Templates by BIGtheme NET
Home » Pinhel (page 3)

Pinhel

Pinhel participa na SALAMAQ 18 em Salamanca

Decorre em Salamanca, mais uma edição da Pinhel – Feria del Setor Agropecuário , um certame de grande envergadura, em que mais uma vez, o Município de Pinhel está presente.
No stand do Município de Pinhel podem ser degustados os vários produtos endógenos do concelho, do vinho ao mel, do azeite aos enchidos.
Na cerimónia de inauguração da SALAMAQ 18,decorreu na manhã desta quarta-feira de manhã e foi solenemente presidida pelos Reis de Espanha, D. Filipe VI e D. Letízia Ortiz.

Assim, o povo Pinhelense representado fora de portas

MAI e Ministério das Finanças assinaram portaria

O Ministro da Administração Interna e o Ministro das Finanças assinaram recentemente a Portaria que aprova o Regulamento de Prestação de Trabalho em Regime de Piquete e de Prevenção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Este Regulamento vem atualizar o regime em vigor, aprovado pela Portaria n.º 980/2001, de 16 de agosto, respondendo a uma reivindicação antiga dos inspetores do SEF.

Durante cerca de 17 anos, os valores a pagar aos inspetores do SEF pela prestação deste serviço essencial sofreram uma significativa desatualização remuneratória, que a Lei do Orçamento do Estado para 2018 permitiu corrigir.

Esta Portaria vem dar continuidade à crescente valorização dos profissionais das forças e serviços de segurança já concretizada em 2018. Verificou-se um significativo investimento nas carreiras da GNR, da PSP e do SEF, designadamente por via dos descongelamentos das progressões.

O Regulamento de Prestação de Trabalho em Regime de Piquete e de Prevenção do SEF significa um impacto orçamental, estimado em 2018, no montante de 500 mil euros, sendo que no ano de 2017 o valor pago para este abono foi de cerca de 250 mil euros. O pagamento deste abono tem efeito retroativo a março de 2018.

Ângela Guerra, lançou questões ao Ministério da Agricultura

A deputada do PSD na Assembleia da República, Ângela Guerra, deixou algumas questões ao Ministério da Agricultura sobre as recentes anomalias climatéricas.

A direção da Adega Cooperativa de Pinhel questionou no final da passada semana o Ministério da Agricultura sobre as recentes anomalias climatéricas, que afetaram a região de Pinhel e determinaram consequências desastrosas ao nível da viticultura.

A questão prendia-se com ocorrências climatéricas que tiveram lugar nos meses de Maio e Junho, “com tempo frio e chuvoso, que retardou o abrolhamento da vinha, o excesso de humidade contribuiu para o desenvolvimento de vários focos de míldio na região, que de forma anormal resistiu a vários tratamentos, independentemente dos produtos fitossanitários utilizados” e que foram muitos.

Referiam ainda que “ os viticultores desta região, por norma tratam muito bem a vinha, pois ela é uma das principais fontes produtivas do concelho, em termos agrícolas e a par do azeite, os únicos produtos comercializáveis. Assim, com muitos tratamentos, conseguimos em muitas situações minimizar os prejuízos, até que apareceu a vaga de calor que varreu o país de norte a sul, em Pinhel registaram-se temperaturas muito acima do normal, em alguns locais chegou aos 45 graus.”

Este conjunto de situações anómalas terá criado “uma conjuntura muito diferente do normal para região, com elevados prejuízos, embora difíceis de quantificar, mas que se devem aproximar dos 50%, valor passível de verificação na declaração de produção que todos os anos a adega entrega ao IVV.”

Sendo que, se no ano 2016 que serve de referência, “a produção da adega superou 16.000.000 de quilos, para este ano, prevemos uma campanha a rondar os 8.000.000 de quilos.”

A maior parte dos associados terá feito o respectivo seguro de colheitas ao nível das coberturas base, geada, granizo e tromba de água, sendo que, como o escaldão é uma cobertura adicional e tem elevado custo, muito poucos a terão contratualizado. Pois, como ali referiam “a vinha na região não têm um rendimento que permita aos agricultores suportar um custo de seguro, com coberturas adicionais, porquanto o preço é muito elevado, sendo que a cobertura base e adicionais superam os 10% do rendimento bruto da vinha.”

O seguro sempre foi feito ao longo dos anos, com elevados custos, só no presente ano foram liquidados 470.000€ sem a cobertura adicional de escaldão, e por consequência, sempre se contribuiu para o fundo de calamidades, pelo que, se entende que “seria de elementar justiça accionar o mesmo, no presente ano, por forma a minorar os elevados prejuízos e criar condições para a continuidade da vinha na região.”

Terminam, solicitavam o respectivo “apoio por parte do Ministério para que esta grave situação possa ser minorada, requerendo ainda que se possam desenvolver todos os procedimentos no sentido de accionar o fundo de calamidades para esta região.”

Em nota enviada hoje mesmo à comunicação social o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural veio informar que está a acompanhar esta situação, para a qual dispõe já de mecanismos de apoio”.

Na mesma nota, aquele Ministério esclarece ainda que “financia um sistema de seguros de colheitas agrícolas, no qual se incluem os seguros vitícolas de colheitas (subsidiados a 80% no caso de seguros a título coletivo e a 75% de seguros a título individual), com um montante anual de 3,5 milhões de euros”.

O documento refere ainda que os seguros de colheitas “estão disponíveis para todos os agricultores que a eles pretendam recorrer e são cofinanciados pelo Estado num montante anual global de 11,5 milhões de euros”.

“O Fundo de Calamidades foi extinto pelo anterior Executivo, sendo que, enquanto vigorou, apenas era aplicável a riscos não cobertos pelo sistema de seguros, o que, manifestamente, não é o caso”, conclui.

Pelo que e, assim sendo, se depreende que o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, pese embora, esteja a acompanhar a situação não vai fazer absolutamente nada para garantir alguma ajuda económica a estes agricultores que ficaram com as suas colheitas reduzidas a zero.

Assim nos termos regimentais se questiona o Senhor Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, nos seguintes termos:

1- Se activar linhas de apoio ao setor vitivinícola de Pinhel, desenvolvendo todos os procedimentos no sentido de acionar o Fundo de Calamidades para a área de influência desta Adega Cooperativa, como apoio aos respetivos associados, não é aplicável, como referem, por estar coberto pelo sistema de seguros, que outras medidas de apoio poderão ser agilizadas?

2- Considerando as perdas quase absolutas que a Adega Cooperativa refere irem ocorrer a uma grande percentagem de agricultores que dependem na exclusividade deste rendimento, se ainda assim, nenhuma outra medida poderá ser equacionada?

3- Qual é a estimativa de perda ao nível da região que o Ministério faz devido a esta situação climatérica extrema (escaldão) em termos de quantidade, em termos de valores e correspondentes perdas nas vendas e, ainda, no que isso determinará em termos económicos no valor acrescentado para a região?

 

Pinhel foi capital do Drift

A zona industrial recebeu a 2ª prova do Campeonato de Portugal e a Taça Internacional de Drift. Espectáculo e competição proporcionados por 38 pilotos no Campeonato e 16 na Taça a levarem o público ao rubro.

Milhares de pessoas passaram este fim-de-semana, 25 e 26 de Agosto,por Pinhel.

André Silva na classe Pro, Pedro Sousa em semi Pro e Hélder Neto em iniciados foram os mais espectaculares e arrecadaram a maior pontuação subindo ao lugar mais alto dos respectivos pódios na cidade Falcão.

A organização esteve a cargo do Município de Pinhel e do Clube Escape Livre .

Comemorações do Dia da Cidade em Pinhel

As Festas da Cidade de Pinhel  tem de facto cativado imensos visitantes, mas vai ter neste sábado ,as Comemorações do Dia da Cidade,  onde irá ter um maior afluxo de visitantes.

Assim aqui deixamos o programa:

10.00h | Paços do Concelho
Hastear das Bandeiras, com interpretação do Hino Nacional e do Hino de Pinhel pela Banda Filarmónica de Pinhel, e Guarda de Honra pelos Bombeiros Voluntários Pinhelenses
Sessão Solene comemorativa do 248º aniversário da elevação de Pinhel à categoria de cidade, com intervenção do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Manuel Saraiva Ventura

11.00h | Centro Histórico
Inauguração do Auditório Exterior do Centro Histórico de Pinhel, seguido de Concerto do Grupo de Sopros (“O.P.(us) – Ópera no Património”)

15.00h | Igreja de Santo António
Concerto Coral-Sinfónico “Stabat Mater”, de Pergolesi (“O.P.(us) – Ópera no Património”)

16.30h | Bairro Dr. Vilhena de Carvalho
Inauguração do Color Playground – Espaço de Lazer e Recreio

18.00h | Espaço Exterior da Piscina Municipal Coberta
Sunset & White Party

21.00h | Zona Industrial de Pinhel
Prova Noturna de Drift

23.00h | Largo dos Combatentes
Concerto da fadista Mariza

Pinhel acolhe Ópera no Património

Fruto de uma candidatura realizada em parceria com outras autarquias da Região Centro, o Município de Pinhel vai acolher, pelo segundo ano consecutivo, a iniciativa “O.P.(us) – Ópera no Património”.

O Castelo de Pinhel, as igrejas de São Luís e de Santo António e o Museu Municipal foram alguns dos locais escolhidos para a realização dos eventos de cariz operático integrados neste segundo ano de “Ópera no Património”, projeto que volta a integrar o programa das Festas da Cidade.

O principal destaque vai, naturalmente, para a visitação à Ópera “Sansão e Dalila”, de Camile Saint-Saens, assim como o Concerto Coral-Sinfónico “Stabat Mater”, de Pergolesi, além de vários concertos de Música de Câmara.

Todos os espetáculos têm entrada livre, sendo ainda de referir que alguns, nomeadamente a visitação à Ópera “Sansão e Dalila”, vão contar com a participação da comunidade e, em particular, do Teatro do Imaginário (grupo de teatro amador associado ao Grupo de Amigos do Manigoto – Pinhel).

Recorde-se que o projeto “O.P.(us) – Ópera no Património” surgiu no âmbito de uma candidatura apresentada em 2016 e que representa um investimento de cerca de um milhão de euros.

Além de Pinhel, integram este projeto os municípios de Leiria, Batalha, Viseu e Vila Nova de Foz Côa, assim como a Universidade de Coimbra.

O programa arrancou em 2017 e prolonga-se até 2019, contemplando a realização de perto de uma centena de espetáculos por ano.

Aqui fica o programa completo:

24 de agosto | 21.30h | Largo da Igreja de São Luís

Visitação à Ópera “Sansão e Dalila”, de Camile Saint-Saens

25 de agosto | 15.00h | Igreja de Santo António

Concerto Coral-Sinfónico “Stabat Mater”, de Pergolesi

Concertos no Património | Música de Câmara

24 de agosto

17.00h | Castelo │ Quarteto de Cordas

18.30h | Claustro da Igreja de Santo António │Grupo de Cordas

25 de agosto

11.00h | Auditório Exterior do Centro Histórico │ Grupo de Sopros

12.00h | Museu Municipal │ Grupo de Sopros

Proibição do lançamento de qualquer tipo de foguetes até 30 de setembro

Depois do comunicado enviado pela Associação Nacional de Empresas de Produtos Explosivos, o Ministério da Administração Interna esclarece:

Não está prevista qualquer revisão na Lei de Bases da Proteção Civil e na Lei de Defesa da Floresta Contra Incêndios, diplomas que fixam as medidas especiais de proteção face a diferentes riscos, nomeadamente de incêndio rural.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, decidida pelo titular da pasta da Administração Interna, está proibido o uso de fogo-de–artifício e outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão. Por outro lado, no âmbito da Lei de Defesa da Floresta Contra Incêndios (124/2006) é proibido o lançamento de qualquer tipo de foguetes, bem como, balões de mecha acesa, no período compreendido entre o dia 1 de julho e 30 de setembro.

Por:MAI

Pinhel preparado para o Campeonato de Portugal de Drift

São mais de 30 os pilotos inscritos na segunda prova do Campeonato de Portugal de Drift e partem de norte a sul do país para o encontro, as batalhas e a busca da vitória na Capital do Drift. No próximo fim-de-semana, dias 25 e 26 de Agosto, Pinhel oferece o rugido de grandes máquinas a disputar o pódio nas classes de Pro, Semi Pro e Iniciados, como mandam as regras. Vão ser dois dias quentes no traçado urbano da Zona Industrial.

Pela primeira vez, um clube automóvel aqui sedeado traz ao distrito da Guarda uma prova pontuável para um Campeonato de Portugal sob a égide da FPAK, contando com organização conjunta do Município de Pinhel, e está praticamente tudo a postos para receber o muito público esperado.

A 24 horas do fecho das inscrições, estão confirmados 32 pilotos, mas ainda podem surgir inscrições de última hora. Na lista estão alguns dos melhores do Drift a nível nacional, pelo que na ‘cidade falcão’ vão marcar presença, entre muitos outros, os atuais líderes do campeonato que começou em Junho: Diogo Correia na Classe Pro, Paulo Nunes na Semi Pro e Helder Neto em Iniciados. O Campeonato tem, em Pinhel, a segunda de cinco provas e a primeira com traçado citadino.

Taça Internacional garante espetáculo noturno

Em complemento ao Campeonato, na noite de sábado, a partir das 21h00, tem ainda lugar a disputa da Taça Internacional de Drift, na qual participam 17 pilotos, entre eles dois espanhóis e dois franceses. Nesta demonstração, importa apurar o mais espetacular e hábil após a exibição individual e as batalhas com opositores, perante um público que se espera entusiasta, que retribua com incentivos e aplausos a arte de manobrar o carro no seu melhor, e ajude o júri a decidir pelo vencedor.

Nesta noite é ainda entregue o Troféu Fair Play Daniel Saraiva, após decisão conjunta da CN Racing e o Clube Escape Livre, ao piloto com melhor conduta, desportivismo e camaradagem.

Por:CEL

 

Esclarecimento sobre utilização de fogos de artificio-

Na sequência de pedidos de esclarecimento e de exceção por parte de autarquias em relação à proibição da utilização de fogo de artifício e outros artefatos pirotécnicos, no período e nos distritos que se encontram em Situação de Alerta de nível vermelho, devido ao risco de incêndio, o Ministério da Administração Interna esclarece:

Não haverá qualquer exceção à proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão. Enquanto vigorar a Situação de Alerta, as autorizações que possam ter sido emitidas devem ser suspensas.

Esta proibição mantém-se até ao dia 22 de agosto.

O Governo manifesta respeito pelas tradições do país, mas a situação de alerta que se vive no continente, com 7 distritos em alerta vermelho, obriga a um cuidado e a uma atenção acrescidos por parte de todos.

A Situação de Alerta foi declarada por despacho do Ministro da Administração Interna na passada sexta-feira, para os distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Pala vence Torneio de Futsal Inter Freguesias 2018

Decorreu ao final de tarde desta quarta-feira, feriado no Pavilhão na Cidade Falcão, a final do Torneio de Futsal Inter Freguesias.

Encontraram-se as equipas de Vale do Côa e Pala, que disputaram bastante esta partida, onde a igualdade a uma bola, permaneceu até ao fim.

Findo o tempo jogado, o resultado não podia ficar numa igualdade e segundo regulamento, recorre-se às grandes penalidades, e aqui o Pala a vencer esta prova deveras interessante, por 5-4.

No final o executivo municipal entregou os respetivos prémios, com o presidente Rui Ventura a enaltecer a forma como as equipas participaram nesta prova.

Por:MM

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar