Templates by BIGtheme NET
Home » Imagens (page 4)

Imagens

AD Fornos de Algodres apresenta novo equipamento 2018/19

Foi recentemente apresentado o novo equipamento da AD Fornos de Algodres para a nova temporada 2018/19 que se avizinha.

Assim as cores amarelo e verde a predominar agora num formato diferente.

Esta uma parceria com a marca Juvan, empresa de material desportivo, onde é liderada por gentes fornenses.

Curso de Formação “Guide to Erasmus+ Applications” em Maceira

Maceira acolhe o Curso de Formação “Guide to Erasmus+ Applications”, que iniciou recentemente onde através da Associação de Maceira os jovens vão aproveitando e estão instalados no Hostel EntryFik.

Estão a participar jovens oriundos de 6 países Europeus.

V Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha

O Encontro Gastronómico de Abrunhosa-a-Velha coloca novamente em destaque a gastronomia tradicional do concelho de Mangualde. A iniciativa, que já vai na sua 5ª edição, realizar-se-á no dia 11 de agosto, sábado, a partir das 17h00, e, como habitualmente, no Centro da Aldeia.

A sopa de barbo do Chefe João Tomé, os rojões à moda da Abrunhosa do Chefe Alfredo, o rancho à moda de Mangualde do Chefe Neca, as pataniscas com arroz de feijão da Chefe Ivone e o pão no forno a lenha e bolos de chouriço do Chefe Américo farão as delícias de todos os presentes. A entrada tem o custo simbólico de cinco euros e permitirá aos visitantes provar os vários “pratos” apresentados, bem como desfrutar de muita animação.

A iniciativa, promovida pela Junta de freguesia de Abrunhosa-a-Velha e pela Câmara Municipal de Mangualde, conta com o apoio do grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Estrela do Mondego Futebol Club, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Racho de Carnaval da Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha e com o patrocínio da COAPE, do Hotel Mira Serra e da Quimirep.

Por:MM

Guarda acolhe “Fragmentos Sonoros”

Este projeto pretende diversificar a oferta cultural das comunidades, bem como envolver as pessoas em novas experiências artísticas.

“Fragmentos Sonoros” é o espetáculo de música de vai estrear na próxima sexta-feira, na Guarda, e depois irá percorrer os outros municípios envolvidos no projeto “Cultura em Rede” das Beiras e Serra da Estrela. O espetáculo foi hoje apresentado, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda e contou com a presença de Vítor Amaral, Vereador da Câmara Municipal da Guarda, António Ruas, Primeiro Secretário Executivo da CIMBSE e Tiago Pereira, representante da Coruja do Mato.

A estreia está marcada para o dia 20 de julho, às 22 horas, no Pátio Traseiro da Sé da Guarda. A digressão segue depois para o Sabugal (dia 22), Fundão (dia 11 de agosto), Belmonte (dia 14 de agosto) e Covilhã (dia 21 de setembro).

Para Vítor Amaral este “projeto é muito importante para toda a região, porque materializa a promoção da cultura em vários domínios como o teatro, a música e a dança”. Neste sentido, este projeto da CIMBSE vai ao encontro dos desígnios da autarquia que é o de “promover os artistas e os grupos locais e incrementar uma rede cultural”.

Segundo António Ruas este projeto “está a ser uma agradável surpresa”, quer pelos participantes que são voluntários dos 5 aos 80 anos, quer pelo público que tem assistido aos espetáculos de dança e de teatro. Trata-se de um projeto inovador em rede, onde todos os municípios se envolveram de igual modo, acrescenta.

O projeto de música está a ser coordenado pela Coruja do Mato representado pelo Tiago Pereira que considera “ser de uma beleza extrema conseguirmos reunir em palco tantas pessoas, tão diferentes e com diferentes formações e de várias idades”. Este espetáculo vai funcionar como uma Orquestra e vai acompanhar um filme que retrata os diferentes municípios, conclui.

“Fragmentos Sonoros” é um trabalho em rede, em que músicos de diferentes localidades se reúnem no mesmo palco. Texturas, ambientes e melodias que refletem sobre o presente, que nos transportam numa viagem de memórias e afetos. Imagens e sons interagem num espaço de partilha. Do caos à harmonia, de apontamentos sonoros a cadências rítmicas. Um espetáculo sonoro e visual que convida o público a ser cúmplice de um território comum.

O projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela” é promovido pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) em parceria com a Associação de Municípios da Cova da Beira e os municípios que integram esta Comunidade Intermunicipal.

Trata-se de uma iniciativa que pretende constituir uma rede cultural entre os 15 Municípios da CIMBSE, vocacionada para a promoção cultural deste território. O projeto assenta em três áreas artísticas: dança, teatro e música.

 

Ações de sensibilização nas praias fluviais da zona de Seia

Foram realizadas neste domingo, 15 de julho, algumas ações de sensibilização nas praias fluviais de Loriga e em Vila Cova à Coelheira, no concelho de Seia, tendo como principal objetivo alertar a população sobre os perigos que o sol pode representar para a nossa pele, se a não soubermos proteger de forma adequada.
Os cancros da pele são o tipo de cancro mais frequente em Portugal, sendo a prevenção e o autoexame, dois elementos chave, para despistar este cancro, cada vez mais frequente em Portugal.

Desta forma, a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) e a ULS da Guarda também marcaram presença .
As ações desenvolvidas contaram com forte adesão da população e com o apoio incondicional do Município de Seia e das Juntas de freguesia de Loriga e de Vila Cova à Coelheira.

Por:ULS Guarda

Uma reflexão sobre a educação por JPClemente

Para que haja uma formação académica feliz e solidificada, urge previamente uma formação efetiva de afeto.
Hoje, a sociedade encontra-se refletida na escola. A sala de aulas é um dos palcos onde se experiência o viver e o sentir dos alunos, resultado da sua história familiar e social. Os primeiros educadores (encarregados de educação), construtores da sociedade atual, fazem refletir nos seus educandos os valores em que acreditam e influenciam-nos profundamente (positivamente ou negativamente) através do seu agir e do seu sentir. A primeira motivação, para que nas salas de aulas haja aprendizagens e construção de cidadãos completos, começa em casa. Ora, infelizmente, há muitos alunos que transportam consigo experiências familiares que são um grave obstáculo aos formadores na transmissão desses saberes. Na verdade, se o aluno afetivamente não está bem, será mais difícil incutir no mesmo o prazer de aprender.

Infelizmente, os líderes educativos ainda não perceberam que hoje, as famílias necessitam de formação e sensibilização para que possam ajudar a motivar os seus filhos.
Como dizia o Pai Américo, Fundador da Casa do Gaiato, Não há rapazes maus! Na verdade, o que encontramos são rapazes sem referências (ou com referências negativas) quer ao nível familiar quer ao nível social. Atenuar este facto passa pelo professor, ele próprio, se tornar um agente educativo não só pela palavra, mas fundamentalmente pelo exemplo.

Urge incutir Valores! Urge consciencializar pais e alunos de que para se atingir o sucesso é necessário esforço e concentração. Paralelamente, a escola necessita de se transformar. Como afirma a Dra. Ariana Cosme … hoje pela heterogeneidade dos seus alunos deixou de ser possível continuar a defender a ideia que educar, nesses contextos, é ensinar tudo a todos, como se todos fossem um só. Esta realidade transforma de imediato o tradicional paradigma de Ensino /Aprendizagem. A escola tem que se adaptar aos novos tempos e a novos contextos. É necessário lembrar que os pais de hoje são muitos daqueles que há 10, 15 ou 20 anos receberam do nosso sistema de ensino a ideia de que é possível transitar sem esforço. As estatísticas europeias, de então, assim o exigiam! Esta farsa teve um preço que a escola de hoje está a pagar. Os filhos de alguns desses antigos alunos, de forma direta ou indirecta, vão sentindo essa cultura do facilitismo. Consequentemente, em famílias desestruturadas, ainda é mais vincada essa interiorização. Assim, os comportamentos disruptivos e a desmotivação surgem naturalmente.
Perante este cenário, a escola de hoje apresenta já algumas respostas. Os professores tutores de hoje vieram substituir a outra parte da formação que deveria ter vindo de casa: a formação para os valores e a formação para a exigência.
A Tutoria como um espaço onde o professor tenta conhecer bem o aluno ajudando-o, primeiramente, a conhecer-se bem a si próprio, para que depois possa alterar a sua forma de estar quer perante a família, quer perante a escola quer perante os amigos …em suma, perante a vida.
“O palco” da sala de aulas como espaço para se fazer notar e chamar a atenção, resultado de tanto vazio interior tem de desaparecer! A estratégia de falar individualmente com o aluno e chamá-lo atenção é hoje fundamental!
Um aluno com interesses divergentes dos escolares é a imagem da falta de referências parentais e sociais. A escola mediante este facto tem pois que se reinventar e continuar a encontrar formas de tornear esta questão. Para além da tutoria e dos Serviços de Psicologia e Orientação, há disciplinas como EMRC, Cidadania, Introdução às Políticas, Formação cívica que deveriam ter um papel mais relevante na formação do “Saber ser e do Saber estar”.
Por isso, hoje, principalmente ao nível do ensino básico, estou certo que os Curricula tem que estar envolvidos cada vez mais numa preocupação de ensinar numa perspetiva de Cidadania, como o documento “Perfil do aluno para o sec. XXI “ tão bem espelha!
Por:JP Clemente

Juniores C- NDS inicia fora de portas

Decorreu nesta segunda -feira, o sorteio da 1.ª fase do Campeonato de Juniores C, na Cidade do Futebol.

A primeira ronda está agendada para 26 de agosto, o NDS Guarda começa a prova diante dos Repesenses.

Série C
1. AA Avanca
2. CF Os Marialvas
3. GD Gafanha
4. CF Os Repesenses
5. CD Tondela
6. AFD O Pinguizinho
7. União Clube Eirense
8. AD Taboeira
9. Anadia FC
10. Sport Viseu e Benfica
11. Núcleo Desportivo Social
12. Académica Coimbra OAF

1.ª jornada (26. 08. 2018): 1-3; 10-5; 8-7; 6-9; 4-11; 12-2
2.ª jornada (02. 08. 2018): 3-12; 5-1; 7-10; 9-8; 11-6; 2-4
3.ª jornada (09. 09. 2018): 3-5; 1-7; 10-9; 8-11; 6-2; 12-4
4.ª jornada (16. 09. 2018): 5-12; 7-3; 9-1; 11-10; 2-8; 4-6
5.ª jornada (23. 09. 2018): 5-7; 3-9; 1-11; 10-2; 8-4; 12-6
6.ª jornada (30. 09. 2018): 7-12; 9-5; 11-3; 2-1; 4-10; 6-8
7.ª jornada (07. 10. 2018): 7-9; 5-11; 3-2; 1-4; 10-6; 12-8
8.ª jornada (14. 10. 2018): 9-12; 11-7; 2-5; 4-3; 6-1; 8-10
9.ª jornada (21. 10. 2018): 9-11; 7-2; 5-4; 3-6; 1-8; 12-10
10.ª jornada (28. 11. 2018): 12-11; 2-9; 4-7; 6-5; 8-3; 10-1
11.ª jornada (04. 11. 2018): 11-2; 9-4; 7-6; 5-8; 3-10; 1-12

Por:FPF

GNR em atividade operacional no fim de semana

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, no fim de semana de 14 e 15 de julho, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 162 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 93 por condução sob o efeito do álcool;
  • 21 por condução sem habilitação legal;
  • Nove por tráfico de estupefacientes;
  • Quatro por violência doméstica;
  • Quatro por ofensas à integridade física;
  • Três por posse de arma proibida;
  • Três por furtos.

 

  1. Apreensões:
  • 209 doses de haxixe;
  • 30 doses de anfetaminas;
  • Quatro doses de cocaína;
  • 16 plantas de cannabis;
  • Uma arma de fogo;
  • Três armas brancas.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 1 728 infrações detetadas, destacando-se:

  • 632 excessos de velocidade;
  • 225 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 122 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 73 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 43 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 42 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 36 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização.

Fornense Luisinho vai representar o Famalicão

Depois de uma temporada na Académica, Luisinho, natural de Fornos de Algodres , vai agora defender as cores do Famalicão, um clube que vai decerto esta temporada atacar a subida ao escalão principal.

De realçar a competitividade que existe na 2ªliga, obrigando a um esforço suplementar por parte das equipas.

por:AP

foto: inbox

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar