Templates by BIGtheme NET
Home » Seia (page 55)

Seia

Feira Regional do Queijo Serra da Estrela | 19 de fevereiro

 
Realiza-se em Gouveia a 2ª edição da Feira Regional do Queijo Serra da Estrela.

A iniciativa, que envolve os três municípios da Comunidade Intermunicipal da Serra da Estrela (Fornos de Algodres, Gouveia e Seia), pretende fomentar a notoriedade do Queijo da Serra da Estrela, salvaguardar a sua preservação enquanto produto endógeno e valorizar e dinamizar a cadeira de valor do Queijo da Serra da Estrela e seus agentes diretos

fonte:guarda.pt

Município de Gouveia em colaboração com a DECO ensina os mais pequenos a Gerir € Poupar

 O Município de Gouveia em colaboração com a DECO – Associação de Defesa do Consumidor, realizou uma sessão informativa de literacia financeira para ensinar os mais novos a gerir as suas finanças pessoais e a tomada de decisões.

A ação reuniu cerca de 150 alunos do 3º e 4º ano das escolas de Gouveia, Seia e Fornos de Algodres no auditório da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, que durante todo o dia assistiram à palestra orientada pela representante da DECO Dr.ª Marta Nave.
Ao longo das sessões foram abordadas várias temáticas, algumas delas a origem do dinheiro, a sua forma e a função que este tem, referenciando que as crianças devem estar cientes, desde de cedo, da importância do dinheiro e a forma como podem usufruir dele.

Aproveitando a proximidade do Natal, a oradora salientou a importância do uso do mealheiro para a poupança e a forma como podem aproveitar esse dinheiro para partilhar com os que mais precisam.
fonte: municipio de gouveia

Júlio Sarmento é o novo presidente da Distrital do PSD

Júlio Sarmento venceu esta noite as eleições para a presidência da Distrital da Guarda do PSD, com mais 63 votos que Rui Ventura.
O histórico autarca de Trancoso obteve 788 votos contra 725 do antigo líder da JSD, que venceu em cinco concelhias (Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Mêda, Pinhel e Seia).
A surpresa da noite foi a vitória de Sarmento na Guarda, cuja secção tinha decidido, por unanimidade, apoiar Rui Ventura. Na sede do distrito o novo presidente da Distrital social-democrata ganhou por 19 votos de diferença.
No seu discurso de vitória, Júlio Sarmento sublinhou o facto ao considerar ter sido na Guarda «a vitória mais saborosa» destas eleições. «Significa que há um crédito de confiança dos militantes guardenses que quero retribuir com trabalho», declarou, reiterando a sua disponibilidade para se candidatar à Câmara. «É preciso tirar conclusões destes resultados», afirmou, ressalvando que todas as concelhias serão ouvidas na hora de escolher os candidatos às autárquicas de 2013.
«O PS que se cuide na Guarda daqui para a frente», avisou, ao considerar que «a mudança é absolutamente urgente» na capital de distrito, onde «a gestão socialista deixou as finanças da autarquia exauridas». Segundo Júlio Sarmento, «se houvesse o mínimo de ética, os socialistas deveriam abrir mão de uma candidatura nas próximas autárquicas porque a Câmara está a caminhar para o abismo». Nesse sentido, o social-democrata disse mesmo ter «as soluções para os problemas financeiros» do município, sem adianta quais. No final, convocou todos os militantes da Guarda a empenharem-se para o PSD ganhar a Câmara e agradeceu-lhes pela vitória na maior secção do distrito. «Ganhar na Guarda por 19 votos de diferença foi muito mais importante e saboroso que a vencer em Trancoso por mais de 200 votos», assumiu.
Nestas eleições votaram 1.223 militantes dos 2.094 inscritos.
fonte: o interior

PS não aceita redução de freguesias do Interior pelo número de residentes

O secretário-geral do PS, António José Seguro, assegurou, domingo, que o partido não aceita a redução das freguesias do Interior do país pelo critério do «número de pessoas».
«Considero que é importante diminuir as despesas, mas para isso não há necessidade de extinguir freguesias que têm anos de história e fazem parte da nossa identidade», defendeu o líder socialista em Seia, no segundo encontro distrital de autarcas socialistas organizado pela Federação do PS/Guarda. Referindo-se às zonas rurais do Interior, António José Seguro disse que «só quem não conhece essas freguesias, onde vive tão pouca gente, é que pode dizer o contrário, porque nessas freguesias já levaram o médico, já levaram o professor, a única coisa que resta de contacto com o Estado é o presidente da junta de freguesia». «Nós não podemos aceitar que o único critério para reformar as freguesias em Portugal seja o critério da quantidade do número de pessoas», acrescentou. O socialista disse que para o PS «as pessoas estão primeiro, não são os números que estão primeiro”: “Isso é para este Governo, para nós são as pessoas». No seu discurso, escutado por cerca de 200 militantes e simpatizantes socialistas, o secretário-geral do partido defendeu que, em vez da extinção, o Governo pode optar pela associação de autarquias, «sempre de acordo e respeitando a vontade das populações e ouvindo os autarcas» de cada local. «Se o Governo julga que vai reformar as freguesias em Portugal com um grupo de técnicos no Terreiro do Paço, que agarram na calculadora, na régua e num esquadro, estão enganados», afirmou. «Os portugueses não aceitam isso e o PS dará voz a essa indignação». António José Seguro também referiu que o seu partido «está disponível para cooperar, para trabalhar, de modo a que se respeitem as pessoas, a sua história e a sua identidade» e, simultaneamente, «seja possível, através da racionalidade da gestão dos dinheiros públicos, conseguir continuar a prestar serviço de qualidade às pessoas, mas com uma melhor organização». Seguro referiu ainda que qualquer mudança na legislação do poder local «não pode sair de um impulso repentista», tem de ser «pensada, reflectida» e «não pode estar à disposição de uma qualquer maioria parlamentar conjuntural». O dirigente disse que fica «perplexo» quando olha para as medidas anunciadas recentemente pelo Governo em relação às mudanças previstas para as câmaras municipais, por o executivo não estar «preocupado com uma verdadeira reforma do poder autárquico», mas «interessado em passar a mensagem que vai contar despesas nas autarquias e nas juntas de freguesia».

Nuno Markl e Ana Galvão no Museu do Pão

Fonte: LUX

No próximo sábado, dia 1 de Outubro, o Bar-Biblioteca do Museu do Pão vai ser palco de uma tertúlia cultural protagonizada pelos radialistas Nuno Markl e Ana Galvão.
O Museu do Pão, em Seia, irá receber o casal para uma tertúlia cultural, onde, num ambiente descontraído, irão abordar temas relacionados com a vida e o percurso profissional de cada um. Nuno Markl é humorista, escritor, locutor de rádio, apresentador de teçlevisão, cartoonista e argumentista, Nuno formou-se no CENJOR, e cedo começou a ser conhecido pelas suas crónicas em “O Homem Que Mordeu o Cão”, na Rádio Comercial (1997), cuja rubrica deu origem a três livros, um programa de televisão e uma digressão nacional. Com passagem pela RTP, SIC Radical e TVI, muda-se novamente para a rádio, onde apresenta na Antena 3 a rubrica “Há Vida em Markl”, baseada numa série de cartoons que criava para o Suplemento “Inimigo Público” do jornal Público. Actualmente é responsável pela “Caderneta de Cromos” na Rádio Comercial e co-apresenta com a sua irmã Ana Markl, o programa “A Rede” no Canal Q. Ana Galvão é também apresentadora de programas de rádio e televisão, tendo iniciado a sua carreira na RCL (Rádio Comercial da Linha). Depois de passar pela Rádio Marginal e Rádio Expo, integra desde 1998 o elenco da Antena 3. Na televisão apresentou diversos programas como o “Riso, Mentiras e Vídeo”, o “Top +”, sendo que actualmente faz parte da equipa do “Só Visto” e “Portugal no Coração”, da RTP1. O casal não irá deixar de comentar o estado actual do país, bem como o panorama cultural nacional. As tertúlias culturais do Museu do Pão têm como objectivo a troca de conhecimentos entre diferentes personalidades do panorama cultural nacional, que demonstram interesse pela aprendizagem e partilha de opiniões, pretendendo conhecer o que de melhor tem a cultura portuguesa. A iniciativa tem entrada livre e decorre a partir das 22 horas.

in Guarda Digital

Nota à Imprensa: SUBIDA DA CALÇADA ROMANA DO TINTINOLHO

Com a presença dos Atletas que no passado dia 10 de Julho integraram a Selecção
Nacional no Campeonato da Europa de Corrida em Montanha que se disputou em
Bursa, na Turquia, realizou-se no passado dia 23 de Julho a VIII edição da Subida da
Calçada Romana do Tintinolho a qual este ano voltou a contar para a Taça de Portugal
de Corrida em Montanha, esta que foi a 3ª Jornada (Jornada Final).

Todos os atletas, entre os quais se incluía a Selecção Nacional de Seniores Masculinos
que brilhantemente alcançou a Medalha de Bronze Colectiva para Portugal na Turquia,
disputaram esta já carismática Subida da Calçada Romana do Tintinolho ao final da
tarde do passado sábado sob bastante calor tendo Rui Muga, do Futebol Clube
Mogadourense, demorado 40 minutos e 04 segundos a ligar 9 500m entre a Aldeia
Viçosa e a Guarda, com a Meta instalada no Chafariz da Dorna. 23 segundos depois
(40m27s) chegava outro “Europeu”, Gonçalo Borges do Grupo Desportivo “3 Santos
Populares” sendo José Carvalho, com 41m23s, a ocupar o lugar mais baixo do Pódio de
Seniores Masculinos no Tintinolho ele que já venceu esta Competição e que também
representou Portugal na Turquia.
Junto à Praia Fluvial da Aldeia Viçosa partiram as Seniores Femininas sendo que as
atletas que integraram a Selecção Nacional se destacaram às demais concorrentes com
a vitória a sorrir a Fernanda Miranda, do SC Braga, a qual gastou 39m27s a percorrer os
6 800m até ao chafariz da Dorna na Guarda. Márcia Martins, da ACR Srª Desterro, e
Amélia Vieira, do GDC Castelo de Paiva preencheram o Pódio ao efectuarem 43m52s e
45m24s, respectivamente.
Com este resultado, Márcia Martins sagrou-se igualmente Campeã Distrital de Corrida
em Montanha.
Os Juniores partiram igualmente da Praia Fluvial tendo os representantes Nacionais na
Turquia Sónia Pinto, dos Alunos de Meirim FC, e Samuel Barata do GDAC Bouça
ocupado os lugares mais altos do Pódio nas respectivas Provas com a primeira a
demorar 42m40s e o segundo 34m50s a chegar à Guarda.
Colectivamente venceu esta Competição o Grupo Desportivo e Cultural de Castelo de
Paiva.
Atento à prestação dos Atletas esteve o Seleccionador Nacional que a partir daqui irá
definir a Selecção que em 11 de Setembro se deslocará a Tirana, na Albânia, para
representar Portugal no Campeonato do Mundo de Montanha.

Para que esta Competição de Montanha, com Organização conjunta da Associação de
Atletismo da Guarda e da Federação Portuguesa de Atletismo, que incluía uma
Caminhada Pedestre, se pudesse realizar a A.A.G. teve de pagar ao Parque Natural da
Serra da Estrela (PNSE) / ICNB 202,60 €!! (DUZENTOS E DOIS EUROS E SESSENTA
CÊNTIMOS)!! para que os atletas percorressem, a pé, caminhos/estradas PÚBLICOS que
totalizam cerca de 4 200m sendo que 2 900m são alcatroados, que servem aldeias,
Quintas e Campos Agrícolas, onde diariamente circulam dezenas de veículos
motorizados de diferentes espécies. Ainda, teve de assinar um documento de
responsabilidade.
Isto porque se trata de uma Competição Organizada.
Daí se deduz que se não se tratasse de uma Competição Organizada poderíamos correr
todos e muitos mais sem pagar qualquer Portagem!!!
A A.A.G. limpou e promoveu a limpeza dos caminhos e ao longo destas VIII edições
sempre se preocupou em divulgar o Tintinolho, o PNSE, a Praia Fluvial da Aldeia
Viçosa… e limpou o lixo que outros vão deixando e ainda teve de pagar 202,60€!!
Mais, de acordo com a Portaria que o PNSE se baseia para nos fazer pagar o referido
valor, o mesmo destina-se a suportar encargos administrativos. O único encargo que o
PNSE / ICNB teve foi passar o parecer de autorização. Daqui podermos concluir que
uma assinatura está bastante cara para os lados do PNSE / ICNB, ou serão outros os
encargos que não conseguimos vislumbrar.
Não compreendemos o teor da Portaria e consequentemente o valor cobrado pelo
PNSE / ICNB sabendo que praticámos desporto em caminhos Públicos devidamente
consolidados sendo que a A.A.G. e a F.P.A. são Instituições já Veteranas sem fins
lucrativos que sobrevivem de subsídios do Estado e visam o fomento e a Organização
da prática Desportiva.
Enfim!! Valerá a pena Organizar?…
Apesar das dificuldades Organizativas os Portugueses continuam a elevar bem alto o
nome de Portugal na Europa e no Mundo. O Atletismo é a modalidade com mais
Medalhas alcançadas em Campeonatos da Europa, do Mundo, Jogos Olímpicos,…
Finalizamos agradecendo o Apoio/Colaboração, isento de encargos!!, do Governo Civil
da Guarda, Junta de Freguesia de Aldeia Viçosa, GNR da Guarda e Câmara Municipal da
Guarda.

Município de Seia promove 1º Troféu Estrelas de Seia

Fonte: Las Motos

O Município de Seia e o piloto Mário Patrão, campeão nacional TT absoluto, vão promover, no dia 10 de Julho de 2011, o 1º Troféu Estrelas de Seia.
O evento irá decorrer na Pista de Vila Verde, freguesia de Tourais, e contará com a participação de cerca de 80 pilotos de motos e quads. As provas têm início às 14 horas, prolongando-se até às 19 horas. A realização do Troféu Estrelas de Seia pretende promover a prática deste tipo de desporto e evidenciar uma das modalidades desportivas que tem transportado o nome de Seia pelo país, através dos excelentes resultados que o piloto Mário Patrão tem conseguido ao longo dos anos. Trata-se da primeira prova do género promovida pela Câmara Municipal, que pondera, face aos resultados obtidos, consolidar o evento no calendário anual de actividades promovidas pela autarquia. A par da autarquia e da RR Motos, o evento conta com o patrocínio da Associação de Vila Verde, da Lusocargo, Suzuki, Cepsa e da Caixa de Crédito Agrícola. Espectáculo e muita animação são o que se espera nesta primeira edição do Troféu Estrelas de Seia, cuja entrada é gratuita.
in municipio de Seia

Violência doméstica em destaque em Seia

A secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais, desloca-se amanhã, dia 19, a Seia para participar na abertura do Seminário “Mostra o Cartão Vermelho à Violência Doméstica”, enquadrado na 7ª Mostra de Serviços de Apoio Social e Potencialidades do Concelho de Seia – Exposocial, subordinada ao tema “A Inovação Social: Empreender para Desenvolver”. A iniciativa tem lugar no auditório da Casa Municipal da Cultura, a partir das 14 horas.
Na ocasião será ainda assinado um protocolo de cooperação entre a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género e o Município de Seia, que visa sensibilizar os decisores locais e a população para a importância da igualdade de género e a eliminação de estereótipos no processo de desenvolvimento local.
in Nova guarda

Município de Seia inaugura Museu da Electricidade

O município de Seia vai inaugurar hoje o Museu Natural da Electricidade (MNE), resultado de uma parceria estabelecida com a EDP. O novo museu está localizado na antiga Central da Senhora do Desterro (aberta em 1909) e inserido numa propriedade de 142 hectares cedida à Câmara Municipal de Seia por aquela empresa eléctrica por um prazo de 50 anos, informa o município.
Com este novo equipamento cultural o Município pretende “dar a conhecer o passado, o presente e o futuro da produção de electricidade no Sistema Hidroeléctrico da Serra da Estrela, divulgando o património tecnológico, natural, social e cultural que lhe está associado”, adianta uma nota de imprensa da autarquia.
Paralelamente, Câmara associou-se à Semana Europeia da Energia que decorre entre hoje e 15 de Abril, promovendo durante estes dias um conjunto de actividades relacionadas com a eficiência energética intitulada “Seia Construindo a Energia do Futuro”. Do programa destaca-se a inauguração da primeira aldeia LED, Aldeia de Cabeça, a apresentação do “Guia de Eficiência Energética” e do percurso pedestre da Mata do Desterro “Pr1-Vale do Alva”.
As actividades decorrerão no novo museu onde estarão disponíveis, durante esta semana, bicicletas eléctricas para os visitantes poderem passear na propriedade que, tem vindo a ser sujeita a um processo de recuperação florestal.
Também durante esta semana, irá decorrer a primeira reunião de trabalho com vista à constituição da Agência de Energia da Serra da Estrela que contará com a participação dos municípios de Seia, Oliveira do Hospital e Gouveia.
fonte: terras da beira

Comércio Local – Enquadramento Actual e Perspectivas Futuras”

 

Na noite de sábado, em Fornos de Algodres, a Quinta das Courelas foi palco de uma conferência sobre o actual estado do comércio local e as perspectivas futuras, numa pequena vila do interior onde cada vez tem menos população.
Uma moldura humana considerável, onde uma larga percentagem de comerciantes da vila compareceram e deixaram a sua opinião sobre o tema.
Mas para além do coordenador local da JS, Alexandre Lote, também estiveram presentes figuras de peso do partido a nível local e distrital e como oradores, sugiram o vereador local Miguel Ginja, Rui Costa, empresário local, António Silva, vereador do município de Celorico da Beira e por fim o secretário da JS, Pedro Alves.
Miguel Ginja, iniciou a prelecção lamentando a não cedência de um auditório por parte da autarquia, para a realização da conferência, pois é um tema do interesse dos comerciantes locais, frisou que em 2004, com o programa Procon, a zona do eixo comercial foi revitalizada, mas faltou algum acompanhamento para que este eixo fosse mais atractivo, sendo contra os parquímetros na EN16, e falta actualmente um gabinete de apoio ao comerciante nesta localidade, até existe o Modcon, mas a autarquia devia ter alguém que estivesse ao lado dos comerciantes diariamente, e o pior é que os comerciantes estão divididos em duas associações, a da Guarda e a regional Fornos, Gouveia e Seia, mas assim está com vias a acabar.Seguiu-se o empresário Rui Costa que deixou algumas sugestões para o comércio local melhorasse e teria de existir maior divulgação e incentivos e acima de tudo formação, frisou também a necessidade de um gabinete de apoio.
Celorico, um modelo de sucesso
Seguiu-se António Silva do município de Celorico da Beira que apresentou todo o trabalho que tem sido feito naquele concelho com vista ao desenvolvimento do comércio local.
Salientou que com a vinda das portagens, também as autarquias têm de requer a taxa de Protecção cível e deixou a ideia que é necessário criar novas receitas, no seu concelho tem vindo a ser feito um trabalho notável ao nível comercial, patrimonial e turístico, todos estes sectores se complementam, lamentou a falta de um ponto de venda de produtos regionais em Vila Ruiva junto à unidade hoteleira do Inatel, deixando também outras sugestões e mostrou-se indignado com o modelo da feira regional do queijo da serra, pois quando lhe falaram do projecto pensava que fosse de índole nacional ou internacional e não mais uma feirinha, para isso continua a do concelho que se mantém anual.
Salientou que o plano posto em prática em Celorico tem dado frutos e notasse o desenvolvimento e o progresso além fronteiras dos produtos regionais.
Por fim o secretário-geral da JS, Pedro Alves, enalteceu a preocupação dos jovens pelo estado actual do comércio e deixou a nota que os municípios têm de ser mais dinâmicos e o comércio precisa de acompanhamento diário para estar sempre actualizado, existem pacotes de apoio na região, e porque não criar uma nova associação de comerciantes só locais para todos terem voz activa, onde a autarquia tem de ser o principal impulsionador.
Outros dos problemas focados foi a falta de estacionamento no eixo comercial.
Por fim, Alexandre Lote agradeceu aos muitos presentes, deixando a palavra que vai continuar a lutar, apesar de todos os obstáculos que lhe possam colocar pelo caminho, nada os vai demover para lutar por Fornos.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar