Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional (page 10)

Nacional

Centro de Portugal vai ter muitos visitantes no Fim de Ano

O fim de ano vai ser muito positivo para a atividade turística no Centro de Portugal. As taxas de ocupação médias previstas pelos empreendimentos da região evidenciam um crescimento muito elevado em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com um levantamento efetuado pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal (TCP).

Para a noite de fim de ano, metade dos empreendimentos consultados está já lotado ou em vias de ficar lotado. Os principais destaques vão para a sub-região de Castelo Branco, com uma taxa de ocupação em hotelaria, na noite de 31 de dezembro, na ordem dos 91,8%. Igualmente significativas são as taxas de ocupação, para a mesma noite, nas sub-regiões Oeste (86,6%), Viseu Dão Lafões (86,3%), Serra da Estrela (83,4%), Coimbra (82,8%) e Aveiro (77,8%).

Se forem incluídos os alojamentos em espaço rural (TER), a taxa global de ocupação para a noite de fim-de-ano é de 72%. Este número reflete as camas já efetivamente vendidas, pelo que, a 13 dias do último dia do ano, as expectativas são de que até lá se verifique ainda uma subida considerável.

Em comparação com 2018, a noite de 31, só em hotelaria, regista um forte crescimento, com realce para as sub-regiões Oeste (mais 16%), Aveiro (mais 12%) e Leiria (mais 12%).

Para um período mais alargado de análise, destacam-se igualmente as elevadas taxas de ocupação médias esperadas nos empreendimentos do Centro de Portugal para o fim-de-semana de 27 e 28 de dezembro, com o aumento a ser muito visível na Serra da Estrela, com taxas muito relevantes ao longo de todo este período de festas, assim como nas sub-regiões de Coimbra e do Oeste.

Para este levantamento, foram consultados todos os empreendimentos turísticos da região Centro de Portugal, num universo de 1024 empreendimentos turísticos com capacidade para 47.799 camas. A amostra que corresponde às respostas é de 14% do número de empreendimentos e 22% do total das camas disponíveis.

Bombeiros de Mangualde recebem donativo da LEAR

Com o Natal a chegar , os Bombeiros Voluntários de Mangualde receberam um donativo por parte da empresa LEAR-Centro de Produção de Mangualde, que representada pelo Diretor-Geral,Eng. Paulo Gonçalves, entregou o cheque ao Presidente João Soares, com a quantia de 500 euros.

Este foi um gesto de solidariedade empresarial para com os Soldados da Paz.

foto:BVM

 

“A Velha Casa de Madeira”com casa cheia em Mangualde

Com direito a sessão extra, cerca de três centenas de idosos assistiram à peça “A Velha Casa de Madeira” em Mangualde. E, devido à forte adesão, à sessão do dia 17 de dezembro foi acrescentada uma sessão extra no dia 18, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.

A peça foi dirigida aos munícipes com 65 ou mais anos, de entrada livre mas de inscrição obrigatória. A encenação e texto foram da autoria de José Caldas. Uma peça que fez viajar no tempo e captou a atenção de todos que abraçaram a história e o seu sentido. Tratou-se de um espetáculo transformador, que levou a todos à reflexão e, quem sabe, à mudança. A ação inseriu-se na programação de Natal do Município “Natal em Mangualde 2019” e contou com a presença da Vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Mangualde, Maria José Coelho. A vereadora sublinhou a “importância da promoção destes eventos de natal para os seniores”. “Não só nesta altura do ano, mas sempre, é fundamental que os laços entre as crianças e os mais idosos sejam cada vez mais fortes, com o intuito da transmissão de valores e conhecimentos, porque as recordações/memórias de vida dos mais velhos são certamente motivo de reflexão e aprendizagem para os mais novos”, rematou a vereadora.

SINOPSE da peça

Certo dia, aparecendo do nada um velho vem-nos falar a relembrar a sua infância e do seu grande desejo: encontrar a “máquina do tempo”. Desfaz-se da sua pele poeirenta e revive a primavera da sua vida quando encontrou, escondida na sua casota, uma velha rabugenta. A velha fica surpreendida com tal acontecimento pois chegava-lhe a vida tranquila com os animais que a cercavam. Ignora a criança pois a curiosidade do menino invade sua vida quotidiana tranquila e isolada entregue ao fazer e refazer os fios no seu fuso. A criança começa também a resmungar “nhem-nhem-nhem”… e cada dia que volta a velhinha atira-lhe algo para afastá-lo – um nabo, uma maçã, um rolo de fios – está feita a ligação. O rapaz e um amigo seguem o fio do caminho que lhes abre, enfim, a porta da velha casa de madeira…. começa uma longa conversa com a velhinha. Aos poucos ela começa a contar o seu passado, e cada história é uma viagem na máquina do tempo. Todos os dias pela manhã lá estavam as crianças e todos os dias pela manhã a velha rabugenta lá esperava por elas. Seria capaz a velhinha resmungona de começar a conviver com o ser humano? Estaria ela também a relembrar a sua infância? Um dia as crianças chegam e encontram apenas a melodia dos animais… Que teria acontecido?

Vuelta 2020 passa em Fornos, Celorico, Mangualde e Almeida

Portugal vai ser contemplado por duas etapas da Vuelta a Espanha 2020, uma a terminar na cidade invicta, Porto e outra a ter inicio em Viseu e a terminar em Ciudad Rodrigo.

Face a isso, localidades como : Fornos de Algodres, Chãs Tavares, Mangualde, Celorico da Beira, Almeida e concelho da Guarda, vão ter o privilégio de ver passar os melhores ciclistas do mundo.

Esta uma inovação na Vuelta 2020, que decorre de 14 de Agosto a 06 de Setembro.

 

Bombeiros de Mêda recebem equipamentos de proteção individual oferta do Intermarché

Como anualmente acontece por esta altura , o grupo Mosqueteiros, neste caso, o Intermarché de Mêda entregou diversos equipamentos de protecção individual de combate a incêndios florestais à corporação de Bombeiros Voluntários de Mêda.

Um gesto muito importante que ajuda decerto este corpo de bombeiros a prestar um melhor serviço na sua comunidade.

A campanha de responsabilidade social do Grupo Os Mosqueteiros, que detém em Portugal as insígnias Intermarché, Bricomarché e Roady, conseguiu angariar este ano 500 equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais que estão agora a ser distribuídos a 100 corporações de bombeiros voluntários a nível nacional.
Assim foram os Bombeiros de Mêda que viram uma das suas equipas totalmente equipadas com fatos de proteção individual de combate a incêndios florestais, constituídos por bota florestal, luvas, cógula, fato de proteção florestal (Calças e Dólman), capacete e sweatshirt.
Em parceria com a Liga dos Bombeiros Portugueses, o Grupo desenvolveu um livro infantil “Pafi ensina a poupar água” com o objetivo de sensibilizar e envolver os mais novos para a poupança de água e em simultâneo ajudar a angariar fundos para a compra de equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais.
Para o Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, “a renovação de equipamentos é fundamental para a segurança dos nossos Bombeiros”.
O livro “Pafi ensina a poupar água” esteve à venda nas 320 lojas do Grupo Os Mosqueteiros entre 1 de junho e 31 de agosto. A campanha contou com a participação da artista Blaya, que compôs uma música e desenvolveu uma coreografia em conjunto com a mascote do Grupo, o Pafi, de forma a divulgar o livro.
Durante a entrega dos equipamentos, Célia Dias, Chefe de Loja do Intermarché de Mêda fez questão de sublinhar: “Os Bombeiros são uma estrutura muito importante no apoio que dão à comunidade da nossa região e como tal esta é uma iniciativa que nos enche de orgulho. Sentimos que é nosso dever retribuir o que estes heróis fazem por nós e passar os seus valores e preocupações às gerações mais novas, para que também elas estejam sensibilizadas e atentas à preservação dos nossos recursos naturais.”

Comissão Política Distrital do PSD Guarda reage em comunicado sobre a coesão territorial

Em comunicado , o Comissão Política Distrital do PSD Guarda referiu:” O PS, o Governo e esquerda parlamentar, fingem ser sérios quando é a brincar, e não são sérios quando é a sério.

Nos programas, nas promessas e nas palavras, dizem-se acérrimos defensores da coesão e do equilíbrio territorial.

Nas ações, nas políticas e nas decisões, são um flop, uma desilusão, uns artífices que ostracizam, esquecem e indignam grande parte do Interior do país.

O que interessa ter uns gabinetes na Guarda para a secretaria de estado, num ato de mera simulação em  que é lá que se tratam as questões da ação social; o que interessa ter em Bragança ou em Castelo Branco outras estruturas governativas que dão ideia que é desta que a valorização do território não passa de uma gigantesca balela; o que interessa que a atual Ministra do Trabalho e da Segurança Social tenha jurado lealdade à Guarda enquanto cabeça de lista a deputada na AR por este círculo; o que interessa termos a Ministra da Coesão Territorial  a intitular-se ‘embaixadora’ da redução das portagens e uma  fiel representante desta região, que é a sua; o que interessa o povo ter eleito dois deputados do PS para a AR para defenderem os interesses das regiões e das suas populações; o que interessa tudo isto, e muito mais, se na primeira oportunidade toda esta gente mete a viola no saco e não quer saber da região para nada!?

Estes responsáveis políticos, coadjuvados pela hipocrisia  política e pela incoerência dos representantes do PCP e do BE, acabaram de dizer ao país, com o seu voto contra, que não querem que nas ex-scut (A23, A24, e A 25, entre outras), os portugueses do interior – aqueles que resistem estoicamente a uma série de adversidades -, não devem pagar menos 50% de portagens (75% em carros elétricos), nem devem beneficiar de 50% de redução do preço dos comboios, como já acontece nas grandes áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto.

É assim, com os pés, com desprezo e indiferença, que a esquerda parlamentar e o governo tratam uma grande parte da população, que também trabalha, também paga impostos, também tem direito à mobilidade e também deve ter as mesmas oportunidades daquela que vive noutras paragens.

O PSD nunca se vergará a esta brutal injustiça e discriminação e tudo fará para que ela se inverta, preparando outras iniciativas que, não tarda, vão uma vez mais, fazer cair a máscara a quem diz uma coisa e faz outra, sem nenhum tipo de pudor, de auto-crítica  e de respeito pelas nossas gentes.

 

Mangualde acolhe Concerto de Ano Novo pela Orquestra POEMa

Vai decorrer  Auditório do Complexo Paroquial de Mangualde, no próximo dia 4 de janeiro, o Concerto de Ano Novo. Será pelas 21h30, que as portas abrem para um momento protagonizado pela Orquestra Poema, com entrada livre.

A Orquestra POEMa, uma iniciativa da Câmara Municipal de Mangualde em parceria com o Conservatório Regional de Música de Viseu – Dr. José de Azeredo Perdigão, nasceu em 2013 e tem como intervenientes elementos das Bandas Filarmónicas do concelho de Mangualde, alunos e ex-alunos do Conservatório Regional de Viseu. Dirigida pelo Maestro Tiago Correia e com idades compreendidas entre os 12 e os 30 anos de idade, é composta por duas formações: Orquestra de Sopros e Orquestra de Câmara.

 

JSD Fornos de Algodres reflete “Como será o concelho de Fornos de Algodres em 2030?

A JSD Fornos de Algodres vai discutir e refletir no próximo dia 21 de dezembro, sábado, pelas 17h, na  Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez de Fornos de Algodres, a questão: “Como será o concelho de Fornos de Algodres em 2030? 

Segundo comunicado dos Jovens Sociais Democratas, querem fazer já uma reflexão dos próximos 10 anos do concelho, em duas áreas extremamente importantes para os jovens, como: a educação e o emprego.

Para tal são convidados , Artur Oliveira (diretor do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres) , Margarida Mano (ex-ministra da educação),  Ângelo Andrade (empresário) e Miguel Poiares Maduro (ex-ministro do desenvolvimento regional) a participar nesta discussão, com a apresentação das suas ideias para o futuro do concelho e desta região e posteriormente, sendo aberto a todos os elementos presentes, espaço de debate.

 

» Magia de Natal « em Trancoso até 31 de dezembro

Tem início na tarde deste sábado a » Magia de Natal «, uma série de atividades para todas as idades nesta quadra natalícia, na Praça Dom Dinis em Trancoso, que se prolonga até  31 de dezembro.

Tradição do MAGUSTO DA VELHA em Aldeia Viçosa a 26 de dezembro

 150 Kg de castanhas lançados da Torre da Igreja
Esta tradição remonta ao século XVII, quando uma Velha muito abastada e proprietária da grande “Quinta do Lagar de Azeite”, na povoação de Porco, deixou um Testamento à Igreja no qual havia a “obrigaçom” de distribuir castanhas (o alimento principal à época) e vinho ao povo. Num século marcado pela fome e doenças, pela decadência do Império, pela crise subsequente ao domínio Filipino e às Guerras Civis da Restauração, esta dádiva era “divina”. Em troca, o povo tinha que rezar “um Padre Nosso” na Igreja pela sua alma. A tradição está documentada pelo Padre António Meirelles, em 1698, no seu levantamento de “Usos e Costumes da aldeia de Porco”.
Todos os anos, o povo de Porco, agora Aldeia Viçosa, cumpre com as suas obrigações. No dia 26 de dezembro,são lançados da Torre da Igreja 150 Kg de castanhas e distribuídos 50 litros de vinho pelo povo. A festa começa com a Missa pela Alma da Velha, na magnífica e incomparável Igreja Matriz de Aldeia Viçosa, às 14h30. Esta ano, a celebração litúrgica vai ser animada pelos Escuteiros da Guarda.
Depois rebenta todo um ambiente dinâmico de sensações plurais: as castanhas lançadas da Torre da Igreja, os brindes à volta do vinho da Quinta do Ministro, as tradicionais cavaladas, as torradas quentinhas mergulhadas no melhor azeite do mundo, o Madeiro ainda a aquecer o Adro, os sinos a tocar a rebate, a dramatização a cargo do grupo Hereditas, a animação musical com o Grupo “A Mensagem” a encher o Adro e as ruas da freguesia, e muito mais.
Aldeia Viçosa perpetua assim um gesto de solidariedade de fraternidade, de paz. O Município da Guarda é parceiro na organização e promoção deste evento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar