Templates by BIGtheme NET
Home » Pinhel

Pinhel

5.000 árvores autóctones plantadas na área da CIMBSE

Nos  dias 15 e 17 de fevereiro, a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela em parceria com os Municípios do território e o ICNF irá promover a plantação de 5.000 árvores autóctones, uma por cada PADRINHO/MADRINHA que participou na Ação Verde Puro em 2018 através da entrega de uma ficha/semente na Bolsa de Turismo de Lisboa e Feira Internacional de Turismo.

Município de Almeida – 15 de fevereiro
Local da plantação: Freguesia de Vilar Formoso (Alto dos Pinhos)
Município de Celorico da Beira – 15 de fevereiro
Local da plantação: Junto ao novo parque industrial
Município da Covilhã – 15 e 17 de fevereiro
Local da plantação 15/02/2019: Baldios de Freguesia de Cortes do Meio (Louseiro / Alto da Cerca)
Local da plantação 17/02/2019: U.F. de Covilhã e Canhoso (Mata Nacional da Covilhã)
Município de Figueira de Castelo Rodrigo – 15 de fevereiro
Local da plantação: Serra da Marofa
Município de Forno de Algodres – 15 de fevereiro
Local da plantação: Freguesia de Matança (Monte de Milho)
Município do Fundão – 15 de fevereiro
Local da plantação: U. F. de Vale de Prazeres e Mata da Rainha (Vale de Prazeres)
Município de Gouveia – 17 de fevereiro
Local da plantação: Baldios de Mangualde da Serra (Mondeguinho)
Município da Guarda – 17 de fevereiro
Local da plantação: Freguesia da Vela
Município de Pinhel – 15 de fevereiro
Local da plantação: Freguesia de Pínzio
Município de Sabugal – 15 de fevereiro
Local da plantação: U.F. de Pousafoles do Bispo, Penalobo e Lomba (Pousafoles do Bispo)
Município de Seia – 17 de fevereiro
Local da plantação: Freguesia de Paranhos da Beira (Santuário de Santa Eufémia)
Município de Trancoso – 15 de fevereiro
Local da plantação: Serra do Pisco

Ações de Sensibilização sobre Violência no Meio Escolar em Pinhel

Um conjunto de ações de sensibilização que pretendem abordar o problema da Violência no Meio Escolar, numa iniciativa do Municipio de Pinhel, iniciaram recentemente.

Dirigidas aos alunos do 4º, 5º e 6º ano do Agrupamento de Escolas de Pinhel, as ações estão a ser realizadas pelo Núcleo Escola Segura do Destacamento Territorial da GNR de Pinhel, com a colaboração da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Pinhel.

O que é a violência escolar, que tipos de violência existem, quais as causas da violência no meio escolar, quem são as principais vítimas, quais as consequências para vítimas e agressores e, sobretudo, o que podemos fazer para prevenir a violência na escola são algumas das questões abordadas nestas sessões.

Por:MP

Doces são tema das 7 Maravilhas® em 2019

Candidaturas decorrem até 7 de março. Uma candidatura pode incluir 7 doces.
Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os embaixadores do projeto, enquanto anfitriões das três Galas a emitir no prime time da RTP1 e na RTP Internacional.
Este ano o formato reinventa-se, com Grande Júri, eliminatórias distritais, duas semifinais e uma Grande Final a 7 de setembro.
Depois de eleitas as 7 Maravilhas à Mesa® em 2018, que privilegiou gastronomia, vinhos, azeites e roteiros, chegou a vez de adoçar a boca aos portugueses e colocar em votação das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. O tema de 2019 já tem candidaturas abertas, em que pela primeira vez é possível incluir 7 candidatos numa só proposta.
 
As 7 Maravilhas Doces de Portugal foram lançadas hoje, pelas 16h, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. O projeto foi apresentado por Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas, e o formato televisivo por José Fragoso, Diretor da RTP1 e RTP Internacional. Catarina Furtado e José Carlos Malato, apresentadores da RTP, estiveram presentes enquanto embaixadores das eleições 7 Maravilhas. Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP, esteve também presente neste evento. Contou-se ainda com a presença de representantes dos Apoios Institucionais do projeto, nomeadamente Antero Jacinto, Presidente do Grupo de Setor da Restauração Tradicional, Ana Paula Pais, Diretora Coordenadora de Formação do Turismo de Portugal e de Miguel Freitas, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.
As categorias a concurso são: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação. As candidaturas terminam a 7 de março e são realizadas online, no site oficial das 7 Maravilhas. A grande aposta deste ano é na Inovação à base de produtos endógenos, incentivando ao empreendedorismo local. A tradição, a importância económica, social e cultural dos doces são também critérios preponderantes.
 
A oitava edição das 7 Maravilhas em Portugal® volta a reinventar-se e este ano os candidatos são votados por cada um dos 18 distrito e duas regiões autónomas, com 20 programas de daytime em direto a realizar nos meses de julho e agosto. Haverá nesta fase 7 candidatos por distrito e regiões autónomas, num total de 140 doces candidatos, sendo que de cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.
Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por 7 figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de 8 candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas.
Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os anfitriões e embaixadores das 7 Maravilhas, apresentando as três Galas (duas semifinais e uma Grande Final). Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.
 
A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal®

AF Guarda- Resultados da 2ªDivisão

Decorreu a 11ªronda do distrital secundário da AF Guarda, com o líder Vila Franca das Naves a golear em casa os Castelos por quatro bolas a zero.

O Foz Coa viajou à Guarda e venceu a turma local e deu um passo importante rumo á subida.

Pala-Nespereira-0-2

Freixo Numão –Casal Cinza-2-0

Vila Franca Naves-Os Castelos-4-0

Guarda FC- Foz Côa-1-4

 

Classificação:

1º VF Naves- 25

2º Foz Côa-19

3º Freixo N.-17

4º Nespereira- 14

5º Paços Serra- 13

6º Guarda DFC- 12

7º Pala- 9

8º Castelos- 6

9º Casal Cinza- 4

Caminho Português de Santiago promovido

A Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal (ERTCP) saúda de forma muito positiva o Decreto-Lei aprovado pelo Conselho de Ministros, que regula a promoção do Caminho Português de Santiago e que visa a certificação dos seus itinerários. Esta medida vem ao encontro do intenso trabalho desenvolvido nos últimos anos pela ERTCP, em conjunto com vários parceiros do território do Centro de Portugal, que se enquadra na perfeição no espírito e na letra do Decreto-Lei agora aprovado.

Com efeito, o trabalho de identificação e valorização dos itinerários do Caminho de Santiago no Centro de Portugal iniciou-se há mais de uma década. Mais concretamente, desde 2007 que na ERTCP se delineou a estratégia de estruturação desta via de peregrinação enquanto produto turístico de grande potencial.

Na região, estão identificados e sinalizados os Caminhos Central, Interior e Nascente e a ligação do Caminho Interior ao Caminho Central.

Em 2014 ficou concluída toda a sinalética do Caminho Central, que, iniciando-se em Lisboa, passa neste território por Vila Nova da Barquinha, Tomar, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Rabaçal, Conímbriga, Coimbra, Mealhada, Águeda e Albergaria-a-Velha, em direção ao Porto e a Santiago de Compostela. Neste itinerário está já em pleno funcionamento uma importante rede de albergues e pontos de apoio ao peregrino.

O Caminho Nascente está igualmente completamente identificado e sinalizado no Centro de Portugal. O itinerário parte do Alentejo e atravessa o território do Centro de Portugal em Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Fundão, Ferro (Covilhã), Belmonte, Guarda, Celorico da Beira e Trancoso, onde se junta com o Caminho de Torres. Este, começando em Espanha, cruza Almeida, Pinhel e Trancoso, em direção a Lamego, Guimarães, Braga e Santiago.

O Caminho Nascente é de grande importância estratégica, uma vez que constitui um percurso alternativo à Via da Prata, tradicionalmente utilizado pelos peregrinos do Sul de Espanha e que passa por Sevilha, Cáceres e Salamanca. A Via da Prata está hoje saturada, pelo que cada vez mais peregrinos da Extremadura e de Castela e Leão preferem utilizar o Caminho Nascente.

Identificado está também o Caminho do Interior, que parte de Viseu e segue por Castro Daire, Lamego, Vila Real e Chaves, até desembocar na Via da Prata. Em 2015, foi protocolada entre a ERTCP e os municípios, em 2015, a ligação entre o Caminho do Interior e o Caminho Central, havendo inclusivamente uma candidatura ao programa Valorizar, promovida pela Associação Via Lusitana.

Paralelamente, foram e estão a ser desenvolvidas ferramentas de apoio ao peregrino, nomeadamente uma app, guias e mapas, que permitem a plena fruição do Caminho Português de Santiago na região, proporcionando informação geral e prática, bem como informação histórico-cultural.

A região Centro de Portugal tem apostado, de forma assertiva, na qualificação e valorização do Caminho Português de Santiago, em parceria com os Municípios, a Associação Via Lusitana e o Turismo de Portugal. Por isso, a ERTCP reúne todas as condições para avançar com a certificação dos seus itinerários, aguardando o desenvolvimento do processo de organização a nível nacional e disponibilizando-se até para, face aos passos importantes que já foram dados pelo Centro de Portugal nesta área, assumir um papel de região-piloto a nível nacional.

A ERTCP não pode deixar de se congratular com a aprovação do Decreto-Lei, que constitui uma excelente oportunidade para a região e para o país.

Regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos”aprovado

Teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho  uma reunião de trabalho , onde o Executivo da Câmara Municipal de Pinhel esteve reunido, na primeira reunião do mês de fevereiro.
Um dos assuntos em destaque foi a aprovação da proposta de regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos”.
Trata-se de um programa que pretende contribuir para a integração dos jovens do concelho em programas de voluntariado a desenvolver na comunidade, no âmbito de projetos promovidos pela própria autarquia ou por outras entidades tais como Instituições Particulares de Solidariedade Social, associações juvenis ou coletividades com fins culturais.
No entender do Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, este programa vem colmatar uma lacuna tendo em conta a inexistência de programas de ocupação de tempos livres destinados aos jovens entre os 14 e os 30 anos.
De referir que a proposta de regulamento do Programa de Voluntariado Juvenil “Pinhel nas Tuas Mãos” vai ser publicada em Diário da República para apreciação pública, devendo posteriormente ser remetida à Assembleia Municipal de Pinhel, para análise e votação.

Por:MP

CIMBSE vai fazer plantação de 5.000 árvores autóctones

Nos próximos dias 15 e 17 de fevereiro, a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela em parceria com os Municípios do território e o ICNF irá promover a plantação de 5.000 árvores autóctones, uma por cada PADRINHO/MADRINHA que participou na Ação Verde Puro em 2018 através da entrega de uma ficha/semente na Bolsa de Turismo de Lisboa e Feira Internacional de Turismo.
A iniciativa carateriza-se por ser um gesto solidário que contribui para um território mais verde e mais puro que carateriza a Serra da Estrela. Terá lugar nos Municípios de Almeida, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Pinhel, Sabugal e Trancoso no dia 15 de fevereiro entre as 10H00 e as 12H00 e nos Municípios da Covilhã, Gouveia, Guarda e Seia no dia 17 de fevereiro entre as 10H00 e as 12H00.
Poderá juntar-se à iniciativa para a plantação da sua árvore num gesto solidário que contribui para um território mais verde e mais puro que carateriza a Serra da Estrela. A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição através do email turismo@cimbse.pt ou do telefone 271 205 350, até ao próximo dia 8 de fevereiro.
Esta iniciativa decorre no âmbito do Projeto Produtos Turísticos Integrados de Base Intermunicipal – À Descoberta da Serra da Estrela, projeto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, com objetivo de capitalizar a marca “Serra da Estrela” na estruturação e qualificação de produtos turísticos que reforcem a atratividade e competitividade regional.

Província de A Corunha, convidada da FIT 19

O destino espanhol convidado da sexta edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que decorrerá na Guarda, entre 2 e 5 de maio, é a Província de A Corunha, na região da Galiza,
Esta participação surgiu depois de conversações no decurso da FITUR – Feira Internacional de Turismo de Madrid, no final do passado mês de janeiro, entre o responsável pelo turismo, deputado Xosé Regueira e o diretor da FIT, Carlos Condesso. A Província irá então participar enquanto destino convidado e desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “A Coruña – Siempre abierta”.

Recorde-se que a FIT é o maior certame de turismo do Interior do país e o único de âmbito ibérico e que em 2018, na sua 5ª edição, a feira registou a maior participação de sempre com 35 mil visitantes, mais de 500 entidades representadas e a maior área coberta de sempre: 10 mil metros quadrados. O certame ibérico tem a decorrer o período de inscrições até 29 de março. Os interessados em participar podem aceder ao sítio de internet da feira em fit.mun-guarda.pt para consultar o regulamento e aceder às fichas de inscrição.

Clube Escape Livre com novidades em 2019

O Clube Escape Livre volta a inovar e a realizar novos eventos em 2019. No seguimento do grande crescimento de três anos anteriores, em número e género de actividades, no próximo ano a aposta vai ser na região da Guarda, com a realização de uma prova inédita na capital de distrito, a integração da prova de Slalom de Castelo Rodrigo no Campeonato de Portugal de Perícias e a manutenção no Campeonato de Portugal de Drift e da Taça Internacional de Drift  de Pinhel. Reforça a aposta na competição, sem nunca descurar a qualidade e diversidade dos passeios todo terreno.

O clube da Guarda apresentou ontem o seu calendário para 2019, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda, na presença de vários e importantes responsáveis, entidades e parceiros empresariais, prevendo a realização de 16 atividades, das quais nove de todo terreno e quatro de cariz desportivo ou competitivo.

Em termos de novidades, o destaque vai para dois eventos a realizar na região da Guarda: De 21 a 23 de Junho, o Classic Cars Tour marca a presença dos carros clássicos nas estradas da Beira Interior, num evento que agrega o apoio de vários concelhos, iniciando-se no Fundão, seguindo para Penamacor, Manteigas e Belmonte, e terminando na Guarda. O segundo grande destaque é para o Guarda Racing Days, uma prova desportiva com organização da Câmara Municipal da Guarda e do Clube Escape Livre, a decorrer na encosta norte da cidade da Guarda, multifacetada em termos de viaturas, e de espetáculo garantido. A prova decorrerá nos dias 13 e 14 de Julho e promete ser um bom cartaz turístico em pleno Verão.

O Clube Escape Livre abre o seu calendário, como habitualmente, com a festa de homenagem aos pilotos da Guarda, marcada para o Teatro Municipal da Guarda, a 16 de Fevereiro. A 21ª edição da Gala SPAL / A nossa seleção de pilotos inclui um espetáculo de humor aberto ao público.

De 22 a 24 de Março, também seguindo a tradição, o Raid do Bucho e Outros Sabores inaugura o calendário TT do ano. Este ano, o evento está de parabéns pela décima edição a atrair os aventureiros do fora de estrada ao distrito e à gastronomia beirã e raiana da Freineda.

Em Abril, além da atribuição de mais um Prémio Solidário Transportes Bernardo Marques a uma IPSS, no âmbito do 6º aniversário da Cápsula do Tempo Guarda 2050, uma caravana de aventureiros atravessa o Mediterrâneo para o 3º Off Road Bridgestone First Stop Marrocos. A aventura decorre de 25 de Abril a 5 de Maio, dando a conhecer um Reino de Marrocos menos turístico e mais tradicional e cultural.

Em Maio, para assinalar a comemoração dos 50 anos do concessionário Matos & Prata, o seu núcleo de clientes proprietários de SUV tem oportunidade de conhecer alguns recantos da serra da Estrela no 4º Matos & Prata – Evento X, um passeio que acontece no dia 11, com início e términus na mais recente delegação da concessão, situada em Tortosendo, Covilhã. No dia 25 realiza-se o Off Road Razão Automóvel, a decorrer entre Sesimbra e Setúbal.

Em Junho, são três as actividades previstas. O sucesso da família Dacia mais aventureira leva à realização da 8ª Aventura Dacia 4×2, que de 8 a 10 de Junho viaja até ao Alentejo para dar a conhecer as suas planícies, história e gastronomia. O Classic Cars Tour decorre por asfalto, com viaturas de clássicas e históricas até ao ano de 1989, sendo esperados concorrentes de norte a sul do país e inclusive de Espanha, França e Inglaterra. O Rali Bridgestone First Stop Guarda 2019, de 28 a 30 de Junho, repete a tradição de reunir, na cidade mais alta, os profissionais do mundo automóvel, num programa descontraído que decorre entre a Guarda e Trancoso, composto pela descoberta turística e prova de competição.

O dia 1 de Julho é assinalado, como habitualmente, pelas comemorações do aniversário da Cápsula do Tempo Guarda 2050. Após a prova do Guarda Racing Days, em meados do mês, é altura, a 20 e 21 de Julho, do 21º Slalom Sprint de Castelo Rodrigo integrar o recém-criado Campeonato de Portugal de Perícias.

A velocidade regressa também a Pinhel nos dias 24 e 25 de Agosto, com duplo espetáculo de Drift e os melhores pilotos da modalidade: Pelo segundo ano, a prova integra o Campeonato de Portugal de Drift e repete também a atribuição da Taça Internacional de Drift, com pilotos de Portugal, Espanha e França.

Em Setembro, de 20 a 22, os SUV Audi realizam um passeio exclusivo, o Audi Off Road Experience, tendo como centro de operações o Agua Hotels de Mondim de Basto e como palco as montanhas e trilhos do norte do país.

Em Outubro, são dois os eventos. De 11 a 13, os sócios do Clube Escape Livre e do ACP realizam o seu XVI Off Road Bridgestone ACP, este ano tendo como desafios as planícies alentejanas e os corta-fogos da serra d’Ossa. De 25 a27 de Outubro, o 8º Mercedes-Benz 4MATIC Experience tem como destino a região da Estremadura e como tema central as ondas da Nazaré, já surfadas por Garrett McNamara, o embaixador da marca alemã.

O calendário encerra em Novembro, com o 3º Raid TT Vinhos da Beira Interior, um evento aberto a todas as marcas e modelos 4×4 e SUV 4×4, com cada vez mais adeptos, que dá a conhecer os néctares e sabores de Pinhel e da Beira Interior, nomeadamente através da visita à Feira Beira Interior – Vinhos e Sabores.

Para Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, “É com grande satisfação que prevemos mais um ano de muito trabalho, muito empenho e sobretudo de grande contentamento para aqueles que saem de casa e ousam descobrir novas regiões, participar nos vários tipos de eventos ou simplesmente assistir a momentos emocionantes do desporto motorizado. O Clube Escape Livre é hoje uma marca reconhecida, de qualidade, graças não apenas a esta dedicação como também ao apoio imprescindível dos nossos parceiros. E sei que também eles vêem os nossos eventos com orgulho e como uma mais-valia para os seus territórios. Em 2019 não vamos desiludir.”

IPGuarda divulga estudo sobre futebol masculino

De acordo com um estudo efetuado por estudantes da licenciatura em Desporto do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), a escolha de futebolistas para as seleções jovens portuguesas encontra-se fortemente influenciada pelo mês do seu nascimento.

Os resultados deste trabalho académico indicam uma forte tendência para os futebolistas nascidos no primeiro semestre do ano dominarem as convocatórias para as seleções jovens, especialmente entre os 15 e 19 anos. Por exemplo, na seleção de sub16 verifica-se que 88% dos atletas selecionados para os torneios oficiais que tiveram lugar durante 2018 nasceram num dos meses correspondentes ao primeiro semestre do ano, sendo que apenas 12% nasceram no segundo semestre.

Questionado se isto significa que os atletas nascidos no primeiro semestre são especialmente talentosos, Pedro Esteves (docente do IPG), coordenador deste projeto de investigação, referiu que “o efeito da idade relativa tem sido detetado em diversas modalidades e níveis competitivos sendo que a explicação para uma maior representatividade dos atletas nascidos nos primeiros meses do ano prende-se com a vantagem temporal associada a um maior desenvolvimento antropométrico (ex: altura, peso), físico (ex: força, velocidade), entre outros.”

Exemplificando, Pedro Esteves acrescentou que “um atleta nascido a 3 de janeiro face a um outro nascido a 20 de dezembro possui um avanço temporal de praticamente um ano. Este fenómeno é especialmente crítico durante a fase da adolescência onde os ritmos de desenvolvimento “corporal” são especialmente variáveis para atletas da mesma idade, que acabam por competir no mesmo escalão. Importa realçar que esta é uma vantagem temporária já que após a adolescência os níveis diferenciados de desenvolvimento tendem a ser esbatidos.”

Instado a pronunciar-se sobre as consequências práticas poderão advir deste efeito de idade relativa, o referido investigador assinalou que “em primeiro lugar, os atletas com avanço no processo de desenvolvimento podem estar a ser erroneamente identificados pelos treinadores como mais talentosos quando, na verdade, esta vantagem tende a ser temporária. Por outro lado, se estes atletas mais desenvolvidos forem consistentemente selecionados para as seleções pode-se criar um ciclo difícil de reverter dado que estes terão acesso a mais e melhores contextos de prática (ex: condições de treino, qualidade dos treinadores, experiências competitivas) que reforçam a sua vantagem face aos atletas com desenvolvimento mais “atrasado”. Isso não significa que os atletas nascidos no segundo semestre do ano fiquem irremediavelmente afastados das oportunidades de recrutamento; contudo, terão pela frente um grande desafio para superar os constrangimentos atrás mencionados. Importa assim questionar, quantos talentos poderão estar a passar entre os “dedos” dos agentes responsáveis pelo recrutamento”

Relativamente ao impacto deste estudo pode no processo de seleção de atletas com talento, Pedro Esteves disse que “os resultados por encontrados sugerem que o efeito de idade relativa nas seleções nacionais de futebol masculino parece diminuir a partir dos 19 anos, o que deverá merecer da parte dos investigadores, bem como dos responsáveis federativos, uma reflexão em tornos dos fatores que poderão contribuir para esta situação. Provavelmente, nestas idades, os atletas nascidos no segundo semestre do ano, pela combinação de características intrínsecas e de oportunidades de desenvolvimento externas conseguem superar a desvantagem acumulada e penetrar na rede de recrutamento”.

Este docente do Instituto Politécnico da Guarda acrescentou ainda que “de um ponto de vista prático existem diversas organizações desportivas a nível mundial que têm vindo a refletir sobre a temática da idade relativa e, neste sentido, criar medidas de compensação no sentido de minorar este efeito, como é o caso do bio-banding. Parece-nos assim importante, com este estudo, colocar na agenda mediática o tópico da idade relativa no sentido de estimular a discussão, a nível dos clubes e das seleções, sobre como potenciar o processo de identificação e seleção de talento no desporto, e no futebol em particular”.

O Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, comentou que este estudo “é mais uma prova, objetiva, da investigação que é feita no IPG, e neste caso vertente na área do desporto”.

Congratulando-se com a realização deste trabalho, Joaquim Brigas evidenciou o “prestígio do curso de Desporto do IPG, a qualidade do ensino ministrado e o alto nível do corpo docente”.

O estudo científico que suporta estes resultados será apresentado no congresso CIDESD2019, a 1 e 2 de fevereiro.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar