Templates by BIGtheme NET
Home » Penalva do Castelo (page 2)

Penalva do Castelo

Resultados e Classificação- AF Viseu Divisão Honra 8ªjornada

Carvalhais- Cinfães-0-2

Molelos- Carregal Sal-0-0

Vale Açores- Penalva Castelo-1-1

Ferreira de Aves- Moimenta Beira-2-2

GD Resende-Sátão-1-0

Nespereira FC- Mangualde-3-1

Lamelas- Ol.Frades-4-0

Paivense- Mortágua FC-1-2

Classificação:
1º- Sátão-21
2º-  Cinfães – 19
3º-  Mortágua FC – 19
4º- Moimenta da Beira- 12
5º-GD Resende- 12
6º-Lamelas- 11
7º- Ferreira de Aves -11
8º-GD Ol. Frades- 11
9º- Nespereira -10
10º Carregal Sal-10
11º-Paivense-8
12º-Vale Açores -7
13º-Mangualde -7
14º-Penalva Castelo -7
15º- Carvalhais-6
16º-Molelos-2

Candidaturas abertas para o projeto Vale Pastor +

Foi criado o projeto Vale Pastor + que é um prémio monetário de 2500 euros a atribuir a produtores de leite que produzam ou possam vir a produzir leite para fornecimento de Queijarias com produção de Queijo DOP.
As regiões DOP abrangidas são: Beira Baixa, Serra da Estrela e Rabaçal.
As candidaturas estão abertas até 30 de novembro e o formulário de candidatura encontra-se  no site ou facebook da Inovcluster e no site das Comunidades Intermunicipais envolvidas na atribuição do Vale Pastor +.

Exposição sobre a problemática das alterações climáticas percorre toda a Comunidade CIM Viseu Dão Lafões

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões vai promover uma exposição itinerante sobre a problemática das alterações climáticas.

Sob o lema “O Futuro é Amanhã!” esta mostra vai percorrer os 14 concelhos desta Comunidade Intermunicipal, começando no Centro Cultural de Carregal do Sal.

A questão das alterações climáticas é – a par do Sucesso Educativo – uma das grandes prioridades da CIM Viseu Dão Lafões, sendo objetivo a sensibilização e a criação de estratégias que conduzam a um conhecimento sustentado sobre estas matérias.

Esta exposição está integrada num projeto lançado no início de outubro – “O Futuro é Amanhã!” – que já se encontra a decorrer e vai intervir, de forma direta, mais de quatro milhares de estudantes dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos de escolaridade e secundário.

De acordo com o Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal, Nuno Martinho, “esta exposição itinerante é uma mais valia para a promoção do sucesso educativo e para a sensibilização sobre a adaptação às alterações climáticas na Região Viseu Dão Lafões”. “Através de experiências variadas os alunos poderão observar fenómenos e processos de adaptação possíveis, nos mais variados setores”, diz Nuno Martinho, acrescentando que esta “exposição está preparada para receber os alunos de todos os ciclos de ensino, mas também a população em geral”.

É importante que esta mensagem chegue ao maior número de pessoas possível, para conhecermos bem a temática e para que todos possamos ter um papel ativo na mudança de hábitos”, refere Nuno Martinho.

A exposição ficará sete dias em cada município e a itinerância começou no dia 4 de novembro, no Município de Carregal do Sal.

Datas e locais da exposição:

Carregal do Sal Centro Cultural de Carregal do Sal 4 a 10 novembro
Vila Nova de Paiva Auditório Municipal Carlos Paredes 12 a 18 de novembro
Nelas Biblioteca Municipal 20 a 26 de novembro
Penalva do Castelo Salão Multiusos da Loja do Cidadão 28 novembro a 4 dezembro
Vouzela Museu Municipal de Vouzela 6 a 12 janeiro
Mangualde Biblioteca Municipal 14 a 20 janeiro
Castro Daire Biblioteca Municipal 22 a 28 janeiro
Tondela Biblioteca Municipal 30 janeiro a 5 fevereiro
São Pedro do Sul Pavilhão Gimnodesportivo 7 a 13 fevereiro
Sátão Casa da Cultura 17 a 23 fevereiro
Oliveira de Frades Museu Municipal 2 a 8 março
Aguiar da Beira Biblioteca Municipal 10 a 16 março
Viseu CMIA – Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental 23 a 29 março
Santa Comba Dão local ainda a confirmar  

 

Fornos de Algodres acolheu as VII Jornadas das Misericórdias

Realizaram-se em Fornos de Algodres, no passado dia 11 de outubro, as VII Jornadas das Misericórdias, subordinadas ao tema: “Envelhecer no Interior, novos desafios”, no Auditório da Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, numa organização da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, co-organizadas pelas Misericórdias de Mangualde, Penalva do Castelo, Santar e Viseu.

Na Sessão de Abertura estiveram presentes: José Fernando Tomaz, Presidente da Direção da Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, Luís Miguel Ginja, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, Jacinto Dias, Diretor do Centro Distrital de Segurança Social da Guarda, D. António Luciano dos Santos, Bispo da Diocese de Viseu, Manuel Fonseca, Presidente do Município de Fornos de Algodres e Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.

Foram debatidos vários assuntos ao longo do dia, de manhã no 1ºPainel “Cuidar dos Novos Velhos- uma Visão Multidisciplinar” que teve como preletoras: Maria José Hespanha e Carolina Cabaços e o moderador Enfermeiro Coordenador Sá Rodrigues.

No segundo painel foi explanado o tema: ”Institucionalização e Polimedicação – obstáculos ao envelhecimento ativo”, preletores: Tatiana Peralta e António Gomes, onde a moderadora foi Maria Luísa Amaral.

Durante a tarde foi tratado “Inovação Social – Papel das Instituições na resposta aos desafios demográficos” pelos preletores Carlos Ramos, Rui Rato e Afonso Pimentel. Moderador Alcides Henriques.

O encerramento das Jornadas foi feito pelo Bispo da Diocese da Guarda, D. Manuel Felício seguindo-se à noite um Jantar conferência no Inatel Vila Ruiva, com dezenas de pessoas e António José Seguro, agora professor no ISCSP, foi falando sobre o tema num debate interessante.

Desta forma salientou que: o papel das Misericórdias é muito importante nos dias de hoje, é também importante que haja mudança radical nas políticas para o Interior.

Talvez esteja na hora da regionalização, refere o professor, medida que foi sempre defensor.

Ainda salientou que todos têm de estar atentos ao despovoamento e pensarmos que em 2040 somos todos idosos.

 

Jornadas com futuro garantido

Depois da realização da sétima edição das Jornadas das Misericórdias em Fornos de Algodres, fomos conversar com o Provedor Luís Miguel Ginja, (ISCMFornos de Algodres), em jeito de balanço desta edição, que foi mais uma vez um sucesso dado que, ao longo do dia, participaram cerca de duas centenas de pessoas.

 

Que balanço faz sobre as Jornadas das Misericórdias em Fornos?
O balanço é francamente positivo, não só pelos temas abordados mas também pelas intervenções.
Estiveram presentes cerca de 160 pessoas, de entre os oradores e moderadores convidados e restantes participantes, de 18 concelhos diferentes e representantes de 28 instituições distintas.
A presença de representantes de tantas instituições só por si justificam a continuidade da realização destas jornadas.
Tivemos particular atenção na escolha dos moderadores e dos preletores, o que certamente contribuiu para tão grande interesse por parte dos participantes.

Conseguimos envolver nas Jornadas todas as instituições da área social implementadas no nosso concelho, o que fortalece também as relações entre os profissionais que exercem funções nestas.

A realização destas Jornadas só foi possível com o envolvimento muito grande de colaboradores e dirigentes das Misericórdias Co-Organizadoras.

 

O jantar conferência ano após ano tem sido uma aposta ganha?

O jantar conferência com orador convidado pela Misericórdia anfitriã, é o culminar de um dia de trabalho, proporciona aos intervenientes não só um momento de convívio mas também um momento enriquecedor ao termos o privilégio de ouvir uma personalidade de reconhecido mérito nacional.
As Misericórdias Co- Organizadoras tem vindo a fortalecer laços entre si, o que também engrandece o jantar conferência e ano após ano as participações neste jantar tem vindo a aumentar.
Este ano a orgânica do jantar foi alterada, além do orador convidado António José Seguro, que nos brindou com uma alocução sobre do seu ponto de vista de como será envelhecer no interior num futuro muito próximo, Os Srs. Provedores Co-Organizadores puderam também estes explanar sobre esta temática.

 O papel das Misericórdias no futuro vai ser cada vez mais importante nas diversas comunidades inseridas?

As Misericórdias são hoje um parceiro fundamental não só, na área social mas em todas as áreas da sociedade. Instituições seculares que conseguiram com persistência adequar-se às novas solicitações da população, não só da mais necessitada mas de todos aqueles que a elas recorrem.
No caso particular da Misericórdia de Fornos de Algodres, instituição com 353 anos, o seu papel na sociedade fornense é sobejamente reconhecido.
Não podemos esquecer que a presença na sessão de abertura da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, é também a confirmação da importância das Misericórdias na sociedade atual.
Sendo as Misericórdias Instituições com forte ligação à igreja, a presença dos Bispos da Guarda e de Viseu nestas Jornadas, reforça o papel das misericórdias na proteção e preocupação com os mais necessitados.

 

GNR- Atividade operacional mensal

 

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, durante o mês de outubro, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

1.    Detenções: 1 560 detidos em flagrante delito, destacando-se:

·      503 por condução sob o efeito do álcool;

·      337 por condução sem habilitação legal;

·      118 por tráfico de estupefacientes;

·      59 por furto;

·      45 por posse de arma proibida;

·      10 por roubo;

·      Quatro por violência doméstica;

·      Quatro por incêndio;

·      Dois por permanência ilegal em território nacional;

·      Dois por caça ilegal;

·      Um por homicídio.

 

2.    Apreensões:

·      21 435 doses de cocaína;

·      20 323 doses de haxixe;

·      15 878  doses de heroína;

·      8 448  gramas de liamba;

·      7 967 gramas de folhas de cannabis;

·      316 pés de cannabis;

·      203 doses de óleo de cannabis;

·      127 doses de MDMA;

·      74 armas brancas;

·      69 armas de fogo

·      1 315 munições de diversos calibres;

·      6 209 quilos de pescado;

·      15 120 quilos de bivalves;

·      34 766 mil euros em numerário.

 

3.    Trânsito:

Fiscalização: 42 328 infrações detetadas, destacando-se:

·      10 669 excessos de velocidade;

·      2 470 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·      2 046 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;

·      2 072 relacionadas com tacógrafos;

·      1 614 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·      1 443 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·      1 090 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·      1 081 por falta de seguro de responsabilidade civil.

AF Viseu 1ªdivisão Norte /Sul -Ronda 4

Disputou-se a quarta ronda da 1ªdivisão distrital da AF Viseu com a turma do Lamego a destacar-se a Norte com goleada e a Sul, o Nelas também a golear.

AF Viseu 1ªdivisão Norte

 4ªjornada

CD Santacruzense- Parada-1-0

Os Ceireiros- Boassas-1-2

SC Lamego- Vilamaiorense-6-1

Vouzelenses- Nave/Alvite-2-1

Sampedrense- Tarouquense-2-2

AC Travanca- Sezurense-1-0

1ªdivisão Sul

4ªjornada

Campia- Os Ciências-4-1

Moimenta Dão- Santacombadense

Cabanas Viriato- Vale Madeiros-3-0

Roriz-Sp.Santar- 4-1

Viseu e Benfica-Vila Chã de Sá-0-2

SL Nelas- Besteiros-7-0

Canas Senhorim- Nandufe-0-1

 

 

 

 

 

AF Viseu- Resultados da Divisão Honra- 7ªJornada

Uma jornada com muitos golos e jogos bastante emocionantes .

Mortágua FC- GD Resende-2-0

Sátão- Carvalhais Fc-2-1

Carregal Sal- Nespereira FC-2-2

Gd Mangualde- Ferreira Aves-1-1

Cd Cinfães- Lamelas-3-2

Sc Penalva Castelo- Paivense-0-0

Gd Oliveira Frades- Molelos-1-0

Moimenta Beira- Vale Açores-3-0

Lidera :Satão com 21 pts

Dezenas de participantes numa caminhada na Matela

Teve lugar na manhã de domingo , com o sol meio envergonhado, uma caminhada na localidade da Matela (UF Antas e Matela), numa organização do Centro Social e Cultural Aníbal Pina Gouveia.

Marcaram presença algumas dezenas de participantes, onde se realça a presença de Francisco Carvalho, Presidente do Município de Penalva do Castelo que também veio participar nesta iniciativa.

A concentração teve lugar no Multiusos da Matela, onde os participantes percorreram os trilhos designados para este evento, foi uma manhã diferente para estas pessoas, que desfrutaram das maravilhas da Natureza.

fotos:UFAM

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

 

 A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de hoje, sábado, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções: 17 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 12 por condução sob o efeito do álcool;
  • Um por condução sem habilitação legal;
  • Um por tráfico estupefacientes;
  • Um por posse ilegal de arma.

 

  1. Apreensões:
  • 28 doses de haxixe;
  • Oito doses de heroína.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 484 infrações detetadas, destacando-se:

  • 121 por excesso de velocidade;
  • 48 por infrações relacionadas com tacógrafos;
  • 34 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 20 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 19 relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 16 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 12 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Nove por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

 

Sinistralidade: 32 acidentes registados, destacando-se:

  • 02 feridos graves;
  • 06 feridos leves.

Atividade turística no Centro de Portugal em crescimento

Agosto de 2019 foi o melhor mês de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal, tanto em número de dormidas e hóspedes, como nos proveitos hoteleiros. Números dados hoje a conhecer pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, relativos a agosto, mostram igualmente que a procura da região continua a crescer acima da média nacional.

No total de dormidas, o mês de agosto de 2019, em comparação com o mesmo mês de 2018, aumentou cerca de 3% no Centro de Portugal: verificaram-se 1.028.850 dormidas em agosto de 2018 e estas foram 1.060.101 no mesmo mês de 2019, num crescimento de 31.251 dormidas. Este aumento de 3% superou a média nacional, que subiu 2,6%.

A subida foi mais notória entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 5,2%, para 608.904, entre agosto de 2018 e agosto de 2019. Uma demonstração de que o Centro de Portugal é um destino que reúne a preferência de cada vez mais residentes no nosso país. As dormidas com origem no estrangeiro estabilizaram: foram 451.197 em agosto de 2019, face a 450.102 no mesmo mês do ano passado.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 3,8%. Em agosto de 2018 tinham sido registados 519.899 hóspedes na região; em agosto de 2019 foram 539.611.

Outro indicador que merece grande destaque é o dos proveitos da atividade hoteleira. Estes subiram de 51,7 milhões para 54,4 milhões de euros (mais 5,2%) entre agosto de 2018 e agosto de 2019. São mais 2,7 milhões de euros que as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no oitavo mês do ano.

Estes números, claramente positivos, consolidam a tendência dos últimos meses e anos: o destino Centro de Portugal é cada vez mais uma escolha preferencial ao longo de todo o ano.

                          Resultados acumulados de janeiro a agosto de 2019 são claramente positivos
Se consideramos o conjunto acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2019, os números do Centro de Portugal são também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de sempre para o turismo na região.

Assim, entre janeiro e agosto, as dormidas aumentaram 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (enquanto a média nacional subiu 3,9%). Neste período, as dormidas dos visitantes nacionais na região subiram 6,5% e as dos estrangeiros cresceram 2,6%. O número de hóspedes progrediu 5,9% e os proveitos melhoraram 6,8%.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar