba em dezembro!

O ciclo “12 em rede | Aldeias em Festa 2019” só termina em dezembro! Depois de Almeida, a festa segue para Belmonte, de 27 a 30 de dezembro.

Fotos:Aldeias Históricas de Portugal

AF Guarda-2ªdivisão-Nespereira- Casal Cinza-3-1

A muita chuva que caiu durante a tarde de domingo, o Estádio Dias Gonçalves não passou ao lado e ambas equipas tiveram de enfrentar os aguaceiros fortes por vezes, com a turma da casa a vencer por três bolas a uma.

A formação de Fernando Santos entrou mais galvanizada em marcar cedo, mas a turma do concelho da Guarda vinha com a lição bem estudada e foi adiando os ataques locais.

Os ataques do Nespereira foram -se acentuando, com as oportunidades de golo a serem adiadas pela assertividade do keeper Pedro Sousa após remates de Ângelo.

Face a isso, uma jogada de ataque rápido dos visitantes, Luís aproveita e emenda de forma perfeita fora do alcance do keeper João, abrindo o ativo.

A reação do Nespereira foi imediata e após um lance de ataque , eis que surge uma grande penalidade e a turma da casa tinha a oportunidade de chegar à igualdade.

Chamado a converter, Carlos Garcia acertou e igualou o marcador, aos 38´, alguma justiça com o empate dado que o Nespereira tinha sido mais equipa, mas acelerou novamente e aos 43´, Pedro a sair novamente para o ataque e consegue emendar de forma certeira e passa a turma da casa para a frente do marcador.

Após o reatamento, o terreno devido á forte chuva que caía ficou mais pesado e era complicado fazer circular o esférico de forma perfeita, mas assistiram se a diversos lances de ataque.

A fechar o encontro, o Nespereira chega ao terceiro, com Vasco a marcar de forma perfeita.

Um triunfo importante para a turma de Fernando Santos que assim vais somando pontos nesta divisão.

 

AF Guarda- Seleção Distrital Sénior iniciou trabalhos na Mêda

Teve o início dos trabalhos da Seleção Distrital de seniores de Futebol da Associação de Futebol
da Guarda, tendo em vista, a participação da Fase Zonal nos próximos dias 20, 21 e 22 de
dezembro, em Castelo de Vide, Portalegre.

O objectivo da AF Guarda é “realizar uma boa prestação” na Taça das Regiões da UEFA e o trabalho já
começou a ser feito.

Deste modo estiveram presentes, 22 atletas neste primeiro apronto orientado pelo seleccionador distrital,
Luís Cerqueira (Cobra), que se mostrou bastante satisfeito com a sessão de trabalho.
Desta forma, outros jogadores deverão ser chamados a futuros aprontos dado que o leque de escolha a nível distrital é bastante alargado.

Mercado Encantado de 18 a 24 de dezembro em Gouveia

                                                Gouveia em festa no Natal

O Pavilhão da Ex-Bellino & Bellino vai acolher o Mercado Encantado  durante sete dias,  vai funcionar com uma Pista de Karts (infantis) e um Palco onde vão decorrer teatros e espetáculos de animação infantil com muitos animadores de Natal. Um verdadeiro lugar mágico, cheio de cor e animação para miúdos e graúdos!

O Mercado Encantado vai também contar com uma área reservada a stands e expositores com produtos natalícios, nomeadamente alimentares, decorativos e de vestuário. Não vai faltar a casa do Pai Natal, insufláveis, modelagem de balões, ateliês, pinturas faciais, videojogos, as pipocas e o algodão doce vão adoçar este Mercado Encantado na época natalícia que se aproxima.

Uma das grandes atrações desta época festiva em Gouveia é o Comboio de Natal, que vai percorrer as ruas do centro da cidade, contribuindo para a animação natalícia nesta área e promovendo o comércio local, com paragem obrigatória no Mercado Encantado.

As atividades disponíveis serão diárias e a funcionar das 10h00 às 22h00, exceto no dia 24 que vai funcionar das 10h00 às 18h00.

O Município de Gouveia pretende, com esta iniciativa, oferecer aos seus visitantes um conjunto de atividades de Natal, sobretudo dedicadas aos mais novos, para que sintam e vivam esta quadra de uma forma especial, num convite a uma visita em família!

Deputado do PSD na AR , Carlos Peixoto questiona Ministra da Justiça

Em comunicado, Carlos Peixoto, Deputado do PSD na Assembleia da República, questionou a Ministra da Justiça, referindo: O estado de degradação existente em vários tribunais do nosso País não tem fim à vista e agrava-se de dia para dia, com uma complacência e uma inércia confrangedora por parte do Governo.

Como tem sido denunciado pelos presidentes de várias comarcas em relatórios e em declarações públicas reincidentes, o património afeto a inúmeros tribunais encontra-se num estado calamitoso e com um nível de deterioração tal que torna desprestigiante e indigna a administração da justiça.

O cenário é negro e nada compatível como a dignidade da função judicial.

A Ministra da Justiça andou a apregoar nos últimos dois anos que o Governo iria apresentar na Assembleia da República uma lei de programação das infraestruturas da justiça, que incluiria nomeadamente as infraestruturas e equipamentos dos tribunais, mas esta promessa, como outras, ficou por concretizar.

O que este Governo se limitou a fazer foi apresentar, em Maio do ano passado, um plano de requalificação para uma década nos tribunais, o qual, sem lei das infraestruturas e sobretudo sem investimento efetivo nesta área de soberania, redunda num enorme empurrar com a barriga, numa permanente gestão de expectativas e numa crescente e preocupante degradação de muitos edifícios.

O Grupo Parlamentar do PSD já tinha chamado à atenção da Sra. Ministra da Justiça para estas questões na Pergunta que lhe dirigiu em 21/08/2019 (Pergunta n.º 2765/XIIl/4), mas depois disso nada aconteceu e nada foi feito para pôr cobro às situações denunciadas nos referidos relatórios.

Tribunais sem acessos para pessoas com mobilidade diminuída, infiltrações e falhas estruturais, janelas calafetadas, ar condicionado avariado, acumulação de fungos nos tetos e paredes, locais em gue chove como na rua, salas de audiências interditas com risco de ruir, revestimentos exteriores e interiores a cair aos bocados e problemas graves que se acumulam sem soluções à vista.

No caso concreto da Comarca da Guarda, os casos mais gritantes são os dos Tribunais de Trabalho da Guarda, que não realiza julgamentos na sala de audiência, porque o teto não apresenta solidez nem segurança, e o de Seia, onde se vive num verdadeiro sobressalto, com escadarias de acesso vedado, com infiltrações a aparecerem por todo o lado e com pedaços do edifício a soltarem-se, obrigando a proteção civil municipal a constituir zonas de segurança para proteção de pessoas e bens.

Sobram as visitas sucessivas de técnicos do Ministério da Justiça, mas faltam ações, obras e soluções.

Em face do exposto, nos termos constitucionais e regimentais aplicáveis, o Deputado do PSD abaixo assinado apresenta à Ministra da Justiça as seguintes perguntas:

1 — Qual é o balanço que faz em relação às situações denunciadas?

2 – Reconhece ou não a emergência na intervenção no edificado, não só a nível de reparação das anomalias existentes, mas também de acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida?

3 – Que medidas urgentes já tomou para pôr cobro às situações apontadas?

4 – Qual a razão pela qual os Tribunais de Seia e da Guarda aguardam há já mais de 3 ou 4 anos pelas obras necessárias à recuperação da sua dignidade e funcionalidade?

 

Anabela Pereira renúncia ao seu mandato na Assembleia de Freguesia do Gonçalo

Em comunicado chegado à nossa redação, pela deputada eleita pelo PS na Freguesia de Gonçalo(Guarda), Anabela Pereira referiu:”Não esquecendo que o Senhor Assessor Pedro Pires é, igualmente, Presidente da Assembleia de Freguesia de Gonçalo, assembleia na qual os Deputados do PS foram, pelo mesmo, hostilizados e atacados politicamente.

A referida nomeação é um insulto a quem “deu a cara” pelo PS nas difíceis eleições autárquicas de 2017, quando muitos se “esconderam” e outros “viraram a casaca”.

Um partido que não respeita as suas bases e os seus eleitos é um partido autista e burguês, que vive deslumbrado em jogos de bastidores e dominado por interesses pessoais, pelo irei suspender, igualmente a minha militância.

Lamento esta tomada de posição, mas como diz o povo “quem não sente, não é filho de boa gente”. Decisão que não tomo de ânimo leve, depois de em 2017 ter aceite ser candidata a esta Junta de Freguesia pelo PS, em circunstâncias muito difíceis”.

Assim a deputada discorda da nomeação de Pedro Pires como Assessor da Secretaria de Estado da Ação Social agora descentralizada para a Guarda.
foto:DR

Carlão, DJ Pedro Carrilho e Os Quatro e Meia animam a Guarda na entrada de 2020

Alta Passagem de Ano é na Guarda

cartaz_passagem_ano_2019

A Praça Luís de Camões volta a receber um Réveillon cheio de música e muita animação, com a monumental Sé como pano de fundo.

A Guarda vai receber a mais Alta Passagem de Ano do país, com a noite comemorativa tem início pelas 22h00 com o concerto d’ Os Quatro e Meia. Atualmente com seis elementos, Os Quatro e Meia procuram, de uma forma descontraída e bem-disposta, conferir novos olhares e sonoridades na composição de canções feitas na língua de Camões. Trazem consigo os temas do seu primeiro disco: “Pontos nos Is”. E é com Os Quatro e Meia que a Guarda se vai despedir de 2019, seguindo-se, às 00h00 o espetacular Fogo-de-artifício e o brinde coletivo ao novo ano.
Dadas as boas-vindas a 2020, sobe ao palco da Praça Luís de Camões às 00h20, Carlão. O músico, antes conhecido por Pacman, ex-vocalista dos Da Weasel, que desde 2010 adotou novo nome artístico: Carlão vai aquecer as primeiras horas do novo ano com as músicas do seu mais recente disto “Entretenimento?”.
A partir das 02h00 da manhã, será a vez do DJ Pedro Carrilho, acompanhado pelo violinista Mr. Vlalen. Pedro Carrilho é presença assídua nos melhores clubes e eventos do nosso país e uma figura incontornável da house-music em Portugal. O seu trabalho tem vindo a ser premiado e nomeado. Destacam-se nesses prémios e nomeações: Rádio Clube Português, 100%DJ, Portugal Night Awards ou Prémios NOITE.PT.
Tudo bons motivos para escolher a mais alta cidade do país para dizer olá a 2020.

É na Guarda, a mais Alta Passagem de ano!

PROGRAMA

22H00 – Os Quatro e Meia
00h00 – Contagem decrescente para 2020 e Fogo-de-Artifício
00H20 – Carlão
02H00 – DJ Pedro Carrilho + MR Vlalen (violinista)

 

 

João Carlos Pereira é o novo Treinador da Académica de Coimbra

Após a senda de resultados menos conseguidos, César Peixoto saiu do comando técnico da Briosa e face a isso, João Carlos Pereira vai assumir o cargo de Treinador Principal da equipa profissional da Académica.

O novo técnico de 54 anos, foi durante os últimos 6 anos, Coordenador Geral na Aspire Academy no Qatar, considerada por muitos uma das melhores do Mundo, e que abrange várias áreas do desporto sendo uma academia de excelência para o alto rendimento. Vestiu a camisola da Briosa enquanto atleta e treinou a equipa principal nas épocas de 2003/2004 e 2004/2005.

Como treinador, João Carlos Pereira passou ainda por clubes como Sp. Pombal, Moreirense, Nacional, Estoril, Belenenses e Servette.

foto:AAC

 

AF Guarda- CD Gouveia- AD Fornos de Algodres-3-1

Um domingo chuvoso no Municipal do Farvão para receber um clássico do futebol distrital entre gouveenses e fornenses, duas equipas com grandes pergaminhos na AF Guarda e mesmo a nível Nacional.

Os tempo mudaram e agora são duas equipas a lutar pelo melhor possível mas sem o objetivo subida, face a isso, uma primeira parte com a equipa de Rodrigo a mandar no jogo, a criar mais situações de ataque e acabou por chegar ao golo aos 17´por Hélder Teodoro.

A AD Fornos a tentar sempre contrapor e vai daí era Bruno Costa a criar perigo paras as redes gouveenses, mas a bola não queria entrar.

Muita bola dividida

Para a segunda parte, as equipas alteram algo e a equipa de Pedro Azevedo veio alterada entraram Marco Ventura e Tiago Marques para dar mais abertura no setor adiantado, veio a resultar pois o encontro era mais equilibrado, mas os locais aproveitaram e num cruzamento da direita, Tomás a cabecear para as redes de Ruben ampliando para os gouveenses, aos 59´.

A AD Fornos mantém o pé no acelerador e consegue chegar ao golo da redução, aos 65´, era a pressão a chegar para os gouveenses e o jogo estava lançado, com Bruno costa a mostrar-se inconformado e a rematar de meia distância ao poste da baliza local.

Muitos foram os lances de perigo para ambas as equipas , mas aos 88´, Pedro Correia a executar um livre para a defesa incompleta de Rúben e ZeZé Muchata a aproveitar bem para fazer o terceiro e fechar a contagem.

Um triunfo gouveense que assenta bem, mas de realçar a garra dos fornenses que sempre lutaram para trazer outro resultado.

fotos:CDG

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar