Templates by BIGtheme NET
Home » Nelas (page 41)

Nelas

Primeiros grupos de formação de futuros colaboradores da Aquinos são recebidos na Câmara Municipal de Nelas


aquinos grupos formacao

A instalação do Grupo AQUINOS em Nelas segue a bom ritmo, dando
resposta efectiva aos compromissos assumidos entre este grupo
empresarial e o executivo do Município de Nelas. Destaca-se o excelente
trabalho de equipa, entre a Direção de Recursos Humanos dos AQUINOS, o
Gabinete de Inserção Profissional – Unidade Empreende da CMN e todos os
departamentos envolvidos do IEFP – Viseu e Delegação Regional de
Coimbra. Prova disso são as 18 sessões de informação, esclarecimento e
recrutamento que decorreram já até à data, portanto em menos de um mês,
no edifício Multiusos de Nelas.

Hoje foram recebidos, no Salão
Nobre, os primeiros 2 grupos de futuros colaboradores da AQUINOS – Pólo
de Nelas. Estas primeiras 40 pessoas serão integradas num programa de
formação com o IEFP para o desenvolvimento de competências profissionais
adequadas ao perfil funcional e controlo de qualidade do processo
produtivo desta empresa. Outros grupos para formação e/ou para
integração imediata em posto de trabalho estão já a ser formados em
respeito aos parâmetros de planeamento da instalação industrial. As
expectativas de início de actividade apontam para o início de Junho
2014.
fonte:município de Nelas

Queijo da serra com certificação

A adesão de produtores de queijo Serra da Estrela
ao processo de certificação que garante a qualidade do produto
produzido naquela região demarcada está aumentar, visando a consolidação
junto dos consumidores. “Temos 21 produtores a produzir o queijo com
certificação nos concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres,
Trancoso, Gouveia, Seia, Oliveira do Hospital, […]
A adesão de produtores de queijo Serra da Estrela ao processo de
certificação que garante a qualidade do produto produzido naquela região
demarcada está aumentar, visando a consolidação junto dos consumidores.

“Temos 21 produtores a produzir o queijo com certificação nos
concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Trancoso, Gouveia,
Seia, Oliveira do Hospital, Nelas e Penalva do Castelo”, disse à agência
Lusa Célia Henriques, técnica da Estrelacoop – Cooperativa dos
Produtores de Queijo da Serra da Estrela, com sede em Celorico da Beira.

Segundo a responsável, ultimamente “tem aumentado a adesão dos
produtores à certificação” e, só no último ano, “aderiram quatro”.

A técnica da entidade gestora do processo de certificação observou
que o número de queijarias certificadas tem vindo a aumentar porque a
qualidade do produto fica assegurada junto do consumidor.

“O certificado fica mais caro para quem produz e também para o
consumidor, mas tenho sempre o escoamento garantido”, disse o produtor
Júlio Ambrósio, de Prados, Celorico da Beira.

A certificação tem mais encargos para o produtor, mas acaba por ser
“uma segurança para o comprador, porque sabe o que compra”, sublinhou.

Nem todos os produtores, porém, valorizam a certificação, por representar mais gastos.

“Neste momento não estou a certificar. Já certifiquei e poderei
voltar a certificar. Deixei de o fazer porque temos custos acrescidos
com a certificação e, depois, não é valorizado pelo mercado”, justificou
Élio Silva, de Seia.

Entretanto, apesar de haver menos rebanhos na região e de a produção
leiteira ser menor, a feitura de queijo não diminuiu, porque o leite de
ovelha está a ser canalizado para a produção artesanal, dado que as
fábricas estão a optar por comprá-lo em Espanha.

“A produção de queijo Serra da Estrela tem sido à volta de 120 mil unidades por ano”, adiantou Célia Henriques, da Estrelacoop.

Nos 18 concelhos que integram a região demarcada de produção existem
cerca de 80 mil ovelhas das raças Serra da Estrela ou churra bordaleira,
segundo dados da Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da
Estrela (ANCOSE), que tem 3.500 associados.

Algumas das queijarias tradicionais, que estão a utilizar a
denominação de origem “utilizam só o leite da sua exploração, mas outras
já recorrem a leite dos vizinhos que deixaram de fazer queijo”, indicou
Rui Dinis, secretário executivo da ANCOSE.

O pastor Norberto Pereira, 29 anos, de Vila Ruiva, Fornos de
Algodres, tem 88 ovelhas e sempre vendeu o leite para um produtor
artesanal, justificando a opção por “não ter condições para fazer o
queijo”.

A região demarcada de produção do queijo Serra da Estrela integra os
concelhos de Guarda, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Gouveia,
Manteigas, Seia, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, Mangualde,
Covilhã, Carregal do Sal, Nelas, Trancoso, Aguiar da Beira, Arganil,
Tábua, Tondela e Viseu.

Fonte:  Lusa in Agroportal

MUNICÍPIO DE NELAS ADERE À INICIATIVA HORA DO PLANETA

Muita solidariedade de todos

HORA PLANETA 2014

O Município de Nelas associa-se este sábado, dia 29 de março 2014, à
Hora do Planeta, uma iniciativa da organização global de conservação da
natureza WWF – World Wildlife Foundation, como forma de sensibilização
para as alterações climatéricas.
Durante uma hora, entre as 20h30 e as
21h30, as luzes do Edifício dos Paços do Concelho e do Monumento do
Milénio serão desligados numa acção simbólica em defesa do ambiente e
poupança de recursos energéticos.
fonte:municipio de Nelas

Diversos cortejos de Carnaval animam a região das beiras

Assim durante os últimos dias, a nossa região foi palco de diversos cortejos de Carnaval, onde na passada sexta – feira iniciaram os mais novos com os desfiles de Fornos de Algodres e Celorico, na Guarda e Gouveia, entre outros, mas o mau tempo veio adiar alguns como Seia, Nelas entre outros aqui na região das beiras.

Nesta terça- feira de Carnaval, os desfiles sairam apesar do chuvisco, e agradaram a todos quantos visitaram as localidades que habitualmente celebram estes festejos.
Assim Celorico da Beira, coloriu-se de mascarados, onde as diversas freguesias se uniram e mais uma vez trouxeram cada uma seu tema e os foliões se divertiram, já em Nelas a folia também andou pelas ruas e os Bairros do Cimo do Povo e do Bairro da Igreja apresentaram assim os seus cortejos, para centenas de pessoas que enchiam as ruas da cidade.
Também assim Canas de Senhorim e Cabanas de Viriato celebraram os seus festejos para animação dos foliões e diversos espectadores, pena seja que ainda se tenha encontrado muita gente a trabalhar neste dia , mas para esses que hoje não puderam estar , novos desfiles ainda vão aparecer no próximo domingo.
Assim um pouco por todos País o Carnaval vai sendo celebrado e os portugueses vão esquecendo a forte crise que tem assolado o nosso Portugal.

Taxas de IMI maximas para algumas autarquias da região

Assim ficou deliberado que estas 28 autarquias vão ter se cobrar as taxas de IMI máximas ao seus munícipes.
Alijó,
Alfândega da Fé, Borba, Cartaxo, Celorico da Beira, Évora, Faro, Fornos
de Algodres, Mafra, Nazaré, Nordeste, Resende e Vizela vão pagar mais.
Albufeira, Calheta, Castanheira de Pera, Espinho, Marco de Canaveses,
Nelas, Portimão, Porto Santo, Setúbal, Santarém, Trofa,Vila Real de Sto.
António, Vila Nova de Poiares, Vila do Conde e Vila Franca do Campo
continuam com 0,5% da taxa. Alcanena, Montijo, Olhão e Redondo saem do
grupo mais caro. 
fonte:DN

Acidente mortal entre Nelas e Seia

Henriques da Cunha / Global Imagens

Henriques da Cunha / Global Imagens
Um jovem com pouco mais
de 20 anos morreu, esta sexta-feira à tarde, vítima de um acidente na
EN 231 que liga Nelas a Seia, na localidade de Póvoa Roçada.

O sinistro aconteceu quando o condutor
do veículo ligeiro, que seguia no sentido Nelas-Seia, “sofreu um
despiste e colidiu violentamente com um veículo pesado que circulava em
sentido contrário”, adiantou o comandante dos bombeiros locais, Filipe
Guilherme.
Quando os bombeiros chegaram ao local, a
vítima encontrava-se encarcerada e em paragem cardiorrespiratória.
“Ainda procedemos a manobras de reanimação, mas já não houve nada a
fazer”, lamentou o comandante.
Ainda segundo Filipe Guilherme, durante a tarde começou a chover e, na altura do acidente, o piso encontrava-se molhado.
As causas do acidente estão a ser investigadas pelo Núcleo de Investigação Criminal (NICAV) da GNR que se encontra no local.

(Fonte: JN)

Programa Mais Centro apoia criação de 67 novos postos de trabalho na região

 

Segundo
a CCDRC, os projetos de investimento, aprovados no âmbito do Programa
Valorizar, através do SIALM – Sistema de Incentivos de Apoio Local a
Microempresas, envolvem um incentivo total de 896 mil euros.

O
programa Mais Centro aprovou 56 projetos de investimento de
microempresas do interior da região Centro, que vão criar “67 novos
postos de trabalho”, anunciou hoje a Comissão de Coordenação e
Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). Segundo a CCDRC, os projetos
de investimento, aprovados no âmbito do Programa Valorizar, através do
SIALM – Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas, envolvem
um incentivo total de 896 mil euros. “A terceira fase de candidaturas,
que encerrou no passado dia 05 de agosto, contemplou um investimento
elegível de 447.464,97 euros, a que corresponde um incentivo total de
896.957,88 euros e a criação de 67 postos de trabalho, apoiados com um
incentivo financeiro de 673.225,34 euros”, refere a fonte em comunicado.
Dos 59 concelhos elegíveis, foram aprovadas candidaturas em ambas as
fases, situadas em 37 concelhos da região Centro. Abrantes, Aguiar da
Beira, Arganil, Belmonte, Carregal do Sal, Castelo Branco, Castro Daire,
Celorico da Beira, Covilhã, Fundão, Góis, Gouveia, Guarda, Lousã,
Mangualde, Manteigas, Miranda do Corvo, Mortágua, Nelas, Oliveira do
Hospital, Penacova, Penamacor, Penela, Pinhel, Proença-a-Nova, Sabugal,
Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Seia, Sertã, Sever do Vouga,
Tondela, Trancoso, Vila Nova de Paiva, Vila Nova de Poiares e Viseu
foram os municípios contemplados. “No seu conjunto acumulado, o SIALM
viabiliza assim a concretização de 138 projetos de investimento”,
geradores de 176 postos de trabalho, “através de uma afetação de fundos
comunitários cifrada em cerca de 2,3 milhões de euros”, salienta a CCDRC
na mesma nota. Neste momento está aberta a quarta fase de apresentação
de candidaturas ao SIALM, conclui.

fonte:Lusa

Em Mangualde, Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”

fotografia agriculturaNo
próximo dia 22 de junho, o Gabinete de Apoio ao Agricultor de Mangualde
comemora o seu 3º aniversário. De forma a assinalar o excelente
trabalho desenvolvido pelo Gabinete, a Câmara Municipal de Mangualde
promove o Seminário “Agricultura Setor a Dinamizar”. O evento tem lugar
no auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, a partir das
14h00, e conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de
Mangualde, João Azevedo na sessão de encerramento.

No
encontro, de entrada livre, serão abordados temas como as atividades
agrícolas predominantes na Região, a Viticultura, a Fruticultura, a
Olivicultura, os Frutos secos, os Frutos vermelhos e a Reforma da PAC /
Quadro Comunitário 2014-2020 de acordo com o seguinte programa:
Programa:
14h00 | Receção dos participantes
14h30 | Sessão de abertura
Abordagem das atividades agrícolas predominantes na Região, Adelina Martins, Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Centro
Moderador: Jorge Carreira, Chefe da Delegação de Viseu, DRAPC
14h45 
| Reforma da PAC / Quadro Comunitário 2014-2020, Miguel Freitas,
Coordenador do Grupo Parlamentar da Comissão de Agricultura e Mar
15h30 | Viticultura
Adega Cooperativa de Mangualde, António Mendes, Presidente da Adega Cooperativa de Mangualde
15h50  | Fruticultura
Cooperativa Agrícola de Mangualde, Nuno Matos, Presidente da Cooperativa Agrícola de Mangualde
16h10  | Olivicultura
Cooperativa dos Olivicultores de Nelas, Madalena Prata, Presidente da Cooperativa dos Olivicultores de Nelas
         Intervalo
16h45  | Frutos secos
Estação Agrária, DRAPC, Arminda Lopes, Técnica Superior
Transagri, José Figueiredo, Diretor-geral
17h25  | Frutos vermelhos
Cooperativa Agropecuária dos Olivicultores de Mangualde, Rui Costa, Presidente da COAPE
         Debate
         Encerramento: João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde
Gabinete de Apoio ao Agricultor
com mais de 5.500 ocorrências registadas

Após três anos de laboração, o Gabinete de Apoio ao Agricultor
apresentam um balanço muito positivo, com o registo de mais de 5.500
ocorrências oriundas de agricultores de todo o concelho, que praticam
diferentes tipos de atividade. Atualmente, este Gabinete está acreditado
como Posto SNIRA (Sistema Nacional de Informação e Registo Animal).

O Gabinete de Apoio ao Agricultor, que funciona na Câmara Municipal,
pretende ser uma mais-valia para os agricultores do concelho, prestando
auxílio quer na forma de tratar os animais quer na análise dos terrenos
agrícolas a um custo muito reduzido. Os agricultores para serem
beneficiados com o trabalho dos técnicos deste gabinete apenas têm de
estabelecer um contacto e recebem de seguida os técnicos na sua
propriedade agropecuária a custos meramente sociais. Para além disso, o
Gabinete promove cursos de formação que melhor qualificam os
agricultores.

É de referir que, no topo das preocupações dos agricultores estão
questões relacionadas com os Subsídios Agrícolas, totalizando 40% das
ocorrências recebidas pelo Gabinete. Atualização de Parcelário
representa cerca de 35%, a Declaração de Existências 20% e a Emissão de
Guias 5%. A nível das freguesias continuam a ser a freguesia de Santiago
de Cassurrães (17%), a freguesia de Mangualde (14%) e a freguesia de
Chãs de Tavares (11%) que mais recorrem a estes serviços. no concelho de
Mangualde podemos destacar geograficamente dois grandes tipos de
atividades agrícolas: a sul do concelho predomina a viticultura e a
fruticultura e a norte o pastoreio e a floresta.

Horário de Funcionamento do Gabinete de Apoio ao Agricultor

De
segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Sendo
que um técnico do Ministério de Agricultura está presente todas as
segundas e terças-feiras.
fonte:Metronews

Tolerancia de ponto em Viseu e Guarda, quem tem?

Distrito de Viseu:
Armamar (PSD) – Ainda não decidiu
Carregal do Sal (PSD) – Dá tolerância nas tardes de segunda e terça-feira
Castro Daire (PS) – Dá tolerância
Cinfães (PS) – Não dá tolerância
Lamego (PSD/CDS) – Dá tolerância na terça-feira à tarde
Mangualde (PS) – Não dá tolerância
Moimenta da Beira (PS) – Não dá tolerância

Mortágua (PS) – Dá tolerância na terça-feira
Nelas (PSD/CDS) – Dá tolerância na terça-feira
Oliveira de Frades (PSD) – Não dá tolerância
Penalva do Castelo (PSD/CDS) — Dá tolerância na terça-feira à tarde
Penedono (PSD) – Não dá tolerância
Resende (PS) – Dá tolerância
S. Pedro do Sul (PSD) – Ainda não está decidido
S. João da Pesqueira (PSD) – Dá tolerância
Santa Comba Dão (PSD) – Dá tolerância
Sátão (PSD) – Dá tolerância
Sernancelhe (PSD) – Não dá tolerância
Tabuaço (PS) – Dá tolerância
Tarouca (PS) – Não dá tolerância
Tondela (PSD) – Não dá tolerância
Vila Nova de Paiva (PS) – Dá tolerância
Viseu (PSD) – Não dá tolerância
Vouzela (PSD) – Ainda não está decidido
Distrito da Guarda:
Aguiar da Beira (PSD) – Não dá tolerância
Almeida (PSD) – Não dá tolerância
Celorico da Beira (PS) – Dá tolerância
Fornos de Algodres (PSD) – Dá tolerância
Figueira de Castelo Rodrigo (PSD) – Não dá tolerância
Gouveia (PSD) – Não dá tolerância
Guarda (PS) – Não dá tolerância
Manteigas (PS) – Dá tolerância
Mêda (PS) – Não dá tolerância
Pinhel (PSD) – Não dá tolerância
Sabugal (PSD) – Dá tolerância de ponto
Seia (PS) – Dá tolerância de ponto
Trancoso (PSD) – Dá tolerância de ponto
Vila Nova de Foz Côa (PSD) – Ainda não decidiu
fonte:JN

Carnaval em Nelas

Uma tarde de terça feira de Carnaval, onde o sol esteve em força e os espetadores também aderiram em massa, o que significa que afinal a tradição é para manter…….

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar