Templates by BIGtheme NET
Home » Serra (page 20)

Serra

Monitorização da Qualidade da Água em Fontanários Públicos em Fornos

Segundo fonte do Município de Fornos de Algodres , foi aprovado nesta sexta-feira,em reunião de Câmara, por unanimidade, um Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o Instituto Politécnico da Guarda, tendo em vista a Monitorização da Qualidade da Água em Fontanários Públicos.

O referido protocolo contempla, em simultâneo, as seguintes fases:
– Levantamento das características e estudo de todos os fontanários públicos das freguesias do Concelho de Fornos de Algodres e, elaboração de um relatório detalhado, em articulação com a Câmara Municipal e Juntas de Freguesia;
– Monitorização da Qualidade da Água, através de análises laboratoriais e
– Sensibilização da população sobre a importância da qualidade da água dos fontanários públicos no consumo do dia-a-dia, na salvaguarda da saúde pública, assim como, no uso eficiente deste recurso natural.

De salientar ainda o facto de, todos os Munícipes do Concelho de Fornos de Algodres, que tenham furos, poços ou outro tipo de captações podem, sempre que entenderem, usufruir das condições do Protocolo aprovado.

Por:MFA

 

Fornos Biochallenge no Rio Mondego

Vai ter lugar, no próximo dia 21 de julho, FORNOS BIOCHALLENGE , no âmbito do Fornos Biodiversity Festival, com organização do Município de Fornos de Algodres e da Associação Desportiva de Fornos de Algodres.

Vai ser um Mini Trail de 7km com prova de obstáculos:

Arrastamento do Pneu
Zorb Water Balls
Travessia do Rio
Kayak

As provas serão realizadas em equipas de 4 elementos e as inscrições serão feitas Gratuitas no site da Associação Desportiva de Fornos de Algodres

Inscrições abertas até dia 20 de julho.

 

Pedro Machado reeleito Presidente do Turismo Centro de Portugal

Teve lugar nesta sexta-feira, a Assembleia Geral Eleitoral da Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal (TCP) onde foi reeleita a Comissão Executiva liderada por Pedro Machado para mais um mandato, que corresponde ao período 2018-23.

O ato eleitoral, que determinou a composição da Mesa da Assembleia Geral, da Comissão Executiva e do Conselho de Marketing, realizou-se em três mesas de voto, situadas em Aveiro, Guarda e Leiria.
A lista liderada por Pedro Machado foi a única a apresentar-se a sufrágio.
Votou 57% do universo do colégio eleitoral. Dos votos expressos em urna, 99% votou a favor.

“Agradeço a confiança reforçada que os autarcas, associações e empresários da região Centro de Portugal manifestaram na lista por mim apresentada, a qual traduz a representação dos 100 municípios, de todas as oito comunidades intermunicipais e dos principais movimentos associativos regionais e nacionais. Estão presentes todos os territórios que compõem a marca Centro de Portugal, ao mesmo tempo que há um aumento da representatividade das várias associações nos órgãos da Turismo Centro de Portugal”, sublinhou Pedro Machado.

“Tive a oportunidade de evidenciar as prioridades que identifiquei para este mandato, e que foram assim validadas Estas passam por consolidar o processo de crescimento turístico da região Centro de Portugal, prosseguindo a estratégia de promoção da marca Centro de Portugal a nível nacional e internacional; reforçar a aposta no turismo religioso, não só o católico, com Fátima, mas também o judaico, muito expressivo em territórios de baixa densidade e de fronteira; apostar noutros nichos de mercado que aproveitem as potencialidades do Centro de Portugal, como são o turismo ativo e desportivo, o turismo cultural e patrimonial ou o turismo de natureza; colocar a sustentabilidade como um desígnio do turismo no Centro de Portugal; e apostar decisivamente na qualificação dos agentes, serviços e produtos da área do turismo, de forma a reforçar a qualidade e diversidade da oferta e, através disso, combater a sazonalidade e aumentar a permanência média na região”, acrescentou.

Assim esta Comissão Executiva fica organizada da seguinte forma:

Comissão Executiva:
Pedro Manuel Monteiro Machado (Presidente)
João Nuno Ferreira Gonçalves Azevedo (Presidente da Câmara Municipal de Mangualde)
José Agostinho Ribau Esteves (Presidente da Câmara Municipal de Aveiro e da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro)
Maria do Céu de Oliveira Antunes Albuquerque (Presidente da Câmara Municipal de Abrantes e da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo)
Jorge Manuel da Silva Almeida (Vice-Presidente da AHRESP)

Mesa da Assembleia Geral: 
Presidente da Mesa: Luís Manuel dos Santos Correia (Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco)
Secretário da Mesa: Manuel Augusto Soares Machado (Presidente da Câmara Municipal de Coimbra e da Associação Nacional de Municípios Portugueses)

Conselho de Marketing:
Gonçalo Nuno Bértolo Gordalina Lopes (Vice-Presidente da Câmara Municipal de Leiria)
Pedro Miguel Ferreira Folgado (Presidente da Câmara Municipal de Alenquer e Presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste)
José Eduardo Arimateia Antunes (Grupo Visabeira)
António Luís Vaz da Veiga Camões (Associação da Hotelaria de Portugal)
Victor Jorge Paiva Leal (Presidente da Associação Termas de Portugal)
Paulo Alexandre Bernardo Fernandes (Presidente da ADXTUR – Associação das Aldeias do Xisto)
António dos Santos Robalo (Presidente da Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico)

Já a tomada de posse dos órgãos sociais vai decorrer às 15h00 da próxima sexta-feira, dia 13 de julho, no Hotel Casa da Ínsua, em Penalva do Castelo.

Período crítico de incêndios de 1 de julho a 30 de setembro

O Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios define um período crítico de incêndios, que vigora de 1 de julho a 30 de setembro.

Durante esse período é proibido:

Em espaços rurais
– Realizar fogueiras para recreio, lazer ou confeção de alimentos;
– Utilizar equipamentos de queima e de combustão para a iluminação ou confeção de alimentos;
– Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;
– Circular com máquinas de combustão interna e externa, sem estarem equipadas com dispositivos de retenção de faíscas e de tapa chamas nos tubos de escape ou chaminés;
– Circular com máquinas de combustão interna e externa sem estarem equipadas com um ou dois extintores de 6 kg, consoante a sua massa;

 Em quaisquer espaços
– Efetuar queimadas para renovação de pastagens, eliminação de restolho e sobrantes de exploração cortados, mas não amontoados;
– Lançar balões de mecha acesa ou quaisquer tipos de foguetes;
– Realizar ações de fumigação ou desinfestação em apiários sem a utilização de dispositivos de retenção de faúlhas;

No interior dos espaços florestais ou nas vias que os delimitam ou os atravessam
– Fumar ou fazer lume de qualquer tipo.

Para mais esclarecimentos contate:
Telefone: 238 490 210
Telemóvel: 962 032 999 / 968 578 987
Email: geral@cm-gouveia.pt / gtf@cm-gouveia.pt / protecaocivi@cm-gouveia.pt

“Ecos do Côa” em Pinhel a 11 de julho

Devido ás condições atmosféricas adversas, o espetáculo de dança “Ecos do Côa”, não se realizou , em Pinhel no dia 30 de junho, motivo pelo qual foi reagendado para dia 11 de julho, quarta-feira, às 22.00h, no Jardim 5 de Outubro.

De referir que este espetáculo surge no âmbito do projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, desenvolvido em parceria pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), pela Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB) e pelos municípios que integram estas estruturas.

“Ecos do Côa” é uma criação dos DEMO – Dispositivo Experimental, Multidisciplinar e Orgânico, estando a co-produção a cargo da CARB – Cooperativa Artística da Raia Beirã.

Trata-se então de um espetáculo de dança que reflete um intenso trabalho de criação artística, partilhado com participantes dos cinco municípios envolvidos nesta parceria – Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo, Almeida, Mêda e Trancoso.

De referir que o projeto Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela tem a duração de três anos (2018, 2019 e 2020), estando a ser desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) e pela Associação de Municípios da Cova da Beira, em parceria com os municípios que fazem parte da Comunidade Intermunicipal.

Na prática, o projeto consiste na produção e realização de espetáculos comuns em três áreas artísticas, a saber, a Dança, a Música e o Teatro.

Assim, os 15 municípios que integram a CIM-BSE foram divididos em três zonas, cada uma com cinco municípios, tendo como referência a sua localização geográfica. Neste contexto, cada zona organiza um espetáculo de uma área artística por ano.

No que diz respeito ao Município de Pinhel, está inserido na Zona 3, juntamente com os municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, Almeida, Mêda e Trancoso, recebendo neste primeiro ano o espetáculo de Dança “Ecos do Côa”, no qual vão participar pessoas de todos os municípios envolvidos na respetiva zona.

Nos próximos anos – 2019 e 2020, Pinhel receberá espetáculos de Teatro e Música, sempre com uma componente comunitária.

Órgãos concelhios tomaram posse no PSD de Mangualde

Decorreu no passado domingo, ao final da tarde, a tomada de posse da Comissão Política do PSD de Mangualde, com Luis Amaral o líder concelhio.

Estiveram presentes , o Secretário Geral do PSD,  José Silvano e do Presidente Distrital do PSD, Pedro Alves.

Rui Miguel continua no Ac.Viseu

Rui Miguel, um dos padrinhos do Fornos Youth Cup 2018, formado na AD Fornos de Algodres, depois de ter defendido as cores do Ac.Viseu na temporada passada, vai manter.se no Fontelo e renovou e já iniciou os trabalhos com o plantel visiense na II Liga.

Por:AP Foto:RM

Passeio de carros antigos em Fornos de Algodres

Acontece em Fornos de Algodres, domingo, 29 de julho, mais uma edição do Passeio de Carros Antigos, isto é , viaturas com mais de 20 anos.

Assim a concentração terá lugar na sede da Casa do Benfica, na central camionagem de Fornos de Algodres, segue-se o passeio por locais históricos do concelho, terminando com um almoço convivio.

As inscrições estão abertas .

Celorico da Beira recebe visitas encenadas

O Centro histórico de Celorico da Beira vai ser palco de visitas encenadas nos dias 21 e 28 de julho e  5,11,18 e 25 de agosto.

Os participantes serão guiados por personagens ligadas aos episódios históricos que se desenrolaram nesta vila, ficando a conhecer in loco, de uma nova perspetiva e de forma interativa, as figuras, o  património e os acontecimentos que marcaram a História de Celorico da Beira ao longo do tempo.

Esta iniciativa, promovida pelo Município de Celorico da Beira,  insere-se no projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, que abrange os 15 Municípios da Região, liderado pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela com a colaboração da Associação de Municípios da Cova da Beira.

As visitas terão início, nas datas indicadas, às 21,15h, com saída do Posto de Turismo de Celorico da Beira, estando a encenação a cargo da Associação Hereditas.

Guarda recebeu o Encontro Nacional de Educadores e Professores

A décima nona edição do  “Encontro Nacional de Educadores e Professores”, trouxe à Guarda, mais de meio milhar de convivas ligados ao ensino e à educação.
Aquela que é considerada a maior iniciativa do género concretizada em Portugal realizou-se na passada sexta-feira (29 de junho).
Pela manhã, receberam-se os participantes, com bela animação e um cocktail de boas-vindas.

Pelo meio dia, numa sala com mais de 500 participantes, fez-se a sessão de boas vindas, seguida de um momento mais ou menos hilariante, mas ainda mais inesperado até para quem o protagonizou.

Seguiu-se o habitual almoço e tarde animação recreativa e musical com o sorteio de prémios e a entrega de uma lembrança comemorativa a todos os que estiverem presentes. Note-se que é habitual o SPZC, tentar em cada região (onde organiza, rotativamente este evento) tentar realçar o património; daí que este ano, numa região de ferreiros,  foi oferecida uma podoa em miniatura colada numa placa de madeira, homenageando assim, de certo modo o único fazedor de tesouras de tosquia do País: o jarmelista Mateus Miragaia.

Recorde-se que todos os anos o SPZC promove este evento que visa o reencontro e o reviver do passado entre aqueles que estiveram e estão ligados ao mundo do ensino e da educação.
O objetivo essencial é o de proporcionar momentos de confraternização a quem ao longo do seu percurso profissional deu o melhor de si em prol de uma educação de qualidade. Agradecemos assim a todos aqueles que no passado, como no presente, deram do seu melhor em vista à escolarização deste país.

Este evento foi organizado pelo SPZC e com apoio do Município da Guarda.

Por:SPZC

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar