Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional (page 40)

Nacional

3ªdivisão:Guarda, Pinhelenses, Celoricenses, Lamego, Vildemoinhos e Mortágua participaram na 1ªedição completa

A primeira vez em que a 3ªDivisão Nacional se realizou foi em 1968/69 tendo arrancado logo no início da temporada , dado que anteriormente, era mais uma segunda fase, porque na fase inicial apenas participaram equipas dos distritais.
Assim deixamos aqui uma nota , a participação da Guarda, Pinhelenses e Celoricense (AF Guarda) e Lamego, Vildemoinhos e Mortágua (AF Viseu).
Aqui fica a Classificação final do Campeonato Nacional da 3ª Divisão, Zona B, época de 1968/69: União de Lamas 37 pontos, Lamego 34, Lusitânia de Lourosa 30, União de Coimbra 28, Oliveirense 26, Feirense 25, Marialvas 20, L. Vildemoinhos 16, Guarda 16, Mortágua 13, Pinhelenses 10 e Celoricense 9 pontos.
O União de Lamas chegou longe na competição. Na final do campeonato, depois de empatar o primeiro jogo 1-1 com o Sp. Farense, a equipa do União de Lamas venceu por 1-0 no jogo de desempate e sagrou-se pela segunda vez Campeão Nacional da 3ª Divisão.

Gonçalense esteve presente em 1969/70
Em 1969/70 a competição passou para 16 equipas. Aqui fica a classificação da Zona B:
Classificação final: União de Coimbra 50 pontos, Alba 48, Sp. Covilhã, 47, Oliveirense 45, Lusitânia de Lourosa 40, Marialvas 37, Valecambrense 34, Feirense 30, Ala Arriba 28, Guarda 28, Penalva do Castelo 26, L. Vildemoinhos 23, Mortágua 15, Celoricense 13, Pinhelenses 11 e Gonçalense 5 pontos. O União de Coimbra foi o vencedor e subiu à 2ª Divisão Nacional. Os quatro últimos classificados desceram de divisão.

fonte:LS

Plano Operacional Municipal (POM) aprovado pelo Município de Pinhel

Teve lugar no Auditório da Câmara Municipal de Pinhel, a primeira reunião presencial sempre garantindo as distâncias recomendadas entre todos os participantes.
Em comunicado, informou que antes do período da ordem do dia, o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, teve oportunidade de fazer um ponto de situação relativo à situação decorrente da pandemia de COVID-19.

Salientou a reabertura ao público da Loja do Munícipe, desde a passada segunda-feira (dia 4 de maio), garantindo que estão a ser acautelados todos os cuidados possíveis, desde a limitação do atendimento a um munícipe de cada vez, passando pelo uso de máscara (por parte de funcionários e munícipes). Além disso, o espaço é devidamente higienizado entre cada atendimento, sendo também pedido aos munícipes que façam a higienização das mãos a entrada e à saída.

O Presidente informou ainda que está em curso a distribuição de máscaras reutilizáveis à população do concelho, uma operação levada a efeito por três equipas de funcionários municipais que estão a fazer a entrega das máscaras porta a porta, entregando uma máscara por pessoa.

A este propósito, o autarca fez questão de realçar o empenho dos funcionários do Município que, desde a primeira hora, têm estado na linha da frente das operações levadas a efeito pela autarquia, mas também dos funcionários que presencialmente ou em regime de teletrabalho têm contribuído para garantir a normalidade da maioria dos serviços.

Finalmente, o Presidente da Câmara informou o Executivo da aquisição de duas máquinas de desinfeção que irão ser utilizadas para desinfetar espaços como o Agrupamento de Escolas onde vão ser retomadas as aulas (previsivelmente a 18 de maio, para 11º e 12º anos), mas também o próprio edifício da Câmara e até viaturas.

Da ordem de trabalhos, destaque para a aprovação do Plano Operacional Municipal (POM), documento aprovado por unanimidade na passada terça-feira, em reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Pinhel.
De referir que o POM é o documento que tem como objetivo operacionalizar o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), em particular para as ações de vigilância, deteção, fiscalização, 1ª intervenção, combate, rescaldo e vigilância pós-incêndio.

Município de Fornos de Algodres iniciou testes de despistagem à COVID-19 em IPSS do Concelho

A realização de testes de despistagem à COVID-19 aos funcionários das IPSS do concelho de Fornos de Algodres já iniciaram , uma das instituições foi a ISCMFA.

Este ato preventivo, para mitigar os efeitos da pandemia COVID-19, é uma das medidas implementadas pela Câmara Municipal de Fornos de Algodres, que comparticipa 50% dos custos dos mesmos, e é realizado no âmbito do Programa de Intervenção Preventiva em IPSS, responsabilidade do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em articulação com a CIMBSE.

Para além desta medida de apoio às instituições particulares de solidariedade social (IPSS), o Município de Fornos de Algodres tem oferecido, de acordo com as necessidades verificadas, equipamento de proteção individual e criou o Programa de Apoio às Instituições de 1.ª linha no combate à pandemia COVID-19, em que transferirá uma verba de modo a assegurar a sustentabilidade financeira e a qualidade de resposta junto da população idosa, por parte dessas instituições.

Museu do Caramulo é membro oficial da FIVA

O Museu do Caramulo é, desde 30 de Abril, membro oficial da FIVA (Fédération Internationale de Vehicules Anciens), a organização mundial dedicada à preservação, promoção e protecção de veículos históricos e respectiva cultura.
Na qualidade de membro oficial, o Museu do Caramulo reforça, assim, o seu estatuto de entidade certificadora nacional, no âmbito da Certificação de Veículos de Interesse Histórico. Encontra-se igualmente habilitado a integrar projectos e actividades da Comissão FIVA, antecipar e influenciar a evolução da legislação relacionada, beneficiar de uma rede voluntária de engenheiros, advogados, historiadores, jornalistas, que contribuem para o cumprimento da missão de protecção, preservação e promoção do património ligado aos veículos com interesse histórico.
Fundada em 1966 e reconhecida pela UNESCO, a FIVA conta com mais de 85 organizações membro, em mais de 71 países, representando 1.500.000 entusiastas de veículos históricos.
Com mais de 60 anos de existência e visitado por mais de um milhão e meio de pessoas, o Museu do Caramulo alberga no seu espólio uma colecção de arte, uma colecção de automóveis, motos e bicicletas e uma colecção de brinquedos antigos. O Museu do Caramulo produz ainda, de forma regular, exposições temáticas e temporárias, e organiza vários eventos como o Salão Motorclássico, o Caramulo Motorfestival ou o Rider – Passeio de Motos Clássicas.

 

Mais de 30 mil euros angariados pelo Núcleo Regional do Centro da LPCC

A campanha de angariação de fundos “Todos por Todos – Porque os doentes oncológicos vão precisar mais de si” é do Núcleo Regional do Centro da LPCC. Até ao momento já foram angariados 27.443,20€ em donativos pecuniários, 3.000,00€ em donativos em espécie e distribuídos, na Região Centro, 16.706 produtos.

A campanha de angariação de fundos do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) “Todos por Todos – Porque os doentes oncológicos vão precisar mais de si”, arrancou há cerca de 1 mês sob o mote #TODOSPORTODOS #STOPCOVID.STOPCANCRO.

A iniciativa, dirigida aos residentes na Região Centro, pretende angariar fundos para a aquisição de bens alimentares, equipamentos hospitalares e de proteção individual, a serem entregues a Unidades Hospitalares, Centros de Saúde, lares e residências de idosos de toda a região centro, enquanto decorrer esta fase crítica. Logo que os aspetos logísticos estejam mais normalizados, a campanha visa ainda reforçar o apoio aos doentes oncológicos e suas famílias.

A empresa de Coimbra Pereira & Santos – Cash & Carry aliou-se a esta iniciativa com o primeiro de todos os contributos, no valor de 22.312,20€, sob o princípio da responsabilidade social empresarial, marcando o arranque desta angariação solidária.

A campanha conseguiu, até ao momento, 27. 443,20€, em donativos pecuniários e 3.000,00€ em donativos em espécie, tendo sido já distribuídos na Região Centro 16.706 produtos. A ação dá continuidade ao plano estruturado que o Núcleo tem em curso, e cujo investimento orçamental ultrapassa os duzentos mil euros de aquisição de materiais e bens.

 

Funcionários da Câmara de Celorico da Beira presenteados com máscaras pela Mey Têxteis

Um novo gesto de solidariedade pela Mey Têxteis, empresa dedicada à confeção têxtil de vestuário interior, sediada em Celorico da Beira Gare, na pessoa do diretor Jörg Baasner ofereceu, , ao Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, 230 máscaras reutilizáveis que vão ser entregues a todos os funcionários da autarquia.

Numa segunda fase, esta empresa oferecerá este equipamento de proteção individual, a todas as entidades do concelho que têm estado na “linha da frente” do combate à Covid-19.

Devido à pandemia, a empresa alemã viu-se forçada no dia 23 de março, a suspender a produção por um período de um mês, salvaguardando a saúde dos trabalhadores e dos seus familiares.

Depois deste período em lay off, a Mey Têxteis, com uma pequena equipa de funcionários, alterou a sua linha de produção, fabricando não só máscaras reutilizáveis como também máscaras cirúrgicas destinadas aos profissionais de saúde.

Brevemente irão retornar mais equipas para ajudar na produção das máscaras de proteção, até ao seu funcionamento normal.

A Mey Têxteis, situa-se na Zona Industrial de Fornotelheiro, desde 1990, empregando 235 colaboradores não só do concelho de Celorico da Beira, mas também dos concelhos limítrofes.

Novo Centro de Apoio Cultural e Intergeracional de Quintela de Azurara vai ser uma realidade

                                             Investimento total de mais de 164 mil euros.

O Município de Mangualde viu aprovada a candidatura ao PDR2020/Renovação de Aldeias, que visa transformar as antigas escolas primárias, no novo Centro de Apoio Cultural e Intergeracional de Quintela de Azurara. Esta obra representa um investimento global de mais de 164 mil euros, sendo que pelo PDR 2020 foram considerados elegíveis mais de 153 mil euros, do qual será obtida comparticipação de 80% no valor de cerca de 122 mil euros.

O projeto entra agora numa nova fase de cabimentação orçamental e lançamento do concurso público para adjudicação da obra.  Para Elísio Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, “trata-se de mais um projeto que aumentará a capacidade de reposta social, intergeracional, e que dará suporte à dinamização de uma freguesia rica em cultura e tradições”.

Além do Município de Mangualde, são parceiros deste projeto a Junta de Freguesia de Quintela de Azurara, o Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela e a Santa Casa da Misericórdia de Mangualde.

Bombeiros de Fornos de Algodres recebem máscaras

Os gestos de solidariedade continuam, assim o ato de doar significa, ajudar o próximo, por mais simples que seja a sua acção, é fazer-nos compreendidos e felizes. A cada ajuda, um mérito próprio, “dá-se pela alegria do próximo, doa-se pelo bem do próximo” Até porque muitas vezes, uma pequena oferta, produz grandes efeitos. Desta forma,  Cristina Panarra Cabral Silva, representante em Fornos de Algodres do Gás OZ, ofereceu  5 máscaras e 1 garrafa de gás propano.

Já o grupo ” Oceanos sem Plásticos” também presenteou os Bombeiros de Fornos de Algodres,com máscaras.

Deste modo, este corpo de bombeiros agradece a estas pessoas que tiveram este gesto nobre e assim todo este material vem apetrechar melhor os soldados da paz.

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais de meio milhar de candidaturas às 7 Maravilhas da Cultura Popular®

 

A Organização das 7 Maravilhas de Portugal® recebeu 504 candidaturas ao seu concurso de 2020, dedicado à Cultura Popular. Estas candidaturas foram avaliadas pelo Conselho Científico, que acabou por atribuir o selo de Nomeado a 471.

Os resultados da avaliação pelo Painel de Especialistas, a 3ª Fase do concurso, serão conhecidos a 7 de Junho, com atraso de 1 mês, em virtude dos constrangimentos causados por covid-19.

Nessa fase, o Painel de Especialistas composto por 7 elementos de cada um dos 18 distritos e 2 regiões autónomas, elege 7 patrimónios de cada região, num total de 140 finalistas regionais, que participarão nas respetivas eliminatórias regionais.

A 7 de Junho serão igualmente divulgadas as próximas etapas do concurso, que estão neste momento condicionadas à evolução da pandemia causada por covid-19.

“Acreditamos que Portugal e o Mundo vão ultrapassar esta crise e que no Verão será altura de fazer o país ressurgir, de puxar para cima as nossas características únicas, as nossas inesgotáveis maravilhas, a nossa cultura popular baseada em vivências e saberes únicos, que têm feito de Portugal a nação que todos adoramos e que também os turistas estrangeiros se habituaram a disfrutar. A eleição das 7 Maravilhas da Cultura Popular® é por isso de uma grande oportunidade, e como profundos conhecedores e promotores de todos os patrimónios que constroem a nossa Identidade Nacional, fazemos votos para que existam condições para voltarmos ao contacto com o grande público, na defesa daquilo que é nosso, que nos diverte e que representa a nossa herança enquanto povo”, explica Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas®.

Sobre as 7 Maravilhas®

Desde 2007 que divulgamos e comunicamos os valores positivos de uma Identidade Nacional forte.

Através desta experiência sabemos que as pessoas gostam de participar ativamente nas votações. Querem fazer as suas escolhas através do voto – são causas nacionais reconhecidas, temas que as pessoas amam.

A eleição das 7 Maravilhas® permitem a criação de roteiros turísticos que exploram o melhor que um país tem para oferecer, tanto para os turistas nacionais como para os internacionais. A primeira eleição decorreu em 2007 e catapultou o Património Histórico nacional para a ribalta global.

Em 2009 foi eleito o Património de Origem Portuguesa no Mundo, que partiu de uma base única no mundo – património classificado como Património da Humanidade em 3 continentes distintos, América do Sul, África e Ásia. A partir de 2010 foram eleitas as Maravilhas Naturais, a Gastronomia, as Praias, as Aldeias, as Mesas e os Doces, projetos que constituíram um grandioso sucesso, que levou ao conhecimento do público, lugares e a interioridade de Portugal, numa busca pelas origens e pela autenticidade, onde participaram centenas de milhares de portugueses.

A distinção de ser uma das 7 Maravilhas® é hoje um poderoso ícone de marketing e comunicação dentro e fora de Portugal.

A eleição das 7 Maravilhas da Cultura Popular® é a nona edição realizada desde 2007, com concursos que têm por tema os grandes valores da Identidade Nacional:

7 Maravilhas de Portugal® (Património Histórico), em 2007

7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo® (Património Histórico), em 2009

7 Maravilhas Naturais de Portugal®, em 2010

7 Maravilhas da Gastronomia®, em 2011

7 Maravilhas – Praias de Portugal®, em 2012

7 Maravilhas de Portugal – Aldeias®, em 2017

7 Maravilhas à Mesa®, em 2018

7 Maravilhas Doces de Portugal®, em 2019

A RTP é a Televisão Oficial.

Todo o processo de eleição é auditado pela empresa internacional de auditores PwC.

 

AF Viseu- Renovações no SL Nelas

Continua a turma de Rui Vale, o SL Nelas a preparar a nova temporada, face a isso, vai renovando com alguns atletas, assim continuam a vestir de encarnado:

Fábio Andrade, Zé Manuel, Miguel, Gírio, Mika, Negrete, José Lopes, Chico, Gui, Jorge e David.

Nova contratação:Pedro (ex Roriz)

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar