Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional (page 30)

Nacional

CP-Penalva e Mêda derrotados na 4ªronda

Disputou-se a quarta ronda do Campeonato de Portugal, com o Mêda a voltar a perder em casa, perante o fortíssimo Lus.Vildemoinhos, por quatro bolas a zero, com o póquer de Klysman. Já o Penalva do Castelo entrou a perder com a Gafanha a marcar no minuto 1 e face a isso, aos 13´,voltou a sofrer novo golo desta vez de grande penalidade.

Os homens de castendo ainda lutaram e criaram perigo,mas o keeper Nuno defendia tudo e ao cair do pano, novo golo dos aveirenses.

Resultados:

Marítimo B- Sanjoanense- 0-2

Amarante- Águeda – 4-0

Cesarense- Lus. Lourosa- 0-0

Leça-Coimbrões- 1-1

SC Meda- Lus.Vildemoinhos-0-4

Penalva- Gafanha- 0-3

Sp.Espinho- Gondomar- 0-0

Paredes- Pedras Rubras-2-2

Cinfães- U.Madeira-

 

AF Guarda- Calendário da 1ªdivisão sénior 2018/19

O Paço da Cultura na Guarda, foi palco dos sorteios dos distritais de futebol da AF Guarda, 2018/19.

Assim depois da extensa cerimónia, foi sorteado o distrital maior da AF Guarda com a seguinte tabela:

1- AD S.Romão
2- GD Trancoso
3- Aguiar da Beira
4- AD Fornos de Algodres
5- G. Figueirense
6- AD Manteigas
7- Estrela de Almeida
8- SC Vilar Formoso
9- CD Gouveia
10- CF Vilanovenses
11- CCDR Vila Cortês
12- SC Celoricense
13- SC Sabugal
14- ACD Soito

A tabela de jogos está assim definida com 14 equipas:

1ª jornada: 30-09-2018; 1-3; 12-5; 10-7; 8-9; 6-11; 4-13; 14-2

2ª jornada: 07-10-2018; 3-14; 5-1; 7-12; 9-10; 11-8; 13-6; 2-4

3ª jornada: 14-10-2018; 3-5; 1-7; 12-9; 10-11; 8-13; 6-2; 14-4

4ª jornada: 21-10-2018; 5-14; 7-3; 9-1; 11-12; 13-10; 2-8; 4-6

5ª jornada: 28-10-2018; 5-7; 3-9; 1-11; 12-13; 10-2; 8-4; 14-6

6ª jornada: 04-11-2018; 7-14; 9-5; 11-3; 13-1; 2-12; 4-10; 6-8

7ª jornada: 18-11-2019; 7-9; 5-11; 3-13; 1-2; 12-4; 10-6; 14-8

8ª jornada: 25-11-2018; 9-14; 11-7; 13-5; 2-3; 4-1; 6-12; 8-10

9ª jornada: 02-12-2019; 9-11; 7-13; 5-2; 3-4; 1-6; 12-8; 14-10

10ª jornada: 09-12-2018; 11-14; 13-9; 2-7; 4-5; 6-3; 8-1; 10-12

11ª jornada: 16-12-2019; 11-13; 9-2; 7-4; 5-6; 3-8; 1-10; 14-12

12ª jornada: 23-12-2018; 14-13; 2-11; 4-9; 6-7; 8-5; 10-3; 12-1

13ª jornada: 06-01-2019; 13-2; 11-4; 9-6; 7-8; 5-10; 3-12; 1-14

A jornada inicial inicia-se a 30 de setembro, com os seguintes jogos:
São Romão – Aguiar da Beira
SC Celoricense – G. Figueirense
CF Vilanovenses – Estrela de Almeida
SC Vilar Formoso – CD Gouveia
Manteigas – CCDR Vila Cortêz
AD Fornos de Algodres – SC Sabugal
ACD Soito – GD Trancoso

Aproffal fez campanha de sensibilização

Teve lugar, no concelho de Fornos de Algodres, uma campanha de sensibilização por jovens, pela Aproffal, no âmbito do Programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas”.
Esta fase final desta campanha decorreu na União de Freguesias de Juncais,Vila Ruiva, Vila Soeiro do Chão e Freguesia Fornos de Algodres.

Foto:Aproffal

Atividade operacional diária da GNR

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Trancoso, ontem, dia 30 de agosto, deteve um homem de 58 anos, por violência doméstica, no Concelho de Trancoso.

A detenção ocorreu no âmbito de uma denuncia por violência doméstica, que envolveu um episódio de agressões físicas e verbais do suspeito sobre a sua esposa, de 40 anos, e dois menores. De imediato foram encaminhadas patrulhas para o local, tendo os militares surpreendido o suspeito enquanto este ameaçava a família de morte.

O detido, com antecedentes criminais pelo mesmo ilícito, foi  presente, hoje, no Tribunal Judicial da Guarda, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

__________________________________________

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções: 34 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 26 por condução sob o efeito do álcool;
  • Três por condução sem habilitação legal;
  • Dois por tráfico de estupefacientes;
  • Um por furto.

 

  1. Apreensões:
  • 63 doses de haxixe;
  • 21 doses de cocaína.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 597 infrações detetadas, destacando-se:

    • 445 por excesso de velocidade;
    • 63 por condução com Taxa de Álcool no Sangue superior ao permitido por lei;
  • 30 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 13 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Nove por fata ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • Nove por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

 

Sinistralidade: 106 acidentes registados, destacando-se:

  • Três feridos graves;
  • 43 feridos leves.

Festas da Cidade abriram com uma enchente em Mangualde

Nesta sexta-feira, as Festas da Cidade de Mangualde iniciaram com stands e muita animação, mais à noite a grande atração foi a Cuca Roseta.

Milhares de pessoas encheram o Largo Dr.Couto, que se engalanou para receber, Cuca Roseta, uma atração que encantou o público.

Feira do Vinho do Dão abriu em ambiente festivo

Depois de na quinta-feira, ter decorrido o Fórum do Dão em Santar, nesta sexta-feira, a Feira do Vinho do Dão abriu as portas.

Uma sessão solene antecedeu a abertura oficial, onde marcaram presença para além de José Borges da Silva, Pres. do Município de Nelas, Ana Godinho, Sec.Estado do Turismo, Pedro Machado, Pres. Turismo do Centro de Portugal, Confraria de énofilos, autarcas diversos e demais convidados.

Seguiu-se uma visita à feira, onde passaram por todos os stands vinhateiros, um pouco por toda região.

Mais há noite, depois de todos passarem pela Feira de alimentação, foi hora de o espectáculo ” O Corcunda ter “inicio.

Para quem não viu hoje, terá mas duas oportunidades de ver neste sábado e domingo.

III Encontro de Instrutores decorreu em Vila Ruiva

O Inatel de Vila Ruiva foi o local escolhido pelo Clube de Escolas de Karaté Shukokai para o III Encontro de Instrutores. Provenientes de diferentes pontos do nosso país foram 16 os participantes, entre eles elementos da direção do clube e do departamento técnico.

No encontro, realizado no último fim de semana (25 e 26 de Agosto), debateu-se o novo plano de atividades assim como a atualização do plano de graduações para a época 18/19. Sendo aprovado por unanimidade a realização do Torneio de Karaté CEKS Cup, em Fornos de Algodres. Prova do sucesso do Estágio de Primavera realizado na última época, Fornos de Algodres receberá em maio de 2019, os atletas CEKS para competirem nas modalidades de Kata e Kumite.

Durante o fim de semana os participantes tiveram também oportunidade de desfrutar de uma manhã de treino nos jardins da instalação hoteleira, onde foi possível partilhar algumas experiências entre os instrutores.

AFGuarda- Equipas dos campeonatos já conhecidas

O Campeonato da 1ª Divisão de Futebol vai iniciar-se a 30 de setembro e  estão inscritos 14 clubes. São eles o Estrela de Almeida, Soito, Fornos de Algodres, Manteigas, São Romão, Aguiar da Beira, Vila Cortês, Vilanovenses, Gouveia, Ginásio Figueirense, Trancoso, Celoricense, Sabugal e Vilar Formoso.

Já no distrital da 2ªdivisão, estão inscritos 8 equipas, com o arranque a ter lugar a 28 de outubro.

Nespereira,Vila Franca das Naves, Freixo de Numão ,”Os Castelos”, Pala,Casal de Cinza,GD Foz Côa ,Paços da Serra.

No Campeonato da 1º Distrital de Futsal Masculino vão estar em prova 9 equipas:
–   Penaverdense
– CDC Pinheiro
– C F  Sabugal
– GD Sameiro
– GDR Lameirinhas
– GD Foz Côa
– Casal de Cinza
– GD Mêda
– SC Sabugal
Vai ter início a 13 de Outubro.

O sorteio decorre este sábado, 1 de setembro, ás 15h, no Paço da Cultura.

Ângela Guerra, lançou questões ao Ministério da Agricultura

A deputada do PSD na Assembleia da República, Ângela Guerra, deixou algumas questões ao Ministério da Agricultura sobre as recentes anomalias climatéricas.

A direção da Adega Cooperativa de Pinhel questionou no final da passada semana o Ministério da Agricultura sobre as recentes anomalias climatéricas, que afetaram a região de Pinhel e determinaram consequências desastrosas ao nível da viticultura.

A questão prendia-se com ocorrências climatéricas que tiveram lugar nos meses de Maio e Junho, “com tempo frio e chuvoso, que retardou o abrolhamento da vinha, o excesso de humidade contribuiu para o desenvolvimento de vários focos de míldio na região, que de forma anormal resistiu a vários tratamentos, independentemente dos produtos fitossanitários utilizados” e que foram muitos.

Referiam ainda que “ os viticultores desta região, por norma tratam muito bem a vinha, pois ela é uma das principais fontes produtivas do concelho, em termos agrícolas e a par do azeite, os únicos produtos comercializáveis. Assim, com muitos tratamentos, conseguimos em muitas situações minimizar os prejuízos, até que apareceu a vaga de calor que varreu o país de norte a sul, em Pinhel registaram-se temperaturas muito acima do normal, em alguns locais chegou aos 45 graus.”

Este conjunto de situações anómalas terá criado “uma conjuntura muito diferente do normal para região, com elevados prejuízos, embora difíceis de quantificar, mas que se devem aproximar dos 50%, valor passível de verificação na declaração de produção que todos os anos a adega entrega ao IVV.”

Sendo que, se no ano 2016 que serve de referência, “a produção da adega superou 16.000.000 de quilos, para este ano, prevemos uma campanha a rondar os 8.000.000 de quilos.”

A maior parte dos associados terá feito o respectivo seguro de colheitas ao nível das coberturas base, geada, granizo e tromba de água, sendo que, como o escaldão é uma cobertura adicional e tem elevado custo, muito poucos a terão contratualizado. Pois, como ali referiam “a vinha na região não têm um rendimento que permita aos agricultores suportar um custo de seguro, com coberturas adicionais, porquanto o preço é muito elevado, sendo que a cobertura base e adicionais superam os 10% do rendimento bruto da vinha.”

O seguro sempre foi feito ao longo dos anos, com elevados custos, só no presente ano foram liquidados 470.000€ sem a cobertura adicional de escaldão, e por consequência, sempre se contribuiu para o fundo de calamidades, pelo que, se entende que “seria de elementar justiça accionar o mesmo, no presente ano, por forma a minorar os elevados prejuízos e criar condições para a continuidade da vinha na região.”

Terminam, solicitavam o respectivo “apoio por parte do Ministério para que esta grave situação possa ser minorada, requerendo ainda que se possam desenvolver todos os procedimentos no sentido de accionar o fundo de calamidades para esta região.”

Em nota enviada hoje mesmo à comunicação social o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural veio informar que está a acompanhar esta situação, para a qual dispõe já de mecanismos de apoio”.

Na mesma nota, aquele Ministério esclarece ainda que “financia um sistema de seguros de colheitas agrícolas, no qual se incluem os seguros vitícolas de colheitas (subsidiados a 80% no caso de seguros a título coletivo e a 75% de seguros a título individual), com um montante anual de 3,5 milhões de euros”.

O documento refere ainda que os seguros de colheitas “estão disponíveis para todos os agricultores que a eles pretendam recorrer e são cofinanciados pelo Estado num montante anual global de 11,5 milhões de euros”.

“O Fundo de Calamidades foi extinto pelo anterior Executivo, sendo que, enquanto vigorou, apenas era aplicável a riscos não cobertos pelo sistema de seguros, o que, manifestamente, não é o caso”, conclui.

Pelo que e, assim sendo, se depreende que o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, pese embora, esteja a acompanhar a situação não vai fazer absolutamente nada para garantir alguma ajuda económica a estes agricultores que ficaram com as suas colheitas reduzidas a zero.

Assim nos termos regimentais se questiona o Senhor Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, nos seguintes termos:

1- Se activar linhas de apoio ao setor vitivinícola de Pinhel, desenvolvendo todos os procedimentos no sentido de acionar o Fundo de Calamidades para a área de influência desta Adega Cooperativa, como apoio aos respetivos associados, não é aplicável, como referem, por estar coberto pelo sistema de seguros, que outras medidas de apoio poderão ser agilizadas?

2- Considerando as perdas quase absolutas que a Adega Cooperativa refere irem ocorrer a uma grande percentagem de agricultores que dependem na exclusividade deste rendimento, se ainda assim, nenhuma outra medida poderá ser equacionada?

3- Qual é a estimativa de perda ao nível da região que o Ministério faz devido a esta situação climatérica extrema (escaldão) em termos de quantidade, em termos de valores e correspondentes perdas nas vendas e, ainda, no que isso determinará em termos económicos no valor acrescentado para a região?

 

Candeias (Rangers) vai jogar na fase de grupos da Liga Europa

Uma boa prestação, o jovem fornense Candeias tem rubricado no Rangers (Escócia), face a isso, na Liga Europa segue em frente.

Assim depois de ter vencido na 1ªmão por 1-0, nesta quinta -feira, empatou fora de portas diante do Ufa a uma bola.

Desta forma, vamos ter mais um português na fase de grupos da Liga Europa.

foto:RFC

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar