Templates by BIGtheme NET
Home » Guarda (page 30)

Guarda

Feira Ibérica de Turismo (FIT) de 2 a 5 de maio

Turismo de Interior em destaque na FIT 2019

  Na tarde desta segunda feira, na Câmara Municipal da Guarda, teve lugar a apresentação da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que é o maior certame de Turismo no Interior do país e nesta edição.

Nesta sexta edição,  o enfoque é justamente o Turismo de Interior, tema de destaque na FIT 2019 que quer realçar os territórios de baixa densidade como destino turístico de excelência pela sua singularidade e autenticidade. A Guarda, a meio caminho entre Lisboa e Madrid, volta a ser a capital do Turismo Ibérico, entre 2 e 5 de maio, tendo como destino convidado, nesta edição, a Província de A Coruña (Galiza, Espanha). A Província irá participar desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “Coruña Like”. Ferrolterra, A Coruña e as Mariñas, as Terras de Santiago, a Costa da Morte, a Ría de Muros e Noia e a Ría de Arousa Norte são alguns dos destinos propostos por esta bela região galega. Nesta edição há expositores e entidades de todos os quadrantes da Península Ibérica: de norte a sul e de este a oeste. A FIT conta com participações desde Silves no Algarve à Corunha na Galiza, ou desde o Pico nos Açores a Ávila no extremo da região de Castilla y León. Vão estar representadas mais de 500 entidades, entre: Regiões de Turismo, Hotéis, Agências de Viagem, Termas, Municípios, Associações de Municípios, Comunidades Intermunicipais, Empresas ligadas ao Desporto de Aventura e da área da Tecnologia, Gastronomia, Organismos Oficiais, Turismo de Natureza e Enoturismo.

A feira realiza-se desde 2014 e continua em pleno crescimento, recordamos que a 1ª edição contou com 4 000 m2 de área coberta e em 2019 estão previstos perto de 11 000 m2. De referir também o crescimento no número de visitantes. Se em 2014 a FIT recebeu cerca de 20 000 visitas, na sua última edição, em 2018 perto de 35 000 visitaram o certame ibérico. Tal como nas edições anteriores, a Feira conta com uma área de restauração diversificada onde se encontra também o Palco FIT; uma área destinada a apresentações, uma zona Lounge e uma outra destinada à imprensa.

Os principais objetivos da FIT são promover o setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios. A Guarda tem uma localização privilegiada na península ibérica, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza. A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos.

Pedro Siza Vieira na inauguração

A FIT é inaugurada oficialmente no dia 2 de maio, às 17h00, pelo ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, no Parque Urbano do Rio Diz, recinto habitual do certame, mas a abertura ao público será um pouco antes, ao início da tarde, pelas 15h00. Os bilhetes para a feira estarão à venda no local. Nesta edição, o ingresso diário custa 2 euros e o geral – para os quatro dias – custa 5 euros. As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita.

Para além da oferta turística variada, o público que visita a feira poderá ainda usufruir de um programa diversificado que contempla concertos, showcooking, provas gastronómicas, demonstrações, entre muitas outras propostas. Paralelamente ao programa da feira decorrerão também atividades complementares organizadas pelos expositores. A Feira Ibérica de Turismo é uma organização da Câmara Municipal da Guarda.

Fotos:MG

Aguiar da Beira e Vila Cortez na final da Taça de Honra

Decorreu na tarde deste domingo, as meias finais da Taça de Honra da AF Guarda, com o Aguiar da Beira a vencer em casa o Celoricense por duas bolas a zero e o Vila Cortez a receber o Paços da serra e venceu por cinco bolas a duas.

Assim vamos ter uma final em data a designar , entre Aguiar da Beira e Vila Cortez, ambas vão lutar por um lugar na Taça de Portugal da edição 2019/20.

Património Bibliográfico em destaque em Pinhel

Mais uma noite interessante teve lugar na Casa da Cultura, mais concretamente no seu auditório, onde o tema “Património Bibliográfico – Espaços de Memória” esteve em destaque na edição do  Museu à Noite.

Para falar do tema,Rosa Maria Gomes, Mestre em Ciência da Informação pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, que orientou a noite com os seguintes tópicos:O papel dos Arquivos e das Bibliotecas enquanto Espaços de Memória: qual a importância da Memória Coletiva? Para quê preservar e divulgar o património bibliográfico e documental? a moderar a noite, Daniela Capelo, vice-presidente do Município de Pinhel.

Uma noite sempre animada na Cidade Falcão.

CDS-PP quer saber quantos idosos vivem isolados

Em Comunicado o CDS-PP, referiu, os deputados  Pedro Mota Soares, Hélder Amaral, Ana Rita Bessa e João Rebelo querem saber se as câmaras municipais do distrito da Guarda sabem quantos idosos vivem isolados e/ou sozinhos nos seus concelhos.

Em requerimentos dirigidos a cada uma das autarquias do distrito, os deputados do CDS-PP questionam:

  1. Estão os idosos residentes no seu concelho, e que vivem sozinhos e/ou isolados, sinalizados pela autarquia? Se sim:

1.1. Quantos idosos moram sozinhos? E, destes, quantos estão isolados?

1.2. Quantos idosos moram acompanhados por outros idosos? E, destes, quantos estão isolados?

  1. Tem a autarquia algum tipo de apoio aos idosos que vivem sozinhos?
  2. Tem a autarquia algum protocolo com as IPSS ou Misericórdias para o apoio aos idosos?
  3. Há falta de residências e lares da terceira idade no seu concelho? Os que existem são acessíveis à maioria dos idosos?
  4. Desenvolveu, ou tenciona desenvolver, ações de sensibilização para que os idosos do seu concelho adotem comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes?
  5. Caso a autarquia não tenha sinalizados os idosos a viver sozinhos e/ou isolados, qual é a razão? Tenciona efetuar essa sinalização? Se sim, quando?

As alterações registadas nas sociedades modernas e o seu reflexo nos contextos europeus e mundiais, onde prevalecem conceitos de otimização da economia, obrigam-nos a dar especial atenção ao impacto que estes fenómenos produzem nas famílias, bem como nos grupos mais vulneráveis, nomeadamente os idosos.

O envelhecimento demográfico traduz alterações na distribuição etária de uma população, expressando uma maior proporção de população em idades mais avançadas. Esta dinâmica é entendida internacionalmente como uma das mais importantes tendências demográficas da atualidade.

 

Em conformidade com o estudo do INE – Instituto Nacional de Estatística publicado em julho de 2015, as alterações na composição etária da população residente em Portugal e para o conjunto da União Europeia a 28 são reveladoras do envelhecimento demográfico da última década.

 

Em resultado da queda da natalidade e do aumento da longevidade nos últimos anos, verificou-se em Portugal o decréscimo da população jovem (0 a 14 anos de idade) e da população em idade ativa (15 a 64 anos de idade), em simultâneo com o aumento da população idosa (65 e mais anos de idade).

 

O número de idosos ultrapassou o número de jovens pela primeira vez, em Portugal, em 2000, tendo o índice de envelhecimento, que traduz a relação entre o número de idosos e o número de jovens, atingindo os 141 idosos por cada 100 jovens em 2014. Em 2017 este número subiu para 156.

 

Por outro lado, o índice de dependência de idosos que, como referido, relaciona a população idosa com a população em idade ativa, continua a aumentar: em 2003, por cada 100 pessoas em idade ativa residiam em Portugal 25 idosos, valor que passou para 31 em 2014 (30 em 2013).

 

Neste cenário, há cada vez mais idosos a viver sozinhos ou isolados. No último Censos Sénior, a GNR sinalizou 45.563 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, devido à sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar a sua segurança em causa. São quase mais meia centena do que no ano anterior e mais de dois mil em relação a 2016, ano que já tinha contabilizado mais do triplo do registado em 2011.

 

Muitos destes idosos são pessoas que, devido à sua especial suscetibilidade, necessitam de uma proteção especial e reforçada, quer seja em termos sociais, económicos, de saúde ou de justiça.

Em novembro, uma mulher de 100 anos morreu num incêndio no prédio onde morava, na Porto. A idosa era a única habitante do edifício e o fogo começou no quarto onde dormia. Há um mês outra mulher, de 81 anos, morreu num incêndio em casa, também no Porto.

 

Em janeiro, um casal de idosos foi encontrado morto em casa, no Dafundo, Oeiras, distrito de Lisboa.

 

Esta semana, um casal de octogenários apareceu morto numa casa em Sernancelhe, Viseu.

 

Casos de isolamento e solidão muitas vezes acabam em tragédia.

 

O Grupo Parlamentar do CDS-PP defende que importa garantir a existência de mecanismos efetivos de proteção que salvaguardem e atendam às particularidades, riscos e fragilidades dos mais idosos.

Proteção civil alerta para perigo a incêndios

     DECLARAÇÃO DA SITUAÇÃO DE ALERTA

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal no território do Continente, e considerando a decisão da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, que determinou a passagem do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais ao Estado de Alerta Especial Amarelo em todos os distritos, os Ministros da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e  Desenvolvimento Rural assinaram hoje o Despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil, serão implementas as seguintes medidas de caráter excecional:

  • Elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos de risco e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas;
  • Proibição da realização de queimadas, de queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais e de ações de gestão de combustível com recurso à utilização de fogo;
  • Dispensa dos trabalhadores dos setores público e privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 241/2007;

A Situação de Alerta abrange todos os distritos do Continente entre as 00h00 do dia 27 de março e as 23h59 do dia 31 de março. O Governo acompanha em permanência o evoluir da situação operacional e apela aos cidadãos para que adequem os seus comportamentos ao quadro meteorológico que tem sido amplamente divulgado.

Pedro Abrunhosa, Ana Moura, Blaya e Beatbombers são os cabeças de cartaz das Festas do Senhor do Calvário

De 7 a 12 de agosto o concelho de Gouveia estará em festa mantendo a tradição da maior romaria das beiras, com um programa que unifica o culto religioso, a tradição, a cultura, a música e a animação, num evento único para quem visita a cidade e num ponto de encontro e regresso às origens para todos os gouveenses.

O cartaz de 2019 convida a população, na quarta-feira, dia 07 de agosto, a participar no Espetáculo de Dança Volta, uma coprodução com os municípios de Nelas, Mangualde e Fornos de Algodres e coreografa Aldara Bizzarro no âmbito da Rede Alto Mondego que decorrerá na Praça do Município.

Na quinta-feira, dia 08, será apresentado um espetáculo musical, coproduzido com os municípios do projeto Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela do território da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, envolvendo também músicos do território.

Na sexta-feira, dia 09, o palco principal das Festas do Senhor do Calvário vai receber dois grandes concertos da Blaya e dos Beatbombers.

No sábado, dia 10, a tradição mantém-se com o Festival Internacional de Folclore, organizado pelo Rancho Folclórico de Gouveia.

O domingo, dia 11, conta com o regresso da Ana Moura para mais um grande concerto.

Na segunda-feira, dia 12, as Festas do Senhor do Calvário recebem Pedro Abrunhosa e encerram com um grande espetáculo surpresa e fogo-de-artifício.

Do programa do evento fazem parte um conjunto alargado de atividades paralelas e outras novidades, a anunciar, com destaque para a Feira de Atividades Económicas e Produtos Locais, a Mostra Associativa, a Mostra de gado ovino e caprino, a Festa do Livro, o Espaço Miniatura Automóvel, o “Super Especial Rally”, organizado pelo grupo “Serra a Fundo” ou os concertos das Bandas Filarmónicas no Jardim Lopes da Costa.

Com a Capela do Senhor do Calvário no centro da devoção e das festividades, as Festas da Cidade contam, mais uma vez, com grandes atuações e espetáculos, divertimentos e atividades que atraem gouveenses e visitantes e os convidam a deambular e percorrer as ruas para usufruírem de tudo o que Gouveia tem para oferecer.

As Festas da Cidade constituem um dos maiores eventos para a promoção da Cidade e do Concelho fazendo, assim, das Festas do Senhor do Calvário de Gouveia a grande Romaria das Beiras.

Por:MG

JSD da Guarda lança repto a Carlos Peixoto

O IV Conselho Distrital da JSD da Guarda teve lugar em Gouveia.
Fernando Melo desafiou o líder distrital do Partido,  Carlos Peixoto, a olhar para a juventude na elaboração das listas para as legislativas, com a mesma seriedade que o partido olhou nas europeias, ao atribuir o segundo lugar a Lídia Pereira.

Ainda esteve presente a Prof.ª Dra. Maria Graça Carvalho, antiga Ministra da Educação e candidata a Eurodeputada, que participou numa reflexão sobre educação, na sequência da comemoração do dia do estudante.

No decorrer dos trabalhos, ainda se manifestou especial interesse sobre o futuro da Câmara Municipal da Guarda.

 

ARC Sport com boa prestação nos Açores

A ARC Sport foi à ilha de São Miguel assinar mais um resultado extremamente positivo, tanto ao nível europeu como para o Campeonato de Portugal de Ralis. Ricardo Moura e António Costa foram sempre a melhor equipa nacional, e até estiveram perto da vitória, terminando a prova no 2º lugar, a escassos segundos do vencedor. Ricardo Moura é agora o líder do campeonato nacional.

Ricardo Teodósio e José Teixeira ocuparam o 3º lugar final para o CPR, continuando na luta pelo título de 2019. A ARC Sport ocupa agora os 2 primeiros lugares do Campeonato de Portugal de Ralis. Fantástica prestação de Miguel Correia e Pedro Alves, com um 4º lugar final, e assim a equipa a subir à 5ª posição do campeonato. Pedro Almeida e Nuno Almeida não tiveram sorte no rali açoriano, apesar do esforço para regressar à prova, acabaram por registar dois abandonos.

Outra performance a salientar, foi a fabulosa exibição de Luís Miguel Rego e Jorge Henriques, que durante os dois primeiros dias de prova foram sempre a 2ª melhor equipa portuguesa. Luís Rego conquistou o 2º lugar para o Campeonato de Ralis dos Açores, e a ARC Sport ocupa as duas primeiras posições do campeonato açoriano.

Para Ricardo Moura foi um enorme prazer ter regressado ao seu rali, andou rápido, liderou sempre em termos nacionais e até podia ter vencido.

“O 2º lugar foi uma posição excelente e estamos muitos felizes. O objetivo nunca foi vencer o rali, mas sim fazer o meu melhor. Estivemos a discutir a vitória, depois do abandono do Lukyanuk, fomos sempre os melhores portugueses e foi um enorme prazer ter voltado a andar rápido”, afirmou, claramente feliz, Ricardo Moura.

Depois de ter triunfado no Rali Serras de Fafe, Ricardo Teodósio queria conquistar a 2ª vitória consecutiva do ano nos Açores, mas uma série de condicionantes acabaram por ditar o 3º lugar no CPR.

“Queríamos ter feito melhor, mas tenho de assumir escolhas menos acertadas. Um toque no primeiro troço acabou por complicar tudo, alguns peões, opções de set up e pneus menos acertadas acabaram por ditar este resultado. Só me senti bem no último dia, mas mesmo assim conseguimos minimizar os estragos. O 3º lugar no CPR acabou por ser o melhor resultado possível”, disse Ricardo Teodósio, que assinou 3 vitórias em especiais de classificação.

Miguel Correia e Pedro Alves estiveram em grande plano no Azores Rallye. O 4º lugar para o Campeonato de Portugal é uma excelente recompensa pela exibição que tiveram.

“Só posso fazer um balanço muito positivo desta nossa participação no Azores Rallye. Foi uma experiência que nunca mais vou esquecer, e uma verdadeira aventura, essencialmente na parte final da prova, onde a ARC Sport fez um trabalho fantástico para que fosse possível alcançar este resultado”, disse Miguel Correia.

Pedro Almeida e Nuno Almeida registaram dois azares seguidos na prova açoriana. Um abandono na especial da Sete Cidades, um trabalho exímio de recuperação do carro para regressar ao rali, mas a sorte voltou a abandonar a equipa.

“O Azores Rallye definitivamente não foi a nossa corrida. Ao longo dos três dias de prova tivemos sempre alguma contrariedade que acabou por nos afastar dos objetivos que trazíamos para o rali. Retiramos os aspetos positivos desta prova, e vamos procurar melhorar o nosso registo já em Mórtagua”, afirmou Pedro Almeida.

O campeão de ralis dos Açores voltou a estar com a ARC Sport. Luís Miguel Rego, navegado por Jorge Henriques teve uma atuação simplesmente brilhante. Segundos classificados na prova de abertura do Campeonato de Ralis dos Açores e a segunda melhor equipa portuguesa em prova no final do segundo dia do rali.

“Foi uma agradável surpresa ser o segundo melhor português no final dos 10 troços que contaram para o campeonato dos Açores. Foi um resultado muito positivo. A minha ligação com o Skoda tem sido excelente e a nossa parceria com a ARC Sport bastante proveitosa. Diminuído fisicamente, não realizei o último dia de prova para não comprometer o bom trabalho que tinha feito até ali, mas fiquei triste, porque gostava de ter realizado o resto do rali sem pressões. Acho que entrámos com o pé direito no campeonato”, disse o campeão dos Açores.

Para a equipa de Aguiar da Beira esta acabou por ser uma jornada positiva, apesar de se lamentar o abandono de Pedro Almeida.
“Melhor só se tivessem terminado os cinco carros. Vencer para o Campeonato de Portugal de Ralis com o Ricardo Moura e conquistar o 3º lugar com o Ricardo Teodósio, são dois excelentes resultados. Para além disso, a 2ª posição final numa prova do Campeonato da Europa de Ralis, a poucos segundos do vencedor, é também um grande resultado. Para o Campeonato dos Açores, registámos também os dois primeiros lugares, com duas grandes provas assinadas pelo Ricardo Moura e pelo Luís Miguel Rego. Em termos nacionais, ocupamos agora os dois primeiros lugares do campeonato, com o Moura e o Teodósio, o que também é de sublinhar. Em relação aos nossos dois jovens que disputam o CPR, quero deixar uma palavra de alento ao Pedro Almeida, que apesar de ter desistido deixou excelentes indicadores ao longo da prova. Para o Miguel Correia deixar os meus sinceros parabéns pelo grande resultado que conseguiu alcançar, numa prova tão dura e exigente. Quero agradecer a todos os elementos da ARC Sport o excelente trabalho que realizaram nos Açores”, disse Augusto Ramiro.

AFGuarda- Resultados da 2ªdivisão

Nova ronda do distrital secundário da AF Guarda, com o Vila Franca das Naves a folgar e o Foz Côa a chegar à liderança provisória, dado que tem de folgar ainda.

Pala- Paços da Serra- 3-1

Casal Cinza- Castelos- 0-1

Nespereira – Foz Côa- 0-1

Freixo N.- Guarda Desportiva—2-2

Classificação:

Foz Côa- —————–31

Vila Franca das Naves- 29

Freixo Numão-     24

Nespereira ——20

Paços Serra—–20

Pala ————- 15

Guarda DFC —13

Castelos ——–12

Casal Cinza —– 4

AF Guarda- Resultados da Ronda 22 -1ªdivisão

Ginásio Figueirense novo Campeão

Uma tarde de festa para o Ginásio Figueirense, que se sagrou o novo campeão distrital da AF Guarda, 2018/19, após ter sido derrotado pela margem mínima em Trancoso, beneficiou da igualdade a zero entre Manteigas e S.Romão.

Ronda 22

Vila Cortez- Gouveia- 2-1

Fornos- Aguiar da Beira- 0-3

Trancoso- G.Figueirense- 1-0

Vilanovenses- Soito- 0-0

Sabugal- E.Almeida- 3-1

Manteigas – S.Romão- 0-0

V.Formoso- Celoricense -0-2

 

Classificação:

1-Gin. Figueirense-58

2-Aguiar Beira—-45

3 -Ass. D. Manteigas-44

4-S.C.Celoricense—37

5-V.Cortez Mondego–35

6-D. Trancoso—35

7-Gouveia—33

8–Fornos Algodres–27

9-Vilanovenses—24

10-São Romão–20

11–Vilar Formoso–19

12–Desp.Soito—19

13 -Sc Sabugal –18

14–Estrela Almeida–14

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar