Templates by BIGtheme NET
Home » Guarda (page 30)

Guarda

Flash Interview com Filipe Rodrigues (Técnico da AD Fornos de Algodres)

                       Preparar já a próxima temporada
No final do encontro AD Fornos de Algodres – Foz Côa, conversámos com o novo técnico Filipe Rodrigues.
Que balanço faz desta partida?
Eu, particularmente, gostei da atitude que o Foz Côa entrou em campo, aliás criaram-nos algumas dificuldades nos primeiros 10,15 minutos, anuladas por uma boa jogada nossa e abrimos o ativo e tudo mudou.
Contudo gostava de reiterar a forma como o Foz Côa se apresentou no nosso campo, mas depois acabou por ser fácil, uma vez que a nossa equipa teve na 1ªparte, três ou quatro grandes momentos de futebol, com boas jogadas de construção que nos permitiram chegar ao intervalo com o resultado de três a zero, foi assim a realidade do jogo.
De realçar a boa atitude dos nossos jogadores nos momentos de perda de bola, muito agressivos no que toca a recuperar bolas, penso que foi por aí que vencemos.

Pela análise da equipa, em que ponto se encontra a sua equipa?
Parece-me uma equipa que tem uns alicerces fortíssimos para atacar a próxima temporada, apesar de estarmos agora focados nesta temporada, onde temos jogos ainda importantíssimos pela frente, mas estamos já a trabalhar para a próxima época.
O Fornos é um clube histórico, com muita tradição no distrito da Guarda, recentemente esteve nos campeonatos nacionais e face a isso, o clube tem de se preparar de forma sustentada, para no futuro estar mais forte e estamos já a trabalhar nisso.
Temos de manter o alicerce da equipa em níveis fortes e preparar a ideia de jogo que o clube vem tendo, uma equipa que quer dominar os jogos, posse de bola, em casa não quer perder e no fundo é uma continuidade, sempre de olhos postos na próxima temporada.

Na próxima jornada, jogar na Mêda é uma missão difícil?
É um jogo difícil, a Mêda merece-nos maior respeito, uma equipa que na temporada passada esteve no Campeonato de Portugal, está na frente da tabela.
Agora temos sido felizes nas últimas deslocações à Mêda , vai ser um jogo muito interessante, dado que são duas equipas a querer praticar bom futebol.

Este é um grande desafio a curto/médio prazo treinar o histórico Fornos de Algodres?
É um desafio aliciante, regressei recentemente da China, onde trabalhei durante um ano e meio, é um projeto diferente neste regresso ao meu País.
Uma experiência em futebol sénior, que já não é a primeira, mas que é muito aliciante, porque falo de um clube que luta sempre pelos lugares da frente, histórico no distrito da Guarda.
Na minha opinião é um clube extremamente bem organizado, com todos os departamentos, como uma equipa de futebol precisa para ter todo sucesso, portanto da minha parte, estou motivadíssimo para este barco e vamos para esta viagem.

 

 

Guarda-Pelouros retirados a Sérgio Costa no Município da Guarda

Na tarde desta terça-feira, após uma reunião de emergência do executivo do Municipio da Guarda, o Presidente da Autarquia Carlos Chaves Monteiro retirou os pelouros ao seu Vice-Presidente Sérgio Costa, que coordenava até hoje as áreas do Urbanismo, Proteção Civil Municipal, Florestas e Higiene e Segurança Veterinária.

Assim falta saber as verdadeiras razões do facto, mas tudo aponta para a candidatura de Sérgio Costa à Concelhia do PSD da Guarda.

COVID -19-Fornos de Algodres cancela todos eventos em março

Em comunicado enviado, o Municipio de Fornos de Algodres,  relativo à aprovação do Plano de Contingência e medidas para mitigar o possível impacto do surto do COVID -19 , entre as quais o cancelamento da Feira do Queijo Serra da Estrela em Fornos de Algodres.

O Município de Fornos de Algodres decidiu , depois de consultada a Comissão Municipal de Proteção Civil adotar um conjunto de procedimentos para mitigar o possível impacto do surto do COVID-19 no concelho em particular e no país em geral.

Para além da aprovação do plano de contingência, o município decidiu adotar um conjunto de medidas que abaixo enumeramos:
-Cancelamento da Feira do Queijo Serra da Estrela em Fornos de Algodres;
-Adiamento do Seminário Ambiental de Fornos de Algodres;
-Suspensão até ao final do mês de março das atividades do Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida”;
-Encerramento da Piscina Municipal até ao final do mês de março;
-Suspensão do projeto de Férias Desportivas na paragem letiva do 2º período;
-Suspensão da Feira Quinzenal e do Mercadinho de produtos locais até ao final do mês de março.
Todas estas decisões foram assentes em critérios de saúde pública e na defesa dos superiores interesses de toda a população.

GNR Guarda – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal, deteve um homem com 48 anos, por posse de arma proibida, no concelho da Guarda.
No âmbito de uma investigação por posse de arma proibida, que decorria há cerca de três meses, os militares deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo apreendido o seguinte:
· Quatro caçadeiras;
· Três espingardas de ar comprimido;
· Uma carabina;
· Um bastão de borracha;
· Uma mira telescópica;
· 103 munições de vários calibres.
O detido está a ser presente no Tribunal Judicial da Comarca da Guarda, para aplicação das medidas de coação.

Atividade operacional semanal- GNR Guarda

O Comando Territorial da Guarda para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, no , na semana de 2 de março a 8 de março, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções1detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • Cinco por condução sob efeito do álcool;
  • Três por condução sem habilitação legal;
  • Dois por posse de arma proibida.

 

  1. Apreensões:
  • Três armas de ar comprimido;
  • Duas armas de fogo;
  • Uma arma branca;
  • 24 cartuchos.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização212 infrações detetadas, destacando-se:

  • 40por excesso de velocidade;
  • 19 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 18 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 13relacionadas com iluminação e sinalização;
  • Nove por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • Quatro por uso do telemóvel durante a condução;
  • Trêspor falta de seguro;
  • Duasrelacionadas com tacógrafos;

Sinistralidade24 acidentes registados, resultando:

  • Um morto;
  • Um ferido Grave;
  • Quatroferidos ligeiros

 

Fiscalização Geral: 11 autos de contraordenação:

  • Quatro no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente;
  • Seteno âmbito da legislação policial.

Marca “Serra da Estrela” apresentada em Lisboa pela CIMBSE

Teve lugar na tarde desta terça-feira, na Pousada de Lisboa, a marca “Serra da Estrela”, apresentada pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

Na sessão solene , Luis Tadeu, Presidente da CIMBSE,  a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, Pedro Machado, do Turismo Centro de Portugal, entre outras entidades responsáveis estiveram presentes.
A criação da marca Serra da Estrela tem como objetivo “construir uma identidade e linha de comunicação agregadora, que permita ao mesmo tempo potenciar a sub-região como um todo e promover o património natural e cultural único existente, assim como potenciar o crescimento de fluxos turísticos no país”.

A marca Serra da Estrela está enquadrada no Projeto “Produtos Turísticos Integrados”, cofinanciado pelo Portugal 2020, Centro 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Foto:CIMBSE

VIII Workshops Internacionais de Turismo Religioso (WITR) na Guarda

Os VIII Workshops Internacionais de Turismo Religioso (WITR), em Fátima e na Guarda, são o mais importante certame de Turismo religioso do país que englobará novamente este ano a cidade da Guarda e o seu património de herança judaica.

Na cidade mais alta, a iniciativa decorrerá nos dias 6 e 7 de março (sexta e sábado) no Teatro Municipal da Guarda contando com a participação de 40 hosted buyers, oriundos de 16 países. Ao todo, o evento contará com 50 nacionalidades entre os 150 hosted buyers vindos de 42 países e os 150 suppliers e 40 expositores oriundos de 22 países. Os WITR são uma organização da ACISO com o apoio da Câmara da Guarda, da Câmara de Ourém, do Turismo do Centro e do Turismo de Portugal.

Os Workshops têm como objetivos a promoção de uma bolsa de contactos de negócio entre os participantes, a promoção internacional de Portugal enquanto destino privilegiado de turismo religioso e o fortalecimento da importância do turismo religioso no contexto do setor turístico mundial. O evento é estruturado em 4 segmentos: conferência com oradores nacionais e internacionais especialistas na área e com a presença de um destino convidado; bolsa de contactos onde poderão participar apenas os profissionais do trade (Hosted Buyers e Suppliers) e cujas reuniões, cerca de 5000, serão pré-agendadas e decorrerão em Fátima; segmento de turismo de herança judaica a decorrer no dia 7 de março, na Guarda, e pós-tours organizados pelas Agências Regionais de Promoção Turística exclusivamente para os Hosted Buyers, que têm como objetivo dar a conhecer a multiplicidade de produtos de interesse turístico das várias regiões do país.

O Programa completo da iniciativa, incluindo pós tours (8 a 10 de março) pode ser consultado aqui: https://www.iwrt.pt/files/1193_iwrt2020_prog_pt_5e597fc9b3138.pdf

E aqui fica o programa da iniciativa para os dois dias na Guarda:

Dia 6 | Sexta-feira

Receção dos participantes | Hotel Lusitânia

20:30 – Welcome Dinner no Hotel Lusitânia

Dia 7 | Sábado

9:30 –   Início do Workshop de Turismo Religioso  |    Teatro Municipal  da Guarda

13:00 –   Network Lunch | Foyer do Grande Auditório do Teatro Municipal  da Guarda

14:30 – Visita à Aldeia Histórica de Trancoso | Judiaria, Centro de Interpretação da Cultura Judaica e Casa Bandarra

18:00 – Visita encenada à Judiaria da Guarda

20:00 – Jantar no Hotel Lusitânia (apenas Hosted Buyers do Workshop)

Dia 8 | Domingo

8:30 – Visita ao Museu da Paz | Vilar Formoso

11:00 – Visita a Belmonte | Museu Judaico e Sinagoga

13:00 – Almoço em Belmonte

Partida para os post tours

 

Operação “Floresta Segura 2020”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a realizar, desde o dia 15 de janeiro e até 6 de dezembro, em todo o Território Nacional, a operação “Floresta Segura 2020”, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), da Unidade de Emergência, de Proteção e Socorro (UEPS) e dos Comandos Territoriais, a qual integrará várias fases, desde o planeamento e execução de ações de sensibilização e de fiscalização, no que diz respeito às faixas de gestão de combustível, até ao reforço de patrulhamento e vigilância, para prevenir comportamentos de risco, assim como detetar e combater incêndios rurais, com a finalidade de garantir a segurança das populações e do seu património e salvaguardar o tecido florestal nacional.

Neste sentido, a GNR, em coordenação com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) irá, junto das populações em geral e, em particular, das autarquias, produtores florestais, comunidades escolares e agricultores, promover ações de sensibilização, com o intuito de alertar para a importância dos procedimentos preventivos a adotar, nomeadamente sobre o uso do fogo em queimas e queimadas, a limpeza e remoção de matos, a manutenção das faixas de gestão de combustível e a adoção de medidas de proteção dos aglomerados e de autoproteção, no âmbito dos Programas Aldeia Segura e Pessoas Seguras.  

Em apoio à ANEPC, no combate aos incêndios rurais, a GNR irá empenhar forças da UEPS em ações de ataque inicial e ampliado/estendido, com meios terrestres e helitransportados e, através do SEPNA, garantirá a validação, medição das áreas ardidas e investigação das causas dos incêndios.

Salienta-se que, no ano de 2019, registaram-se 10 904 ocorrências de incêndios rurais – o que representa uma redução de 15% face aos números de 2018 e de 54% face aos de 2017 – que resultaram em 42 492 hectares de área ardida (uma redução de 4% face a 2018 e de 93% face a 2017).

Ainda assim, considerando que cerca de 35% das ocorrências tiveram origem na realização de queimas e queimadas, a GNR continuará a dar prioridade à redução do número de ignições, aconselhando-se a população à participação nas diversas ações de sensibilização sobre o uso correto do fogo, que serão promovidas por todo o país.

Ordem dos Médicos do Centro cria Grupo de Acompanhamento do Covid-19

Diversos médicos de várias especialidades (Pneumologia, Saúde Pública, Doenças Infecciosas, Pediatria, Medicina Geral e Familiar, Medicina do Trabalho e Patologia Clínica) vão integrar o Grupo de Acompanhamento do Covid-19 criado pela a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) e que será coordenado pelo Professor Carlos Robalo Cordeiro (pneumologista, diretor do Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra).

“Temos de contrabalançar o alarmismo, o pânico e a desinformação. A DGS tem de estabelecer os procedimentos corretos para serem cumpridos nos hospitais e nos centros de saúde”, refere o presidente da SRCOM, “agora que já temos casos identificados, a DGS não pode ficar por intenções vagas e pouco precisas”.

Afirma Carlos Cortes: “Ao contrário do que está a acontecer, é preciso enfrentar esta infeção com as melhores práticas de comunicação e partilha de informação junto dos utentes mas também junto dos profissionais de saúde que estarão na linha da frente”.

O Grupo de Acompanhamento do Covid-19 da Secção Regional da Ordem dos Médicos pretende ser um meio de partilha de informação e de apoio à melhor decisão, em tempo útil, interligando todas as ações com as entidades oficiais.

“Face a esta emergência epidemiológica, não podemos ficar à espera das respostas mais adequadas durante muito tempo. Tudo se passa de forma dinâmica e muito rápida. O pior cenário, face a casos positivos de infeção com o novo coronavírus, serão as respostas desarticuladas e incoerentes. Queremos dar um contributo para evitar situações de vazio, dúvidas, e comportamentos alarmistas que poderão amplificar ainda mais o cenário preocupante que conhecemos”, assume Carlos Cortes.

A Ordem dos Médicos pretende, com este grupo especializado, colocar ao serviço da comunidade médica a melhor e a mais correta avaliação face a eventuais incoerências e desinformação nas unidades de saúde.

“Estamos a assistir a alguns casos bastante confusos, infelizmente. Temos de dar o exemplo, sobretudo neste momento tão complexo, e contribuir para as melhores decisões nesta fase de risco. São os médicos especialistas em epidemiologia e saúde pública que devem liderar e apoiar a procura das melhores soluções. A comunidade médica e científica deve conduzir-nos às melhores práticas para enfrentar esta epidemia”, assume. “Temos de pugnar para que sejam tomadas todas as medidas preventivas nos hospitais e nos centros de saúde para minimizar a exposição e o risco de contágio”, conclui Carlos Cortes.

GNR Guarda-Atividade operacional diária

O Comando Territorial da Guarda para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, no distrito da Guarda, na semana de 24 de fevereiro a 1 de março, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 1.    Detenções: 13 detidos em flagrante delito:

·         Nove por condução sob efeito do álcool;

·         Dois por condução sem habilitação legal;

·         Dois por posse de arma proibida.

2.    Apreensões:

·         Duas armas brancas;

·         Um bastão artesanal;

3.    Trânsito

Fiscalização: 452 infrações detetadas, destacando-se:

·         23 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·         15 relacionadas com iluminação e sinalização;

·         14 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·         13 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·         Dez por excesso de velocidade;

·         Sete relacionadas com tacógrafos;

·         Quatro por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Sinistralidade: 18 acidentes registados, resultando:

·         Dois feridos ligeiros;

Fiscalização Geral: Oito autos de contraordenação:

·         Cinco no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente;

·         Três no âmbito da legislação policial.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar