Templates by BIGtheme NET
Home » Guarda (page 30)

Guarda

“Ecos do Côa”estreou em Figueira de Castelo Rodrigo

Decorreu na passada sexta-feira, em Figueira de Castelo Rodrigo a estreia do espetáculo “Ecos do Côa”, um evento de dança que reuniu participantes, voluntários, dos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel, Almeida, Trancoso e Mêda. Foi uma criação DEMO com a co-produção da CARB.
Este evento faz parte do projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, um projeto pioneiro no nosso país que assenta em 3 áreas artísticas: dança, teatro e música. É uma co-produção dos 15 Municípios pertencentes à Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. Agora a digressão continua por outros municípios como Pinhel (30 de junho), Almeida (2 de julho), Mêda (8 de julho) e Trancoso (13 de julho)

Espetáculo da Rede ARTÉRIA estreia 30 de junho

Estreia na Guarda a 7 de julho
A estreia do primeiro espetáculo da Rede ARTÉRIA — um projeto de intervenção sócio-cultural que articula produção de conhecimento científico, com participação da comunidade e criação artística —  junta episódios e estilhaços das vidas, públicas e privadas, reais e imaginadas, que o património da Rua da Sofia e zona envolvente alberga, albergou ou poderá albergar.
Sofia, Meu Amor!  é o primeiro espetáculo da Rede ARTÉRIA e vai ser apresentado em Coimbra, em sessões únicas, nos dias 30 de junho (sábado, 18h) e 1 de julho (domingo, 15h e 18h30). É uma criação da Trincheira Teatro, apresentada em percurso na Rua da Sofia e zona envolvente, com entrada livre sujeita a reserva obrigatória, devido a limitações da lotação, para o número 919 612 123.

A Rede ARTÉRIA é um projeto de intervenção sócio-cultural, com coordenação artística do Teatrão e académica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que combina produção de conhecimento científico, participação da comunidade e criação artística. Durante dois anos, o Artéria, cofinanciado pelo Centro 2020 – Programa Operacional Regional do Centro. vai criar e fazer circular espetáculos em oito concelhos da Região Centro – Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu. A Rede junta artistas convidados a trabalhar nos contextos de cada um desses locais com os municípios, instituições académicas, agentes e estruturas sociais / culturais.

Uma das formas de intervenção prevista, são projetos cujos epicentros são os centros urbanos de matriz histórica, determinados pela importância do património edificado que  contêm e nos quais se cruzam várias dimensões temporais, nomeadamente a possibilidade de encontro da memória local com a necessidade de injetar modernidade no património e de o assumir e viver no  tempo presente.

A Rua da Sofia, classificada pela UNESCO como Património Mundial no conjunto Universidade de Coimbra, Alta e Sofia foi o espaço escolhido para a intervenção no concelho de Coimbra, com o desafio de procurar uma nova relação entre os habitantes/ utilizadores deste espaço e através da sua  participação no ARTÉRIA procurar que ajam em sua defesa, o valorizem e com isso melhorem a relação de autoestima.

A Rede Artéria começou o seu trabalho em Coimbra em 2016, com a realização de workshops, onde se efetuou a representação de tudo o que opera quotidianamente na Rua da Sofia, num mapeamento que envolveu habitantes, lojistas, associações e institutos.  A intenção foi envolver ativamente toda a comunidade na construção posterior da intervenção artística que agora estreia. Com metodologias das ciências sociais, o trabalho desenvolvido partiu, numa primeira fase, de uma dinâmica em que a comunidade partilhou acontecimentos, personalidades, estórias inscrevendo-os em duas  linhas: passado e presente da Rua. Numa segunda fase, trabalhou-se sobre como projetar a linha do futuro, estimulando o conhecimento sobre a história da Rua, o património, identificando o que cada um conhecia ou não.

A posterior conceção, montagem e apresentação do espetáculo de dramaturgia original,  a criar a partir dos materiais recolhidos nestas sessões de trabalho, foi entregue à Trincheira – Associação Cultural e Recreativa, formada em 2014 por um grupo de profissionais de Teatro e Educação. E, desde novembro, mudados para a Rua da Sofia, aos elementos da Trincheira, juntaram-se outros artistas profissionais, do teatro e outras áreas. O apelo à comunidade local teve vários graus de participação, desde o apoio à criação, através da colaboração nos processos de trabalho, ao apoio à produção, e ainda a possibilidade de integração no elenco do espetáculo.

Sofia, Meu Amor! tem direção de Pedro Lamas e João Paiva, dramaturgia original de Jorge Palinhos, cenografia e figurinos de Filipa Malva. Aos atores da Trincheira juntam-se elementos das Classes de Teatro do Teatrão e do Curso de Artes do Espetáculo do Colégio São Teotónio.

 

JSD Fornos de Algodres vai debater últimos dados do Ministério da Educação com AEFA

Em comunicado , a  JSD Fornos de Algodres veio informar que vai discutir os últimos dados do Ministério da Educação com o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres

O Instituto de Avaliação Educativa revelou recentemente o relatório Nacional 2016-2017 sobre as provas de aferição do Ensino Básico, concluindo que os alunos têm uma grande dificuldade em interpretar textos, incapacidade de resolver problemas com frações e grandes bloqueios no cálculo.

Quando foi preciso atribuir o nome a um rio, para o qual havia apenas a sua descrição, os alunos do 2ºCiclo, apresentaram inúmeras dificuldades, apenas 28% conseguiram identificar o rio Mondego. Já no 3ºCliclo, só um terço dos alunos consegue ordenar números reais de forma crescente e apenas, 10% dos alunos consegue apontar duas condições necessárias à existência de vida.

No mesmo estudo, encontra-se outro dado preocupante, “quase metade dos alunos do 2º ano (46%), não conseguiram fazer seis saltos consecutivos”, uma demonstração das dificuldades nas expressões físico-motoras dos alunos do 1º ciclo.

Com estas recentes notícias, segundo a JSD Fornos de Algodres, urge realizar-se uma reflecção e um debate alargado sobre as metodologias de ensino em âmbito de sala de aula e o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres poderá dar o pontapé de saída.

Outro tema que também estará em cima da mesa de discussão, será a revisão ao Currículo dos Ensinos Básicos e Secundários que o Ministério da Educação quer aplicar já no próximo ano letivo. 

Por:JSDFA

 

6 Estações de Tratamento de Águas Residuais vão ser realidade em Celorico

O Município de Celorico da Beira adjudicou a construção de 6 Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).

Ponto da situação: informa-se que, nesta fase inicial, estão aprovadas 12 candidaturas ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (Portugal 2020), para a construção de Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR’s), estando neste momento já adjudicadas seis, a construir nas localidades de Açores e Aldeia Rica – União de freguesias de Açores e Velosa – freguesia de Baraçal, Salgueirais – União de freguesias de Cortiçô da Serra, Vide – Entre – Vinhas e Salgueirais – e, freguesia de Maçal do Chão.
Este programa operacional terá continuidade.

A construção destas infraestruturas visa aumentar a salubridade, reduzindo a poluição urbana nas massas de águas circundantes, nomeadamente no rio Mondego, dotando simultaneamente a população das localidades abrangidas, de melhores serviços de saneamento de águas residuais. Estes projetos são cofinanciados pelo Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), com os seguintes investimentos elegíveis:
• Açores
Investimento Elegível – 54 852,35€
Financiamento Fundo de Coesão – 46 624,50€
• Aldeia Rica I
Investimento Elegível -38 305,15€
Financiamento Fundo de Coesão – 32 559,38€
• Aldeia Rica II
Investimento Elegível – 38 305,15€
Financiamento Fundo de Coesão – 32 559,38€
• Baraçal
Investimento Elegível – 70 133,39€
Financiamento Fundo de Coesão – 59 072,78€
• Maçal do Chão
Investimento Elegível – 47 471,43€
Financiamento Fundo de Coesão – 39 810,12€
• Salgueirais I
Investimento Elegível – 38 305,15€
Financiamento Fundo de Coesão – 32 559,38€

A substituição das atuais fossas sépticas, ineficientes no tratamento das águas residuais e nocivas para a população e o meio ambiente devido à produção de gases e odores desagradáveis, situações que têm suscitado grande descontentamento da população, por ETAR’S compactas, mais eficazes e eficientes no tratamento dos efluentes, insere-se na estratégia de promoção de políticas ambientalistas do Município, com vista à melhoria das condições de vida das populações e do meio ambiente.

Por:MCB

IV Nabainhos Night Run a 21 de julho

Depois do sucesso dos últimos anos,  a Associação de Melhoramentos de Nabainhos vai organizar, a IV Nabainhos Night Run no sábado dia 21 de julho,  num percurso interessante onde a aldeia de Nabainhos está em destaque, dado que a prova começa e termina nesta localidade.

Face a isso, todos os que gostam de caminhar e correr à noite vão agendando este dia e formalizar as inscrições , nesta quarta edição.

 

Gouveense Sílvia Rebelo vai para o Benfica

SONHO REALIZADO
Já  há umas semanas se falava da possibilidade da transferencia agora tornada realidade.Depois de Filipa Rodrigues ter rumado à Luz, agora é a vez da central bracarense, natural de Gouveia vestir de encarnado neste novo projeto.

Sílvia Rebelo foi formada na Fundação Laura Santos onde cedo se percebeu que ia chegar longe na modalidade.

Foi capitã, esteve no clube até  surgir o sp.Braga que a levou para hoje se tornar a capitã bracarense, onde ao mesmo tempo sempre esteve presente na Seleção Nacional.

Com a entrada do clube da Luz, o projeto é afirmação no sector feminino e face a isso, a gouveense vai ser importante na manobra encarnada.

A atleta de 29 anos concretiza o sonho de jogar no seu clube do coração.

Espetáculo de Dança “Ecos do Côa” realiza-se a 15 de junho

O espetáculo de Dança “Ecos do Côa” que estava previsto estrear em Figueira de Castelo Rodrigo no sábado passado foi adiado, por causa das condições meteorológicas, para a próxima sexta-feira, dia 15, no mesmo local (Largo Serpa Pinto) e à mesma hora (22 horas).

Trata-se de uma iniciativa que pretende constituir uma rede cultural entre os 15 Municípios da CIMBSE, vocacionada para a promoção cultural deste território. O projeto assenta em três áreas artísticas: dança, teatro e música. O projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela” é promovido pela CIMBSE em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e os municípios que integram a CIM das Beiras e Serra da Estrela.

O primeiro espetáculo “Ecos do Côa”, uma criação artística dos DEMO em coprodução com a CARB. É um espetáculo de dança que reúne participantes dos concelhos de Figueira de Castrelo Rodrigo, Pinhel, Almeida, Trancoso e Mêda.

O primeiro espetáculo está agora marcado para Figueira de Castelo Rodrigo, no dia 15 de junho, às 22 horas, no Largo Serpa Pinto, que já tem 170 metros quadrados de terra e as bancadas montadas. O sabor a terra, os brasões e nas lendas dos municípios, bem como a natureza são algumas das inspirações do espetáculo que conta com a participação de 38 voluntários, amadores.

Por:CIMBSE

Corrimões colocados em Fornos de Algodres

Plano Municipal de Mobilidade implementado

Ao longo destes últimos meses, o Município de Fornos de Algodres tem vindo a colocar corrimões nos locais considerados de risco, para os mais jovens e mais idosos, nas escadas, muros etc.

Segundo nota da autarquia,têm como objetivo melhorar a mobilidade dos fornenses, em especial da população idosa, de modo a que todos possam usufruir de um modo seguro e saudável da bonita vila em que vivemos.

A colocação dos corrimões teve início em janeiro deste ano, sendo certo que mais ações ocorrerão até ao final do ano, tendo sempre como objetivo melhorar a mobilidade de todos os munícipes.

Resultado do trabalho da equipa da Divisão Técnica Municipal, liderada pelo Engenheiro Paulo Santos, tem vindo a implementar o Plano Municipal de Mobilidade.

Aproveitaram ainda para agradecer o contributo do Fornense Albino Cardoso, que no âmbito de uma anterior edição do Orçamento Participativo, propôs um projeto em tudo idêntico ao que estão a implementar.

Concelhias do PS em Gouveia e Sabugal foram a votos

As concelhias ainda estão a fazer eleições e face a isso, emGouveia, foi eleita Presidente da Comissão Política Concelhia, Maria da Conceição Salvador, vereadora do PS na Câmara de Gouveia e, no Sabugal, foi eleito Presidente da Comissão Política Concelhia, Luís Gonçalves, vereador do PS na Câmara do Sabugal.

V.Guimarães vence 22º Torneio Infantil de Gouveia

Muita entrega das equipas

Debaixo de chuva, durante todo fim de semana, na cidade jardim, o V.Guimarães venceu na final a formação da Académica de Coimbra por quatro bolas a zero.

Foram duas equipas a lutar de igual para igual mas os vimaranenses foram superiores.

No derradeiro lugar do pódio, SL Benfica e Lusitano FC lutaram intensamente com o resultado a estar sempre incerto dado que ambas equipas queriam entrar no pódio.

Os encarnados com mais caudal de posse de bola, mas a serem perdulários no último reduto, já os trambelos foram mais práticos e marcaram, mas no final venceu a turma benfiquista por cinco bolas a três.

Depois o Ac.Viseu venceu o Sporting por 4-3 e 0 NDS Guarda venceu o ED Gouveia por 7-2.

O melhor guarda-redes- Diogo Freitas(AAC), melhor jogador-Ruben Furtado (SLB) e melhor marcador – Carlos Durães (VFC)

Uma grande festa de futebol infantil com excelente organização do ED Gouveia.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar