Templates by BIGtheme NET
Home » Região

Região

Tempestade “Leslie” – Atividade operacional da GNR

Considerando as condições meteorológicas adversas causadas pela passagem da tempestade “Leslie”, a Guarda Nacional Republicana, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo, em todo o território nacional, levou a efeito um conjunto de medidas preventivas e de intervenção operacional, através da intensificação do patrulhamento rodoviário, vigilância da orla costeira e de infraestruturas críticas, que visaram garantir a tranquilidade pública e a segurança e proteção das pessoas e dos seus bens.

Nestas ações de prevenção e de intervenção de primeira linha, a GNR registou dezenas de ocorrências, das quais se destacam:

  • 11 cortes e/ou condicionamentos de trânsito de vido à queda de árvores, cabos elétricos, placas de sinalização, entre outros, em autoestradas, itinerários principais e estradas nacionais;
  • A queda da torre de observação do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo (SIVICC), na praia da Leirosa – Figueira da Foz, da qual resultaram danos em habitações circundantes e a evacuação de quatro moradores (sem quaisquer ferimentos), estando o seu realojamento a ser processado junto da Cruz Vermelha Portuguesa;
  • Segurança ao perímetro da Base Aérea de Monte Real, devido à queda da vedação de proteção.

No âmbito das atividades relacionadas com a passagem da tempestade “Leslie”, e no período referido, a GNR empenhou um total de 442 viaturas e 962 militares, dois dos quais sofrerem ferimentos ligeiros, tendo recebido tratamento hospitalar.

FPF- Seia FC e Fundação L.Santos triunfaram no Nacional de Promoção

Teve lugar na tarde deste domingo a jornada inaugural do Nacional de Promoção de futebol feminino, com o Seia FC e a Fundação Laura Santos a vencerem os seus encontros por três bolas a uma frente ao Souselas e Lordemão.

SERIE C

Ar Meirinhas 3 – 1 Ad Poiares
 Eirolense 1 – 2 Murtoense
 Cadima 1 – 2 Clube Condeixa
Seia Fc 3 – 1  Souselas
F D Laura Santos-3-1 Lordemão Futebol

 

Resultados do Campeonato Distrital da 1ª Divisão- 3ªjornada

Jornada com algumas surpresas, onde o Manteigas foi surpreendido em casa, pelo Trancoso numa partida de incerteza no marcador.

Já o Fornos venceu num terreno difícil por três bolas a uma face ao Soito.

Manteigas- Trancoso 2-3

Desportiva do Soito- Fornos de Algodres 1-3

Vilar Formoso- SC Sabugal 2-2

Os Vilanovenses- Vila Cortez 1-3

AD São Romão- Estrela Almeida 1-0

SC Celoricense- CD Gouveia 2-0

Aguiar da Beira- Ginásio Figueirense 1-0

Resultados do Campeonato de Portugal- Série B 8ª jornada

Lusitânia Lourosa- Gafanha 3-3

Paredes- Sp.Mêda   3-0

Penalva Castelo- AD Sanjoanense 2-1

Leça- Gondomar 1-3

Cinfães- Águeda 1-0

Sp.Espinho- Lusitano FCV 3-1

SC Coimbrões- FC Pedras Rubras 0-0

07/11-15:00 Cesarense- U.Madeira

25/11- 17:00 Marítimo B- Amarante FC

Condições Meteorológicas Adversas !Alerta!!

O mau tempo vai chegar a Portugal Continental
A situação meteorológica que irá condicionar o território continental português é ainda muito incerta, nomeadamente quanto à trajetória da depressão Leslie e aos efeitos que a mesma produzirá em relação a vento, precipitação e agitação marítima. Espera-se que as condições dos estados do tempo e do mar se agravem a partir das 19:00 horas de sábado, 13-10-2018, atingindo-se o pico mais crítico entre as 00:00 horas e as 06:00 horas de domingo, para o vento, as 01:00 horas e as 16:00 horas de domingo para a precipitação, as 03:00 horas e as 12:00 horas de domingo, para a agitação marítima.
O território continental português será afetado muito provavelmente em toda a sua extensão geográfica, não sendo possível ainda indicar com precisão as áreas de maior impacto dos fenómenos meteorológicos.

É essencial recomendar ESPECIAL CUIDADO com o vento, por precaução, na medida em que, podendo soprar forte nalgumas regiões, pode contribuir sobremaneira para a evolução rápida dos incêndios rurais que venham a verificar-se.

🚨2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

➡️· Danos em estruturas montadas ou suspensas;
➡️· Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
➡️· Possíveis acidentes na orla costeira;
➡️· Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
➡️· Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
➡️· Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
➡️· Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
➡️· Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
➡️· Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.

🚨3. MEDIDAS PREVENTIVAS

A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

➡️· Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
➡️· Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
➡️· Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais;
➡️· Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;
➡️· Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
➡️· Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;
➡️· Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

➡️· Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Para mais informações consulte:

www.prociv.pt ou
http://www.prociv.pt/…/AP_44_DCS_2018_10_12_Condi%C3%A7%C3%…
Para acompanhamento da situação consulte:
www.ipma.pt ou
https://www.ipma.pt/pt/otempo/prev-sam/timeline.jsp?reg=VIS

Informação : AUTORIDADE NACIONAL DE PROTEÇÃO CIVIL

Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais reforçado até 31 de outubro

Face às previsões meteorológicas para a segunda quinzena de outubro disponibilizadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o Ministério da Administração Interna decidiu reforçar, até ao final do mês de outubro, o .
Assim, até 31 de outubro, o dispositivo terrestre será reforçado com mais 624 bombeiros. Cerca de 500 militares do GIPS da GNR serão empenhados em ações de vigilância e fiscalização.
Relativamente aos meios aéreos, vão manter-se disponíveis 10 helicópteros ligeiros em regime de locação, 3 helicópteros ligeiros propriedade do Estado, 6 aviões anfíbios médios e 3 helicópteros pesados.
Foi ainda decidido o incremento das ações de vigilância e fiscalização por parte da GNR e da PSP nas suas áreas de competência e o reforço da vigilância móvel terrestre, com base no empenhamento de patrulhas das Forças Armadas, sobretudo nas áreas mais sensíveis e vulneráveis.
No âmbito da Rede Nacional de Postos de Vigia, mantêm-se em funcionamento até ao dia 6 de novembro os postos da rede primária.
Este reforço do dispositivo é concretizado de acordo com a flexibilidade operacional prevista na Diretiva Operacional n.º 2 – DECIR.

“Leituras Enfeitiçadas” no Halloween em Mangualde

O Halloween voltará a ser assustadoramente celebrado em Mangualde! No dia 31 de outubro, quarta-feira, mais uma edição de “Leituras Enfeitiçadas” trará leituras, performances, exposições e concursos alusivas ao tema do Halloween ao centro da cidade. A iniciativa é organizada pelo Município de Mangualde através da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.

O ponto de encontro será no Largo Dr. Couto, pelas 20h30. A caminhada pela cidade de Mangualde terminará na Biblioteca Municipal de Mangualde. Junto à Biblioteca realizar-se-ão leituras enfeitiçadas, com muitas bruxas, abóboras e magia!

O “Leituras Enfeitiçadas” contará com a participação do “Teatro Hábitos” e das Bibliotecas Escolares do concelho.

O Grupo de Teatro Hábitos iniciou a sua atividade em 2013 com o espetáculo “Uma viagem pelo tempo”, que promoveu em Carvalhal Redondo. Em fevereiro de 2013, foi criada a Associação Cultural Juvenil Teatro Hábitos e desde então apresentou cerca de meia centena de espetáculos por várias zonas do país. Neste momento, o HÁBITOS conta com pessoas dos 4 aos 80 anos, desde atores amadores, músicos, equipa técnica, a serralheiros, eletricistas, carpinteiros, soldadores e costureiras.

É um projeto com objetivo de promover o teatro e toda a vertente cultural, com forte envolvência da comunidade. Valoriza as pessoas, o povo e as suas histórias.

Maria Teresa Maia Gonzalez nomeada para o Prémio Alma

Uma nova nomeação a escritora fornense Maria Teresa Maia Gonzalez obteve para o Prémio Alma .

Esta é a quarta vez que a escritora é nomeada, para este prémio, sendo duas dela a nomeação foi feita pelo Júri do Prémio na Suécia.

Esta foi uma nomeação que agradou a Maria Teresa Maia Gonzalez que nos salientou:”Estou muito grata a todos os que têm apostado no meu trabalho. Preciso mesmo de tentar merecer isto”.

Estas foram as palavras após a nomeação da escritora, para um prémio que estão nomeados 246 candidatos de 64 países.

Royal School of Languages vai desenvolver escola de línguas em Pinhel

Foi assinado nesta quinta-feira um protocolo de colaboração entre o Município de Pinhel e a Royal School of Languages  tendo em vista a instalação desta escola de línguas na cidade de Pinhel.

Com 32 anos de atividade, a Royal School of Languages tem escolas em todo o país, chegando agora à cidade de Pinhel, fruto da vontade manifestada pela autarquia em acolher esta instituição vocacionada para o ensino de línguas.

O protocolo assinado esta manhã representa a parceria que ambas as partes querem iniciar e manter, sendo que fica a cargo do Município de Pinhel a cedência de instalações para o funcionamento da Royal School na Cidade Falcão.

Cumprida esta formalidade, as aulas têm início amanhã, nas antigas instalações provisórias da Câmara, estando ainda a decorrer o período de inscrições.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Rui Ventura, esta é mais uma forma de ajudar as famílias que, deste modo, não terão de se deslocar para fora do concelho para ter acesso a esta oferta formativa.

Para a Royal School, o interesse manifestado pelo Município foi sem dúvida muito importante, sendo que fruto desta parceria, mais pessoas poderão aprender ou consolidar os seus conhecimentos de línguas e, mais importante, obter a certificação internacional desses conhecimentos.

Por:MP

Tertúlia produtiva no Café Concerto

Uma noite de outono, no Café Concerto no TMG, teve lugar mais uma tertúlia organizada pela GNR, com o tema “Segurança das pessoas especialmente vulneráveis”

Um painel constituído pelo Coronel Copeto, Prof.Rosa Afonso e D. Manuel Felício, moderado pelo Jorge Esteves.

Uma plateia bem composta com boas intervenções e todos saíram mais esclarecidos.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar