Templates by BIGtheme NET
Home » Região (page 20)

Região

Ângela Guerra,Deputada do PSD, nomeada Embaixadora para a Paz de ONG Internacional

A deputada social-democrata Ângela Guerra foi nomeada Embaixadora para a Paz pela Federação das Mulheres para a Paz Mundial Internacional (FMPMI), uma Organização Não Governamental cujo principal objetivo é promover e desenvolver as potencialidades, experiências, perspetivas e capacidades das mulheres para a construção e o desenvolvimento de uma paz duradora.

A distinção foi atribuída esta quinta-feira, na Assembleia da República, na sessão de abertura da conferência anual subordinada ao tema “O papel das mulheres líderes e das mães na integração e coesão na Europa”, organizada pela “Women’s Federation for World Peace – Europe” e pela “Global Women’s Peace Network in Europe”.

Discursando nesta sessão, Ângela Guerra abordou “os grandes desafios que atualmente vivemos, numa Europa que se tem de renovar para estar à altura das gerações futuras e, nesse contexto, o papel fundamental que as mulheres têm a desempenhar.” Para a deputada, que é coordenadora dos deputados do PSD na Comissão de Saúde e na Sub-Comissão para a Igualdade e Não Discriminação, “num mundo cada vez mais complexo, as decisões têm de ser abrangentes, criativas e proactivas e para isso as sociedades atuais precisam da diversidade de perspetivas e de garantir que temos os melhores, sejam homens ou mulheres. Só nesta medida”, acrescentou, “é que podemos aspirar a uma sociedade mais equilibrada e mais justa, capaz de utilizar os seus melhores recursos e talentos no sentido da evolução sustentada, do bem comum e da coesão social.”

Realizada pela primeira vez em Portugal, a conferência decorre até domingo, integrando um conjunto alargado de sessões e eventos, com mais de meia centena de oradores e convidados que debaterão temas relacionados com o papel da mulher na construção de uma sociedade mais igual, coesa, justa, pacífica, saudável e sustentável.

Por:RE

AFGuarda- Resultados da 1ª/2ªdivisão

Teve lugar mais uma ronda do Distrital maior da AFGuarda com a Mêda a vencer fora de portas frente aos Vilanovenses e aproveitou o empate do Manteigas frente ao E.Almeida.

Jornada 7
Data Equipa Resultado Equipa
05-11-2017 Ass. D. Manteigas 2 – 2 Ac Estrela Almeida
05-11-2017 SC Sabugal 1 – 1 Cd Gouveia
05-11-2017 ADRC Aguiar Beira 4 – 0 Guarda Unida Desportiva
05-11-2017 Ass.Cd V.F.Naves 1 – 2 Grupo D. Trancoso
05-11-2017 CF Vilanovenses 0 – 2 SPG. C. da Meda
05-11-2017 Gin. C. Figueirense 2 – 0 Ass. C. Desp. Soito
05-11-2017 C.V.Cortez Mondego 3 – 1 A.D. de São Romão
Pos Equipas Pts. .
Jg V E D GM GS Dif
1 SPG. C. da Meda 16 7 5 1 1 16 6 10
2 Gin. C. Figueirense 14 7 4 2 1 13 5 8
3 Ass. D. Manteigas 14 7 4 2 1 16 10 6
4 Grupo D. Trancoso 11 6 3 2 1 11 5 6
5 ADRC Aguiar Beira 11 7 3 2 2 14 10 4
6 Cd Gouveia 11 7 2 5 0 6 4 2
7 Ass.Cd V.F.Naves 10 7 3 1 3 9 6 3
8 C.V.Cortez Mondego 9 7 2 3 2 14 15 -1
9 A.D. de São Romão 9 6 2 3 1 12 11 1
10 SC Sabugal 8 7 2 2 3 9 12 -3
11 Ac Estrela Almeida 6 7 1 3 3 13 16 -3
12 Ass. C. Desp. Soito 6 7 1 3 3 8 12 -4
13 CF Vilanovenses 4 7 1 1 5 6 14 -8
14 Guarda Unida Desportiva 0 7 0 0 7 5 26 -21

2ªdivisão–

Pala – Casal Cinza-2-1

V.Formoso- Castelos-2-1

Freixo Numão -Foz côa-1-1

Paços da Serra – Celoricenses-2-4

Pos Equipas Pts. .
Jg V E D GM GS Dif
1 Spg. C. Celoricense 6 2 2 0 0 6 2 4
2 G.D. Foz Côa 4 2 1 1 0 3 2 1
3 Freixo de Numão 4 2 1 1 0 3 2 1
4 A.D.C. Castelos 3 2 1 0 1 4 3 1
5 SC Vilar Formoso 3 2 1 0 1 2 3 -1
6 Futebol C. de Pala 3 2 1 0 1 3 4 -1
7 G. C. R. Casal Cinza 0 2 0 0 2 2 4 -2
8 Spg.C. Paços da Serra 0 2 0 0 2 3 6 -3

FPF- Campeonato de Portugal- Resultados da jornada 9

Nova ronda aconteceu com o Fornos de Algodres a ter uma tarde inglória, dado que merecia a igualdade e acabou por sofrer um golo nos segundos finais da compensação.

Na frente da tabela mantém-se a turma da U.Leiria, após vencer o Mortágua por três bolas a zero.

Jornada 9

Fornos de Algodres- Marítimo B 0-1

ARC Oleiros- Benfica C. Branco 1-1

Ferreira de Aves-Marinhense-  **

U.Leiria- Mortágua                      3-0

Gafanha- Sertanense                     3-1

Águias do Moradal- Anadia         2-1

Lusitano FCV- Águeda                1-2

AD Nogueirense- Sourense          1-1

 

**Não se realizou falta de policiamento

 

AFG-Feminino– Futsal – Resultados da terceira ronda

A noite deste sábado foi de futsal feminino , apenas com uma vitória caseira e três dos visitantes. Assim o Celoricense venceu com facilidade a turma do Vila Franca das Naves, por nove bolas a uma.

Já o líder Guarda 2000jogou  frente ao Guarda Unida Desportiva e venceu por por oito bolas a duas, na Mêda, a turma local foi derrotada pela equipa Pinhelense, por seis bolas a zero.

O Trancoso foi a Aguiar da Beira vencer a turma de Penaverdense por quatro bolas a uma.

Assim a tabela de resultados:
Penaverdenses – Trancoso-1-4
Guarda Unida – Guarda 2000-2-8
Celoricenses – Vila Franca Naves-9-1
GD Meda -Pinhelense- 0-6

Lideram Guarda 2000 e Celoricense com 9pts.

Em Trancoso,Feira da Castanha e Paladares de outono abriu e prolonga-se até domingo

Nesta sexta-feira abriu ao público, mais uma edição da Feira da Castanha e Paladares de outono, que se prolonga até ao próximo domingo.

Na cerimónia de abertura , Amilcar Salvador deu as boas vindas a todos os produtores, expositores e visitantes.

Foi dando a conhecer o mapa de feiras e eventos ao longo do ano, no caso especifico, enalteceu a forma como a Castanha vai sendo produzida e escoada.

Salientou ainda que, Trancoso é dos locais onde mais castanha é produzida, esta feira também é uma grande mostra de produtos regionais.

Já o Secretário de Estado Miguel Freitas, veio trazer as medidas que devem ser implantadas pelo Governo, no sentido de reflorestar esta região, enalteceu também o trabalho com as CIM´s no sentido de averiguar o estado em que as localidades afetadas ficaram.

Magusto Beirão na Casa do Concelho de Gouveia em Lisboa

A Casa do Concelho de Gouveia, com sede em Lisboa, leva a efeito no próximo de 11 de Novembro, o tradicional Magusto beirão, um dos eventos com maior tradição no seio da associação regionalista.
A Direção programou uma tarde animada e particular. Para além da tradição recheada de castanha, haverá música e tradição têxtil.
O tecido de “Chita” remonta aos anos 1600, trazido da Índia por portugueses e holandeses, que se espalharam por toda a Europa.
No final do Século XVIII, ingleses e franceses proibiram a sua importação para a Europa, no entanto, com a 1ª Guerra e 2.ª Guerra Mundial o tecido voltou a ter importância acrescida devido ao seu baixo custo de produção, e por se tratar de um tecido de qualidade baixa, ao alcance da carteira de todos.
O tecido de “Chita” é normalmente conhecido pelas suas cores vivas e padrões regulares ou florais.
Para lembrar este tecido importante, que faz recordar por certo, as nossas mães e principalmente as nossas avós, em parceria com a Casa Museu D`Avó, a Casa do Concelho leva a efeito um desfile de vestidos de Chita.
Programação:
15h30 – Desfile de vestidos de “Chita”.
16h30 – Festa da Castanha e do Enchido.
             tradicional Magusto/degustação de produtos.
A animar o evento vai estar o Grupo de Concertinas de Gouveia.

Incêndio destrói habitação em Vila Soeiro do Chão

Na noite desta quarta-feira , um incêndio numa habitação, na localidade de Vila Soeiro do Chão,  quase  destruía a mesma por completo, valeu  a intervenção dos Bombeiros e populares.

Assim  os danos materiais são imensos, mas sempre sem feridos de muito graves.

Foto:AR

FPF-Taça de Portugal Feminina–Seia FC e Viseu 2001 seguem em frente

Teve lugar no feriado Dia de Todos os Santos, a 1ªeliminatória da Taça de Portugal de Futebol Feminino, o Seia FC foi vencer por duas bolas a zero o Meirinhas, a Fundação L.Santos perdeu em casa por três bolas a uma, frente à Ovarense.

O Viseu 2001 também venceu fora de portas frente ao Murtuense.

SÉRIE CENTRO
AD Poiares 2-0 GD Os Vidreiros
Sport Marítimo Murtoense 1-4 Viseu 2001
FC Cesarense 2-1 Clube Condeixa
Fundação D. Laura Santos 1-3 AD Ovarense
AR Meirinhas 0-2 Seia FC
Lordemão FC 2-0 Fiães SC
AC Cucujães 4-0 Mocidade Eirolense

Abertura de candidaturas ao IFRRU 2020

De forma a apoiar as operações de reabilitação urbana, estão abertas as candidaturas ao financiamento de projetos no âmbito do Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas – IFRRU 2020. Os apoios correspondem a empréstimos com condições mais vantajosas para os promotores face às atualmente existentes no mercado, para a reabilitação integral de edifícios, destinados a habitação ou a outras atividades, incluindo as soluções integradas de eficiência energética mais adequadas no âmbito da reabilitação, com um investimento total, por operação, até 20 milhões de euros.

 

QUE INTERVENÇÕES SÃO APOIADAS?

Os edifícios reabilitados podem destinar-se a qualquer uso, nomeadamente habitação, atividades económicas e equipamentos de utilização coletiva. No mesmo pedido de financiamento, o IFRRU 2020 apoia medidas de eficiência energética complementares às intervenções de reabilitação urbana.

  • Reabilitação integral de edifícios com idade igual ou superior a 30 anos (ou, no caso de idade inferior, que demonstrem um nível de conservação igual ou inferior a 2, nos termos do Decreto-Lei n.º 266-B/2012, de 31 de dezembro);
  • Reabilitação de espaços e unidades industriais abandonadas;
  • Intervenções em edifícios de habitação social que sejam alvo de reabilitação integral;

 

Os edifícios a reabilitar têm de estar localizados numa área delimitada pelo Município: Área de Reabilitação Urbana (ARU)/Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU). Se a operação estiver inserida num edifício de habitação social: tem de estar localizada na área delimitada pelo Município no Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD).

 

CANDIDATURAS: FINANCIADAS TODAS AS DESPESAS

RELATIVAS À OBRA E ÀS MEDIDAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Pode candidatar-se qualquer entidade, singular ou coletiva, pública ou privada, com título bastante que lhe confira poderes para realizar a intervenção. Os apoios são concedidos através de produtos financeiros de dois tipos (não acumuláveis): Empréstimos (concedidos pelos bancos selecionados para gestão dos apoios IFRRU 2020, com maturidades até 20 anos, períodos de carência equivalentes ao período do investimento + 6 meses (máx. 4 anos) e taxas de juro abaixo das praticadas no mercado para investimentos da mesma natureza) ou  Garantias (associadas a empréstimos concedidos pelos mesmos bancos, destinando-se a projetos que não dispõem de garantia bastante Aos projetos podem ainda ser atribuídos benefícios fiscais já decorrentes da lei, inerentes à sua localização e natureza da intervenção, nomeadamente ao nível do IMI, IMT e IVA.) Serão financiadas todas as despesas relativas à obra de reabilitação urbana e às medidas de eficiência energética.

 

No âmbito do IFRRU 2020, os pedidos de financiamento são apresentados no momento que o investidor considera mais oportuno para o seu investimento, não havendo, em cada ano, fases pré-determinadas para a apresentação e decisão sobre as candidaturas, nem limites ao número de pedidos de financiamento.

 

A formalização de candidaturas é simples e faz-se em três passos:

  • Cada Município terá um interlocutor IFRRU 2020, que emitirá o parecer de enquadramento do seu projeto e o apoiará no processo de licenciamento.
  • Para permitir a escolha das melhores soluções para aumentar a eficiência energética do imóvel a reabilitar, um perito qualificado realizará a Certificação Energética.
  • O pedido de empréstimo é realizado num balcão da rede comercial de qualquer um dos Bancos selecionados: o Santander Totta, o Banco Português de Investimento (BPI), o Millennium BCP e o Banco Popular Portugal. A entidade responsável pela gestão das garantias é a Sociedade Portuguesa de Contragarantia Mútua (SPGM), que gere o Fundo Português de Contragarantia Mútua.

 

A REABILITAÇÃO URBANA COMO INSTRUMENTO DE REVITALIZAÇÃO DAS CIDADES

O IFRRU 2020 é um instrumento financeiro destinado a apoiar investimentos em reabilitação urbana, que cobre todo o território nacional. Para potenciar mais o investimento, o IFRRU 2020 reúne diversas fontes de financiamento, quer fundos europeus do PORTUGAL 2020, quer fundos provenientes de outras entidades como o Banco Europeu de Investimento e o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, conjugando-os com fundos da banca comercial.  O IFRRU 2020 disponibiliza a todos os investidores 1.400 milhões de euros para investimento na reabilitação urbana, contando com financiamento de fundos europeus. O financiamento é proveniente de todos os programas operacionais regionais do Portugal 2020 (PO Norte 2020, PO Centro 2020, PO Lisboa 2020, PO Alentejo 2020, PO CrescAlgarve 2020, PO Açores 2020, PO Madeira 14-20) e do PO SEUR) e, ainda, de empréstimos contraídos, para este efeito, pelo Estado junto do Banco Europeu de Investimento (BEI) e do Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB), juntamente com as verbas disponibilizadas pelos bancos selecionados, que alavancam os fundos públicos.

 

Mais informações disponíveis em:

https://www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/reabilitacao/ifrru/02XCandidaturas.html

Seleção Distrital Sénior da AF Guarda empata(1-1) frente à AD Fornos de Algodres

Na tarde do Dia de Todos os Santos, o futebol não parou, dado que a Fase Regional da Taça de Regiões está próxima, face a isso, teve lugar um jogo de preparação entre a Seleção Distrital da AF Guarda e a AD Fornos de Algodres, terminando no final dos 90 minutos, numa igualdade a uma bola.

Por:António Pacheco

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar