Templates by BIGtheme NET
Home » Serra (page 20)

Serra

Regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos”aprovado

Teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho  uma reunião de trabalho , onde o Executivo da Câmara Municipal de Pinhel esteve reunido, na primeira reunião do mês de fevereiro.
Um dos assuntos em destaque foi a aprovação da proposta de regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos”.
Trata-se de um programa que pretende contribuir para a integração dos jovens do concelho em programas de voluntariado a desenvolver na comunidade, no âmbito de projetos promovidos pela própria autarquia ou por outras entidades tais como Instituições Particulares de Solidariedade Social, associações juvenis ou coletividades com fins culturais.
No entender do Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, este programa vem colmatar uma lacuna tendo em conta a inexistência de programas de ocupação de tempos livres destinados aos jovens entre os 14 e os 30 anos.
De referir que a proposta de regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos” vai ser publicada em Diário da República para apreciação pública, devendo posteriormente ser remetida à Assembleia Municipal de Pinhel, para análise e votação.

Por:MP

MANGUALDE “ENSINA” A FAZER DE 2019 “O MELHOR ANO DE SEMPRE”

Vai ser na próxima semana, dia 16 de fevereiro, que, na Biblioteca Municipal de Mangualde, serão dadas dicas de como fazer de 2019 “O Melhor Ano de Sempre”. Este será o tema da palestra dirigida pelo coach na Insideout Ricardo Peixe e pelo manager na NOS Nuno Jerónimo, a acontecer pelas 15h00. As inscrições devem ser efetuadas até dia 13 de fevereiro através do email sofia.vaz@cmmangualde.pt.

 A sessão, organizada pela Câmara Municipal de Mangualde, promete ser um momento de partilha de experiências e dicas: o objetivo é ensinar o público a transformar resoluções em realizações.

 OS ORADORES

Ricardo Peixe, coach na Insideout

Licenciado em Gestão pela Faculdade de Economia do Porto, é um apaixonado por áreas como o Coaching, a Programação Neurolinguística (PNL), o Condicionamento Neuroassociativo, entre outras áreas que estudam a forma como comunicamos connosco próprios e como podemos influenciar os outros.

Desde 2007 já trabalhou com mais de 200 empresas, universidades e organizações, em sessões que totalizam mais de 40 000 participantes. É coach, Master em PNL, CEO da Insideout e especialista em Comunicação & Influência.

 Nuno Jerónimo, manager na NOS

Um gerente experiente, com um histórico comprovado no setor de telecomunicações, Nuno Jerónimo tem um MBA em Gestão de Empresas e é um profissional especializado em Negociação, Gestão de Marketing, Planeamento de Negócios, Vendas e Estratégia de Marketing. Escrevo sobre liderança, comunicação e influência no blog de Liderança e Management.

 De entrada gratuita, a iniciativa tem um cunho solidário: a organização apela a que todos contribuam com donativos que reverterão para a GRUMAPA – Grupo Mangualdense de Apoio e Proteção de Animais, tais como ração ou qualquer tipo de alimentação, mantas ou brinquedos para animais.

Empresário ofereceu DAE (desfibrilhador automático externo) aos Bombeiros de Vila Franca das Naves

Um presente foi entregue nesta quinta-feira, aos Bombeiros Voluntários de Vila Franca Das Naves, podemos dizer que se trata de um equipamento muito importante no socorro às comunidades.

Deste modo, Luís Clemente, dono da empresa Lacticôa, entregou a este corpo de bombeiros um DAE (desfibrilhador automático externo).

Um equipamento que vai ser muito útil, para o serviço prestado ás comunidades, face a isso, os soldados da paz deste corpo de bombeiro ficam gratos pelo gesto do empresário.

foto:BVVFN

 

 

Aguiar da Beira recebe peça “O Presente de César “

flyer_presente_cesar_aguiar
Entre 01 de fevereiro e 07 de abril, O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra, um projeto do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões, será apresentado em nove municípios da região.

Reflexo de um percurso de 20 anos, a programação do Teatro Viriato para 2019 celebra o trabalho de cooperação cultural em rede através da estreia de “O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra”. Uma encomenda e produção do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões que conta com o texto original de Sandro William Junqueira e a encenação de Giacomo Scalisi. O espetáculo será apresentado, entre 01 de fevereiro e 07 de abril, em nove municípios da região: Penalva do Castelo, Aguiar da Beira, Castro Daire, Mangualde, Viseu, Nelas, Tondela, Sátão e Santa Comba Dão, num total de 27 sessões. A estreia desta peça de teatro culinário aconteceu já nos dias 01 a 03 de fevereiro,  no município de Penalva do Castelo, na Paradores/Casa da Ínsua.

O Presente de César – Quem vai Para o Mar Não Volta a Terra nasce da vontade do Teatro Viriato de voltar a criar um espetáculo intimamente ligado aos modos de vida e aos produtos endógenos da região Viseu Dão Lafões. Esta peça é uma reflexão sobre histórias de vida das gentes desta região, sobre os portugueses e sobre a sua relação com o mar. Conta histórias trágicas de famílias a quem o mar roubou gente, memórias e sonhos, em troca de um sustento, interpretadas por Graeme Pulleyn, Gabriel Gomes e Sofia Moura. “Queremos contar esta história, queremos mesmo contar esta história. Queremos mergulhar fundo nessa realidade tão distante de nós, realidade fantasma que paira no nevoeiro do nosso país, das nossas veias”, salienta o encenador Giacomo Scalisi.

A ação decorre em paralelo com o jantar que será servido à plateia, estando a criação gastronómica a cargo de Rosário Pinheiro. O bacalhau é, neste espetáculo, um prato que se come e o peixe que se pesca longe, a muito custo, sendo o elo de ligação entre a realidade e a ficção. A região Viseu Dão Lafões, o seu património, os seus produtos e as pessoas que a habitam têm um papel fundamental tanto na narrativa, como nos pratos que serão servidos. “Uma metáfora sobre Portugal, que tem lugar na região de Viseu Dão Lafões. É sobre a ideia permanente de que os portugueses têm de se lançar ao mar para conseguir ir mais além e conquistar melhores condições de vida. É sobre as dificuldades do interior, sobre a partida, sobre a perda. O bacalhau na sua relação com o mar estará sempre presente e junta-se às migas, ao mel, ao vinho, à maçã bravo de Esmolfe e à região”, sintetiza a diretora geral e de programação do Teatro Viriato, Paula Garcia.

Durante cerca de dois meses, a cada fim de semana, a peça circulará pelos diferentes concelhos. A reserva e aquisição de bilhetes deve ser feita junto a cada um dos municípios onde o espetáculo será apresentado, à exceção dos Municípios de Viseu e Tondela que disponibilizam as entradas na bilheteira do Teatro Viriato e da ACERT, respetivamente.

Além da valorização do trabalho de cooperação cultural em rede e do património da região através da apresentação do espetáculo em espaços de reconhecido valor histórico; do ponto de vista artístico, este projeto permite ao Teatro Viriato, no âmbito da sua programação, contrariar a dimensão efémera e imediata dos projetos artísticos que não circulam, nem são explorados na sua profundidade e potência. E, simultaneamente, cumprir com a sua missão de desconcentração da sua atividade para outros territórios e de criação de condições para o desenvolvimento do trabalho de artistas fixados na cidade, como o ator e encenador Graeme Pulleyn, Artista Associado do Teatro Viriato e coordenador do K CENA – Projeto Lusófono de Teatro Jovem; e ainda os atores Gabriel Gomes e Sofia Moura, que iniciaram o seu percurso nos projetos de teatro para jovens do Teatro Viriato e prosseguiram a sua formação académica, regressando agora e voltando a instalar-se na cidade.

O Presente de César – Quem vai para o Mar não volta à Terra é uma encomenda e produção do Teatro Viriato/CAEV para a Rede Cultural Viseu Dão Lafões. Resulta do que tem sido uma aposta permanente do Centro de Artes do Espetáculo de Viseu (CAEV), enquanto associação responsável pela gestão e programação do Teatro Viriato, de diversificação das fontes de financiamento do projeto artístico que tem desenvolvido. Ao longo da sua existência, com maior incidência nos últimos anos, o CAEV conseguiu – através de várias candidaturas – atrair um investimento extra ao financiamento regular do Município de Viseu e da Direção Geral das Artes no valor aproximado de 1 milhão e 300 mil euros.

ACERT, Binaural/Nodar, Cine Clube de Viseu, Teatro Regional da Serra de Montemuro e Teatro Viriato são as estruturas de programação e de criação artísticas que integram a Rede Cultural Viseu Dão Lafões que se destina à consolidação de uma programação cultural em rede para o respetivo território, abrangendo os 14 municípios parceiros da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões (CIM Viseu Dão Lafões). Um projeto financiado no âmbito de uma candidatura da CIM Viseu Dão Lafões ao concurso destinado a Programação Cultural em Rede, cofinanciado pelo Programa Operacional Regional – Centro 2020, com duração de três anos (2017-2019).

Datas e locais de apresentação:

Penalva do Castelo – Paradores/Casa da Ínsua

01, 02 e 03 de fevereiro

Aguiar da Beira – Quinta dos Vilhenas

08 e 09 de fevereiro

Castro Daire – local a confirmar

15, 16 e 17 de fevereiro

Mangualde – Solar do Almeidinha

22, 23 e 24 de fevereiro

Viseu – Solar do Vinho do Dão

1, 2 e 3 de março

Nelas – Mercado Municipal

15, 16 e 17 de março

Tondela – Solar de Vilar

22, 23 e 24 de março

Sátão – local a confirmar

29, 30 e 31 de março

Santa Comba Dão – Solar dos Costas

05, 06 e 07 de abril

Escola Básica Ana de Castro Osório recebe Taça da Fruta de Portugal

Cerimónia de entrega da taça terá lugar no próximo dia 13 de fevereiro, pelas 14h45, na Biblioteca Municipal de Mangualde

A Turma 3ºB da Escola Básica Ana de Castro Osório, de Mangualde, foi distinguida com a Taça da Fruta de Portugal e a entrega da taça acontecerá na próxima semana, dia 13 de fevereiro, pelas 14h45, na Biblioteca Municipal de Mangualde.

 ALUNOS TRABALHARAM SOBRE A MAÇÃ DE BRAVO ESMOLFE DOP

Os alunos e a professora da turma do 3ºB da Escola Básica Ana de Castro Osório decidiram estudar e provar uma das frutas mais saborosas da sua região: A Maçã de Bravo Esmolfe DOP. Inspirados na sua história, localização e sabor, a Volta a Portugal em Fruta valeu a pena para melhor conhecerem esta maçã vizinha da aldeia de Esmolfe.

 “VOLTA A PORTUGAL EM FRUTA”

Várias escolas do 1º Ciclo aventuraram-se na “Volta a Portugal em Fruta” com o Centro de Frutologia Compal. Após votação, a Escola Básica de 1º Ciclo de Moncarapacho (1º classificada), a Escola Básica de Bonfim (2º classificada) e a Escola Básica Ana de Castro Osório (3ª classificada) foram as vencedoras desta volta que foi uma verdadeira aventura na sala de aula. A votação foi renhida na página de Facebook da Compal.

 O Centro de Frutologia Compal lançou a iniciativa “Volta a Portugal em Fruta” com o objetivo de valorizar as frutas DOP (Denominação de Origem Protegida) e IGP (Indicação Geográfica Protegida) de Portugal e reforçar a importância da inclusão da fruta no âmbito de uma alimentação saudável. Com esta iniciativa, 68 escolas do 1º Ciclo e mais de três mil crianças receberam o Mapas das Frutas de Portugal, onde estão representadas estas frutas e as suas regiões. As turmas aceitaram o desafio de participar no concurso Volta a Portugal em Fruta com trabalhos criativos inspirados nas frutas DOP e IGP de Portugal.

 “Volta a Portugal” em Fruta é uma iniciativa do Centro de Frutologia Compal que distribuiu o Mapa das Frutas de Portugal acompanhado por materiais multimédia lúdico-didáticos às escolas do ensino básico de 23 concelhos das regiões demarcadas com fruta DOP e IGP em Portugal. Este mapa foi desenvolvido em parceria com o Centro de Informação Geoespacial do Exército e com o apoio da Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Regional e da Associação Portuguesa de Nutrição.

 

 

CIMBSE vai fazer plantação de 5.000 árvores autóctones

Nos próximos dias 15 e 17 de fevereiro, a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela em parceria com os Municípios do território e o ICNF irá promover a plantação de 5.000 árvores autóctones, uma por cada PADRINHO/MADRINHA que participou na Ação Verde Puro em 2018 através da entrega de uma ficha/semente na Bolsa de Turismo de Lisboa e Feira Internacional de Turismo.
A iniciativa carateriza-se por ser um gesto solidário que contribui para um território mais verde e mais puro que carateriza a Serra da Estrela. Terá lugar nos Municípios de Almeida, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Pinhel, Sabugal e Trancoso no dia 15 de fevereiro entre as 10H00 e as 12H00 e nos Municípios da Covilhã, Gouveia, Guarda e Seia no dia 17 de fevereiro entre as 10H00 e as 12H00.
Poderá juntar-se à iniciativa para a plantação da sua árvore num gesto solidário que contribui para um território mais verde e mais puro que carateriza a Serra da Estrela. A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição através do email turismo@cimbse.pt ou do telefone 271 205 350, até ao próximo dia 8 de fevereiro.
Esta iniciativa decorre no âmbito do Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base Intermunicipal – À Descoberta da Serra da Estrela, projeto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, com objetivo de capitalizar a marca “Serra da Estrela” na estruturação e qualificação de produtos turísticos que reforcem a atratividade e competitividade regional.

Província de A Corunha, convidada da FIT 19

O destino espanhol convidado da sexta edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que decorrerá na Guarda, entre 2 e 5 de maio, é a Província de A Corunha, na região da Galiza,
Esta participação surgiu depois de conversações no decurso da FITUR – Feira Internacional de Turismo de Madrid, no final do passado mês de janeiro, entre o responsável pelo turismo, deputado Xosé Regueira e o diretor da FIT, Carlos Condesso. A Província irá então participar enquanto destino convidado e desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “A Coruña – Siempre abierta”.

Recorde-se que a FIT é o maior certame de turismo do Interior do país e o único de âmbito ibérico e que em 2018, na sua 5ª edição, a feira registou a maior participação de sempre com 35 mil visitantes, mais de 500 entidades representadas e a maior área coberta de sempre: 10 mil metros quadrados. O certame ibérico tem a decorrer o período de inscrições até 29 de março. Os interessados em participar podem aceder ao sítio de internet da feira em fit.mun-guarda.pt para consultar o regulamento e aceder às fichas de inscrição.

Desinfeção e higienização de todos os contentores de depósito de resíduos sólidos urbanos em Fornos de Algodres

Teve início na passada semana  a desinfeção e higienização de todos os contentores de depósito de resíduos sólidos urbanos indiferenciados, distribuídos pelas freguesias do concelho Município de Fornos de Algodres.

O Município de Fornos de Algodres, com esta iniciativa, tem como objetivo promover o bem-estar da população, visando melhorar a higiene e salubridade deste serviço.

A lavagem e desinfeção de contentores existentes no concelho é fundamental, para a promoção da qualidade de vida e saúde pública da população, pelo que, se reforça a necessidade de todos efetuarem o correto acondicionamento dos lixos domésticos, que devem ser sempre depositados em sacos bem fechados, evitando maus cheiros.

Esta é uma iniciativa do Município em  parceria com a

foto:MFA

Feira de S.Brás em Juncais

Teve lugar neste domingo, 3 de fevereiro, a tradicional Feira de S.Brás , na localidade de Juncais, numa iniciativa da União de Freguesia de Juncais, Vila Soeiro do Chão e Vila Ruiva.

Uma manhã animada com os vendedores a animarem a feira que ainda teve durante a manhã bastantes visitantes.

Esta é uma tradição que se vai mantendo e a população vai aderindo.

Fotos:AC

Campanha global contra o cancro incentiva à mudança de comportamentos

No Dia Mundial do Cancro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) lança uma campanha global que pretende consciencializar todos os setores da sociedade a mudar comportamentos, com vista a combater as doenças oncológicas em Portugal. “Eu Sou e Eu Vou” pretende mobilizar a população, nesta data, para uma ação nacional que visa unir a população na luta contra o cancro, ao mesmo tempo que sensibiliza para a literacia em saúde e reforça a importância da equidade no acesso aos cuidados em oncologia.
Através de sessões de sensibilização na comunidade, escolas e unidades hospitalares; atividades desportivas; e forte divulgação digital, nomeadamente nas redes sociais, “Eu Sou e Eu Vou” explora como, individual e coletivamente, pode(mos) agir, de forma a que as atitudes tenham um impacto real na luta contra o cancro. Trata-se de um apelo à ação, dando o poder ao indivíduo e desafiando-o a um compromisso pessoal. Pequenas ações individuais podem ter o poder de reduzir o impacto do Cancro no próprio, nos outros e no mundo.
Para Vítor Rodrigues, Presidente da Direção da Liga Portuguesa Contra o Cancro, “a luta contra o cancro constitui uma atividade global, de toda a sociedade, com forte aposta na literacia em saúde que facilite a alteração de hábitos de vida não saudáveis, na disponibilização de recursos de saúde adequados à população e no apoio ao doente oncológico e aos seus familiares.”
A campanha é promovida a nível mundial pela União Internacional de Controlo do Cancro (UICC), decorrendo no triénio 2019-2021 e operacionalizada em Portugal pela LPCC, associada da UICC desde 1983.
A Princesa Dina Mired, presidente da direção da UICC, evidencia que “o cancro prospera na deteção tardia da doença. A morosidade permite que ele se espalhe e cause danos irreversíveis. É, por isso, que neste dia mundial do cancro peço que se informem sobre aos sinais de alerta e sintomas do cancro e que não tenham medo de procurar ajuda imediatamente. Igualmente, encorajo os governos a priorizarem ações de diagnóstico precoce e programas de rastreio permitindo assim um melhor acesso aos cuidados em oncologia e dando a todos a oportunidade de lutar para vencer o cancro.”
Para contribuir para o aumento da notoriedade da luta contra o cancro como prioridade mundial de saúde pública, a LPCC traduziu e adaptou uma série de materiais ajustáveis às necessidades das iniciativas, nomeadamente kits informativos para escolas e bibliotecas, poder central e local, bem como empresas. A Liga estendeu, ainda, o convite para parcerias com organismos públicos, várias entidades científicas e da área da saúde, no sentido de aumentar a visibilidade do tema e multiplicar oportunidades para uma conscientização global. Recorde-se que em 2018, a iniciativa do Dia Mundial do Cancro chegou a 139 países e os materiais da UICC foram traduzidos em 54 línguas.
Sobre o cancro
• Em Portugal morrem 79 pessoas por dia, 3 pessoas por hora vítimas de cancro; *
• A previsão para 2040 é de um aumento de 31% da mortalidade; *
• O cancro da mama, da próstata, do colón e do pulmão são os que têm maior incidência; *
• Em 2018, 5 milhões de casos no mundo poderiam ter sido detetados mais cedo e tratados eficazmente. **
Guarda
Na Guarda, várias ações assinalam o DMC, das quais se destaca a participação da LPCC.NRC no Iº Encontro de Oncologia. A iniciativa decorrerá no Hotel Vanguarda, na Guarda. A Liga far-se-á representar por Sónia Silva, psicóloga e responsável da Unidade de Psico-Oncologia, que apresentará uma Comunicação sobre o tema: “A Comunicação de más notícias”.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar