Templates by BIGtheme NET
Home » Penalva do Castelo (page 3)

Penalva do Castelo

Diretiva Financeira para 2020 aprovada pelo Governo

DECIR, DICSE, DIOPS e ANEPC com valores definidos para 2020

Teve lugar nesta, quarta-feira, a aprovação pelo Governo da Diretiva Financeira para o ano de 2020.

A Diretiva Financeira regula a elegibilidade e comparticipação das despesas resultantes da intervenção dos corpos de bombeiros no âmbito dos três dispositivos permanentes da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC): Dispositivo Integrado de Operações de Proteção e Socorro (DIOPS), Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) e Dispositivo Conjunto de Proteção e Socorro na Serra da Estrela (DICSE).

O documento regista diversas alterações face ao de 2019, das quais se destaca o aumento do valor dos montantes diários a transferir para o pessoal dos corpos de bombeiros, de 50 para 54 euros. Este valor corresponde a um aumento de 8% em relação a 2019 e visa compensar a especial disponibilidade dos bombeiros e a fragilidade financeira em que se encontram, em contexto de combate à pandemia da COVID-19.

A Diretiva Financeira para este ano contempla ainda um aumento de 10% no valor da comparticipação com alimentação do pessoal dos corpos de bombeiros e passa a incluir essas despesas no período de ativação do DICSE.

No âmbito do Plano de Operações Nacional para o Coronavírus (COVID-19) – PONCoV, da ANEPC, foram incluídas na Diretiva Financeira as despesas que venham a resultar da ativação do dispositivo de reforço ao socorro e apoio sanitário. São também abrangidas as despesas realizadas nas Bases de Apoio Logístico de modo a garantir o cumprimento das normas estabelecidas para minorar o risco de contágio e de propagação da doença COVID-19.

O DECIR 2020 prevê uma mobilização de 11.827 operacionais no período de maior empenhamento, entre 1 de julho e 30 de setembro, dos quais 5.660 são bombeiros.

Em 2019, as despesas com pessoal dos corpos de bombeiros, no âmbito do DECIR, ascenderam a cerca de 26 milhões de euros, enquanto as despesas com alimentação totalizaram cerca de 800 mil euros. As despesas com reposições e reparações de veículos, bem como despesas com danos com equipamentos, ascenderam a um montante aproximado de 7,5 milhões de euros.

A Diretiva Financeira, que entra em vigor às 00h00 do dia 15 de maio, foi aprovada pela Secretária de Estado da Administração Interna, após audição da Liga dos Bombeiros Portugueses.

AF Viseu organiza curso de observadores de futebol e futsal

Vai ter lugar já no início do mês de junho, um curso de observadores de futebol e futsal, organizada pela Associação de Futebol de Viseu com apoio da Academia de Arbitragem da FPF.

As candidaturas e todas as informações podem ser efetuadas por: arbitragem@afviseu.pt

 

AF Viseu-José Carlos Almeida não será técnico do Sezurense na época 2020/21

Depois de  confirmado, afinal agora o Sezurense veio emitir um comunicado, que José Carlos Almeida não irá comandar a equipa na época 2020/21.

Assim o técnico veio confirmar a sua saída, como sendo decisão difícil e as razões pelo qual o fez não importa divulgar, agora vamos ver quem será o novo técnico.

Bandas de música, cantores e grupo de música necessitam de apoio para manter atividade

Muito se fala em apoios aos mais diversos setores da comunidade, mas a parte cultural continua à espera de soluções, se não vejamos.

Anualmente , as bandas filarmónicas, cantores e grupos de música diversas encontram-se em crise profunda, dado que devido à pandemia Covid-19, a Conferência Episcopal cancelou atos religiosos, o Governo cancelou Festas e concertos populares, logo todas estas coletividades, têm prejuízos avultados, pelo cancelamento desses eventos.

Os Municípios anualmente vão apoiando, mas este ano, o Governo, através do Ministério da Cultura, canalizarem apoios financeiros para fazer face a estas dificuldades.

Por parte da Conferência Episcopal deveriam ser oferecidas as licenças das Dioceses para as atuações em atividades religiosas, pelos Municípios e Comissões de Festas procurarem assegurar as festividades de 2020 para 2021.

Assim vamos ver as medidas que possam ser tomadas com alguma urgência, sob pena de a vertente cultural ficar mais pobre.

AF Viseu- Sezurense prepara nova temporada 20/21

Depois ter sido concluído mais cedo, o campeonato, o elenco diretivo do Sezurense começou a trabalhar na próxima temporada e já encetou negociações com treinador e jogadores.

Equipa técnica mantém-se, formada por  José Carlos Almeida-treinador principal, Paulo Lourenço- Treinador adjunto e o Massagista João Freitas

Renovações:Telmo, Ascensão, Ricardo

3ªdivisão:Guarda, Pinhelenses, Celoricenses, Lamego, Vildemoinhos e Mortágua participaram na 1ªedição completa

A primeira vez em que a 3ªDivisão Nacional se realizou foi em 1968/69 tendo arrancado logo no início da temporada , dado que anteriormente, era mais uma segunda fase, porque na fase inicial apenas participaram equipas dos distritais.
Assim deixamos aqui uma nota , a participação da Guarda, Pinhelenses e Celoricense (AF Guarda) e Lamego, Vildemoinhos e Mortágua (AF Viseu).
Aqui fica a Classificação final do Campeonato Nacional da 3ª Divisão, Zona B, época de 1968/69: União de Lamas 37 pontos, Lamego 34, Lusitânia de Lourosa 30, União de Coimbra 28, Oliveirense 26, Feirense 25, Marialvas 20, L. Vildemoinhos 16, Guarda 16, Mortágua 13, Pinhelenses 10 e Celoricense 9 pontos.
O União de Lamas chegou longe na competição. Na final do campeonato, depois de empatar o primeiro jogo 1-1 com o Sp. Farense, a equipa do União de Lamas venceu por 1-0 no jogo de desempate e sagrou-se pela segunda vez Campeão Nacional da 3ª Divisão.

Gonçalense esteve presente em 1969/70
Em 1969/70 a competição passou para 16 equipas. Aqui fica a classificação da Zona B:
Classificação final: União de Coimbra 50 pontos, Alba 48, Sp. Covilhã, 47, Oliveirense 45, Lusitânia de Lourosa 40, Marialvas 37, Valecambrense 34, Feirense 30, Ala Arriba 28, Guarda 28, Penalva do Castelo 26, L. Vildemoinhos 23, Mortágua 15, Celoricense 13, Pinhelenses 11 e Gonçalense 5 pontos. O União de Coimbra foi o vencedor e subiu à 2ª Divisão Nacional. Os quatro últimos classificados desceram de divisão.

fonte:LS

FPF- Futebol feminino vai ser reformulado

Em comunicado, a Direção da FPF, informa que em linha com o pensamento das instâncias internacionais de futebol, entende que será expectável que o impacto da pandemia COVID-19 possa ser significativamente maior sobre setores em desenvolvimento.

No futebol, este é sem dúvida o caso do futebol feminino.

Apesar do desenvolvimento dos últimos anos, continuam a existir em Portugal pouco mais de 11 mil jogadoras de futebol e futsal.

Na época passada, a FPF iniciou um programa de apoio aos clubes da Liga BPI.

Este programa apoia 12 clubes e visa contribuir para a sustentação e crescimento através do incentivo a melhores recursos humanos nos clubes com equipas femininas.

Numa fase particularmente crítica em que está em risco o que foi conseguido no setor nos últimos 5 anos, seria importante que a FPF conseguisse auxiliar mais clubes como forma de manter o número de praticantes e a competitividade da prova e das seleções nacionais.

A Direção da FPF entende que aumentar a Liga BPI de 12 para 20 clubes permitirá apoiar diretamente quase o dobro das jogadoras portuguesas, muitas delas ativas em seleções nacionais de diferentes escalões.

Assim, além dos 12 clubes que competiram na Liga BPI em 2019/20, participarão em 2020/21 também os 8 vencedores de série do Campeonato da II Divisão Nacional Feminino.

 

Em 2021/22 a Liga BPI terá 16 equipas.

FPF- Criação de 3ªLiga e reformulação do Campeonato de Portugal

Uma reformulação do futebol dito amador, com a criação da III Liga, que vem permitir mais competitividade por parte dos clubes menos endinheirados, isto é, passa a existir a possibilidade de um clube regional poder aspirar a ascender ao Campeonato de Portugal e não ter de fazer loucuras para se manter por lá.

Em comunicado, a Direção da Federação Portuguesa de Futebol informou que  aprovou  um amplo plano de emergência e reestruturação do terceiro escalão do futebol sénior masculino português, resultado da reflexão dos últimos seis meses com as associações e demais sócios FPF.

O plano tem os seguintes principais objetivos:

  1. Assegurar o maior número possível de projetos equilibrados;
  2. Aumentar a competitividade;
  3. Melhorar a qualidade de jogo;
  4. Aproximar os adeptos do futebol local;
  5. Criar espaços de desenvolvimento para o jovem jogador português na transição dos sub-19 para os seniores e garantir um formato adequado ao que se prevê venha a ser a próxima época, no quadro da pandemia COVID-19.

A FPF decidiu criar em 2021/22 uma nova prova, designada para já «III Liga», que servirá de acesso à LigaPro.

Na época 2020/21 competirão no Campeonato de Portugal as seguintes 96 equipas: duas vindas da Liga Pro, 70 que permanecem, 20 que ascendem das competições regionais e 4 novas equipas B.

Nas três épocas seguintes, a «III Liga» e o Campeonato de Portugal verão o número de clubes reduzir-se até 76.

A FPF acordou com o Sindicato dos Jogadores que os profissionais destas competições terão como valor de remuneração base o salário mínimo nacional.

Além desta medida, a taxa de jogo sofrerá uma redução significativa e haverá ajustes no valor de inscrição de jogadores.

Definidos os moldes em que decorrerão as competições nacionais não profissionais de futebol na época 2020/21 e 2021/22, a FPF continuará agora a estudar os formatos e calendários das provas de futsal nas próximas temporadas.

Dia Internacional do Bombeiro

O Dia Internacional do Bombeiro celebra-se anualmente a 4 de maio, esta uma data foi estabelecida em 1999, após uma intensa circulação de emails pelo mundo gerada pela trágica morte de cinco bombeiros num incêndio na Austrália.

Em diversos países da Europa e do mundo celebra-se o Dia Internacional do Bombeiro a 4 de maio por este ser o dia de São Floriano, o padroeiro dos bombeiros. Em Portugal celebra-se o Dia Nacional do Bombeiro Profissional a 11 de novembro.

Neste dia presta-se uma homenagem a todos os bravos bombeiros que deram e que dão as suas vidas para salvar a vida dos outros. Uma das formas de agradecer aos heróicos bombeiros e de celebrar esta data é usar uma fita azul e vermelha, já que o símbolo do Dia Internacional do Bombeiro é uma fita azul e vermelha de 5 centímetros de comprimento por 1 centímetro de largura, onde o vermelho representa o fogo e o azul a água, sendo que as duas cores são conhecidas mundialmente como representações de serviços de emergência.

Por:WIKI

Campanha: Construa o seu Laço Azul

 

Uma vez que, grande parte da comunidade ainda está em confinamento obrigatório por causa da COVID-19, decorre uma campanha de sensibilização para a problemática em parceria com a CPCJ de Fornos de Algodres.
O Desafio consiste em construírem um Laço Azul, utilizando os materiais que entenderem até ao final do mês dia 30 de abril e o colocarem na sua janela ou varanda e que publiquem de seguida na página do Facebook do CLDS 4G  Servir Fornos de Algodres ou da CPCJ Fornos de Algodres.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar