Templates by BIGtheme NET
Home » Serra (page 437)

Serra

Fiagris não se vai realizar este ano

 Certame vai ser substituído pelas “Noites do Mundo”.
Depois da decisão de não colocar iluminação de Natal nas ruas de Seia e São Romão, a Câmara Municipal continua a cortar nas despesas. Desta vez a escolha recaiu sobre a FIAGRIS – Feira Industrial, Comercial e Agrícola de Seia, que em 2010 teve um orçamento de 160 mil euros. O anúncio foi feito por Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal, durante a discussão do Orçamento e Plano de Actividades da Empresa Municipal de Cultura e Recreio de Seia (EMCR) para 2011.

O documento, aprovado por maioria, tem um valor global de 975 mil euros, registando assim uma redução de 35 por cento em relação ao Orçamento anterior. Nas acções a levar a cabo no próximo ano destaca-se o Cine’Eco – Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Ambiente (60 mil euros) e a programação adquirida através da Cultrede (37.125 euros), que inclui, entre outros aspectos, um espectáculo do Teatro ACERT e diversos projectos educativos. O Festival “Seia Jazz & Blues” terá uma dotação de 25 mil euros e as “Noites do Mundo” vão custar 15 mil euros. Esta nova iniciativa da Empresa Municipal consiste na realização de pequenos concertos de rua, em vários locais da cidade, com a contratação de grupos de vários países que estejam radicados em Portugal, como Cabo Verde, Índia, Brasil ou Cuba, entre outros. As “Noites do Mundo” irão decorrer aos fins‐de‐semana, nos meses de Julho ou Agosto, e os artistas a contratar «serão mais baratos quando comparados com os tradicionais concertos que têm decorrido na Fiagris». A Feira do Livro e do Brinquedo e a ARTIS – Festa das Artes de Seia têm, cada uma, uma dotação de 10 mil euros, seguindo-se a produção e curso de iniciação teatral (3.500 euros), a Mostra de Folclore de Inverno, o Concerto de Setembro, a Orquestra Sinfónica (2.000 euros cada), o Festival “Publi… cidade de Seia 2011” (1.000 euros) e o Motin ‐ Mostra Teatro Infanto Juvenil do Concelho de Seia (500 euros). Na rubrica “Outros eventos”, com uma dotação de 20.375 euros, está ainda prevista a realização de outras acções mais específicas e pontuais, como workshops, “O Jazz vai à Escola”, “O Cine’Eco vai à Escola”, Concertos Intimistas (guitarra, saxofone, entre outros), Conversas Informais, Cinema Alternativo, Exposições e concertos com as Bandas Filarmónicas do Concelho. A rubrica engloba também uma Bolsa de Talentos Locais (BTL) que consiste na criação de uma lista de grupos e músicos locais, a quem será dada oportunidade de apresentação pública no Cine-Teatro, no Auditório ou no Espaço Internet da Casa da Cultura. As áreas a contemplar serão preferencialmente de música, teatro e outros projectos, antecipadamente aprovados pelo Conselho de Administração da EMCR. No plano de actividades da Empresa Municipal, e para além da Fiagris, ficaram também “pelo caminho” o Festus – Festival de Tunas de Seia e o Encontro Ibérico de Cantares de Janeiras, que se juntam ao Stand Up Comedy e Artes do Palco, que já não se realizou este ano. Segundo Cristina Sousa, Presidente do Conselho de Administração da EMCR, numa altura em que a sociedade atravessa algumas dificuldades, «é importante que se recorra à criatividade, à imaginação e à inovação» para «consolidar percursos e implementar estratégias». Em aditamento ao Orçamento e Plano de Actividades foi apresentado um contrato-programa que tem por objecto a transferência da Câmara para a EMCR da verba de 450 mil euros, como comparticipação nas actividades e acções constantes do plano de actividades para o ano de 2011. Os dois documentos obtiveram os votos favoráveis dos vereadores do PS e a abstenção dos vereadores da coligação PSD/CDS-PP.

in  Porta da Estrela

Fernando Nobre sábado na Guarda

 O candidato independente à presidência da República, vai estar no próximo sábado à tarde na cidade da Guarda. Segundo O Interior, Fernando Nobre vai ter a seu lado Luís Represas, que irá actuar na festa-comício que se vai realizar no auditório do I.P.J. pelas 14h15. Este será o momento mais alto da campanha presidencial de Nobre na sua visita ao distrito. O médico será o terceiro candidato às presidenciais a passar pela Guarda em período de campanha eleitoral.
 
in Guarda

Manuel Alegre em Fornos de Algodres, É altura de uma reflexão profunda sobre a regionalização

“Penso que é altura de fazermos uma reflexão sensata, uma reflexão profunda, sobre a necessidade e a urgência da regionalização para o nosso País”, defendeu Manuel Alegre num almoço com apoiantes em Fornos de Algodres, a propósito do manifesto que jovens socialistas do distrito da Guarda lhe tinham entregue de manhã durante a visita à feira de Trancoso, onde referiam, entre outros problemas, a questão da desertificação do interior.“Não podermos contentar-nos com casos isolados, com soluções casuísticas”, afirmou o candidato, garantindo que, enquanto Presidente da República, promoverá “um conjunto de iniciativas no sentido de mobilizar, de congregar as forças políticas e as forças da sociedade civil para se encontrarem soluções capazes de vencer este flagelo nacional que está a desertificar dois terços do nosso País”.No seu discurso, Manuel Alegre referiu-se às notícias que davam conta da alegada ausência das suas declarações de rendimentos, criticando, em contraponto, o silêncio do candidato da direita sobre “notícias mais complicadas” a seu respeito.“O meu processo no Tribunal Constitucional está limpinho, fiz as declarações que tinha a fazer sempre. Mas esclareci a comunicação social porque é esse o dever de quem se candidata à Presidência da República”, afirmou.Sobre o sistemático silêncio de Cavaco Silva, Manuel Alegre considera que “é extraordinário é que, tendo aparecido notícias muito mais complicadas sobre outro candidato, ele tenha dito que só respondia depois do dia 23 de Janeiro”. “Isto é uma falta de respeito pela transparência democrática, uma falta de respeito pelos eleitores. Isto é uma atitude de arrogância que não favorece a transparência democrática no nosso país”, condenou.Para Manuel Alegre, “há uma duplicidade de critérios nas respostas mas, por vezes, também há duplicidade de critérios em quem faz as perguntas ou em quem não faz as perguntas”, acrescentou, numa alusão às diferenças de tratamento dos candidatos pela Comunicação Social.Nas intervenções que precederam a do candidato, o líder parlamentar do PS apelou à mobilização dos socialistas em torno da candidatura de Manuel Alegre. “Esta eleição presidencial é da maior importância. É essencial que o PS se mobilize, tal como os independentes que estão com esta candidatura”, afirmou Francisco Assis, considerando que o projecto de revisão Constitucional do PSD visa a “conquista da Presidência, do Governo e de uma maioria no Parlamento”, com o objectivo de “destruição do Estado social”, em relação ao qual “Manuel Alegre jamais pactuará”.Francisco Assis considerou ainda que nestas eleições presidenciais estão em confronto “a palavra” e o “silêncio”. “Manuel Alegre usa a palavra para apresentar ideias, soluções e interrogações, outros procuram em absoluto refugiar-se no silêncio como se não tivessem qualquer obrigação de participar no debate democrático. Ninguém em democracia está acima da crítica”, afirmou, numa crítica velada ao ainda Presidente.Francisco Assis manifestou a sua confiança de que, numa segunda volta, “com a esquerda unida, Manuel Alegre vencerá”, tal como aconteceu com Mário Soares nas presidenciais de 1986.Por sua vez, o secretário-geral da Juventude Socialista, acusou Cavaco Silva de fugir a responder a casos polémicos sobre a sua pessoa e que pretende “arvorar-se em proprietário da verdade”.“Não basta remeter as suas respostas para um site, quando alguém que tem dúvidas questiona. Não basta esperar que a Imprensa seja suave, como aparentemente o candidato Cavaco Silva disse”, prosseguiu o líder da JS, defendendo o papel da comunicação social no jogo democrático.“A Imprensa quer que haja respostas e que a campanha seja um local para esclarecer dúvidas. Não é uma chatice responder à imprensa, não é necessário nascer duas vezes, basta às vezes responder duas vezes quando há dúvidas”, afirmou o secretário-geral dos jovens socialistas.Pedro Alves acusou ainda Cavaco Silva de se arvorar “em proprietário da verdade”, defendendo que “precisamos de um Presidente da República que não se cale, que não se resigne, precisamos de alguém que não tenha medo”.

Jornada na Beira Alta passou pela tradicional feira de Trancoso
Manuel Alegre começou esta jornada na Beira Alta com uma visita à Cercig, Cooperativa de educação e reabilitação de cidadãos inadaptados da Guarda, que considerou um dos “exemplos necessários em todo o País na perspectiva da integração das pessoas” pela sua intervenção sustentável e inovadora junto dos cidadãos com deficiências ou incapacidades e das suas famílias.
Seguiu-se uma visita à tradicional feira de Trancoso onde o candidato foi acolhido pelos feirantes e populares com palavras calorosas de força e encorajamento.
in fonte do site de campanha de Manuel Alegre

Comandante dos Bombeiros de Celorico da Beira demitiu-se do cargo

Caso António Marques não tivesse batido com a porta, iria ser forçado a fazê-lo, a partir de Setembro, altura em que chegava ao fim a comissão de serviço.O comandante dos bombeiros de Celorico da Beira demitiu-se do cargo que ocupava há 22 anos, apontando razões de cansaço e indisponibilidade.No inicio do verão, António Marques anunciou que se ia manter em funções , apenas até ao final da época dos fogos florestais que terminou em Outubro.O certo é que o tempo foi passando, o ambiente no quartel dos bombeiros de Celorico da Beira não era o melhor, e só ontem, numa reunião de direcção é que o comandante António Marques pediu por escrito para passar ao quadro de honra, até porque, os elementos da direcção já tinham dedicido não renovar a comissão de serviço do comandante, que terminava em Setembro deste ano.De referir que desde que, a actual direcção presidida por António Silva, também vereaor na Câmara de Celorico, tomou posse em 2009, o relacionamento com o comandante começou a degradar-se, e criou-se um mau estar dentro do quartel, porque se havia bombeiros que estavam do lado comadante, havia outros que queriam vê-lo pelas costas.Segundo ainda apurámos, nunca houve equipa de trabalho entre o comandante e a nova direcção… aliás, António Marques era acusado de tomar decisões sem dar conhecimento á direcção, o que criou algumas divergências.Perante este cenário, José Caetano, o actual adjunto, passa a exercer as funções de comandante, uma vez que Carlos Chagas que durante muitos anos ocupou o cargo de 2º Comandante, também pediu a demissão há poucos meses.

in Radio F-Guarda

Liga dos Bombeiros suspendeu negociações com o Ministério da Saúde

A Liga dos Bombeiros Portugueses suspendeu hoje as negociações com o Ministério da Saúde (MS) sobre o regulamento de transporte de doentes, disse à Lusa o vice-presidente da LPB, Rama da Silva.“O conselho executivo da Liga decidiu hoje à tarde suspender o diálogo com o Ministério da Saúde (MS) e marcar um congresso extraordinário para 26 de fevereiro, cujo tema único é o transporte de doentes”, explicou Rui Rama da Silva à agência Lusa.
Segundo o responsável, a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) justifica esta decisão com o facto de o MS “não anuir em suspender o despacho sobre o transporte de doentes em que se previa que o direito ao transporte fosse aferido em termos clínicos, mas introduzindo uma nova premissa que tem a ver com a capacidade financeira dos utentes”.A decisão do MS tem gerado, segundo o responsável da Liga, experiências negativas para os bombeiros, nomeadamente a recusa, por parte de alguns centros de saúde e hospitais, em receberem doentes.No ofício enviado hoje ao secretário de Estado Óscar Gaspar, a Liga reitera o pedido de nulidade ou revogação do despacho sobre o transporte de doentes, informa que vai suspender qualquer acção sobre a alterações do mesmo sem antes receber uma proposta concreta por parte do MS e lamenta que o relacionamento entre ambas as instituições tivesse chegado “a um quadro de desconfiança institucional”.Na quarta-feira, o MS esclareceu que decidiu regular o transporte de doentes, na sequência de uma auditoria que revelou a existência de abusos, para garantir que quem realmente precisa continuará a usufruir deste transporte gratuitamente e afirma que anualmente paga perto de 200 milhões de euros em transporte de doentes não urgentes.A tutela diz que o relatório de uma auditoria verificou que existiam situações de abusos e de benefícios indevidos no transporte de doentes não urgentes.Nesse sentido, e “cumprindo uma política de rigor na utilização dos recursos”, decidiu racionalizar, regular e disciplinar a utilização do transporte gratuito para o doente.Um despacho de Óscar Gaspar determina que o acesso ao transporte pago pelo Ministério da Saúde passa a ter que responder obrigatoriamente a dois requisitos: prescrição clínica e insuficiência económica, decisão contestada pela LPB.
in terras da beira

Afinal são apenas 28 casos

O Gabinete de Comunicação e Imagem da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, veio esta quarta-feira corrigir os números divulgados pela comunicação social de que estariam confirmados 41 casos de Gripe A no Hospital da Guarda. Segundo o comunicado, no final de segunda-feira, confirmavam-se apenas 28 casos da doença. De acordo com nota enviada à comunicação social pela ULS da guarda, «O número de casos de gripe A identificados desde sexta-feira, segundo os últimos dados oficiais, apurados no final do dia da última segunda-feira, são 28 e não há qualquer pessoa internada na sequência dos episódios de gripe registados desde este período.»
A unidade de saúde informa ainda que o Hospital de Sousa Martins – Unidade Local de Saúde da Guarda se encontra a funcionar em pleno e sem qualquer tipo de inconveniente para utente e profissionais.
Esta nota vai desmentir notícia ontem divulgada que dava conta que o número de casos de gripe aumentou para 41 no Hospital Sousa Martins, na Guarda, e que dois profissionais de saúde estariam internados.
(c) PNN Portuguese News Network
fonte: jornal digital

Casos de Gripe A no Hospital da Guarda aumentam para 41

O número de casos de Gripe A aumentou para 41 no Hospital da Guarda, informou fonte do conselho de administração de administração da Unidade Local de Saúde (ULS).
O número de casos de gripe aumentou no Hospital Sousa Martins, na Guarda, e chega agora aos 41. Dois profissionais de saúde estão internados sob vigilância médica, 36 estão a recuperar em casa e há três utentes internados, mas todas com outras patologias além da gripe.
Entre profissionais e utentes do Hospital desde sexta-feira foram detectadas 77 pessoas infectadas com os vírus da gripe em circulação este ano no país: 28 pessoas tem o tipo A e 49 o vírus do tipo B.
Nenhum dos profissionais de saúde tinha tomado a vacina sazonal, adiantou a Direcção-Geral da Saúde, e o seu afastamento obrigou ao reforço da escala com colegas vacinados. Segundo a subdirectora-geral da Saúde, Graça Freitas, apenas 30% a 40% dos profissionais de saúde se vacinam contra a gripe – um número abaixo do desejável.
(c) PNN Portuguese News Network
fonte: jornal digital

Manuel Alegre visita o distrito da Guarda na sexta,14 jan

PROGRAMA:
 10:00 – GUARDA – Visita à Quinta da CERCIG (em frente ao NERGA)
11:30 – TRANCOSO – Visita à Feira de Trancoso
13:00 – FORNOS DE ALGODRES – Almoço (Quinta das Courelas)
15:00 – SEIA – Visita ao Centro Social da Quinta de Monterroso (São Romão)
16:30 – SEIA – Visita à Escola Profissional Serra da Estrela

28 casos de Gripe A entre profissionais do Hospital Sousa Martins

O número de profissionais e de doentes do Hospital Sousa Martins, na Guarda, infectados com Gripe A aumentou para 28, informou fonte do conselho de administração de administração da Unidade Local de Saúde (ULS).Por volta das 10h00 desta segunda-feira “foram feitos 77 testes a 36 profissionais e a 41 doentes”, que indicaram que 18 profissionais e 10 doentes apresentaram “resultado positivo na Gripe A”, afirmou a fonte à agência Lusa.”Não há nenhum caso grave”, referiu, apontando que “há três doentes internados” mas o seu internamento “não é por causa da gripe, é devido a outras situações clínicas”.  A fonte prevê que o grupo de profissionais do Serviço de Medicina Interna, atingido pelo vírus da gripe, possa estar operacional “dentro de três dias” embora sublinhe que “o serviço está a funcionar” com recurso à “reorganização  das escalas”.  Para evitar o aparecimento de novos casos de profissionais infectados pelo vírus da gripe A, a ULS está a recolher inscrições junto dos vários serviços “e a vacinação deverá começar na próxima semana”.   

in correio da manhã

Ginásios com taxa de IVA reduzida quando dispensem professor

O ministério das Finanças esclareceu que os ginásios vão aplicar a taxa reduzida do IVA na utilização de máquinas e actividades que dispensem professor ou ‘personal trainer’, sendo a taxa normal aplicada aos serviços de lições ou com professor.
Em termos gerais, a taxa reduzida (6%) será aplicada nas prestações de serviços que impliquem utilização só pela entrada nos ginásios ou utilização de máquinas sem qualquer apoio de professor afirmou o ministério das Finanças.
A medida vem ao encontro das pretensões dos ginásios, que defendiam que fosse aplicada a taxa mínima de seis por cento às actividades sem recurso a monitor.
in nova guarda

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar