Templates by BIGtheme NET
Home » Nelas (page 20)

Nelas

Nelas candidatou-se a apoio financeiro para construir 6 novas Etars

0etrNo âmbito do Aviso aberto até 5 de Julho de 2016 no PT 2020/POSEUR a Câmara de Nelas – após deliberação unânime para o efeito – candidatou a apoio financeiro de 85% a construção de 6 novas Etars para tratamento de águas residuais nas freguesias do concelho de Nelas.

As ETAR’s, todas projetadas para serem para ali direcionados os efluentes graviticamente evitando, assim, custos energéticos, serão 2 em Santar (Santar e Casal Sancho com investimento cada de 133 mil euros cada), em Moreira (Moreira de Baixo com investimento de 266 mil euros), em Aguieira (que servirá Aguieira e Carvalhal Redondo com investimento de 366 mil euros), em Lapa do Lobo (com investimento de 233 mil euros) e em Vilar Seco (com investimento de 266 mil euros), num investimento total, pois, próximo de 1,5 milhões de euros, montante máximo para saneamento por município permitido nesta candidatura.

O prazo previsto para aprovação da candidatura é de 60 dias (prazo legalmente previsto) e o previsto de execução das obras (depois do concurso e após adjudicação) é de 12 meses.

Para completar o sistema de águas residuais (que conta já com as ETAR’s de Felgueira, Urgeiriça, Folhadal Sul, Moreira e Canas de Senhorim em funcionamento e as ETAR’s de Nelas 1 e 2 em acompanhamento) está em fase de adjudicação aos empreiteiros a construção em 19 meses da grande ETAR de Nelas 3 e Sistema Intercetor (de toda a Freguesia de Nelas e das suas 2 zonas industriais), em fase de adjudicação a recuperação das 29 fossas para ETAR’s com carvão ativado (sendo 19 nas 13 localidades da Freguesia de Senhorim e nomeadamente em Fontanheiras, Pisão, Póvoa de Santo António e Vale de Madeiros) e em Setembro será candidatada ainda a apoio de fundos comunitários a construção de uma nova ETAR que cubra a zona industrial da Ribeirinha em Canas de Senhorim, Vale de Madeiros e a zona das Lameiras também em Canas de Senhorim.

Por:Mun.Nelas

 

2º Encontro de Pastores Daniel Couto em Espinho(Mangualde)

Realiza-se no domingo, dia 31 de julho, a partir das 10h00, na Abadia de Espinho, o 2º Encontro de Pastores Daniel Couto. O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, estará presente na abertura da cerimónia. A organização da iniciativa está a cargo da Junta de Freguesia de Espinho e conta com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, da VisLavoura, da Azurmáquinas e da Viseu Now.

O encontro começa pelas 10h00 com um desfile dos tratores pela freguesia, segue-se pelas 11h20 a celebração da missa, com uma oração pelos defuntos na Igreja de S. Pedro. A abertura do 1º Mercado de Espinho terá lugar às 14h00. Pelas 15h30 decorrerá a Gincana de Tratores na Abadia de Espinho. O encerramento deste encontro acontecerá pelas 20h00.

Este 2.º Encontro de Pastores Daniel Couto, à semelhança da primeira edição, conta com o apoio de todas as freguesias de Mangualde.

Programa:

10h00 Desfile dos tratores pela freguesia

11h20 Missa / Oração pelos Defuntos (Igreja de S. Pedro)

14h00 Abertura do 1º Mercado de Espinho

15h30 Gincana de Tratores (Abadia de Espinho)

20h00 Encerramento

 

Por:muni.Mangualde

Jubileu da Catedral (500 anos ) na diocese de Viseu

churchUm programa comemorativo que se prolongará para a parte da tarde, após o almoço. Realce para a apresentação da História da Diocese, em três volumes, obra de grande fôlego de investigação e única no género. Foi desenvolvida, ao longo dos últimos anos, por uma vasta equipa de investigadores, que buscaram, em arquivos e em escavações arqueológicas muita informação ilustradora de mil e quinhentos anos de história. A obra é esperada com grande expectativa, pela informação inédita que irá trazer sobre a Igreja que nasceu, cresceu e vive neste território visiense, numa história rica de realizações humanas, que o Espírito acompanhou, fazendo-a crescer como fermento do Reino. A efeméride é também aproveitada para apresentar as Constituições Sinodais, fruto do trabalho que, em quatro Assembleias de duplas sessões, mais de uma centena de sinodais (clérigos, religiosos e leigos) produziram, depois de uma profunda reflexão sobre as Constituições do Vaticano II, buscando uma identidade da Igreja visiense configurando-a com as propostas conciliares. A Catedral sofreu, nos últimos tempos, obras de beneficiação e restauro, no âmbito do programa Rota das Catedrais. Por força dessas obras, o Tesouro-Museu da Sé esteve encerrado, aproveitando o Cabido para levar a cabo obras de beneficiação e reinterpretação do espaço museológico da Catedral. O Vigário-Geral, Pe. Armando Esteves, informou que o Museu-Tesouro da Sé, criado em 1932, vai ser reaberto com um espaço de acolhimento dos visitantes, à entrada da Catedral, no antigo baptistério, espaço que, pelos seus azulejos, merece a visita. Além de lugar de acolhimento dos visitantes, servirá também para dar informações sobre as actividades e horários das celebrações na Sé, bem como para exposição e venda de alguns artigos de valor cultural relativos ao edifício e à história da diocese. Também o Passeio dos Cónegos e a Torre-Residência serão integrados no circuito de visita à Catedral, monumento visiense mais visitado, proporcionado aos visitantes uma visão privilegiada sobre o centro histórico de Viseu. Os trabalhos de revalorização e melhoria do circuito expositivo teve orientação do Departamento dos Bens Culturais da Diocese, buscando uma maior proximidade do património ao público, através de uma “leitura” que facilite a compreensão da função de cada objeto exposto, para além da sua valia artística e patrimonial. No próximo sábado estarão em Viseu, associando-se à festa, numerosos Bispos, incluindo o próprio Núncio Apostólico, que já esteve na abertura deste Ano Jubilar que agora termina. O próprio Papa Francisco concedeu indulgência jubilar aos visitantes da Catedral que ali deslocassem e rezassem pelas intenções do Papa, associando-se a qualquer celebração eucarística que ali se realizasse e se dispusesse a celebrar também o sacramento da Reconciliação. Todos os Arciprestados da Diocese (seis) fizeram a sua Peregrinação Jubilar à Catedral, ao longo deste ano. G.I.

Por:Diocese de Viseu

25ª edição da Feira do Vinho do Dão foi apresentada

18j fv Na Mostra de Vinhos e Iguarias “Dão Capital”, no Pátio da Galé em Lisboa, o Município de Nelas esteve presente, no passado dia 15 de Julho,sexta-feira, para uma elegante e deslumbrante apresentação da 25ª edição da Feira do Vinho do Dão, a realizar-se de 2 a 4 de Setembro próximo, onde foi entoado pela primeira vez o Hino Oficial da Feira do Vinho, tema produzido por António Leal e interpretado pela ilustre fadista Lenita Gentil, seguido de um animado FlashMob com vinte jovens da Associação Cultural Contra Canto terminando com a construção de um “cubo mágico” cujas faces estão decoradas com imagens alusivas à Feira e a Nelas.

 Na Apresentação Oficial da Feira do Vinho do Dão o Presidente da Câmara Municipal de Nelas, na presença do Ministro da Agricultura, Secretário de Estado da Agricultura, Presidente do Turismo de Portugal, Presidente do Instituto da Vinha e Vinho, Presidente da CCDRC e Presidente da CRV Dão, destacou a relevância da Feira como o maior certame profissional de vinhos de toda a Região Demarcada envolvendo produtores de todos os 16 municípios que a compõem, estimando-se este ano o maior numero de sempre na Feira. O Presidente da Câmara referiu ainda que a Feira do Vinho do Dão, tem, ao longo destes 25 anos, assumido ser um dos principais cartões-de-visita e dinâmica económico e turística da região servindo de montra para os seus produtos e produtores, determinante, não apenas para a economia local diretamente relacionada com o produto Vinho do Dão ou todo o enoturismo por ele potenciado, mas também na hotelaria e na restaurfv18jnação. Este é o um evento capaz de continuar a impulsionar o comércio local cuja visibilidade sai renovada, atraindo milhares de pessoas ao Concelho, reforçando, assim a centralidade de Nelas na dinâmica económica da Região Demarcada do Vinho do Dão. O Presidente terminou deixando um convite a todos os presentes para visitarem Nelas em Setembro, conhecer e saborear os produtos, os Vinhos e brindar aos 25 anos da Feira do Vinho do Dão.

                                                              Sobre o “Dão Capital”

O “Dão Capital – Mostra de Vinhos e Iguarias” é um evento promovido anualmente pela Comissão Vitivinícola do Lisboa, com o objetivo de promover os vinhos do Dão e a Rota dos Vinhos do Dão, prevista no Plano de Atividades da CVR do Dão para 2016. Co-financiado pelo Programa Portugal 2020-Centro 2020 e produzido e divulgado com a colaboração da Revista de Vinhos, a Dão Capital prevê atrair milhares de visitantes nacionais como internacionais.

Por:Mun:Nelas

Contracanto – Associação Cultural recebe subsídio municipal

17j nelasNo âmbito da política de apoio e incremento ao Associativismo local no desenvolvimento de atividades culturais, desportivas e sociais, foi aprovado na reunião de Câmara de 29 de Junho de 2016 a atribuição de  alguns subsídios, que atestam o reconhecimento do trabalho desenvolvido e empenho das forças vivas das instituições locais na dinamização de atividades de referência que tão bem promovem e divulgam o Concelho de Nelas, reconhecimento por parte de toda a Câmara, e do seu Presidente que os propôs e os garante no âmbito da  gestão de rigor que agora se verifica.

Entre esse reconhecimento o subsidio atribuído e já entregue em 07 de julho à Contracanto – Associação Cultural no valor de 7.000.00 € para iniciar a fase de pré-produção do espetáculo “As Músicas que os Vinhos Dão”, que integra o programa da 25ª Feira do Vinho do Dão que decorrem em Nelas nos dias 02, 03 e 04 de Setembro.

Esta Associação dirigida pelos encenadores António e Sandra Leal tem sede escola na Lapa do Lobo desde 2014 (no antigo edifício da Escola Primária requalificada para o efeito pela Câmara com a ajuda da Fundação Lapa do Lobo, instituição esta que acarinha especialmente a atividade da ContraCanto) e onde frequentam aulas de artes (bailado, teatro, representação, entre outras) mais de 80 jovens, sendo no ContraCantinho cerca de 40.

Nesta localidade recorde-se vai reabrir o ensino primário e que vai ser instalado no edifício onde vem funcionando a escola Pré Primaria, edifício esse com apenas 10 anos e com todas as condições para esse efeito.

Pela qualidade do ensino que se evidencia nos espetáculos que temos tido o privilégio de ver da Contracanto (com As Musicas que Os Vinhos Dão, Fame, Conto de Natal, Frankentein no topo!) todo este trabalho de excelência, para além de tudo vem sendo cruzado com a atividade das nossas associações e criadores locais (Bairro da Igreja, Canto e Encanto, Paulo e Nélida, Fernanda Minhoto e costureiras da Associação de Santo António, atores do Grupo Teatro Pais Miranda, entre outros muitas outras participações de pessoas e empresas locais.

Nelas merece um espaço de espetáculos requalificado e com condições (como tem já o Carregal do Sal por exemplo com palco amplo e camarins adequados e mais de 300 lugares sentados) para que a nossa comunidade possa desfrutar destes espetáculos e dar condições à intensa e rica atividade dos nossos Agrupamentos de Escolas e do nosso movimento associativo.

 

A Câmara candidatou-se já a apoios no âmbito dos quadros comunitários para Áreas de Reabilitação Urbana no valor de 1.250.000€ para essa reabilitação do Cine Teatro Municipal de Nelas.

Por:Mun.Nelas

 

 

 

 

O que pode conduzir ao sucesso do Jovens Agricultores

ja nelasOs fatores que determinam o sucesso dos Jovens Agricultores estiveram em debate nesta quarta-feira, 13 de julho, no Auditório do Edifício Multiusos de Nelas, numa iniciativa promovida pela AJAP – Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, em parceria com a Câmara Municipal de Nelas e com o Crédito Agrícola de Terras de Viriato.

A Sessão de abertura contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva, da Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Centro, Adelina Machado Martins, do Presidente da CVR Dão, Professor Doutor Arlindo Marques Cunha, do Presidente da AJEPC e Vice-Presidente da Federação Sino PLPE, Alberto Carvalho Neto, do Vice-Presidente do Crédito Agrícola de Terras de Viriato, Américo Loureiro, da CA Seguros, Lino Viegas Afonso, e do Presidente da AJAP, Eduardo Morais Almendra.

No seu discurso, o Presidente da Câmara Municipal de Nelas agradeceu à AJAP e a todos os parceiros por esta iniciativa, destacando o Compromisso Municipal assumido para o desenvolvimento económico e criação de emprego no setor agrícola, que ocupa uma grande percentagem de território no Concelho de Nelas e que, felizmente, tem atraído cada vez mais grandes projetos empreendedores nas áreas de exploração dos produtos endógenos. Realçou ainda o apoio que a Câmara Municipal tem conferido aos jovens empreendedores, nomeadamente com a realização anual do Seminário do Empreendedorismo, terminando com uma abordagem sobre a importância da ocupação dos territórios agrícolas para a prevenção do risco de incêndios.

Numa perspetiva de abertura de novos mercados, Alberto Carvalho Neto, Presidente da AJEPC- Associação de Jovens Empresários Portugal China, salientou as oportunidades de exportação dos produtos agrícolas portugueses e da estratégia de promoção levada a cabo por esta associação que agrega jovens empresários de Portugal, China, Brasil, Angola e Moçambique, enquanto que Américo Loureiro, do Crédito Agrícola de Terras de Viriato, realçou o forte investimento realizado nos últimos anos pelos agricultores da região na promoção de iniciativas que promovam a agricultura.

A Sessão prosseguiu com o painel “Ser Jovem Agricultor – Fatores que determinam o sucesso”, onde foram oradores Emanuel Ribeiro, da Associação de Desenvolvimento do Dão, César Machado da Direção de Marketing Estratégico do Crédito Agrícola, Luís Brito da empresa EPAGRO, Margarida Mota da empresa HUBEL Verde, Bruno Guerra da empresa MAGOS Irrigation Systems, Miguel Freitas, especialista em assuntos agrícolas europeus, Luís Mira da Silva, professor Universitário, Madalena Barros da Cooperativa dos Olivicultores de Nelas e dois jovens agricultores da região: Pedro Pais da Queijaria Quinta da Lagoa e João Cunha.

O “Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor” foi moderado por Nélia Silva, Jornalista, e Firmino Cordeiro, Diretor-Geral da AJAP, e contou com o patrocínio da Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, do Crédito Agrícola Seguros, da Epagro, da Magos Irrigation Systems e da Hubel Verde.

Por:Mun.Nelas

 

Artigo de opinião– O Uso da Chupeta nos Bebés

0chupeO uso da chupeta

A chupeta é muitas vezes vista como um conforto emocional para os bebés e respetivas famílias. Mas será esta ideia correta?

Presa ou solta à roupa, de látex ou silicone! A imagem do bebé está inevitavelmente ligada à chupeta. Mas, há muito a dizer sobre este objeto tão importante para os mais pequenos.

Todos os bebés nascem com reflexos importantes para o seu desenvolvimento. O reflexo de sucção é algo inato, que a partir do 3º mês de vida, passa a ser um ato voluntário. O facto de o bebé usar a chupeta, permite-lhe autocontrolar-se, atingir o estado de acalmia e dar continuidade à sensação de prazer sentida na alimentação.

Quais as vantagens associadas ao uso da chupeta?

A principal vantagem é acalmar o bebé e ajudá-lo a dormir. A sucção ajuda a aliviar a dor, relaxando o bebé e, consequentemente, os batimentos cardíacos tornam-se mais regulares. A chupeta pode ajudar bebés prematuros com dificuldades na sucção nutritiva (biberão/amamentação materna). O seu uso vai estimular o treino da sucção.

Em casos específicos, pode prevenir o desconforto nos ouvidos em viagens, onde se registam mudanças bruscas de altitude.

E quais serão as desvantagens da utilização da chupeta?

Apesar de ser considerada um bom calmante, se for utilizada de forma prolongada pode provocar alterações desenvolvimentais:

Alterações na fala: as modificações no posicionamento dos dentes e da língua podem impedir a articulação correta dos sons e das palavras.0chup

Alterações dentárias: as alterações no crescimento dos dentes podem, futuramente, exigir o uso de aparelhos ortodônticos. A criança pode apresentar mordida aberta ou cruzada, diastemas ou protusão dos incisivos superiores (ver imagem).

Alterações respiratórias: o uso da chupeta causa uma má respiração porque favorece a respiração oral ao invés da nasal. O facto de também causar a flacidez da musculatura da face, faz com que o bebé fique mais tempo com a boca aberta e portanto efetue a respiração oral.

Alterações no desenvolvimento craniofacial: com as alterações na dentição e devido ao uso inadequado da musculatura facial, o crescimento ósseo ocorre de forma desarmoniosa, podendo causar alterações faciais.

Alterações na mastigação e na deglutição: a configuração dentária alterada, associada aos movimentos incorretos da língua, acarreta alterações nestas duas funções e consequentemente uma má educação alimentar.

A decisão cabe sempre aos pais. Informe-se, para decidir qual a melhor atitude a tomar. O mais importante é que pais e o bebé se sintam confortáveis.

No próximo mês fique a saber em que idade se deve retirar a chupeta e que estratégias pode utilizar! Não perca!

Por: Ana Carolina Melo Marques – Terapeuta da Fala na APSDCFA

 

Festival Sons do Jazz – Nelas

0jazzO Festival Sons do Jazz,  está a decorrer até 23 de Julho , é  organizado pela Sociedade Musical 2 de Fevereiro – Banda de Santar com direção artística do Maestro Nuno Gonçalo Pinheiro, com o apoio da Câmara Municipal de Nelas, Junta de Freguesia de Nelas, Junta de Freguesia de Santar, e outras entidades públicas e privadas. Pretende ser um evento de carácter internacional e trazer para o Concelho de Nelas, um conjunto de atividades formativas e performativas através de masterclasses, workshops e muitos concertos durante 2 semanas de intensas atividades culturais.

Dedicando esta 3ª edição à Trompete, pretende ser um festival que reúna trompetistas de cariz nacional e internacional contando com a presença de músicos de renome com carreiras conceituadas destacando o trompetista Hugo Alves, e o brasileiro Gileno Santana entre outros.

Os concertos decorrerão em 5 locais estratégicos do concelho de Nelas, Largo dos Balneários – Caldas da Felgueira; Quatro Esquinas – Canas de Senhorim; Largo do Arvoredo – Nelas; Largo da Carvalha – Santar e Cineteatro Municipal de Nelas. Todos os concertos são de livre acesso e destinados a todas as idades.

Por:Mun.Nelas

“Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor” em Nelas

13 jul nelasO “Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor” chega a Nelas , nesta quarta-feira, 13 de julho, dando continuidade ao périplo de debates organizado pela AJAP em 7 cidades portuguesas. Num momento em que o Presidente da República afirma como prioridade o investimento de fundos públicos e comunitários no Interior e em que o Governo lançou a Unidade de Missão para a Valorização do Interior, o debate sobre a importância da agricultura na fixação dos jovens no mundo rural é fundamental.

«Portugal recebeu cerca de 50 mil milhões de euros de fundos estruturais nas últimas décadas, no entanto a assimetria entre Litoral e Interior continua a acentuar-se. A AJAP está há muito empenhada na criação da figura do Jovem Empresário Rural, que contribuirá para fixar os jovens no Interior e, por isso, congratula-se com o compromisso assumido publicamente pela coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, Doutora Helena Freitas, de ser ela própria um veículo de promoção desta figura junto do poder central», afirma Firmino Cordeiro, Diretor-Geral da AJAP, fazendo referência a declarações proferidas pela responsável desta nova entidade na conferência realizada pela AJAP em Peso da Régua, a 29 de junho.

Na conferência de Nelas estarão presentes oradores dos principais setores de atividade agrícola da região do Dão, entre os quais o Presidente da Comissão Vitivinícola do Dão e ex-ministro da Agricultura, Arlindo Marques Cunha, representantes da Associação de Desenvolvimento do Dão e da Cooperativa dos Olivicultores de Nelas.

Numa perspetiva de abertura de novos mercados, Alberto Carvalho Neto, Presidente da AJEPC- Associação de Jovens Empresários Portugal China, falará sobre as oportunidades de exportação dos produtos agrícolas portugueses e da estratégia de promoção levada a cabo por esta associação que agrega jovens empresários de Portugal, China, Brasil, Angola e Moçambique.

Da parte do município de Nelas, que se associa como parceiro desta conferência, o presidente da autarquia, José Borges da Silva, considera que  «acolher iniciativas que potenciam este nosso ADN agrícola é evidentemente a concretização da nossa natureza e cruza na primeira linha daquilo que constitui o principal compromisso da Câmara Municipal nos últimos anos  e que é o desenvolvimento económico e a criação de emprego».

Segundo a autarquia, a procura do concelho de Nelas para investimento em geral tem sido “espantosa” nos últimos anos 3 anos. Os projetos agrícolas, muitos deles à espera de aprovação no âmbito do PDR2020, são diversificados e vão desde a vinha e construção de adegas, à produção e transformação do mel, do azeite, das plantas aromáticas, das flores, das frutos vermelhos e das maças e à produção animal, em especial frango e coelho. O setor emprega mais de 400 pessoas no concelho, com um volume de negócios superior a 20 milhões de euros, potenciando o turismo e o enoturismo.

O Crédito Agrícola de Terras de Viriato, que se associa a esta iniciativa, realça o investimento realizado nos últimos anos pelos agricultores da região: «Está a surgir uma nova “fornada” de jovens, com projetos inovadores na área agrícola, que o Crédito Agrícola tem vindo a apoiar. Continuaremos disponíveis para estar ao lado dos investidores do setor primário  e para nos associarmos a iniciativas que promovam a agricultura, como é o caso do ciclo de conferências da AJAP», afirma Américo Loureiro, vice-presidente desta instituição bancária.

O “Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor” tem o patrocínio da Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, do Crédito Agrícola Seguros, da Epagro, da Magos Irrigation Systems e da Hubel Verde.

Por:Mun.Nelas

Santa Casa da Misericórdia de Santar contemplada com subsídio do Município de Nelas

santarA Câmara Municipal reconhece o papel crucial que a Santa Casa da Misericórdia de Santar tem desempenhado ao longo de vastos anos, não só na área da ação social, como também na área cultural e religiosa, e atribuiu na passada quarta-feira, dia 6 de julho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho um subsídio no valor de 3.000€ para apoiar as despesas desta Instituição secular, sediada em Santar e que atualmente tem capacidade para servir cerca de 90 utentes, com Centro de Dia, Serviço de Apoio Domiciliário a Idosos e Equipa de Cuidados Continuados Integrados.

Para além das respostas sociais, esta Instituição dinamiza ainda diversas iniciativas de âmbito cultural e religiosa com elevado êxito, sendo prova disso as “IV Jornadas Sociais-Misericórdia, Envelhecimento e Modernidade, um Olhar sobre o caminho a percorrer”, a Semana Santa de Santar, exposições de pintura, peregrinações religiosas, entre outras.

A atribuição deste subsídio constitui um importante apoio da Autarquia a esta Instituição dinâmica e empreendedora, aberta à comunidade, reforçando desta forma a sólida rede social existente no Concelho de Nelas na resposta eficaz às necessidades da população.

Por:Mun.Nelas

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar