Templates by BIGtheme NET
Home » Nelas (page 30)

Nelas

“Nelas Por Vocação – 10 Conferências, 10 Convidados” vai arrancar

nelas confDecorre nesta quinta-feira  a conferência “A Região Demarcada do Vinho do Dão: do Centro do País para o Mundo”, pelo conferencista João Paulo Martins (jornalista especializado na área dos vinhos), cuja moderação está a cargo de Francisco José Viegas (professor, jornalista e editor),  pelas 20h45 na Vinícola de Nelas, inserida no ciclo de conferência “Nelas Por Vocação – 10 Conferências, 10 Convidados”, iniciativa que pretende trazer para o espaço público a discussão de grandes temas relacionados com a realidade, local e nacional através de grandes figuras da sociedade portuguesa.

Por:Mun.Nelas

Investidores vitivinícolas visitaram Nelas

nelas 1Na Câmara Municipal de Nelas foram recebidos,  no passado sábado, dia 24  no Salão Nobre dos Paços do Concelho uma comitiva com cerca de 25 pessoas formada por representantes de importadores no âmbito da Lusovini WineTour, clientes, parceiros comerciais e jornalistas, nomeadamente, do jornal “Público” e da revista “Evasões”.

José Borges da Silva demonstrou o seu agrado em receber este grupo e enalteceu todo o trabalho desenvolvido por esta empresa multinacional na promoção e ativação da marca do Vinho do Dão um pouco por todo o mundo, designadamente Canadá, Estados Unidos da América, Brasil, Angola, Moçambique e no mercado asiático, China e Taiwan. Destacou, a posição estratégica que Nelas ocupa na Região Demarcada do Dão e a tradição vinhateira presente no Concelho, patente na qualidade inigualável dos vinhos aqui produzidos que todos os anos se reúnem na Feira do Vinho do Dão, o maior evento dedicado a este produto que conta já com 25 edições de sucesso.

A recepção prosseguiu com o visionamento de um breve filme do Musical deste ano “As Músicas que os Vinhos Dão- Grande Gala dos 25 anos” com encenação de António Leal e participação da Associação Cultural ContraCanto, sediada na Lapa do Lobo- Nelas, seguida da entrega autografada do livro comemorativo dos 25 anos da Feira do Vinho do Dão “O Tempo Certo do Vinho”.

Seguiu-se um almoço convívio no restaurante “Os Antónios” e uma visita à Queijaria “Quinta da Lagoa”, em Vale de Madeiros, onde os participantes tiveram a oportunidade de acompanhar as etapas na produção de um dos produtos gastronómicos mais característicos do nosso Concelho _ o Queijo Serra da Estrela.

Por:Mun.Nelas

Artigo de opinião:Desmitificando a Gaguez!

imagem-TFala-CEMDesmitificando a Gagartiuez!

– São muitas as questões por detrás da gaguez! Fique a saber um pouco mais sobre esta patologia!

Todas as pessoas têm momentos em que não conseguem ser fluentes, em que não encontram a palavra certa para continuar o raciocínio, sobretudo quando estão cansadas, sob pressão ou quando têm que falar publicamente. Deste modo, não é necessário definir-se tecnicamente o conceito gaguez porque qualquer ouvinte, sem conhecimentos científicos, consegue identificar uma pessoa com gaguez.

A gaguez é uma perturbação da fluência da expressão verbal (fala), onde a pessoa sabe exatamente o que dizer mas o seu discurso é caracterizado por bloqueios, repetições ou prolongamento involuntários na produção de sons da fala. A gaguez é importante pela sua frequência (podendo ser classificada de ligeira, moderada ou severa) e pelas comuns consequências: redução da autoestima, isolamento social, ansiedade e, em crianças, exclusão escolar. Estes fatores contribuem para uma redução na qualidade da vida.

Apesar das diversas investigações realizadas sobre a etiologia da gaguez, ainda não existe uma opinião unânime. As pesquisas apontam para a existência de predisposição genética (cerca de 40 a 50%). Também existe a evidência de que os fatores psicossociais podem ser responsáveis pela persistência e agravamento da gaguez.

A gaguez pode manifestar-se de diversas formas mas os 3 tipos de interrupções mais comuns são:

– Múltiplas repetições de sons (p-p-pai), sílabas (bo-bo-bo-bola) ou palavras;

– Prolongamentos dos sons da fala (eg. aaaavó);

– Bloqueios (pausas longas) com esforço muscular (eg. … não vou ou ca…ma);

Estes comportamentos podem ser acompanhados de movimentos involuntários dos articuladores ou mesmo de tremor, assim como de medo ao pronunciar as palavras mais difíceis.

Considerando que comunicar é um ato social e que a gaguez afeta a comunicação, constata-se que gaguejar é mais do que interrupções na fluência da expressão verbal.

Não existe forma de prevenir a gaguez mas é possível evitar que se torne um problema crónico, recorrendo ao diagnóstico e tratamento precoces. Este diagnóstico é efetuado por um Terapeuta da fala e a futura intervenção engloba o envolvimento da família.

Por:Ana Carolina Marques–TF-APSCDFA

Fornos vence Torneio “Nelas Vive”

Afinar baterias para nova temporada

IMG_6371Um fim de semana intenso de futebol, na cidade de Nelas, com a realização do Torneio “ Nelas Vive”, com a participação de equipas de três associações distritais diferentes.

A A.D. Fornos de Algodres acabou por vencer na final o Lagares da Beira.

Assim sendo no sábado, jogou-se a primeira fase desta prova, com o S.L Nelas a defrontar o Lagares da Beira, numa partida muito equilibrada com a igualdade a ser o resultado após os 90 minutos decorridos, logo teve lugar à marcação de grandes penalidades, neste caso a sorte sorriu ao Lagares da Beira, pois venceram por 5-4.

No segundo encontro da tarde, o Lamelas defrontou a A.D.Fornos de Algodres e aconteceu mais um empate, numa partida muito dividida, com ambas a lutar de igual para igual e também a pecarem no capítulo da finalização.

Findos os 90 minutos, a igualdade também se mantinha desta vez a zero, mais uma vez a transformação de grandes penalidades para decidir o vencedor.

Os fornenses foram mais certeiros e venceram por três bolas a zero, passando à grande final.

Bons momentos de futebol

A tarde muito quente de domingo, obrigou a que os jogos se iniciassem mais tarde, logo no apuramento do 3º e 4º lugar, o S.L.Nelas a defrontar o Lamelas, duas equipas de divisões diferentes, mas a diferença era muito pouca, pois os donos da casa, orientados por uma figura do futebol da região, Rui Lage, colocavam em campo um esquema tático que veio a dar muito trabalho aos homens de Lamelas.

Volvidos 15´, o Nelas abriu o ativo, num lance desenvolvido da asa direita e Hugo emendou certeiro.

Apesar de alguma réplica do Lamelas, foi o Nelas a voltar a marcar, com nova jogada da asa direita, com a bola a ser colocada no centro da área, com Ruben a ampliar para os pupilos de Rui Lage.

A segunda parte trouxe mais equilíbrio e na reta final, o jogo ganhou enfase, com uma grande penalidade para o Lamelas, Márcio reduziu, mas o Nelas estava determinado e Rui consegue nova mente ampliar, ficando o triunfo para o Nelas e assegurou o terceiro lugar na prova.

Muita intensidade e procura do golo

Na final da prova, A.D.Fornos de Algodres e Lagares da Beira a proporcionarem um bom espetáculo, ainda que, disputado no relvado nº2.

Os fornenses entram a todo gás e vai daí, abrem o ativo, numa emenda perfeita de Marcelo.

O Lagares reagiu de pronto e procurava pressionar um pouco mais alto para tentar chegar com êxito à baliza fornense.

Assim de bola parada, através de um canto, a bola batida para a área e André a fazer a igualdade no marcador.

Era um encontro aberto, com ambas formações a procurar o golo e vai daí, aos 30´, Possidónio entra pela ala esquerda e coloca para a entrada da área, com Toninho Miguel a rematar de meia – distância, a fazer um golo de belo efeito.

Grandes golos resolvem

Para a segunda parte, o equilíbrio voltou a ser a nota dominante, até que aos 70´, através de um livre na zona frontal da baliza fornense, Barbas volta a igualar o placard.

Entravamos na reta final, onde os fornenses passaram a exercer uma pressão mais vigorante, face a isso, aos 83´, a bola a ser colocada pela esquerda e João Neves remata de pronto de forma perfeita e coloca a sua equipa para a frente.

Pouco depois, sem deixar reagir os homens de Lagares da Beira, nova jogada de ataque dos fornenses, agora pela asa direita e Lourenço, procura imitar o seu colega, ao rematar de pronto de meia distância, fazendo também um grande golo e fixando o marcador.

Um triunfo da turma orientada por António Alves que aos poucos, vai assimilando os seus métodos de trabalho, esta conquista a nível de equipa é sempre um alento para o futuro.

Em suma, um bom teste para todas as equipas intervenientes nesta prova, tendo em vista compromissos futuros.

Por: António Pacheco/Sofia Pacheco

Feira de Vinhos do Dão arranca dia 2 de setembro

banner-FVD_740xO Dão é ainda mais Cabriz de 2 a 4 de Setembro 2016, altura em que a conceituada marca de vinhos e a Feira de Vinhos do Dão, que se realiza no concelho de Nelas, comemoram conjuntamente 25 anos de existência.

Os dois aniversariantes têm uma história indissociável e que vão reforçar com o fabrico de um bolo vínico gigante comemorativo da ocasião, que terá o formato da garrafa que Cabriz lançou no mercado especialmente dedicada aos 25 anos da marca. O bolo, com aproximadamente 250 quilos, confeccionado pela Pastelaria Salinas, estará a ser pintado ao vivo por artistas locais, sob orientação do Pintor Aires dos Santos, e a cerimónia de parabéns e de abertura do referido bolo terá lugar dia 4, pelas 16h00 em frente à Câmara Municipal de Nelas. Neste dia, todos os visitantes desta feira poderão degustar o bolo, assim como contribuir voluntariamente com o donativo que entenderem, que reverterá integralmente para os Bombeiros Voluntários de Nelas e Canas de Senhorim.

Cabriz reforça assim a sua chancela de sociabilidade, convívio e responsabilidade social, reconhecendo e ajudando as corporações de bombeiros que com galhardia e estoicismo defendem pessoas e bens durante os fogos florestais.

Os vinhos Cabriz celebram 25 anos da sua história, sendo uma das principais marcas do grupo Global Wines/Dão Sul, celebra a efeméride sob o lema “Dão é Cabriz”. Nova imagem, novos rótulos, acções nos pontos de venda, publicidade com forte impacto, passatempos e oferta de prémios aos consumidores ajudam a contar a história da icónica marca do Dão, distinguida pela qualidade, excelência e inovação.

A Feira de Vinhos do Dão é o maior certame profissional de vinhos de toda a Região Demarcada, envolvendo produtores dos 16 municípios que a compõem, estimando-se que este ano se registe o maior número de presenças de sempre na feira. É uma das principais montras para os produtores da região promoverem os seus produtos, chamando até Nelas muitas visitantes, também em busca da boa gastronomia local.

Espectáculos musicais, torneios desportivos ou palestras gastronómicas fazem parte do programa da feira, que decorre de 2 a 4 de Setembro e que promete ser um momento de grande exaltação da vitalidade dos vinhos do Dão.

 HORÁRIOS

Sexta-feira, 02 de Setembro 2016 – 15h00 às 00h00

Sábado, 03 de Setembro 2016 – 10h00 às 00h00

Domingo, 04 de Setembro 2016 – 10h00 às 00h00

Por: Mun.Nelas

 

 

Município de Fornos de Algodres suspende espetáculo de pirotecnia a favor dos Bombeiros

12294902_1064048303654858_5473552640219430405_nA Câmara Municipal de Fornos de Algodres decidiu cancelar o espetáculo de pirotecnia das festas em honra a Nossa Senhora da Graça, em Fornos de Algodres, previsto para a noite de domingo, dia 21 de agosto, revertendo as verbas em questão para a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres.

O valor em causa será canalizado para custear despesas operacionais decorrentes dos incêndios que lavraram no Concelho.
A Câmara Municipal de Fornos de Algodres agradece a compreensão da empresa Pirotecnia Oleirense, que abdicou dos serviços já contratualizados.
Por:Mun.FA

Artigo de Opinião – Chegou a hora de largar a chupeta!

Largar a chupeta - imagem capaChegou a hora de largar a chupeta!

– Quando é que se deve retirar a chupeta? A que estratégias pode recorrer?

– Sabe qual é o papel do Terapeuta da Fala?

O envolvimento da criança no processo de retirada da chupeta é bastante importante, visto que garante um desenvolvimento emocional saudável.

Com que idade as crianças devem deixar a chupeta?

O adeus à chupeta deve acontecer, segundo especialistas em saúde oral, entre os dois e os três anos de idade, sendo estas consideradas as idades de limite. Quanto mais tempo o hábito de sucção se mantiver, maior será o risco de prejudicar o desenvolvimento do seu filho, principalmente depois da erupção dos dentes!

Como deve ser retirada a chupeta?

Considerando a componente emocional, é importante que a chupeta seja retirada gradualmente. Ao retirar, repentinamente, o objeto mais querido da criança, vai deixá-la triste e a tendência é esta procurar uma alternativa próxima, fácil e rápida que substitua a chupeta, ou seja o dedo.

Nesta fase da vida da criança, deve ser realizada uma preparação emocional e torná-la ativa durante todo o processo de remoção da chupeta.

A sucção digital é prejudicial à criança?

O ato de chuchar no dedo é considerado pior do que chuchar na chupeta. Enquanto a chupeta com mais ou menos tempo pode ser esquecida pela criança, o dedo vai estar sempre presente. A sucção digital causa alterações dentárias com maior probabilidade.

Em relação à higiene, é mais fácil manter a chupeta limpa (com proteções do bico e esterilizações) do que o dedo que está constantemente exposto a fatores poluentes.

Que estratégias pode utilizar para retirar a chupeta à criança?

Como nem sempre é fácil retirar a chupeta, de seguida são apresentadas algumas ideias que podem facilitar a separação desse objeto tão importante para a criança:

Planeia a despedida: tal como existe a fada dos dentes, pode inventar a fada das chupetas. A criança coloca-a numa caixa, que a fada leva, e em troca tem uma surpresa. Em caso de crianças crescidas pode sensibilizá-las para esse facto e em conjunto deitarem-nas no lixo.

Estabeleça limites: reduza os contextos de utilização da chupeta, quer seja em determinados espaços da casa ou em momentos do dia.

Reforço positivo: torne este momento positivo e em tom de jogo (vamos ver se consegues usar a chupeta só no teu quarto?), evitando ralhar para não se conseguir o efeito oposto (mais apego à chupeta).

Conforto: se a criança está cansada, ofereça outras formas de conforto – beijinhos, carinhos, peluches e reforce esse comportamento de “menino(a) crescida”.

Se for necessário pode fazer um pequeno furo na chupeta, dificultando a sua sucção.

Para mais sugestões deve consultar um Terapeuta da Fala!

Qual é o papel do Terapeuta da Fala?

A Terapia da Fala tem um papel preponderante nesta área. É importante efetuar campanhas de divulgação e prevenção, esclarecendo as dúvidas dos pais mas também fornecendo orientações acerca dos problemas que podem advir do uso prolongado da chupeta.

A atuação precoce e a orientação bem direcionada evitará problemas de fala, mastigação, deglutição, respiração e dentárias que muitas vezes são frequentes em crianças que usaram chupeta até tarde.

Não deixe que o uso da chupeta vire um vício para a criança! E nunca é demais repetir que o uso deve ser limitado para quando for absolutamente necessário.

Por:Ana Carolina Marques – Terapeuta da Fala na APSCDFA

Autoridade Nacional de Proteção Civil lança alerta ás populações

Aviso à População: Condições meteorológicas adversas (tempo quente e seco) agravadas pela intensificação do vento

 17103_10153062148718183_7082118569019644813_nDe acordo com a informação atualizada e disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para as próximas 48 horas a persistência das condições associadas a tempo quente e seco, agravadas pela intensificação do vento:
  • Nas regiões do litoral, fluxo de noroeste até 35 Km/h com rajadas da ordem dos 60 Km/h durante a tarde e temporariamente de sudoeste na costa Sul do Algarve. Vento à superfície marcadamente de Leste amanhã no interior, de intensidade moderada (<30 Km/h);
  • Nas terras altas do Norte e Centro, fluxo de nordeste moderado a forte (<45Km/h) a partir do início da tarde, em particular acima dos 800 m;
  • Inversões térmicas acima dos 500 m mais localizadas na região do Minho e Douro Litoral;
  • Humidade relativa do ar abaixo de 15% no interior.
Estas condições meteorológicas, dificultam a supressão dos incêndios e facilitam a sua propagação. De salientar, ainda, que as condições meteorológicas e de qualidade do ar associadas à ocorrência de incêndios florestais podem ter efeitos significativos na saúde pública, particularmente nos grupos mais vulneráveis da população.
A ANPC apela por isso a toda a população para que tenham cuidados redobrados e adotem comportamentos de precaução para evitarem os incêndios florestais.
Reiteram-se, por isso, todas as recomendações efetuadas em comunicados emitidos anteriormente:
Risco de incêndio – medidas de prevenção
1. PREVISÃO
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje, 6 de agosto, no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), salientam-se:
O prolongamento das condições meteorológicas constantes no Aviso à População de ontem § Índices de risco de incêndio em níveis muito elevado e extremo.
1. EFEITOS EXPECTÁVEIS
  • Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:
  • Tempo quente e seco e vento moderado com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios florestais.
2. MEDIDAS DE PREVENÇÃO – A PROTEÇÃO CIVIL recomenda:
2.1.1. Risco de Incêndio Nesta altura do ano, e de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido nos espaços rurais:
  • Realizar queimadas, fogueiras para recreio ou lazer, ou confecção de alimentos;
  • Utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;
  • Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume nos espaços florestais e vias que os circundem;
  • A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
2.1.2. Na realização de trabalhos agrícolas e florestais:
  • Mantenha as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras;
  • Abasteça as máquinas a frio e em local com pouca vegetação;
  • Tenha cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.
2.1.3. Se mora junto a uma área florestal:
  • Limpe o mato à volta da sua habitação e guarde, em lugar seguro e isolado, a lenha, gasóleo e outros produtos inflamáveis;
  • Para informações sobre prevenção estrutural de incêndios florestais contacte o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas;
Informe as autoridades se presenciar atos negligentes ou comportamentos dolosos. Acompanhe a previsão de Risco de Incêndio na página da internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em www.ipma.pt, e aconselhe-se junto do Serviço Municipal de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros da sua localidade.
CALOR – Efeitos na Saúde
  • Mantenha-se hidratado (beba água, mesmo se não tiver sede);
  • Mantenha a casa arejada;
  • Evite a exposição ao sol nas horas de maior calor (entre as 11h00 e as 17h00);
  • Se viajar de carro, escolha as horas de menor calor. Não permita que pessoas e/ou animais fiquem dentro da viatura ao sol;
  • Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes, podem não sentir, ou não manifestar sede. Ofereça-lhes água e esteja atento;
  • Atenção redobrada ao grupos mais vulneráveis, idosos, crianças, doentes crónicos, sem-abrigo, pessoas que desenvolvem a sua atividade no exterior;
Mantenha-se informado.
Para mais informações ligue para a Saúde 24: 808 24 24 24. Em caso de emergência ligue 112. Para informação adicional consulte o site da Direção-Geral da Saude (DGS), em www.dgs.pt.
Redobre os cuidados com a poupança de água. Siga as recomendações específicas na página da internet Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em www.prociv.pt.
A ANPC, através do seu Comando Nacional de Operações de Socorro acompanha em permanência o evoluir da situação, em articulação com todas as entidades que concorrem para a proteção e socorro das populações, emitindo “Avisos à População” sempre que se julguem necessários.
Atuar preventivamente, é promover a sua segurança, a segurança de TODOS.
Por:Autoridade Nacional de Proteção Civil·

25ª edição da Feira do Vinho apresentada em Nelas

nelas A Vinícola de Nelas foi esta terça-feira, dia 2 de agosto, palco da Apresentação Oficial da 25ª edição da Feira do Vinho que irá realizar-se como habitualmente no primeiro fim-de-semana de Setembro, desta feita nos dias 2, 3 e 4 de Setembro. Num espaço pleno de história, tradição e identidade vinhateira, foi feito o enquadramento do programa para esta edição e dadas a conhecer algumas das novidades reservadas para este ano. O Lançamento do Livro Comemorativo dos 25 AnosO Tempo Certo do Vinho”, a iniciativa gastronómica “Mesa 25”, o Prémio para o Melhor Stand da Feira do Vinho e as Celebrações Conjuntas dos 25 anos da Quinta do Cabriz e da Confraria dos Enófilos do Dão são alguns dos pontos altos que marcam a Bodas de Prata deste certame.

José Borges da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Nelas, presidiu esta Conferência e deu as boas vindas a todos convidados de diversas áreas, como produtores de vinho, hotelaria do Concelho, instituições e órgãos de comunicação social, enaltecendo o esforço de todas as entidades envolvidas que têm solidificado e elevado, ao longo de 25 anos, a qualidade deste evento de referência no panorama do enoturismo nacional. Reforçou, ainda, a importância da Feinelas1ra do Vinho do Dão no desenvolvimento económico, turístico e gastronómico local, reforçando o visível crescimento do setor vitivinícola que vai muito para além dos limites do Concelho, promovendo durante 3 dias toda a Região do Dão.

António Leal, Presidente da Associação Cultural “ContraCanto”, produtor do Hino Oficial deste “Em Nelas Somos Dão” e encenador responsável pela concepção artística do Musical “As Músicas que os Vinhos Dão – Grande Gala dos 25 Anos”, falou sobre o trabalho que tem sido desenvolvido para a Feira do Vinho do Dão desde 2014 em várias vertentes artísticas, desde a dança ao canto, espectáculo que tem contado com a participação de valores conceituados do panorama cultural nacional, como Vítor de Sousa em 2015 e Anabela conhecida cantora e actriz de teatro musical português que marca presença nesta edição. Referiu, ainda, que este espetáculo que animará as noites da 25ª Feira do Vinho do Dão está intimamente ligado ao vinho e a toda a Região e que está a ser preparado para todas as gentes do Dão, com a certeza de que o resultado final será novamente muito positivo, como foi visível nas edições anteriores perante uma audiência de milhares de pessoas.

Seguiram-se as palavras de António Mendes, da CVR Dão, que felicitou a Câmara Municipal de Nelas pela qualidade da organização, destacando todo o apoio da CVR Dão a este evento que coloca a Região e o Vinho do Dão em destaque por mérito dos produtores e da Autarquia.

A Confraria de Enófilos do Dão também festeja este ano os seus 25 anos e, por isso, estão preparadas celebrações conjuntas. Carlos Silva, Grão-Mestre desta Confraria, revelou algumas das iniciativas que assinalam este duplo aniversário, como o Encontro de Confrarias Báquicas e Gastronómicas, com confrades de todas as regiões, cujos padrinhos serão o conceituado Chef Hélio Loureiro e Eng. Mário Louro, especialista sobre o mercado vitivinícola, bem como a Homenagem ao Confrade João Barbosa Monteiro.

Do vasto programa de atividades da Feira do Vinho do Dão, esta edição volta a contar com mais um animado encontro gastronómico com os Vinhos do Dão. Na sequência das duas provas realizadas na Garage Wines de Matosinhos e na Garrafeira Nacional de Lisboa, o Chef Diogo Rocha, que reforçou o crescimento gastronómico que tem decorrido ao longos dos últimos na Feira do Vinho, promove a iniciativa “Mesa 25”, uma prova gastronómica diferente com origem em 25 vinhos seleccionados por Luís Lopes, Diretor e Jornalista da Revista de Vinhos, em que cada um dos vinhos dará origem a uma receita original e deliciosa.

A Apresentação da Feira do Vinho do Dão terminou com um brinde colectivo aos 25 anos de sucesso da Feira do Vinho do Dão, ficando o convite para todos visitarem a Praça do Município de Nelas de 2 a 4 de Setembro próximo.
Por:Mun.Nelas

Centenas de pessoas no Dia dos Avós em Nelas

027j nelasUm convívio intergeracional que juntou avós e netos na Praça do Município de Nelas, para uma noite pautada por muita animação cultural, numa justa homenagem a quem muito contribui para uma comunidade viva e acarinhada: os nossos Avós.

O Presidente da Câmara Municipal, José Borges da Silva, esteve presente e realçou a pertinência deste género de iniciativas que contribuem para estimular as relações familiares, enaltecendo também o papel dos avós na sociedade contemporânea, não só pela experiência de vida adquirida, como também pelo valor da sabedoria que transmitem. Referiu, ainda, todo o esforço que tem sido efetuado por esta Câmara Municipal na criação de oportunidades para a população sénior do concelho, como é o caso da Universidade Sénior de Nelas, Cartão Sénior Municipal, Banco Local de Voluntariado, Projeto Cuidadores Informais e da recém criada Web Rádio da Universidade Sénior, conjunto de iniciativas que muito têm contribuído para a melhoria do bem-estar e qualidade de vida dos munícipes, fomentando o seu desenvolvimento pessoal, social e de envelhecimento ativo,

A noite foi animada pela Banda Filarmónica de Santar, Coro da Universidade Sénior de Nelas, Alunos do Programa dos Serviços Educativos “Férias em Ação” do Município de Nelas e Coro Infanto-Juvenil do Bairro da Igreja de Nelas, que proporcionaram um brilhante espetáculo a todos os avós do Concelho.

Do programa fez parte também a entrega dos Diplomas de Responsabilidade Social e de Dísticos às Entidades Aderentes ao Cartão Sénior Municipal, que conta agora com mais 14 entidades, perfazendo um total de 115 estabelecimentos locais, desde a saúde ao comércio, restauração…. Informa-se que foram já entregues 225 cartões sénior municipal, abrangendo munícipes de todas as freguesias do Concelho. Recorde-se que o Cartão Sénior é disponibilizado a todos os residentes e/ou naturais do Concelho de Nelas, com idade igual ou superior a 66 anos de forma totalmente gratuita na Câmara Municipal de Nelas.

De entre as atividades desenvolvidas, esteve patente durante todo o dia na sede da Universidade Sénior de Nelas, uma Exposição dos trabalhos elaborados pelos alunos ao longo do ano letivo 2015/2016, demonstrando o empenho de todos os envolvidos neste projeto.

Acompanhando esta iniciativa, esteve presente a Associação SOS Animais de Nelas com uma Campanha de Angariação de Fundos, que se revelou um sucesso.

Por:Mun.Nelas

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar