Templates by BIGtheme NET
Home » Aguiar da Beira (page 30)

Aguiar da Beira

Agrupamento de Escolas promove atividades em Aguiar da Beira

17904488_1902437086664085_8817664970898035785_nAlgumas atividades o Agrupamento de Escolas Padre José Augusto da Fonseca, em Aguiar da Beira, vai levar a efeito, ainda neste mês de abril.

Assim sendo, na sexta-feira, 21 de abril, Pedro Chagas Freitas, vai conversar com os alunos sobre as suas publicações e o prazer de escrever.

Por sua vez, no domingo, 30 de abril, vai realizar-se uma caminhada de mãos dadas, que tem como lema ” Pela educação”.

O início da caminhada onde o laço azul vai estar presente, terá lugar na sede17904106_1902437259997401_1016361061627517430_n do agrupamento.

Duas atividades para colocar os alunos e comunidade em geral em movimento.

Por:António Pacheco

Operação Páscoa 2017–GNR

gnrA Guarda Nacional Republicana intensifica entre esta quinta-feira, dia 13 e até domingo, dia 16, o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, com particular incidência nas vias mais críticas da sua zona de ação, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança para os locais de origem.

Durante a operação, além das ações de prevenção e apoio aos condutores, os militares da GNR vão estar particularmente atentos à prática das seguintes infrações:

·         Condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas;

·         Falta de habilitação legal para o exercício da condução;

·         Excesso de velocidade;

·         Incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou sistemas de retenção para crianças;

·         Uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·         Não cumprimento das regras de trânsito (não circulação na via mais a direita, distância de segurança e cedência de passagem, manobras de ultrapassagem, mudança de direção e inversão do sentido de marcha).

Durante a Operação Páscoa 2016 registaram-se:

·         804 acidentes;

·         Três mortos;

·         22 feridos graves;

·         256 feridos leves.

Por:GNR

Bênção de Ramos na região

20170409_114615 Neste domingo de Ramos, por toda a região, as comunidades saíram à rua, para participar na Bênção dos Ramos.

O momento foi vivido, com uma procissão até à Igreja para a celebração da eucaristia dominical.ramos carapito1 ramos em Vila franca

AF Guarda- Resultados da ronda 23

afgA.D.Fornos de Algodres assume a liderança

Uma tarde quente, com o sol a brilhar em todo distrito, onde se jogou nova jornada da 1ªdistrital da AF Guarda.

O brilhante triunfo do Fornos de Algodres por três bolas a zero, frente ao Sabugal, coloca os fornenses numa posição confortável para alcançar a subida.

Jornada 23
Data Equipa Resultado Equipa
09-04-2017 ADRC Aguiar Beira 0 – 2 S.C. Mêda
09-04-2017 Gin C Figueirense 1 – 1 A.D. de São Romão
09-04-2017 SC Sabugal 0 – 3 AD Fornos de Algodres
09-04-2017 D. Trancoso 2 – 0 Ac Estrela Almeida
09-04-2017 SC Vilar Formoso (Folga)
09-04-2017 Ass. D. Manteigas 2 – 0 Ass. C. Desp. Soito
09-04-2017 C.V.Cortez Mondego 3 – 2 CF Vilanovenses
Pos Equipas Pts .
Jg V E D GM GS
1 AD Fornos de Algodres 48 21 14 6 1 53 14
2 SC Sabugal 46 22 13 7 2 39 14
3 S.C. Mêda 42 21 12 6 3 40 18
4 ADRC Aguiar Beira 42 21 12 6 3 43 21
5 D. Trancoso 33 22 9 6 7 27 16
6 A.D. de São Romão 29 21 8 5 8 31 31
7 CF Vilanovenses 27 21 6 9 6 32 34
8 Gin C Figueirense 23 21 6 5 10 25 27
9 Ass. C. Desp. Soito 22 21 6 4 11 25 41
10 Ac Estrela Almeida 20 21 6 2 13 22 48
11 Ass. D. Manteigas 19 20 5 4 11 14 32
12 C.V.Cortez Mondego 16 21 5 1 15 25 50
13 SC Vilar Formoso 12 21 3 3 15 15 45

AF Guarda com grande prestação no Interassociações sub-15

17522650_1010553029081651_724111293069594471_n AF Viseu na 14ªa posição

Depois de três dias de glória, a AF Guarda saiu derrotada na reta final da prova pela AF Viseu  por 5-4. André Mendes rubricou um  “hat-trick”, Guilherme Faria e Gonçalo Almeida também marcado pelos viseenses.

Pela AF Guarda, reduziram Miguel Gomes, que celebrou com hat-trick, e Francisco Lageo, mas foi insuficiente para vencer.

Ainda assim grande participação dos egitanienses neste torneio onde demonstrou que a formação vai sendo trabalhada já com qualidade acima da média.

Nas contas finais do torneio, total supremacia da seleção de Lisboa, a única a vencer todos os jogos que disputou, registo ao qual junta o de melhor ataque e defesa do torneio. O prémio de melhor marcador foi dividido entre os lisboetas Diogo Furtado e André Cruz, que apontaram 12 golos cada. O pódio ficou fechado pelo portuense Renato Silva, autor de 11 remates certeiros.

1ºAF Lisboa- 12 pts

2ºs AF Porto, AF Leiria, AF Guarda -9ts

…… 14º AF Viseu-4pts

Por: AFATV, AFG, AP

 

Sub-15- AF Guarda vence na duas jornadas iniciais do Interassociações

17795710_1009315659205388_6930110286611942798_nNo 1ºdia,a seleção da AF Guarda,  derrotou a AF Beja por 10-1. Diogo Leocadio abriu e fechou o ativo, tendo completado um “hat-trick”, registo igualado por Miguel Gomes e Duarte Seco. Francisco Santos apontou o restante tento dos egitanienses. Pelo conjunto alentejano, reduziu Rodrigo Cascalheira.

Os jovens que viajaram da AF Lisboa, conseguiram a goleada mais expressiva da ronda. Marcaram 20 vinte golos à congénere de Viseu, seis dos quais por André Cruz. Rúben Teixeira e Diogo Santos completaram um “hat-trick”, Hugo Freitas e Diogo Furtado bisaram, tendo Bernando Almeida, Tomás Antunes, Gonçalo Banha e Edmilson Sá completado o resultado.

No 2ºdia, a equipa da AF Guarda, levou de vencida a congénere da AF Vila Real, na segunda ronda, por 7-4.

Ao intervalo, os egitanienses já ganhavam por 6-1, marcaram Miguel Gomes e Francisco Santos, por duas vezes, e Diogo Leocadio e Duarte Santos. Leonardo Dinis reduziu pelo meio, mas Diogo Leocadio bisou a abrir o segundo tempo. Até final, nota para o “hat-trick” de Miguel Afonso, que encurtou distâncias no marcador.

A AF Viseu bateu AF Ponta Delgada. 5-4 foi o resultado, que foi aberto pelo açoriano Marco Afonso. Gonçalo Almeida empatou, mas Diogo Arruda recolocou Ponta Delgada na frente. Só que, na ponta final da primeira parte, Paulo Lourenço bisou, e deixou os viseenses na frente do resultado pela primeira vez na partida.

No reatamento, Filipe Ferreira e Henrique Balde operaram mais uma cambalhota no marcador, mas Viseu ainda teve forças para passar novamente para a frente, graças aos tentos de Guilherme Faria e Fábio Neves.

Por:AFA/AP/AFG

Mangualde requalifica algumas artérias

mmlogoComeçaram as obras para pavimentação da estrada entre o cruzamento de Cubos e Bogalhais, na União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta. Esta empreitada está inserida no conjunto de investimentos que se estão a suceder que fazem parte do Plano de Investimentos do Município. No valor de 7 milhões de euros, estas intervenções assegurarão, na sua maioria, uma melhoria/requalificação da rede viária municipal em várias estradas municipais do concelho e na rede de infraestruturas.

 

PAVIMENTAÇÃO DA ESTRADA ENTRE O CRUZAMENTO DE CUBOS E BOGALHAIS

Para João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde «as obras de beneficiação do pavimento da estrada em quase 2km, vão permitir a melhoria na mobilidade e um aumento significativo de conforto e segurança para as pessoas que diariamente transitam nesta estrada, melhorando também a rede viária da zona urbana da cidade.»

O autarca sublinha ainda que «o Plano de Investimentos segue em linha com a estratégia que tinha sido definida. Saímos do ajustamento financeiro no final de 2016 e conseguimos dar o salto qualitativo e de excelência para o investimento público. Um investimento sem paralelo na história do município e que durante 2017 não ficará por aqui. Há já um conjunto de intervenções na fase final de contratação pública e que passarão rapidamente para o terreno.»

UMA DEZENA DE GRANDES INTERVENÇÕES EM MARCHA NO CONCELHO DE MANGUALDE

São já uma dezena de grandes intervenções em marcha no concelho de Mangualde. As intervenções a decorrer na sua maioria visam a melhoria da rede viária do concelho, mas há também intervenções para melhorar infraestruturas, zonas industriais e regeneração urbana.

Por:Mun.Mangualde

Campanha do Laço Azul em Aguiar da Beira

17757536_1358479310879670_4827468782280047365_nA Câmara Municipal de Aguiar da Beira e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Aguiar da Beira associam-se, durante todo o mês de abril, ao Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude.
A campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A. quando uma avó, Bonnie Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro despertar a atenção das pessoas. Perante a curiosidade de muitos, Bonnie Finney contou que sua neta foi vítima de violência. “E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos.

O azul, que simboliza a cor das lesões, servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos”. Um pouco por todo o mundo, designou-se o mês de abril, como o mês dedicado à Prevenção dos Maus Tratos Infligidos a Crianças e Jovens.

Por:Mun.AB

Avisos e reflexão do 5ºdomingo da Quaresma- Aguiar da Beira

z-igreja ABNeste 5º Domingo da Quaresma, a liturgia garante-nos que o
desígnio de Deus é a comunicação de uma vida que ultrapassa
definitivamente a vida biológica: é a vida definitiva que supera a morte. Na primeira leitura, Jahwéh oferece ao seu Povo exilado, desesperado e sem futuro (condenado à morte) uma vida nova. Essa vida vem pelo Espírito, que irá recriar o coração do Povo e inseri-lo numa dinâmica de obediência a Deus e de amor aos irmãos. A segunda leitura lembra aos cristãos que, no dia do seu Batismo, optaram por Cristo e pela vida nova que Ele veio oferecer.    Convida-os, portanto, a ser coerentes com essa escolha, a fazerem as obras de Deus e a viverem “segundo o Espírito”.
O Evangelho garante-nos que Jesus veio realizar o desígnio de Deus e dar aos homens a vida definitiva. Ser “amigo” de Jesus e aderir à sua proposta (fazendo da vida uma entrega obediente ao Pai e um dom aos irmãos) é entrar na vida definitiva. Os crentes que vivem desse jeito experimentam a morte física; mas não estão mortos: vivem para sempre em Deus.
A questão principal do Evangelho deste domingo – e que é uma questão determinante para a nossa existência de crentes – é a afirmação de que não há morte para os “amigos” de Jesus – isto é, para aqueles que acolhem a sua proposta e que aceitam fazer da sua vida uma entrega ao Pai e um dom aos irmãos. Os “amigos” de
Jesus experimentam a morte física; mas essa morte não é destruição e aniquilação: é, apenas, a passagem para a vida definitiva. Mesmo que estejam privados da vida biológica, não estão mortos: encontraram a vida plena, junto de Deus. A história de Lázaro pretende representar essa realidade.
No dia do nosso Baptismo, escolhemos essa vida plena e definitiva que Jesus oferece aos seus e que lhes garante a eternidade. A nossa vida tem sido coerente com essa opção? A nossa existência tem sido uma existência egoísta e fechada, que termina na morte, ou tem sido uma existência de amor, de partilha, de dom da vida, que aponta para a realização plena do homem e para a vida eterna?
Ao longo da nossa existência nesta terra, convivemos com situações em que somos tocados pela morte física daqueles a quem amamos… É natural que fiquemos tristes pela sua partida e por eles deixarem de estar fisicamente presentes a nosso lado. A nossa fé convida-nos, no entanto, a ter a certeza de que os “amigos” não são aniquilados: apenas encontraram essa vida definitiva, longe da debilidade e da finitude humanas.
Diante da certeza que a fé nos dá, somos convidados a viver a vida sem medo. O medo da morte como aniquilamento total torna o homem cauteloso e impotente face à opressão e ao poder dos opressores; mas libertando-nos do medo da morte, Jesus torna-nos livres e capacita-nos para gastar a vida ao serviço dos irmãos, lutando generosamente contra tudo aquilo que oprime e que rouba ao homem a vida plena.

02-04-2017

Por:Párocos das Paróquias de Aguiar da Beira

ARC Sport conquista novo triunfo

17554291_1369524163086690_3453429746709216999_nA ARC Sport esteve à beira de conquistar uma dobradinha na edição deste ano do Azores Airlines Rallye. Bruno Magalhães em Skoda Fabia R5 e Ricardo Moura em Ford Fiesta R5 disputaram quase até final a vitória na prova açoriana na abertura do Campeonato da Europa de Ralis de 2017.

Uma excelente gestão de corrida contribuiu para o sucesso de Bruno Magalhães que alcançou assim a sua 3ª vitória nos Açores. O navegador Hugo Magalhães conquistou a 2ª vitória na prova açoriana. Um resultado nos Açores que esteve quase a ser perfeito, mas que não deixou de ser vitorioso para a equipa de Aguiar da Beira.

Há muito que não se via Bruno Magalhães tão entusiasmado. O piloto conseguiu uma excelente adaptação ao novo Skoda Fabia R5, sublinhando também o excelente trabalho da ARC Sport.

“Foi um resultado excelente, claramente acima do planeado. O carro tem um grande potencial, o que me deu uma grande motivação e vontade de lutar por um resultado positivo. Num rali como este era muito fácil cometer um erro, o que nos obrigou a fazer uma boa gestão de corrida. Sabia que tinha melhores pneus para as segundas passagens do último dia de prova, o que se revelou vital, pois continuei a ganhar troços. Quero realçar o excelente trabalho realizado pela ARC Sport que nos ajudou bastante. Um excelente carro e uma equipa fantástica. Este é de facto um momento histórico para mim. Em relação ao futuro, não tenho nada previsto. Gastei todas as fichas neste rali”, gracejou Bruno Magalhães.

Joaquim Alves, navegado por Luís Ramalho, regressaram aos Açores ao volante do Ford Fiesta R5. Depois de um resultado menos conseguido na edição do ano passado, a dupla mostrou este ano uma evolução bastante positiva até perto do final da prova. Joaquim Alves chegou a passar pelo 11º lugar, mas um toque na derradeira passagem pela especial da Tronqueira acabou por estragar o resultado final, que poderia ter sido muito positivo.

“Foi uma pena o azar no último troço. Viemos com o carro a arrastar-se até final, acabando por sofrer uma penalização que acaba por estragar a classificação. Este ano a nossa prestação foi claramente superior à do ano passado, até pelos registos averbados em alguns dos troços. Este é um rali muito competitivo e bem organizado como sempre. O nosso próximo desafio será bem mais perto de casa, no Rali de Espinho”, disse Joaquim Alves.

Aloísio Monteiro, acompanhado pelo açoriano Sancho Eiró, mudou o “set up” do seu Renault Clio R3 T para pisos de terra, para estar presente nos Açores e tentar pontuar para as duas rodas motrizes no Campeonato Nacional de Ralis. No final da primeira passagem pela Tronqueira, o abandono surpreendeu a equipa.

“Após ter alcançado resultados positivos até ao final do segundo dia de prova nas duas rodas motrizes, a dureza da prova obrigou-nos a abandonar já perto do final. O radiador do Renault furou durante a especial da Tronqueira, o que demonstrou alguma fragilidade do carro em pisos de terra. Ao fim de duas provas sem pontuar para o campeonato, vamos agora centrar as nossas atenções apenas no Troféu Ibérico Renault Clio R3 T”, afirmou Aloísio Monteiro.

A ARC Sport alcançou a 2ª vitória consecutiva nos Açores. Em 2016 triunfou com Ricardo Moura e António Costa, este ano com Bruno Magalhães e Hugo Magalhães, na estreia de um totalmente novo Skoda Fabia R5, um carro que se mostrou perfeitamente adaptado às duras exigências dos troços de terra da ilha de São Miguel. Mas nem só com sucessos se escreve a história de uma equipa. O azar de Ricardo Moura que desistiu a três troços do final da prova, com problemas no motor do Ford Fiesta R5, numa altura em que lutava com Bruno Magalhães pela vitória, impediu uma dobradinha da equipa e arrefeceu o espírito de vitória que se viveu na estrutura da equipa de Aguiar da Beira. No final, Augusto Ramiro completamente tranquilo em relação ao trabalho realizado nos Açores, dividia sentimentos em relação aos resultados alcançados.

“Trabalhámos arduamente para que tudo corresse da melhor maneira a para que todos os pilotos alcançassem os seus objetivos. Ideal seria mesmo que todos encontrassem as suas vitórias, porque é para isso que sempre trabalhamos com todo o entusiasmo e elevado grau de profissionalismo. Quero sublinhar o empenho de todos os elementos da nossa equipa e agradecer o apoio de todos os açorianos que, ano após ano, nos têm demonstrado todo o apoio e carinho” afirmou Augusto Ramiro.

Por:ARC Sport

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar