Templates by BIGtheme NET
Home » Aguiar da Beira

Aguiar da Beira

Um gesto de Solidariedade de jovem casal

No passado dia 18 de Outubro as redes sociais eram invadidas por fotografias e relatos da mancha de destruição provocada pelos incêndios que lavraram na nossa região. Mais uma vez estávamos a viver a tragédia de Pedrógão Grande, mas desta vez mais perto de nós. Desta vez fomos nós os prejudicados, foram as nossas terras as dizimadas, foram os nossos animais as vítimas.
Mais uma vez era impossível ficar indiferente.

Mas como de tantas outras vezes, apesar da vontade de ajudar ser muita, as limitações (quer humanas quer financeiras) eram ainda maiores. Sozinhos conseguimos pouco, e, em contrapartida, há tantas outras pessoas, tantos outros amigos, que sozinhos também pouco conseguem, mas que têm tanta vontade de ajudar.
Feitas as contas a matemática foi simples: Se todos nos juntarmos e dermos alguma coisa, o pouco de cada um transforma-se em muito. Foi assim que, apelando aos amigos do Facebook conseguimos fazer uma angariação de fundos, a título pessoal, com o objetivo de adquirir bens de primeira necessidade para os animais feridos.

Foi rápido, foi simples e, não deu milhões, mas deu algumas centenas. Em dois dias angariámos um total de 1.046,50€, dividido entre um donativo de material farmacêutico da Farmácia Castanheira de Fornos de Algodres e 917€ em dinheiro. Este dinheiro que fomos recebendo, em transferências que foram desde 1€ a 50€ por pessoa, foi gasto em medicamentos de necessidade mais urgente (seguindo os pedidos dos veterinários que trabalham com a ANCOSE) e em ração para pequenos ruminantes. Enviámos, assim, para a delegação da ANCOSE de Oliveira do Hospital um total de 1050kg de ração para ovelhas e borregos, 175 kg de alimento para galinhas e 210 kg de milho partido, e conseguimos, ainda, que fosse feita uma doação da 80kg de leite de substituição para borregos, através de uma amiga que trabalha na área.

Foi pouco, podem alguns pensar, e com razão. Foi pouco, tendo em conta as necessidades de toda a população afectada pelos fogos. Mas foi alguma coisa. Foi, com certeza, alguma coisa que, chegando na altura certa, nos dias que imediatamente se seguiram ao fogo, fez alguma diferença e auxiliou quer o pessoal veterinário que estava no terreno, quer esta grande associação – a ANCOSE, que se mostrou imparável na ajuda ao próximo, quando eles próprios tanto perderam. Foi pouco mas chegou logo, longe de burocracias e de trâmites confusos que envolvem as doações para entidades que posteriormente (e muitas vezes, tardiamente) fazem a distribuição dos donativos por quem, teoricamente, precisa mais.

Os nossos amigos confiaram em nós e nós confiámos naqueles que estavam no terreno, que viveram o horror e que deram tudo por tudo para se reerguerem, estendendo a mão a quem tinham à volta.

Por isso o agradecimento não pode ser feito a nós. O agradecimento, o muito muito obrigado, vai direitinho para aqueles que nos confiaram as suas doações e para aqueles que as receberam e as souberam distribuir directamente por quem precisava.
Um grande bem haja e que pessoas como estas continuem sempre a fazer do mundo um lugar melhor para se viver.

Por:Ana Martins e Fábio Gerardo

CPCJ Aguiar da Beira atribui voto de louvor a Armando Leandro

Recentemente, em Aguiar da Beira, foi atribuído um Voto de Louvor ao Juíz Armando Leandro, pela CPCJ local.

Foi um homem que lutou sempre com todas as forças pelo direitos das crianças e jovens em risco, face a isso, recebe esta distinção por unanimidade.

Foto:CPCJ

Taça das Regiões- AF Guarda ficou pelo 2º lugar

Chegou ao final assim a fase zonal da Taça das Regiões UEFA, com a realização da derradeira jornada.

A AF Guarda precisava de vencer , mas frente aos leirienses apenas conseguiu uma igualdade a duas bolas, era pouco para carimbar o passaporte dado que a turma albicastrense venceu a AF Santarém por uma bola a zero.

Agora em suma, destaca-se o bom trabalho que a turma egitaniense realizou que bem orientada por Artur Lobão, procurou sempre mais e melhor.

Resultados da 3ªronda:

AF Guarda – AF Leiria-2-2
AF Castelo Branco – AF Santarém-1-0
Classificação
AF Castelo Branco– 9 pts
2º AF Guarda ————–4  pts
3º AF Santarém ————3 pts
4º AF Leiria —————–1 pts

 

AFGuarda- Feminino- Guarda 2000 só sabe vencer

8 jornadas disputadas

Na noite deste sábado, mais uma ronda do distrital de futsal feminino, com a Guarda 2000 a amealhar mais uma vitória e por números expressivos.

A turma Celoricense também a alcançar uma brilhante vitória na Mêda, por números expressivos.

O Trancoso venceu o derby concelhio por sete bolas a duas e a Guarda Unida D. reagiu bem e venceu a formação do Penaverdense por nove bolas a três.

UD Pinhelenses – Guarda 2000-0-11
GD Meda – SC Celoricenses-0-15
Vila Franca das Naves- GD Trancoso-2-7
Guarda Unida D. – Penaverdenses-9-3

Classificação

1ºGuarda 2000-24pts

2ºCeloricense–21pts

3ºs Guarda Unida D.-15pts

UD Pinhelenses-15pts

5ºTrancoso- 12pts

6º Penaverdenses–6pts

7ºVila Franca das Naves-3pts

8º GD Mêda————0pts

Taça das Regiões–AFGuarda e AF Castelo Branco vencem na 2ª ronda

Teve lugar neste sábado, na cidade da Guarda, a 2ªjornada da fase zonal da Taça das Regiões, com a AF Guarda a vencer por duas bolas a uma a turma da AF Santarém, na outra partida a turma de Castelo Branco derrotou AF Leiria por duas bolas a uma.

AF Guarda -AF Santarém-2-1
AF Castelo Branco- AF Leiria-2-1

Classificação

1ºAF Castelo Branco-6

2º AF Guarda-3

3ºAF Santarém-3

4º AF Leiria – 0

AFG- Convocatória para Taça das Regiões

Foram já divulgados os convocados para integrar a Seleção da AFGuarda para disputar este fim de semana , a fase zonal da Taça das Regiões.

Estão presentes :Associação de Futebol da Guarda, AF Leiria, AF Castelo Branco e AF Santarém.

Taça das Regiões- Fase zonal na Guarda

Vai se disputada no distrito da Guarda, a Fase zonal da Taça das Regiões, com a participação da AF Guarda, AF Castelo Branco, AF Leiria e AF Santarém, de 8 a 10 de dezembro.

Desta forma, esta fase tem inicio, nesta sexta -feira, com o Municipal da Guarda a acolher a partida entre AF Santarém e AF Leiria e no Estádio José Júlio Balcão em Vilar Formoso, defrontam-se, AF Guarda e AF Castelo Branco, ambas partidas às 17 horas.

Depois no sábado, 9 dezembro,no Municipal da Guarda, AF Leiria defronta AF Castelo Branco, no Zambito , AF Guarda recebe AF Santarém, ambos às 15 horas.

Para finalizar, esta prova, no domingo 10, no Municipal da Guarda, AF Guarda defronta AF Leiria e no Zambito, AF Castelo Branco defronta AF Santarém, ambos às 11 horas.

Avisos e liturgia do 1ºdomingo do Advento- Fornos e Aguiar da Beira

Dupla Perspectiva do Advento
O TEMPO DO ADVENTO é o tempo da devota e gozosa EXPECTATIVA sobre a vinda do Senhor. Está estruturado liturgicamente numa dupla perspectiva:

  1. É TEMPO DE PREPARAÇÃO para a SOLENIDADE DO NATAL, que comemora “a vinda do Filho de Deus” à Humanidade, pela Incarnação;
  2. É tempo no qual, mediante a evocação do nascimento histórico, se concentra o espírito dos crentes na expectativa da “SEGUNDA VINDA DE CRISTO” no fim dos tempos.
Ano B - Advento - 1º Domingo - Boletim Dominical

As duas perspectivas entrecruzam-se nos textos litúrgicos do Advento, porque a “primeira vinda” pela Encarnação é o fundamento da “última vinda”; e esta, a consumação escatológica da primeira.

Entre o ACONTECIMENTO HISTÓRICO de Cristo e a PARUSIA há um ritmo incessante de ADVENTO de Cristo, sempre presente na Igreja e no Mundo, porque há muitas zonas da pessoa onde Cristo está “ausente”, até que nos identifiquemos, existencialmente, com Ele; porque há muitos homens que ainda não ouviram a Sua mensagem; porque há muitas zonas no mundo e na História que ainda não foram atingidas pela graça da reconciliação!

A Liturgia do ADVENTO CRISTÃO situa-se no “já” da Encarnação e no “ainda não” da Sua vinda em plenitude.

Entre a Encarnação de Cristo e a Sua última vinda
Para melhor entender esta dupla perspectiva do Advento, devemos ater-nos a alguns aspectos gerais do Ano Litúrgico:

  1. As celebrações do Ano Litúrgico são o desenvolvimento da História da Salvação atualizada sacramentalmente no tempo e no espaço, com todos os seus acontecimentos salvíficos, para que essa História aconteça existencialmente nas comunidades eclesiais, em cada geração e em cada pessoa.
  2. Há nos Mistérios da Redenção uma dimensão histórica, enquanto acontecimento cronologicamente verificado no passado. Como tais, esses mistérios, são “um passado histórico irreversível”. A celebração deles é uma “comemoração-aniversário”. Mas há também a dimensão salvífica, enquanto iniciativa salvadora de Deus; manifestação da força viva de Deus perenemente presente e actuante. A celebração litúrgica é a “reactualização” dessa dimensão salvífica, que se reproduz existencialmente como acontecimento salvífico.
  3. Ano B - Advento - 1º Domingo - Boletim Dominical

O Natal é o “mistério-sacramento” do nascimento do Senhor, que renova e actualiza o Mistério do Filho de Deus feito homem. O “HOJE”, repetido nos textos litúrgicos do Natal, é o “HOJE DIVINO”, ou a presença perene de Deus, em Quem não há passado nem futuro, no “HOJE DOS HOMENS” sempre provisório e passageiro! Pela celebração cultual, o “HOJE” de cada geração é contemporâneo do que já aconteceu e do que há-de vir. COMEMORAR os Mistérios da Redenção não é distanciar-se do que aconteceu, mas abolir as distâncias.
Há uma unidade interna nos ciclos do Ano Litúrgico. Ela procede da unidade do Mistério de Cristo, presente em todas as celebrações. A Liturgia celebra sempre todo o mistério de Cristo, mas na PERSPECTIVA PASCAL. Por isso, a Liturgia do Advento e a do Natal estão transfiguradas pelos símbolos pascais:

  1. A Encarnação é perspectivada pelo processo da “humilhação-despojamento”, que culmina na morte de Cristo.
  2. O Natal é como que celebração antecipada e pressuposto da maravilhosa Primavera da salvação: a festa da Páscoa.
  3. A verdadeira festa do “Sol da Justiça”, que se celebra no Natal, brilha na Ressurreição.
  4. O movimento da regeneração da Humanidade começa no Natal mas culmina na Páscoa! Haja em vista toda a simbologia pascal da luz, presente no Natal!

A liturgia do primeiro Domingo do Advento convida-nos a equacionar a nossa caminhada pela história à luz da certeza de que “o Senhor vem”.
Apresenta também aos crentes indicações concretas acerca da forma devem viver esse tempo de espera.
A primeira leitura é um apelo dramático a Jahwéh, o Deus que é “pai” e “redentor”, no sentido de vir mais uma vez ao encontro de Israel para o libertar do pecado e para recriar um Povo de coração novo. O profeta não tem dúvidas: a essência de Deus é amor
e misericórdia; essas “qualidades” de Deus são a garantia da sua intervenção salvadora em cada passo da caminhada histórica do Povo de Deus. A segunda leitura mostra como Deus Se faz presente na história e na vida de uma comunidade crente, através dos dons e
carismas que gratuitamente derrama sobre o seu Povo. Sugere também aos crentes que se mantenham atentos e vigilantes, a fim de acolherem os dons de Deus.
Antes de mais, o Evangelho deste domingo coloca-nos diante de uma certeza fundamental: “o Senhor vem”. A nossa caminhada humana não é um avançar sem sentido ao encontro do nada, mas uma caminhada feita na alegria ao encontro do Senhor
que vem. Não se trata de uma vaga esperança, mas de uma certeza baseada na palavra infalível de Jesus. O tempo de Advento recorda-nos a realidade de um Senhor que vem ao encontro dos homens e que, no final da nossa caminhada por esta terra, nos oferecerá
a vida definitiva, a felicidade sem fim. O tempo do Advento é, também, o tempo da espera do Senhor. O Evangelho deste Domingo diz-nos como deve ser essa espera… A palavra mágica é “vigilância”: o verdadeiro discípulo deve estar sempre “vigilante”,
cumprindo com coragem e determinação a missão que Deus lhe confiou. Estar “vigilante” não significa, contudo, preocupar-se em ter sempre a “alminha” limpa para que a morte não o apanhe com pecados por perdoar; mas significa viver sempre activo,
empenhado, comprometido na construção de um mundo de vida, de amor e de paz.
Significa cumprir, com coerência e sem meias tintas, os compromissos assumidos no dia do baptismo e ser um sinal vivo do amor e da bondade de Deus no mundo. É dessa forma que eu tenho procurado viver? Em concreto, estar “vigilante” significa não viver
de braços cruzados, fechado num mundo de alienação e de egoísmo, deixando que sejam os outros a tomar as decisões e a escolher os valores que devem governar a humanidade; significa não me demitir das minhas responsabilidades e da missão que Deus me confiou quando me chamou à existência… Estar “vigilante” é ser uma voz
activa e questionante no meio dos homens, levando-os a confrontarem-se com os valores do Evangelho; é lutar de forma decidida e corajosa contra a mentira, o egoísmo, a injustiça, tudo aquilo que rouba a vida e a felicidade a qualquer irmão que caminhe ao meu lado… O nosso Evangelho recomenda especialmente a “vigilância” aos “porteiros” da comunidade – isto é, a todos aqueles a quem é confiado o serviço de proteger a comunidade de invasões estranhas.

AFGuarda- Resultados da 1ªdivisão–11ª ronda

Ginásio Figueirense salta para a liderança

Um domingo de frio no distrito da Guarda, com surpresas, onde houve mudanças na liderança, o Ginásio Figueirense venceu os Vilanovenses por duas bolas a zero, e assim aproveitaram, face ao empate da Mêda em casa diante do sabugal a zero bolas.

O Gouveia também venceu por três bolas a zero a turma do vila Cortêz e igualou a turma da Mêda na segunda posição.

Por:AP/RE

Jornada 10
Equipa Resultado Equipa
Cd Gouveia 3 – 0 C.V.Cortez Mondego
Guarda Unida Desportiva 2 – 1 Ac Estrela Almeida
Grupo D. Trancoso 1 – 0 Ass. D. Manteigas
SPG. C. da Meda 0 – 0 SC Sabugal
Ass. C. Desp. Soito 4 – 4 ADRC Aguiar Beira
A.D. de São Romão 0 – 1 Ass.Cd V.F.Naves
Gin. C. Figueirense 2 – 0 CF Vilanovenses
Pos Equipas Pts. .
Jg V E D GM GS Dif
1 Gin. C. Figueirense 21 10 6 3 1 18 5 13
2 SPG. C. da Meda 20 10 6 2 2 17 8 9
3 Cd Gouveia 20 10 5 5 0 14 7 7
4 Ass. D. Manteigas 17 10 5 2 3 21 13 8
5 ADRC Aguiar Beira 16 10 4 4 2 21 15 6
6 Grupo D. Trancoso 15 9 4 3 2 13 8 5
7 Ass.Cd V.F.Naves 13 10 4 1 5 11 9 2
8 SC Sabugal 13 10 3 4 3 12 13 -1
9 Ass. C. Desp. Soito 13 10 3 4 3 16 18 -2
10 C.V.Cortez Mondego 13 10 3 4 3 17 20 -3
11 A.D. de São Romão 9 9 2 3 4 14 18 -4
12 CF Vilanovenses 7 10 2 1 7 10 20 -10
13 Ac Estrela Almeida 6 10 1 3 6 18 24 -6
14 Guarda Unida Desportiva 4 10 1 1 8 8 32 -24
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar