Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional

Nacional

XVII Congresso da Anafre foi em Portimão

Teve lugar durante dois dias em Portimão mais um Congresso da Anafre, é nada mais nada menos que a 27ªedição da reunião de todas as Freguesias do País.

Assim como pontos fortes deste congresso foi o debate sobre descentralização, novas competências, Estatuto do Eleito Local e Paridade. aconteceu a sucessão de novo presidente assim saiu o Presidente Pedro Cegonho,e passa agora a exercer funções o novo Presidente Jorge Veloso.

Em suma , um congresso sempre muito produtivo, com as freguesias a apresentar as suas ideias para um Portugal melhor.

Avisos e Liturgia do Domingo III do Tempo Comum – ano A

 

 

  a)Hoje, começa a narração do ministério de Jesus na Galileia. Depois do Baptismo de Jesus, que celebrámos há duas semanas e que recordámos na semana passada, o evangelho deste domingo narra-nos o início da pregação de Jesus. Esta narração mostra-nos já os elementos básicos e programáticos da missão de Jesus: “Desde então, Jesus começou a pregar: ‘Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos Céus”. Este é o núcleo de toda a pregação: é necessária a conversão, mudar de vida, mudar os critérios e mudar o coração para “adaptá-los” aos planos de Deus. Viver assim é viver o Reino de Deus, experimentar que Deus reina na vida, no coração de cada pessoa. A seguir a esta frase que resume o início da pregação, o evangelista diz-nos o que Jesus fazia no início da sua vida pública e do seu ministério: “começou a percorrer toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo”. Jesus estava totalmente entregue à sua missão, anunciando a boa nova e ajudando as pessoas necessitadas. Teoria e prática, mensagem e acção. Para que a palavra seja credível, terá que ser acompanhada pelas obras. Assim fez Jesus e todos aqueles que O seguiram, sendo testemunhas autênticas da Sua boa nova.

b)     Primeira ideia deste domingo: A mensagem de Jesus é uma mensagem de alegria e de esperança da parte de Deus para todos os homens e mulheres: “o povo que vivia nas trevas viu uma grande luz”. São Mateus menciona o lugar onde Jesus inicia a sua pregação: “Cafarnaum, terra à beira-mar, no território de Zabulão e Neftali”. Para justificar o início do ministério de Jesus naquele local, cita o profeta Isaías que escutámos na primeira leitura: “Assim como no tempo passado foi humilhada a terra de Zabulão e de Neftali, também no futuro será coberto de glória o caminho do mar, o Além Jordão, a Galileia dos gentios”. Aparece já aqui a ideia que estará sempre presente na pregação de Jesus. A boa nova não é exclusiva de ninguém, mas é para todos: “o povo que andava nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam nas sombras da morte uma luz se levantou”. Esta mensagem de salvação irradia para todos muita alegria: “Multiplicastes a sua alegria, aumentastes o seu contentamento. Rejubilam na vossa presença… como os que se alegram…como exultam… (1ª leitura). Este sentimento de alegria pela missão universal de Jesus já estava presente na celebração do Natal e da Epifania.

26-01-2020

c)       Segunda ideia deste domingo: ao iniciar a sua missão salvífica, Jesus chama alguns para seus colaboradores. Jesus precisava e precisa de pessoas que O ajudem na sua missão: “Vinde e segui-Me e farei de vós pescadores de homens; eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O… deixando o barco e o pai, seguiram-n’O”. Todos somos chamados por Jesus a ser pescadores de homens, ou seja, a ajudar os outros a conhecer e a amar Deus e a subir para a barca de Jesus. Pescadores de homens: é uma expressão que manifesta um entusiasmo evangelizador e missionário que, na nossa sociedade tão secularizada, nenhum cristão pode descurar.

 

d)      Todos os dias precisamos de fazer um exame à nossa consciência sobre este ponto: estamos a responder ao chamamento de Jesus, estamos a ser fiéis à mensagem de Jesus, a nossa vida rege-se pela vontade de Jesus? Por isso neste domingo rezamos: “Senhor, dirigi a nossa vida segundo a vossa vontade” (Oração Colecta), “aceitai benignamente, Senhor, e santificai os nossos dons, a fim de que se tornem para nós fonte de salvação” (Oração Sobre as Oblatas). Para sermos colaboradores de Jesus, temos de pedir e promover a unidade entre todos os cristãos. A segunda leitura de S. Paulo aos Coríntios fala-nos do escândalo da divisão dos cristãos: “Rogo-vos, pelo nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma linguagem e que não haja divisões entre vós, permanecendo bem unidos, no mesmo pensar e no mesmo agir… Estará Cristo dividido?”.

 

e)       A missão evangelizadora que Jesus concede aos seus discípulos (a nós) só será possível se houver unidade. Rezemos, pois, neste domingo, especialmente pela unidade entre os cristãos.

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano A - Tempo Comum - 3º Domingo - Boletim Dominical II

 

Distrital da AF Guarda em Iniciados- Ronda 11

Teve lugar na tarde deste sábado mais uma ronda do Distrital da AF Guarda em Iniciados
com os seguintes resultados:
UD Os Pinhelenses- Guarda UD-1-10
 ED Gouveia-NDS-1-1
SC Vilar Formoso-GD Trancoso-3-0
Casal Cinza-Sc Mêda-0-0
SC Celoricense -AD Fornos Algodres-2-2
Lidera:NDS-26pts, seguido do V.Formoso com 25 pts

Licenças digitais “Escola Virtual da Porto Editora”entregues a alunos de Fornos de Algodres

Foram distribuídas as licenças digitais “Escola Virtual da Porto Editora” a todas as crianças que frequentam o 1.º Ciclo do Ensino Básico, da Rede Pública do Concelho, pelo Presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, acompanhado do Vice-Presidente Alexandre Lote e do Diretor do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres, Artur Oliveira,

Segundo o Presidente da Autarquia, “com este apoio pretende-se dotar os alunos de ferramentas digitais facilitadoras que permitam às crianças condições necessárias de conhecimento, que por sua vez, conduzam ao sucesso escolar”.

O serviço educativo ‘Escola Virtual’ é uma plataforma digital que disponibiliza um conjunto diversificado de ferramentas, conteúdos e recursos multimédia que contribuem não só para a melhoria da qualidade da aprendizagem, mas também para a adaptação das crianças a um novo mundo, claramente marcado pela revolução tecnológica na educação.

Nesse sentido, aproveitando esta visita, o Município ofereceu ainda 10 computadores portáteis à Escola do 1.º Ciclo de Fornos de Algodres.

A aposta na educação é uma das principais prioridades deste executivo, tendo em vista o desenvolvimento estratégico do concelho.

Foto:MFA

Intervenção da Proteção civil em diversos locais do concelho de Nelas devido à “Depressão Glória”

O Serviço Municipal de Proteção Civil, foi chamado a intervir em diversas ocorrências resultado do mau tempo. Foram desenvolvidas várias ações, sobretudo fruto do vento forte que se fez sentir nos últimos dias. Desta forma, foi realizada a limpeza / desobstrução das vias rodoviárias e sinalização vertical, efetuado o corte de árvores caídas e/ou em risco de queda e a fixação de estruturas em equipamentos municipais.
Todas estas ações foram realizadas com prontidão em estreita colaboração com os Bombeiros Voluntários de Nelas e Canas de Senhorim, GNR e outras entidades para o rápido restabelecimento da normalidade.
Nos próximos dias serão prosseguidos alguns trabalhos, nomeadamente a retirada de árvores de caminhos agrícolas e florestais, de forma a permitir a utilização dessas vias.

Diocese de Viseu forma Animadores Dominicais

Cada vez mais os padres são menos e as paróquias vão ficando com menos celebrações e aos poucos as celebrações da palavra vão ganhando espaço, nas localidades onde existe um pároco para 5 a 6 paróquias, casos das unidades Pastorais de Aguiar da Beira e Fornos de Algodres.

Assim a  Diocese de Viseu, está a dar formação para todos aqueles homens e mulheres que querem ser animadores dominicais sem ter a presença do padre e a celebração é realizada. para já estão a ser formados 17  animadores dominicais.

As paróquias vão certamente ficar mais bem servidas, com esta solução.

foto:DV

 

Campanhas ambientais sensibilizaram a comunidade de Fornos de Algodres

O Município de Fornos de Algodres faz um balanço das Campanhas que tem colocado em prática desde agosto de 2018 até ao corrente ano, onde referem que as Famílias, comércio/indústria e IPSS do Concelho de Fornos de Algodres pagaram menos água em 2019.

Face a isso, apresenta o balanço excelente das campanhas levadas a cabo desde agosto de 2018 a dezembro de 2020.

No dia 15 de agosto de 2018, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres iniciou uma campanha de

sensibilização para um uso eficiente de água, denominada “A Água Não Dura Sempre. POUPE-A.” com o objetivo de sensibilizar a população para mudanças de comportamentos e de hábitos, na boa gestão da água.

Com o apoio do Fundo Ambiental e inserido na Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres levou a cabo diversas atividades, entre as quais campanhas de sensibilização nos meios de comunicação (televisão, rádio, jornais), em outdoors, em “flyers”, em mensagens exclusivas na rede multibanco e por SMS. Mas também em ações porta-a-porta, pelos estabelecimentos do concelho, ou direcionadas ao Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

Recolhidos os dados e devidamente trabalhados, julgamos ser hora, agora, de fazer um balanço aos

principais indicadores da poupança de água.

Considerando a água comprada à entidade gestora em Alta – Águas do Vale Tejo, SA – constatou-se uma redução de 22%, face ao ano de 2017 (ano de referência), o que equivale a uma redução de 86.582 m3 (86.582.000 litros) de água. Este volume de água economizado, constitui a quantidade de litros que dariam para abastecer o Concelho de Fornos de Algodres nos meses de maior consumo – julho a setembro.

A sensibilização e as boas práticas que os munícipes de Fornos de Algodres praticaram nos últimos meses (agosto de 2018 a 31 de dezembro de 2019), tiveram irrefutavelmente repercussões diretas na economia doméstica, uma vez que se refletiram nos montantes pagos nas faturas da água. De facto, em 2019, face ,a 2017, as famílias, o comércio/industria e as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) viram a fatura da água reduzir-se, em média, 17,47 €/ano, 69,06 €/ano e 245,41 €/ano, respetivamente.

Apesar dos excelentes resultados alcançados, é intenção do Executivo Municipal continuar na vanguarda, no que a políticas ambientais diz respeito, pois temos plena consciência de que ainda temos muito a fazer, nesta luta – que nos diz respeito a todas e todos, independentemente de onde vivamos – pelas alterações climáticas e por um mundo melhor para os nossos filhos.

Aldeias Históricas de Portugal promovem destino turístico sustentável na FITUR

De 22 a 26 de janeiro, a Rede das Aldeias Históricas de Portugal marca presença na Feira Internacional de Turismo (FITUR), em Madrid. O objetivo é apresentar a mercados, profissionais e público geral “um destino que são 12”, com certificado BIOSPHERE DESTINATION, que se destaca pela comunhão com a natureza e contacto com a cultura e costumes locais.
Entre castelos e lendas, sabores e tradições únicas, natureza em estado puro e paisagens a perder de vista, as Aldeias Históricas de Portugal são “um destino que são 12” sem igual em todo o mundo. Um território ímpar, que promove experiências únicas e adequadas a famílias ou aventureiros, amantes de História, gastronomia e enoturismo, ou viajantes em busca de tranquilidade, que a Rede vai promover à 40.ª edição da Feira Internacional de Turismo (FITUR), que decorre de 22 a 26 de janeiro em Madrid.

A cerca de 100 km de Salamanca, 200 km de Cáceres e 300 km de Madrid, as Aldeias Históricas de Portugal são um destino muito apelativo para o mercado espanhol – um dos motivos para a presença da Rede na FITUR. Mas tratando-se de uma das maiores feiras internacionais de turismo, espera-se a participação de mais de 10 mil empresas de 165 países e regiões, 150 mil profissionais e 110 mil visitantes de público geral. Deste modo, a aposta na FITUR, onde a Rede das Aldeias Históricas de Portugal estará presente com stand próprio com cerca de 30m2, no Pavilhão 4, está em linha com a estratégia de internacionalização do destino.

Apresentar um destino turístico sustentável é um dos objetivos. Distinguido com o certificado BIOSPHERE DESTINATION – o primeiro destino em rede, no mundo, e o primeiro a nível nacional a receber esta distinção –, a sustentabilidade, a preservação da natureza e dos costumes das comunidades locais são prioridades da Rede das Aldeias Históricas de Portugal.

Devido a esse compromisso, descobrir as Aldeias Históricas de Portugal a pé ou de bicicleta, numa lógica de locomoção suave, e em plena comunhão com a natureza, é um dos principais atrativos deste destino. E é muito fácil fazê-lo, graças à Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22), que liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal num percurso circular de cerca de 600 km, com sinalética interpretativa, informativa e de orientação recentemente renovada.

De facto, a GR22 tornou-se recentemente a maior rota europeia com selo Leading Quality Trails, atribuído pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

A GR22 é também um convite irresistível para os aventureiros em duas rodas: homologada e classificada como Grande Travessia a nível nacional, a GR22 dispõe ao longo da sua extensão de uma rede de Centros BTT e Bikotels que garantem serviços de apoio exigidos pelos amantes de bicicletas.

O imenso território das Aldeias Históricas de Portugal envolve, ainda, 15 percursos de pequena rota (PRs), homologados e associados às 12 aldeias.

A Rede das Aldeias Históricas de Portugal vai também apresentar, na FITUR, eventos como o “Ciclo 12 em Rede – Aldeias em Festa 2020”, que todos os anos leva animação e cultura às 12 Aldeias Históricas de Portugal, assim como a nova edição “The Castles Quest”, um desafio em duas rodas que leva os amantes de “bikepacking” à conquista das Aldeias Históricas de Portugal, que este ano acontece de 23 de setembro a 3 de outubro, com início na Aldeia Histórica de Castelo Novo.

AF Guarda- Taça de Honra- Nespereira- Foz Côa-2-1

Uma tarde de sol, mas com o vento a comandar as operações, dificultava em muito a manobra das equipas que entraram determinadas a marcar, mas foi a turma da casa a conseguir transformar em golo uma situação de ataque para o Nespereira.

A reação fez-se sentir por parte dos visitantes , mas a vantagem era dos locais até ao intervalo.

Após o reatamento, o Foz Côa entra determinado a dar a volta ao rumo dos acontecimentos e chega ao golo da igualdade, aos 51´, por Pedro Leitão, num lance de ataque.

Os locais foram mexendo , com os pupilos de Fernando Santos a aumentar a velocidade e a usarem mais as faixas laterais e vai daí, chegam ao segundo golo aos 76´por Vasco.

Era a festa dos adeptos locais que puxavam pela sua equipa e geriram bem até final e alcançaram um belo triunfo, carimbando a passagem aos quartos finais da prova.

Bombeiros de Trancoso presenteados com 5 equipamentos de proteção individual por parte do Intermarché local

Os Soldados da Paz de Trancoso receberam do Intermarché da localidade 5 equipamentos de proteção individual completos, constituídos por bota florestal, luvas, cógula, fato de proteção florestal (calças e dólmen), capacete e sweatshirt.

O grupo Os Mosqueteiros levou a cabo a campanha “Quando crescer quero ser um Herói” , iniciativa de apoio aos Bombeiros, no sentidos de os dotar com melhores condições para poder servir com qualidade a comunidade.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar