Templates by BIGtheme NET
Home » Nacional (page 5)

Nacional

Cerimónia de Geminação das Cidades de Mangualde e Lempdes

Decorre no próximo dia 9 de junho, pelas 17h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a Cerimónia de Geminação das Cidades de Mangualde e Lempdes.

O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, tem a honra de convidar toda a comunidade a estar presente na cerimónia, que contará igualmente com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Lempdes, Henri Gisselbrecht.

A ideia de geminação entre as duas cidades surgiu de uma iniciativa dos Clubes de 2CV das duas cidades – o “Club 2CV de Mangualde” e o “Club des Amis de La 2CV” -, que se dirigiram às respetivas autarquias para proporem a ideia, desde logo aceite.

 

 DUAS CIDADES LIGADAS PELO 2CV

Lempdes é considerada a “cidade berço” do 2CV. Era em Lempdes que o criador do carro residia, sendo que a sua casa abriga agora os Paços do Concelho. Pierre Boulanger, engenheiro de formação, tinha assumido a direção da Citroën a pedido da Michelin, proprietária da marca. O seu projeto sempre fora de conceber um carro que fosse barato e económico para que um maior número de franceses pudesse aceder ao prazer de se deslocarem em automóvel. A segunda guerra mundial veio interromper este projeto, que só se concretizaria em 1948 com a apresentação do 2CV no Salão Automóvel de Paris, em outubro desse ano. Pierre Boulanger faleceu, ironia do destino, num acidente de carro, em 1950, sendo sepultado em Lempdes.

Mangualde, por sua parte, ficou associada à Citroën e ao 2CV em particular pelo facto de ter sido produzido o último exemplar desse modelo na Citroën Lusitânia, a 27 de julho de 1990. A realização da Rotunda 2CV à entrada de Mangualde e a colocação de um pequeno monumento junto da fábrica lembrando este facto faz com que inúmeros bicavalistas passem em Mangualde para recordar este facto.

Por:MM

GNR– Ocorrências da semana

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento de Intervenção, ontem, dia 5 de junho, apreendeu 450 artigos contrafeitos, na localidade de Pinhel.

No âmbito de uma ação de fiscalização a estabelecimentos comerciais, os militares detetaram e apreenderam peças de vestuário e acessórios, nomeadamente, t-shirts, bonés, camisolas, cintos, relógios e perfumes, num valor presumível de 9 mil euros.

No decorrer da ação foram identificados quatro indivíduos, com idades compreendidas entes os 19 e os 49 anos, e elaborados quatro autos de noticia por crimes contra a propriedade industrial, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Pinhel.

Gouveia – 2 detidos por furto de combustível

No dia 4 de junho, deteve dois homens de 40 e 50 anos, por furto de combustível, na localidade de Nespereira – Gouveia.

As detenções ocorreram no seguimento de uma denuncia telefónica, a dar nota de que dois indivíduos estavam a retirar combustível de uma viatura pesada de mercadorias, que se encontrava num parque de estacionamento.

De imediato os militares deslocaram-se ao local, onde encontraram um dos suspeitos retido pelo proprietário do veículo pesado, tendo um segundo suspeito encetado uma fuga apeada. Após ser realizada uma operação policial, os militares acabaram por localizar e deter o segundo suspeito na localidade de Rio Torto.

Da ação resultou ainda na apreensão de um veículo, propriedade de um dos detidos, o qual foi abastecido com o combustível acabado de furtar.

Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.

A operação contou ainda com o empenhamento de militares do Posto Territorial de Seia.

Celorico da Beira – 175 artigos contrafeitos apreendidos

 No dia 4 de junho, apreendeu 175 artigos contrafeitos, na localidade de Celorico da Beira.

No âmbito de uma ação de fiscalização a estabelecimentos comerciais, os militares detetaram e apreenderam os artigos contrafeitos numa loja, nomeadamente vestuário, acessórios de moda, relógios, artigos informáticos e perfumes, cujo valor total ascendia os 7 300 euros.

A proprietária do estabelecimento, de 44 anos, foi identificada, sendo os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira.

 

Dia 5 de junho, deteve uma mulher de 57 anos, na localidade de Pinhel, pelo crime de furto de oportunidade.

Após uma denuncia de um furto de uma carteira a uma senhora de 72 anos, ocorrido num estabelecimento comercial, os militares do NIC e do Posto Territorial de Pinhel, desencadearam uma operação policial no sentido de localizar a suspeita do furto, o que veio a acontecer posteriormente, tendo a mesma sido detida.

A carteira subtraída foi recuperada, assim como, 200 euros em numerário e respetivos documentos pessoais.

A suspeita foi constituída arguida e sujeita à medida de coação de termo de identidade e residência.

 

UF Juncais, Vila Ruiva e Vila Soeiro celebrou Dia da Criança

Um pouco por toda a parte, o Dia da Criança foi celebrado com grande relevância, assim a União de Freguesias Juncais, Vila Ruiva e Vila Soeiro, levou a efeito este dia animado.

Assim a festa foi celebrada na localidade do Cadoiço com a presença de  crianças, pais e familiares.

XXV Encontro dos Antónios do concelho Fornos de Algodres

Realiza-se mais um encontro convívio de todos os Antónios do Concelho de Fornos de Algodres no próximo dia 16 de junho , na localidade de Queiriz .
A concentração decorre por volta das 10h30 da manhã , sendo de seguida a realização da Eucaristia, com homenagem a todos os Antónios do Concelho já falecidos.
Mais tarde, por volta das 13h30, acontece o almoço convívio no Restaurante/Pizzaria Nascer do Sol- Carapito, no final do repasto, haverá entrega de lembranças a todos os presentes.
Vai ser mais um dia festivo, para todos os Antónios deste Concelho de Fornos de Algodres.
As inscrições podem ser feitas através de 963268796/962955069
Por : António Pacheco

Tertúlia “Prevenir e Sobreviver ao Cancro”na Guarda

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) promove na Guarda, no próximo dia 9 de junho, sábado, pelas 16 horas, uma tertúlia intitulada “Prevenir e Sobreviver ao Cancro”.

A iniciativa, aberta a todos os interessados, realiza-se no Auditório da Escola Secundária Afonso de Albuquerque.

A tertúlia na Guarda conta com as participações da médica Ana Rita Neto (Instituto Português de Oncologia de Coimbra), para falar sobre “Prevenção do Cancro”, e António Guilherme de Oliveira (Unidade Local de Saúde da Guarda), para abordar a dimensão psicológica de como “Sobreviver ao Cancro”. A moderar a conversa estará Vitor Rodrigues, da dirção do LPCC.NRC.

Os desafios que a Oncologia enfrenta vão marcar profundamente a sociedade nas próximas décadas. De acordo com as projeções nacionais e internacionais, a evolução demográfica e a exposição a fatores de risco vão determinar um aumento da incidência das doenças oncológicas. Neste contexto, assume especial relevância a promoção da saúde e do diagnóstico precoce, considerando-se prioritário efetivar a prevenção primária através da promoção de estilos de vida saudável.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detetados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados. A sensibilização, prevenção primária e deteção precoce do cancro são componentes chave para o controlo do cancro, possibilitando uma redução da sua incidência e mortalidade.

Por outro lado, muito por conta dos avanços científicos e médicos, a sobrevivência ao cancro tem vindo a aumentar, o que acarreta novos desafios para as sociedades. O cancro afeta não só a vida dos doentes, que sofre alterações em todos os domínios, físico, psicológico e social, mas também a dos seus familiares mais próximos. Esta mudança tem, naturalmente, implicações psicológicas e emocionais consideráveis.

No final do encontro, está previsto um momento musical e de convívio com a atuação do “Coro ao Centro”, constituído por doentes oncológicos, voluntários e ainda elementos da direção do LPCC.NRC.

Em todas as realizações destas tertúlias, haverá uma sessão prévia de formação interna dos voluntários de cada distrito, envolvendo as várias áreas de voluntariado do LPCC.NRC: o Voluntariado Comunitário, o Voluntariado Hospitalar (que funciona no Instituto Português de Oncologia de Coimbra e  no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra) o Voluntariado de Entreajuda (Movimento Vencer e Viver) e o Voluntariado Ocupacional (Centro de Voluntariado Ocupacional).

As constituem uma ação descentralizada da comemoração dos 50 anos do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que vão abranger 78 concelhos da Região Centro. O ciclo já passou por Aveiro, Viseu e Leiria.

 

Recriação Histórica de Santar

 Decorreu mais uma edição da Recriação Histórica de Santar, este ano “A Mítica Figura de D. Lopo da Cunha” foi o tema central de um fim de semana pleno de história e estórias em torno de um dos mais conhecidos santarenses. Este evento organizado pela “Associação Cultural e Informativa os Amigos de Santar” contou com o apoio do Município de Nelas e da União das Freguesias de Santar e Moreira.

Iniciou-se com uma visita guiada denominada “Viagem ao Tempo de D. Lopo” em que cerca de uma centena de pessoas percorreram locais emblemáticos e históricos da Vila de Santar, nomeadamente o Paço dos Cunhas (residência de D. Lopo) , a Igreja da Misericórdia (fundada por D. Lopo), a estrada romana, a Igreja Matriz (fundações medievais), a Fonte da Torre (no Largo onde existiu uma Torre Medieval) e  a Casa Fidalgas com os seus belos jardins, tudo isto locais que D. Lopo certamente conhecia e percorreu também.

No Largo do Paço a representação esteve a cargo do Teatro Hábitos, num espetáculo repartido pelos dois dias que maravilhou os presentes com o seu dinamismo performativo, apoiado pelo Grupo de Bombos do Paço e pela Associação Coral Canto e Encanto. As associações culturais do Município de Nelas que dignificaram, assim o papel das associações locais em prol da comunidade e da sua cultura comum.

Uma conferência histórica proferida pelo historiador Dr. João Fonseca, teve como mote “Lopo da Cunha, o Homem e o seu tempo” e serviu para desmitificar esta figura histórica através da apresentação de argumentos científicos e documentais, que na sala do lagar da “Casa do Paço” antiga residência do próprio D. Lopo da Cunha, cativou dezenas de pessoas.

Não faltaram motivos de interesse para cativar centenas de pessoas a visitar a “mui nobre” Vila de Santar e provar os seus vinhos, em particular dos 4 produtores que apoiaram o evento, Fidalgas de Santar, João Fazenda, Paço dos Cunhas de Santar e Quinta do Sobral.

A Vila de Santar afirma-se mais uma vez com um potencial histórico, cultural e patrimonial que é comprovado a cada passo que percorremos.

Por:MN

 

NelaSport e a malapata no Rally Vinho do Dão

Ainda não foi desta que a equipa nelense quebrou a malapata, no Rally Vinho do Dão. Depois de um início com algumas cautelas, face ao incidente na edição de 2017, a dupla da NelaSport, Luis Borges / José Figueiredo, começou paulatinamente a melhorar os seus cronos no decurso da Prova e a subir na tabela classificativa, no entanto, a meio da penúltima especial de classificação, um componente do triângulo de direção cedeu e deitou por terra as aspirações da equipa, que assim se viu forçada a desistir.

“Apesar do incidente na edição anterior do Rally Vinho do Dão, já estar ultrapassado, o nosso subconsciente “obrigou-nos” a começar com uma toada mais cautelosa, para evitar cometer qualquer erro que pudesse comprometer os nossos objetivos, contudo, e numa fase que estávamos em franca recuperação, em termos de ritmo competitivo e a melhorar os nossos tempos, a “estrelinha da sorte” não esteve mais uma vez, do nosso lado e sensivelmente a meio da PEC 7, Santar/Vinhas do Dão 2, notei uma pancada forte e fiquei sem qualquer estabilidade na direção. Suspeitei logo que poderia ser um dos componentes do triângulo de direção que tivesse partido, o que infelizmente se veio a confirmar, quando chegámos ao final da especial e nos obrigou a tomar a difícil decisão de entregar a carta de controlo e desistir”, afirmou com alguma mágoa, Luis Borges, que deixou ainda uma palavra de agradecimento, a todos os patrocinadores, amigos e conterrâneos, que foram incansáveis a puxar pela equipa, ao longo de todo o Rally.

Foto:Paulo Pinto

 

Palavras Lavadas nas Sextas da Lua em Mangualde

A próxima edição do “Sextas da Lua” será protagonizada pelo Teatro Onomatopeia, com a apresentação da peça Palavras Lavadas. O espetáculo, agendado para as 21h30 do dia 22 de junho, terá lugar no Auditório Biblioteca Municipal de Mangualde.

A encenação da peça é de Graeme Pulleyn. A partir de uma história original, que se situa entre a realidade o imaginário e a fantasia, esta nova criação promete arrancar sorrisos e emoções de todos aqueles que pretendam abraçar esta história e as suas personagens. Trata-se de um espetáculo verdadeiro, transformador, libertador e mágico, que nos leva à reflexão e, quem sabe, à mudança.

SINOPSE

Dois caminhos que se cruzam, como fios num tear. Duas histórias entrelaçadas que giram à volta dos grandes temas da vida: amores e desamores, encontros e desencontros, partidas e chegadas.

Um misterioso “lavadeiro” aparece, como que caído do céu, para mudar a vida a uma viúva que lava lençóis no rio da sua aldeia. Entretanto, na cidade, um premiado chefe de cozinha descobre que nem tudo é trabalho e inicia uma longa viagem de autodescoberta.

Inspirada em alguns dos clássicos mitos e tramas da cultural ocidental, Palavras Lavadas é uma parábola para os nossos tempos, produto de um processo de criação coletivo, que procura brindar o seu público com um momento teatral que celebra a vida e a luta da mulher e do homem pela felicidade.

Os bilhetes têm um custo de 5 euros e encontram-se à venda no local onde vai decorrer o espetáculo – Auditório Biblioteca Municipal de Mangualde.

Limpeza total das Fossas Sépticas de Vila Ruiva, Casal do Monte e Ramirão

No Dia Mundial do Ambiente, o Município de Fornos de Algodres adiantou que: É prioridade deste executivo garantir e zelar pelo bem-estar ambiental e saúde pública de todos os Munícipes.

Neste sentido, numa 1.ª Fase, o Município de Fornos de Algodres com a colaboração das Juntas de Freguesia, levou a cabo todos os esforços para a limpeza total das Fossas Sépticas de Vila Ruiva, Casal do Monte e Ramirão.

O serviço de recolha, transporte e encaminhamento a destino final de todas as lamas, provenientes da limpeza das Fossas Sépticas, foi efetuado por uma empresa licenciada para a operação de gestão desta atividade, como referido pelo Vereador, Bruno Costa, na reunião Ordinária de Câmara Municipal do dia 2 de março de 2018.

Como já referido pelo Presidente da Câmara, Manuel Fonseca, a 2.ª Fase dos trabalhos, que consiste na limpeza das restantes Fossas Sépticas do Concelho de Fornos de Algodres, será iniciada brevemente.

Penalva acolheu Fase Regional/Intermunicipal de Viseu Dão-Lafões

A Biblioteca Municipal de Penalva do Castelo organizou, na passada segunda-feira, dia 21, a Fase Regional/Intermunicipal de Viseu Dão-Lafões da 12ª edição do Concurso Nacional de Leitura, uma iniciativa que contou com a participação de cerca de meia centena de concorrentes provenientes dos 14 concelhos que compõem este território beirão.

Esta fase regional/intermunicipal assumiu a modalidade de “concurso-espetáculo”, foi constituída por uma prova escrita e por uma prova oral/de palco e permitiu apurar os finalistas por categoria (ciclos de ensino) que representarão a região na final nacional do Concurso Nacional de Leitura.

As provas escritas, resolvidas por todos os concorrentes, decorreram na Biblioteca Municipal e basearam-se nas 4 obras literárias selecionadas pela organização para esta etapa do concurso. As provas orais/de palco, abertas ao público em geral, foram constituídas por dois momentos (uma prova de argumentação e uma prova de leitura expressiva), desenrolaram-se na Casa da Ínsua, no Salão Príncipe da Beira, e foram realizadas pelos três concorrentes melhor classificados de cada ciclo de ensino.

O Concurso Nacional de Leitura é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura (PNL), em parceria com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), a Rede das Bibliotecas Escolares (RBE), o Instituto Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e a Rádio Televisão Portuguesa (RTP), e constitui o maior evento de promoção da leitura dirigido aos estudantes portugueses, integrando, nesta 12ª edição e pela primeira vez, alunos de todos os ciclos de ensino e envolvendo escolas e bibliotecas públicas de todo o país. A Biblioteca Municipal de Penalva do Castelo foi selecionada e convidada pela DGLAB para assumir a organização desta fase do concurso na região de Viseu Dão-Lafões.

Através desta prova-espetáculo intermunicipal, que teve como principal objetivo estimular o gosto pela leitura nas gerações mais jovens, num encontro que se tornou numa grande festa do livro, Penalva do Castelo assumiu o estatuto de capital regional da leitura.

A organização desta iniciativa contou com o apoio direto da Coordenação Interconcelhia da RBE, do Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo, designadamente da equipa da Biblioteca Escolar e do Curso Profissional de Restauração (variante Cozinha e Pastelaria), bem como com o patrocínio de diversas outras entidades (Edições Esgotadas, Fnac/Viseu, Leya/Pretexto, Papeleira Adrião e Parador Casa da Ínsua).

Apurados da região de Viseu Dão Lafões para a Final Nacional do Concurso Nacional de Leitura:

 

1ºCEB:

– Lara Mesquita Lopes (Agrupamento de Escolas de Mangualde);

– Ana Francisco Morgado (Agrupamento de Escolas de Castro Daire);

– Suplente: Isabel Maria Tavares Quelhas (Agrupamento de Escolas de Vouzela).

 

2º CEB:

– Matilde Azevedo Gomes Augusto (Agrupamento de Escolas de Gão Vasco – Viseu);

– André Figueiredo Almeida (Agrupamento de Escolas de Vouzela);

– Suplente: João Miguel da Costa Ferreira (Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo).

 

3º CEB:

– Sara Pereira Figueiredo (Agrupamento de Escolas de Sátão);

– Luísa Maria Mendonça Pessoa (Agrupamento de Escolas de Nelas);

– Suplente: Tiago Manuel Pereira da Silva (Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades).

 

Ens. Secundário:

– Lísia Maria Gonçalves Branco (Escola Secundária Alves Martins – Viseu);

– Filipa Maria Ferreira Magalhães (Agrupamento de Escolas de Castro Daire);

– Suplente: Inês Morais de Sousa (Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão).

Por:BMPC

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar