Templates by BIGtheme NET
Home » Serra (page 468)

Serra

Chuva e vento forte nas terras altas ao virar do ano


Chuva e vento forte nas terras altas vão marcar a
passagem de 2012 para 2013 no continente português, 
previu hoje o
Instituto Português do Mar e da Atmosfera (ex-Instituto de
Meteorologia).
Para sábado, prevê-se que
os períodos de chuva se alarguem ao Douro Litoral e a outras regiões, 
 passando gradualmente a regime de aguaceiros, que serão de neve acima
dos 1.200 metros.
O vento soprará forte nas terras altas, temporariamente com rajadas até 90 quilómetros horários.
O domingo será marcado por aguaceiros fracos, essencialmente a norte do sistema montanhoso 
Montejunto-Estrela.

Nos
dias 31 de Dezembro e 01 de Janeiro, o estado do tempo será novamente
condicionado
pela aproximação e passagem de uma superfície frontal fria,
com ocorrência de precipitação 
e vento forte nas terras altas.
A previsão para o dia 02 indica que a temperatura descerá e o vento soprará do quadrante
 norte moderado a forte.
Ainda
segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, no arquipélago da
Madeira 
o estado do tempo entre sexta-feira e o segundo dia de 2013 será
influenciado por um anticiclone, 
com predomínio do céu pouco nublado e
vento fraco.
No último dia do ano, poderá haver um aumento temporário
de nebulosidade, com ocorrência de
 precipitação fraca. Os valores de
temperatura não terão alterações significativas.
Nos Açores, uma
superfície frontal fria com actividade moderada a forte deverá afectar
os grupos
 Central e Oriental durante o dia de sexta-feira, provocando
precipitação pontualmente forte e
 um aumento da intensidade do vento do
quadrante sul, com rajadas da ordem dos 90 quilómetros por hora.
Após
a passagem da superfície frontal fria, todo o arquipélago ficará sob a
influência de uma 
circulação anticiclónica, mas no domingo poderão
registar-se alguns aguaceiros, especialmente no grupo Central.
Para
os dias 31 e 1 de Janeiro, prevê-se para todo o arquipélago períodos de
céu nublado com abertas,
 alguns aguaceiros e o vento do quadrante oeste,
moderado a fresco, com rajadas até 50 quilómetros por hora,
enfraquecendo nas ilhas mais orientais.
fonte:terras da beira 

III Gala do Bombeiro, no Palace Hotel Termas de São Miguel, em Fornos de Algodres

A Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda
promove no próximo sábado, pelas 19h30, a III Gala do Bombeiro, no
Palace Hotel Termas de São Miguel, em Fornos de Algodres. O evento marca
a despedida de Luís Gil Barreiros, que vai abandonar o cargo de
presidente da Federação na sequência da sua nomeação para o elenco
diretivo da Unidade Local de Saúde da Guarda.

Durante a Gala serão distinguidos cinco
comandantes que deixaram recentemente o quadro ativo (das corporações de
Aguiar da Beira, Gonçalo, Vila Nova de Foz Côa, Vila Franca das Naves e
São Romão), e haverá também lugar à homenagem de 23 elementos das
várias associações de bombeiros, sugeridos pelas próprias.
fonte:O interior

O poeta de Fornos de Algodres, Viçoso Caetano, escreveu em verso

O poeta de Fornos de Algodres, Viçoso Caetano, escreveu em verso, uma
> carta ao primeiro-Ministro que é um autêntico «programa de governo»
> para sairmos da actual crise.

Oh Senhor “Nosso” PRIMEIRO!
Diz-se agora à boca cheia
Que um “tal” de engenheiro,
Que deu o “salto” p´ra França,
Lhe deixou como HERANÇA,
Um País qu´é um vespeiro,
Na mais completa astenia
E só preso por um triz!

Enquanto ele, em Paris,
Caçoando da pobreza
E de toda a tropelia
Feita à gente portuguesa,
Vive à “grande e à francesa”
Entregue à Filosofia
Do&hellip”manso é a tua tia”&hellip.
Com champagne sobre a mesa!

E agora oh “Nosso” PRIMEIRO,
P´ró Senhor poder limpar
O esterco qu´ele deixou,
Vai ter que “OS TER NO LUGAR”
Para cortar a direito
E levar tudo a eito,
Sem poder tergiversar
Nem contemplar excepções,
Muito menos compadrios.
É tempo de decisões:
Inflexíveis! Sem desvios!
QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES !!!

Sem DINHEIRO NÃO HÁ VÍCIOS.
Outrossim há sacrifícios
E os que forem pedidos,
Terão que ser repartidos.

O Senhor é o timoneiro!
Mas porque NÃO TEM DINHEIRO
E o que tem FOI-LHE EMPRESTADO,
A primeira obrigação
É cumprir com devoção
O que ficou acordado
Por escrito e assinado.
Isso não tem discussão:
POBREZINHO, MAS HONRADO!

Depois é seguir em frente,
Sem qualquer hesitação.
Quem é JUSTO E COMPETENTE
Não dá ouvido às vozes
Que nunca bradam ao Céu,
– apesar do escarcéu –
Pois que não passam do chão&hellip

E p´ra que nad´o deprima,
Comece logo a colheita
– à esquerda e à direita –
MAS COMECE-A POR CIMA.
Corte sem vacilação
Seguindo à risca o rifão:
“MAIS PRIMA? MAIS SE LH´ARRIMA”.

Já só se resolve a crise
Causando-lhe hemoptise.

E olhe que o tempo urge
E o Povo nunca s´insurge
Quando lhe falam verdade
E lhe mostram que há justiça.
Qu´a gente é BOA E SUBMISSA!

Caso contrário reclama,
Nem aceita falsidade
Disfarçada d´equidade,
Que o engana e o trama
À pala da Liberdade.

ACABOU-SE O REGABOFE!
Por mais que se filosofe,
Só nos resta UMA SAÍDA:
TEMOS QUE MUDAR DE VIDA!

EIS A 1ª MEDIDA:

1ª – ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

O número de Deputados
É largamente excessivo
E isso não faz sentido.
Então, se NÃO HÁ DINHEIRO,
Reduzam-se a metade
Ou cortem-se os ordenados
Na mesmíssima proporção.
Tal como está é que não!

Representantes (?) do Povo
A viverem ricamente,
Enquanto os Representados
Passam fome?! É INDECENTE!
Por isso oh “Nosso” PRIMEIRO,
Faça favor, NÃO ESQUEÇA:
É POR AQUI QUE COMEÇA!
E já, antes que arrefeça.

2ª – CÂMARAS MUNICIPAIS JUNTAS DE FREGUESIA

Deixe-as ficar como estão
E acaba a contestação.
Mas porque NÃO HÁ DINHEIRO,
Ser autarca, d´ora avante,
Deixa de ser profissão.
Só pode exercer o cargo
Quem tem outro ganha-pão.
Do Governo só terão
Verba pré-estabelecida
Para representação,
Na devida proporção
Do tamanho da autarquia
E sua população.

Enfrente-as de peito aberto!
É que por cá, na autarquia,
Tem sido uma tontaria
A estragação do dinheiro
Em gasóleo e transportes
E demais quinquilharia
P´ra levar ao PREÇO CERTO.

Por falar em Preço Certo&hellip
Ora aqui está um programa
Paupérrimo de conteúdo
E que passa pelo drama
De ter de continuar
Até voltar&hellip. O ESCUDO!

3ª – ASSEMBLEIAS MUNICIPAIS

Se há vereadores nas Câmaras
P´ra resolver os problemas,
P´ra quê aqui deputados?
Dinheiros malbaratados
Fazem falta noutros lados&hellip
Menos um estratagema!…

4ª _ EMPRESAS MUNICIPAIS

Só podem continuar
As que se gerem por si,
Com seus próprios capitais.
As outras estão a mais!

5ª – COMO A MAIS HÁ ACESSORES,
DELEGADOS, CONSULTORES,
INSTITUTOS, FUNDAÇÕES,
AUTOMÓVEIS, TELEMÓVEIS,
VIAGENS E REFEIÇÕES,
MAIS O ALUGUER D´IMÓVEIS,
MOTORISTAS, SECRETÁRIAS
E NOMEAÇÕES SECTÁRIAS
Só para satisfazer
As cliques partidárias?!…

Oh Senhor “Nosso” PRIMEIRO:
Fale lá com o seu Parceiro,
Depois “puxe” p´los galões
P´ra acabar co´este atoleiro
Que sorve muitos milhões,
Qu´o “está porreiro, pá”
Nos deixou ficar por cá.
E sem comiserações
QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES !!!

6ª – CONTRATOS COM AS PPP
São para “limpar” de vez

7ª – TAP, METRO, RTP,
CARRIS, TRANSTEJO, CP

Empresas com prejuízo
Sempre, sempre acumular,
Deveriam era fechar.
Em vez de pagar “balúrdios”
A gajos, q´inda p´ra mais
Estão sempre a reivindicar.

Qualquer Governo com siso
Terá que os enfrentar
E não ficar indeciso
Quando lhes COMUNICAR
Que ONDE NÃO HÁ DINHEIRO
Não adianta reclamar.
&hellip.ou terão qu´ir “bugiar”&hellip.

8ª – PARTIDOS

É a hora da verdade!
Deixemo-nos de pruridos.
S´o STADO NÃO TEM DINHEIRO
P´ra pagar os subsídios
Aos seus próprios funcionários;
Nem sequer aos Reformados,
Que são os menos culpados;
Ir depois meter milhões
Nos alforges dos partidos?
! Seria deslealdade!
Até desonestidade!
QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES!!!

9ª – BANCO DE PORTUGAL

Activos e Reformados
Com soberbos ordenados?!
Alguns a ganharem mais
Do qu´a Reserva Federal,
Lá nos Estados Unidos,
Paga aos seus empregados&hellip
Então se NÃO HÁ DINHEIROS
E os que há são emprestados,
Como é que isto é possível?
Serão dinheiros roubados?!…

10ª – REFORMAS

Reformulem-se as NORMAS:
– Só aos 67 anos
Ou TOTAL INVALIDEZ –
E só para quem trabalhou
E p´ra elas descontou
Tempo que as justificou.
Fica o tecto em 3 MIL EUROS,
Nunca mais qu´isso POR MÊS.
Seja uma ou sejam três
E seja lá p´ra quem for:
– Diplomata, operário
Engenheiro ou lavrador.

Autarcas e deputados,
Ao cabo dos três mandatos,
Regressam á profissão
E desta se reformarão
Nos prazos reformulados.

Ás malvas as excepções!
Foi por essa e por outras
Qu´o País foi p´ró “galheiro”
E AGORA NÃO TEM DINHEIRO
QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES!!!

11ª – DIREITOS (ADQUIRIDOS ?)

Num País qu´stá falido
E pior, hipotecado;
Com um endividamento
Nunca antes igualado;
Que o pão que come à mesa
É com dinheiro emprestado;
Ouvir falar de direitos,
Às greves e às “manifes”
E a outras mandriices,
Deixa-me agoniado!

S´há tanto desempregado&hellip
Gent´a passar privações&hellip
Num País co´s pés p´ra cova,
Esses “democratas” pedem
É qu´ALGUÉM LHES FAÇA A PODA
Sem contemporizações!…
QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES!!!

12ª – JÁ´GORA&hellipENTÃO E DEVERES?!
E QUANTO ÀS OBRIGAÇÕES?!

Isso era antigamente.
Vocifera o sindicato!
Isso eram imposições
Do explorador patronato.

Posto isto, oh “Nosso” PRIMEIRO,
Concatenando e em suma:
– A QUESTÃO É APENAS UMA:
– OU HÁ OU NÃO HÀ DINHEIRO
O resto é coisa nenhuma!

13ª – CRESCIMENTO
Avançar co´este argumento,
Neste preciso momento,
É conversa de jumento
Ou então cavalgadura.
Num País sem contextura,
Que vive na dependura
Da esmola e compaixão;
A um passo da sepultura
Sem dinheiro p´ro caixão;
É mesmo uma aberração!

Na actual conjuntura
Ninguém cá invest´um tostão&hellip
Por fim oh, Senhor PRIMEIRO!
É com toda a humildade,
Que deixo à sua bondade,
Ler as minhas sugestões,
Para que as ajuíze
E, se quiser, utilize.
Como e quando lh´aprouver
E se assim o entender.
Se não todas, uma parte.
Com elas liquida a crise.

Precisa é d´engenho e arte
E da ajuda do PARCEIRO,
Que também é BOM GUERREIRO,
P´ra “CORTAREM” TODO O MAL,
Que nos enleia e gangrena.
É que “TUDO VALE A PENA
SE A ALMA NÃO É PEQUENA”.
ESTÁ EM CAUSA PORTUGAL!

Viçoso Caetano
(O poeta de Fornos de Algodres)
27.07.2012
Exactamente no dia
em que fez 42 anos
Que a OLIVEIRA secou
E o SAL deixou de temperar.
Só o AZAR cá ficou,
Mas esse está para durar!…

Regeneração Urbana de diferentes pontos de Gouveia já começou.

 

 
O
Município de Gouveia vai investir 1.317.179,07 euros na regeneração
urbana da entrada da cidade e da área em frente aos Paços do Concelho. O
investimento divide-se por quatro intervenções. A requalificação urbana
da antiga fábrica das bobines, a intervenção na rua Casimiro de Andrade
com a construção de passeios e reabilitação da Fonte da Pombas, a
requalificação do muro do jardim de Viriato e a requalificação da área
em frente aos Paços do Concelho.

A
obra de requalificação da antiga fábrica das bobines é um projeto de
regeneração urbana que envolve a limpeza geral desta área da ribeira, a
demolição de um conjunto de edifícios e ruinas existentes, a conservação
de algumas das mais significativas fachadas a integrar em percursos
pedonais, os trabalhos de naturalização e fruição do espaço e a
construção de infraestruturas básicas.
Na rua Casimiro de Andrade o investimento irá renovar
pavimentos, calçadas, passeios e guardas de segurança, a construção de
um passeio em estrutura metálica, balanceado sobre a área da ribeira,
salvaguardando a segurança dos peões e a reabilitação da Fonte das
Pombas.
O muro do Jardim de Viriato será alvo de limpeza e
colocação em painéis de azulejo dos brasões heráldicos das vinte e duas
freguesias, “equilibrado” ao centro com o brasão do concelho de Gouveia
e requalificação do jardim superior dando continuidade ao jardim de
Viriato.
A requalificação da zona em frente aos Paços do
Concelho envolve a remodelação geométrica do espaço, substituição de
pavimentos, plantação de árvores, colocação de mobiliário urbano e
execução das infraestruturas necessárias.
As quatro intervenções são alvo de uma candidatura
ao Mais Centro com uma comparticipação de 85%, equivalente a um
financiamento de 1.119.602,19 € FEDER. Os trabalhos de execução
prolongam-se por 540 dias durante os quais ocorrerão condicionamentos de
trânsito na rua Casimiro de Andrade e nas áreas envolventes às
empreitadas. 
Fonte:Municipio de Gouveia

Reorganização Administrativa do Município de Fornos de Algodres

A Assembleia Municipal de Fornos de Algodres reunida ontem, dia 22
novembro, aprovou por maioria o novo projecto de Reorganização
Administrativa do Município de Fornos de Algodres.
Em relação ao outro projecto, desapareceu a união entre Infias e Casal
Vasco e Vila Ruiva passa a integrar a Freguesia de Juncais e Vila Soeiro
do Chão.

Publicada por

Best Market-noticias de Fornos

Municipio Fornos promove distribuição de contentores

O Município de Fornos de Algodres assinou com a empresa “H.SARAH Trading Lda”
um protocolo de colaboração com vista à colocação de contentores para
recolha de roupa, calçado e brinquedos usados, iniciando, desta forma,
uma melhor gestão e valorização dos seus resíduos têxteis ou afins, com
benefícios ambientais, económicos e sociais para o território.

Esta
iniciativa insere-se no âmbito de uma política de reciclagem já iniciada
pela Autarquia que inclui, para além do projeto Eco Escolas, a
implementação de um sistema de recolha seletiva feita a partir de
ecopontos (vidro, papel/cartão, embalagens e pilhas) colocados em vários
pontos do Município.
O protocolo agora assinado prevê a colocação de
contentores em vários pontos do Município para depósito de roupa,
calçado e brinquedos usados que serão objeto de posterior tratamento e
reencaminhamento por parte da “H.SARAH Trading Lda.”, podendo ser
reutilizados para fins humanitários e outros, ou, caso não apresentem
condições de reutilização, serão reciclados.
A este respeito importa
referir que cerca de 90% dos bens depositados em contentores são
reaproveitados, prolongando assim o seu tempo de vida útil, ajudando
quem mais precisa, residente, ou não, em território nacional.
O
protocolo celebrado com o Município vigora por um prazo de 4 anos
assumindo a empresa “H.SARAH Trading Lda.” o compromisso de doar roupa,
calçado e brinquedos ao Banco de Roupa do Município, assegurando desta
forma a satisfação das necessidades locais.
Esta iniciativa vem
reforçar a política integrada de sustentabilidade territorial já
implementada pela Autarquia, ao mesmo tempo que apela a uma maior
consciencialização cívica, ecológica e social dos munícipes.

Os novos equipamentos estão situados nos locais a seguir indicados:

1. Junto ao Mercado Municipal
2. Junto ao Mini-Preço e Escola
3. Junto à Igreja Paroquial
4. Algodres
5. Figueiró da Granja
6. Juncais

fonte:municipio de ^Fornos Algodres

13º Festival de Sopas da Serra da Estrela

Fonte: Município de Gouveia 

A iniciativa irá decorrer este domingo, dia 11 de novembro, na Adega Cooperativa de São Paio, em Gouveia.
Vinte
e oito sopas confecionadas por 24 participantes vão estar a
concurso este domingo, 11 de novembro, no XIII Festival de Sopas da
Serra da Estrela, organizado pela ADRUSE – Associação de Desenvolvimento
Rural da Serra da Estrela. As sopas candidatas, representativas dos
cinco concelhos da zona de intervenção da ADRUSE, serão avaliadas por um
júri presidido por Justa Nobre, especialista na cozinha tradicional
portuguesa, que integrou o programa televisivo MasterChef. A organização
refere que os prémios serão distribuídos a três escalões: sopa de
castanhas/sopa de São Martinho, outro tipo de sopas e profissionais de
restauração. O Festival de Sopas da Serra da Estrela, a realizar no
recinto da Adega Cooperativa de São Paio, em Gouveia, é cofinanciado
pelo subprograma 3 do PRODER e conta com a colaboração do Município de
Gouveia e da Junta de Freguesia de São Paio, entre outras entidades.

fonte:Guarda Digital

Jantar de angariação de fundos um sucesso

A noite de sexta feira foi de grande solidariedade no Palace hotel e Spa S.Miguel em Fornos de Algodres, com  a realizaçao do jantar de angariaçao de fundos para a construçao da Casa Mortuaria e Paroquial nesta localidade, assim numa organizaçao do conselho económico da paroquia desta localidade, estiveram presentes mais de tres centenas de pessoas, que assim oriundas de todas as partes do Arciprestado de Fornos de Algodres e ainda alguns fornenses a residir noutras paragens do pais e do globo, tambem deram o seu contributo com a sua presença.

Um jantar que foi saboreado por todos e no final todos os presentes estavam muito satisfeitos com a iniciativa, onde teve animaçao do Grupo de Cantares da Casa do Pessoal da CMFA.
Um bom momento onde todos se divertiram e conviveram e a organização no final estava satisfeita com o resultado positivo da receita angariada.
Assim foi mais uma ajuda para estas duas importantes obras serem uma realidade a curto prazo no concelho de Fornos de Algodres

Fonte:António Pacheco

Combustiveis voltam a baixar


Os preços de referência da gasolina e do gasóleo em Portugal vão baixar a partir de amanhã.

A descida das cotações internacionais que influenciam os preços dos
combustíveis antecipa uma baixa de cerca de cinco cêntimos na gasolina e
de dois cêntimos no gasóleo a partir de segunda-feira.

De acordo
com os últimos dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), o
preço médio do litro de gasóleo no Continente é de 1,475 euros. O da
gasolina 95 está actualmente nos 1,632 euros.

Devido às medidas
de austeridade, os portugueses consomem cada vez menos combustíveis. O
último relatório da DGEG deu conta de uma redução superior a 9% no
consumo tanto de gasolina como de gasóleo em Agosto, face há um ano.
fonte:economico

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar