Templates by BIGtheme NET
Home » Penalva do Castelo

Penalva do Castelo

Freguesia de Real renova medidas de Estado de Emêrgência

Na Freguesia De Real mantém-se com as normas no Estado de Emergência, para além das já conhecidas reforça que:

Alertam para a limitação de circulação para fora do concelho entre os dias 9 e 13 de Abril (Período da Páscoa).

Equipamentos encerrados

* WCs Públicos
* Fornos Comunitários
* Fontanários do Sobreiro, Cortes, Lagedo, Cemitério, Lameira e Ribeira.
* Parques Infantis e de Lazer

No que diz respeito aos Lavadouros públicos apelam aos utilizadores que tomem as devidas precauções de forma a evitar o contacto físico e a aglomeração de utilizadores.

Atendimento encerrado

Passa a ser executado a pedido e apenas para casos urgentes.

O Contacto deve ser feito para o mail ou usando o formulário de contacto.
Em alternativa, os residentes da Ribeira devem contactar, preferencialmente, o Presidente da Junta, e os residentes em Real, devem contactar, preferencialmente, o Tesoureiro ou o Secretário da Junta.

Cemitério Paroquial / Funerais

O Cemitério mantém o seu horário habitual.
Durante as cerimónias fúnebres só podem permanecer no Cemitério Paroquial, além do pessoal afecto ao serviço de inumação, os familiares em 1º grau do defunto (pais, filhos e irmãos) e respectivos cônjuges, ou na sua ausência quem seja responsável pela inumação, até ao limite de 30 pessoas.

Estado de Emergência renovado até 17 de abril

O Estado de Emergência foi renovado e clarifica a restrição ao direito de resistência e abrange a área da educação, prevendo a imposição de aulas à distância.
O Presidente da República, Marcelo Ribeiro de Sousa, colocou de forma clara estas duas alterações, com mais 15 dias, que vai funcionar até ao final do dia 17 de abril.
Logo como se pode ler num dos artigos do diploma: “Fica impedido todo e qualquer ato de resistência ativa ou passiva exclusivamente dirigido às ordens legítimas emanadas pelas autoridades públicas competentes em execução do presente estado de emergência, podendo incorrer os seus autores, nos termos da lei, em crime de desobediência”.
No distrito da Guarda, já existem mais de uma centena de casos confirmados, um pouco por todos os concelhos.

Uma das medidas que vão estar a vigorar é que de  quinta-feira Santa até segunda-feira de Páscoa, a circulação em Portugal vai estar limitada ao concelho de residência. Sendo de preferência sozinho, seja a pé ou de carro.

COVID-19 e diabetes: linha gratuita de apoio já disponível

As pessoas com diabetes passam agora a ter à disposição uma linha telefónica gratuita para esclarecer todas as dúvidas sobre COVID-19. Através do número 302051685, que funciona todos os dias, entre as 8h00 e as 22h00, vai ser possível obter informação de médicos especialistas sobre a diabetes no contexto desta pandemia.
A diabetes Mellitus atinge 13,6% da população portuguesa, sendo que 28% têm mais de 80 anos. Quanto às pessoas infetadas pelo novo coronavírus, 20% têm diabetes, número que sobe para 22% quando se trata de internados em cuidados intensivos. Por outro lado, a diabetes descompensada pode diminuir as defesas do organismo e proporcionar o desenvolvimento facilitado de infeções.
No sentido de responder às muitas dúvidas que têm surgido às pessoas com diabetes, a Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo, o Núcleo de Diabetes Mellitus da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna e a Sociedade Portuguesa de Diabetologia decidiram criar esta linha, independentemente daquelas que os serviços de saúde públicos e privados já disponibilizaram.

Covid-19-Campeonatos jovens Nacionais da FPF e distritais da AF Viseu e Guarda cancelados

Depois da deliberação da FPF, relativa ao cancelamento dos campeonatos de formação, e onde estão devidamente elencados todos os fundamentos que levaram a tal tomada de decisão, e com os quais a AF Viseu concorda, e também a Direção desta Associação deliberou cancelar, com efeitos imediatos, todas as provas distritais nos escalões de formação, que até à presente data ainda não tinham sido concluídas, sem haver lugar a subidas e descidas, nem designação de campeões ou vencedores das provas.
Todas as competições dos escalões de formações terminadas antes desta suspensão mantêm-se válidas, com os respectivos títulos que já tinham inclusive sido atribuídos aos vencedores, não havendo, todavia, lugar a eventuais subidas e descidas, para compatibilização com as demais provas distritais e nacionais.

Também a AF Guarda, deliberou da mesma forma e cancelou os campeonatos distritais jovens desta temporada.
No que diz respeito às provas do escalão sénior de Futebol e Futsal, que ainda não tivessem terminado, vão manter-se suspensas por tempo indeterminado, ressalvando-se que as tomadas de decisão relativamente a este escalão serão comunicadas em devido tempo, e sempre em articulação com as directrizes emanadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e pelas instâncias governativas e de saúde nacionais e locais.
A Direção da AF Viseu deixa ainda um enorme reconhecimento a todos os Profissionais de Saúde, Forças de Segurança e a todos aqueles que por inerência das suas funções se encontram na linha da frente desta “batalha”, cientes de que com a responsabilidade social e cívica que cada um dos cidadãos deve ter, no cumprimento escrupuloso das normas emanadas pelas respectivas entidades governativas e de saúde, iremos mais rapidamente ajudá-los a vencer esta pandemia, e desse modo voltar mais rápido e mais fortes à pratica do futebol e futsal.

Covid-19-Saúde, higiene e produtos básicos dominam o consumo entre os portugueses

Apresentamos um estudo feito pela empresa Nielsen revela-nos que os efeitos da pandemia Covid-19 são já visíveis em Portugal, contribuindo para um aumento das vendas do retalho alimentar. A primeira edição do Barómetro semanal da Nielsen sobre este tema, relativo à semana 9 de 2020 (de 24 de fevereiro a 1 de março), aponta para um crescimento das vendas nos Hipers+Supers que totalizou 14% entre as categorias de alimentação, detergentes e produtos de higiene e frescos, quando desde o início do ano a tendência se situava nos 6%.

Preocupações dos consumidores ditam consumo

A avaliação realizada pela Nielsen revela uma reação no comportamento do consumidor perante esta pandemia, em linha com a própria evolução desta situação no continente europeu e em território nacional.

A Nielsen identifica as seis etapas de adaptação do consumidor perante esta nova realidade: a compra proativa de Saúde, a gestão reativa da Saúde, a preparação da despensa, a preparação para quarentena, a vida com restrições e a vida sob uma nova normalidade.

O início da semana em análise foi marcado pelo alerta para o risco de pandemia anunciado pela Organização Mundial da Saúde, num período em que o número de casos diários registados na Europa ultrapassou os da China. Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde dirigiu um aviso às empresas para a necessidade de definição de planos de contingência.

Neste contexto, constata-se uma preocupação acrescida entre os portugueses com a Saúde e o armazenamento de produtos alimentares, exemplificado nos valores mais elevados registados para as conservas (+42%), os produtos ricos em vitamina C (Kiwi +39%, Laranja +37%, Tangerina/Clementina +37%) e produtos básicos (+36%). Preocupações com a Saúde e a limpeza estão também no topo do crescimento entre detergentes e produtos de higiene, observável para os Cuidados de Saúde (+40%) e Acessórios de Limpeza (+38%), onde estão incluídas as luvas.

O peso do fator geográfico

A reação dos portugueses não foi igual em todo o território: Lisboa, Setúbal, Leiria e Santarém foram os primeiros a reagir e foi nestas zonas geográficas que o consumo mais disparou. Para Lisboa, o consumo de 18% registado nesta semana triplicou a tendência de 6% verificada desde o início do ano; saltos no consumo aparentes também para Setúbal, Leiria e Santarém.

As próximas semanas podem demonstrar uma situação diferente, uma vez que os primeiros casos positivos de Covid-19 foram registados no Norte do país.

 

A procura por diferentes tipologias de oferta

O momento é de adaptação, devendo marcas e retalhistas tentar responder às necessidades identificadas entre os consumidores neste período de desafios originais.

Notam-se já tendências entre as distintas tipologias de lojas: com um sortido mais alargado, os Hipers destacam-se com um crescimento de 20%, acima dos incrementos registados para os Super Grandes (+18%) e Super Pequenos (+5%). Mas é expetável que, com o decorrer das semanas, a questão da proximidade conquiste um maior dinamismo.

                     Informação vai sustentar novas estratégias de marcas e retalhistas

É ainda cedo para compreender, na totalidade, de que modo esta pandemia vai afetar os padrões de consumo, alterar comportamentos e ditar novas tendências.

Como nos explica Patricia Daimiel, Diretora-Geral da Nielsen para Espanha e Portugal, “vivemos hoje uma situação verdadeiramente sem precedentes. Em todos os mercados e negócios, a nível mundial, a pandemia Covid-19 veio abalar a forma como vivemos, como consumimos e como trabalhamos. Todos seremos impactados, sem exceção. Por essa razão, é fundamental que, agora mais do que nunca, nos mantenhamos informados sobre todas as mudanças e novas tendências que vêm impactar cada um dos nossos mercados. É essencial estar alerta e tomar decisões assertivas que vão ao encontro de um panorama que é novo para todos, em todo o mundo.”

 

Covid-19- Solidariedade com as famílias e empresas por parte dos Municípios, Senhorios e Governo é importante

Todos juntos somos mais fortes!!

Nesta fase crítica da vida das famílias, face ao Covid-19, onde a pandemia está instalada por todo Mundo, as famílias precisam de ajuda agora mais que nunca, uma vez que os agregados familiares e alguns são numerosos estão em casa. Também a vida não está fácil para a maioria das empresas do Interior .

Mas o mais complicado para além de a doença obriga a isolamento de todos, são as despesas certas casos da água, eletricidade, rendas, telecomunicações e impostos.

Ao que vamos apurando já são algumas destas instituições que vão dando benefícios às famílias e às empresas.

Assim como deixamos uma palavra aos senhorios que também devem todos pensar numa medida de apoiar as famílias e empresas, cobrando menos renda nesta fase.

Já o Governo vai lançando algumas formas de apoio mais no nosso entender insuficientes para empresas com menos de 10 trabalhadores, vamos aguardar por novos apoios ainda.

Agora se calhar deviam ser todos juntos a ajudar as famílias e as empresas para que logo que, este surto passe tenhamos empresas e famílias mais coesas e mais forte economicamente.

Foto:DR

“Semana Académica de Viseu 2020” suspensa devido ao Covid-19

Em comunicado, a Direção Geral da Federação Académica de Viseu, anunciou a suspensão da realização da trigésima sexta edição do evento Semana Académica de Viseu e todas as atividades com ela relacionadas.
A Federação Académica em conjunto com os seus parceiros, encontrava-se em organização do evento, Semana Académica de Viseu 2020 para o espaço compreendido entre os dias vinte cinco a trinta de abril do presente ano.

A direção, juntamente com os seus parceiros, devido à evolução do quadro epidémico COVID-19 e indicações decretadas pelo Governo, decidiu, suspender todas e quaisquer atividades, relacionadas com a Semana Académica de Viseu.
Com estas medidas procuram garantir a saúde, bem-estar e segurança de toda a comunidade académica, munícipes e restantes participantes, assegurando o estudo de outras alternativas ao evento e suas atividades, acompanhando a evolução do atual panorama nacional causado pela pandemia COVID-19.

“Fim de semana do Cabrito” e “Sabores de Penalva” decorreu em Penalva

Teve lugar mais uma edição do “Fim de semana do Cabrito” e “Sabores de Penalva”,recentemente numa organização do Município local.

Além de todas as iguarias gastronómicas a que os comensais tiveram direito, o Cabrito foi confecionado e apresentado com apetitosos ingredientes que atestam a qualidade deste prato.

Os estabelecimentos de restauração aderentes do concelho foram: O Templo, Familiar, O Carneiro, Pizzaria da Lameira, Snack-Bar 259, Parador Casa da Ínsua, O Telheiro e a Casa de Petiscos Recordo.

Os estabelecimentos de restauração aderentes, exceto o Familiar, disponibilizaram uma prova de Queijo Serra da Estrela e uma Maçã Bravo de Esmolfe, numa iniciativa intitulada “Sabores de Penalva”, que resulta como complemento do certame “Feira do Pastor e do Queijo” realizada nos dias 8 e 9 de fevereiro.

A referida prova de queijo e maçã foi uma oferta do Município de Penalva do Castelo e tem como objetivo principal a promoção dos produtos endógenos.

A par de todas as delícias gastronómicas, quem almoçou nos restaurantes aderentes, habilitou-se ao sorteio de um almoço/jantar para duas pessoas. A premiada este ano foi Isabel Maria Gomes dos Santos Ferreira, Roriz – Pindo, Penalva do Castelo.

Esta iniciativa inseriu-se na estratégia do Município Penalvense na promoção do território e dos produtos endógenos e contou com o apoio dos estabelecimentos de restauração e bebidas aderentes do concelho e do Turismo Centro de Portugal. Além dos sabores tradicionais os participantes puderam apreciar a beleza do território e partilhar momentos de salutar convívio.

 

Foto:Mun.Penalva

AF Viseu- Divisão Honra-22ªjornada

Molelos- Ol.Frades-2-2

Nespereira-Carregal do Sal-2-2

Ferreira de Aves- Mangualde-1-0

Vale de Açores- Moimenta Beira-0-1

Lamelas- Cinfães-0-1

Carvalhais- Sátão-0-2

Paivense- Penalva do Castelo-0-0

Resende- Mortágua-0-1

 

Classificação:

1º-Mortágua – 54

2º- Cinfães- 51

3º- Ferreira de Aves-41

4º- Moimenta Beira – 35

5º-Sátão- 34

6º- Penalva do Castelo- 30

7º- Resende-28

8º- Lamelas- 28

9º- Nespereira- 27

10º- Vale de Açores – 25

11º- Paivense-23

12º- Mangualde – 23

13º- Carregal do Sal- 22

14º- Carvalhais-21

15º- Ol.de Frades- 21

16º- Molelos-19

 

AF Viseu- SC Penalva do Castelo-Carregal do Sal-2-1

Penalvenses em grande estilo

Cada jogo que passa, a turma de Carlos Agostinho está mais sólida e muito mais eficaz, face a isso, desta vez, defrontou em casa o Carregal do Sal e venceu por duas bolas a uma.

Uma fase inicial com grande equilíbrio, mas foram os visitantes a abrir o ativo , com Rafael Barreiros, no minuto 11, agora os penalvenses sempre com o seu futebol mais apoiado e com um verdadeiro matador no ataque, Kokora chegou ao empate ao minuto 22.

Era a equipa da casa a comandar os parâmetros do jogo e num lance de ataque , nada mais nada menos, Kokora novamente a marcar e coloca a sua equipa na frente do marcador.

A segunda parte, foi assim com mais equilíbrio e o marcador não mais se alterou e vai daí as defesas seguram as pontas e o triunfo penalvense aconteceu e subiu mais uns degraus.

Que grande recuperação dos pupilos de Carlos Agostinho que após ter encontrado a equipa na posição de lanterna vermelha, está agora a lutar pela frente da corrida.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar