Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional (page 132)

Nacional

Fernando Rodrigues mantém-se na liderança dos Bombeiros de Fornos de Algodres

12391338_877509259029892_6380251126227652794_nFomos conversar com Fernando Rodrigues, o atual Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Fornos, que vai continuar novo mandato nesta associação, após ter sido reeleito, no passado mês de dezembro e nos falou um pouco do percurso anterior e alguns projetos para o futuro.

Magazine Serrano- São 68 anos a prestar apoio às populações locais?

Fernando Rodrigues–Muita gente trabalhou para que esta associação esteja neste momento como está, foram muitos que contribuíram ao longo destes anos, aqui deixo a minha palavra de gratidão, a todos Presidentes, Comandantes, Bombeiros que saíram, outros que já não estão entre nós e outros foram para os quadros de honra, a todos o nosso muito obrigado, em nome da direção.

Neste seu 1º mandato foram dois anos difíceis?

Quando estamos numa associação em que os recursos económicos são poucos, as tarefas tornam-se difíceis, para termos as contas equilibradas, fomos fazendo algumas atividades ao longo do ano e conseguimos adquirir duas novas ambulâncias ao longo destes dois anos, esta última foi apresentada no final de 2016.

Fizemos uma série de candidaturas, ao que sem dinheiro é mais difícil, mas com muito trabalho e dedicação de todos e sabendo que o corpo ativo está connosco é mais fácil, agora as dificuldades vão sempre existir.

Neste novo mandato que agora iniciou, novos projetos vão acontecer?

Sim , vamos continuar a trabalhar em prol desta associação e face a isso, temos  como projeto a aquisição de mais duas viaturas para o combate a fogos florestais, nesse sentido temos as candidaturas em curso.

Uma remodelação no quartel, que achamos importante, para que este edifício ofereça melhores condições a nível da sua logística e entre outras coisas que poderão surgir.

Em relação ao antigo quartel, que futuro?

Estamos numa fase preparatória de algum projeto que possa existir, estamos atentos ao que vai saindo, este imóvel é nosso, para além de ser útil para termos lá algumas viaturas e onde vamos colocando o material para a campanha Quartel Eletrão.

Mas estamos atentos, pois não está esquecido, estamos a pensar em fazer algo de bom no futuro.

A Campanha Quartel Eletrão está a decorrer a bom ritmo?

Sim, vai estar a decorrer sempre durante o ano, agora no que toca a esta campanha, agora é um concurso nacional , onde no ano passado ficámos em quarto lugar a nível nacional “ Per Capita”, vai estar a decorrer até abril/maio, agora vamos fazer força para recolher o mais possível e estamos prontos para recolher também.

Este é um concurso nacional, mas ao longo de todo ano continuamos a receber artigos já em fim de vida.

Para quando uma Equipa de Intervenção Permanente em Fornos?

Vamos fazer de tudo para que seja uma realidade a curto prazo, pois é pertinente pela área verde que possuímos e também pelos muitos bombeiros que temos no desemprego e seria bom que eles trabalhassem, pois é uma parte social, além do mais nos ajuda nos fogos florestais e noutras áreas de socorro ao longo do ano.

Sozinho é mais difícil, mas vamos pedir apoio à Camara Municipal, para todos juntos fazer um forcing e seja uma realidade em 2017.

A nível nacional está a decorrer uma onda de solidariedade de apoio aos bombeiros, uma ação importante?

Sim é bom que se lembrem dos Bombeiros, pois não é só na fase de Verão, mas todo ano, é feito o trabalho de socorro às populações, a nível local, recentemente foi feito um almoço solidário com a presença de três centenas de pessoas e é bom, pois as pessoas fizeram gosto de contribuir e agradecemos a toda a população.

O grande apoio da População, do Corpo Ativo, Comando, estando todos em sintonia é muito mais fácil, sendo grandes motivos que me fizeram continuar a liderar a direção dos Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres.

Por:António Pacheco

 

4º Encontro da Academia Europeia de Direção de Banda com Jan Cober

JanCober Decorre de 13 e 15 de janeiro de 2017, em Fornos de Algodres, o 4º Encontro da Academia Europeia de Direção de Banda (AEDB), 2016/2017.
Durante esta sessão, as aulas estarão a cargo do maestro Jan Cober
Jan Cober, é sem dúvida um dos nomes mais influentes da atualidade, na área da música para banda a nível mundial. Nascido em Thorn (Holanda) em 1951, estudou clarinete e direção no Conservatório de Maastricht.  Foi clarinete solista na “Netherlands Radio Philharmonic Orchestra” e na “Residential Orchestra of the Hague. Continuou os seus estudos com Willem van Otterloo, Ferdinand Leitner e Neeme Jarvi. 

Como maestro convidado dirigiu quase todas as orquestras sinfónicas holandesas.

Obteve enorme sucesso com as orquestras filarmónicas de Thorn e Eysden. Foi o fundador da “National Jeugd Harmonieorkest” (National Youth Philharmonic Orchestra), a qual dirigiu durante vários anos. 

Dirigiu, alguns dos mais importantes agrupamentos europeus para sopros, destacando-se a “Shweizer Armeespiel” (Banda do Exercito Suíço) e Rundfunk Blasorchestre (RBO) de Leipzig.

Desde 1995 é maestro e diretor artístico da Koninklijke Harmonie Sainte Cécile, com a qual, em 2009 venceu WMC de Kerkrade. Atualmente é maestro titular da “European Union Youth Wind Orchestra”, professor no Conservatório de Tilburg e de Maastricht e leciona cursos de direção na Holanda e no estrangeiro.

A Academia Europeia de Direção de Banda, AEDB, iniciou a sua atividade no dia 26 de Fevereiro de 2014, com vinte alunos oriundos de Portugal e Espanha. Disponibilizando um corpo docente internacional de reconhecido valor, nomeadamente, Javier Viceiro (principal professor de direção de orquestra), Jan Cober (principal professor convidado de direcção de orquestra) , António Cantal (análise musical, treino auditivo e orquestração) e André Granjo (repertório).
 
AEDB integra o Projeto denominado “Orquestra de Sopros Portuguesa” (OSP), projeto musical inovador para a região e para o país, fruto da organização da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fornos de Algodres, que já há alguns anos a esta parte tem vindo a promover atividades várias no campo da formação musical. 
 
Neste momento conta como Parceiros Institucionais a Câmara Municipal de Fornos de Algodres, a União Filarmónica do Troviscal (Troviscal, Oliveira do Bairro, Aveiro Portugal), a Banda Cultural de Salceda de Caselas (Salceda, Galiza, Espanha), a Banda Musical de Pontevedra (Pontevedra, Galiza, Espanha), a Agrupación Musical de O Rosal (Pontevedra, Galiza, Espanha), a Banda do Conservatório Profissional de Ponteareas (Pontevedra, Galiza, Espanha), a Banda Sinfónica da PSP (Lisboa, Portugal) e a Banda Sinfónica do Conservatório Superior de Vigo (Vigo, Galiza, Espanha).
Por:Mun.FA/Foto:OSP

“ Celorico a minha perspetiva” de José Albano Marques apresentado

IMG_7623 No passado domingo, a Biblioteca Municipal de Celorico da Beira acolheu a apresentação do livro de José Albano Marques, com o título de “ Celorico a minha perspetiva”.

Marcaram presença neste evento, José Luís Carneiro, Secretário de Estado das Comunidades, José Monteiro, Presidente do Município de Celorico da Beira, o Deputado do PS na Assembleia da República, Santinho Pacheco e o celoricense José Albano Ferreira, família e amigos.

Este livro fala da Vila de Celorico, dos celoricenses, no ontem e hoje, na versão Celorico que somos e um capítulo Celorico e Eu, ainda se destaca o prefácio que foi feito pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio.

Nesta apresentação, os diversos oradores foram falando um pouco deste livro e do autor.

Esta é mais uma publicação a retratar a vida celoricense e engrandece estIMG_7649a vila.

Já o autor José Albano, referiu que, foi a concretização de um projeto pessoal, dado que gosta muito da sua terra.

Por:Sofia Pacheco

Artigo de opinião – Alterações Climáticas – As peças de xadrez

climate-change_650x488_61439352812-650x450O meio ambiente tem no poder decisivo e regulatório as suas figuras principais, ficando para segundo plano o cidadão comum que, sendo fundamental, é colocado em grande medida de lado.

Tenho por hábito comparar o meio ambiente a um jogo de xadrez – muito estratégico, muito tático, imprevisível e acima de tudo a não depender do fator sorte.

Num tabuleiro de xadrez para além das figuras principais e teoricamente mais fortes – torre, cavalo, bispo, rei e rainha – existem as figuras secundárias mais frágeis e por vezes desprotegidas – os peões. O meio ambiente tem no poder decisivo e regulatório as suas figuras principais, ficando para segundo plano o cidadão comum que, sendo fundamental, é colocado em grande medida de lado.

No peão, ou melhor, no cidadão comum existe uma faixa geracional importante que poderá ajudar a alterar o rumo das alterações climáticas, para isso, basta não ser derrubado às primeiras jogadas. Para evitar tal acontecimento trágico é essencial que o poder decisivo, local e/ou nacional, os insira na discussão e na decisão final.

Na minha ótica, não basta o poder decisivo expelir no seu discurso diário os chavões já conhecidos, como são exemplos; 1) “prefiram os transportes públicos”; 2) “andem mais a pé e evitem o transporte pessoal”; 3) “consumam produtos biológicos”; 4) “comprem produtos amigos do ambiente”; 5) “façam a separação dos resíduos em casa”; 6) “plantem árvores”, 7) “poupem energia” mas, para além destes “chavões” importantes, é necessário incentivar as novas gerações a não emigrarem e proporcionar-lhes condições de inserção na discussão pública para que, todos juntos, possamos contribuir para um ambiente mais saudável e, consequentemente, mitigar as causas das alterações climáticas.

Desafio: Porque não criar grupos de trabalho, com os “peões”, em juntas de freguesias, câmaras municipais, associações ambientais, escolas secundárias, universidades e empresas com o objetivo de permutar ideias sobre as alterações climáticas?

Como já constataram, uma das minhas preocupações para o ano de 2017 – ao contrário de Trump – são as alterações climáticas, uma das maiores ameaças ambientais, sociais e económicas que o planeta e a humanidade enfrenta nos dias de hoje. Tenho consciência que a adaptação far-se-á de forma lenta e ao ritmo das necessidades, mas o ser humano tem uma enorme capacidade de adaptação e, à medida que as alterações climáticas a isso o obriguem, ele adaptar-se-á.

Tive a sorte que a minha namorada, neste Natal, brindou-me com o novo livro da Luísa Schmidt, intitulado “Portugal: Ambientes de Mudança”, que faz um retrato ambiental do nosso país nos últimos 25 anos. Das páginas que já tive o prazer de ler, congratulo-me que as ideias principais da autora vão ao encontro das diferentes ideias que tenho vindo a arrumar e a aperfeiçoar ao longo dos últimos anos: Preocupação, Educação, Interesses e Políticas.

A nível mundial, o novo secretário-geral da ONU, o nosso António Guterres, no seu discurso de tomada de posse, no dia 12/12/2016, afirmou que o combate das alterações climáticas irá ser “imparável”, o que, para alterar mentalidades despreocupadas, é certamente uma boa jogada de uma figura principal no nosso tabuleiro de xadrez.

Por cá, Portugal, num passado não muito longínquo, deu sinais da sua preocupação ao querer minimizar as emissões de CO2, como foram algumas das medidas já implementados de elevado efeito prático, das quais destaco 1) a aposta nas energias renováveis – em 2016, foram responsáveis por cerca de 57% do consumo de eletricidade e ainda houve exportações e 2) a aposta na diminuição da produção de resíduos, através da educação e sensibilização ambiental – aqui destaco o papel das escolas e da sociedade ponto verde.

Mas isto não chega. Para complemento das boas práticas, está na altura de melhorarmos ainda mais a temática, dando voz ativa às novas gerações preocupadas. É importante elas deixarem de ser meros peões num tabuleiro gasto de xadrez.

Jorge Palma, na música “A Gente Vai Continuar” afirma; “o sistema é antigo e não poupa ninguém” … será mesmo assim?
Se temos dos jovens mais bem qualificados da Europa, com conhecimentos acima da média e sem vícios do “sistema”, porque não começar a ouvi-los? Porque não renovar as peças de xadrez desse tabuleiro gasto pelo tempo?

Num jog1525594_715250398500024_1212269316_no de xadrez, por vezes, o peão faz xeque-mate ao rei.

Por:Bruno Costa

Foto:CEO Lusófono

Jornadas Técnicas de Emergência Pré-Hospitalar em Melo

  DSC_3485-2Os Bombeiros Voluntários de Melo organizaram neste sábado, dia 7 de janeiro, as suas primeiras Jornadas Técnicas de Emergência Pré-Hospitalar.

A sessão de abertura contou com a presença do Presidente da Assembleia dos Bombeiros de Melo, Dr. João Oliva, Comandante de Melo, Rui Abrantes, 2º. Comandante Operacional Distrital, Dr. José António, Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito da Guarda, Dr. Paulo Amaral, Vice-Presidente da Liga de Bombeiros, Dr. Gil Barreiros e em representação do Município de Gouveia o senhor vereador em exercício Dr. Jorge Ferreira.

Os seis oradores distribuídos por dois panéis, falaram de diversos assuntos relacionados com o socorro e a Emergência Médica, desde a sua evolução, passando pelos principais casos que os tripulantes de socorro podem encontrar no seu dia-a-dia. Houve até, imagine, tempo para colocar uma lágrima no canto do olho com a intervenção da Psicóloga do INEM, que expôs diversos casos vivenciados, sensibilizando a plateia de quando e como solicitar apoio psicológico desta entidade.

Perante a qualidade dos temas abordados, não faltou por parte dos participantes quem quisesse partilhar ideias ou até mesmo tirar dúvidas sobre os assuntos discutidos, tendo-se revelado umas jornadas bastante participativas.

No final do evento, o Comandante do corpo de Bombeiros, bem como o presidente da associação, destacaram ao portal bombeiros.pt a importância destes eventos para a comunidade dos bombeiros e proteção civil, agradeceram ainda à Juvebombeiro local a sua dinâmica e o interesse por organizar este tipo de eventos.

Os Bombeiros Voluntários de Melo, no concelho de Gouveia, têm-se destacado nos últimos tempos pelo seu dinamismo e capacidade de desenvolvimento de atividades, num distrito cada vez mais apagado, os bombeiros desta pequena localidade ainda vão dando cartas.

 

Por:SC-Bombeiros.pt

Vetbeiras vence concurso de Montras em Fornos de Algodres

vetbeiras-1Mediante um vasto leque de montras a concurso nesta época natalícia, em Fornos de Algodres, foi recentemente anunciado, pelo júri, o resultado do respetivo concurso.

Esta é jáPJA-Ferreira-2-845x684 a quarta edição, onde os comerciantes procuram adornar da melhor forma cada uma das suas montras.

Assim a montra vencedora foi a Vetbeiras que somou 156 pontos, no segundo lugar ficou com 133 pontos, a PJA Ferreira Unipessoal, no derradeiro lugar do pódio ficou o Café “O Pote”, que alcançou 117 pontos.

Cafe-Restaurante-O-Pote-2-845x684Por:António Pacheco

Fotos:Mun.FA

Fernando Pires é o candidato do PSD à Câmara Municipal de Aguiar da Beira

15940999_717177698445619_3754104830794610328_nFernando Pires assumiu a sua candidatura à Câmara Municipal de Aguiar da Beira, durante este último fim de semana.

O momento escolhido foi durante o jantar de Ano Novo da família Social Democrata onde decorreu também a tomada de posse da JSD de Aguiar da Beira.

Esteve presente Carlos Peixoto, presidente da Distrital de PSD que anunciou a homologação do nome do candidato de Aguiar da Beira, enaltecendo a experiência e o espírito de entrega à causa publica do candidato social democrata.

Fernando Pires agradeceu a confiança depositada por parte de todos, Comissão Política Distrital e Concelhia, Presidentes de junta do PSD, militantes, simpatizantes e amigos.

Ao grande número de jovens presente deixou uma palavra especial de confiança15940676_717177631778959_5866575206155593886_n “quem confiar em mim, confia no nosso concelho”.

Fernando Pires é engenheiro agrícola, empresário, consultor agrícola e dinamizador no comercio internacional. Foi vereador do PSD a tempo inteiro na Câmara de Aguiar da Beira durante doze anos e atualmente é vereador da oposição a um executivo maioritário independente.

Por:PSD/Aguiar da Beira

Uma enchente presenciou o Concerto de Ano Novo em Mangualde

IMG_7476 A noite deste sábado foi de alegria e um  grande registo musical, decorreu no Complexo Paroquial de Mangualde, o Concerto de Ano Novo, com uma grande enchente a estar presente.

As melodias da Orquestra POEMa e da Orquestra Juvenil das Escolas de Mangualde ecoaram assim numa noite memorável. O espetáculo teve início pelas 21h00 e a entrada foi livre.

 A Orquestra Juvenil das Escolas de Mangualde, com a direção musical de Admar Ferreira, interpretou os temas: “Ainda agora aqui cheguei” – Canção das Janeiras; Amazing Grace; Happy X-Tmas; Hallelujah; De Voz em Voz; O Amor Vencerá; Medley de Natal – Instrumental; É tempo de festejar.

Temas como O Rapto do Serralho (Abertura) – W. A. Mozart (arr. Richard Meyer)IMG_7667; Sinfonia do Brinquedos – J. Hayd I. Allegro II. Menuetto III. Finale; Romeu e Julieta (Abertura) – P. I. Tchaikovsky (arr. Richard Meyer); Star Wars: Episode III Revenge of the Sith – John Williams (arr. Victor Lopez) e Die Fledermaus Overture – Johann Strauss, foram interpretados pela Orquestra POEMa, com a direção musical de Tiago Correia.

A Orquestra POEMa e a Orquestra Juvenil das Escolas de Mangualde interpretaram ainda alguns temas como sendo Pompa e Circunstancia IMG_7616(Marcha) – Elgar e Pinheiro Mágico.

 A iniciativa foi promovida pela Câmara Municipal de Mangualde e pelo Conservatório de Música de Viseu, Dr. Azeredo Perdigão e integrou a programação do ‘Natal em Mangualde 2016’. Contou ainda com o apoio do Agrupamento de Escolas de Mangualde e da Paróquia de Mangualde.

Ao qual, o Cónego Seixas e o Presidente do Município, João Azevedo se mostraram muito agradados com esta qualidade musical que foi apresentada na noite deste sábado, ainda esteve como convidado o Mére de Land que também estava radiante.

Uma noite de grande animação musical para todos os presentes.

Por:AP/SP/MM

 

Inaugurada sede da Junta de Freguesia e Posto da GNR nas Freixedas

15940669_1656974104329368_3112916478533778918_n Decorreu na tarde deste domingo, a inauguração da nova sede da Junta de Freguesia de Freixedas, assim como do novo Posto da GNR desta mesma localidade do concelho de Pinhel.

As novas instalações de ambos os serviços ficam agora sedeadas na antiga Escola Primária Masculina de Freixedas, um edifício centenário que, mercê das obras levadas a efeito, volta a ganhar vida e utilidade pública.
A cerimónia de inauguração contou com a presença do Bispo da Guarda, D. Manuel da Rocha Felício, a quem coube a bênção do edifício, assim como do Comandante do Comando Operacional da Guarda Nacional Republicana, Major-General Rui Moura, em representação desta força de segur15966193_1656976517662460_5044285086579938113_nança presente nas Freixedas há várias décadas.
A presidir à inauguração esteve o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, que lembrou o esforço financeiro associado à recuperação da antiga escola primária de modo a poder acolher, de agora em diante, a sede da Junta de Freguesia e o Posto da GNR.
Tratou-se de um investimento na ordem dos 150 mil euros, que possibilitará que estes dois serviços de proximidade funcionem agora em instalações renovadas, com melhores condições e mais adequadas às necessidades do presente.
Da parte do Presidente da Junta de Freguesia de Freixedas, Vítor Monteiro, ficou o registo de ver um desejo antigo cumprido, fruto do esforço da J15894829_1656974500995995_1615440908645799847_nunta e do apoio do Município de Pinhel.

De referir que, neste domingo, foram também inauguradas as obras de remodelação do forno público, um espaço comunitário que serviu várias gerações e que, com as obras agora realizadas, ganhará certamente uma nova vida.

Por:Mun.Pinhel

AFViseu- Resultados da Divisão de Honra-14ªronda

AF Viseu5Uma igualdade entre os primeiros Ferreira de Aves e Sampedrense, a uma bola, com o líder a manter distancias, apena s Penalva do Castelo se chegou, face ao triunfo difícil perante o vizinho Roriz, por quatro bolas a duas.

O Mangualde a golear o Canas de Senhorim por cinco bolas a uma.

Por:zero zero

08/01 Canas Senhorim 1-5 Mangualde FG
Sampedrense 1-1 Ferreira de Aves FG
Silgueiros 2-2 Resende FG
SC Lamego 0-0 ACDR Lamelas FG
Castro Daire 0-0 Carregal do Sal FG
Tarouquense 0-2 Sport Clube Paivense FG
Sátão 1-0 Oliv. Frades FG
Penalva Castelo 4-2 GDC Roriz FG
Classificação
P J V E D GM GS DG
1 Ferreira de Aves 31 14 9 4 1 21 9 +12 a
2 Sampedrense 26 14 6 8 0 17 7 +10 a
3 7 Penalva Castelo 24 14 7 3 4 23 19 +4 a
4 8 Carregal do Sal 23 14 6 5 3 19 13 +6 a
5 7 Mangualde 22 14 6 4 4 17 13 +4 a
6 8 Resende 22 14 6 4 4 23 13 +10 a
7 8 GDC Roriz 21 14 5 6 3 20 17 +3 a
8 7 Sátão 21 14 6 3 5 22 17 +5 a
9 8 ACDR Lamelas 21 14 6 3 5 20 17 +3 a
10 8 Silgueiros 21 14 6 3 5 19 17 +2 a
11 7 Sport Clube Paivense 20 13 5 5 3 9 6 +3 a
12 8 Castro Daire 19 14 5 4 5 20 18 +2 a
13 SC Lamego 17 14 5 2 7 23 24 -1 a
14 Tarouquense 8 14 2 2 10 13 26 -13 a
15 Oliv. Frades 7 13 2 1 10 7 22 -15 a
16 Canas Senhorim 1 14 0 1 13 7 42 -35 a
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar